Category Archives: Educação

Professores pressionam e vereadores convocam Paulo Buzar para explicar atraso das aulas em Codó

Por pressão dos professores que voltaram a participar da sessão da Câmara Municipal de Codó foi aprovada, em plenário, a convocação do secretário municipal de Educação, Paulo Buzar,  para que, no Poder Legislativo, preste esclarecimentos sobre o motivo de ter adiado o início das aulas para 11 de março e anunciado reposição das aulas aos sábados para cumprir os 200 dias letivos de 2019.

Paulo Buzar – secretário de Educação de Codó

Já na próxima semana Paulo Buzar terá que prestar tais esclarecimentos na Câmara com a presença dos professores.

Nas redes sociais, o vereador Rodrigo Figueiredo informou que ele foi o autor do requerimento.

“O governo de Codó,determinou o inicio do ano escolar,apenas para março. Essa medida não agrada e penaliza os alunos que precisam da rede pública municipal,suas famílias e os educadores.  Em virtude desse fato e através de um pedido do SINTSERM ( SINDICATO DOS TRABALHADORES DO SERVIÇO PÚBLICO) apresentamos na Câmara,um requerimento, que convoca o Secretário de Educação, para se tratar esse assunto. Nossa intenção, é que as aulas voltem ainda em Fevereiro”, escreveu no facebook.

UNINTA realiza seminário envolvendo acadêmicos de Codó, Timbiras e Coroatá

A realização do Seminário foi de grande importância para as comunidades codoense, coroataense e Timbirense, os alunos propiciaram o intercâmbio de conhecimentos na área de concentração do programa, potencializando a interdisciplinaridade das pesquisas desenvolvidas no âmbito do desenvolvimento cultural.

Os acadêmicos da UNINTA de Codó Maranhão agradece a presença dos alunos de Coroatá e de Timbiras que muito contribuíram para o desenvolvimento do projeto.

PRECATÓRIOS: Professores de Codó retornam nesta terça-feira para a guerra na Câmara

Em Assembléia Geral realizada na última quarta-feira dia 06/02 os associados do SINTSERM-CODÓ deliberaram por retornar à partir desta terça 12/02 a participar das sessões da câmara de vereadores no sentido de estarmos atentos, vigilantes e cobrando um posicionamento dos edis em relação à diversas questões que diz respeito aos servidores públicos municipais e a população em geral tais como:

Intenção do governo em mudar o regime previdenciário do município;

Precatórios do FUNDEF ;

Intenção do governo em iniciar o ano letivo somente em março;

entre outros diversos problemas enfrentados pela população inclusive a falta de atuação dos parlamentares em defesa da coletividade como nossos representantes eleitos para tal. Participe.

A diretoria.

Liminar do TRF-1 garante Bonificação de 20% para estudantes do Maranhão ingressarem na UFMA

O Tribunal Regional Federal da primeira região em Brasília, deferiu na última quinta-feira (07), liminar que suspendeu a decisão em primeiro grau da Justiça Federal, atendendo uma ação civil pública do Ministério Público Federal, que anulava a Bonificação Regional para alunos oriundos de escolas do Maranhão para o ingresso na Universidade Federal do Maranhão – UFMA. A decisão do TRF-1 foi dada pelo Juiz Federal Leão Aparecido Alves e tem como base a premissa de que constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil objetivos fundamentais, dentre outros, reduzir as desigualdades sociais e regionais. Para “reduzir as desigualdades sociais e regionais” pode ser necessário, como no presente caso a agravante sustenta que é, criar distinções quanto à origem, por exemplo. Ademais, se todas as distinções entre brasileiros fossem inconstitucionais, o STF não teria declarado a constitucionalidade da Lei n° 12.990/2014”, que reserva vagas para negros nos concursos públicos.

Professor Marco Aurélio foi um dos grandes defensores da causa, participando de inúmeras audiências com a reitoria da Universidade Federal do Maranhão, com a forte participação da Assembleia Legislativa, com professores e estudantes de todo o estado. Marco Aurélio presidiu ainda uma audiência pública no município de Imperatriz com alunos e professores de toda a Região Tocantina para discutir sobre a bonificação, através da Frente Parlamentar em Defesa da Bonificação do Enem.

Segundo a decisão, a iniciativa não cria qualquer distinção entre brasileiros ou mesmo estrangeiros ao acrescer a nota dos alunos beneficiados, uma vez que para se obter o benefício basta que o aluno tenha cursado o último ano do ensino fundamental e todo o ensino médio em escolas maranhenses, portanto, alunos de qualquer estado ou até mesmo estrangeiros podem ser beneficiados com o acréscimo desde que cumpra tal exigência.

Marco Aurélio comemorou a decisão e ressaltou que os alunos oriundos de escolas do Maranhão só têm a ganhar. “A bonificação regional é uma medida que ajudará a combater uma grande injustiça que acontece nas nossas universidades. Em Imperatriz, por exemplo, a grande maioria dos alunos que entram no curso de Medicina não concluem o curso, na sua maioria são alunos de outros estados que acabam pedindo transferência para suas cidades de origem, deixando dezenas de vagas ociosas nas nossas universidades todos os semestres.” destacou o deputado.

O deputado destacou a importância da união de todas as categorias que incorporaram e defenderam essa causa. “Agradeço em especial à Universidade Federal do Maranhão, através de sua Reitoria e do conselho de ensino, pesquisa e extensão, que corajosamente aprovou a resolução do Ingresso Qualificado, à Assembleia Legislativa do Maranhão, na pessoa do presidente Othelino Neto e de todos os parlamentares que participam dessa luta. Agradeço também aos alunos e professores que sempre apoiaram e acreditaram na causa.” afirmou Marco Aurélio.

Na tarde desta sexta-feira (08), o deputado Marco Aurélio reuniu com a reitora Nair Portela, com a pró-reitora de ensino e pesquisa, professora Dourivan Câmara, com o pró-reitor de pesquisa, pós-graduação e inovação, professor Allan Kardec e toda a equipe da reitoria para tratar dos próximos passos para que a Bonificação esteja disponível para a chamada do SISU do segundo semestre. “A UFMA está muito feliz com essa notícia, trata-se de uma medida importante que irá garantir aos nossos estudantes muito mais condições de ingresso à Universidade. Agradeço ao empenho da Assembleia Legislativa, em especial ao deputado Marco Aurélio, que esteve conosco desde o início desta causa.” declarou a reitora Nair Portela.

A decisão é em caráter liminar, mas já anula a decisão que suspendia a Bonificação e garante a UFMA a implementar tal política afirmativa ainda no segundo semestre de 2019, caso não haja nenhuma mudança de efeito.

Por  Gregory Pollon 
Jornalista e Assessor de Comunicação

ATRASO: Presidente critica decisão do governo Nagib de iniciar aulas nas escolas só em março

O presidente do SINTSERM, professor Antonio Marcos da Silva, emitiu nota, no próprio nome, criticando a intenção da Secretaria Municipal de Educação de não iniciar as aulas da rede pública agora em fevereiro, deixando o início do ano letivo só para o mês de março.

Na nota ele conclama órgãos de defesa dos direitos da criança e do adolescente para encamparem uma luta contra esta decisão. Abaixo a íntegra da nota distribuída via WhatsApp:

POR PROF. MARCOS,  NOTA DE REPÚDIO A DECISÃO DO GOVERNO MUNICIPAL EM ATRASAR O INÍCIO DO ANO LETIVO DE 2019.

Presidente do SINTSERM, membro titular do segmento pai de aluno no CACS-FUNDEB, 1° suplente no segmento professor no CME (Conselho Municipal de Educação), venho através desta repudiar veementemente esta atitude desrespeitosa e de  falta de compromisso para com a educação por parte da administração em atrasar sem justificativas plausíveis o início do ano letivo!

O prefeito já vem economizando com o não pagamento de professores, zeladores e até muitos dos vigias contratados no mês de janeiro, portanto não se justifica a falta de recursos.

É bom esclarecer também que quando os professores paralisam suas atividades por um dia ou dois lutando por melhorias como um todo pra educação, muitos criticam e alegam prejuízos aos alunos, e o  que dizer então da atual gestão que pretende atrasar em cerca de 30 dias o início do ano letivo?

Caros colegas professores efetivos, não sejamos individualistas diante desta situação, pensemos em nossos colegas professores, zeladores e vigias contratados que poderão ficar mais um mês sem seus vencimentos, nos nossos alunos e até mesmo em nossos filhos, onde muitos deles estudam em escolas públicas, inclusive o meu.

Neste sentido conclamo à todos: Câmara de vereadores, sociedade civil organizada, MP, CME, e demais orgãos de defesa dos direitos da criança e do adolescente à nos posicionar diante de mais esta grande aberração deste governo sem noção!

Prefeito Nagib e autoridades dão posse aos novos gestores escolares da rede municipal em Codó

A Prefeitura Municipal de Codó, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação (SEMECTI), realizou nesta segunda-feira, dia 21, a solenidade de posse dos gestores escolares eleitos e reconduzidos para a rede pública municipal de educação, que aconteceu no auditório multimídia da escola Estevam Ângelo de Sousa. O prefeito de Codó, Francisco Nagib e o secretário municipal de educação, Paulo Buzar deram posse aos sessenta gestores escolares eleitos e reeleitos para o biênio 2019-2020 para atuarem nas unidades de ensino da sede e zona rural.

É um momento muito positivo e um avanço, principalmente nas políticas públicas de educação, pois aqui implantamos verdadeiramente a gestão democrática. E hoje, todos os gestores que passaram por esse processo, cumprindo a legislação, mostram que estão capacitados e tem a competência e habilidade para realizarem uma gestão de qualidade. São gestores que realizaram seus seletivos e foram aprovados no teste de suas competências e escolhidos pela comunidade. Isso é uma prova de transparência e credibilidade da gestão municipal com a comunidade escolar”, declarou o vereador Pastor Max, líder do governo na câmara.

O processo de eleição dos gestores escolares aconteceu em três etapas: prova de títulos; curso de formação e prova. A terceira etapa foi uma eleição, onde os docentes, alunos e pais puderam votar nos candidatos indicados ao cargo. “O processo seletivo de gestores é relativamente no Brasil. Em Codó, nós optamos pelo processo seletivo, técnico, meritocrático e deliberativo, ao antigo sistema de indicação política, pois é mais democrático e coerente. Isso é um grande avanço e um marco da gestão do prefeito Nagib para o desenvolvimento da educação”, comentou o secretário Paulo Buzar.

Com o novo sistema de escolha, baseado no mérito, capacidade técnica e na democracia, com eleições diretas nas escolas, os eleitos se sentiram com mais liberdade para trabalhar. “É uma honra receber das mãos do prefeito Nagib e do Secretário Paulo Buzar a portaria de gestora eleita, após passar um processo justo, onde todos nós fomos avaliados em três etapas. Um processo democrático e que só enriquece a nossa educação como um todo”. Disse Cintia Wagner, Gestora Eleita do pólo Centro dos Monteiros.

Ao lado da secretária de desenvolvimento social e primeira-dama, Agnes Oliveira, o prefeito Nagib também fez questão de fazer uma homenagem a comissão técnica e de organização das eleições dos gestores, entregando os certificados de honra ao mérito. A posse dos gestores já inicia o calendário oficial da SEMECTI para o ano letivo 2019. “É mais um momento especial, que ficará na vida de todos os gestores, pela sua determinação, força de vontade, trabalho e querer contribuir com nosso município. Fico muito feliz por poder realizar, junto com toda a equipe, o processo seletivo e deliberativo de escolha de nossos gestores. Tudo isso irá se refletir na qualidade do ensino e aprendizagem de nossas crianças e na melhoria da educação de nossa cidade”, finalizou o prefeito.

Ascom -PMC

Conheça o time de motoristas que comandarão o transporte escolar de Codó em 2019

Conheça o time de motoristas que cuidará o transporte escolar em Codó durante o ano de 2019.

Transporte escolar 2019

Todos agora estão de recesso e se preparando para iniciar o ano letivo seguinte com toda a força e cuidado necessários.

Fotos tiradas por Jair Ribeiro após breve reunião na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Rural comandada por Roberto Albuquerque (o  Cobel).

Conheça Hernandys Bezerra – o codoense que participou do Parlamento Estudantil Maranhense

O Centro de Ensino Médio Luzenir Matta Roma participou do Programa Parlamento Estudantil Maranhense representado pelo Aluno do 3º ano “B” Vespertino, Hernandys Ribeiro Bezerra.

Hernandys Ribeiro Bezerra

Hernandys com professores de Codó

O Projeto de Lei nº 001/2018 dispõe sobre a isenção do ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços incidente sobre o GLP – gás de cozinha. Colocado à apreciação da Assembléia Estudantil Maranhense, o nosso Projeto foi aprovado com 20 votos a favor, 01 voto contra e 01 abstenção.

O Deputado Estudantil Maranhense, Hernandys Ribeiro Bezerra (codoense) teve a orientação do Professor de Filosofia Inácio da Silva Sousa e o apoio integral de toda Diretoria, na pessoa do Gestor Geral Antonio Gonçalves Reis e de todo o corpo docente representado pelo Professor Sebastião.

O Programa Parlamento Estudantil Maranhense visa a integração dos alunos das redes de Ensino Pública e Privada do Estado do Maranhão com a atividade parlamentar preparando-os para o pleno exercício da cidadania, elaborando projetos de lei e debatendo na Assembleia Legislativa temas de grande relevância para nosso Estado.

O evento teve sua culminância na sexta-feira (23/11/2018). Esta foi a primeira vez que a cidade de Codó concorreu e o êxito foi imediato. Parabéns a todos os Gestores e a todos os Professores do Centro de Ensino Luzenir Matta Roma.

IDEB – Prefeitura de Codó promove Aulão revisional em escolas pólos da Educação do Campo

A prefeitura de Codó, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação, continua investindo de forma significativa para melhorar a qualidade do ensino público municipal, e assim elevar seus indicadores educacionais. No último fim de semana foi realizado mais um Aulão Revisional para o IDEB em escolas das comunidades rurais.

O Projeto Aulão revisional do IDEB é uma ação do Programa “Escola Campeã”, que visa proporcionar aos estudantes de 4º e 8º anos do Ensino Fundamental uma oportunidade de revisar alguns dos principais conteúdos de Língua Portuguesa e Matemática aplicados na Prova Brasil de 2017, a fim de melhorar o desempenho dos estudantes nessas disciplinas. O projeto atenderá um total de 911 alunos das escolas municipais em 13 pólos de Educação do Campo.

De acordo com a coordenadora do projeto, Regilane Barbosa, as aulas diferenciadas e estruturadas com base nos Descritores da Matriz de referência do Saeb visam intensificar os trabalhos realizados em 2017, nas competências e habilidades que os alunos desses anos escolares necessitam adquirir.  “Esse projeto propõe ainda estimular a leitura e o cálculo de forma diferenciada, facilitando a compreensão dos conteúdos propostos em sala de aula, possibilitando uma maior integração entre a leitura e a matemática”, explicou.

O Projeto será desenvolvido em 13 Pólos da Educação do Campo, em turmas 16 turmas de 4º ano (com um total de 414 alunos) e 18 turmas de 8º ano (com um total de 497 alunos) do Ensino Fundamental anos iniciais e finais. O reforço escolar será desenvolvido por professores de língua portuguesa e matemática do Sistema Municipal de Ensino de Codó, no intuito de reforçar, com suas metodologias, os conteúdos que são ministrados nas aulas regulares. As aulas de reforço serão voltadas principalmente para a leitura, interpretação e estudos matemáticos, perfazendo uma carga horária de 680h/aula de Língua Portuguesa e 680 h/aula de matemática.

O projeto de reforço em Língua Portuguesa e Matemática, intitulado “Aulão revisional do IDEB”, justifica-se pela a importância de ser instrumento de apoio didático e pedagógico que possa suprir dificuldades de aprendizagem relacionadas a conteúdos de leitura, escrita e cálculos matemáticos, sobretudo com foco na Prova Brasil. “O projeto “Aulão revisional do IDEB”visa, dentre outros, ser uma ação no sentido de propiciar, aos estudantes, experiências significativas voltadas para o efetivo aprendizado ou sistematização do conhecimento apreendido nas aulas dessas disciplinas, além de aprofundar o entendimento dos descritores da Matriz de Referência da Prova Brasil”, concluiu o coordenador Cícero Barros.

Ascom – PMC

Programa Alfabetiza Codó realiza sua 5ª formação continuada para professores da rede pública municipal

Entre os dias 7 e 8 de novembro aconteceu a 5ª Formação de Professores do Programa Alfabetiza Codó. Professores da rede pública municipal de ensino, do 1º e º2 anos, da sede e zona rural de Codó, receberam materiais estruturados de alfabetização e a respectiva formação continuada para a aplicação do material. A capacitação, que aconteceu na sede da UEMA e envolveu cerca de duzentos professores, é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (SEMECT) e a Editora Aprender.

Hoje estamos passando aos nossos professores o material estruturado e vamos trabalhar como melhor utilizá-los. Iremos recolher junto aos professores dados de alunos leitores pré-silábicos, fluentes leitores de palavras e textos, para saber quais habilidades devem ser trabalhadas com eles. É um projeto muito bem sucedido em vários municípios do nordeste, que rendeu ótimos resultados e que estamos aplicando aqui em Codó”, disse a Professora Elidan Figueiredo, da Editora Aprender.

Projetos para o ensino fundamental I

De acordo com o Coordenador do Centro de Formação de Professores da SEMECTI, Cícero Barros Feitosa Filho, o programa Alfabetiza Codó tem como meta alfabetizar todas as crianças de até sete anos de idade, por meio da utilização de material adequado e professores capacitados e com a devida formação. “Estamos em nossa última formação de 2018, com professores de 1º e 2º anos. Essa parceira com a Editora Aprender visa à formação de nossos professores para correta utilização do material estruturado e a conseqüente alfabetização adequada e na idade certa de nossos alunos”.

O coordenador Cícero ainda informou que o convênio com a Editora Aprender inclui projetos para formação de professores do 1º ao 5º ano. “É um pacote completo, onde temos o Alfabetiza Codó, para alunos do 1º e 2º anos, projeto para Produção de Textos, com alunos do 3º ao 5º ano, e para alunos do 4º ano, que além da produção de texto, tem projeto para trabalhar as questões da Prova Brasil. Todo esse trabalho possui uma supervisão que avalia o rendimento dos alunos, visando um melhor aproveitamento a cada etapa do ensino”, explicou.

Responsabilidade de todos

Para Jandira Machado, supervisora escolar, responsável pela coordenação do 1º ao 5º ano em Codó, a palavra de ordem para o ensino moderno é a corresponsabilidade. “A tematização da prática é o conteúdo que deve ser trabalhado com os alunos por meio do aperfeiçoamento profissional de nossos professores. E durante o processo de aprendizagem, a palavra de ordem é corresponsabilizar, dividindo a responsabilidade com gestores, educadores e pais. Esse esforço conjunto nos trará os resultados tão esperados”.

Ascom – PMC