Category Archives: Geral

Prefeito mostra em vídeo trabalho nas duas principais avenidas de Codó

O prefeito Francisco Nagib gravou um vídeo mostrando a reforma da iluminação pública na Avenida Santos Dumont e Augusto Teixeira.

DE NOVO: Prefeitura de Codó abre licitação para contratar escritório de advocacia especializado em Direito Público e Tributário

PREFEITURA MUNICIPAL DE CODÓ – MA AVISO DE REVOGAÇÃO DE LICITAÇÃO. CONCORRÊNCIA PÚBLICA N° 004/2017. A Comissão Permanente de Licitação do município de Codó-MA torna público aos interessados, com fulcro no 49, da Lei Federal nº 8.666/93, a REVOGAÇÃO da Concorrência Pública nº 004/2017, publicado no Diário Oficial do Estado na Edição do dia 12 de Abril, página 12 publicações de terceiros e Jornal Atos e Fatos (Jornal de Circulação) na Edição do dia 12 de Abril, página 06 anúncios, com sessão de julgamento realizada no dia 31/05/2017, cujo objeto é a contratação sociedade de advogados para prestação de serviços profissionais de Advocacia, Assessoria Jurídica e Consultoria especializada em Direito Público e Tributário de apoio à arrecadação Municipal.

Informações adicionais no prédio da Prefeitura Municipal de Codó/MA, situada na Praça Ferreira Bayma, nº 538, Centro, ou pelo fone (99) 3661-2068 – Codó-Ma, no horário das 08h00min (oito horas) às 12h00min (doze horas). Codó – MA, 13 de JULHO de 2017. Gláucia de Sá Barbosa – Presidente da Comissão Permanente de Licitação.

D.O. PUBLICAÇÕES DE TERCEIROS QUARTA-FEIRA, 19 – JULHO – 2017

Segunda-feira começa o QUEIMÃO DE FÉRIAS NOROESTE

QUEIMÃO DE FÉRIAS NOROESTE – Uma semana inteira pra você aproveitar o melhor das férias gastando quase nada. Comprando na NOROESTE de Codó você preencherá cupons para concorrer  a sorteios de vários prêmios como TVs, celulares, relógios e vale compras pela promoção ANIVERSÁRIO NOROESTE CODÓ. Vários clientes já foram sorteados e você por ser próximo.

Vá à NOROESTE DE CODÓ nesta segunda, aproveite o queimão de férias, preencha seu cupom e boa. NOROESTE, AS LOJAS QUE VENDEM MODA.

Rodrigo Figueiredo lamenta falta de planejamento na execução da operação tapa-buracos

No encontro semanal desta terça-feira (18) na Câmara Municipal de Codó, muitos assuntos de grande relevância foram tratados pelos parlamentares codoenses. O vereador Rodrigo Figueiredo usou parte de seu pronunciamento na tribuna da casa para condenar a maneira grotesca como o governo municipal está executando a operação tapa-buracos nas ruas e avenidas da cidade. O edil lamentou a falta de planejamento do atual governo.

“Nos últimos dias o governo municipal enviou uma máquina de pequeno porte para iniciar a operação tapa-buracos na rua Brasília, no entanto os moradores estão insatisfeitos porque a máquina que estava na via fez uma operação tapa-buracos de no máximo 10 metros e depois saiu da rua. Isso é falta de planejamento(…). Isso não aconteceu somente na Rua Brasília, está acontecendo em várias ruas de Codó, o governo faz apenas uma pequena parte e depois tira a máquina, em uma demonstração total da falta de respeito e consideração pelos moradores das ruas esburacadas”, lamentou o vereador.

Problemas no TFD

Rodrigo Figueiredo também mostrou-se preocupado com a situação dos codoenses que precisam fazer algum tipo de tratamento de saúde em outras cidades. O vereador disse que esses pacientes estão tendo dificuldades em ter acesso ao recurso proveniente do TFD (Tratamento Fora do Domicilio).

“O que está acontecendo nesse governo é uma demora muito grande para que o governo libere o TFD (Tratamento Fora do Domicilio). Quando o codoense precisa do tratamento, ele entra com o pedido para que a prefeitura possa ajudar com os custeios fora do município, como alimentação, transporte e hospedagem. Esse valor é pequeno, mas mesmo sendo pequeno a prefeitura não está tendo sensibilidade e ainda atrasa o repasse desse recurso. Fica a nossa reclamação de público em nome dessas pessoas para que a prefeitura regularize e atualize o TFD, porque muitas vezes são casos gravíssimos e que não podem esperar”, cobrou o parlamentar.

Indicação

Rodrigo Figueiredo apresentou a indicação de Nº 216/17, que solicita ao prefeito Francisco Nagib a reforma da Feirinha do Peixe que fica localizada na Rua Francisco Bernardino.

“Nós sabemos que a Feirinha do Peixe é um dos locais mais movimentados no aspecto comercial, onde circulam centenas de pessoas, mas a situação do local é muito ruim, tanto para os vendedores quanto para os clientes. Pois atualmente não dispõe das mínimas condições para a comercialização de produtos alimentícios (…). Por esse motivo pedimos a imediata reforma da Feirinha do Peixe”, pediu Rodrigo Figueiredo.

Viva Cidadão, PROCON e Prefeitura de Codó facilitam atendimentos a idosos

O Viva Cidadão, PROCON e a Prefeitura de Codó realizaram, nesta sexta-feira (21), a emissão de documentação de um grupo de idosos. A ação faz parte do projeto Viva na Melhor Idade, e aconteceu na unidade do Viva, localizada no centro da cidade.

Com a ação, os idosos, que fazem parte do Serviço de Convivência e Fortalecimento de vínculos, puderam renovar sua documentação básica, com RG e CPF. Muitos deles tinham documentos antigos que precisavam de renovação.

O projeto ‘Viva na Melhor Idade’, iniciado em 2016, pretende atender cidadãos na terceira idade que possuem alguma dificuldade de locomoção para se dirigir até uma unidade, ou qualquer tipo de restrição, facilitando o acesso dessas pessoas aos seus direitos constitucionais. Dessa forma, o órgão promove os direitos do cidadão com base no princípio da equidade, garantindo serviços públicos com comodidade e acessibilidade.

Em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e o PROCON, projetos como o Viva na Melhor Idade auxiliam o trabalho desenvolvido por entidades que cuidam do público idoso. “Ações assim são muito importantes para que pessoas na terceira idade se sintam valorizadas e amparadas. São parcerias assim que precisamos”, afirmou Rômulo, representante do Procon Codó .

Ascom – PMC

Polícia Militar do Maranhão recebe doação de drones pela Receita Federal

A Polícia Militar do Maranhão (PMMA) recebeu doação de equipamentos da Receita Federal. O material, resultado de apreensões realizadas pela Receita Federal do Maranhão, foi entregue, na quinta-feira (20), à PMMA pelo inspetor-chefe da Alfândega da Receita Federal no Maranhão, Alexandre Magno.

Foram doados quatro drones, três câmeras fotográficas, um escâner de mão e uma filmadora HDTV. Os equipamentos passaram por registro nos órgãos competentes e serão utilizados diretamente na prevenção e combate a criminalidade. Os drones deverão ser utilizados em operações da PMMA em todo o estado.

O tenente coronel da PMMA, Brito Junior, que possui um estudo como tese de doutorado sobre a utilização de drones como ferramenta de vídeo monitoramento móvel em operações policiais, disse que os veículos aéreos não-tripulados auxiliam em casos de ocorrências com reféns, acidentes envolvendo veículos com produtos perigosos, reintegração de posse, busca de pessoa perdida, ações de controle de distúrbios civis, incursões em locais de risco, obtenção de dados pelo serviço de inteligência policial, monitoramento móvel em grandes eventos, dentre outras ações.

O subcomandante-geral da PMMA, Jorge Luongo, explicou que a utilização de drones é um avanço nas ações de inteligência, prevenção e combate a criminalidade. “Quem sai ganhando é a população maranhense que tem, cada vez mais, segurança e qualidade de vida”, disse.

CODÓ FELIZ: Confira a premiação desta semana e compre já a sua cartela

Veja a premiação da extração do CODÓ FELIZ deste domingo e não perca a chance de ganhar R$ 1.000,00 nas quatro primeiras chamadas ou uma super moto BROZ no quinto prêmio.

Tá demais esta extração, dê uma chance à sua sorte. Compre hoje mesmo a cartela com nossos vendedores e boa sorte.

VACILOU: SAAE é condenado a pagar indenização por cortar água na casa errada

O juiz José de Ribamar Dias Júnior, respondendo pela 1ª Vara da Comarca de Açailândia, condenou o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Açailândia ao pagamento de danos morais no valor de R$ 3 mil a uma dona de casa que teve o abastecimento d’água cortado por mais de um mês, por engano no número da residência da consumidora.

A parte autora informou que, no dia 7 de janeiro de 2014, uma equipe da companhia compareceu à sua residência e cortou o abastecimento de água, apesar de as contas estarem pagas. Que ela não estava presente no momento do corte e que não houve notificação prévia ou aviso por parte da empresa.

Segundo os autos, a consumidora se dirigiu diversas vezes ao SAAE para tentar restabelecer o abastecimento, sem sucesso, e reclamou que a suspensão do serviço denegriu a sua imagem diante dos seus vizinhos e restringiu o acesso ao serviço por mais de um mês.

A empresa alegou que o bairro onde se localiza a consumidora – Jardim Glória – é problemático em razão das poucas casas terem o número do endereço exposto e que no dia do corte a equipe buscava por uma casa 18, número que foi cadastrado no sistema do SAAE pela própria consumidora, quando ela deveria ter cadastrado o número 8. E que não havia ninguém na casa para confirmar o nome dos donos.

Na fundamentação da decisão, o juiz sustentou que se trata de responsabilidade da concessionária de serviço público na medida em que deixou de adotar as cautelas legais e cortou irregularmente o abastecimento sem comunicar previamente os usuários para que adotassem as providências para evitar os prejuízos causados pelo corte.

O juiz acrescentou que a comunicação formal à consumidora acerca da ameaça do corte, como determina a legislação, teria possibilitado à consumidora reunir as faturas quitadas ou mesmo esclarecer a diferença nos endereços, de modo a evitar o erro pela concessionária.

“Além das dificuldades decorrentes do abastecimento de água, a circunstância da suspensão do serviço por alegada falta de pagamento também gerou dano à imagem da autora, que teve a sua reputação afetada pela pecha de má pagadora”, afirmou o juiz.

Por Helena Barbosa/Assessoria de Comunicação

Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão

(Manchete modificada por este blog)

CRISE fecha lojas em Codo e primeiro semestre termina com pelo menos 118 demitidos

Big Ben e Banco Itau sao exemplos ainda vivos na memoria dos codoenses quando o assunto e um grande empreendimento fechando as portas em Codo.

Não existe um levantamento específico sobre isso aqui em Codó, mas se você andar pelo centro da cidade nota, claramente, que aumentou o número de prédios fechados, prédios onde antes funcionavam lojas, sejam elas de porte grande, médio ou pequeno. Agora estão apenas com anúncios falando da disponibilidade deles para aluguel.

O fechamento reflete, automaticamente, no número de desempregados.

118 DEMISSOES

No Sindicatos dos Comerciários o diretor Antonio Francisco Ribeiro contabilizou 118 demissões de janeiro à junho deste ano e este número é, com certeza,  maior porque aqueles que tem menos de um ano de trabalho, obrigatoriamente, não precisam ir ao Sindicato homologar rescisao e tambem existem outros casos  homologados na própria delegacia  regional do trabalho.

Maio registrou o maior numero de demissoes com 36vagas fechadas de trabalho em lojas e empreendimentos da area de prestacao de servicos.

O número de contratações, no mesmo período,  anda longe de ser pelo menos igual ao de demissões.

Francisco Silva que o diga – há meses bate na porta dos empresários locais tentando uma vaga como vendedor.

 “eu já procurei em loja, nas farmácias mas aí eles dizem nós já tamo é demitindo a metade dos que tem porque tá difícil, muito difícil mesmo…É O QUE ELES DIZEM? É o que eles dizem”, respondeu

Pelos cálculos do sindicato que defende os vendedores a média de retorno ao mercado de trabalho, entre os demitidos, de animadora não tem nada. So tem voltado ao emprego formal 1 ano depois de demitidos, quando nao desistem de procurar emprego.

 

VEJA A ENTREVISTA COM O DIRETOR SINDICAL ANTONIO RIBEIRO.

Governo do Estado mandou R$ 206.000,00 para o arraial realizado por Nagib

O governo do Estado do Maranhao injetou no arraial de Codo, realizado no inicio de julho, R$ 206.000,00, como mostra extrato do convenio abaixo.

Fotos de Nilton Messias

………………………………………………………………………………………………….

RESENHA DE CONVÊNIO.PROCESSO 109685/2017-SECTUR. CONVENIO Nº 126/2017 – ASSEJUR/SECTUR. PARTES : O GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO ,através da SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA E TURISMO/SECTUR, com CNPJ nº 05.508.362/0001-01, neste ato representada pelo seu Secretá-rio Sr. DIEGO GALDINO DE ARAUJO,brasileiro, solteiro, Servidor Público, portador do RG nº 1195573992 – GEJUSP, inscrito no CPF sob o nº 016.580.903-57, e a PREFEITURA MUNICIPAL DE CODÓ/MA, com CNPJ nº 061.104.863/0001-95, neste ato representada por seu Prefeito Sr.FRANCISCO NAGIB BUZAR OLIVEIRA inscrito no CPF sob o nº……………. e RG nº ………….– SSP/MA. OBJETO : Realização do Projeto “FESTAS JUNINAS 2017”.

PRAZO:O presente Convênio terá sua vigência de 02(dois) meses, a contar da data de sua assinatura, adicionando-se 60(sessenta) dias para apresentação da prestação de contas.

VALOR R$:206.000,00(DUZENTOS E SEIS MIL REAIS),de acordo com a seguinte distribuição:

I – CONCEDENTE: pagamento em parcela única, a ser paga após a emissão da Nota de Empenho, totalizando o valor deR$200.000,00 (DUZENTOS MIL REAIS) à conta do Programa de Trabalho: 13392013147130092; Fonte:0101000000; Natureza da Despesa: 334039. PI- 17DGOV/92, e II – CONVENENTE: R$6.000,00(SEIS MIL REAIS), à título de Contrapartida.

BASE LEGAL: Art. 116, da Lei nº8.666/93. Instrução Normativa nº 18/2008 do TCE/MA, que regulamenta os Convênios de Natureza Financeira, e Art. 25, da Lei Complementar nº 101/2000, Lei de Responsabilidade Fiscal, além da Carta Magna do País. FORO:São Luís, Capital do Estado do Maranhão.DATA DA ASSINATURA:21 de junho de 2017.

ASSINATURAS: DIEGO GALDINO DE ARAUJO/Secretário de Es-tado da Cultura e Turismo/SECTUR e FRANCISCO NAGIBBUZAR OLIVEIRA/Prefeito do Município de CODÓ/MA.São Luis/MA, 21 de junho de 2017.

THIAGO DE LIMA RAMOS ROSADO – Chefe da Assessoria Jurídica/SECTUR.TERÇA-FEIRA, 18 – JULHO – 2017 D.O. PUBLICAÇÕES DE TERCEIROS