Category Archives: Geral

ÓTIMA NOTÍCIA: Codó não registra casos de FEBRE AMARELA desde 2001

A situação de surto de FEBRE AMARELA se agrava em Minas Gerais. O G1 noticiou o fato hoje da seguinte forma, mostrando a situação:

Mosquito HAEMAGOGUS, um dos transmissores da Febre Amarela

Já as notificações de casos suspeitos subiram, em relação ao último balanço, de 48 para 110. Segundo a secretaria, 20 são casos prováveis e se referem a homens, com média de idade de 42 anos.

A cidade com maior número de notificações é Ladainha, onde 31 suspeitas foram registradas. Na sequência, aparecem três cidades do Vale do Rio Doce: Caratinga, com 20 registros, Imbé de Minas, com 14, e Piedade de Caratinga, com 12.

Também há ocorrência de casos suspeitos em Entre Folhas (2), Inhapim (2), Ipanema (4), Itambacuri (5), São Domingos das Dores (1), São Sebastião do Maranhão (1) e Ubaporanga (6), no Vale do Rio Doce; Frei Gaspar (1), Malacacheta (4), Poté (6) e Setubinha (1), no Vale do Mucuri.

NA CIDADE DE CODÓ

Nós estivemos esta semana com GILBERTO, servidor estadual responsável por inserir num programa do Ministério da Saúde todas as doenças, endêmicas principalmente, que ocorrerem em Codó e em mais 5 cidades da nossa regional (Timbiras, Coroatá, Peritoró, Alto Alegre do Maranhão e São Mateus).

O funcionário fez uma busca, relacionada à Codó, de 2001 até hoje. A boa notícia é que não há 1 registro sequer sobre ocorrência de FEBRE AMARELA no nosso município, como já havia nos afirmado a coordenadora de Vigilância em Saúde, enfermeira Karen Cruz.

Prefeitura reforma estrada do Salobro

Esta semana o prefeito de Codó, Francisco Nagib, acompanhado pelo Secretário Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano e Rural, Roberto Albuquerque, foi até a região do Salobro, na zona rural de Codó, visitar as obras de um trecho da estrada vicinal que liga a região a sede do município.

foto de Nilton Messias

A recuperação de seis quilômetros de estrada foi uma promessa de campanha feita por Nagib à população da região do Salobro, que é polo de um Projeto de Assentamento (PA) que inclui seis povoados. De acordo com o Secretário Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano e Rural, Roberto Albuquerque, as obras ajudarão na melhoria de vida de toda a população daquela região.

Há muito tempo eles esperam por esse momento. Foi uma promessa de campanha para essa comunidade e determinação do prefeito iniciar logo nos primeiros dias de governo esta importante obra. Na primeira fase iremos fazer seis quilômetros, e depois, no verão, iremos fazer mais três quilômetros, construção das bueiras e interligar o Bonfim à Santana Velha”, explicou.

Para o Prefeito Francisco Nagib, as obras, feitas com recursos próprios do município, serão de fundamental importância para o escoamento da produção agrícola das famílias dos povoados e o desenvolvimento da região.

É momento importante aqui no PA da CIT, na região do Salobro. Viemos visitar nossos amigos e vistoriar o início das obras de recuperação do trecho de estrada, que nunca tinha sido feito. Era de difícil acesso não para carro, principalmente no inverno. Fizemos essa promessa na campanha e estamos atendendo essa reivindicação. Esse é o direito de ir e vir do cidadão e o direito do produtor escoar sua produção, levando progresso e desenvolvimento para região”, finalizou o prefeito.

Ascom – PMC

FUNDEB COMPLEMENTAÇÃO: Ex-presidente mostra que Codó recebeu R$ 4.825.963,06 só em dezembro

O professor e ex-presidente do SINDSSERM, Rafael Silva, publicou em seu blog (Luta Socialista) a quantia exata recebida pela Prefeitura de Codó,  em dezembro de 2016.
Sobre este assunto,  ele escreveu:
OS MUNICÍPIOS E ESTADOS RECEBERAM 1 BILHÃO E 250 MILHÕES NO DIA 29/12/2016- RECURSOS EXTRAS DO FUNDEB: A última parcela da complementação do Fundeb de um ano sempre era paga em abril do ano seguinte. Assim, o que seria pago em abril de 2017, para complementar o Fundeb de 2016, foi pago em 29/12/2016. Apenas 09 Estados da Federação, os mais pobres e seus municípios receberam tal complementação: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará. Paraíba, Pernambuco e Piauí. Esse recurso deve ser gasto e aplicado na seguinte ordem – nosso parecer conforme a lei:
PRIMEIRO:Para pagar salário e 13º atrasado, se estiver havendo atrasos de pagamento;
SEGUNDO: Onde estiver em dia o pagamento, 60% desse dinheiro deve ser usado para pagar progressão na carreira;
TERCEIRO: Estando salário e carreira em dia, onde houve dívida de licença prêmio ser usado para comprar em dinheiro licença prêmio;
QUARTO: Somado ao total do Fundeb no ano, até 31/12/2016, se os valores utilizados do Fundeb, para pagar folha de pagamento, não tiver atingido os 60% mínimos, devem ser utilizados para rateio.
Em reunião realizada dia 11, os servidores já deixaram claro a intenção de ocupar a prefeitura de Codó para pedir abono de 2016 e redução da carga horária de 8h para as 6h previstas no Estatuto do Servidor.

APROVEITE: Adquira o material escolar de seu filho no PARAÍBA

Volte às aulas com o Paraiba.

Francisco Nagib garante que pagará o mês de DEZEMBRO dos contratados

O prefeito de Codó Francisco Nagib participou hoje, 13, pela manhã, direto de São Luís para onde viajou a convite do governador Flávio Dino (solenidade de confirmação da escola em tempo integral), do programa Cidade Notícias, da FCFM.

Entre os assuntos questionados pelo jornalista Alberto Barros, o prefeito falou sobre  o pagamento dos servidores, sobretudo os contratados, que trabalharam em dezembro de 2016 mas ainda não receberam seus proventos.

Nagib garantiu que já autorizou o pagamento de uma folha, com este pessoal, da ordem de mais de R$ 300.000,00. Sobre quando, afirmou que o pagamento sai entre hoje e amanhã.

ILUMINAÇÃO PÚBLICA

Sobre iluminação pública, alvo de muitas reclamações no programa Cidade Notícias, Francisco Nagib disse que está em trâmite um processo licitatório para comprar os equipamentos necessários, com suas respectivas lâmpadas.

Tranquilizou os codoenses garantindo que a iluminação pública será resolvida.

1ª BRIGA – Professores planejam ocupar Prefeitura de Codó na próxima quarta-feira

O governo do prefeito Francisco Nagib vai encarar na próxima semana sua primeira pedreira na área de educação. Numa assembleia realizada na noite de quarta-feira, 11, os servidores presentes, em sua maioria professores, decidiram pressionar o governo à dividir uma verba do FUNDEB que caiu dia 29 de dezembro de 2016, da ordem de R$ 4.800.000,00, e também acabar com a história de colocar todo mundo para trabalhar  8 horas por dia.

Um áudio divulgado pela rádio Eldorado ontem, 12, no programa Coisas do Povo, mostrou como os professores se articularam para irem às ruas na próxima quarta-feira, 18 de janeiro, e, além disso, OCUPAREM A PREFEITURA DE CODÓ por tempo indeterminado.

O áudio foi gravado pelo repórter Francisco Lemos e não tem identificação de quem usou o microfone. Só conseguimos identificar, pela voz, o presidente Antonio Celso Moreira, que faz o papel de mediador das discussões na gravação.

O primeiro gravado, um professor, defende que a hora de pressionar o governo é agora e defende que o carro-chefe da passeata com ocupação deve ser o abono que Zito não pagou, muito menos Nagib até agora.

“O momento pra demonstrar força é agora, senão ele se agiganta. Então se vai se fazer passeada, não vamos fazer passeata só por abono não, vamos reivindicar a permanência da jornada de trabalho de 30 horas, claro que o abono é o carro-chefe, aí a gente reivindica tudo. Leva essa pauta de reivindicação em mão e entrega pra ele, vamos negociar todos os itens da pauta, senão fica como todos os anos anteriores, sindicato manda ofício, prefeito nunca deu resposta, nunca recebeu o sindicato, se vai fazer essa passeata, se vai OCUPAR A PREFEITURA, então é pra tudo, pauta, jornada e abono”

Na sequência, professor Celso defende que não deve haver apenas a ocupação da prefeitura, mas também um ato público (passeata) para que as pessoas tenham conhecimento das reivindicações.

“Ah! eu não vou pra rua, então o povo não sabe porque você tá fazendo a manifestação, aí fica os abestados nos blogs, muita gente dizendo – ah! eles não querem é trabalhar 8 horas, mas ele não conhece, se a gente não falar não conhece. É a hora da gente botar o bloco na rua mesmo e sair fazendo essas denúncias todinhas”, diz o presidente

SUGESTÃO DE DIÁLOGO ANTES DA OCUPAÇÃO

Seguindo, uma professora defende que antes de OCUPAR a prefeitura ou ir para as ruas seria de bom alvitre tentar um diálogo com o novo governo.

Professora diz – “Antes desse movimento, que é importantíssimo, mas poderia ter a tentativa de uma conversa primeiro com, pra não dizer que a gente se precipitou, que a gente foi de qualquer forma, nós temos até o final de janeiro, então essa semana eu acho ainda muito precipitado, primeiro o diálogo, né, se não for aí a gente vai ter argumento de tá na rua fazendo isso, não é verdade?”

ORIENTAÇÃO DO CARRO-CHEFE ‘ABONO’

Mas na sequência da gravação outra voz feminina rebate esta ideia de diálogo alegando que o encaminhamento de um ofício suprirá esta lacuna de conversa prévia com a Educação de Nagib.

Ela também orienta como todos deverão agir para não deixar transparecer que a intenção é brigar apenas por abono.

fala da outra professora – “Companheiro eu acho o seguinte, a gente tem que ser rápidos e inteligentes por quê?, porque nós estamos aqui com certeza também querendo saber desse retroativo que tá na prefeitura e quando a gente for às ruas ninguém vai dizer que o nosso objetivo, um dos maiores que a gente quer, é esse, claro, a gente vai começar reivindicar a questão da jornada de trabalho dos colegas, fazer todo aquele aparato, depois a gente chega nesse ponto final, né, principalmente ali na rua Afonso Pena, que ali que é o centro, ali que tá a população, mercado central, sim”, diz justificando noutro trecho

“Eles têm a mídia, eles têm tudo aí, vamos dizer, colocar uma imagem diferente, né, na nossa passeata, então nós temos que ter cuidado. Agora essa questão de esperar, uma resposta, não,  nós vamos mandar um ofício, vai ser encaminhado  e pronto, eu tava até colocando hoje, será que eles estão precisando de um professor de matemática pra fazer a divisão desse recurso?”, conclui

OCUPAÇÃO E PRIORIDADE

De acordo com o presidente do SINDSSERM, Antonio Celso para quem ligamos após ouvirmos o áudio divulgado pela rádio, a prioridade será o ato público porque, realmente, o município recebeu  mais de R$ 4.800.000,00 no final de dezembro e os professores querem esse repasse em forma de abono. Sobre a ocupação disse que  poderá, sim, ocorrer, desde que haja um número significante de manifestantes na próxima quarta-feira.

OUÇA O ÁUDIO DIVULGADO PELA RÁDIO ELDORADO AM

CNH – Falta de examinadores prejudica cerca de 400 codoenses

A vendedora Sônia Raquel Gonçalves Oliveira está indignada. O processo de habilitação dela vencerá muito em breve (17 de março) e ela que planejava encerrar tudo agora em janeiro iniciou o ano sabendo que não haverá exames práticos em Codó, último passo para que conseguisse sua Carteira Nacional de Habilitação.

 “Meu prejuízo vai ser imenso porque eu tô pagando, fiquei reprovada se pudesse pra fazer ainda no final do mês, melhor, caso eu não passasse eu tinha o mês de fevereiro pra mim fazer o reteste…MAS NÃO VAI TER? não vai ter, e aí, eu vou ficar no prejuízo”, reclamou a vendedora

Francildo dos Reis Santos tinha exame de prática marcado para este mês, com a notícia da não realização corre o risco de perder o emprego que está dependendo, urgentemente, da Carteira Nacional de Habilitação.

“A previsão como disse dona Sônia é pra março e daqui pra março se eu não fizer o meu teste será se o DETRAN terá possibilidade de me empregar lá pra sustentar minha família? Minha habilitação, meu emprego tá dependendo dessa habilitação, será se ele vai conseguir me sustentar lá, eu com minha filha e minha esposa?”, questionou o representante comercial

A ALEGAÇÃO DO DETRAN

De acordo com os denunciantes o DETRAN MA alega que não tem dinheiro para bancar as viagens dos examinadores até Codó. Com isso, cerca de 400 alunos de autoescolas se dizem prejudicados.

Irmão Bernardo Maria, que coordena um abrigo para Idosos Casa de São Pio, contou que o dinheiro para a habilitação foi uma doação, se perder o prazo, cujo término também já se aproxima, não sabe se terá doação novamente para recomeçar o processo e os beneficiários do abrigo perderão um motorista  mais que poderiam ter (além do próprio Bernardo Maria, que já é habilitado).

 “Nós vivemos de doação, Essa carteira foi doada pra nós e a gente não pode perder, então o DETRAN precisa dá um jeito de  arrumar uma forma dessa pessoa vir fazer a prova pra que a gente não perca, não saia no prejuízo (…) todos já pagamos as taxas, pagamos o reteste e nós precisamos da carteira”, disse

PALAVRA DA CIRETRAN

Nós estivemos com o chefe da 3ª Ciretran. Ele explicou que o orçamento do Estado fecha nos primeiros meses do ano, daí a falta de dinheiro para a viagem dos examinadores. Ricardo Reis culpou as autoescolas por não terem evitado este problema.

 “Então todas elas sabem que no final do ano o sistema do Estado fecha e só reabre depois de dois ou três meses que é disponibilizado recurso (…) deveriam ter se programado para que não deixasse que a pessoa querendo tirar a sua carteira fizesse então uma programação para que não fosse no final do ano, quer dizer, faltou então planejamento das autoescolas de nossa circunscrição”, afirmou

REAÇÃO

 Nenhum dos proprietários ou gerentes de autoescolas com quem  estive depois da declaração de Ricardo Reis quis gravar entrevista, mas todos rebateram a fala do chefe da Ciretran.

Disseram que não têm culpa porque quem abre vagas e suas respectivas datas para os exames práticos é o próprio DETRAN MA, as autoescolas apenas indicam os alunos que já podem realizá-los nas datas disponibilizadas.

Portanto, afirmaram que  não são as autoescolas as responsáveis pelo problema apresentado nesta  reportagem.

Moradores do São Benedito pretendem acionar a CEMAR na Justiça

A professora aposentada, Maria do Socorro Silva, resolveu  assistir TV no quarto no início da noite de ontem, 11, de repente….

“Quando eu liguei ‘papoco’ do receptor com muita fumaça…SE ASSUSTOU? Nossa! O susto é grande demais, o papoco da lâmpada aí eu saí nos compartimentos da casa onde eu ia passando ia papocando as lâmpadas”, contou

Foi no início da noite anterior (entre 6h30 e 7h da noite), no dia seguinte, às 10h da manhã, quando desta reportagem,  ainda não sabia se eletrodomésticos como a geladeira, por exemplo, e duas TVs, ainda funcionavam porque continuava sem energia elétrica na casa.

Professora Socorro Silva mostra alimentos pré-cozidos sem refrigeração

Já o empresário, conhecido como Zito,  amanheceu com a certeza de que não poderá mais contar com o portão elétrico que havia queimado, a cerca elétrica, todos os ar-condicionados, as TVs, nem com o refrigerador caro que possui na cozinha.

LOCALIZAÇÃO

Tudo isso ocorreu nesta no bairro São Benedito, entorno da Igreja Matriz,   com registros de uma gráfica atingida (a Imprima), uma academia de ginástica (Figueiredo) e até a casa paroquial de Santa Rita e SANTA Filomena onde todas as lâmpadas estouraram. Moradores de pelo menos 4 ruas denunciam que tiveram prejuízos.

Dona Mariada Cruz de Carvalho  é da Cônego Mendonça.

 “Queimou um televisor e queimou todas as lâmpadas…A SENHORA SE ASSUSTOU? Ah o sufoco foi grande, teve barulho, cada lâmpada era uma explosão’, respondeu

Dona Dalva Cabral dos Santos Silva amanheceu sem energia elétrica e sem saber o tamanho de seu prejuízo na rua João Muniz Bayma.

 “Eu  espero que eles resolvam este problema o mais rápido possível , nós estamos aqui, estamos com carne na geladeira estragando , não temo água legal pra tomar, tudo, tudo”, esperançou a costureira que estava com um irmão com duas pernas amputadas sem ventilador

Os moradores filmaram um poste em chamas, segundo eles, a companhia de energia elétrica foi  acionada imediatamente mas nada foi feito.

“As pessoas ficaram muito embaixo também, ficamos com medo , preocupado com as pessoas que tavam olhando muito perto, podia dá um curto circuito, acontecer algum prejuízo grande até mesmo uma morte”, relatou o estudante André Campos Maranhão

Depois do fogo na área, o técnico industrial, Cândido Aragão,  morador,  tomou o cuidado de medir a intensidade da energia que chegava às residências. Numa das  fotos o medidor marca  390 Volts.

Registro de 390 Volts feito por morador

“um equipamento pra 220 e você jogar 400 wolts em cima dele com certeza estoura tudo (…) Espero que a CEMAR tome providência e ressarcir a gente o mais rápido possível né, muita gente aí, prejuízo grande, grande mesmo”, disse

O empresário Adail Maranhão Filho, que estava indignado, disse que todos vão procurar a CEMAR em busca de ressarcimento dos prejuízos, se ela não atender vão acioná-la na Justiça.

“Vamos à Justiça, nós vamos arrumar um advogado pra entrar contra a CEMAR porque ela vai ter que ressarcir todos os prejuízos dos moradores, foram vários moradores que tomaram  prejuízo aqui, umas 4 ruas”, disse o empresário que teve lâmpadas e ar-condicionados queimados em casa.

NOTA DA CEMAR

A Cemar esclarece que a interrupção no fornecimento da energia elétrica ocorrida na noite da terça-feira, dia 11, aconteceu que em virtude de problemas na rede de distribuição, atingindo parcialmente o bairro São Benedito em Codó.

Por essa ocorrência, a Companhia pede desculpas aos clientes atingidos e informa que equipes de plantão da Cemar foram mobilizadas, trabalharam intensamente e restabeleceram o fornecimento da energia elétrica para a área atingida.

A Cemar orienta aos consumidores que suspeitem da queima de seus equipamentos elétricos devem entrar em contato com a Central de Atendimento, pelo 116, para comunicar o ocorrido ou devem se dirigir a Agência de Atendimento e seguir as orientações necessárias. A Companhia conduzirá os processos, conforme regras e prazos definidos pela ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica.

 Assessoria de Imprensa da Cemar

UFMA CODÓ – Nova ocorrência de PASSIFLORA é registrada para o Estado do Maranhão e para o Nordeste

CODÓ – O  prof. Eduardo Oliveira Silva (UFMA/Codó), juntamente com os professores Elidio Guarçoni (UFMA/Bacabal) e Alessandro Wagner (UFMA/São Luís) publicaram recentemente um novo registro de Passiflora para o estado do Maranhão e para a Região Nordeste.

A espécie Passiflora pedata, que é um maracujá silvestre,  foi encontrada no município de Buriticupu, oeste do estado, durante uma das expedições que visava o levantamento da flora maranhense.

Embora essa espécie ocorra em outros países das Américas Central e Sul e em alguns estados da região Norte brasileira, esta é pouco representada nos herbários, principalmente nas coleções amazônicas.

Segundo o Prof. Eduardo “com o achado amplia-se para 20 o número de espécies do gênero Passiflora (família Passifloraceae) conhecidas no estado.  A nova ocorrência de Passiflora pedata no Maranhão e Região Nordeste reforça a necessidade de uma maior atenção com o remancente de Floresta Amazônica no estado, que precisa ter sua flora conhecida e preservada”.

O trabalho publicado pode ser encontrado na Revista Check List (http://www.biotaxa.org/cl/article/view/12.5.1958), que é um periódico dedicado à publicação de dados sobre a biodiversidade e distribuição geográfica das espécies.

Quer ver uma iniciativa bacana do seu curso divulgada na página oficial da UFMA? Envie informações à Ascom por WhatsApp (98) 98408-8434.

Siga a UFMA nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram, YouTube e RadioTube

Lugar: Campus Codó
Fonte: ALEX DE SOUSA LIMA

Moradores do KM 17 reclamam da retirada dos policiais militares do posto

O posto da PM no KM 17 está sem policiais desde meados de dezembro do ano passado. Nós estivemos na manhã de hoje na localidade para ouvir os moradores que estão reclamando e sem saber o motivo da retirada dos dois PM’s que prestavam serviços no distrito. ASSISTA

O comandante da PM, major Hudson Carneiro,  explicou que precisou dos policiais para reforçar a segurança  no final do ano na cidade e prometeu resolver o problema.

“Eu acredito que na próxima semana a gente vai conseguir restabelecer  o Km 17, podem ficar tranquilos (…) em virtude da dificuldade de efetivo, que isso aí é o básico pra nós, nós vamos voltar os dois, os dois policiais que, realmente, trabalhavam naquele local”, garantiu o comandante