Category Archives: Polícia

PM de Codó metralha carro de assaltantes do banco de Governador Archer

O tenente-coronel Jairo Xavier da Rocha informou ao blog neste domingo que a PM de Codó entrou em confronto direto com bandidos que assaltaram na semana passada um banco na cidade de Governador Archer, região central do Maranhão.

O comandante do 17ª Batalhão explicou que mandou duas guarnições para um local entre o Distrito de Cajazeiras, zona rural de Codó,  e outro povoado de Governador Archer onde os bandidos estavam se escondendo.

“Nós tivemos uma informação ontem (15) que o pessoal que assaltou Governador Archer na semana passada, eles estavam num lugar chamado Baixa do Kará, entre Cajazeiras e Governador Archer, e eu mandei pra lá duas guarnições, resultado fizeram varredura o dia todo”

Durante o dia ninguém foi encontrado.

Já depois das 9h da noite de ontem, sábado (15), os militares voltaram pela estrada de Cajazeiras quando foram informados de que bandidos haviam tomado de assalto duas motos naquela região.

Ao chegarem na BR-316 encontraram os bandidos numa caminhonete Amarok e, segundo o tenente-coronel, os assaltantes atiraram contra as viaturas da PM de Codó que sairam em perseguição até dentro da área da cidade de Caxias.

“Na realidade eles pegaram duas motos e mais na frente eles tomaram uma Amarok (caminhonete de luxo) e eles passaram atirando na polícia de dentro pra fora e a nossa guarnição foi atrás até Caxias”, disse

TIROS E SANGUE

Próximo à ao último  posto de combustível da BR-316 (sentido Codó Caxias), os bandidos ficaram com as viaturas da PM de Codó atrás e uma de Caxias, que veio em apoio,  na frente.

De acordo com o comandante, os PMs metralharam o veículo usado pelos assaltantes, mas eles conseguiram abandonar o carro e fugir. Acredita-se que alguns, em número não revelado, saíram baleados pois havia sangue no veículo abandonado.

“Onde antes da Rodoviária Federal, no último posto de combustível, tem aquela descida, uma ponte e um posto, quando eles estão descendo ali a guarnição de Caxias vem, aí eles encostam, abandonam o carro, nosso pessoal revidou, metralhou o carro, tinha gente ferido, aí eles abandonaram o carro e entraram no mato. Como estava na área de Caxias, Caxias assumiu e é o pessoal ainda, de semana passada, do banco lá do Governador Archer”, afirmou

Nenhum bandido até agora foi preso. Coronel Xavier não houve policiais feridos nesta operação.

10 MESES NA ESCURIDÃO – Mãe vem de Fortaleza cobrar elucidação da morte de Paulo da Óptica Mundial

A senhora Maria do Socorro Araújo Cavalcante, mãe do empresário Paulo Henrique Cavalcante Maciel, o Paulo da ÓTICA MUNDIAL, veio de Fortaleza- Ceará – participar da Caminhada pela Paz realizada no último sábado (1º de novembro) em Codó.

Ela tinha um intuito específico e muito justo – cobrar da Polícia Civil a elucidação do assassinato do filho dela ocorrido na madrugada do dia 14 de janeiro de 2014, na residência dele, na Av. Cristóvão Colombo,  bairro Trizidela.

Maria do Socorro chora e pede elucidação da morte de Paulo da ÓTICA Mundial

Maria do Socorro chora e pede elucidação da morte de Paulo da ÓTICA Mundial

Paulo ia viajar para Teresina para, entre outras coisas,  comprar um carro de luxo e foi encontrado, pela empregada doméstica, morto dentro do quarto. Até hoje o crime continua um mistério. Ninguém foi preso sequer sob suspeita.

“É um crime que não dão resposta de nada, eu tenho que vir de Fortaleza (CE) pra cá, mas eu tenho fé em Deus que a Justiça divina vai ser feita, a Justiça dos homens é falha, mas de Deus não é”, disse

“NADA, NADA”

Sobre a situação do inquérito fizemos algumas perguntas à mãe que logo começou a chorar enquanto as respondia ostentando um cartaz que trazia cobranças em frases e uma fotografia de Paulo.

“QUANTO TEMPO JÁ SEM RESPOSTA DA POLÍCIA? Já vai fazer 10 meses…NADA, NADA? Nada, nada, nada…TEM ALGUMA PISTA? Dizem que tem, mas não tem como provar para prender a pessoa”, respondeu

“UM PEDAÇO DE MIM”

Emocionada dona Maria do Socorro, que chegou a nos revelar que vem à Codó com medo de também ser morta, apelou para as autoridades dizendo que levaram o pedaço dela quando assassinaram Paulo Maciel em janeiro deste ano.

“Eu desejo que a Justiça investigue, coloque essa pessoa na prisão. Sei que a vida do meu filho não vai voltar, mas pra mim eu sou uma mãe sofrida é um pedaço de mim que tiraram, é muito triste, eu sou a mãe e o pai do meu filho’, concluiu

Fugitivo de PEDRINHAS é recapturado em Codó

Francisco Wallison Moreira da Conceição viu uma viatura da Polícia Civil que faziam um trabalho de investigação num dos morros da cidade de Codó.

Preso em Codó - veio no dia dos Pais e não voltou

Preso em Codó – veio no dia dos Pais e não voltou

Neste momento saiu correndo levantando a suspeita dos policiais que o capturaram e só depois  descobriram o motivo da fuga repentina.

Wallinson era um fugitivo da penitenciária de Pedrinhas. Ele veio à Codó se beneficiando de um indulto do Dia dos Pais e resolveu ficar por aqui. A polícia local não divulgou ainda se ele vinha cometendo crimes durante este tempo o que, no momento, é irrelevante porque, de qualquer forma estava na cidade de forma ilegal.

Por enquanto vai permanecer na carceragem do Centro Regional de Ressocialização de Codó, mas a transferência dele para São Luís, segundo o delegado Zilmar Santana, já está sendo providenciada.

Delegado Rômulo diz que tentativa de homicídio contra Xandy tem relação com o tráfico

Samira está em Presidente Dutra

Samira está em Presidente Dutra

O delegado regional de Codó, Rômulo Vasconcelos, falou à imprensa na manhã desta terça-feira (24) sobre a dupla tentativa de homicídio contra Daniel Pachêco da Luz, 30 anos, popularmente conhecido como Xandy, e contra a namorada dele Samira Carla Araújo da Silva, ocorrida ontem, depois das 22h, no bar do Guarapary, localizado na Av. Augusto Teixeira.

Para Dr. Rômulo,  o caso tem relacionamento estreito com rixa de tráfico de drogas. O delegado destacou  que Xandy já cumpriu pena por Tráfico de Entorpecente e, após sair da cadeia, continuava traficando segundo acompanhamento investigativo feito pela Polícia Civil .

Xandy não corre risco de morte

Xandy não corre risco de morte

Essa vítima aqui [Xandy] já tinha sido presa algumas vezes por tráfico de drogas e continuava no movimento do tráfico, isso foi uma rixa do tráfico de drogas (…) duas pessoas baleadas e tudo isso, como dito antes, em consequência do tráfico de drogas que, realmente, ele era do movimento do tráfico”, afirmou o delegado

Ainda não se tem nome de qualquer suspeito. O regional garantiu que continuará investigando.

“Acreditamos que em pouco tempo nós vamos conseguir identificar quem foi o autor desses disparos”, disse

SAÚDE DAS VÍTIMAS

Xandy está internado na enfermaria 03, ala A do HGM, respirando com ajuda de aparelhos. Quando o visitamos, por volta das 10h da manhã de hoje,  havia passado por um drenagem, mas, acompanhado de uma irmã,  ainda aguardava cirurgia para retirar uma bala alojada em suas costas (entrou pelo ombro esquerdo, único tiro que pegou).

Já sua namorada, Samira Carla Araújo da Silva, está em Presidente Dutra. Foi transferida ontem,  às 23h55, vítima de um tiro na cabeça,  e seu estado clínico é considerado grave.

PLANTÃO: PM prende dois suspeitos de assalto à posto de combustível da Trizidela

Marcelo Moura da Silva

Marcelo Moura da Silva

A Polícia Militar, sob o comando do cabo Samarone, prendeu ontem à noite (21), dois suspeitos de terem assaltado um posto de combustível , localizado na Av. Cristóvão Colombo,  no bairro Trizidela.

Dário Lima

Dário Lima

Marcelo Moura da Silva e Dário Oliveira Lima foram filmados por câmeras de segurança do posto e encontrados após perseguição dos policiais em um bar do bairro.

Moto supostamente  usada no assalto ao posto

Moto supostamente usada no assalto ao posto

No finalzinho da tarde de sábado,  por volta das 18h, segundo a polícia eles agrediram a coronhadas de revólver um frentista  e tomaram de assalto algo  em torno de R$ 700,00. A ação mais violenta foi atribuída à Marcelo, Dário teria ficado no apoio de moto.

Arma, droga e dinheiro apreendidos

Arma, droga e dinheiro apreendidos

Os funcionários do posto anotaram a placa da moto Pop 100 usada pela dupla e deram características físicas e de vestimentas à polícia que os encontrou minutos depois,  efetuando a prisão.

Com ambos estavam cerca de R$ 40,00, duas pequenas quantidades de maconha e um revólver calibre 38 municiado. Eles estão agora sob os cuidados do delegado de plantão, Samuel Morita.

De acordo com informações do repórter Sena Freitas, que esteve com a PM na hora da prisão, Marcelo, que se diz do Pará, e Dário que já tinha passagens por envolvimento com drogas, também são suspeitos de terem realizado outro assalto em Codó na última quarta-feira (18).

Fotos e informação Sena Freitas

Conselho Tutelar e polícia investigam se suspeito de estuprar sobrinha fez mais vítimas na família

Vanderson

Vanderson Santos de Sousa – tinha sangue no calção

Vanderson Santos de Sousa,  de 25 anos,  suspeito de ter abusado sexualmente da própria sobrinha, de apenas 6 anos de idade,  dentro da casa onde moravam na rua Osmarino Medeiros,  bairro São Sebastião, continua preso numa das celas da 4ª Delegacia Regional de Codó.

De acordo com relatos que constam do Boletim de Ocorrência da PM, que fez a prisão, mostrado aos jornalistas ontem (19) pelo delegado Rômulo Vasconcelos, foi a avó da garota quem desconfiou de seu comportamento estranho.

Ao perguntar a menina contou o que aconteceu e disse o nome de quem a teria abusado sexualmente, no caso, o próprio tio.

Para a imprensa e para o  delegado ele disse que apenas tocou nas pernas da sobrinha, mas um laudo médico pericial  o desmente.

 “Ela mesmo denunciou porque após o ato a mãe dele, do autor, chegou em casa e percebeu que a criança estava assustada e ao conversar com a mesma ela declinou o que tinha acontecido, levaram a criança para o HGM, foi feito o exame e constatado o estupro. Ela até falou os detalhes de como aconteceu, é uma declaração de uma criança de 6 anos mas tem valor”, afirmou Dr. Rômulo

MAIS VÍTIMAS

A conselheira tutelar, Conceição Rodrigues, que acompanha o caso, também informou ontem que dentro da mesma família podem haver outras vítimas de Vanderson,  que já foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável.

 “Tem informação de que pode aparecer outras vítimas da mesma família que tenha sido molestadas por ele enquanto menores, a gente também ainda vai tá averiguando com mais profundidade”, disse a conselheira em entrevista à TV Mirante

PM de Coelho Neto prende assaltantes e recupera R$ 2.090,00

Foto feita pela PM

Foto feita pela PM

Na manhã de ontem,  segunda-feira (16), uma ação conjunta envolvendo as polícias Militar e Civil de Coelho Neto, culminou com a prisão de uma

 casal de assaltantes, identificados como Cristina Martins dos Santos, 19 anos, e o seu companheiro, que até o momento, e por não apresentar documentos pessoais, foi identificado apenas por Bento, de aproximadamente 24 anos, ambos residentes no bairro anil em Coelho Neto.

Eles são acusados de assaltarem comércios em Buriti de Inácia Vaz e em Coelho Neto. Em Buriti eles fizeram um assalto na semana passada e em Coelho Neto dois assaltos.

Os dois na hora do assalto - mulher atirando

Os dois na hora do assalto – mulher atirando

Com a chegada dos policiais na residência em que estavam homiziados, Bento reagiu efetuando dois disparos, os policiais revidaram e ele foi atingido na região do abdome. Cristina foi autuada em flagrante e está encarcerada na Delegacia de Coelho Neto. Bento foi transferido para o Hospital Geral de Caxias onde foi submetido a uma cirurgia e passa bem. Ele permanece no Hospital Geral de Caxias sob a custodia da Polícia Militar.

Revólver e dinheiro

Revólver e dinheiro

Com eles os policiais encontraram três celulares e a quantia de R$ 2.090,00 que foram subtraídos nos assaltos. Os dois revólveres (cal. 38) utilizados pela dupla também foram apreendidos.

A dupla sempre agia com agressividade e costumavam efetuar disparos para intimidar as vítimas

OBS: As fotografias “imagens do Assalto” foram capturadas por um celular, onde mostra Cristina empunhando o revólver com a mão esquerda e atirando.

TEXTO PM CAXIAS/Coelho Neto

Assaltantes do posto Pré-Sal em Timbiras não retornarão à Presidente Dutra

Com Wilker Freitas Soares policiais civis da regional saíram ontem (9)  tentando encontrar  um computador também roubado de um posto de combustível na cidade de  Timbiras (Pré-Sal).

Wilker confessou participação

Wilker confessou participação

A diligência foi bem sucedida.  Além de apreender o revólver, CALIBRE 38,  usado no crime,   a Polícia Militar timbirense  conseguiu recuperar R$ 410,00 dos R$ 1.200,00 levados por dois assaltantes.

Um outro suspeito também foi presos pelos PMs.  Chama-se Franceilton Moreira Lima. De acordo com o delegado regional, Rômulo Vasconcelos,  os dois são fugitivos da cadeia de Presidente Dutra. O regional afirmou em entrevista á TV MIRANTE que os dois fugiram na tarde de domingo (8) e na madrugada de segunda-feira (9) já cometeram  o assalto em Timbiras onde foram presos comemorando num bar.

 “Levaram R$ 1.200, 00, uma arma do vigia lá do posto, uma arma calibre 20 e 7um notebook pensando que tava as imagens, mas as imagens estavam noutra central. Nós conseguimos captar as imagens deles e em diligência lá ontem à noite a Polícia conseguiu prender esses dois elementos, trouxeram um terceiro elemento que não tem nada a ver tava junto com eles, mas tava só bebendo”, disse

Por causa do assalto em Timbiras, que foi filmado por câmeras de segurança, eles não retornarão imediatamente para a prisão de Presidente Dutra.

“A gente vai informar ao juiz de Presidente Dutra que eles estão presos em Codó, mas eles vão permanecer inicialmente aqui em Codó porque  vão ter que responder esse processo de Timbiras”, concluiu o delegado

ROLEZINHO – Jovens codoenses fazem turismo para roubar motos em cidades vizinhas

Alan da Luz Pinto, de 21 anos de idade, e um adolescente de 17, contaram à polícia  que foram a passeio à cidade de COELHO Neto, mas, por lá, acabaram fazendo algo incomum para quem faz este tipo de viagem intermunicipal.

Os dois aproveitaram o passeio para tomar de assalto uma  motocicleta (pop 100 vermelha sem placa) atacando a vítima, em Coelho Neto, usando uma faca. Depois trouxeram o produto do roubo para Codó utilizando estradas vicinais entre os dois municípios.

 “Foram presos com a moto do crime, tá sendo feito o procedimento contra eles, um é maior ou outro é menor de idade, usaram arma branca pra tomar essa moto de assalto  vítima já foi informada tá vindo aqui em Codó pra receber sua moto”, disse o delegado

CONHECIDOS E DESCONHECIDOS

A prática, de acordo com o delegado regional, tem se tornado cada vez mais comum e não tem nada a ver com simples passeio.

 “Na verdade eles vão pra outras cidades porque aqui eles são conhecidos, então facilmente são identificados então vão pra Coelho Neto, pra Coroatá, Timbiras fazer esse tipo de crime”, afirmou Vasconcelos

Alan acabou indiciado pelo crime de roubo e o adolescente pode ter sua internação pedida pela autoridade policial já que usou de violência e grave ameaça na hora do assalto em Coelho Neto.

Mapa da Violência 2014: Brasil registra recorde na taxa de homicídios desde 1980

O Mapa da Violência 2014, realizado pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos e pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais, aponta que em 2012 foi registrado no Brasil o maior número absoluto de homicídios desde 1980.

Segundo o levantamento que será lançado nas próximas semanas, 56.337 pessoas foram assassinadas naquele ano, um acréscimo de 7,9% frente a 2011. A taxa de homicídios, que leva em conta o crescimento da população, também aumentou 7%, totalizando 29 vítimas fatais para cada 100 mil habitantes.

As estatísticas referentes a homicídios em 2012, ano mais recente com dados contabilizados, são recordes dentro da série histórica do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, que tem como fonte os atestados de óbito emitidos em todo o País e no qual o Mapa da Violência é baseado. 

Para o presidente da Associação Nacional da Indústria de Armas e Munições (Aniam), Salesio Nuhs, o País está imerso em uma grave crise de insegurança pública. “O estudo comprova que a política de segurança atualmente adotada e iniciativas do governo federal, tais como Estatuto do Desarmamento e campanhas de desarmamento, não foram capazes de reduzir os índices de criminalidade no País. Ao contrário, chegaram agora à sua maior taxa, já que apenas visam desarmar o cidadão de bem”, afirma.

Em decorrência das campanhas de entrega voluntária previstas no Estatuto do Desarmamento, mais de seiscentas mil armas de fogo foram retiradas de circulação no Brasil, porém não desarmaram o crime organizado e, ainda, contribuíram para o aumento da ilegalidade.

De acordo com dados do Sistema Nacional de Armas (SINARM), controlado pela Policia Federal, atualmente, mais de oito milhões de armas adquiridas legalmente encontram-se irregulares. Em 2010 havia cerca de nove milhões de armas de fogo com registro ativo. Já em 2014, o número caiu drasticamente para cerca de 600 mil.

O aumento vertiginoso no número de armas irregulares é resultado do burocrático processo para renovar o registro. O Estatuto do Desarmamento, estabelece que a renovação deve ser feita a cada três anos e, após este período, o cidadão que estiver com o registro vencido ficará irregular, mesmo tendo adquirido a arma obedecendo a todos os pré-requisitos.  

Esta situação alimenta o comércio ilegal, pois munições legais, em lojas especializadas, cadastradas, controladas e fiscalizadas pelo Exército Brasileiro e Polícia Federal, só podem ser adquiridas se a arma tiver registro ativo e, como milhões não o têm, seus proprietários buscam outras formas para adquirir o produto.

Segundo o representante da indústria de armas e munições, “é preciso admitir que o problema dos homicídios são as atividades criminosas e combate-las com vigor por meio de melhorias nos processos de investigação, no combate a ilegalidade em nossas fronteiras terrestres e aquáticas e no julgamento e condenação dos criminosos. Também é fundamental trabalhar no sentido da legalização das armas, pois o registro estimula a posse responsável”, ressalta.

O aumento na taxa de homicídios também coloca em xeque o discurso de que a culpa da violência é da pobreza, uma vez que ocorre em uma época de forte crescimento de renda no país, com o surgimento da “nova classe média”.

Para o especialista em segurança pública e presidente da ONG Movimento Viva Brasil, Bene Barbosa, a causa principal da violência homicida é a impunidade. “No Brasil, menos de 8% dos crimes de morte são elucidados e é aí que são necessários esforços do poder público. De nada adianta restringir armas para o cidadão comum, que somente as usa para se defender, quando o forte tráfico ilegal de armas e as mortes que ele alimenta não são punidas. É um erro grave, no qual vem se insistindo há mais de uma década, trazendo como resultado um número cada vez maior de homicídios”.

Por Mariana Nascimento