VIOLÊNCIA: Assaltantes estão aterrorizando lavradores entre Km 17 e Santo Antonio dos Pretos

O trecho mais perigoso fica entre os povoados KM 17 e Santo Antonio dos Pretos. Os bandidos  até já  estabeleceram um horário mais frequente de assaltos na MA-026, depois das 5h da tarde, o que não os inibe de realizar o crime noutros horários segundo o lavrador Neuton Linhares do povoado Matinha.

“humilha demais as pessoas, dão tiro, anda todo mundo armado (…) mais um pouquinho da segurança, dá uma investigada de vez em quando aqui, pelo menos uma passada de vez em quando porque depois das 5h da tarde nós não pode andar mais”, disse

O modo de operação é o mesmo, conta o lavrador Messias Silva, morador de Santa Teresa, que já arriscou a própria vida  para não perder a motocicleta que diz ter comprado com muito esforço.

 “Quando eu passei  aí se apresentaram cada um com o facão, ainda bem que eu botei logo 110 na moto e passei logo direto porque se eles entram pro meio eu passo por riba….MAS SE TIVESSEM ARMADO DE REVÓLVER NÃO DÁ? Pra tomar minha moto aqui só se eles atirarem nas costas porque se for com faca querendo pra mim parar pra tomar pois não toma não”, respondeu com firmeza

ESTRADA PARCEIRA DOS BANDIDOS

MA-026 entre Barracão e Santo Antonio dos Pretos

A estrada está abandonada há muito tempo. Há longos trechos sem povoamento às margens e também existem outros fatores que acabam contribuindo para uma ação, de sucesso, dos criminosos.

O mato está tomando a pista que está cheia de buracos com água. Sem velocidade, os motociclistas têm sido presas fáceis para os bandidos, relatou seu Edmilson da Silva, da região de  Barro Vermelho.

“Fica mais fácil pro ladrão porque aí tem muito buraco nessa estrada, cabra não pode andar ligeiro, né não, se o cabra vai passar num buraco desse aí devagarzinho no momento o cabra tá na frente, não tem como ….A ESTRADA AJUDA OS BANDIDOS? Ajuda, bastante”, disse

VIOLÊNCIA SEM FIM

Já houve vítimas deixadas nuas e um lavrador da Boca da Mata atingido por tiros no braço depois que não parou após o anúncio do assalto.

Por causa de todo este perigo, Thiago de Sousa, que é professor e mora  na região, diz que diminuiu a frequência de idas à cidade.

“Todo dia eu ia em Codó, agora diminui a necessidade só é uma vez por semana, no máximo, quando há necessidade mesmo, as vezes a gente ainda falta com os compromissos porque  o medo é muito grande da gente sair de casa  e qualquer hora perder seu veículo”, disse o jovem professor à TV Mirante

Estivemos  no quartel do 17º BPM. Ouvimos o capitão Marlon Maiko Martins que ficou de repassar o problema para o comandante major Hudson Carneiro e este, por sua vez, tomará providências realizando, segundo o capitão, rondas na estrada mostrada na reportagem (major estava de viajem a trabalho).

Dr. Luís Carlos Filho orienta sobre doença que já atingiu 1.048 codoenses

Os sintomas da TUBERCULOSE são velhos conhecidos dos profissionais da medicina. Quem falou sobre eles ao blogdoacelio foi o jovem médico codoense Luís Carlos Filho que atende no posto de saúde do Codó Novo onde nos recebeu para esta entrevista.

Dr. Luís Carlos Filho

“Tosse crônica com mais de duas ou três semanas, febre, geralmente, no período da tarde, perda de peso sem nenhuma causa  específica bem como sintomas gerais como astenia, no caso, fraqueza no corpo, sonolência e um conjunto de sintomas é o que nos faz suspeitar em último caso”, explicou

TURBERCULOSE EM CODÓ

Um levantamento feito pela Regional de Saúde mostra que a Tuberculose é uma doença ainda bastante presente na vida dos codoenses.

De 2001 até hoje foram registrados 1.048 casos.

O que deixa as autoridades de saúde menos preocupadas é o fato destes números estarem apresentando uma relativa diminuição nos últimos anos.

Em 2015 foram 50 casos registrados no sistema de saúde. Já o ano de 2016 fechou com 46 registros da mesma doença.

O município tem disponibilizado  medicamentos gratuitos nos postos e a partir do momento em que o paciente é diagnosticado passa a ser acompanhado pelas equipes do programa Saúde da Família para evitar um outro grande problema – o abandono do tratamento que deve durar, no mínimo, 6 meses.

 “Uma vez realizado o cadastro desse paciente na unidade saúde com  dados de endereço, dados familiares, fazemos um acompanhamento regular e a primeira suspeita de uma NÃO adesão na tomada  de medicações é feita uma busca ativa  nessa residência, como sabemos é uma doença que pode trazer complicações maiores e a primeiro caso conseguimos resolver sem demais problemas”, afirmou o médico

Recadastramento da Prefeitura de Codó terminará domingo, dia 22

A Prefeitura Municipal de Codó, por meio da Secretaria de Administração, está realizando o recadastramento de todos os servidores do quadro permanente. Este procedimento é obrigatório para todos os servidores do quadro permanente, sob pena de suspensão dos proventos a partir do mês de Janeiro – aplicável a quem não se recadastrar.

O atendimento está acontecendo no Teatro do CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS DE CODÓ, no conjunto Vereda, Bairro São Francisco, próximo à Unidade Escolar Adoaldo Gomes, antiga Escola Senador Edson Lobão.

De acordo com a secretária municipal de administração, Délia Assem, o período de atendimento será do dia 11/01/2017 ao dia 22/01/2017, no horário das 08h:00 às 12h:00 e das 14h:00 às 18h:00, com atendimento também aos sábados e domingos.

Este processo de recadastramento é para os servidores efetivos e é obrigatório. Essa atualização de dados pessoais e funcionais é muito importante para a administração e para o servidor. Gostaríamos de pedir a todos que se apresentem e atualizem seus dados, para que assim possamos continuar efetuando a política de valorização do servidor. Os que não comparecerem a convocação não serão recadastrados e terão ter seus pagamentos sustados. Nós temos duas equipes atendendo: uma para conferencia de documentos e outra para o recadastramento digital”, explicou a secretária.

Prefeito Francisco Nagib em visita ao recadastramento (foto de Nilton Messias)

Última semana para recadastramento

O recadastramento será até o dia 22, domingo. O servidor deverá apresentar os seguintes documentos originais: RG, CPF, Título de Eleitor, Comprovante de Residência, PIS/PASEP, Decreto ou Portaria de Nomeação, Termo de Posse, Carteira do Conselho Profissional e Último Contracheque. Para os Servidores da Educação é obrigatório a entrega de cópia autenticada da Comprovação de Escolaridade.

No caso de Servidores que tiveram filhos recentemente é necessário entregar cópia da certidão de nascimento do dependente. No caso de Servidores que casaram recentemente é necessário entregar cópia da certidão de casamento. Todos os servidores devem ir preparados para um novo registro fotográfico digital para atualização de sua identificação pessoal no sistema.

Ascom -PMC

Em dois anos Polícia retirou de circulação 14 toneladas de drogas no Maranhão

Com o trabalho realizado pelas Polícia Civil e Militar, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) apreendeu aproximadamente 14 toneladas de drogas entre os anos de 2015 e 2016, sendo que mais de 90% das apreensões são de maconha. Os dados demonstram o esforço da gestão estadual em combater a criminalidade. Com o combate ao tráfico de drogas no estado, a polícia impediu que mais de R$ 32 milhões fossem gerados ao tráfico com a venda das substâncias ilegais.

Em 2016, foram mais de 11 toneladas de drogas apreendidas, sendo que cinco toneladas correspondem à destruição de 136 mil pés de maconha. Os dados são parciais e quase quatro vezes maiores que o alcançado em 2015, quando foram tiradas de circulação 3 toneladas de entorpecentes. Os dados de 2016 superam expressivamente, também, os de 2014, quando 2,8 toneladas de drogas foram apreendidas ou destruídas.

O aumento nas apreensões é resultado dos investimentos do Governo do Estado em estrutura e equipamentos na área da segurança pública. “Os esforços da gestão para qualificar as ações da Segurança influíram diretamente na resolutividade do trabalho policial e a cada operação os resultados são ainda mais relevantes”, enfatizou o delegado-geral de Polícia Civil, Lawrence Melo.

A maconha é a droga mais apreendida e, em 2016, foi responsável por aproximadamente 90% do total das apreensões – 10,2 toneladas. As demais drogas – cocaína, crack e outros – somaram aproximadamente 850 quilos. Em 2015, do total apreendido a maconha foi responsável por 2,3 toneladas, sendo 177 quilos das demais.

Já em 2014, apesar do baixo volume das apreensões, a maconha também liderou as apreensões, foram apreendidas 2,7 toneladas, contra 158 quilos das demais drogas. “Por ser de fácil cultivo e baixo preço, a maconha é a mais consumida”, explicou o titular da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), delegado Carlos Alessandro.

As melhorias estruturais no sistema de segurança contribuíram também para o aumento das prisões e das armas apreendidas. Em 2014, foram 118 pessoas detidas e 17 armas apreendidas por este crime. Em 2015, os registros aumentaram para 159 prisões e 25 armas ilegais tiradas de circulação. Os dados cresceram em 2016 com 231 presos e 43 armas apreendidas. O total de detidos inclui os mandados de prisão cumpridos.

A implantação da Senarc, em agosto de 2015, qualificou o processo de investigação culminando com o aumento das apreensões. A criação do canal de denúncias via WhatsApp – (98) 9.9163-4899 – que funciona todos os dias, 24 horas, se soma às medidas na área da segurança para potencializar as operações contra as drogas.

Apreensão recorde

Outra ação relevante no combate ao tráfico de drogas e que representa a maior apreensão da história do Maranhão, ocorreu em 11 de janeiro deste ano, quando mais de 2,3 toneladas de maconha foram apreendidas em operação conjunta das Polícias Civil e Militar. O montante é resultado da desarticulação de organização criminosa chefiada por Darlan Guajajara de Sousa, 36 anos. De acordo com a polícia, a droga foi encontrada na Aldeia Felipe Boner, município de Jenipapo dos Vieiras. Outras seis pessoas foram presas, todas da aldeia e apreendidos três veículos e cinco armas de fogo.

A investigação, coordenada pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Regional de Barra do Corda, durou quatro meses e teve como foco o combate ao tráfico de drogas, receptação de veículos roubados, organização criminosa e corrupção de menores. Os suspeitos podem responder por tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse ilegal de arma de fogo.

 Reforço contra as drogas

A Senarc iniciou há três meses as atividades com o apoio de cães treinados e já alcançou a marca de quase 300 quilos de maconha apreendidos. O setor de cinofilia conta com cães treinados especificamente para farejar e encontrar drogas diversas e também, suspeitos.

O setor de cinofilia da Senarc trabalha com a raça Pastor Alemão Belga cujas qualidades originais os tornam essencialmente aptos para serem ‘cães de polícia’. Essa funcionalidade se dá pelo poder olfativo dos cães. Enquanto o homem possui cerca de 5 milhões de células sensórias, um Pastor Alemão, por exemplo, possui 220 milhões. Para determinadas substâncias, a sensibilidade olfativa dos cães pode ser de 100 mil a 100 milhões de vezes superior à do homem.

Além do combate ao tráfico, as atividades com os cães serão ampliadas com ações sociais no auxílio a tratamento de pessoas com deficiência; e de cunho educativo voltado para estudantes da rede pública de ensino. O projeto está em fase finalística e a proposta é iniciar ainda este semestre com palestras e debates nas escolas.

Por Sandra Viana/Secap

CRUELDADE: Caso de criança de Coroatá que precisa de UTI continua sem resposta das autoridades

O caso da criança Maria Vitória da Silva Salazar tem comovido muitos corações  Maranhão afora, menos os das autoridades de saúde que deveriam ser os primeiros a serem tocados pela tristes história de luta pela vida desta menina.

Ela nasceu com uma grave doença do coração e desde então luta para não morrer. Está, desde que nasceu em 31 de outubro de 2016 internada no Macrorregional de Coroatá, mas precisando urgentemente ser transferida para uma UTI em São Luís, o problema é que nunca surge uma vaga.

O caso já foi parar na JUSTIÇA. O competente advogado codoense, Dr. Hômulo Buzar, conseguiu, por meio de uma ação, a ordem judicial para a internação da garota, mas nem mesmo isso ajudou. Vitória continua em Coroatá até o fechamento desta reportagem.

Segue abaixo os dados que estão circulando nas redes sociais mobilizando pessoas do povo, advogados e jornalistas em torno deste sofrimento:

………………………………………………………..

Maria Vitória da Silva Salazar – Data de nascimento: 31/10/2016

Nome dos pais: Suane Lopes da Silva e Jocilvan da Silva Salazar

Cardiopatia Congênita: CIA, CIV e Estenone Pulmonar.

Maria Vitória encontra-se internada, desde seu nascimento, na UTI Neo Pediátrica do Hospital Macrorregional de Coroatá/MA. Ela necessita, URGENTEMENTE, ser transferida para o Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos ou outro que disponha de suporte cardiopediátrico e realize cirurgia cardíaca pediátrica

Secretaria de Desenvolvimento Social inaugura sede do Serviço de Acolhimento Institucional

Houve um erro de data no comunicado/convite que veio da Assessoria de Comunicação da Prefeitura. No referido, a inauguração, que abaixo se ver noutra produção da Ascom, seria amanhã, 18, mas, de fato, ocorreu hoje, 17, pela manhã. LEIA A MATÉRIA

………………………………………………………………………………………………….

O prefeito de Codó, Francisco Nagib e a secretária de desenvolvimento social, direito da mulher, proteção alimentar e igualdade racial, Agnes Oliveira, inauguraram na manhã desta terça-feira (17) a nova sede do Serviço de Acolhimento Institucional, que ampara crianças e adolescentes vítimas de violência sexual e com vínculos familiares rompidos. Estavam presentes na ocasião o ex-prefeito de Codó, Zito Rolim, secretários de governo, vereadores, entre outras autoridades.

De acordo com Caroliny Lima, coordenadora do serviço de acolhimento institucional, o novo espaço, que irá abrigar crianças e adolescentes, será mais amplo e confortável. “Estamos muito felizes com o novo lar, pois fizemos tudo com muito amor e carinho, para que o novo espaço possua toda a estrutura necessária para o bem estar das crianças e que possa recriar um ambiente com aspecto semelhante de uma residência, com todo o aconchego de um lar”.

O serviço de atendimento terá dois quartos, berçário, cozinha e refeitório, banheiros, salas de atendimento e área externa para lazer. De acordo com a Secretária de Desenvolvimento Social, Direito da Mulher, Proteção Alimentar e Igualdade Racial, Agnes Oliveira, o centro de acolhimento poderá atender até trinta crianças e adolescentes, propiciando aos menores um espaço acolhedor, até que justiça consiga junto a instituição restabelecer os vínculos familiares rompidos.

Hoje é uma ocasião especial e um dia muito feliz, pois quando assumimos a secretaria uma das questões que mais tocou meu coração foi a do centro de acolhimento. Um lugar para proporcionar as crianças amor, carinho, dignidade. Esse é um dos investimentos mais importantes do governo do prefeito Francisco Nagib, pois preserva a integridade física de nossas crianças, dando-lhes toda proteção, cuidados, orientações e, sobretudo, muito carinho e amor”, explicou Agnes Oliveira.

Para o prefeito Francisco Nagib, a proteção a crianças e adolescentes, principalmente em situação de risco, será prioridade em sua administração.

Prefeito e primeira-dama (fotos de Nilton Messias)

Todos sabemos o quão frágil é a condição de um criança e adolescente, principalmente com vínculos familiares rompidos por alguma razão. Este centro irá cuidar dessas crianças em situação de vulnerabilidade, pois faz parte da nossa missão cuidar das pessoas, cuidar de nossas crianças. Começamos uma administração com toda a força de vontade de trabalhar por todos e querendo fazer o melhor para nossa população. Parabéns a secretária Agnes de Oliveira e toda a sua equipe

Ascom – PMC

Bolsa Escola injeta R$ 4 milhões nas cidades maranhenses de menor IDH

“Sou credenciado ao Bolsa Escola desde o ano passado, e desde então as vendas melhoraram”, disse Alacide Lopes de Melo, lojista de Governador Newton Bello, uma das 30 cidades com menor desenvolvimento humano (IDH) do Maranhão, beneficiadas com investimentos de R$ 4 milhões do Programa Bolsa Escola. Segundo comerciantes, o programa que transfere renda para a compra de material escolar tem ajudado a movimentar a economia dessas cidades.

Para a promover o Bolsa Escola em todo o estado, o Governo do Maranhão aplicou o total de R$ 59,2 milhões, aquecendo as vendas de 1.413 estabelecimentos habilitados para a comercialização de material escolar aos beneficiários do programa. São 843 comércios a mais que no ano passado, representando um aumento de 69% à rede credenciada. O valor do benefício também aumentou em 12,5%, passando a custar R$ 51 por criança atendida.

Para seu Alacide, o reajuste do Bolsa Escola ajudou a manter as vendas aquecidas durante a crise. “Apesar da inflação ter subido, aumentou o crédito do cartão, o que nos ajudou. Acho que, esse ano, o lucro vai ser igual ao do ano passado”, falou o proprietário da Loja Fortaleza, em funcionamento há mais de 10 anos no município.

Somente para Governador Newton Bello, o Governo do Maranhão destinou R$ 123.165,00, beneficiando aproximadamente 2.500 crianças. “É uma ajuda boa para as famílias, o pessoal gosta muito dessa ajuda do governo do estado”, concluiu Alacide, que além de material escolar, comercializa roupas e calçados na sua loja.

Melhoria nas vendas

Em São João do Sóter, o aporte financeiro do Bolsa Família foi de R$ 22.116,00, em benefício a mais de 4 mil alunos. Para Francisco de Paiva Sousa, proprietário do Comercial K e K, o programa representou um aumento de 70% nas vendas, só no ano passado.

“Melhorou muito porque uma coisa puxa a outra. Além do material escolar, o pessoal aproveita e olha os outros produtos que não podem comprar com o cartão. O cliente pode até não ter dinheiro na hora, mas volta e faz a compra por fora”, afirmou Francisco, que também vende produtos de beleza.

Aumento da concorrência

A melhoria nas vendas também foi notória em Itaipava do Grajaú, aumentando a busca de comércios para credenciamento no Bolsa Escola. Segundo Bejoci Costa Sobrinho, gerente da Papelaria Fácil, credenciada ao programa desde o ano passado, a concorrência aumentou este ano. “Ano passado eu estava praticamente só em Itaipava, só tinha uma pessoa comigo vendendo. Hoje estou concorrendo com três [comércios]”, afirmou.

Para Bejoci, a busca por credenciamento é reflexo do sucesso do Bolsa Escola. “Na situação que as empresas vivem hoje, isso aí foi muito bom, esse programa do governo. Também incentiva às crianças irem para a escola, com a compra do material escolar”, disse ele. Somente em Itaipava do Grajaú, o programa injetou de R$ 156.213,00, auxiliando mais de 3 mil beneficiários.

As cidades com menor IDH, são: Pedro do Rosário, Fernando Falcão, Marajá do Sena, Jenipapo dos Vieiras, Satubinha, Água Doce do Maranhão, Lagoa Grande do Maranhão, São João do Carú, Santana do Maranhão, Arame, Belágua, Conceição do Lago-Açu, Primeira Cruz, Aldeias Altas, São Raimundo do Doca Bezerra, São Roberto, São João do Sóter, Centro Novo do Maranhão, Brejo de Areia, Serrano do Maranhão, Amapá do Maranhão, Araioses, Governador Newton Bello, Cajari, Santa Filomena do Maranhão, Milagres do Maranhão, São Francisco do Maranhão, Afonso Cunha, Itaipava do Grajaú e Santo Amaro do Maranhão.

Por Carol Mello/Secap

Professor Welson elogia HOMILETICAMENTE o prefeito Francisco Nagib

Professor Welson volta às redes sociais, em vídeo. Desta vez para elogiar o prefeito Francisco Nagib, PDT, por ter iniciado a reforma do MERCADINHO da rua Pernambuco, no bairro São Francisco. Assista

Evento de reinauguração de casa é marcado para o mesmo horário do protesto do abono

De acordo com comunicado da Assessoria de Comunicação da Prefeitura enviado à imprensa local haverá um evento oficial, exatamente, na hora em que o manifesto dos professores estará chegando à praça Ferreira Bayma.

Amanhã, às 8h da manhã, haverá a inauguração das novas instalações da CASA DE ACOLHIMENTO PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES DE CODÓ que fica na Av. 1º de Maio, centro. O evento está marcado para as 8h da manhã.

A informação não diz se o prefeito do município, Francisco Nagib, estará na reinauguração, mas subentende-se que sim, a não ser que ele já tenha definido que vai encarar os educadores que cobram abono e a resposta sobre aonde foram parar os mais de 4,8 milhões de reais que caíram, de complementação do FUNDEB, dia 29 de dezembro de 2016.

As duas notas emitidas pelo governo, até agora, não dizem 1 palavra para explicar o paradeiro destes R$ 4,8 milhões.

Além disso, os manifestantes, que já colocaram em carro de som, na rua, que estarão saindo da praça Palmério Cantanhêde a partir das 7h da manhã, também vão protestar contra  a nova carga horária que saiu de 6h para 8h diárias.

Vamos ver como o prefeito Francisco Nagib vai encarar sua primeira ‘pedreira’.

Posto de Saúde do Barracão está há mais de 1 ano abandonado

O posto de saúde do povoado Barracão foi inaugurado em meados da década de 1990, quando do primeiro governo de Biné Figueiredo. É para onde se dirigiam  lavradores de mais de 10 povoados desta região quando algum problema de saúde acontecia. Apesar de funcionar precariamente, eles pouco tinham a reclamar.

Antes de fechar as portas o posto funcionava a semana toda. De acordo com os moradores, o médico ia ao local a partir de terça e só ia embora na sexta-feira. Dava para resolver muitas doenças e até algumas emergências, mas tudo isso acabou há mais de 1 ano.

Era dona Maria José Martins Araújo de Sousa quem cozinhava para a equipe médica toda semana. Atualmente, alimenta apenas a esperança de ver o posto tornar a funcionar.

 “Tenho vontade sim, porque as pessoas ficam atendido mais perto, não precisa mais correr mais pro 17, pro Codó e assim fica melhor…ACREDITO QUE VINHA MUITA GENTE PRA CÁ, EIRA, SÃO BENEDITO? Aqui, ao redor vinha todo mundo pra cá, aqui tinha muito movimento de gente”, disse a lavradora cozinheira que mora, praticamente, nos fundos do prédio em reforma.

SEM EMERGÊNCIA CARDÍACA

Ficou mais complicado para seu Almir Francisco Silva num caso de emergência. Ele tem doença cardíaca e não ver a hora da reforma do prédio, também iniciada quando o atendimento parou, terminar.

“Por exemplo, eu que sou cardíaco toda hora estou precisando, nem médico, nem posto, nem dada (…) vamos rezar pra ver se vem um médico praí o mais rápido possível, que abra o posto …TERMINE A OBRA? Tem uma obra que tá sem terminar que tá com mais de ano moço”, lamentou respondendo.

Neste longo tempo, todos, a exemplo de Cleonice  Moura Costa e seus 5 filhos, se veem numa situação bem difícil. Quando tem dinheiro não tem carro pra cidade, quando tem carro as vezes não tem como pagar a viagem.

“ As vezes tem transporte mas não tem, as vezes, o dinheiro pra pagar passagem, né, e assim fica difícil…E AQUI RESOLVIA? É, porque aqui tem muito morador, né, criança, adulto, a gente quer se consultar não tem um médico…QUANTO TEMPO FECHADO? Meu irmão, na minha base acho que tem uns dois anos”

Nenhuma previsão foi dada aos moradores de Barracão, mas eles, também,  nunca desistiram de esperar.

 “ah, mas com certeza, faz falta não só pra mim como pra todos, questão da saúde é o que tá fazendo falta pra nós hoje é a questão da saúde (…) é isso que nós precisamos aqui dentro, não só aqui como em todo lugar”, disse Tomé de Oliveira

A SECRETÁRIA FALOU

A nova secretária de Saúde, Aurilívia Barros, explicou que pretende num prazo de, no máximo, 20 dias, mandar equipe médica para atender em algum local improvisado de Barracão ou noutro povoado próximo.

Não será no posto mostrado na reportagem porque segundo a secretária a prefeitura está num embate jurídico com o dono do povoado que havia permitido a ampliação do prédio, doando mais terreno ao município, e, depois, voltou atrás negando o pedaço de terra. Até que a Justiça se pronuncie a respeito, a obra não poderá ser concluída.