Category Archives: Geral

VEM AÍ 2 mega promoções no PARAÍBA com até 70% de desconto

O PARAÍBA promove a maior promoção do ano no setor de TECIDOS. Não é Black Friday, não é Saldo de Balanço, não é Madrugadão, É EXPLOSÃO DE PREÇOS BAIXOS (dias 27 e 28 com até 70%), é o MEGA TORRA-TORRA DE RETALHOS (dias 30 e 31)

São duas promoções arrasadoras em apenas 4 dias. CONFIRA

MA é o 2º Estado com mais crianças em situação de pobreza no Brasil

O estado do Maranhão é o segundo estado do Brasil onde há mais crianças e adolescentes em situação de pobreza, segundo os dados do Cenário da Infância e da Adolescência divulgado pela Fundação Abrinq. Os dados divulgados são referentes ao ano de 2015.

De acordo com o relatório, o Maranhão possui atualmente 1.239.396 de crianças e adolescentes, com idade entre 0 a 14 anos, em situação de pobreza ou extrema pobreza. O estado fica atrás apenas de Pernambuco que aparece em primeiro lugar no ranking com 1.242.840 de crianças e adolescentes.

O antropólogo Carlos Benedito Rodrigues pontua que os números do relatório demonstram um reflexo histórico da falta de oportunidade em nosso país.

“É um reflexo de um processo histórico que vai se reproduzindo num processo de empobrecimento da população por falta de acesso ao trabalho, por falta de reconhecimento do trabalho que se faz também, uma má distribuição de rendas no país que incide principalmente, nas famílias de baixa renda, onde não tem condições de dar uma assistência, uma qualidade de vida no lar para os seus filhos”, disse o antropólogo.

Foram avaliados 23 indicadores sociais, como mortalidade, nutrição, gravidez na adolescência, cobertura de creches, escolarização, trabalho infantil, saneamento básico e violência.

Sobre os dados, por meio de nota, o governo do estado do Maranhão disse que desde 2015 vem trabalhando com a criação de programas nas áreas da saúde, educação, cidadania e produção de renda e que 59 milhões de reais foram investidos no programa “Bolsa Escola”. Em relação à saúde, o governo do estado afirmou que houve redução de 30% na taxa de mortalidade infantil, entre 2016 e 2015, nas cidades que receberam o trabalho da Força Estadual de Saúde.

G1 MA

Radialistas defendem Nagib na área da saúde e atacam adversários políticos

Os radialistas JJP e Genivaldo Cobra, apresentador e comentarista, respectivamente, do programa COMANDO DA TARDE, que vai ao ar de segunda à sexta-feira, na rádio Mirante AM, a partir das 12h30min, saíram ontem, 23, em defesa da saúde pública ofertada pelo governo de Francisco Nagib em Codó.

Eles criticaram o fato de Codó não ter ganho um hospital estadual.

“E a gente sabe o tamanho de Codó, uma cidade com uma dimensão muito grande, uma zona rural muito grande e foi feito hospitais em toda a região, foi feito hospital em cidade aí que é menor que o bairro Codó Novo”, diz um deles iniciando as palavras

Os radialistas também partiram pra cima dos políticos que são da oposição ao governo Mais Avanços, Mais Conquistas.

“Porque, sinceramente, o que Codó já perdeu no passado, isso eu tô falando antes de Francisco Nagib assumir a prefeitura, o que Codó já perdeu no passado por estes políticos que hoje criticam o atual prefeito é uma grandeza”, lembrou Cobra

Por Jacinto Junior – NOTA DE REPÚDIO

Professor Jacinto Junior – um pensador contemporâneo

Como trabalhador me sinto traído e desapontado pela bancada reacionária maranhense que aprovou o desmonte da CLT – Consolidação das Leis Trabalhistas. Dos 15 deputados presentes à Sessão Plenária da Câmara Alta (ontem, 22/03), apenas 6 votaram contra a terceirização e 9 votaram a favor. Relaciono nominalmente, o voto de cada um e, em seguida, faço uma abordagem sobre os desdobramentos dessa nova modalidade de trabalho para quem vai operar com esse contrato perverso.

Os deputados que votaram contra a terceirização, foram os seguintes:

  1. Eliziane Gama (PPS),
  2. Julião Amin Castro (PDT),
  3. Rubens Pereira Júnior (PCdoB),
  4. Waldir Maranhão (PP),
  5. Weverton Rocha (PDT), e
  6. Zé Carlos (PT).

Os deputados que votaram a favor da terceirização, foram os seguintes:

  1. Aluisio Mendes (PTN),
  2. Cleber Verde (PRB),
  3. Hildo Rocha (PMDB),
  4. João Marcelo (PMDB),
  5. José Reinaldo (PSB),
  6. Júnior Marreca (PEN),
  7. Juscelino Filho (DEM),
  8. Pedro Fernandes (PTB), e
  9. Victor Mendes (PSD).

Temos, por conseguinte, a seguinte fração representativa nesta votação: 40% contra e 60% a favor da terceirização.

Afora esse desprezível porcentual, deixo meu mais veemente repúdio a esses pseudorepresentantes. Pois, utilizam-se da mídia se autopromovendo afirmando que estão na Câmara Alta como nosso representante, e, entanto, numa votação de vital importância para a classe trabalhadora brasileira não ser prejudicada, demonstraram toda sua gentileza seletiva atendendo ao coro do conservadorismo antipatriótico, votando a favor dos empreiteiros que financiam suas campanhas.

O sentimento que estou padecendo hoje – como brasileiro e maranhense – é de revolta, indignação e absoluta ojeriza a essa classe política serviçal e acoelhada. O ano vindouro é de eleições e saibam que faremos tudo para relembrar ao povo maranhense desse dia fatídico e temeroso. Relembraremos cada votação contra o povo brasileiro, e especialmente, o maranhense.

Esse projeto apresentado em 1998 pelo ex-presidente FHC traduz tudo que sonhava o empresariado brasileiro: a desconstrução estrutural jurídico da CLT.

Por Jacinto Junior

LAVRADOR denuncia escola que funciona em CASA DE FARINHA na zona rural de Codó

Quando da visita dos secretários estaduais Clayton Noleto (da Infraestrutura) e Francisco Gonçalves, dos Direitos Humanos e Participação Popular à MA – 026 esta semana o agricultor Samuel Trindade lançou um desafio à Gonçalves.

Que ele visitasse uma escola municipal no povoado Quebra-Coco, zona rural de Codó, que funciona numa CASA DE FARINHA.

“Eu vou lhe lançar um desafio, eu queria que meu amigo fosse no povoado Quebra-coco, no sentido MA-026, pra você visitar uma escola que eu acho que nesse momento tá tendo aula lá aonde ela funciona numa casa de FARINHA”, desafiou

Francisco Gonçalves já estava no caminho mesmo, aceitou, mas logo fez a pergunta se a escola era do Estado ou do Município. Depois da resposta foi mais aliviado e até aparece posando em fotografias em meio aos alunos largados da comunidade.

Escola em CASA DE FARINHA do povoado QUEBRA COCO

Solução mesmo para mais esta herança dos governos Zito/Biné/Ricardo (e mais uma carrada de prefeitos atrás), seu Nagib, que pegou a bombada e tem ficado sem espernear, ainda não deu.

Francisco Gonçalves tirou fotos com os alunos

Mas tem que dá, afinal, conforme informação de seu vice-prefeito, Ricardo Torres, funcionando assim ainda existem 56 (escolas que só tem o nome de escolas).

TRE-MA: Corregedor propõe discussão sobre nova regra que extingue 76 zonas eleitorais

O corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, desembargador Ricardo Duailibe, comunicou em sessão administrativa que propôs ao Colégio de Corregedores da Justiça Eleitoral convidar a ministra Luciana Lóssio e a Assessoria de Gestão Estratégica do Tribunal Superior Eleitoral para discutirem a implementação da Resolução TSE nº. 23.512/2017, que padroniza o mínimo de 100 mil eleitores para as zonas eleitorais das capitais e dos municípios com mais de 200 mil, o que significa extinguir 76 zonas em 16 capitais.

A aprovação desta Resolução pelo plenário do TSE, cuja relatora é a ministra Luciana Lóssio, ocorreu no dia 16 de março e impactará todos os Tribunais Regionais Eleitorais do país. No caso do Maranhão, caso aplicada imediatamente, São Luís, capital do estado, perderá 3 zonas, passando a ter apenas 6 das 9 existentes.

O desembargador Ricardo Duailibe explicou aos seus pares que, entre 2015 e 2016, o Tribunal redistribuiu os eleitores da capital, promovendo o rezoneamento para que cada zona ficasse com a média de 73 mil eleitores. Já no interior, informou que não há zona como menos de 10 mil eleitores, conforme regulamenta o TSE.

A próxima reunião do Colégio está agendada para os dias 27 e 28 de abril em Vitória (ES).

TRE-MA – Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão
ASCOM – Assessoria de Imprensa e Comunicação Social

NOVIDADES E PREÇOS BAIXOS – Faça suas compras na SÔNIA VARIEDADES

Faça suas compras na maior e mais respeitada loja de nacionais e importados de Codó – SÔNIA VARIEDADES.

Temos tudo que você precisa para sua casa, um mundo em material plástico, brinquedos, temos material escolar com preços super baixos e um setor exclusivo para o seu bebê com roupas, enxovais e muito, muito mais.

Venha pra Sônia Variedades, rua Afonso Pena, no centro comercial de Codó.

Sônia Variedades

Secretaria de Educação lança o concurso ‘CODÓ QUE EU AMO”

Aproveitando o 121º aniversário da cidade de Codó, a SEMECTI procura valorizar a interação de crianças, jovens, adultos e idosos com o local em que vivem.

CONCURSO ‘CODÓ QUE EU AMO’

Ao mesmo tempo, celebra e homenageia Codó e sua gente, fazendo um resgate de sua história e importância no cenário maranhense por meio da leitura e da escrita dos mais diversos textos. Assim, lança o I Concurso de Produção Textual com o tema “Codó que eu amo”.

Acesse o regulamento abaixo para maiores informações!

LEIA O REGULAMENTO AQUI – Regulamento

Missa de 1 ano do falecimento de João Batista Machado acontece hoje

CONVITE

MISSA DA ESPERANÇA – 1 ANO DO FALECIMENTO DO ESCRITOR JOÃO BATISTA MACHADO

João Batista Machado

A família do escritor João Batista Machado vem de público convidar a todos para a missa da esperança de 01 ano em intenção de sua alma, a ser celebrada hoje, quinta-feira (23/03) às 19:00h na Igreja de São Francisco. Bairro São Francisco.

Por mais este ato de fé e solidariedade cristã, a família antecipa os seus agradecimentos.

Saudades eternas de filho, irmãos, netos, nora, sobrinhos
(as) e amigos.

Araújo Neto fala sobre a polêmica do Mercado Central e defende a saúde de Codó

O secretário de Agricultura, Araújo Neto, esteve ontem, 22, no programa Cidade Notícias, da FCFM, onde falou de diversos assuntos. Sobre a polêmica reforma do Mercado Central disse que o governo recuou da ideia de construir um novo uma vez que, por meio de uma pesquisa de opinião, constatou que 70% dos feirantes entrevistados são contra.

Agora vai readequar o projeto inicial para não perder os recursos garantidos pelo senador Roberto Rocha (que tem sido um pai pra Codó, inclusive mais que o governador Flávio Dino).

“E nós estamos fazendo uma outra proposta de uma reforma geral no que já tem e a ampliação de algumas áreas, talvez fechar uma, duas ruas, para podermos acomodar aqueles vendedores que estão muito mal instalados naquelas barraquinhas de madeira”, disse o secretário

COBRANÇA DE TAXA

Também falou sobre a cobrança de taxa para feirantes de fora. Afirmou que a ideia é valorizar o produtor local uma vez que os visitantes além de, até então,  nada pagarem de impostos estariam baixando o preço do que trazem a ponto de tornar a competição inviável para os codoenses.

“E quando a gente chega pra cobrar imposto dos de fora chega um gaiato querendo tirar onda com os rapazes que estão trabalhando como se nós tivéssemos roubando alguém, nós não estamos roubando ninguém. Estamos fazendo com que o codoense passe a ser valorizado porque na hora que o cara vem de fora e não paga imposto, não paga nada que bota o preço lá embaixo desvaloriza o produto do codoense”, afirmou

SAÚDE

Araújo Neto também enveredou pelo caminho da defesa da Saúde de Codó. Disse que em 24 anos nada foi feito por esta pasta além de retirarem direitos que foram garantidos quando, por exemplo, seu pai, o ex-prefeito Antonio Joaquim, governou.

Desde então, hospitais fecharam, clínicas deixaram de atender. Araújo fez críticas ao ex-secretário de Estado da Saúde, Ricardo Murad, por ter excluído Codó quando repactuou o serviço no interior do Estado construindo hospitais ao redor de nosso município.

“Nesses 24 anos que foi feito pela saúde de Codó? Tudo que é feito em Codó hoje é pago com recurso de Codó. Peritoró tem hospital do Estado, Alto Alegre tem hospital do Estado,  Coroatá tem hospital do Estado, Timbiras tem hospital do Estado, Caxias tem hospital do Estado e nós somos um único município que não tem um hospital mantido pelo governo do Estado”, criticou

OUÇA A ENTREVISTA NA FCFM