7º edição do Arraial da Nossa Gente chega ao fim e supera expectativas

Após uma semana de muita festa o 7° Arraial da Nossa gente chegou ao fim. Iniciado no fim de junho a programação se estendeu até o último domingo (5). Como nos anos anteriores o Corredor da Folia se transformou na Vila Junina e ganhou um cenário com a cara do Nordeste, com símbolos e decoração dando referencia ao São João.

Em 2015, a sétima edição do São João em Codó se tornou especial para a população e principalmente para as bandas locais, que abrilhantaram o arraial todos os dias com suas apresentações. As quadrilhas, o bumba meu boi, mais uma vez chamou atenção e abrilhantou o evento com suas cores e ritmos, levando o público ao delírio.

A segurança foi um setor que também mereceu destaque, pois o evento contou um grande esquema de monitoramento da Polícia Militar, Guarda Municipal e segurança particular, para dar tranquilidade, conforto para o público presente. A Vila Junina contou também com uma equipe do SAMU, que estava preparada para atender a população, caso necessário. Este ano a quadrilha campeã foi a Asa Branca, ficando a Renascer do Sertão com a segunda colocação.

Para o Secretário de Cultura, Augusto Serra o 7° Arraial da Nossa Gente superou todas as expectativas.

“Hoje estamos encerrando mais um arraial com a banda do Rio Grande do Norte, Farra de Rico, e mais uma vez saio muito satisfeito com o que vi no período junino. A nossa cultura tem sido valorizada e eles nos presenteiam com belíssimas apresentações, como pudemos acompanhar durante toda essa semana, as quadrilhas, o bumba boi, as bandas que se apresentaram no palco estão de parabéns. Pra finalizar, gostaria de agradecer ao prefeito Zito por sempre incentivar a cultura codoense, agradecer a toda equipe de organização, as secretarias envolvidas que contribuíram para o sucesso de mais um arraial em Codó”, finalizou.

Asscom Prefeitura Municipal de Codó-Milton Buzar

CUIDADO: VOCÊ pode ser demitido por ‘curtidas’ no facebook

A Justiça do Trabalho está mantendo DEMISSÃO POR JUSTA CAUSA para quem ‘CURTI’, em rede social, ofensas contra empresa em que trabalha ou contra sócios dela.

Veja que caso curioso ocorreu agora em junho, confirmado pelo Tribunal Regional do Trabalho, da 15º Região e entenda por que você deve tomar muito cuidado com suas ‘curtidas’ no face.

Conheça a fonte de água natural do Memorial do PARDINHA

Conheça a fonte de água natural que jorra dia e noite no memorial do Pardinha, milagroso que morreu às margens da hoje MA-026, entre a cidade de Codó e o povoado KM 17, área rural do município.

Gerente do Banco do Brasil faz nova previsão para entrega de casas do residencial SÃO PEDRO

O residencial Zito Rolim II (nome este que por si  já caracteriza promoção pessoal proibida pela Constituição Federal para agentes políticos), mais conhecido como Residencial do bairro São Pedro, terceira etapa do programa Minha Casa, Minha Vida em Codó, custou aos cofres públicos da União R$ R$ 56.999.844,62.

Residencial São Pedro - 2 problemas

Residencial São Pedro – 2 problemas

A previsão de término da obra  era para novembro de 2014. Foi cumprida, o sorteio de mil casas, mais 300 excedentes, também foi realizado naquele mesmo mês, ocorre que até hoje, apesar da promessa política de entrega para o NATAL de 2014, nunca esta ocorreu.

A pedido os ganhadores, que se negam a gravar entrevista temendo perder o imóvel já sorteado, fomos procurar respostas para o atraso.

O POÇO JORRA LAMA

O primeiro local por nós visitado foi a própria obra. O encarregado, segundo informes da portaria, estava ‘lá pra dentro’ medindo serviços para posterior pagamento, portanto não poderia nos atender naquele momento. Mas ao conversarmos um pouco mais ficamos sabendo de algo que interessa aos ganhadores destas casas – o poço artesiano apresentou um grave problema.

Começou a jorrar lama e tiveram que interditá-lo. Se as casas fossem entregues hoje, os moradores estariam sem água potável nas torneiras. Perguntamos sobre providências a respeito, responderam que os engenheiros estão buscando uma solução (sem prazo).

PALAVRA DO GERENTE DO BANCO

Também fomos ao Banco do Brasil conversar com o atual gerente. José de Ribamar Costa Ribeiro disse que não poderia gravar entrevista, por proibições superiores, mas que poderia prestar os esclarecimentos que me fossem importantes para o momento.

Disse que o Banco ainda está na fase de análise de 1300 documentações exigidas dos sorteados do residencial São Pedro, ou seja, estão ainda vendo quem se enquadra ou não nas exigências do programa federal (renda, condição social, se tem outra casa, enfim).

A fase de análise de documentação só deve terminar em 17 de julho, quando então se partirá para uma nova fase – a de sorteio de endereços para aqueles  que tiveram seus cadastros aprovados definitivamente.

Perguntei então, quando essas fases todas seriam superadas para que os ganhadores possam, realmente, começar a morar.

O gerente respondeu que, provavelmente, em agosto/2015, embora tenha feito questão de frisar que se tratava apenas de mais uma PREVISÃO.

Antonio Luz fica com o SOLIDARIEDADE em Codó e Chico do Foto em Timbiras

O empresário Antonio Luz, que ajudou a eleger o deputado estadual Dr. Levi Pontes, agora é 77 – partido SOLIDARIEDADE. Ficou determinado na semana passada que ele é quem presidirá o diretório local da sigla, que, pelo menos a priori, deverá marchar com a coligação de Francisco Nagib, ano que vem nas eleições de 2016.

Solidariedade - Em Codó com Antonio Luz/ em Timbiras com Chico do Foto

Solidariedade – Em Codó com Antonio Luz/ em Timbiras com Chico do Foto

Foi uma retribuição ao esforço feito por Luz em 2014, merecido. Se não fossem os votos de Codó, Dr. Levi, possivelmente, estaria fora do páreo estadual.

No mesmo evento ficou definido que Chico do Foto, no momento chamado de O SARNEY de Timbiras ( uma referência às habilidades políticas do ex-presidente da República, orgulho dos maranhenses), é quem comandará o Solidariedade naquele município.

Chico apoiará Dr. Bel para prefeito ano que vem.

Eliel Lima faz apelo para aumentar doações de sangue no Hemonúcleo de Codó

Segue a campanha de doação de sangue idealizada por Valceck Frota, atual diretor do CAM, apoiado pela coordenação do Hemonucleo, Rotary Club, Tiro de Guerra, Agentes de Endemias e Agentes Comunitários de Saúde.

Até 25 DE NOVEMBRO a ideia é conseguir, no mínimo, 200 bolsas de sangue por mês.

Codó abastece cinco cidades, mas só consegue pouco mais de 100 doações/mês, o que se torna um grande problema para os hospitais da região. A luta envolve até sorteio de prêmios para quem se dispor a ajudar até novembro, prêmios estes doados por alguns empresários codoenses.

Abaixo está o depoimento de Eliel Lima, rotariano e presidente da Associação Pestalozzi, sobre este assunto. Compareça e contribua, salve uma vida.

Pescadores fazem denúncias graves mas Colônia, Câmara e Secretaria do Meio Ambiente continuam caladas

Não é de hoje que pescadores do  Itapecuru andam pedindo socorro à integrantes da imprensa sobre derrame de dejetos in natura no leito do rio e todas as denúncias são contra uma empresa que trabalha com cana  na região.

Todos os pescadores prejudicados relatam a mesma coisa. Chamam de ‘GOLDA PRETA’ o que veem nas proximidades onde o cano jorra. Neste ponto não há mais peixes e quem joga a tarrafa perde o material de pesca porque o dejeto gruda na linha e ela tem que ser jogada fora.

Além do mais, quem não pode abandonar a pesca tem enfrentado problemas com micoses adquiridas em contato com a água atingida pelo derrame. As fotos aqui exibidas são da perna de um pescador do bairro São Benedito, ele informou que há caroços, como podem ser vistos, e muita coceira.

Pescador mostrou perna cheia de caroços inflamados

Pescador mostrou perna cheia de caroços inflamados

Também disse que procuraria um médico para passar uma pomada, já que o problema reaparece cada vez que ele passa pelo local.

micoses constantes, perda de material de pesca

micoses constantes, perda de material de pesca

AUTORIDADES MUDAS

Na Câmara, até agora, só o vereador Leonel Filho (PTN) tocou neste assunto, citando inclusive o nome da empresa, mas sua voz não ecoou nem mesmo entre seus pares que o deixaram falar do assunto sem repercuti-lo. Comissão do Meio Ambiente ficou calada.

De acordo com os pescadores ouvidos por nós, a Colônia de Pescadores Z-37 também está calada diante do assunto alegando que precisa do apoio dos profissionais da pesca para se mexer e denunciar o problema aos órgãos competentes.

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e a Secretaria Estadual se não sabiam agora estão cientes do derrame de ‘golda preta’ no rio Itapecuru. Também nunca se moveram para ajudar os pescadores, os peixes e o próprio rio que estão sufocados.

Mexam-se.

De canoa, a motor, é 1h de viagem, segundo os pescadores, até o local que será filmado e fotografado, muito em breve.

Realizada com sucesso I Feira da Agricultura Familiar de Peritoró

Peritoró tem uma zona rural promissora na visão daqueles que trabalham na área, como Sindicalistas (STTR), cooperativados (COOSERT)  e governo por meio da Secretaria Municipal de Agricultura. São, segundo eles,  12 assentamentos do INCRA, 6 pelo Crédito Fundiário, 2 do ITERMA e 12 áreas quilombolas.

I Feira da Agricultura Familiar de Peritoró

I Feira da Agricultura Familiar de Peritoró

No sábado, 4, estes parceiros, coordenados pela Cooperativa de Serviços Técnicos, especializada em áreas rurais, Coosert, realizaram a primeira Feira da Agricultura Familiar de Peritoró, considerada um sucesso por lavradores de 13 povoados, 11 deles de Peritoró e dois de Coroatá.

A ideia agora é fazer com que os próprios agricultores tomem as rédeas do evento e o realizem com maior frequência possível, aumentando, sempre, o número de participantes.

“A gente precisa avaliar o que atrapalhou, dá papeis na organização e a gente precisa envolver os agricultores nesta organização porque eles são os principais atores e a gente buscar um caminho para aos poucos consiga estrutura para que, de repente, os agricultores tomem de conta da comercialização por si só, é aquela coisa, a gente vai orientar o caminhar para que, num certo ponto, dê pra ele tomar de conta só”, disse Arlan, técnico em agropecuária da Coosert/Peritoró

A próxima feira, a pedido dos agricultores, já será no próximo 25 de julho.

Sefaz e Receita Federal identificam omissão de R$ 1,1 bilhão em faturamento pelas empresas do Simples

Um relatório produzido pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) e Receita Federal identificou que mil empresas enquadradas no regime do Simples Nacional omitiram quase R$ 1,1 bilhão do seu faturamento declarado e, consequentemente, reduziram o montante dos tributos federais e do ICMS estadual, que deveria ter sido recolhido no regime unificado de tributação favorecida para as pequenas empresas.

O relatório que identificou a omissão do faturamento foi produzido cruzando as informações prestadas pelas empresas no Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional – Declaratório (PGDAS – D) da Receita Federal, com as informações das Notas Fiscais de vendas existentes na base de dados do sistema de controle de mercadoria em trânsito da Sefaz.

Todas estas empresas já receberam o aviso para a regularização até 20 de julho, por meio do Domicílio Tributário Eletrônico – DTE do SefazNet.  “Caso a declaração da empresa não seja retificada até a referida data, a Receita Federal e a Sefaz poderão notificar o lançamento da diferença encontrada, de acordo com a legislação tributária federal, com aplicação de multa e juros, fato que não excluirá a possibilidade de auditoria fiscal suplementar”, informou o secretário da Fazenda, Marcellus Ribeiro Alves.

De acordo com Marcellus Alves, ficou constatado que as empresas do Simples emitiram notas fiscais de vendas de mercadorias em valores muito superiores ao faturamento efetivamente declarado no PGDAS. “A diferença pode ser ainda maior, pois o cruzamento de informações somente alcançou o valor declarado pelas empresas com as notas fiscais eletrônicas emitidas. A fiscalização continuará confrontando as informações com outras bases de dados, como aquelas fornecidas pelas operadoras de cartão de crédito”.

O que órgãos pretendem com a cobrança administrativa é a recuperação de valores de ICMS e tributos federais, antes do lançamento fiscal, o que eleva os custos para a quitação do débito pelo contribuinte, pela incidência das multas por infração e juros moratórios.

Para se regularizar a empresa deverá providenciar até o dia 20 de julho a retificação da declaração relativa ao período notificado, gerar e pagar o documento complementar de arrecadação do simples (DAS), referente aos faturamentos que foram indevidamente suprimidos.

Caso a declaração não seja retificada até a referida data, a Secretaria de Estado da Fazenda suspenderá as empresas irregulares do cadastro do ICMS, o que as obriga a pagar o ICMS antecipadamente nos Postos Fiscais, além de proibição de emitir certidões e participar de licitações.

Por Fernando Resende/SECOM

LIQUIGÁS lança concurso público com salário de até R$ 5.159,71

A Liquigás lançou edital de concurso público com 145 vagas e mais 4.480 oportunidades em cadastro de reserva, para todos os níveis de escolaridade, com salários de R$ 1.057,36 a R$ 5.159,71 mil.

Vagas

Nível fundamental – Ajudante de carga descarga I e Oficial de Produção I.

Nível médio – Assistente Administrativo(a) I, Ajudante de Motorista Granel I e Motorista de Caminhão Granel I.

Nível médio/técnico – Oficial de Manutenção I – Elétrica, Oficial de Manutenção I – Eletrônica, Oficial de Manutenção I – Mecânica, Técnico(a) de instalações I e Técnico(a) de Segurança do Trabalho I.

Nível superior – Profissional Júnior – Administração, Profissional Júnior – Direito, Profissional de Vendas – Júnior, Profissional Júnior – Ciências Contábeis, Profissional Júnior – Ciências Econômicas, Engenheiro (a) Júnior – Mecânica, Profissional Júnior – Comunicação Social e Profissional Júnior – Direito.

As inscrições devem ser feitas de 15 de julho a 10 de agosto de 2015 pelo site da Cesgranrio. As provas objetivas e discursivas serão aplicadas no dia 20 de setembro de 2015.