Category Archives: Polícia

CARTA DE REIVINDICAÇÃO – ASSISTA aos pedidos feitos por presos da penitenciária de Pedrinhas

Veja a reivindicação de presos de duas facções criminosas que dominam o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no Maranhão. De acordo com as autoridades policiais, Bond dos 40 e  PCM (Primeiro Comando do Maranhão), são os responsáveis pela onda de ataque à Ônibus da capital. 40 deles já foram identificados hoje. ASSISTA

Ministério Público pede interdição da carceragem da Delegacia de Polícia de COROATÁ

O Ministério Público do Maranhão ajuizou, em 31 de agosto, Ação Civil Pública (ACP) pedindo à Justiça que determine a imediata interdição da carceragem da Delegacia de Polícia Civil. A ação é assinada pelo titular da 1ª Promotoria de Justiça de Coroatá, Luís Samarone Batalha Carvalho.

A Promotoria requer, ainda, que os eventuais presos sejam transferidos, no prazo de 10 dias, para a Unidade Prisional de Ressocialização (URP) de Coroatá e o Estado do Maranhão seja impedido de recolher qualquer detento na delegacia. Também foi pedida a designação, no prazo de 30 dias, de um escrivão de carreira para trabalhar na delegacia.

O MPMA solicitou, ainda, à Justiça que obrigue o Estado do Maranhão a providenciar, no prazo de 60 dias, reformas na sede da delegacia, adequando-a às determinações da Lei de Execuções Penais (nº 7.210/84), ou, no mesmo prazo, seja alugado novo prédio para funcionamento da unidade policial. Também foi requerida a instalação, em 60 dias, do segundo distrito policial em Coroatá.

NOMEAÇÕES

Caso não seja implantado o 2º Distrito Policial, a Promotoria de Justiça requer que o Estado do Maranhão seja obrigado, no prazo de 60 dias, a lotar e manter um delegado de carreira, um escrivão e cinco investigadores na atual delegacia até a implantação da segunda unidade.

INSTALAÇÕES

Samarone destaca que a delegacia tem instalações precárias e não apresenta as mínimas condições necessárias, sejam estruturais, sejam higiênico-sanitárias, sejam de contigente, a um pleno desenvolvimento das atividades.

Do final do ano passado até agora ocorreram sucessivas fugas, todas a demonstrar a fragilidade de suas instalações, e, o que é pior, a colocar em risco a vida e saúde de todos que ali trabalham bem como dos que lá eventualmente são recolhidos”, afirmou, na ACP, Samarone.

Redação: CCOM-MPMA

VIOLÊNCIA: Professor é agredido e tem moto roubada na zona rural de Codó

Um professor, que preferiu não ser identificado, contou ao repórter policial Sena Freitas que quando voltava da zona rural,  dia 19 de agosto, após dar aulas na rede pública municipal, foi abordado por 4 bandidos que usavam capacete, por volta das 17h. Eles o fizeram descer da moto sob a mira de um revólver e o amarraram no mato.

“Eles me botaram arma de fogo, pediram pra mim descer e quando eu desci, foram me amarram meus braços, minhas pernas aí me jogaram dentro do mato, aí lá eles me deixaram e levaram minha moto”, contou em entrevista à Sena

O educador teria passado em média 40 minutos amarrados e foi agredido para não reconhecer os assaltantes.

“Eles não amarraram minha boca não, só pediram pra mim não falar porque se eu falasse eles me atiravam (…) eles só estavam de capacete mesmo…NÃO DEU PRA FAZER RECONHECIMENTO? não porque toda vez que eu tentava olhar pra eles eles batiam na minha cabeça e pediam pra mim não olhar…BATIAM DE QUÊ? batiam com as mãos deles mesmo”, explicou

A Polícia Militar acabou recuperando a moto roubada esta semana, mas não houve prisão dos bandidos.

Resultado da operação CERCO TOTAL da PM em Timon

O 11º Batalhão de Polícia Militar intensifica as ações de patrulhamento e abordagens através da Operação Cerco Total e apresenta o balanço do último fim de semana no qual foram apreendidas duas armas de fogo, sendo um revólver cal. .38, nº 55205 e uma arma de fabricação artesanal, além de cinco motocicletas e dois automóveis roubados recuperados.

Fotos da PM Timon

Fotos da PM Timon

Doze pessoas foram conduzidas, resultando em uma autuação em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e outra autuação por roubo.

ASCOM 11º BPM/Timon

Timbirense suspeito de tentar estuprar enteada continua à disposição da Justiça

Francisco de Assis GOMES tem 39 anos, é morador da rua professor Pedro Mesquita, 12, centro de Timbiras. Foi denunciado pela própria enteada de apenas 10 anos de idade que contou a vizinhos que havia sofrido uma tentativa de estupro, estes, por sua vez, acionaram a polícia imediatamente dado ao estado de choque da criança.

Francisco de Assis Gomes está na 4ª delegacia regional de Codó

Francisco de Assis Gomes está na 4ª delegacia regional de Codó

 De acordo com o delegado regional Zilmar Santana,  exames  feitos no corpo da criança constataram  várias escoriações nas pernas. A Polícia Militar a encontrou toda suja como se tivesse sido arrastada. Preso já na saída de Timbiras, onde suspeito e vítima moram, Francisco não conseguiu convencer a autoridade policial que cuida do caso de que é inocente.

“Ele nega o fato, porém existe uma contradição porque ele estava em companhia da criança e em determinado momento ele não justifica porque a teria largado, abandonado, deixado sozinha. Ele alega que foi na praça, outro momento ele diz que foi na residência, mas não há uma justificativa plausível para sua conduta o que corrobora com as declarações da vítima”, explicou Dr. Zilmar

No depoimento Francisco alegou que nunca tentou nada contra a menina aproveitando-se de que a mãe havia saído. Afirmou ainda que, apesar de ser usuário de maconha, encontrava-se apenas meio bêbado, alcoolizado,  no dia em que foi preso. Acabou indiciado por estupro de vulnerável.

 “Ele foi autuado em flagrante  por crime de estupro de vulnerável e encontra-se recolhido aqui na delegacia a disposição da Justiça”

Governo mantém diálogo sobre melhorias e Polícia Civil suspende movimento grevista

Representantes do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-MA), estiveram reunidos ontem, quinta-feira (16) com membros do Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão (Sinpol-MA) para firmar acordo pelo prosseguimento das atividades da categoria. Durante a reunião o governo manteve o diálogo e apresentou propostas para melhorias à categoria, principalmente em relação a gratificações. O sindicato chegou a anunciar paralisação, mas diante da pronta disposição do Governo em dialogar, decidiu suspender o movimento.

“Na assembleia geral pela manhã os policiais decidiram pela suspensão do início da greve e aguardar uma informação maior em relação ao processo de conversas com a comissão técnica de governo. Isso é importante, porque é uma categoria de fundamental relevância para o país. Essa negociação está aberta e o nosso prazo é exatamente o mês de junho, para finalizarmos algo sobre isso”, destacou o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, em entrevista à Rádio Timbira.

O secretário lembrou que o governador Flávio Dino e toda a gestão da Segurança estão comprometidos com a melhoria de condições de trabalho e de mais qualidade de vida para o policial, seja Civil ou Militar. “A prova deste compromisso são as medidas de efeito direto que o governador vem implantando nesta área. A gestão trabalha para alcançar condições melhores e mudar uma realidade que se arrasta por anos”, pontuou Jefferson Portela.

Na reunião foi colocada a proposta do Governo que contempla uma recomposição remuneratória a ser implementada a partir de acordo judicial. A proposta oferece ainda a incorporação de Gratificação de Dedicação Exclusiva.

“Nós estamos fora das condições ideiais e isso não é uma coisa isolada. A sociedade tem conhecimento do conjunto de problemas políticos e econômicos do país. Hoje você tem 11 estados pagando salários parcelados, o que é muito ruim para a economia, para a sobrevivência do cidadão. Aqui no Maranhão há um controle, o governo faz uma economia com o gasto controlado e justo do dinheiro público para afastar as consequências dessa crise. Os policiais deram uma demonstração importante de que compreendem isso e suspenderam o início do movimento grevista para continuarem à mesa de negociações”, pontuou Portela.

As medidas da gestão Flávio Dino pela valorização da polícia maranhense são um foco do programa de reestruturação da Segurança, que é desenvolvido desde o primeiro ano de governo. No início deste mês a Polícia Civil foi contemplada com a distribuição de novas viaturas e motocicletas e uma Delegacia Móvel para as investigações dos casos de homicídio.

A corporação recebeu ainda novos e modernos armamentos; coletes; e aparelhos de radiocomunicação digitais. Somado a este, o Governo do Estado concedeu promoção para mais de 2,3 mil policiais, além de capacitação em cursos na área de segurança. A instituição do Pacto pela Paz, programa que reúne vários órgãos com fins a formular ações pela segurança, são outras medidas da gestão que valorizam as polícias

SECAP/Por Sandra Viana

Presos 3 suspeitos de matarem ‘Cheiro Verde’ na Vila Fomento

Negro Liu

Negro Liu

Gabriel da Costa, o Cheiro Verde, de 18 anos, foi morto na Vila Fomento a tiros e a facadas no dia 06 de abril deste ano. Desde então a  polícia vinha tentando prender os suspeitos.

 Dois maiores de idade e um adolescente, segundo a Polícia Civil, mataram Gabriel que pode ter sido assassinado sem ser o verdadeiro alvo de seus algozes. A justiça expediu dois mandatos de prisão e um de apreensão que já foram cumpridos, agora espera-se esclarecer esta dúvida.

ele

Jackson Vicente (fotos da Polícia Civil)

Isso tá em questão de investigação, vamos esclarecer qual seria a motivação exata do crime…INDEPENDENTE DO ERRO, VÃO PAGAR PELO CRIME? Exatamente, é uma circunstância que nada afeta a responsabilização pelo crime, o que existe é que a lei leva em consideração a vítima à quem era dirigido o ataque, mas isso não está confirmado pode ser também que a inimizade, o desejo de matar tenha sido diretamente contra o Gabriel da Costa”, afirmou o delegado regional Zilmar Santana

Estão presos  Evanildo da Silva Araújo, o Negro Liu, e Jackson Vicente Dias da Silva. Com eles os policiais encontraram dois revólveres municiados e dinheiro.

 “Além do crime de homicídio, no qual eles já estavam sendo investigados, haverá o indiciamento pelas posses ilegais de  arma de fogo e a corrupção de menores tendo em vista que estes dois indivíduos ao praticarem este crime estavam na companhia de um menor infrator….QUE VAI ACONTECER COM O ADOLESCENTE? O adolescente está recolhido por decisão da Justiça e foi comunicado ao juiz competente e aguardaremos a guia de internação pra dá o encaminhamento necessário”, concluiu Dr. Zilmar

Integração de Forças Policiais já resultou em 50 prisões no Maranhão

Policiais embarcados em ônibus, blitzen, incursões nos bairros para patrulhamento e captura de procurados da Justiça.  Com um conjunto de ações que combinaram a inteligência policial e ostensividade nas ruas, a megaoperação que integrou as forças da Polícia Civil, Polícia Militar e também do Corpo de Bombeiros garantiu importantes resultados para a segurança em São Luís e toda a Região Metropolitana durante todo o fim de semana.

Foto - Karlos Geromy

Foto – Karlos Geromy

Além da prisão de mais de 50 pessoas, grande parte envolvida nos ataques a coletivos iniciados na última quinta-feira (19), a presença da polícia nas ruas inibiu novos ataques e melhorou a sensação de segurança da população.

A cobradora Irenilde Ribeiro apoiou a ação. De plantão neste domingo (22), ela informou que apesar dos ataques anteriores, a jornada estava sendo tranquila e que era visível a ação policial. “É muito bom e é também necessária essa abordagem nos ônibus. Hoje em dia todo mundo é suspeito e saber que a polícia pode parar o ônibus, revistar, que está acompanhando as viagens e que a gente pode ter o apoio na rua também deixa a gente mais seguro no trabalho”, informou.

Motorista há seis anos, Júlio dos Santos Silva também falou da presença dos policiais. “Esse trabalho é fundamental para a gente. A polícia tem realmente que estar nesses pontos críticos, fazer abordagens, é bom para todo mundo”, afirmou o motorista.

Farmacêutico que seguia viagem em um coletivo que foi parado e revistado, Raimundo Paes Rabelo também elogiou a atuação policial em situações de crise. “A atuação da Polícia tem melhorado bastante, essas abordagens são necessárias e numa situação de crise, a atuação do Estado está certa, precisa ser assim, firme no combate à violência e ao crime”, afirmou o farmacêutico.

Parado em uma blitz neste domingo, o autônomo Denilton Jadiel usa a motocicleta para se locomover e já foi revistado várias vezes. Ele não se incomodou com o procedimento. “Está certo, tem que ser assim mesmo. Agora tenho sido parado muito mais e a gente sabe que é para o bem de todo mundo, então tem que ser assim mesmo”, afirmou.

De acordo com o tenente-coronel Marques Neto, comandante do Batalhão Tiradentes, a ação policial direcionada para os coletivos foi distribuída entre grupamentos que cobriram os Terminais de Integração (Praia Grande, Cohab, São Cristóvão e Distrito Industrial), linhas para os bairros, paradas de ônibus e buscas nos bairros. O comandante destacou o trabalho voluntário de vários policiais que abriram mão de suas folgas para a segurança da população.

“Estamos fazendo um trabalho completo de cobertura de todas as regiões da ilha, andando embarcados e o mais interessante é que estamos com um corpo policial reforçado. Muitos policiais se apresentaram, estão abrindo mão voluntariamente de suas folgas para estarem aqui, reforçando a corporação”, afirmou o comandante.

O tenente Antônio, também do batalhão Tiradentes, foi um dos que abdicou do descanso. “Estou aqui para ajudar os meus parceiros e a população. Por isso decidi vir voluntariamente”, explicou o policial.

Prisões

A ação ininterrupta das Forças Policiais desde que iniciaram os incêndios criminosos na quinta-feira (19) resultou na prisão de mais de 50 suspeitos até este domingo (22).  O resultado é fruto do trabalho integrado da Polícia Civil, Militar e Corpo de Bombeiros e das estratégias de policiamento ostensivo que está sendo aplicado em toda a região metropolitana.

“A força do Estado não vai permitir o retorno dessas ações violentas. Todo o contingente policial do Maranhão está mobilizado. Aumentamos nossa atuação em todos os quadrantes da região metropolitana, muitos criminosos foram presos e isso vai continuar”, afirmou o secretário de Estado da Segurança Pública, Jefferson Portela.

SECOM/Izabella Silveira

Polícia conclui que timbirense foi morto por colegas de cela em presídio de Codó

A suspeita de suicídio do preso Juscelino Farias dos Santos foi descartada na manhã desta segunda-feira, 18, pelo delegado regional Zilmar Santana.

O preso  foi encontrado enforcado, na manhã da última sexta-feira, 15,  com uma  corda usada para  armar redes numa das celas do Centro de Detenção Provisória de Codó. Na cela estavam Juscelino e mais 14 presos.

Em um primeiro momento todas as informações que vieram daquele ambiente, mediante interrogatório,  foram de que ele havia cometido suicídio, mas quando a direção do presídio e a Polícia Civil começaram a investigar descobriram um crime.

Hematomas pelo corpo do detento chamaram a atenção do delegado Zilmar Santana.  Outras  evidências levaram à conclusão de que ele foi assassinado por, pelo menos, 4 colegas de cela com a participação de outro detento de uma outra cela.

 “Ele apresentava hematomas pelo corpo além de outras evidências que levavam a crer que tratava-se de um homicídio, foi feito pela direção um levantamento e foi identificado que 4 suspeitos e um outro envolvido que seria de outra cela, estes indivíduos foram todos autuados em flagrante por homicídio qualificado e se encontram recolhidos ao presídio, 4 deles foram transferidos para o presídio de Coroatá por medida de segurança para que não intimidem os demais presos que estão na cela aos quais a gente pretende agora interrogar”, explicou o delegado

A MOTIVAÇÃO

O motivo  do assassinato seria uma desavença entre a vítima e um dos investigados.

“Seria a desavença com esse preso que seria de outra cela, esse preso teria arquitetado por vingança e dito para os demais indivíduos para o interior da cela que o preso vítima seria de algum tipo de facção criminosa inimiga da deles e que essa seria a motivação para que os demais presos se reunissem e tirasse a vida de Juscelino”, disse o regional à TV Mirante

Juscelino Faria dos Santos tinha 24 anos de idade e era de Timbiras onde cometera um assassinato este ano, crime pelo qual estava preso havia menos  de um mês.

Polícia Civil investiga morte de preso de Timbiras em presídio de Codó

A POLÍCIA CIVIL investiga a morte do preso  Jucelino Farias dos Santos, de 24 anos, ocorrida na madrugada desta sexta-feira, 15, no presídio de Codó.

De acordo com o delegado regional, Zilmar Santana, ouvido pelo blogdoacelio, Jucelino estava numa cela  de 15 presos.

Preliminarmente os ex-companheiros da vítima contaram que não perceberam qualquer movimentação estranha e que já teriam acordado com a cena de enforcamento no ambiente prisional.

O  corpo segue para uma perícia no IML de  Timon, mas o delegado já parece convencido da tese de suicídio.

“As características que os policiais civis identificaram no local são compatíveis com a descrição de um crime de suicídio, não haviam marcas no corpo de luta corporal que fizesse crer que ele tenha sido forçado àquilo, ele também apresentava língua para fora bastante roxeada, que também é outra característica do suicídio, mas é prematuro essa conclusão haja vista que ainda tá pendente o exame do corpo de delito do ofendido”, esclareceu

JUCELINO FARIAS DOS SANTOS, que foi descoberto enforcado com uma corda de nylon usada  para armar rede dentro das celas, cumpria  pena por crime de homicídio praticado na cidade de Timbiras.