Category Archives: Educação

OCUPA UFMA: Após reunião com advogados alunos falarão com o prefeito Nagib

Foi realizada na noite de ontem, 21, reunião entre alunos do movimento OCUPA UFMA e representantes da Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção Codó.

A pauta foi extensa.

“Hoje (21) foi realizada reunião com líderes do movimento OCUPA UFMA. Na pauta muitas reivindicações para a melhora da infraestrutura física do campus Codó, além de problemas com transporte para atender os alunos que residem em Timbiras e Coroatá”, escreveu-nos a advogada Dayara Nascimento que representou a Comissão de Jovens Advogados na reunião.

Ela foi acompanhada pelo conselheiro estadual, Yuri Corrêa, da Seccional Maranhão.

Ficou acertada uma reunião com o prefeito Francisco Nagib na próxima terça-feira, às 16h.

FLAED parabeniza e anuncia curso de DIREITO para Codó

 A comunidade acadêmica,da FLAED, parabeniza Codó!

A Faculdade Latino Americano FLAED, parabeniza a nossa querida e adorada cidade de Codó, neste dia 16 de abril, data em que completa 122 anos de emancipação.

É com muita satisfação que presenteamos esta terra querida com a implantação da primeira faculdade particular da história de Codó.

Neste momento tão importante para todos nós em que a nossa educação avança e proporciona condição para o progresso sócio -cultural da nossa cidade e de toda região.

Seguindo nesta via de desenvolvimento e crescimento educacional a FLAED informa que já foi protocolado o PPC do curso de Direito para Codó, que muito em breve se somará aos dois cursos de graduação já existentes na faculdade.

Os projetos dos cursos de pós-graduação já estão prontos, e prontos para serem implantados,juntamente com os cursos de MBA.

Parabéns Codó!

Professores de São Mateus ocupam Secretaria de Educação em protesto contra Miltinho Aragão

Os professores  de São Mateus saíram pela manhã pelas ruas da cidade com muitas reclamações, uma delas diz respeito a falta de transparência na utilização dos recursos da Educação, segundo o professor Henrique Lima.

“Nós sabemos  o quanto entra todo mês do FUNDEB  aqui em São Mateus, porém a gente não sabe, do que entra quanto é pago na folha, pra onde vai”, disse

Na manifestação os alunos participaram com cartazes também fazendo cobranças como professores para algumas disciplinas e merenda escolar. Bárbara de Oliveira, lamentou  a situação. ‘Não está tendo professor suficiente pra ensinar a gente como é pra ser, não está tendo cadeira (…) QUAIS SÃO OS DIAS QUE FALTAM MERENDA? Todos…ESTE ANO JÁ TEVE MERENDA? Nunca”, respondeu prontamente.

Dona Célia Maria Rodrigues,  mãe de cinco alunos da Escola José Sena Rosa confirmou a falta de merenda. ‘Volta pra casa sem merenda, chega em casa a gente não tem a merenda pra dá pra eles”, disse alegando tristeza com o fato

Por alguns minutos os manifestantes tomaram parte da BR-135 causando lentidão no trânsito da rodovia.

“Eu vejo que eles estão fazendo nada mais, nada menos do que o direito das crianças de São Mateus estudarem…QUEM TÁ NO TRÂNSITO TEM QUE TÁ NO TRÃNSITO NUM MOMENTO DESSE? Indiscutível”, afirmou o empresário José Batista de Oliveira

Nós estivemos no prédio da Secretaria, mas funcionários disseram que a secretária, Telma Vieira,  não estava e ninguém quis passar o telefone dela para entrarmos em contato. A mesma dificuldade de diálogo também foi alvo do manifesto dos educadores que chegaram a ocupar a Secretaria por 10 minutos pacificamente, depois foram embora.

 “Porque o município tem ignorado nossas manifestações Várias tentativas que fizemos de negociar pessoalmente, infelizmente, ele nos levou a fazer isso”, confirmou José Martins Bandeira que é o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de São Mateus-MA.

ABANDONO: Escola Reitor Ribamar Carvalho está sem vigia há 3 anos

Nós visitamos as 4 escolas da rede estadual em Codó. Na Lúcia Bayma e no Matta Roma existem vigilantes durante o dia, depois de um longo período sem esta segurança para os alunos.

No Complexo Renê Bayma, bairro São Francisco,  nós encontramos 1 único vigia que trabalha manhã e tarde, todos os dias. Este é o regime de trabalho dele a mais ou menos três meses, antes dele ser transferido a escola chegou a ser furtada pelo menos 4 vezes segundo informações que recebemos.

Tamara Beatriz viveu a época sem vigia.

“Muito ruim…POR QUÊ? Por falta de segurança na escola que precisa de vigia, né? Por falta de segurança dos alunos…AGORA QUE CHEGOU A VIGILÂNCIA? Tá tudo bem, melhorou”, disse

RIBAMAR CARVALHO ABANDONADO

A pior situação é da escola de Ensino Médio reitor Ribamar Carvalho, na Trizidela.

Chegamos às 10h15 da manhã e encontramos o portão principal de acesso às salas trancado no cadeado com o estudantes dentro.

O cadeado durante o dia no portão de acesso  tem uma justificativa – o medo de invasão feita por assaltantes e traficantes do bairro, foi o que nos revelou a aluna Camila Pitanga Nascimento.

 “A gente tem medo de que eles venham assaltar a gente, fazer alguma coisa de errado com a gente aqui na escola…ENTÃO FICA TODO MUNDO TRANCADO? É, todo mundo trancado…TÁ NA HORA DE RESOLVER ISSO? Tá, tá na hora de colocar um vigia aqui pra gente se sentir mais seguro”, respondeu

Importante ressaltar que as quatro escolas possuem vigias à noite para protegerem os prédios e o patrimônio interno, a Ribamar CARVALHO também, mas durante o dia são as zeladoras, na escola da Trizidela,  que fazem o trabalho de portaria.

Na porta da escola já houve assaltos e com muita frequência há presenças indesejadas na quadra poliesportiva porque qualquer um pula o muro agora, Márcio Rodrigues destaca que já são 3 anos nesta situação.

 “Primeiro ano aqui já, agora eu to no terceiro ano e nunca teve vigia…NUNCA? nunca teve…ISSO ATRAPALHA DE ALGUMA FORMA? Atrapalha muito, é riscoso qualquer hora entrar na escola, um assaltante, como já ocorreu, teve um entrou dentro da escola, teve troca de tiro com bandido aqui dentro da escola”, disse o adolescente que cursa o 3º ano do ensino médio e nos concedeu entrevista do outro lado da grade.

O ESTADO FALOU

Procuramos professora Eremita, gestora Regional de Educação. Disse que estava viajando e que procurássemos a Assessoria de Comunicação do Governo do Estado, assim o fizemos.

A ASCOM do governo de Flávio Dino mandou a seguinte nota:

Com relação ao Centro de Ensino Reitor Ribamar Carvalho, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informa que está em processo de contratação da empresa responsável pela prestação de serviços de vigilância nas escolas da rede, incluindo a unidade de ensino citada. Ressalta ainda que está trabalhando para atender a demanda o mais breve possível.

Fonte: Seduc
Data: 06/04/2018

ASSISTA: Prefeito Francisco Nagib e Paulo Buzar mostram detalhes de como serão aplicados os R$ 26,5 milhões do FUNDEF

O prefeito de Codó, Francisco Nagib, e o secretário de Educação, Paulo Roberto Roma Buzar, concederam uma entrevista ao blogdoacelio falando, exclusivamente, do plano de aplicação de R$ 26.500.000,00 oriundos de precatórios do extinto FUNDEF em meio à polêmica que a verba tem gerado no município.

Inicialmente quis saber, uma vez que Paulo Buzar dissera em reunião, dia 23/03,  com os professores, que o plano já estava sendo executado, (quis saber) quanto já foi gasto e no quê. O secretário disse que usou o termo ‘EM MOVIMENTO’  referindo-se ao plano quando falara aos educadores e não que já estava gastando o dinheiro,  respondendo nos seguintes termos:

JÁ SAIU ALGUM CENTAVO DA CONTA ONDE ESTÁ DEPOSITADO?

“Na realidade, na minha entonação eu disse que o plano de aplicação já estava em MOVIMENTO porque pra eu gastar eu preciso primeiro cumprir uma série de passos legais, uma delas é a licitação, eu preciso empenhar, eu preciso liquidar pra só então pagar, ou seja, nós estamos ainda no processo das licitações”

TEM DINHEIRO PARA PROFESSOR?

Direto ao ponto, também indagamos as autoridades sobre se será possível contemplar os educadores com alguma vantagem financeira uma vez que desejam receber 60% do valor total em forma de abono salarial.

Paulo Buzar  começou falando sobre o que venha a ser valorização segundo a LDB e depois disse que entregará o dinheiro se os órgãos fiscalizadores autorizarem

 – “Valorização não está associado apenas à remuneração do professor, o artigo da LDB trata de 5 incisos, um deles é a remuneração do professor, os demais incisos falam em infraestrutura adequada, fala de tempo para estudo, planejamento e avaliação outro item fala sobre a formação daquele professor e assim (…) Se o Tribunal de contas da União ou o Ministério Público Federal ou Estadual nos autorizar a pagar o abono com este recurso tenho certeza que o prefeito Francisco Nagib não se furtará à uma ação como esta”

“NUNCA SE INVESTIU TANTO EM PROFESSOR”

Francisco Nagib ressaltou que ano passado investiu R$ 70.424.741,00, ou seja, 16,65% a mais do que o mínimo exigido que é 60% só para pagamento de professores. Na opinião do gestor, nunca se investiu tanto em professor como nesta administração.

“O mínimo é (foi) R$ 55 milhões (R$ 55.129.774,29/ano 2017), hoje nós estamos, quer dizer, terminamos o ano de 2017 aplicando não só os 60%, aplicando mais 26% disso, 76,65%, ou seja, R$ 70 milhões (R$ 70.424.741,00), ou seja, nós investimos aqui R$ 15 milhões a mais do que o permitido, eu faço aqui também um compromisso, nunca se gastou tanto pagando professor na história de Codó. Hoje nós temos professor que ganha até R$ 6.000,00, altamente valorizado porque é merecedor (…) nós estamos aqui demonstrando o nosso respeito aos professores e a valorização que a gente pretende fazer mais ainda, nunca se investiu tanto em professor

POSSIBILIDADE DE DIÁLOGO?

Os professores deixaram a primeira reunião (23/03/18) alegando que poderiam vir a se encontrar novamente com o governo mas tão somente se o prefeito Nagib participar da reunião.

A respeito disso, Francisco Nagib garantiu que está aberto ao diálogo, só não deseja que este momento vire trampolim político. Ressaltou que o caminho não é convencê-lo a entregar os 60% de R$ 26,5 milhões e sim convencer as autoridades acima dele (TCU, MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, FNDE).

Existe sim, Acélio, existe, eu não quero é que isso se transforme em algo político, hoje eu percebo que eles estão querendo se aliar à política para levar isso para o lado político de uma pessoa que um dia eu vi o sindicato na televisão cantando música para que nunca mais esse ex-prefeito volta à, televisão que eu vi pela Palmeira do Norte uma vez, à prefeitura então o que eu quero dizer? Há sim esse diálogo, nós pedimos uma reunião, nós pedimos uma reunião pacífica, mas quando eu percebi que tinha políticos, que tinha um movimento, praticamente, político-partidário querendo se envolver nisso, eu falei – Paulo (Buzar), você resolve, agora nós temos e iremos sempre estar à disposição”

(…) agora o caminho não é tentar convencer o prefeito, o prefeito estar aqui pra obedecer ordens, ordens de onde? Daqueles que prestam as nossas contas, eu acho que nós temos que primeiro convencer a rede de controle, é o Tribunal de Contas que vai aprovar minhas contas. Nós temos que tentar convencer o Ministério Público que aquele dinheiro tem que ser do professor (…) eu quero dizer que estamos abertos, estamos a disposição, agora, não é o prefeito que vai determinar isso, quem determina é a rede de controle, é que vai aprovar as contas do prefeito”

O QUE ESTÁ NO PLANO DE APLICAÇÃO?

O plano de aplicação dos R$ 26,5 milhões foi submetido ao crivo do Ministério Público Estadual, inicialmente com 16 itens. A promotora de Justiça teria mandado retirar alguns por não serem contempláveis como recurso em questão.

Paulo Buzar prepara uma nova planilha da qual extraímos alguns itens como abaixo se pode ler. No plano original, cada sugestão de gasto desta tem uma previsão de valor a ser aplicado dentro da margem dos R$ 26,5 milhões:

1 – IMPLANTAÇÃO DE ENERGIA SOLAR NAS ESCOLAS

2 – CLIMATIZAÇÃO DAS ESCOLAS (Com baixo custo de energia solar, cerca de R$ 600.000,00)

3 – REFORMAR E AMPLIAÇÃO DE ESCOLAS (Cerca de R$ 8 milhões)

4 – ESCOLA PROFISSIONALIZANTE

5 – IMPLANTAÇÃO DE UMA ESCOLA DE IDIOMAS (R$ 240.000,00)

6 – ESCOLA DE ENSINO EM TEMPO INTEGRAL (Na área da velha Fábrica Manufatureira);

7 – Construção ou adequação de QUADRAS poliesportivas escolares;

8 – Política de Implantação da Alfabetização Municipal

9 – Implantação de 2 laboratórios de ciências e 1 de robótica;

10 – Investimentos em mobília para as escolas (carteiras, armários, mesas, etc…)

11 – Aquisição de cerca de 15 ônibus escolares (R$ 4.200.000,00), com economia de R$ 1,5 milhão depois do fim dos alugueis atuais destes veículos;

12 – Aquisição de bicicletas com itens de segurança (capacetes) para estudantes da zona rural;

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Em suas considerações finais o secretário Paulo Buzar pediu que os educadores se disponham a ler sobre o assunto, sobretudo, descobrir como as autoridades fiscalizadoras estão orientando quanto a aplicação do recurso. Também apelou para que todo o grupo não se deixe levar pelo que chamou de ‘MEIA DÚZIA DE PESSOAS”.

“Outro aspecto que eu gostaria de ressaltar é que em nenhum momento a Secretaria se fecha ao diálogo, pelo contrário foram os professores que abandonaram a reunião quando eu externei que o plano de aplicação já estava pronto, mas esse plano de aplicação ele já estava pronto há muito tempo a partir do Plano Municipal de Educação elaborado pelo professores E DO PLANO Plaurianual é que deu origem à este plano de aplicação…

(…) portanto, desejar à todos uma reflexão e que tenham coragem de ler as normas, os mandamos e os disciplinamentos do TCU e do FNDE e não apenas ficar ouvindo o que MEIA DÚZIA de pessoas querem inculcar na cabeça dos outros professores. Quem é que não gostaria de receber R$ 60.000,00? Prometido por um grupo de pessoas”

“NÃO ESTOU FAZENDO POLÍTICA, ESTOU FAZENDO GESTÃO”

FRANCISCO Nagib encerrou dizendo que não está pensando em reeleição, está fazendo gestão e que deseja ficar na história como o prefeito que conseguiu, por exemplo, acabar com escolas de taipa e com as famigeradas salas multisseriadas.

“A minha passagem pela prefeitura eu quero que fique marcada como o prefeito que conseguiu acabar com as escolas de taipa, o prefeito que acabou com as escolas multisseriadas, o prefeito que conseguiu entregar uma merenda regular (…) entregar material didático investindo no aluno (…) só vamos ter uma cidade melhor, um país melhor investindo na educação, eu preciso do apoio dos professores, estou aberto ao diálogo (…) não estou fazendo política, nós estamos fazendo gestão”, garantiu o gestor

Direção do sindicato se manifesta em relação à entrevista do prefeito e do secretário

NOTA SINTSERM-CODÓ

Em relação a entrevista dada pelo prefeito e secretário ao Acélio, gostaríamos de destacar que:

  • Nunca nos omitimos em dialogar com a administração, pelo contrário, sempre buscamos esse entendimento;
  • Apesar de participarmos de reuniões anteriores com o secretário de educação, não tivemos conhecimento do plano de aplicação para utilização dos precatórios, já que o mesmo afirma estar com ele pronto há muito tempo à partir do PPA e PME.
  • Sempre colocamos que o recurso dos precatórios também é nosso, assim como defendemos que parte do mesmo devem ser destinados em investimentos para melhoria da educação como um todo;
  • O prefeito se contradiz ao afirmar que estar seguindo orientações de instâncias superiores como TCU e outros em não destinar parte desses recursos para pagamento de pessoal do magistério, no entanto, o mesmo termina dizendo que eles dizem que só quem tem direito são os professores da época;
  • O prefeito tenta associar os nossos manifestos à tomada de posições políticas partidárias por nossa parte, o que não é verdade, desafiamos alguém a provar que políticos locais com mandato e ou ex-prefeito tenham utilizado o microfone ou estado à frente da organização de alguma de nossas manifestações;
  • O gestor tenta também passar que o professor da rede municipal estar bem financeiramente chegando a receber até R$ 6 000,00 o que foge ao nosso conhecimento, a menos que este professor tenha duas ou mais matrículas;
  • Por fim, repudiamos veementemente o fato do secretário de educação se referir aos defensores desse direito como: ” meia dúzia de pessoas querem incultar na cabeça de todos os professores…”

Mesmo assim, diante de tudo isto, gostaríamos de reafirmar nossa luta aos companheiros(as) e dizer à administração que continuamos abertos ao diálogo.

               A diretoria.

Dácia Abreu revela que professores estão fazendo até ‘vaquinha’ para xerox de prova nas escolas

Em discurso recente na porta da Câmara Municipal uma das mais bem preparadas professoras de Codó revelou que os educadores estão carregando escolas nas costas para fazer funcionar a Educação.

Entre outras coisas, Dácia Abreu, citou que os professores fazem até vaquinha pra tirar xerox de provas para dar aos alunos.

“Todos os educadores aqui presentes tiram do bolso para comprar reposição pro seu pincel, assim como, aqueles que assim como eu não podem usar o giz, leva o lápis de cor, fita, crepom, durex. Escolas que não têm máquina de xerox, que não é o caso da minha, fazem a cota para tirar a xerox da atividade da prova, entre outras questões que a gente faz pra escola poder funcionar”, afirmou

GUERRA PELOS 60%: Professores de Codó farão paralisação e protestos nesta terça-feira

O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Codó – SINTSERM – vai tornar a vida política do prefeito Francisco Nagib e dos 13 vereadores que o apoiam mais difícil a partir desta semana, isso porque ficará mais complicado não dar atenção aos anseios da categoria que, como havia anunciado em discursos inflamados na porta da Câmara, partirá para a briga política e jurídica.

Logo SINTSERM

Amanhã, terça-feira, 20, haverá uma paralisação geral, ou seja, nenhum professor dará aula. Os mais aguerridos estarão, em vez de na sala com seus alunos, na praça São Sebastião, a partir das 7h da manhã.

Depois da concentração carregada por discursos a favor dos 60% dos mais de R$ 25 milhões do FUNDEB (precatórios que caíram na conta do município), eles descerão pela Av. Augusto Teixeira até a porta da Prefeitura.

À tarde eles irão em peso para a Câmara Municipal, certamente os 13 vereadores aliados encontrarão dificuldades para seguir com a sessão se não derem atenção aos professores e a seus reclames.

Abaixo está um comunicado distribuído via WhatsApp pelo presidenteo do SINTSERM nas redes sociais:


TERÇA-FEIRA 20/03, PARALISAÇÃO NA REDE PÚBLICA MUNICIPAL DE ENSINO DE CODÓ, conforme deliberação na última Assembléia Geral do SINTSERM. Por uma educação pública de qualidade com escolas estruturadas e professores valorizados! Ato público com concentração a partir das 7:00hs da manhã na praça São Sebastião, em seguida descida pela avenida Augusto Teixeira e finalizando a parte da manhã na praça Ferreira Bayma, em frente a prefeitura.

À tarde, concentração em frente à câmara de vereadores à partir das 15:30hs. Divulgue e participe! À diretoria.

CUIDE DO SEU FUTURO ESTUDANDO – Confira o EDITAL para o processo seletivo da FLAED

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO CONTINUADO E AGENDADO/2018.1, DA FACULDADE FLAED, MANTIDA PELA SUNDETEN ­ SOCIEDADE UNIVERSITARIA DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E TECNOLOGICO DO NORDESTE LTDA ­ EPP

O Diretor da Faculdade Latino Americano de Educação, com sede à Rua João Pessoa, 2270, Centro, no município de Codó, Estado do Maranhão, no uso de suas atribuições legais e obedecendo ao disposto na legislação vigente, torna públicas as normas que regulamentam o Processo Seletivo Continuado e Agendado, para o ano letivo de 2018.1, destinado ao preenchimento de vagas no curso superiores de:

  • Bacharelado em Administração – com 100 vagas no período vespertino e noturno Reconhecido pela Portaria MEC nº 101 de 15 de Fevereiro de 2018 e publicado no D.O.U em 18 de Fevereiro de 2018.
  • Licenciatura em Pedagogia – com 100 vagas no período vespertino e noturno Reconhecido pela Portaria MEC nº 131 de 27 de Fevereiro de 2018 e publicado no D.O.U em 28 de Fevereiro de 2018.
  1. DAS FORMAS DE INGRESSO

Os candidatos optarão por uma das três formas de participação na seleção e aprovação, de acordo com as vagas disponibilizadas, e de acordo com as normas vigentes:

  • VIA ENEM – Através da pontuação obtida no ENEM, e neste caso não farão o Exame Vestibular da FLAED, ingressando com os pontos obtidos, devidamente comprovados;
  • VIA EXAME VESTIBULAR – Através da realização do Exame Vestibular da FLAED, e neste caso entrarão na classificação dos aprovados através do Exame Vestibular prestado na FLAED, de acordo com as normas expressas neste Edital.
  1. OBSERVAÇÕES PARA OS QUE OPTAREM PARA INGRESSO ATRAVÉS DA PONTUAÇÃO DO ENEM
    • Serão aceitos os resultados do ENEM 2015 e posteriores.
    • O candidato deverá entregar cópia simples e original da pontuação obtida no ENEM (2015 e posteriores), na sede da Faculdade.
    • A cópia do ENEM não será devolvida e o original será usado para conferência no ato da entrega da cópia.
    • Será eliminado do Processo Seletivo o candidato que não entregar a cópia do ENEM e/ou não apresentar o original deste documento dentro do prazo estipulado.
    • Será também excluído do Processo Seletivo, a qualquer tempo, o candidato que: prestar informações inexatas na ficha de inscrição, não integralizar os procedimentos da inscrição e/ou incorrer em comportamento indevido ou descortês para com qualquer dos funcionários no ato da entrega do ENEM.
    • Não serão concedidas vistas de prova ou recontagem de pontos.
  2. DOS RESULTADOS VIA ENEM:

Para concorrer a uma vaga, através da pontuação obtida no ENEM

A pontuação final do candidato, para classificação em 1ª opção, será o resultado da média aritmética de todos os componentes da prova.

Exemplo: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias + Matemática e suas Tecnologias + Ciências Humanas e suas Tecnologias + Ciências da Natureza e suas Tecnologias + REDAÇÃO = TOTAL/ 5 = Média aritmética.

Média aritmética (pontos)/10 = nota final ENEM (%) .

Exemplo: 657,978 + 365,687 + 785,980 + 475,90 = 2.285,545 = 571,386 (média aritmética) = 571,386 pontos = 57,13% (porcentagem ENEM para composição final da nota). Essa porcentagem obtida será a base de calculo para, através de regra de 3 chegar à pontuação equivalente na pontuação de 0 a 100 pontos preconizada aos que optam pela realização do Exame Vestibular da FLAED.

Observação: Será considerado reprovado o candidato que obtiver pontuação ZERO EM QUALQUER DOS COMPONTENTES AVALIADOS PELA PROVA DO ENEM.

  1. DAS MATRÍCULAS VIA ENEM

O resultado do Ingresso via ENEM será disponibilizado no ato da entrega do comprovante do ENEM na Secretaria da Faculdade. As matrículas serão realizadas posteriormente à divulgação dos resultados, sendo que após cada matrícula, será dada baixa da vaga que foi preenchida, no número total de vagas oferecidas por curso, sendo as restantes (vagas) oferecidas no próximo exame, de acordo com o calendário definido. O prazo final para matrículas se encerra em 29 de Março de 2018.

Local das matrículas: na Secretaria e Tesouraria da Instituição, das 8:00h às 18:00h de segundas às sextas-feiras e aos sábados das 18:00h às 22:00h, mediante apresentação da documentação legalmente exigida, pelo Processo Seletivo, Continuado e Agendado 2018.

  1. VIA VESTIBULAR FLAED: AOS QUE OPTAREM PELO INGRESSO ATRAVÉS DO EXAME VESTIBULAR DA FLAED
    • O Exame para seleção será composto de um único exame, será realizado em 10 datas distintas, para livre escolha dos candidatos, de acordo com este cronograma de datas:

1ª/18 de Março de 2018;

2ª/25 de Março de 2018;

3ª/08 de Abril de 2018.

4ª/06 de Maio de 2018;

5ª/10 de Junho de 2018;

6ª/15 de Julho de 2018.

7ª/12 de Agosto de 2018;

8ª/16 de Setembro de 2018;

9ª/14 de Outubro de 2018.

10ª/04 de Novembro de 2018;

Horários: das 08:00 às 12:00 (quatro horas de prova).

Observações: A classificação final dos candidatos será feita após a publicação dos resultados do último exame. Além das datas descritas acima, poderá haver exames para processos seletivos agendados, para os candidatos que apresentarem motivos convincentes de impossibilidade de comparecimento nos dias acima fixados. Tais exames serão realizados em dias e horários agendados, individualmente ou em grupos, a serem definidos com os candidatos.

  1. DAS INSCRIÇÕES VIA ENEM E VIA VESTIBULAR

As inscrições deverão ser feitas nos períodos compreendidos entre 18 de Março a 28 de março de 2018, sendo que, 24 horas antes das datas dos exames estarão encerradas as inscrições para cada exame. Local das inscrições: Setor de Vestibular da Faculdade, à Rua João Pessoa, 2270, Centro, no município de Codó, Estado do Maranhão, no horário das 8:00h às 18:00h de segundas às sextas-feiras e aos sábados das 18:h às 22:00h, ou via Internet, no site www.flaed.com.br, mediante preenchimento de requerimento próprio, apresentação de cópia da Cédula de Identidade, uma foto 3×4 recente e comprovante de pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 50,00 (cinqüenta reais).

  1. DA PROVA AOS QUE OPTAREM PELA REALIZAÇÃO DE INGRESSO ATRAVÉS DO EXAME VESTIBULAR DA FLAED

 A prova para o exame será original e única e versará sobre conhecimentos que não excedam o nível médio (2º grau). Constará de: a) uma Redação, cujo tema deverá ser escolhido, dentre três que serão oferecidos; b) 10 questões de Compreensão e Interpretação de Textos, que versarão sobre assuntos da atualidade; c) 10 questões de Ciências Biológicas e de Ciências Exatas. Cada questão terá 5 alternativas, das quais somente uma será a correta e deverá ser assinalada. A Redação valerá 100 pontos. Cada questão de Compreensão e Interpretação de Textos valerá 10 pontos quando certa, de modo que o total das questões valerá 100 pontos. Cada questão de Ciências Biológicas e de Ciências Exatas valerá 10 pontos quando certa, de forma que valerá 100 pontos. A pontuação máxima para a prova é de 300 pontos. Caso o candidato obtenha pontuação inferior a 30 pontos na Redação, será desclassificado. O uso do Dicionário da Língua Portuguesa será permitido, desde que seja próprio. O uso de calculadora é proibido.

  1. DOS RESULTADOS DOS EXAMES VESTIBULARES DA FLAED

A classificação será feita por ordem decrescente de pontos, sendo que os resultados serão divulgados 48 horas após a realização do exame, nos murais e no site da Instituição.

  1. DAS MATRÍCULAS VIA EXAME VESTIBULAR FLAED

As matrículas serão realizadas posteriormente à divulgação dos resultados, sendo que após cada matrícula, será dada baixa da vaga que foi preenchida, no número total de vagas oferecidas por curso, sendo as restantes (vagas) oferecidas no próximo exame, de acordo com o calendário acima definido. O prazo final para matrículas se encerra em 29 de março de 2018. Local das matrículas: na Secretaria e Tesouraria da Instituição, das 8:00h às 18:00h de segundas às sextas-feiras e aos sábados das 18:00h às 22:00h, mediante apresentação da documentação legalmente exigida.

  1. DO LOCAL DE FUNCIONAMENTO

O curso funcionará no endereço supramencionado.

  1. DISPOSIÇÕES GERAIS E FINAIS

11.1. Todo processos  seletivo será realizado” in loco”.

11.2. Em nenhuma hipótese haverá revisão ou vista de provas. As provas serão fragmentadas logo após a divulgação dos resultados.

11.3.  Para o exame agendado na primeira data, em 25 de março de 2018, serão oferecidas, para cada curso, todas as vagas citadas neste edital. Para o exame agendado na segunda data, 08 de abril de 2018, serão oferecidas as vagas remanescentes, e assim sucessivamente, até a última data de exame, em 04 de novembro de 2018, quando serão oferecidas as vagas que restarem, após todos os exames realizados e matrículas já efetuadas. Com 24 horas de antecedência de cada exame a ser realizado, segundo o cronograma de datas fixado neste edital, será publicado, nos murais da Instituição, o número de vagas disponíveis por cada curso.

11.4. O ato de inscrição implica a adesão às normas deste Edital.

11.5.  Persistindo as vagas remanescentes, serão realizados Processos Seletivos Continuados e Agendados para candidatos com requerimentos de inscrição protocolados na Secretaria da Faculdade, até o dia 29/03/2018.

11.6.  A Instituição reserva-se o direito de iniciar suas atividades escolares somente se houver o preenchimento de, no mínimo, 75% das vagas para o curso obedecendo à legislação vigente e às normas aqui publicadas. Não havendo o mínimo de alunos matriculados para início dos cursos, a Instituição devolverá 100% do valor pago pelo aluno, referente à taxa de inscrição e à taxa de matrícula.

11.7.  O aluno com matrícula feita poderá desistir de cursar e cancelar sua matrícula, e receberá 80% do valor da matrícula, desde que cancele sua matrícula até 24 horas antes do início das aulas.

11.8.  Casos omissos serão resolvidos pela Comissão do Processo Seletivo e Agendado 2018.

11.9. O candidato portador de necessidade especial deverá preencher o campo correspondente no Requerimento de Inscrição, especificando a deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID).

11.9.1. O candidato portador de necessidades especiais poderá solicitar condição especial para a realização da prova, mediante solicitação em campo próprio do Requerimento de Inscrição, devendo ainda:

  1. a) Encaminhar o requerimento e o laudo médico, com indicação do tipo de deficiência da qual é portador (CID) e com especificação de suas necessidades quanto ao atendimento personalizado com data máxima de expedição de um mês antes do Processo Seletivo;
  2. b) Entregar pessoalmente ou por procurador devidamente constituído o laudo médico no ato da inscrição.

11.9.2 O portador de necessidade especial que não solicitar o atendimento especial no ato da inscrição, como especificado no item 11.9.3, ficará impossibilitado de realizar as provas em condições especiais.

11.9.4. Candidatos portadores de necessidades especiais terão acréscimo de 25% no tempo destinado à realização da Prova.

11.9.5. O atendimento às condições solicitadas ficará sujeito à análise de viabilidade e razoabilidade do pedido.

11.9.6. O candidato, portador de deficiência ou não, deverá informar a(s) condição (ões) especial(ais) de que necessita, sendo facultado o deferimento ou indeferimento do pedido.

11.9.7 O deficiente visual cego total deverá indicar sua condição de acordo com o item 11.9.1, e poderá requerer a necessidade de realizar a prova pelo sistema DOS VOX ou com auxílio de ledor.

11.9.8. Serão também atendidas as necessidades especiais do candidato com transtorno do espectro autista, sendo disponibilizado um ledor e um transcrito.

11.9.9 Os candidatos que ainda estão cursando o 3º ano do Ensino Médio somente poderão realizar a Reserva de Vaga para início em 2018.1, com apresentação do Atestado de Concluinte. E só poderão confirmar a Reserva de Vaga, ou  seja ,se Matricular quando do termino do 3º ano do Ensino Médio, com a apresentação do Atestado de Conclusão do Ensino Médio ou do Histórico do Ensino Médio.

Codó, 26 de Fevereiro de 2018.

Wildison Freire Soares

Diretor Geral da FLAED

ANEXO I

CRONOGRAMA DO PROCESSO SELETIVO – 2018.1

DATA EVENTO
07/02/2018 Lançamento do Edital 2018.1
26/02/2018 a 16/03/2018 Período de Inscrições para Vestibular
 

18/03/2018

Realização das Provas do Processo Seletivo (Vestibular) 2018.1 para os cursos de Bacharelado em Administração, Licenciatura em Pedagogia de 08:30h às 12:30h.
21/03/2018 Divulgação do resultado do Processo Seletivo
22/03/2018 a 29/03/2018 Matrícula dos Aprovados
02/04/2018 Início das aulas

AVANÇO – 120 alunos municipais passarão a ter aulas de ROBÓTICA em Codó

O coordenador de robótica do Instituto Estadual de Ciência e Tecnologia do Maranhão, Fábio Aurélio Costa, veio a Codó explicar  como funciona o projeto Robótica na Estrada e não trouxe apenas slides explicativos para o auditório da escola Remy Archer.

Os robôs demonstrativos vieram para mostrar o que os alunos, futuramente, poderão chegar a desenvolver a partir de kits que farão parte das aulas.

“Os alunos vão trabalhar pequenos experimentos que já vem adaptados aos kits que são doados para cada município, que são 19 experimentos, experimentos  básicos onde ele vai aprender a construir um semáforo, a construir um portão elétrico, a fazer um PONTE H, a fazer um segue-linha, a gente vai despertar isso no aluno (…) nos avançados a gente vem com robôs avançados, robôs segue-linha, robôs próprios pra competições”, explicou professor Fábio Costa

Provavelmente ainda em março serão formados  4  clubes de  robótica  em Codó  com a supervisão da Coordenação de Ciência e Tecnologia municipal, hoje com a dedicada  professora Raquel Pinho.

 “(o prefeito) Já autorizou  a compra dos kits que o município tinha que entrar com a contrapartida, o IEMA também deu o kit deles. Já temos o professor que tá indo agora para sua primeira formação e quando ele chegar nós já estaremos iniciando nosso primeiro clube nessas escolas”, frisou

4 ESCOLAS, DEPOIS MUITO MAIS

Inicialmente alunos de 4 escolas municipais farão parte do projeto, mas a coordenadora de Ensino da SEMECTI, Fátima Barbosa,  já planeja um aumento para as próximas oportunidades.

“Através dele nossos alunos terão um conhecimento mais eficaz nos cálculos e de onde  também eles também terão conhecimento de base em inglês  (…) A cada ano a nossa intenção é aumentar a quantidade de aluno para que todos  tenham oportunidade”, garantiu

Gabriele Oliveira Diniz, da Remy Archer, está entre os 120 alunos que estudarão robótica em Codó, está animada porque este tipo de estudo desenvolve outras áreas do ensino-aprendizagem.

“Como estamos vivendo em uma década de muito avanço tecnológica, a robótica vai ser uma coisa boa para os alunos porque  ajuda a desenvolver outras matérias como matemática, física, biologia e a robótica mesmo em si…OU SEJA, VAI TER MUITO APRENDIZADO POR AÍ? Sim, muito”, respondeu a estudante com uma segurança dominada apenas pelos mais inteligentes e preparados.

MAIS INFORMAÇÕES

O ROBÓTICA NA ESTRADA é um projeto do Instituto Estadual de Ciência e Tecnologia do Maranhão.

Codó é um dos 21 municípios do Estado que o executarão agora em 2018. O IEMA treina professores municipais e dá kits básicos de robótica para iniciação dos alunos, o município entra com  mais kits, estrutura física e, claro, com dois educadores.