Vereador Delegado Rômulo participa de festas do Dia das Crianças em Codó

No último fim de semana, o vereador Delegado Rômulo apoiou e participou de atividades em comemoração ao Dia das Crianças. O parlamentar foi até a Associação de Moradores do Bairro Codó Novo, onde apoiou a participou da festa das crianças.

A Associação já tem doze ano de existência, foi fundada pela em 2005. E todos os anos a Dona Alcione, sempre com muita dedicação e muito carinho, promove esta bonita festa para as crianças da comunidade. Agradeço de coração a oportunidade de estar levando a minha contribuição para este momento tão especial”, agradeceu o vereador.

 

A festa durou cerca de duas horas, com muita diversão para a criançada. Lanches, muitos jogos e brincadeiras e distribuição de brinquedos fizeram muita alegria as famílias do Bairro Codó Novo.

Fico muito feliz em poder contar com o apoio de pessoas que todos os anos nos ajudam e contribuem para levam momentos de muita felicidade e nossas crianças”, agradeceu a presidente da Associação de Moradores do Codó Novo, Dona Alcione. Além do vereador Delegado Rômulo, apoiaram o evento o vereador Valdeck Frota, o prefeito Nagib e Dona Teresa Buzar.

Logo após o evento no Bairro Codó Novo, o vereador Delegado Rômulo também compareceu a festa das crianças da comunidade que reúne os trabalhadores da coleta do Lixão, onde realizou distribuição de brinquedos e deixou sua mensagem a todas as crianças.

“Não podemos deixar de participar das festas e deixar nossa parcela de contribuição para iniciativas nobres como estas. Se todos contribuírem um pouco, todas as comunidades farão um dia especial a suas crianças”, finalizou o vereador.

Ascom

 

Codó foi a escolhida em todo Maranhão para o lançamento da campanha Natal Sem Fome

No último domingo a Praça da Bandeia, no bairro são Sebastião, em Codó, foi o palco de lançamento da campanha Natal Sem Fome. Uma grande mesa de café da manhã reuniu representantes de diversos seguimentos da sociedade e autoridades do município. O evento foi uma iniciativa do Rotary Club, Fundação Pestalozzi e Grupo Ágata, com a colaboração de várias entidades.

Para nós é uma grande felicidade, pois estamos no 14º ano de realização da campanha aqui em Codó. E hoje a nossa cidade se sente privilegiada em ser escolhida pela organização não governamental (ONG) Ação da Cidadania como a cidade que irá representar o estado do Maranhão na abertura da campanha Natal Sem Fome. E isso é uma grande vitória e um motivo de orgulho pra toda sociedade codoense”, disse o representante da Ágata, Iêdo Barros.

Entre as autoridades presentes estavam o ex-prefeito Zito, o vereador Valdeck Frota, o comandante da Policia Militar, Tenente Coronel Jurandir, representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A Polícia Militar, Guarda Municipal, DMtrans e Bombeiros Civis prestaram assistência ao evento.

A Ação da Cidadania encontrou um terreno fértil em Codó, pois a solidariedade está na consciente do nosso povo. A idéia aqui hoje é fazermos uma sensibilização, uma mobilização para fortalecer esta campanha tão bonita. Uma campanha que começou pequena em 2004, com 500 cestas básicas, e que hoje estamos tentando alcançar a marca de 1600 cestas. Parabéns as entidades”, elogiou o vereador Valdeck Frota.

São momentos como estes que nos orgulham de sermos codoenses. De vermos a união de todos os seguimentos de nossa sociedade, além dos homens e mulheres de bem de nossa cidade num grande propósito de ajudar ao próximo. Não por acaso que Codó foi escolhida em todo Maranhão para lançar a campanha, que ajudará a tantas pessoas a passarem um natal melhor”, declarou o ex-prefeito de Codó, Zito Rolim

Para entender mais

A campanha Natal Sem Fome foi criada em 1993, pelo sociólogo Herbert de Souza, o Betinho. Inicialmente, o objetivo era arrecadar apenas alimentos não perecíveis para garantir que as famílias abaixo da linha de pobreza tivessem uma refeição digna para comer no dia de Natal. A partir de 2006, a mobilização foi ampliada e passou a arrecadar também livros e brinquedos.

Ascom

SEMA realiza Mutirão Ecológico-Atitude Consciente

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais do Maranhão (SEMA) realizou no sábado (14/10), no município de Raposa, o Mutirão Ecológico – Atitude Consciente, projeto que visa levar a população maranhense conscientização e educação ambiental nos cuidados com o meio ambiente. 

Durante toda a manhã, 300 participantes atuaram no recolhimento de forma seletiva dos resíduos e materiais recicláveis em cinco trechos dentro da cidade: Praia de Carimã, Porto do Braga, Porto do Carvão, Corredor das Rendas e Travessa da Paz.

“O projeto Atitude Consciente desenvolvido pela SEMA traz uma série de ações de Educação Ambiental que propõem desenvolver no Maranhão a sensibilização e mobilização dos cidadãos para atuarem na redução dos impactos ambientais ocasionados pelos resíduos sólidos gerados e depositados em praias, rios, lagos, lagoas e Unidades de Conservação do Maranhão, bem como outros tipos de poluição ou de impactos ambientais”, explicou o Secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais, Marcelo Coelho.

Para os turistas Taniel Lopes e Simone Bacic, o projeto é muito importante para a conservação dos pontos turísticos. “Hoje viemos para a Raposa usufruir dos passeios e das praias e nos deparamos com uma quantidade significativa de lixo nos mangues e embaixo das casas, mas saber que tem um projeto como o Atitude Consciente e pessoas querendo mudar a postura diante da conservação do meio ambiente nos traz a esperança de preservação desse ponto turístico lindo que é a Raposa, disse Simone.

Para a estudante Carolina Vitória (15 anos), ações como o Mutirão Ecológico ajudam no cuidado com as praias e mangues. “Ações como essa ajudam a preservar as nossas praias e espero que tenha mais momentos como esse, para conscientizar a população, os turistas e todos que frequentam as praias em jogar menos lixo no meio ambiente”, destacou ela.

A Ecocemar esteve presente no evento com toda estrutura para o recolhimento dos resíduos recicláveis como plástico, papel, tetrapark e metal. Ao todo foram recolhidos durante o Mutirão Ecológico 90 quilos de materiais recicláveis, que serão destinados adequadamente para empresas e associações que trabalham com reciclagem.

O Projeto Atitude Consciente vem sendo realizado desde outubro de 2016 e já contemplou todas as praias da Ilha de São Luís e ainda este ano terá início em outros municípios e unidades de conservação  do Estado.

Ministério Público pede indisponibilidade de bens de ex-prefeito por fraude previdenciária

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) requereu, em Ação Civil Pública, em 25 de setembro, a indisponibilidade liminar dos bens do ex-prefeito de Presidente Vargas, Luiz Gonzaga Coqueiro Sobrinho, devido à falta de recolhimento de contribuições de R$ 1,4 milhão ao Fundo de Previdência dos Servidores Públicos do município (Funpresv), de dezembro de 2011 a dezembro de 2012.

O valor não recolhido – relativo a contribuições patronais de R$ 719,4 mil e à parte descontada dos servidores públicos, no valor de R$ 680 mil -, foi constatado em auditoria da Secretaria de Políticas de Previdência Social, do Ministério da Fazenda.

Na mesma data, o promotor de justiça de Vargem Grande, Benedito Coroba, também ofereceu Denúncia em desfavor do ex-gestor, que administrou o município de 2009 a 2012. Presidente Vargas é termo judiciário de Vargem Grande.

AÇÃO

Na Ação Civil Pública, o MPMA solicita que o ex-prefeito seja condenado a devolver o valor do dano causado; à perda de eventual função pública, à suspensão de seus direitos políticos por oito anos e ao pagamento de multa de R$ 2,79 milhões.

Pede, ainda, que Luiz Gonzaga Coqueiro Sobrinho seja proibido, por cinco anos, de firmar contratos com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais e/ou creditícios, direta ou indiretamente, mesmo que por meio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário.

DENÚNCIA

Na Denúncia, o Ministério Público requer a condenação do ex-gestor por apropriação indébita previdenciária, conduta caracterizada no art. 168-A, do Código Penal (deixar de repassar à previdência social as contribuições recolhidas dos contribuintes, no prazo e forma legal ou convencional). A pena estabelecida é de reclusão, de dois a cinco anos, além de pagamento de multa.

Redação: CCOM-MPMA

Delegado confirma suicídio de homem que matou 1 criança no Pará e duas mulheres em Codó

O delegado Zilmar Santana, em entrevista ao jornalista Alberto Barros, na FCFM agora pela manhã, confirmou que Antonio Bezerra de Jesus (nome falso dele), homem que matou duas mulheres (mãe e filha) dia 9 de outubro na rua S. Silva, bairro São Pedro, a golpes de marrêta e facadas, se enforcou na cela onde estava sozinho.

De Jesus se matou aos 53 anos de idade

O delegado disse que chegou-se a investigar hipótese de assassinato, mas isso foi descartado inclusive após perícia no local.

“Ele, na verdade, se encontrava sozinho, né, numa cela (…) no caso do DE JESUS, não se trata disso (enforcamento por terceiro), foi realmente confirmado como suicídio. O médico legista também comapareceu ao local, fez a perícia no  corpo e ficou comprovado que se tratava de um suicídio (…) Ele usou o lençol do  colchão da cela”, disse

Antonio Bezerra de Jesus era nome falso dele. Na verdade, ele se chamada ELINALDO PEREIRA GOMES e já era condenado a mais de 20 anos de prisão no Pará por ter estuprado e matado uma menina de 11 anos de idade. Depois de cumprir parte da pena, ganhou o direito ao regime semiaberto e aproveitou para fugir para o Maranhão, onde, desde então, vivia com nome falso.

Confira o nome dos ganhadores da 25ª extração do CODÓ FELIZ

1º PRÊMIO –  R$ 1.000,00 (MIL REAIS)

NOME: FRANCISCO DO NASCIMENTO ANDRADE

Nº DA CARTELA: 07289-34

ENDEREÇO: POVOADO LAGOA DO LEME

BAIRRO: ZONA RURAL

CIDADE: CODO MA

VENDEDOR: ELIAS BARBOSA

2º PRÊMIO –  R$ 1.000,00 (MIL REAIS)

 NOME: MARIA DE SOUSA

Nº DA CARTELA: 21182-60

ENDEREÇO: RESIDENCIAL SANTA JOANA Nº 1056

BAIRRO: SÃO FRANCISCO

CIDADE: CODÓ MA

VENDEDOR: WILLAME S. FERREIRA

3º PRÊMIO – R$ 1.000,00 (MIL REAIS)

 NOME: CRISTIANO, FELIPE E MAIANNE

Nº DA CARTELA: 04673-60

ENDEREÇO: 8º TRAVESSA GOIÂNIA Nº 100

BAIRRO: SANTO ANTÔNIO

CIDADE: CODÓ MA

VENDEDOR: ELI

4º PRÊMIO – R$ 1.000,00 (MIL REAIS)

 NOME: MARIA DA PIEDADE DOS SANTOS

Nº DA CARTELA: 00337-95

ENDEREÇO:RUA NOSSA SENHORA DOS MILAGRES Nº 1099

BAIRRO: CODÓ NOVO

CIDADE: CODÓ MA

VENDEDOR: VALDECI

5º PRÊMIO – R$ 12.000,00 (DOZE MIL REAIS)

NOME: THAIS DOS SANTOS VIEIRA

Nº DA CARTELA: 13944-06

ENDEREÇO: RUA SANTA TEREZINHA Nº2466

BAIRRO: SANTA TEREZINHA

CIDADE: CODÓ MA

VENDEDOR: DEUSINILDA

CONTAS IRREGULARES – Lista negra do TCE/MA traz 8 ex-gestores codoenses

Uma norma contida na Lei 9.504/97, em seu art. 11, parágrafo 5º,  diz:

Art. 11.  Os partidos e coligações solicitarão à Justiça Eleitoral o registro de seus candidatos até as dezenove horas do dia 15 de agosto do ano em que se realizarem as eleições

  • 5º – Até a data a que se refere este artigo, os Tribunais e Conselhos de Contas deverão tornar disponíveis à Justiça Eleitoral relação dos que tiveram suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável e por decisão irrecorrível do órgão competente, ressalvados os casos em que a questão estiver sendo submetida à apreciação do Poder Judiciário, ou que haja sentença judicial favorável ao interessado.

Por conta dela (norma) uma lista do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, atualizada,  já está disponível e seu título é – LISTA DE RESPONSÁVEIS POR CONTAS COM PARECER PRÉVIO PELA DESAPROVAÇÃO OU JULGADAS IRREGULARES, A PARTIR DE 07/10/2010 (Lei nº 9.504, art. 11,§ 5º).

Ela mostra o número do processo, o tipo, o ano do exercício financeiro avaliado, o nome do gestor avaliado, a data do trânsito em julgado (quando deixou de caber recurso), o cargo exercido pela pessoa (se prefeito, diretor de autarquia, se presidente de Câmara e a deliberação, ou seja, se está irregular.

Codó aparece na lista do TCE com  ex-diretores da autarquia SAAE, secretários municipais,  presidentes de Câmara e dois ex-prefeitos. Vamos aos nomes:

1 – PAULY MARAN OLIVEIRA BARBOSA SOARES aparece com conta considerada IRREGULAR no ano de 2009. Transitou em julgado, ou seja, deixou de existir direito de defesa (no âmbito do Tribunal) em 19/novembro/2014.

2 – BENEDITO FRANCISCO DA SILVEIRA FIGUEIREDO “O BINÉ” teve Tomada de conta como gestor de Fundo Municipal, ano 2008, enquanto prefeito, considerada irregular. Transitou em julgado em 20/dezembro/2016.

3 – O ex-secretário de Educação do governo de Biné, FRANCISCO JOCKER RIBEIRO NETO. Sua tomada de conta como gestor de Fundo Municipal, ano 2007, também aparece como IRREGULAR. Transitou em julgado (sem mais chances de recurso ou defesa) em 04/julho/2014.

4 JOSÉ FRANCISCO PAIVA, diretor do SAAE, também aparece na lista do TCE com deliberação para IRREGULAR sobre suas contas do ano de 2007.

5 – Um ex-secretário de Saúde, já falecido, também está na lista do TCE/MA com conta julgada irregular em 2006. Em respeito à memória evitaremos citar por nome.

6 – O ex-prefeito Ricardo  ANTONIO Archer é citado duas vezes na lista em contas relativas ao ano de 2004. Uma tem parecer prévio por desaprovação e a outra já aparece como considerada irregular, ambas transitaram julgado no dia 19/novembro/2014.

NA CÂMARA MUNICIPAL

7 – Na Câmara Municipal de Codó  – ANTONIO MORAIS CARDOSO ‘ O SAURÊ’ aparece com suas contas consideradas IRREGULARES relativas aos anos de 2009 e 2010, quando foi presidente do parlamento. A mais recente transitou em julgado no dia 26/março/2014.

8 – Quem também aparece na lista dos ex-presidentes com contas IRREGULARES é ANTONIO MARCOS DE SOUSA ZAIDAN. Os exercícios avaliados  correspondem aos anos de 2007 e 2008, ambos os processos no TCE/MA já transitaram em julgado, o último deles em fevereiro de 2014.

A FICHA E O STF

O Supremo Tribunal Federal decidiu que o fato de constar na lista negra dos tribunais de contas dos Estados não é mais razão para inelegibilidade uma vez que tais tribunais, no entendimento dos ministros do STF, apenas emitem pareceres técnicos (quem diz se o gestor com contas irregulares se torna ou não inelegível é Câmara).

Mas a lista serve para orientar o eleitor mais exigente, afinal se um órgão tão técnico e competente diz que algo está irregular é porque algo deve, mesmo, ter sido feito de maneira errada.

O TCE encaminhou a referida lista ao Poder Judiciário e ao Ministério Público na semana passada.

VEJA A LISTA COMPLETA AQUI

Cabe ressaltar que uma outra já foi publicada com 45 processos suspensos por meio de ação judicial, mas na nova lista não consta nenhum dos gestores codoenses citados.

Diretor do SAAE diz que aumento na conta de água não precisa de autorização dos vereadores

Codó tem cerca de 27.500 ligações  de água ativas. De acordo com o número atualizado, só  4.000 delas possuem hidrômetros.

 Quem não tem aparelho de medição em  casa paga por estimativa de consumo baseado, conforme lei municipal, no tamanho da residência.

Isso quer dizer que o SAAE mede o terreno e estima uma média mensal de consumo, em metros cúbicos,  pra pessoa  estabeleceno uma conta de água para ela pagar por meio do que chama de tarifa mínima e no chamado ‘escalonamento tarifário’ cada codoense paga um valor diferente para o mesmo metro cúbico de água consumido.

“SERVIÇO NÃO MEDIDO (sem hidrômetro) – Aí eu vou pela área. Imóvel com área de 30 metros quadrados, paga 15 metros cúbicos de água, que dá R$ 17,55 antes do reajuste (de tarifa mínima). Se a casa dele tiver entre 31 e 60 metros quadrados ele já vai pagar R$ 24, 45 de tarifa mínima”

“O consumidor que consome até 15 metros cúbicos, o metro cúbico de água custa R$ 1,17. Quem consome de 16 a 20 metros cúbicos, já paga no metro cúbico (de água) R$ 1,38. Aí vai subindo. De 21 à 30 metros cúbicos custa R$ 1,44 o metro, quem está na faixa de 31 metros cúbicos a 40 já paga R$ 1,78 pelo metro cúbico consumido”, explicou o diretor do Saae Evimar Barbosa mostrando uma lei municipal de 2011.

Como é feito o aumento desta conta é que é  o assunto desta reportagem e para desenvolvê-la fomos aos bairros da cidade.


Dona Jorgeana Benvindo, no bairro São Francisco, se surpreendeu. A tarifa dela, a partir deste mês  não será mais de R$ 24,50, será de R$ 29,51.

 “Fica difícil…E A SENHORA FOI PÊGA DE SURPRESA? Com certeza, eu ainda não tinha nem visto, a menina que colocou a conta aqui, agora que eu vim olhar…COMPLICA O ORÇAMENTO DA PESSOA? Com certeza”, respondeu

Ela tem água todos os dias na rua onde mora, mas não é assim, por exemplo, no bairro Codó Novo. Na rua  Francisco Bernardino, dona  Maria Pereira de Oliveira recebeu um aumento de R$ 3,63, sem ter água à disposição da família nas torneiras da casa.

“Tem não, de jeito nenhum…QUE HORA QUE CHEGA ÁGUA AQUI? À noite,  8h da noite mais ou menos, 9h…MAS A CONTA AUMENTOU…a conta aumentou e água não tem…É PÉSSIMO ISSO? É péssimo, péssimo, péssimo, péssima administração”, criticou

TEM QUE PASSAR PELA CÂMARA?

Por conta do que é propalado pela mídia municipal, a  população entende que qualquer aumento deveria passar pela análise da Câmara.

Dona  Ana Célia  Viana Lopes, pagará R$ 5 reais a mais, com a nova  conta que chegou de R$ 29,57 e acha que ao menos os consumidores deveriam ter sido avisados.

“Pesa sim, pra quem é pobre pesa (…) aí as crianças vão pro colégio vem tudo cedo, olha aí oh porque não tem água pra tomar no colégio…E ESSE AUMENTO DE REPETENTE? Diz que ainda vai aumentar, né, mais ainda”, afirmou a doméstica

O QUE DIZ O DIRETOR

O diretor do SAAE, Evimar Barbosa, nos recebeu,  não quis gravar entrevista, mas prestou informações.

Disse que o aumento  que chegou nas contas de outubro de 2017 foi baixado via portaria do diretor como permite a lei municipal  nº 1.550/2011.

O Art. 74, diz – “As tarifas são reajustadas no mínimo uma vez , a cada 12 meses, através de portaria do diretor da autarquia de forma a permitir a manutenção do equilíbrio econômico e financeiro do SAAE, desde que não ultrapasse os índices de inflação”

Parágrafo único – o reajuste acima do   previsto no capítulo anterior deverá ser apreciado e devidamente aprovado pelo Poder Legislativo.

Mostrando-me o artigo 74 deixou claro que não há a menor necessidade do reajuste passar  pela Câmara porque não ultrapassou o percentual da inflação, a lei do município, como acima escrita,  permite que o diretor faça reajustes por portaria uma vez por ano.

“É o percentual da inflação em relação à conta atual, tá certo, porque se for um aumento acima da inflação aí sim tem que passar na Câmara…SE FOR ACIMA? Se for acima da inflação teria que passar na Câmara, então a gente só colocou até o limite da inflação, exatamente, pra não ter ir que ir pra Câmara”, reafirmou

O diretor alegou que foi necessário reajustar porque a conta de energia do SAAE pulou de R$ 170 mil para R$ 230.000,00.

“Para garantir o equilíbrio econômico-financeiro, fazer os investimentos necessário, nós temos que acompanhar a inflação, então a energia subiu, só no tempo que estamos aqui umas 3 vezes. A nossa conta de energia aqui era R$ 190 mil, R$ 170.000,00, hoje é R$ 230.000,00, então temos que acompanhar para pagar. Salário mínimo sobe todo ano”

VAI PASSAR O QUÊ PELA CÂMARA?

Evimar disse que pretende sim enviar algo à Câmara, mas não será aumento de tarifa mínima, será um projeto que reajusta,  aumentando, diminuindo ou até extinguindo serviços hoje defasados pela lei de 2011.

“O que a gente pretende é fazer um projeto de lei que  vai regulamentar melhor o preço de todos os serviços. Uma coisa é tarifa, outra coisa é serviço. Tem serviço de ligação nova, de corte, de multa, religação. A gente quer fazer uma simplificação ou até diminuir o que tá na lei (Lei nº 1.550/2011)”, sustentou

E A FALTA D’ÁGUA?

Sobre a falta de água que aparece na fala dos nossos entrevistados, Evimar Barbosa disse que a causa é o período de estiagem que atinge  os 44 poços artesianos que abastecem Codó.

“Nós estamos  num período de estiagem onde o consumo aumentou substancialmente, aumentou 30%”, argumentou

 Disse ainda que a autarquia comprou 1.500 hidrômetros, instalou, depois disso, cerca de 500.

Por Carlos Magno – EGOCENTRISMO E INDIVIDUALISMO

Ultimamente tenho lido alguns livros que dizem respeito ao comportamento humano, moral, egocêntrico e individualista, que no fundo traz uma pitada de ambição, com uma proposta para o desenvolvimento das virtudes e análise comportamental, as quais são abordadas, por escritores renomados, como o famoso psiquiatra suíço Carl Gustav Jung, e os escritores Thomas Mann, Stephen King, Vitor Hugo, Fernando Pessoa, entre vários outros não menos famosos, mas que insinuando em suas publicações, em algum momento ali, outra acolá, ensinando-nos a praticar cotidianamente, as virtudes e, em algum momento de suas narrativas, afirmando que o ser humano por si só já e um ente suscetível de falhas no seu comportamento. Influenciado por essas leituras sadias, e de grande conteúdo comportamental e de conhecimento, é que achei que deveria dividir esses conhecimentos com os nossos leitores.

Escritor e notário Carlos Magno

O planeta entrou num célere processo de compressão e atravessa um período extraordinário da sua história graças ao indomável poder de ramificação dos meios de comunicação, principalmente a Internet, que conecta pessoas, determina o ritmo e cronometra o tempo, – como afirma Stephen King, um escritor americano, reconhecido como um dos mais notáveis escritores de contos, que vez por outra aborda o mundo real, – fazendo com que o mundo se veja pelo avesso em tempo real, exigindo do homem cautela que precipite os passos para arquitetar a própria plataforma, construir o universo pessoal e o blindar para bloquear acessos indesejáveis ou uma incursão de “hackers”, pois, num mundo onde não há privacidade, há o desequilíbrio de cabeças que navegam entre o existencialismo e o capitalismo, avivando cada vez mais a religião do isolamento.

Até pouco tempo, achava que o capitalismo seria a salvação da humanidade, por varias razões disseminadas pela mídia poderosa, por todos conhecidas. Com o passar do tempo e lendo realmente grandes pensadores, fui tomando conhecimento que não é bem assim. É fato, que o capitalismo, pode, em algum momento, gerar expectativas alvissareiras. Mas são expectativas fugazes, que não perduram, e, em outro momento pode, sim, nos trazer desengano, desilusão, desapontamento, etc.

Mas, voltando a esse entremeio de existencialismo e capitalismo, nessa ampliação de mundos sem raias, despertou no homem o maior de todos os sentimentos: o de liberdade. Thomas Mann, diz que este comportamento gerou uma ultratransformação social. Com espaço de sobra e tantos conflitos, cada um se posicionou no seu quadrado, e, mesmo com as proximidades exigidas pelo cotidiano, o “Sou mais importante do que você” é lei na constituição da sociedade contemporânea.

No disputado jogo em busca do protagonismo, muitos transcendem, abdicam de coisas e pessoas para cumprirem a desafiante missão de “ser evidência” e, para tanto, recorrem ao álter ego. Esse distúrbio de personalidade impele muitos a se converterem em inabitados “Batmans” ao assumirem dupla personalidade e, nessa dissuasão de estilos, adquirem coragem e poderes para enfrentarem a sociedade.

Afinal, quando o álter ego entra em ação, seus poderes criam legiões de heróis, pois, na mesma cadência, tecem teias em torno de si para se protegerem, despontam em meio a fracassos e decepções para defenderem as vítimas dos caprichos do Eu e formam a invencível “Liga do eu sou, eu posso, eu quero…”, dando início à guerra de conflitos entre identidade e alteridade, pois, em meio aos ataques, o álter ego confunde, enleia-se num universo onde “eu sou o protagonista e vilão” da minha própria história, pois sou (o outro) capaz de contracenar comigo mesmo para que o mocinho não cresça na trama e inverta o curso de minhas ambições pessoais.

Carl Gustav Jung, frisa isso muito bem quando diz que o “esse egocentrismo se torna tão consistente que “super-heróis” se autoprojetam com tamanha audácia que acreditam reter poderes para edificarem planetas pessoais, onde o existir é condicionado à vontade, que controla a rotação, determina o clima, os habitantes, e, sem que ninguém os detenha, arrebatam-se nessa aventura, acreditando que a camuflagem proporciona meios para lutar contra tudo e contra todos.”

 Voam alto, observam o mundo de cima, com ares de “Superman”, que nem mesmo a “criptonita” da razão absorve seus poderes, pois o ego não admite que, nessa trajetória, o mínimo que pode acontecer é uma dissimulada “Liga da Justiça”, onde nem as chamas ardentes do “Tocha Humana” resistem ao seu poder.

Dessa forma, cada vez mais o homem se foca no próprio umbigo e entoa uma canção que se tornou o hino de alguns: “Eu me amo, eu me amo… não posso mais viver sem mim!”. Esse sentimento ganha consistência à medida que o meio de comunicação mais popular do planeta — a televisão — insere na sua grade de programação o cardápio que atende à cadeia alimentar de todas as tribos, e, por ter como alvo o ego, a identidade se fortalece e a desagregação social é inevitável.

Isto que estou afirmando vê-se todos os dias. Continuando o que diz Carl Gustav Jung: “Assim, a identidade se compacta para provar ao sedutor alteridade, que se dobra em dois e confunde o ego, salientando que retém habilidades para acariciá-lo, dominá-lo, pois a alteridade, que equilibra pela sabedoria e pela justiça, passa a obedecer a impulsos e reações, a jogar charme e a não demonstrar as verdadeiras intenções, dando início ao intrigante triângulo amoroso identidade-alter ego-alteridade”.

Para atingir suas metas, o individualista ambicioso torna-se um obcecado, a ponto de cometer, com o poder que domina, erros que terão de pagar altos preços mais adiante. E são exatamente esses elevados investimentos que o desvirtuam, impelindo-o a afastar-se da rota e certificar-se que confiar no próximo é se expor ao holocausto, cientificando-se de que sozinho pode ser forte o suficiente para formar o invencível “Exército de um homem só”.

Thomas Mann, infere que “nesse poderoso batalhão do EU, comandado por MIM, sobressai um ser com a audácia de desafiar o outro, romper as fronteiras do mundo para acatar os caprichos do comandante ID, que, COMIGO, está sempre preparado para qualquer eventualidade, inclusive estabelecer o seu implacável preceito:Sou mais EU!’

Contudo, quando o individualismo envereda por caminhos paralelos chega a um terreno em que o indivíduo perde a ciência, o comando, e prossegue impelido pelo imprescindível desejo de ir além para obedecer aos impulsos do ego, e este o desafia a atingir o ponto mais alto, chegar à plenitude, para satisfazer o ser maior SI MESMO, enveredando pelos atalhos da individualização, que, segundo o fundador da psicologia analítica, o psiquiatra suíço Carl Gustav Jung, é “… o processo pelo qual o ser humano chega ao autoconhecimento e é levado a estabelecer o contato com o seu inconsciente, não só com o inconsciente pessoal (integrando as sombras), mas também como o seu inconsciente coletivo.”

Esses escritores e pensadores famosos, não só pelas suas ideias, mas, também, pelo senso de transforma-las, em grande parte, em ensinamentos àqueles, que como nós, aficionados por elas – as ideias – espalhados por esse mundo a fora, formam uma plêiade de homens privilegiados que sabem ou souberam explorar o cotidiano das pessoas, indo, como se diz no nosso linguajar tosco, “com o dedo na ferida”, atingindo exatamente o ponto que queremos, que desejamos saber. Abrindo as portas para adquirirmos o conhecimento necessário para podermos entender mais a alma humana, naquilo que mais precisamos na convivência em sociedade, e saber distinguir o egocêntrico, o individualista, o megalomaníaco, o ambicioso, o inconsequente de uma maneira geral.

Eles nos ensinam que no fantástico universo do individualista, só cabe o EU, “meus desejos”, e, quando o egocentrismo entra em ação, o clima sofre bruscas transformações e passa a ser governado pelo rigoroso sistema EU SOU, auxiliado pela sua “Carta Magna”, que rege EU POSSO, amparada por leis rigorosas que determinam como regra EU FAÇO, pois a religião “individualismo” tem como doutrina a satisfação do EU. O ego passa a ser o centro operacional que origina a força para coexistir na competitiva sociedade contemporânea, onde o direito de ser do outro sobrepõe-se à sua vontade de ter.

Gostaria muito de me aprofundar mais no assunto, por ser muito interessante, e de um aprendizado imenso, por que, também, nós aprendemos, mas o espaço que dispomos é reduzido, e temos que ter o senso do limite. Alias, aproveitando o gancho, temos que ter limite em tudo, pois, interpretando a Constituição, a nossa Lei maior, o meu direito acaba onde começa o seu. Ate a próxima.

Carlos Magno da Veiga Gonçalves – Notário

Zito Rolim presta homenagem à todos os professores

O professor é o pai de todas as outras profissões. É aquele que nos ajuda a descobrir o que fazer de melhor e, assim, fazê-lo cada vez melhor. Neste dia 15 de outubro que parabenizar a todos os professores de Codó.

Prefeito Zito Rolim

Aos que atuam na cidade e aos que vão até as comunidades mais distantes de nossa extensa zona rural, levar com todo compromisso e dedicação o precioso conhecimento, que é a semente de futuro melhor.

Parabéns a vocês professores. E Obrigado por fazerem do aprendizado não só um trabalho, mas um contentamento e uma razão de viver.