Grupo de jovens de duas igrejas sai pelas ruas ‘ganhando Codó para Cristo’

Na tarde deste domingo (21),  jovens (boa parte ainda adolescente) desceram a Av. Duque de Caxias com a missão de falar do amor de Jesus Cristo à quem encontrassem.

Grupo de jovens evangelizadores 'ganhando Codó para Cristo'

Grupo de jovens evangelizadores ‘ganhando Codó para Cristo’

Eles pertencem às igrejas Batista (não revelaram se 1ª ou missionária) e Assembleia de Deus, mas foi a primeira coisa que rebateram quando questionados. Para eles, o mais importante é pregar as palavras salvadoras de Jesus, deixando de lado igrejas e suas denominações.

“Nós não viemos pregar igreja, nós viemos pegar o amor de Cristo, por isso o nosso propósito é unir todas as igrejas, todas as igrejas de Codó, pra quê? pra que a gente venha ganhar, ganhar a cidade de Codó porque não é só uma ou outra igreja que vai ganhar sozinha, mas é todo mundo junto”, disse um dos jovens

“A gente não quer simplesmente pregar igreja, a gente quer pregar Jesus que é o único que salva e liberta”, uma moça, no vídeo, o completou.

A iniciativa é louvável. Informaram que muitos estudam no IFMA onde, praticamente, a ideia nasceu. Esta não seria a primeira vez do grupo neste tipo de evangelização.

SENADO: Roberto Rocha e Gastão Vieira fazem disputa mais acirrada no MA

A disputa pelo Senado Federal, hoje polarizada entre Gastão Vieira (PMDB) e Roberto Rocha (PSB) ganhou novos rumos após segunda pesquisa Ibope/TV Mirante divulgada ontem (20) pelo Jornal do Maranhão, segunda edição

Gastão Vieira (PMDB), que apareceu com 26% das intenções de voto, e Roberto Rocha (PSB), com 24%. Na pesquisa anterior, Vieira havia sido apontado como o nome preferido de 29% dos eleitores e Rocha, o de 19%.

A pesquisa Ibope foi realizada entre os dias 17 e 19 de setembro com 1.204 eleitores, e foi registrada no TSE sob o protocolo 00696/2014 e no TRE-MA sob o número MA 00052/2014.

No âmbito da vaga para o Senado Federal é onde a disputa anda mais acirrada.

DISPUTA PELA PRESIDÊNCIA

O Ibope levantou também as intenções de votos do eleitor maranhense entre os candidatos à Presidência da República, e registrou a oscilação de Dilma Roussef (PT) de 59% para 60% e de Aécio Neves (PSDB) de 5% para 6%.

A candidata Marina Silva (PSB) apresentou queda além da margem de erro: de 24% foi para 19%.

Números da nova pesquisa IBOPE/TV Mirante na disputa para governador do MA

Pesquisa Ibope divulgada neste sábado (20) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para o governo do Maranhão:

Flávio Dino (PC do B) – 48% das intenções de voto
Lobão Filho (PMDB) – 27%
Outros – 1%
Branco/nulo – 8%
Não sabe/não respondeu – 16%

No levantamento anterior, no dia 6 de setembro, Flávio Dino tinha 42% e Lobão Filho, 30%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Mirante.

Rejeição
A pesquisa aferiu a taxa de rejeição de cada um dos candidatos, isto é, aquele em quem o eleitor diz que não votará de jeito nenhum. Confira abaixo:

- Lobão Filho: 31%
- Flávio Dino: 13%
- Os demais candidatos apresentam índices que variam entre 6% e 10%.
Poderia votar em todos: 9%
Não sabe ou não respondeu: 38%

A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) sob o número MA-00052/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob protocolo nº BR-00696/2014.

G1 MA

CAPINZAL – Roberval recupera estrada que beneficia 3 povoados

A estrada tem cerca de 15 kms de extensão, liga os Povoados Santa Rosa, Fundamento e Saudade. Os moradores, felizes, confirmaram que há muito tempo ela não passava por uma reforma.

Roberval não para de trabalhar

Roberval não para de trabalhar

O prefeito Roberval Campelo está cumprindo mais uma promessa de campanha, que é a de  abrir estradas novas  e recuperar as antigas para facilitar o trânsito de quem mora Zona Rural de nosso Município.

CAPINZAL DO NORTE: GOVERNO TEMPO DE VITÓRIA

Lobão Filho inaugura Comitê central em Açailândia

O candidato ao governo estadual, senador Lobão Filho (PMDB), garantiu durante a inauguração do Comitê Central da coligação “Pra Frente, Maranhão”, na cidade de Açailândia, que vai pessoalmente conversar com os empresários filiados à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) para “mostrar ao Brasil o Maranhão e suas potencialidades, suas belezas e seus encantos naturais, sua cultura e história e a hospitalidade e a força do seu povo trabalhador”.

Em Açailândia

Em Açailândia

Lobão Filho explicou que uma das cidades que será levada como modelo ao Brasil é a cidade de Açailândia que, em seu governo, vai ser contemplada com uma série de ações e obras estruturantes e de infraestrutura para torná-la mais atrativa. “Vamos trabalhar como indutor do desenvolvimento econômico e social. Vamos atrair novos empreendimentos com a garantia da geração de emprego e renda aos maranhenses”, ressaltou.

Para tanto, o candidato peemedebista adiantou que o governo do Estado vai implementar um amplo programa de qualificação técnica e profissional de acordo com as vocações econômicas e peculiaridades de cada uma das regiões do Maranhão. “O nosso trabalhador precisa está qualificado e apto para o mercado de trabalho cada vez mais exigente”, assinalou ao explicar que a Universidade Estadual do Maranhão (Uema) terá um papel especial nesse processo.

Lobão Filho citou ainda outras cidades e regiões que serão “vendidas” ao Brasil como São Luís, Balsas, Carolina, Florestas dos Guarás, Lençóis Maranhenses e Regiões dos Lagos. “Em Balsas temos a fronteira da soja. A cidade está abandonada. Vamos agir fortemente para mudar essa realidade e trazer novas empresas e propiciar aos maranhenses que queiram ser empreendedores a oportunidades de abrirem os seus negócios com todas as condições necessárias para que suas empresas ou empreendimentos sejam lucrativos e duradouros”, afirmou.

Segundo o senador pelo PMDB a “sua missão de fé e compromisso de alma” é assegurar o crescente incremento e evolução da economia maranhense, mas com profundo “sentimento de justiça social e melhor distribuição de renda e das riquezas produzidas no Estado para garantir, ainda, o desenvolvimento mais equilibrado de todas as regiões do Maranhão”.

Lobão Filho destacou também que nas cidades ou regiões com grande potencial turístico, o governo terá uma atenção especial para evitar a degradação da fauna e flora maranhense. “Todas as nossas ações nessa área terão como essência a harmonia entre desenvolvimento e preservação e conservação ambiental”.

TJ-MA determina que policiais civis encerrem paralisação de advertência

O desembargador Kleber Carvalho, do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), determinou que o Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão (Sinpol) se abstenha de promover, divulgar ou incentivar qualquer medida “que impeça ou embarace a regular e contínua prestação de serviços por policiais civis do Estado do Maranhão”.

O magistrado considerou que a paralisação de advertência deflagrada pelo Sinpol pode possibilitar a “ocorrência de lesão irreparável ou de difícil reparação”.

A decisão, em caráter liminar, atende a um pedido do governo do Estado. Na ação civil pública, o governo alegou que o sindicato fez veicular nas mídias sociais a intenção de paralisar as atividades da Polícia Civil do Estado durante os dias 18, 19, 24, 25 e 26 de setembro, e também para os dias 13 e 17 de outubro.

O Sinpol reivindica a implantação do regime de dedicação exclusiva e outras demandas relacionadas a supostas condições inadequadas de trabalho, falta de estrutura das delegacias de Policia e reduzido número de policias.

O Estado também argumentou que algumas reivindicações da categoria recaem atualmente nas leis de Responsabilidade Fiscal e na Eleitoral, e que mesmo sendo possível atender às reivindicações da classe, é dever do Estado zelar pela manutenção da ordem e segurança públicas. Ainda na ação civil, o governo do Estado disse que as atividades dos policias são essenciais, portanto, não passíveis de paralisação por meio de greve, sendo esse direito vedado pela Constituição Federal.

Apesar da decisão, o presidente do Sinpol, Heleudo Albino Moreira, informou ao G1 que a paralisação está mantida até as 8h desta segunda-feira (20). “Não fomos notificados sobre esta decisão, então vamos manter a paralisação de advertência, como havíamos informado anteriormente, até as 8h de amanhã [sábado]”.

G1 Maranhão

Assista e veja como foi a caminhada de Flávio Dino em Codó

Este vídeo mostra a segunda parte da caminhada realizada ontem (19) por aliados de Flávio Dino, candidato a governador pelo PCdoB, em Codó. ASSISTA e veja como foi (sem cortes ou edição).

Dr. Cláudio preparou caravana que saiu da Duque de Caxias

O médico Cláudio Paz preparou uma caravana que saiu de seu comitê, na Av. Duque de Caxias, rumo ao encontro da Caminhada (com motocada e carreata) de Flávio Dino. O blog esteve na saída da caravana e fez o registro. CONFIRA.

Veja como foi o discurso de Zé Inácio no palanque de Dino

O ex-prefeito Zé Inácio (PSB) fez uso da palavra ontem (19) à noite no palanque de Pedro Belo, Biné, Cláudio Paz e Flávio Dino.

“Este povo está esperando que nós tenhamos, realmente,  um governo para o povo do Maranhão”, afirmou. ASSISTA

Analfabetismo cai no País, mas ainda atinge 13 milhões

A taxa de analfabetismo das pessoas acima de 15 anos no Brasil voltou a cair em 2013. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), o país tinha cerca de 13 milhões de analfabetos nesta faixa etária no ano passado, o que corresponde a 8,3% da população.

O resultado é 0,4 ponto percentual abaixo do regsitrado em 2012 (8,7%). A taxa de analfabetismo funcional também caiu, de 18,3% para 17,8%. A Pnad foi divulgada hoje (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

O resultado de 2012 manteve-se praticamente estável, com alta de 0,1 ponto percentual em relação a 2011, quando foi registrado 8,6% de analfabetos. Desde 2004, ano em que a abrangência da Pnad incluiu pela primeira vez as populações rurais de toda a Região Norte, houve queda de 3,2 pontos percentuais, de 11,5% para 8,3%. Em números absolutos, de 2012 para 2013 houve redução de 297,7 mil analfabetos no país.

De acordo com o IBGE, a maioria de analfabetos eram mulheres, com 50,6%, realidade que se repete nas regiões Sudeste (56,2%), Sul (55,6%) e Centro-Oeste (50,5%). No Norte e no Nordeste, os homens representam a maioria dos analfabetos, com 53,2% e 52,1%. Apesar disso, a taxa de analfabetismo é superior entre os homens, com 8,6% contra 8,1% da mulheres. Na divisão por região e sexo, os homens nordestinos têm a taxa mais alta, de 18,2%, enquanto as mulheres da Região Sul têm a menor, de 3,9%.

Ao considerar a idade, a pesquisa mostra que pessoas com mais de 60 anos são mais frequentemente analfabetas que as mais jovens. Entre quem possui menos de 30 anos, a taxa de analfabetismo em 2013 chegou a 3%, enquanto na população com mais de 60, ela foi de 23,9% da população. Entre quem tinha de 40 a 59 anos, o analfabetismo atingia 9,2%.

Todos os grupos etários tiveram redução da taxa entre 2012 e 2013, e, com uma queda de 0,2 ponto percentual, a menor porcentagem registrada foi a dos jovens entre 15 e 19 anos, com 1%. Para Maria Lucia Vieira, gerente da pesquisa, a diferença na taxa de analfabetismo entre as idades se deve a uma dificuldade maior de atingir pessoas mais velhas com programas de alfabetização.

Regionalmente, o Nordeste continua a ser a região com a maior taxa de analfabetismo entre os maiores de 15 anos, mas foi também o local onde ela mais caiu, de 17,4% em 2012 para 16,6% em 2013. De acordo com a Pnad, mais da metade (53,6%) dos analfabetos do Brasil estão nos estados nordestinos.

Todas as regiões tiveram queda, e a segunda maior foi registrada na região Norte, de 10% para 9,5%, seguida pelo Centro-Oeste, de 6,7% para 6,5% e pelo Sul, de 4,4% para 4,2%. O Sudeste teve a menor redução da taxa, de 4,8% para 4,7% da população. Como é a mais populosa, a Região Sudeste concentra 24,2% dos analfabetos, apesar de ter a segunda menor taxa.

O analfabetismo funcional também caiu em todas as regiões brasileiras, e acompanha o analfabetismo quando enumeradas as regiões em que ele é mais incidente. No Nordeste, a taxa caiu de 28,4% para 27,2% e ainda é a maior do país. O Norte vem em seguida, com 21,6%, 0,3 ponto percentual a menos que no ano passado. No Centro-Oeste, a situação ficou praticamente estável, com queda de 0,1%, de 16,5% para 16,4%.

Na região Sul, o analfabetismo funcional foi maior do que no Sudeste em 2013, com uma diferença de 13,6% para 12,9%. As duas regiões tiveram queda na taxa, já que, em 2012, apresentavam percentuais de 13,7% e 13,2% respectivamente.

REVISTA ISTO É