Category Archives: Polícia

Preso em Codó homem que responde à 12 inquérito criminais em Caxias e Coelho Neto

Domingos Silva de Sousa, de 28 anos, foi preso hoje, 09,  no bairro São Raimundo,Trav. São José, 1988, depois que a Polícia Civil recebeu denúncia anônima de venda de drogas na casa onde se estava.

Foi encontrado crack e cerca de R$ 200,00, segundo o delegado Rômulo Vasconcelos, fruto da venda da droga, que foram jogados na caixa d’água do banheiro.

O que foi encontrado com o preso, conforme o delegado

Na verdade, ele tava comercializando essa droga nessa casa, nessa residência e aí tivemos informes e fomos constatar e, realmente, constatamos, talvez boa parte da droga tenha sido dispensada por ele, porque nós escutamos ainda descarga no banheiro e demoraram um pouco abrir a porta, a casa tinha grade , então demoraram um pouco tanto é que dispensaram o dinheiro, tá todo molhado o dinheiro na caixa d’água do banheiro”, explicou Dr. Rômulo

O delegado contou  que se surpreendeu quando teve acesso à ficha criminal de Domingos. Ele responde à nada menos que a 12 processos em Caxias e Coelho Neto e terá problemas com a  Justiça porque estava em liberdade condicional.

 “Aqui tem roubo, tem tráfico, homicídio, tem vários crimes e aí a gente já entrou em contato com Caxias, vamos entrar em contato com Coelho Neto e comunicar que esse rapaz estava aqui, está em condicional em Caxias, não poderia se ausentar do Distrito da Culpa, ele tá aqui em Codó, então a gente vai informar à Justiça pra Justiça tomar a medida, decretar a sua prisão porque ele saiu do distrito da culpa”

PM prende suspeito de arrombamento à loja do centro de Codó

A Equipe da Força Tática da Policia Militar de Codó efetuou a prisão de Lucas Dalysson da Silva de Sousa, 19 anos. Lukinha é um velho conhecido da PM e está sendo acusado de ter furtado diversos produtos ao ser o suspeito da realização, na madrugada do dia 05 deste mês, do arrombamento de uma Loja de Bijouterias, localizada na Rua Afonso Pena, Centro de Codó Maranhão.

Lukinha (foto feita pela PM de Codó)

O suspeito foi identificado e reconhecido pelas câmeras de segurança e por funcionários da proprietária. Os policiais militares realizavam rondas quando o avistaram namorando sendo abordado de surpresa sem chance de fuga.

A NOSSA PREOCUPAÇÃO É A SUA SEGURANÇA!!!

ASCOM- 17º BPM

Implantado sistema de Procedimentos Policiais Eletrônicos no Maranhão

Os Procedimentos Policiais Eletrônicos (PPE), serviço idealizado pelo Governo Federal e que integra a plataforma do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais e sobre Drogas (Sinesp), será instalado em todas as Delegacias de Polícia do Maranhão.

A ferramenta faz parte de um termo de adesão assinado no dia 16 de dezembro pelo secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, desenvolvido por meio de parceria com o Ministério da Justiça. Na oportunidade, foram acertados alguns alinhamentos sobre o sistema.

Com o sistema, é possível fazer um registro mais rápido e completo que os atuais procedimentos. Durante o cadastro dos possíveis envolvidos, seja autor, vítima ou testemunha, é possível consultar se eles possuem mandado de prisão. A iniciativa conta com ferramentas inovadoras, proporcionando celeridade e modernização no trabalho executado pela Polícia Civil.

O sistema permite aos gestores identificarem, de maneira exata, dados relativos a crimes, como local, horário e dia da semana em que aconteceram, a partir dos registros no sistema, proporcionando um direcionamento eficaz das políticas de segurança pública.

Atualmente, cada estado brasileiro possui seu sistema de registros, que muitas das vezes não são padronizados, dificultando a integração das informações. Outro grande problema que as Polícias Civis de todo o país enfrentam é o alto custo dos sistemas informatizados utilizados para os registros. O Maranhão será o segundo estado a implantar esse sistema eletrônico. Roraima foi pioneiro em usar o PPE, tendo, atualmente, todas as suas delegacias incluídas no sistema. Recentemente Sergipe, também, começou a implantar gradativamente o mesmo programa.

 No Maranhão, o sistema foi inaugurado no final de dezembro na Delegacia Estadual do Meio Ambiente (Dema). O propósito é implantar o sistema em todas as delegacias maranhenses o mais breve possível, por isso, gradativamente, o PPE será inserido nas cidades e delegacias consideradas estratégicas.

Por Anselmo Oliveira/SSP

Suspeitos de matarem ‘Buchinho’ são apresentados pela Polícia Civil

Carlos Saraiva de Azevedo, tinha 22 anos, e havia saído da prisão, onde respondia por crime de roubo, por meio do indulto de natal,  dia 23 de dezembro. No dia seguinte ‘Buchinho’, como era conhecido, foi morto na garupa de uma moto vítima de um  disparo de espingarda efetuado no meio da rua.

Carlos Alberto Saraiva, o Buchinho morto no Natal

O delegado, Rômulo Vasconcelos,  que preside o inquérito, descobriu que a morte foi resultado da ação criminosa de 3 irmãos que tinham como alvo principal um rapaz identificado como Bruno Feitosa. O alvo principal acabou escapando, após o tiro passou por uma cirurgia no HGM, continua hospitalizado agora em Peritoró por causa de uma complicação pós-operatória,  mas está fora de perigo.

Foram presos por envolvimento com o assassinato os irmãos Edmilson e Ivanilson dos Santos Silva, que negaram a autoria do disparo, mas o delegado contestou.

“A população toda lá do bairro tem conhecimento que foram esses três irmãos e eles vão responder, tanto é que nós apreendemos as armas com ele, eles vão responder, uma das vítimas sobreviveu e reconheceu ele porque na fuga, na perseguição  eles foram, eles viram eles de cara limpa então tem vários depoimentos sobre isso”, afirmou Dr. Rômulo

CASSANDO O TERCEIRO

A polícia também apresentou duas espingardas apreendidas em poder dos irmãos suspeitos, de uma delas, afirmou Rômulo Vasconcelos, saiu o tiro fatal conta a vida de Carlos Saraiva de Azevedo. O delegado continua tentando prender o terceiro irmão envolvido.

 “A gente tá atrás, já temos ideia onde ele esteja, a gente vai busca-lo pra ele pagar pelo seu crime, um crime grave que foi efetivado no meio da rua, aqui tem Justiça, tem polícia a gente vai efetivar a prisão deles”, frisou a autoridade policial

PM reforça segurança no centro comercial de Codó

Com um movimento diferenciado nesta época de fim de ano, o centro comercial de Codó atrai muita gente que não tem o menor interesse em compras, mas, lembra o consumidor, Jurineu Bezerra Lopes, mais conhecido como Paulo,  fica o tempo todo de olho para roubar.

PM reforça segurança no centro comercial de Codó

 “Se a gente pegar um celular pra falar com um amigo na hora que sair da Afonso Pena ele vai roubado….PORQUE OS BANDIDOS FICAM OBSERVANDO…ficam observando, ninguém não pode entrar no banco (…) porque se você ficar disponível e ele perceber que você tirou algum dinheiro, com certeza cê vai assaltado”, respondeu

A necessidade de policiamento aumenta e os codoenses sentem isso.

“é necessário o tempo todo, porque tá muito violento a cidade, muito muito, muito complicado”, disse o armador Sérgio Araújo

AÇÃO DA PM

Para tentar minimizar a insegurança nesta área o comando da PM já determinou um reforço que deve durar até o réveillon.

O comandante do 17º Batalhão, major Hudson Carneiro,  explicou que  vai dividir o efetivo que tem à disposição diariamente.

“Nós vamos trabalhar , principalmente, com as motos, os esquadrões águia 1, 2 e 3  que a gente criou a pouco tempo vão intensificar, principalmente, ali no centro. As viaturas vão cuidar mais da cidade em geral  e no centro da cidade a gente vai intensificar o policiamento com os esquadrões águia 1, 2 e 3”, disse

Os militares já estão circulando mais em motocicletas pelo centro comercial e também a pé, o efeito é imediato entre os consumidores.

 “Fica assustado…QUANDO A POLÍCIA COMEÇA A PASSAR, O QUE O CIDADÃO SENTE? Pelo menos eu me sinto à vontade, mas tranquilo”, sustentou o lavrador Raimundo Almeida

ASSISTA: O que diz o preso por participação na morte do estudante Cássio Zuleido

A Polícia  Militar prendeu no fim de semana e a Polícia Civil apresentou hoje, 12, à imprensa,  Ronyson Pereira de Oliveira,  após investigar  o assassinato do estudante Francisco Cássio Catuaba Zuleido, de 20 anos, morto com um tiro no rosto na noite do dia 6 de dezembro quando voltava da escola na rua Goiânia,  do bairro Santo Antonio.

Em um primeiro momento a informação que chegou à imprensa foi a de que  Cássio havia sido morto porque não tinha o celular que dois bandidos pediram.

Investigando a polícia descobriu que estes fatos foram uma tentativa de fazer parecer que a morte teria sido o fim trágico de mais um assalto na cidade. Na verdade, a história por trás deste crime é outra.

FOTOS DA EX

O delegado  regional, Zilmar Santana, revelou pela manhã  que a motivação foi passional. O suspeito preso disse em depoimento que a vítima estava namorando a ex de Edivaldo Moreira dos Santos, foragido desde a data do assassinato, e ficava mandando fotografias íntimas da mulher que mora em Coroatá.

 “Confirmou a motivação, se tratava de um relacionamento que autor  e vítima mantinham com a mesma pessoa e que o crime teria sido provocado, praticado por ciúmes”, disse a autoridade

Delegado Rômulo Vasconcelos foi quem ouviu o preso. Informou que Ronyson  estava em Codó há cerca de 4 meses e trabalhava na mesma panificadora de Edivaldo, alimentando o forno de assar pães com lenha. Ronyson acusa Edivaldo de ser o autor do disparo que matou o estudante.

Em algum momento começou a ouvir as reclamações do foragido e topou estar com ele na noite do crime, sem participar diretamente da ação criminosa.

VEJA O DEPOIMENTO DO PRESO

 “O Ronyson ele não é de Codó, ele é de Buriti-Bravo, tem a participação em um crime na cidade de Buriti-bravo, já puxou cadeia em Roraima, por treáfico de drogas, 3 anos, tava trabalhando na mesma panificadora  onde o autor trabalhava, então por ser um homem de fora o Edivaldo sentiu firmeza nele  e o convidou para executar, cometer crime de homicídio contra o Francisco”, explicou Dr. Rômulo

PRISÃO DE EDVALDO, O CONFEITEIRO

Os delegados consideram o caso esclarecido, mas ainda faltam a prisão de Edivaldo e algumas diligências para concluir o inquérito.

“Na verdade a gente tá aguardando ele se apresentar, mas a Polícia já tomou todas as medidas necessárias pra prisão dele, estamos esperando as próximas horas pra pedir a sua prisão”, frisou Rômulo Vasconcelos

“Temos que fazer mais diligências, complementar, ainda tem algumas testemunhas, reconhecimento e algumas diligências aí pra deixar o inquérito policial  completo”, complementou o regional Zilmar Santana

Polícia já sabe onde pode estar o confeiteiro suspeito de planejar morte de estudante em Codó

No sábado, 10, a PM emitiu nota à imprensa divulgando a prisão de Rony Pereira, que trabalhava no forno de assar pães da Panificadora Alfa há poucos dias,  apontando-o como o autor dos disparos que mataram o estudante Francisco Cássio Catuaba Zuleido, de 20 anos, na noite do  dia 06 de dezembro, na rua Goiânia, bairro Santo Antonio.

Segundo a PM, Rony atirou em Cássio Zuleido

De acordo com a PM, o suspeito de ser o mentor do crime também já está identificado, trata-se de um homem, por enquanto, identificado apenas pelo primeiro nome – EDIVALDO – que era confeiteiro na panificadora e teria indicado seu comparsa para trabalhar no local, dias atrás.

Em seu Boletim, a Polícia Militar esclarece que desde a data do crime o confeiteiro não apareceu mais para trabalhar, já Rony Pereira, tido como muito calado no serviço, continuou indo, normalmente, até ser preso.

Suspeita-se que Edivaldo tenha fugido para a capital, São Luís.

Abaixo estão as informações escritas pela assessoria de comunicação do 17º BPM, que também enviou as fotos dos dos dois suspeitos. Rony já está em poder da Polícia Civil e teria executado o estudante porque Edivaldo estava com ciúmes da ex-namorada que agora estaria se relacionando com a vítima.

A priori foi noticiado que o estudante fora morto porque não tinha o celular para entregar aos bandidos que tentaram fazer parecer que teria sido um assalto seguido de morte.

………………………………….

TEXTO DA PM

A Policia Militar de Codó conseguiu êxito na prisão de um dos suspeitos do homicídio de jovem estudante  que comoveu a cidade de Codó Maranhão.

Na manhã deste sábado,10, o Serviço de Inteligência juntamente com uma Equipe da PM de Codó efetuou a prisão de um dos suspeitos, Rony Pereira, que em tese praticou o homicídio contra o estudante Francisco Cassio Catuaba Zuleido, 20anos, ocorrido no dia 06/12, na Rua Goiânia, bairro Santo Antônio, crime este que comoveu a cidade de Codó.

Inicialmente, as informações eram de que o estudante teria sido assassinado durante uma tentativa de assalto, quando retornava da escola, em que os elementos não se conformaram ao perceberem que o estudante não possuía nada de valor (celular) sendo alvejado no rosto com dois disparos de arma de fogo.

Segundo levantamento de informações dos policiais militares, o crime foi de natureza passional e premeditado, em razão  de o jovem estudante Francisco Catuaba Zuleido namorar a ex do suspeito Edvaldo, que é o proprietário  do veículo e teria conduzido à Motocicleta Factor preta utilizada no crime.

A PM efetuou a prisão de RONY PEREIRA quando trabalhava na Panificadora Alfa, pois é suspeito de ter efetuado os disparos contra a vítima, convidado pelo mentor do crime.

Os dois suspeitos trabalhavam na Panificadora Alfa e conforme levantamento  do Serviço de Inteligência da PM, o funcionário Edvaldo, o outro suspeito do homicídio, não apareceu mais no trabalho, desde que soube que a PM o procurou no seu ambiente de trabalho, inclusive solicitou seus rendimentos por meio de familiares.

Segundo depoimento do conduzido, a vítima enviava fotos da namorada despida para o ex namorado, Edvaldo.

Ascom PM de Codó

Jovem é preso pela PM com simulação de uma pistola no São Francisco

Um jovem identificado como Eduardo Leal de Sousa, de 19 anos, mais conhecido por Eduardinho foi preso em flagrante portando um simulacro de arma de fogo (simulação de uma pistola).

Imitação de uma pistola sem poder de fogo

Imitação de uma pistola sem poder de fogo

A Força Tática da Polícia Militar de Codó ao intensificar abordagens pela cidade visualizou um indivíduo em atitude suspeita na Rua Paraguai, bairro São Francisco, na noite de ontem, 04,  e  ao realizar a revista pessoal encontrou uma simulação de garrucha enrolada em uma meia preta.

Eduardinho (foto feita pela PM de Codó)

Eduardinho (foto feita pela PM de Codó)

A ficha de Eduardinho é extensa, sendo reincidente desde quando era menor de idade e há tempos comete crimes de roubo, furto e arrombamento.

Texto e fotos Ascom-17°BPM

PLANTÃO: 2 mortes no trânsito e dois assaltos violentos em Codó

Compulsando os boletins de ocorrência da PM o repórter policial Sena Freitas, da FCTV, revela que duas ocorrências de roubo foram registradas contra lojistas de Codó no plantão de sexta-feira,2.

Uma ocorreu no supermercado do Pedro Celestino, um dos mais tradicionais do Mercado Central. De acordo com Sena, os ladrões levaram algo em torno de R$ 500,00.

Prejuízo maior teve a proprietária da loja LAYS FASHION que também foi assaltada por dois bandidos ainda não identificados.

“Dois elementos também entraram nessa loja, levaram R$ 500,00 e mais de R$ 3.500,00 só de mercadoria, é isso que está registrado no trabalho de ontem, 2, nessa loja Lays Fashion dois elementos entraram lá chegaram lá, entraram  armados, levaram o dinheiro que tava na gaveta R$ 500,00 e, segundo a proprietária, cerca de R$ 3.500 em mercadorias, eles fugiram”, explicou Sena ao blogdoacelio

2 ACIDENTES COM MORTES

Também foram registrados ontem, sexta-feira, duas mortes em decorrência de acidentes de trânsito. Uma das pessoas morreu na saída da cidade, próximo à Pousada Oasis. Foi  Valdo Rocha dos Santos, de 30 anos, borracheiro, morador da rua São Luis, bairro Codó Novo.

Valdo teve múltiplas fratura pelo corpo e chegou a perder parte da perna no acidente. Duas motos bateram de frente, neste mesmo caso, a outra vitima foi José Domingos Alves dos Santos,  de 38 anos,  entregador de mercadorias, residente na rua Goiânia, bairro São Antonio, que escapou com vida e com fraturas.

Após velar o corpo ladrões furtam a casa e levam até os chinelos do falecido

Na rua Osmarina Medeiros, no bairro Nova Jerusalém, aconteceu um fato inusitado que denota a decadência da nossa sociedade corroída pela criminalidade  que não respeita mas nem os mortos em velório.

Naquela rua, dia 21 de outubro, ocorria o velório do senhor Manoel Rodrigues da Silva. De acordo com relato de uma parente, feita ao repórter Francisco Lemos, na delegacia de Codó, os bandidos, ainda não identificados, passaram a noite a espreita, velando o defunto.

Quando a família deixou a casa para ir enterrá-lo, eles agiram, sem o menor respeito pela dor dos familiares.

“A gente saiu pro cemitério quando chegamos foi que sentimos falta, fomos procurar e não encontramos nada, tinham levado sacola velha, sacola com roupa, os documentos dela, a identidade, o CPF, tudo…NEM NA HORA DO VELÓRIO, NÃO RESPEITARAM? não respeitaram ninguém, não respeita não moço, diz que vai para o velório e vai é roubar”, contou ao jornalista

Os bandidos levaram roupas e entre os calçados que encontraram na casa acabaram levando até um chinelo do falecido.

“Roupa, calçados…ATÉ DO MORTO? até do morto, o chinelo do morto…LEVARAM DOCUMENTO? levou minha identidade e meu CPF…MAS DO MORTO NÃO LEVARAM? só o chinelo….QUER DIZER QUE ENQUANTO A SENHORA CHORAVA A PERDA DE SEU ESPOSO ELES TAVAM ROUBANDO? Tava roubando”, respondeu a entrevistada

Duas mulheres, parentes do falecido furtado, estavam na delegacia registrando um Boletim de Ocorrência para, entre outras coisas, evitar que os documentos da esposa de seu Manoel fosse utilizado para empréstimos fraudulentos.