Category Archives: Geral

Timbiras inicia hoje vacinação de todas as crianças do povoado onde ocorreu morte por MENINGITE

A morte foi confirmada ontem (22) pelo secretário municipal de saúde, Lezui Mousinho. O garoto, de apenas 10 anos de idade, era um dos 4 filhos do vice-prefeito de Timbiras, Reginaldo Leal Sousa (O Neguinho das Flores, como é mais conhecido), e morava   na zona rural do município.

Nas ruas da cidade o caso vem causando  medo nos moradores por causa da grande facilidade de transmissão da doença considerada letal.

“Pega de qualquer forma então se aparecer um remédio, uma vacina que evite de tirar essa doença que não fica atingindo a população é melhor , urgente né”, disse-nos o vendedor ambulante Domingos Alves dos Santos

Por causa da gravidade da doença nós fomos ouvir o secretário de saúde de Timbiras. Ele não quis gravar entrevista, mas aceitou passar alguns informações.

AS MEDIDAS TOMADAS

Disse que medidas emergenciais já estão em execução. A primeira delas foi vacinar cerca de 10 pessoas, principalmente, familiares que tiveram contato direto com a criança. Agora dois profissionais de saúde estão no povoado Flores, onde tudo aconteceu, descobrindo novos contatos e vacinando contra a Meningite

A partir desta quinta-feira, 23, Lezui Mousinho prometeu enviar mais vacinadores para o povoado   que tem  cerca de 80 famílias. A intenção é vacinar todas as crianças na intenção de protegê-las da Meningite.

O secretário tranquilizou a população  afirmando não haver possibilidade de surto, mas os timbirenses querem mais que palavras.

 “Na minha opinião é a vacina, vacinar todo mundo, tem que ser…DÁ MEDO? Dá medo sim, é porque é uma doença que rápida, mata rápido, ligeiro, aí a pessoa sendo vacinada tem mais dificuldade, ter a vida mais pra frente”, disse a lavradora Marli Antonia Rocha Maia

 “Vacinar todo mundo, principalmente, na casa que apareceu a doença , tem que vacinar todo mundo…FICA TODO MUNDO ASSUSTADO? Isso, fica assustado…POR QUE ASSUSTA? Porque mata’, completou o lavrador José dos Santos Oliveira

Iniciada pela PM mega operação CODÓ SEGURO

Foi iniciada ontem, 22, por volta das 15h, a operação CODÓ SEGURO. Uma equipe de policiais comandada pelo Coronel Marques Neto, da capital São Luís, está percorrendo todos os bairros da cidade de moto fazendo abordagens.

De acordo com o Coronel só em Codó existem 350 mandados de prisão para serem cumpridos. A operação deve duar, no mínimo, 10 dias quando então migra para outra cidade.


O que a trouxe para Codó, depois de ter passado também por Coroatá foi o aumento no número de homicídios, tráfico de drogas e aumento de porte ilegal de armas de fogo.

Aproveite a promoção da semana das LOJAS TROPICAL

Vá hoje mesmo à qualquer das lojas TROPICAL e aproveite bem a promoção desta semana. CONFIRA os produtos e seus preços incríveis.

  • VENTILADOR BRITÂNIA 30 CM PROTECT MESA. À VISTA 124,90 OU 6 ×24,00
  • SANDUICHEIRA BRITÂNICA GRILO SAND CROME INOX.  À VISTA 98,90 OU 4×28,00
  • LIQUIDIFICADOR BRITÂNIA DIAMANTE PP 2 VELOCIDADES. À  VISTA 109,00 OU 6×19,90
  • LIQUIDIFICADOR BRITÂNIA DIAMANTE BLACK FILTER –  À  VISTA. 124,90 OU 6×24,90
  • BATEDEIRA BRITÂNIA PÉROLA MAXX  350W 4L. À VISTA. 119,90

Secretários de Flávio Dino recebem pressão em Codó e deixam promessas pra MA-026

Há mais de duas décadas os 64 Kms da MA-026, entre Codó e Dom Pedro, perderam sua camada asfáltica . Ela é hoje uma mistura de buraco e lama, sem acostamento e sem sinalização. Na manhã de hoje os secretários Clayton Noleto, de Infraestrutura, e o de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, estiveram com  comitiva técnica visitando a rodovia.

Pararam para serem pressionados na  comunidade Santa Rita do Moisés, às margens da rodovia estadual,  onde ouviram cobranças duras dos lavradores que foram á São Luís esta semana e ocuparam a Secretaria de Agricultura Familiar. A vinda dos secretários nesta quarta-feira, 22, à Codó foi resultado da pressão em São Luís.

 “O povo tá morrendo por falta de estrada, tá morrendo por quê? Porque Samu não chega, saúde não chega, educação não chega, nada chega e a gente tem é que partir pra cima e partir pra governar porque não querem governar então a gente força eles trabalhar”, afirmou a lavradora Francisca das Chagas Silva Gonzaga, a guerreira Chaguinha.

A SOLUÇÃO APRESENTADA

Pressionado o secretário de Infraestrutura do Estado, ao lado do de  Direitos Humanos, pediu 60 dias para atualizar um projeto de reforma da estrada que é de 2014 e prometeu duas outras coisas – fazer um tapa-buracos nos pontos mais críticos e correr atrás de R$ 75 milhões para reconstruir a MA-026.

“Os dois primeiros passos importantes estão sendo dados que é o de fazer um serviço que garanta trafegabilidade, uma recuperação emergencial e a atualização do projeto, sem atualização do projeto não há de se falar em reconstrução e enquanto a gente atualiza o projeto vamos trabalhar pra obter o recurso necessário”, disse Clayton em resposta à jornalista de Edvânia de Paula.

Os lavradores ouviram desconfiados.

“Eu achei que eles não tão assim com muita vontade não porque o que nós tamo querendo é a estrada feita, nós não tamo querendo tapa-buraco”, retrucou o agricultor Fausto Feitosa.

MAIS PRESSÃO

Mas aceitaram dar os prazos pedidos pelo secretário garantindo que poderão voltar à São Luís ao final, só que, da próxima vez, com muito mais agricultores indignados, conforme afirmou um dos líderes, Samuel Trindade.

“Eles tão dando um prazo de 6 meses pra construção e nós aqui tamo se dando um prazo de 6 meses pra se articular porque se eles não vier nós não vamos mais pra secretaria, nós vamos direto pro Palácio do Governo e aí sim nós vamos com a força toda, com todos os trabalhadores juntos”, disse Samuel

“Nós fomos 100, cento e poucas pessoas, agora nós vamos 1.000 pessoas, é pressão mesmo (…) e vamos ser mais de 20, quase 30 comunidades que vamos pra São Luís fazer ocupação, cobrar a MA e queremos a MA construída”, completou Francisca dos Santos Feitosa.

 

POR JACINTO JUNIOR – Mandela e o Sonho da Liberdade

Acabei de assistir ao filme “Mandela o Caminho Para a Liberdade”, baseado em sua autobiografia.

Como não poderia ser o filme retrata o percurso que Mandela percorreu para se tornar mártir sul-africano mais conhecido e admirado no mundo contemporâneo. Sua intensa luta tinha sentido inapelável, pois, correspondia ao apelo de todo um povo submetido a um processo segregacionista similar ao da escravidão no século 19.

Jacinto Junior – pensando a política

Mandela só percebeu a contradição absurda predominante entre seu povo e os dominadores quando ainda como elaborador da lei jamais ganhou uma causa em favor de seus clientes no Tribunal de Justiça comandado pelos privilegiados dominadores brancos europeus. Quando foi convocado para participar das reuniões do Congresso Nacional Africano – CNA, é que se dar conta da terrível realidade que enfrentava seu povo.

Mandela sempre se destacou por sua capacidade intelectual, entretanto, era mais um entre os seus numa sociedade carregada pelo preconceito e pela intolerância.  A violência, a intolerância, o ódio eram premissas fecundantes usadas pelos brancos europeus contra um povo em suas próprias terras.

Sua infância foi marcada pela presença de costumes bastante fortes e singulares para, em seguida, se submeter a ritual que estabelecia a passagem da fase adolescente para a de adulto.

O filme revela sua paixão pela vida. Seu encanto por mulheres. E, finalmente, se rende aos fascínios da enfermeira Winnie Madikizela-Mandela (1936) que, se tornaria sua esposa. Com sua prisão, ela daria continuidade à sua luta contra a segregação racial. Ela também, sofreria o abuso da força opressora do apartheid. Foi presa e submetida à tortura, mas resistiu e sobreviveu.

Mandela foi condenado pelo Estado separatista-segregacionista como incentivador do terrorismo e da violência. Sua condenação em primeiro momento era a morte, contudo, o juiz de ‘sangue azul, nobre e justo’ decidiu mudar o veredicto para prisão perpétua.

Para Mandela tal decisão não impactaria tanto em sua vida, mas, ao povo, pois o mesmo perdia a grande bússola que o conduziria à liberdade em segurança. Apesar de estar preso o seu espírito planava em cada coração de seus irmãos(ãs) e a esperança nunca havia sido abandonada; ao contrário, ganhava cada dia vida e força que ultrapassou além fronteiras do sul-continente-africano. E todos os povos, de todos os continentes, de distintas etnias, culturas, independentemente da cor se mobilizam em defesa de Madiba a alma que não morre e surpreende por sua capacidade de resistência. Isso dá um novo ânimo aos segregados e oprimidos. O mundo exige a soltura de Madiba. Chefes de Estados condenam as ações e a violência contra o povo sul-africano. A ONU também condena o modo como o regime do apartheid tratava o povo sul-africano. A pressão foi ganhando terreno e tornou-se um único coro mundialmente: liberdade para Mandela. Os países impuseram boicotes econômicos contra os produtos oriundos da África para forçar o governo a soltar o amado Madiba, o pai da África contemporânea.

Qual o elemento fundante que permitiu ao povo resistir bravamente contra o regime apartheid? Apenas a capacidade de sonhar por sua liberdade. Sim foi esse o fio condutor que implodiu o coração de Mandela. Ele sabia que a paz só viria acompanhada do verdadeiro amor. Suportar os grilhões da intolerância tanto de um lado, quanto do outro, era a única forma para restabelecer a normalidade interna. Mandela sempre detestou a violência, era um amante do dialogo, do respeito e tolerância. Sua simplicidade era de causar grande impressão a quem o conhecia de perto e sua poderosa força argumentativa. Nunca quis ser um tirano, ao contrário, após conquistar o poder político e reformular um novo modo de vida entre quem antes impusera a força, a perseguição, a tortura e a violência como norma; e, por isso mesmo, inflava o pleno desejo de quem sofrera todas essas agressões retrucar com maior intensidade, como punição necessária e inevitável, e, assim, estaria tudo bem; porém, Madiba, com sua serenidade, sua autoridade, sua liderança  e força moral teve que enfrentar os dirigentes do CNA mais exaltados. O propósito era apenas um: desconstruir a natureza da violência entre indivíduos cegos por paixões desenfreadas.

A vida e a trajetória de Madiba constitui exemplo comparável a grandes expressões e notórios líderes como: Marathama Gandhi – a Grande Alma -, Martin Luther King Jr’ – o predecessor dos direitos civis dos negros norte-americanos, juntamente com Malcon X, o Pantera Negra; Zumbi dos Palmares, o “Príncipe da Liberdade dos Afrodescendentes Oprimidos”. Todos, indistintamente, lutaram por uma nobre causa e que permanecem atuais mesmo passados tantos anos!

A grande lição que aprendemos com esses homens é a de que não podemos desistir de nossos sonhos, de nossos ideais, de nossas esperanças desfraldadas numa implacável luta pelo direito de existir como sujeito com direitos e garantias, liberdade e justiça social, fraternidade e solidariedade.

Madiba simboliza tudo isso de modo inexorável. Viveu movido pelo sonho coletivo de proteger cada um de seus coirmãos. Sua maior grandeza: o amor ao próximo. Seu maior legado: o exemplo retilíneo de tolerância apesar de tudo!

 

Roberto Cobel destaca trabalhos feitos na zona rural e na cidade de Codó

O secretário de Desenvolvimento Urbano e Rural, Roberto Albuquerque (Cobel), nos concedeu entrevista falando sobre trabalhos atuais de sua secretaria destacando o que está sendo feito, por exemplo, no distrito de Cajazeiras onde, segundo ele, estradas entre o distrito e o povoado Lagoinha estão recebendo tratamento nos pontos mais críticos.

Roberto (Cobel) Albuquerque

Também será feito de Cajazeiras saindo no Canto do Côxo.  Ainda em Cajazeiras frisou  a restauração hidrálicas de todos os prédios públicos (posto de saúde, escolas)  que também receberão retelhamento.

Cobel também lembrou dos trabalhos  que foram feitos entre São Miguel e Boqueirão dos Vieira. Na região da Colônia, disse que a ponte do Naby já está sendo reformada.

Sobre iluminação pública informou que em 10 dias de trabalho já trocou cerca de 500 lâmpadas e anunciou que também está trabalhando na zona rural, só saindo de cada povoado quando todas as lâmpadas ficam acesas.

OUÇA A ENTREVISTA COM OS DETALHES

Adriano defende redução de ICMS para resolver impasse na construção civil

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) propõe reduzir a alíquota interna do ICMS para insumos da construção civil no Maranhão. O objetivo é resolver o impasse causado pelo Projeto de Lei nº 229/2016, do governo Flávio Dino (PCdoB).

Adriano Sarney

Esse projeto visa revogar a Lei nº 9.094/2009, que regulamenta a atividade atualmente. Com efeito, a proposta do Executivo prejudica o setor, pois extingue a alíquota diferenciada no estado, onerando os custos das construtoras.
 
Segundo a proposta de Adriano, insumos como cimento, manilhas, telhas e tijolos terão sua base de cálculo da alíquota interna reduzida ao patamar único de 10%. O objetivo do parlamentar é evitar demissões no setor e manter o potencial de investimento no estado.
 
De acordo com Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Maranhão (Sinduscon-MA), há motivos para apreensão no setor, pois, se aprovado o PL nº 229/2016, os insumos terão um aumento de aproximadamente 80% na alíquota do ICMS. O PL tramita na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa.
Ascom

Universitário de Timon se classifica para a final nacional do “Desafio Universitário Empreendedor”

O final de semana foi de imersão total na temática do empreendedorismo para 36 universitários que participaram da semifinal estadual maranhense do Desafio Universitário Empreendedor – Ciclo 2016. Desse total, quatro sagraram-se campeões da competição que o Sebrae realiza há 16 anos para estimular o empreendedorismo no ambiente universitário por meio de atividades educacionais, jogos de negócio e simuladores, sendo integrado ao Programa Nacional de Educação Empreendedora da instituição.

Após vencerem a semifinal estadual, Mayane Conceição e Emilly Martins (Ciências Contábeis/Ufma), Betiane de Jesus Silva (Administração/Ufma) e João Pedro de Oliveira (Administração/Uema-Timon) formarão a equipe Maranhão que irá participar da etapa nacional, no período de 7 a 14 de abril, em Brasília. Os competidores, que ganharam troféu e um smartphone cada, participarão de atividades vivenciais, vinculadas aos princípios do empreendedorismo, gestão, mercado e inovação, juntamente com os finalistas de todos os estados brasileiros, uma experiência já aguardada com ansiedade pelos nossos campeões.

Realizados por sagrarem-se campeões da semifinal estadual da competição – Betiane de Jesus Silva (Ufma), João Pedro de Oliveira (Uema-Timon) e Mayane Conceição e Emilly Martins (Ufma)

Participante pela primeira vez do Desafio, João Pedro de Oliveira, graduando em Administração da Uema, Campus Timon, é um entusiasta do empreendedorismo. Inspirado pelo pai e pela coragem de uma tia que se mudou para São Paulo apenas com a perspectiva de vencer na vida e conquistou o seu lugar ao sol no meio empresarial da maior cidade da América Latina, o jovem acadêmico de 19 anos diz que não consegue conceber sua vida desconectada do verbo empreender.

“Acredito no que o meu pai sempre me dizia, quando eu perguntava como ele conseguia vender suas peças de artesanato: Filho, a pessoa só não ganha dinheiro se não quiser; se você tiver disposição e vontade para vencer, você consegue ir além. Então, eu acredito, que as boas ideias podem se tornar ótimos negócios e o Sebrae tem sido um grande propagador dessa verdade, ajudando milhões de pessoas em todo o Brasil a fazer de seus sonhos uma realidade”, atestou.

 Homenagens: IES e professor mais indicado

Também receberam o troféu do Desafio Universitário Empreendedor, a Faculdade Pitágoras, de São Luís, como Instituição de Ensino Superior (IES) com maior número de inscrições no ranking acumulado (histórico) e a Faculdade São José dos Cocais, de Timon, com maior número de inscrições no Ciclo 2016.

 O professor Wilson Nascimento (Faculdade São José dos Cocais, Timon), foi o mais indicado pelos universitários no Ciclo 2016, assim como no ranking histórico. “Esse ano tornamos o Desafio uma atividade interdisciplinar do curso de Ciências Contábeis da Faculdade e obtivemos um ótimo desempenho: dos 40 semifinalistas, oito foram de nossa instituição, mas apenas quatro quiseram participar dessa etapa presencial”, coloca o docente da disciplina Trabalho Interdisciplinar Dirigido.

Para o Sebrae as experiências dos universitários por si só já validam o jogo. “Com o Desafio, o nosso objetivo é fazer a percepção dos participantes expandir-se para que possam observar e perceber o mercado e as oportunidades, buscar soluções dentro de suas áreas de conhecimento e fazer disso um negócio real, rentável e sustentável. Ao longo desses 16 anos de história do Desafio, já tivemos mais de 1 milhão de universitários envolvidos e, cremos, que uma boa parte deles enveredou no mundo dos negócios”, aponta o diretor técnico da instituição no Maranhão, José Morais.

Números do Ciclo 2016

Para o ciclo 2016, a iniciativa reuniu mais de 26 mil estudantes universitários e 502 professores de todo país. No Maranhão, foram 316 estudantes universitários de 25 instituições de nível superior, que participaram de jogos de negócios para desenvolver habilidades empreendedores e corporativas, o que os deixou mais preparados para os desafios do mercado.

Dos 40 semifinalistas 15 vieram de Timon, Caxias, Imperatriz, Estreito, Açailândia, Buriticupu, Chapadinha e Santa Inês e os demais 24 são de três municípios da ilha de São Luís: a capital, Paço do Lumiar e São José de Ribamar.

A etapa nacional será totalmente presencial e premiará cada estudante da equipe vencedora com R$ 20 mil (primeiro lugar), R$ 10 mil (2º lugar) e R$ 5 mil (3º lugar).

Por Lorena Miranda

Ex-jogador de futebol Ronald de Boer vai estar no René Bayma nesta quarta-feira

O holandês Ronald de Boer, ex-jogador e meio-campo da seleção holandesa de futebol, que disputou com o Brasil a semifinal da Copa do Mundo de 1998, está no Brasil onde apoia um projeto da Plan International Brasil de empoderamento feminino através do futebol. Nesta quarta-feira (22/03), de Boer estará no estádio municipal Renê Bayma, em Codó (MA), onde falará sobre seu engajamento na iniciativa.

Ronald de Boer

Realizado pela Plan International Brasil, o Futebol Feminino tem como objetivo ampliar as oportunidades de inclusão e integração social de jovens e adolescentes, na faixa etária de 14 a 24 anos, nas comunidades rurais das cidades de Codó, São Luís e São José de Ribamar, no Maranhão. Agora, o projeto entra em nova fase, que contará com o apoio dos pais das meninas participantes da iniciativa.

Com o nome “La League”, o projeto desenvolvido pelo escritório da Holanda,  se tornará uma marca internacional para apoiar meninas a praticarem futebol. Nesta nova fase, a iniciativa fará com que os pais apoiem suas filhas a jogar futebol, daí a importância de Ronald de Boer. Pai de cinco meninas – uma delas, Demi de Boer, que é embaixadora de projetos sobre gênero da Plan International Holanda e também está no Brasil, sabe dos desafios e dificuldades ocasionados pela desigualdade de gênero em todo o mundo.

“Se isso é notado onde vivo, imagino em regiões como o Brasil e no interior deste País. Eu como pai gostaria de falar para os brasileiros a importância deles se envolverem nesta temática”, afirma o jogador que, nessa semana em Codó, no Maranhão, conversa com pais de meninas participantes do projeto, reforçando como podem apoiá-las e participar das ações.

A praticar do futebol pode ser uma importante ferramenta para as meninas. Aumentar a participação delas neste esporte pode contribuir para a redução da gravidez e casamento precoce, entre outras violências. No Brasil, como ainda estamos falando de um país machista, isso se reflete no futebol e em casa, quando os pais impedem suas filhas praticarem tal modalidade. Para derrubar estas barreiras, a Plan International realiza projetos de empoderamento feminino através do futebol em mais de 25 países.

FONTE: PLAN

Cemar regulariza fornecimento de energia elétrica no Morro da Televisão

A CEMAR está  em cima do Morro da Televisão colocando postes e instalando fiação elétrica para acabar com as gambiarras naquela área. O blogdoacelio esteve no local e registrou o momento que é considerado importante pelos moradores.