Category Archives: Geral

300 PROMOVIDOS – Edilene Soares que atuou em Codó chega ao posto máximo da PM (Coronel)

O governador em exercício Carlos Brandão participou nessa quinta-feira (3) da cerimônia de promoção de 299 praças e oito oficiais da Polícia Militar do Maranhão. Em quatro anos, já são mais de 8 mil promoções de policiais no Estado.

Coronel Edilene Soares e Carlos Brandão

Entre as promovidas, está a oficial Edilene Soares, que agora ocupa o posto de coronel. Pela primeira vez no Maranhão, a Polícia Militar tem duas mulheres ocupando o posto máximo da corporação. Uma delas é Edilene.

“O sentimento é de agradecimento. Eu nunca perdi a fé. Nós confiamos no nosso trabalho. E hoje temos o trabalho reconhecido e coroado com essa promoção”, afirmou Edilene.

A coronel comanda o 9° Batalhão da PM, que tem mais de 400 policiais e é responsável pelo patrulhamento de 65 bairros de São Luís, entre eles o Centro, Liberdade, Alemanha, Vila Palmeira e Anil.

Motivação

De acordo com Carlos Brandão, a cerimônia foi “um grande ato de promoções e é motivo de muito orgulho para o nosso governo”.

“Isso é uma maneira de motivar a classe, de fazer que os policiais vão para a rua de forma firme e forte, sabendo que têm um futuro garantido”, afirmou o governador, que está no exercício do cargo por ocasião das férias de Flávio Dino.

Brandão lembrou que, além das promoções, o sistema de segurança do Maranhão tem sido  reforçado com mais profissionais, equipamento, armas e viaturas. “O resultado está aí: São Luís saiu da lista das 50 cidades mais violentas do mundo, e houve redução de 62% nos homicídios na Grande ilha [entre 2014 e 2018].

Também estiveram presentes na cerimônia de promoção o secretário de Segurança do Estado, Jefferson Portela, o comandante geral da PMMA, coronel PM Jorge Luongo, oficiais do alto comando, demais oficiais e praças da corporação, além de autoridades do Executivo, Legislativo e Judiciário, das Forças Armadas, Forças Auxiliares e integrantes do sistema de segurança pública do Estado.

fonte – SECAP

MARANHÃO: Emissão do Bilhete de Passagem Eletrônico já é obrigatória a partir deste mês

Desde 1 de janeiro de 2019, as empresas que fazem o serviço de transporte interestadual e internacional de passageiros devem emitir o Bilhete de Passagem Eletrônico (BP-e), instituído por meio da Resolução Administrativa 14/2017, da Secretaria de Estado de fazenda (Sefaz).

O Bilhete de Passagem Eletrônico modelo 63 substitui os Bilhetes de Passagem Rodoviário, modelo 13, Aquaviário, modelo 14; Ferroviário, modelo 16; e o Cupom Fiscal Bilhete de Passagem emitido por equipamento Emissor de Cupom Fiscal (ECF).

Para empresas de transporte intermunicipal de passageiros, a obrigatoriedade de emissão do Bilhete de Passagem será a partir de 1 de julho de 2019. Para emissão do BP-e, o contribuinte deverá estar previamente credenciado na Sefaz, por meio do sistema de autoatendimento da Sefaz pela SefazNet, no menu “Credenciamento/Credenciamento BP-e”. O acesso a SefazNet é por meio do site https://sistemas1.sefaz.ma.gov.br/portalsefaz/jsp/principal/principal.jsf

A emissão deverá ser com base em leiaute estabelecido no Manual de Orientação do Contribuinte (MOC), por meio de software desenvolvido ou adquirido pelo contribuinte.

A Resolução Administrativa 12 de 2018 determina que os contribuintes do ICMS em substituição ao Cupom Fiscal utilizem obrigados ao uso do BP-e, a partir de – 1º de janeiro de 2019, razão pela qual deve ser feita a imediata cessação de uso do equipamento fiscal-ECF.

O procedimento técnico de cessação de uso do ECF deve ser realizado por estabelecimento técnico habilitado pelo fabricante e credenciamento vigente emitido pelo fisco.

A relação dos estabelecimentos pode ser obtida no portal da Sefaz na Internet, no menu “OUTROS SERVIÇOS/ECF/estabelecimentos credenciados”.

Após o procedimento técnico da Cessação de Uso, o Atestado de Cessação de Uso (lavrado pelo credenciado) e o formulário formalizado de Pedido de Cessação são enviado /incorporados no canal de autoatendimento, SefazNet.

De posse do protocolo, que será gerado após inclusão no SefazNet, o contribuinte comparece no protocolo geral da Sefaz do seu domicílio fiscal para formar processo físico direcionado ao COTEF/ECF.

Deve ser juntado as mídias (CD-R, DVD ou pendrive) onde estão gravados todos os dados da MF (espelho-txt) e MFD que constam no ECF.  A mídia é fornecida pelo estabelecimento interventor, cujos dados foram capturados das memórias do ECF no ato técnico da Cessação de Uso.

Deixar de cessar ou cessar e não informar o uso do ECF deixa o estabelecimento passivo à multa de R$ 2.000 por equipamento. Caberá a fiscalização confrontar os dados da MF com os declarados (DIEF ou EFD) nos últimos 5 anos, observando detalhadamente os cancelamentos e possível inversão de carga tributária.

FONTE: Secap

César Pires proporá Frente Parlamentar em Defesa de Hipertensos e Diabéticos

O deputado César Pires (PV) vai propor a criação da Frente Parlamentar em Defesa dos Hipertensos e Diabéticos do Maranhão, para discutir e apresentar propostas que garantam os direitos dos portadores dessas doenças, principalmente na área da saúde. Esse foi um dos compromissos assumidos pelo deputado em reunião com o presidente da Associação de Diabéticos e Hipertensos do Maranhão (ADIHMA), Edilson Wanderley, que pediu o apoio do parlamentar contra o fechamento do Centro de Medicina Especializada (Cemesp), que funcionava no Bairro de Fátima e teve seu funcionamento encerrado pelo governo estadual.

Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, de 6% a 8% da população maranhense tem diagnóstico confirmado da doença. No Cemesp, unidade de saúde que era referência estadual em hipertensão e diabetes, cerca de 8 mil pacientes eram atendidos mensalmente, com consultas e exames especializados, realização de curativos e dispensação de medicamentos. “É um absurdo, insensatez, incapacidade gerencial e falta de sensibilidade fechar um serviço de saúde que atendia milhares de pessoas. Vamos debater essa situação em audiências públicas, buscar o apoio do Ministério Público e do Judiciário, e cobrar do governo estadual melhor assistência a essas pessoas”, afirmou César Pires.

Edilson Wanderley lamentou o fechamento do Cemesp e a forma como a Secretaria Estadual de Saúde tratou a questão, já que afirma não ter havido nenhum comunicado prévio aos pacientes sobre o encerramento do serviço que funcionava no Bairro de Fátima. “Quando o Cemesp foi aberto, o atendimento era de uma unidade privada, com todos os exames, consultas e medicação garantidos. Nos últimos anos os serviços foram ficando precários até chegar a esse ponto, de acabar com o centro que era referência para a nossa saúde”, declarou ele.

O presidente da ADIHMA disse ter procurado o Ministério Público para tentar evitar o fechamento do Cemesp, mas não houve por parte do órgão nenhuma iniciativa nesse sentido. E acrescenta que a informação extraoficial é que somente 30% dos profissionais do Cemesp serão transferidos para o antigo PAM Diamante, onde os pacientes deverão buscar atendimento a partir de agora. “Estamos na incerteza sem saber como seremos atendidos, já que somos mais de 8 mil pacientes. E precisamos ter garantido o direito de receber a nossa medicação, pois a maioria não tem condições de comprar e não pode esperar”, enfatizou ele.

César Pires ressaltou que solicitará informações à Secretaria de Estado da Saúde (SES) sobre como será feito o atendimento aos hipertensos e diabéticos que eram atendidos no Cemesp, e afirmou que defenderá a manutenção de um serviço especializado de saúde para os portadores dessas doenças crônicas. “São pessoas já fragilizadas por ter a saúde comprometida, e que não podem ser penalizadas ainda mais pela falta de sensibilidade do governo estadual”, finalizou ele.

População do KM 17 continua reclamando de falta de policiamento 24 horas

Desde outubro do ano passado o posto da PM no povoado KM 17, um dos mais populosos da área rural de Codó, está sem policiamento 24 horas. E o início do quarto mês com o mesmo problema também é de muita reclamação entre os moradores.

 “Tá ruim até demais, tá péssimo isso aqui porque a vagabundagem tá tomando conta (…) à noite todinha é a turma fumando maconha e brigando incomodando o povo…USANDO DROGAS ABERTAMENTE? Com certeza, isso aí é comum”, disse José Aquino Rodrigues.

Vendedoras de comida, os taxistas do lugar. Onde estivemos ouvimos reclamação. Há relatos de que a PM faz rondas rápidas apenas no período da tarde, depois volta pra cidade e só retorna no dia seguinte para repetir a ação e isso tem aumentado o estado de insegurança.

 “As vezes nós estamos precisando de Polícia aqui, cadê a polícia? Não tem tem que vir de Codó, pra chegar essa viatura aqui é mais de meia hora porque tem muito buraco na estrada (…) Nós tamo precisando de polícia aqui, entendeu?, 24 horas”, pediu o taxista Antonio Santana Neto

FURTO A CAMINHONEIROS

 A falta de policiamento 24 horas não está atingindo somente a população residente aqui do KM 17. Conforme o que apuramos também já está atingindo caminhoneiros que precisam parar, obrigatoriamente, aqui no posto fiscal.

Pequenos furtos aumentaram contra caminhoneiros, até eles estão sentindo falta do policiamento, principalmente, à noite, como reclamou José Tony Martins.

 “Acho que de 10 que você entrevistar aí,  1 já viu alguma coisa…OU SEJA, SE TIVESSE POLICIAMENTO? Já evitaria, né, sem dúvida, evitaria”, assegurou o caminhoneiro

O Subcomandante da PM em Codó, major Hudson Carneiro foi quem falou sobre o assunto. Sem tocar na motivação da falta de policiamento 24 horas prometeu redirecionar as rondas para atender aos anseios de quem está reclamando.

“Se tá indo só à tarde com certeza nós vamos reforçar isso aí pra noite também pra ajudar a comunidade, mas aí a população pode contar com a ajuda da Polícia Militar que a gente vai procurar reforçar o máximo possível esse policiamento”

1 ANO DE VIDA – Hoje está aniversariando João Guilherme Vieira Sodré

Está aniversariando hoje, 4 de janeiro, João Guilherme Vieira Sodré.

João Guilherme

Seus pais, a enfermeira Gleiciane Vieira e o seu pai Júnior Gonzaga e demais familiares estão festejando o primeiro aninho de vida.

Parabéns João Guilherme.

70% DE DESCONTO: Saldão de balanço NOROESTE de 7 a 12 de janeiro

SALDÃO DE BALANÇO NOROESTE – Descontos de até 70% em toda a loja. Moda masculina, feminina e infantil, calçados, bolsas, perfumes, cama, mesa, banho e até celulares.

A NOROESTE vai cortar os preços pra você comprar muito mais de 7 a 12 de janeiro.

SÓ 13,38% – SAAE de Codó prevê fim da falta de rede de esgoto para daqui a 20 anos

Um velho problema de Codó para o ano novo – saneamento básico . Na cidade, 27.934 residências recebem água na torneira, mas apenas 3.740 tem acesso à uma rede de esgoto.

Sem esgoto no Codó Novo

Percentualmente isso representa dizer que apenas 13,38% das famílias de Codó tem acesso à rede de esgoto, todo o resto ainda se vira da maneira como pode e é importante dizer que grande parte desta população ainda enfrenta esta situação de maneira bem precária.

Aqui ainda é comum a constrangedora imagem dos banheiros de palha e próximo deles a fossa improvisada, geralmente um buraco no chão, paredes de barro ou palha de coco babaçu com portas protegidas por lençóis ou plásticos envelhecidos pelo tempo.

É a realidade, por exemplo, da casa de Ismael Rocha no bairro Codó Novo, o mais populoso da cidade.

As condições de saneamento numa situação desta colaboram  mais ainda com riscos de várias doenças segundo as autoridades de saúde.

 “Ciô quando enche a gente tem que abandonar, abandona e faz outra, outro buraco e faz outra casinha igual a esta dali é a cisterna nossa…E SE TIVESSE REDE DE ESGOTO? Era uma melhoria porque tem a encanação do uso por dia, da pia, também o banheiro que a gente precisa usar dentro de casa já fica va tudo facilitado, ia pro esgoto, não ficava aquela água na porta, aquele transtorno que fica pra todo mundo”, disse-nos o pedreiro.

PLANO DE 20 ANOS

E a previsão para 2019 não é das melhores. Nós ouvimos o diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Codó, Evimar Barbosa.

Disse que não há dinheiro para realizar obra tão grandiosa que eleve a cobertura de esgoto, de concreto neste sentido há apenas a elaboração do chamado  Plano Municipal de Saneamento Básico, mas nem fazê-lo sair do papel e virar realidade é pra agora.

 “Porque o plano foi elaborado pra um horizonte de 20 anos. Ao longo desse período foi programado que o governo municipal, o atual e o que entrar no futuro, pode captar recurso no governo federal para elaboração desse projeto de conclusão de obra de esgoto (…) o principal era planejar, então já está planejado obra de esgoto pro município de Codó, agora o caminho é captar esse recurso no Governo Federal ou no Governo do Estado”, afirmou

OUÇA O DIRETOR DO SAAE

Codó: 17º BPM realiza operação de trânsito e desarmamento

Na manhã desta quinta feira (03), a Polícia Militar de Codó realizou operação de trânsito e desarmamento com blitz e abordagens a condutores e passageiros nas principais avenidas da zona urbana da cidade.

A Operação foi comandada pelo Tenente Lucas e iniciou  na Av. Santos Dumont  visando coibir armas e os abusos de condutores desses veículos, garantindo a integridade de usuários e transeuntes.

Foram  recolhidos ao pátio do 17º BPM 08 (oito ) motocicletas e 01 (um) automóvel gol, por diversas infrações como, menores conduzindo, excesso de passageiros, direção perigosa, falta de equipamento obrigatório e condutores que não apresentaram o documento obrigatório dos veículos.

As operações irão continuar em horários aleatórios durante todos os dias da semana.

ASSECOM/17°BPM

Veja as profissões que estarão em alta em 2019

Quais as profissões que prometem marcar forte presença no mercado? Existem profissões que se destacam e que devem ter uma boa procura durante o ano de 2019. Para o diretor executivo da Bazz Estratégia de Recursos Humanos, Celso Bazzola, para definir os setores que se destacarão são necessárias algumas análises.

“O que leva a definirmos algumas carreiras promissoras para o próximo ano são as tendências de mercado e a economia do país. As necessidades e mudanças de comportamento também influenciam nessa análise”, explica.

Aí vale um alerta, não é porque estas profissões estão valorizadas que se deve correr atrás das mesmas, existe neste caminho mais um ponto muito importante, a vocação. Geralmente por influências externas, em muitos casos os profissionais optam pelo dinheiro e o resultado pode ser desastroso.

Mas vamos as áreas de destaque segundo Celso Bazzola:

Agroecólogo – profissional que combina conhecimentos de sustentabilidade com agroindústria.

Gerontólogo – atua não só com a saúde de pessoas idosas, mas também com a felicidade e o bem-estar delas.

Analista de BI (Business Inteligent) – tem capacidade de interpretar dados e entender os comportamentos de consumo.

Técnico em drones – especializado em pilotar esse tipo de aeronave não tripulada para serviços na parte de segurança, fotos e filmagens, análise de campo e solo, etc.

Desenvolvedor mobile – profissional que desenvolve softwares para dispositivos móveis

Cientista de dados – papel decisivo para o futuro de muitas empresas, pois utiliza seus conhecimentos estatísticos e matemáticos para resolver problemas de negócios e identificar tendências capazes de alavancar os resultados da companhia.

Analista de mídias digitais – ajuda a buscar por meio do engajamento o bom relacionamento por meio das redes sociais digitais.

Biotecnologista – pode trabalhar com o melhoramento da produção agrícola, com o controle de qualidade e desenvolvimento de remédios.

Designer de games – consiste em criar e desenvolver jogos eletrônicos para diversas plataformas, seja ele para treinamento ou entretenimento

Conselheiro – seu papel é sugerir melhorias para a governança corporativa, com base nos seus conhecimentos técnicos de controladoria, finanças e contabilidade e vivência de mercado.

Porém, não devemos alterar os planos profissionais para outras carreiras apenas por tendências, considero que mais importante é avaliar suas habilidades e paixão, assim, com certeza, o sucesso será inevitável”, conta o diretor da Bazz.

 Ele acrescenta, que várias profissões tiveram seus momentos de destaque e depois entraram em baixa, já outras estão presentes nas empresas em destaque até hoje. O importante também é se manter atualizado, sendo que muitas delas sofreram mudanças graças os avanços das técnicas, tecnologia, estratégia, competitividade, entre outras variáveis que fazem as pessoas se destacarem ou não.

DSOP Educação Financeira, por Paulo Ucelli

Políticas ambientais avançam no Estado do Maranhão

O ano de 2018 chegou ao fim. O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), avançou nas políticas ambientais do Estado.

Um dos destaques foi a construção de parques ambientais. Já foram entregues quatro: Codó, Balsas, Bacabeira e o Complexo Ambiental da APA do Itapiracó, em São Luís. Em planejamento estão os parques de Anapurus, Arari, Brejo, Vila Nova dos Martírios e o Complexo Ambiental do Parque Estadual do Sítio do Rangedor (São Luís).  Um incremento a proteção à natureza e incentivo ao lazer.

Todos os parques estão sendo construídos de forma a garantir a preservação ambiental da vegetação nativa e ecossistema natural, possibilitando, também, a realização de pesquisas científicas, desenvolvimento de educação e interpretação ambiental de recreação e contato com a natureza e turismo ecológico. 

“Devemos incentivar a interação da população com a natureza para que desenvolvam o sentimento de proteção e cuidado pelo meio ambiente, além de favorecer o lazer e a prática de esportes para uma melhor qualidade de vida da população”, destacou o secretário de Estado de Meio Ambiente, Marcelo Coelho.

Destaque, também, para o Programa Maranhão Verde, que foi instituído pela Lei Estadual nº 10.595/2017, sendo destinado a fomentar e desenvolver projetos voltados para o Apoio à Conservação e Recuperação Ambiental. Já foram iniciados, inclusive, dois projetos no âmbito do programa: o ‘Berço do Rio Itapecuru’, dentro do Parque Estadual do Mirador, e o ‘Floresta Protetora dos Mananciais’, no Parque Estadual do Bacanga.

“Contamos com ações de educação ambiental, capacitação da população local, produção de mudas de espécies nativas, preservação, restauração, recomposição e recuperação de áreas e monitoramento e avaliação ambiental, sendo a ação de extrema importância para o Estado do Maranhão”, explicou o Secretário de Estado de Meio Ambiente, Marcelo Coelho.

E falando em água, um importante avanço para a proteção dos recursos hídricos do Estado é a consolidação do Plano Estadual de Recursos Hídricos, já em fase de produção. O Plano delineará estratégias para assegurar os usos múltiplos das águas, conservação, proteção e recuperação das bacias hidrográficas estaduais.

“Devido a essa diversidade hídrica, é de extrema importância a elaboração do Plano Estadual de Recursos Hídricos, que promoverá novas práticas da utilização das águas sob fundamentos, diretrizes e instrumentos inovadores da gestão de recursos hídricos, com vistas à promoção de políticas públicas que respeitem as especificidades sociais, econômicas e ambientais de cada bacia hidrográfica localizada no Estado”, disse o gestor.

Pode-se destacar, também, o Estudo Hidrogeológico da Região Metropolitana de São Luís – Subsídios para o Uso Sustentável dos Recursos Hídricos, que fornecerá subsídios necessários para a continuidade da gestão das águas futura e atual da Ilha. A SEMA, também, tem intensificado suas ações em prol da criação dos Comitês de Bacias Hidrográficas. Atualmente, já existem os Comitês das Bacias Hidrográficas dos rios Mearim, Munim e Parnaíba. Os rios Preguiças, Turiaçu, Tocantins e Itapecuru já estão em andamento.

E para um melhor atendimento das demandas ambientais do Estado, a SEMA investe, também, na capacitação dos seus técnicos e municípios. É o caso do Seminário de Apoio a Gestão Ambiental Municipal, que acontece todos os anos, objetivando orientar as administrações sobre os procedimentos realizados na área ambiental, fortalecendo, assim, a gestão municipal, somando esforços no sentido de ampliar o alcance e a luta pela preservação do meio ambiente.  Os servidores são capacitados nas mais variadas áreas do meio ambiente, como fiscalização, licenciamento, geotecnologias, mudanças climáticas, etc.

Educação Ambiental

Não poderíamos deixar de citar aqui, também, o Plano Estadual de Educação Ambiental, Lei Estadual nº 10.796/2018, principalbalizador das políticas, dos programas e projetos de educação ambiental.

“Já é Lei, sancionada pelo Governador Flávio Dino, contribuindo, assim, para que as ações de educação ambiental sejam articuladas e contínuas, com gestão coordenada, respeitando-se as especificidades de cada região do Maranhão”, realçou Coelho.

O Plano Estadual de Educação Ambiental foi consolidado e discutido democraticamente para garantir políticas públicas e ações integradas entre sociedade e poder público. O Plano contribui para que as ações de Educação Ambiental sejam articuladas e contínuas, com gestão coordenada, respeitando-se as especificidades de cada região do Estado.

Unidades de conservação

A SEMA vem criando os conselhos consultivos das Unidades de Conservação, um dos principais instrumentos de relacionamento entre a UC e a população local. Estão entre as competências do Conselho está elaborar e revisar o seu regimento interno, acompanhar a elaboração, implementação e revisão do Plano de Manejo da UC, garantindo seu caráter participativo, e buscar a integração da UC com as demais áreas protegidas.

Já foram criados os conselhos das seguintes UCs: APA do Maracanã (CONAM); APA da Foz do Rio das Preguiças, Pequenos Lençóis, Região Lagunar Adjacentes (CONEPEQ); APA dos Morros Garapenses (CONAMG); Parque Estadual Marinho do Parcel de Manuel Luís (CONEMAR).

Mais projetos e ações podem ser encontradas no site da SEMA (www.sema.ma.gov.br).

Por Paula Lima – Assessora de Comunicação da SEMA