Category Archives: Polícia

Esquema reforçado de segurança da PM já está nas ruas do centro comercial

Agora com a Afonso Pena cheia o dia inteiro e lojas bem movimentadas o número de furtos e roubos, principalmente, tendem a aumentar.

“Nós temos aí deste o tradicional batedor de carteira ao furto em loja, arrombamentos de veículos e também aquelas modalidade que eles utilizam que é passando de motocicleta ou de bicicleta e dando um bote arrancando bolsa das senhoras principalmente”, disse recentemente o major Jairo Xavier em entrevista

Desde ontem quem passa pelo centro pode notar um reforço no policiamento tal qual fora prometido pelo comando da Nona Companhia Independente. Policiais Militares estão andando na companhia de guardas municipais até que o comércio feche por inteiro.

Homens em viaturas e até em motocicletas aumentaram as rondas.

Jairo Xavier evitou falar em quantidade de  policiais a serem utilizados, mas adiantou anteriormente que iria tirar  alguns PMs de áreas administrativas para reforçar o esquema que JÁ está em plena  prática.

ALERTA

O comandante deixou um alerta de grande valia á todos.

“E também deixando o alerta para que a população não facilite, não faça exposição de que está carregando grande somas em dinheiro, demonstrando que está ali com joias, ostentando cordão de ouro, essas coisas que também são atrativos para os bandidos”, alertou Xavier

Os empresários da área, sabendo do reforço, elogiaram. Consumidores também.

“e é isso que a gente quer pra gente ficar mais seguro, até a população mesmo que vem comprar, que sai de um banco com uma coisa, que venha entrar na loja com algum dinheiro, fica mais segura em andar na rua pra gente ver se tem um final de ano em paz, se Deus quiser vai ser”, disse o empresário Jamilson Marinho

Caixa Econômica ganha na Justiça e famílias terão que sair de casas do Residencial Santa Rita

Major Jairo Xavier

Já está sobre a mesa do comandante da PM de Codó, Major Jairo Xavier, um ofício da Justiça pedindo apoio para a execução de uma sentença de reintegração de posse no residencial Santa Rita (Minha Casa, Minha Vida).

“Essa aí foi uma ação impetrada pela Caixa Econômica Federal perante a Justiça Federal e que deprecou para que o juízo de Codó providenciasse a execução da retirada das pessoas lá do Residencial Santa Rita”, explicou Xavier ao blogdoacelio

LEVANTAMENTO JÁ REALIZADO

A PM usou de seu direito de tempo para avaliar a situação no residencial. Antes de apoiar a retirada das famílias de casas que não lhes pertencem, a militar fez um levantamento sobre número de pessoas, idade, quem pode ou não oferecer resistência física e outras coisas que podem evitar transtornos comuns neste tipo de ação.

Agora o comandante  aguarda da Justiça a organização da retirada, ou seja, transporte, possível locação nova – a chamada logística.

“Coube à Polícia Militar fazer o estudo de situação, levantamento, que já está pronto, estamos agora no aguardo para fecharmos a parte logística, pois ali existem pessoas envolvidas e não compete à PM esta parte logística, então nós precisamos fechar os detalhes para, enfim, auxiliar no cumprimento da execução desse mandado de reintegração de posse”, explicou

“A função primordial da Polícia Militar é a garantia física do executor (o oficial de Justiça) e também a integridade das pessoas envolvidas’, completou o experiente major

FAMÍLIAS QUE TERÃO QUE SAIR

O auge do problema que fez a Caixa Econômica Federal (executora financeira do programa Minha Casa, Minha Vida) entrar na Justiça pedindo reintegração de posse estourou em abril de 2012, quando mais de 60 famílias invadiram casas que na época, apesar de sorteadas, estavam fechadas.

Desde então, a confusão vinha rolando na Justiça Federal. Agora o resultado foi favorável à CEF, uma vez que o juiz  entendeu que os ocupantes irregulares devem deixar os imóveis.

Mas na atualidade, o número de ocupantes não é mais tão grande. Segundo o major, existiam ainda 8 famílias nesta situação. Algumas, ao saberem da decisão já deixaram o local, mas pelo menos 5 terão que ser retiradas, o que deve ocorrer a qualquer momento.

“Nós já estamos em condições de apoiar o cumprimento do mandato, estamos tão somente aguardando a manifestação da Justiça, através do oficial de Justiça, mas se fosse o caso para amanhã (quarta-feira) já estaríamos em condição”, concluiu

Homem é preso no centro de Codó após agredir a própria mãe de 65 anos de idade

Um caso não muito comum foi registrado ontem (4) pela manhã na delegacia de Codó. O jovem, Ediney Rodrigues Lopes, foi preso pela Polícia Militar após denúncia, pelo 190, de que estaria agredindo a própria mãe, uma idosa de 65 anos de idade.

“Quando nós chegamos lá a gente realmente constatou a senhora lá chorando e constatamos que ela foi agredida pelo próprio filho, infelizmente, tivemos que trazê-lo para a delegacia. A gente tem informação de que ele toma remédio controlado, mas não poderíamos deixa-lo porque com certeza ele iria agredir muito mais a vítima que inclusive é a própria mãe”, contou cabo Laíres.

Na delegacia, Edney foi entrevistado pela TV Palmeira do Norte.

Contou que pediu um documento à mãe e como ela negou ele a agrediu. O suspeito alegou, em sua defesa, que a idosa também o havia agredido, pois ele também estava ‘ralado’.

“Rapaz porque eu cheguei em casa tranquilo e ela não quis passar um documento que eu pedi pra ela, só isso…E AÍ VOCÊ AGREDIU SUA MÃE? Mas ela me agrediu também, que eu tô todo ralado…SUA MÃE TEM 65 ANOS E VOCÊ FOI MEDIR FORÇAS COM SUA MÃE DE 65 ANOS? Ela sabe, eu sou um cara tranquilo, calmo, ela sabe quando eu me altero, ela sabe inclusive meus vizinhos”, respondeu

O caso aconteceu no centro da cidade, próximo à sede da Ciretran.

Secretário de Segurança afirma que concurso da polícia no MA não será anulado

G1 Maranhão

O secretário de Segurança Pública do estado, Aluísio Mendes, afirmou que concurso para a área de Segurança Pública do Maranhão não será anulado. Ao todo, 27 pessoas foram presas por tentativa de fraude em São Luís e no interior do estado (confira a entrevista ao lado).

Aparelhos usados pela quadrilha

“Temos certeza que a ação da polícia evitou que o concurso fosse fraudado. Não há nenhuma possibilidade de algum candidato ter sido beneficiado com essa tentativa de fraude”, afirmou Aluísio Mendes. De acordo com o secretário, havia uma quadrilha organizada instalada no Maranhão, que atua em vários estados do Brasil. “A polícia estava investigando esse grupo há 30 dias e nós conseguimos evitar que a fraude fosse efetivada aqui”, disse.

Entre os presos está o líder da quadrilha, que tem histórico de aprovação em vários concursos no Brasil e fazia prova na cidade de Caxias. “Com a prisão dele, conseguimos mapear toda a quadrilha. A maneira de fraudar da quadrilha envolvia duas técnicas: uma era com alteração do nome dos candidatos, permitindo que eles ficassem dentro de uma mesma sala.

O gabarito era transmitido dentro dessa sala aos demais candidatos. Outra tentativa era a seguinte: o líder da quadrilha fazia a prova, fotografava o gabarito da prova e transmitia via mensagem de celular para os outros candidatos”, explicou o secretário.

Em média, cada candidato pagou R$ 15 mil pela aprovação.

Quilombolas de Santa Maria dos Moreiras terão duas audiências na delegacia regional

Nesta quarta-feira, 28, moradores do povoado Santa Maria dos Moreiras estarão  na cidade, novamente, para tratar de assuntos do interesse da comunidade quilombola.

Eles, em número de 40 mais ou menos, vão se reunir na 4ª Delegacia Regional de Codó, onde a partir das 10h da manhã terão audiências com delegados.

A primeira vai tratar, segundo o professor Mário Sérgio Moreira de Queiroz, do espancamento de um lavrador por jagunços que atuam na área. A segunda audiência tratará da perda que os agricultores tiveram dado a invasão de suas roças por bovinos que pertenceriam aos irmãos Pires.

“Mais de R$ 50.000,00 em prejuízo porque eram agricultores que receberam ajuda financeira do governo federal para trabalharem”, alegou Mário Sérgio

O líder comunitário informou ainda que a posse, garantida aos moradores por meio de uma liminar da Justiça de Codó, está sendo turbada, ou seja, não está sendo respeitada pelo proprietário em conflito.

Possivelmente, após a delegacia eles procurarão a Justiça ou o Ministério Público para denunciarem a turbação da posse em Santa Maria dos Moreiras

Polícia prende integrante do PCC em Codó

Dhonnatan

A Polícia Militar recebeu uma denuncia dizendo que na casa de DHONNATAN DE SOUSA, na Trizidela,  havia um desmanche de motocicletas.

Os militares levantaram a situação, pediram o apoio da Polícia Civil  e, no local, conseguiram permissão para entrar na casa. Acabaram descobrindo mais do que esperavam.

“Na casa do Jhony foi encontrado um saco cheio de peça de moto, né, de uma moto Biz, e uma porção de crack, 10 pedras de crack “, afirmou o sargento Raimundo Leite

Parte de uma moto foi levada à delegacia regional. De acordo com o delegado, Rômulo Vaconcelos, só no último fim de semana o preso teria participado de dois roubos com a finalidade de desmanche, além disso confessou um assassinato recente em Codó (vítima foi o cheira-cheira) e relatou que fazia parte de uma facção criminosa de São Paulo que mata policiais.

 “Ele chegou de São Paulo recentemente, puxou uma cadeia lá em São Paulo e fez parte do PCC de São Paulo, inclusive ele tem um palhaço no peito, este palhaço significa eu são os elementos do PCC que matam policiais, participam de operações que matam policiais”, esclareceu o delegado

Dhonnatan de Sousa vai ficar à disposição da Justiça agora, preso.

“Tá sendo autuado por tráfico de drogas, por roubo de moto e vai ser concluído o inquérito dele por homicídio”, garantiu Vasconcelos

MUTANTES DA DROGA: Traficantes de Codó estão vendendo crack ao ar livre

O comandante da PM, major Jairo Xavier,  confirma – os traficantes mudaram mesmo de estratégia. Em vez de venda em locais fechados e escondidos, agora preferem tráfico ao ar livre.

Praças, ruas e avenidas, sobretudo, da periferia agora são pontos de comércio. Outra característica nova é a disposição de pequena quantidade de entorpecentes com o traficante para dissimular o flagrante. Tudo pensado estrategicamente.

 “A quantidade é geralmente é pequena para querer caracterizar que não é tráfico, é pra consumo, a utilização de menores e também com observação, eles estão observando que a medida em que a polícia atua em determinado setor eles migram para outro”, explicou Jairo Xavier

Leandro Lira Barata, de 24 anos, é o mais recente exemplo da nova modalidade. Na rua em que  foi flagrado no bairro São Francisco,  estava com 34 papelotes de maconha e 12 pedras de crack. No bolso dele os militares também encontraram R$ 26,00.

“As bocas hoje estão ficando nas ruas, no canto das ruas e eles guardam a droga próximo, chega o usuário, vão lá pega a droga e repassam, esse foi um vacilo desse rapaz ficar com essa droga no bolso acho que ele tava saindo pra sua residência quando os policiais chegaram e fizeram abordagem nele”, afirmou o delegado regional, Rômulo Vasconcelos

O comando informou que 30% das prisões diárias de Codó têm relação com o tráfico de drogas, a maioria feita sem precisar entrar na residência ou no esconderijo do vendedor.

Falsa doméstica suspeita de furtar casas em Codó está solta

Foto divulgada pela polícia

Karoene Pereira dos Santos, de 32 anos, segundo o delegado Rômulo Vasconcelos, se passava por empregada doméstica para conquistar confiança e ter acesso à casa.

Uma vez contratada pela família, Karoene só trabalhava um dia,  o suficiente para descobrir onde ficavam joias, cartões de crédito, dinheiro, objetos de valor. Depois de furtar tudo que podia ela não voltava mais para àquela residência e já partia para outra.

Só na semana em que foi presa cometeu o mesmo crime em três casas. Da última levou R$ 5.000,00.

Ela dava nome diverso, endereço diverso do dela e nós conseguimos identificá-la (…)a vítima veio à delegacia nós conseguimos recuperar boa parte desse dinheiro, recuperamos ainda R$ 2.534,00 em dinheiro, recuperamos um pano de joias que ela conseguiu furtar das residências, documentos pessoais, cartão de crédito, tudo foi encontrado com ela”, contou o delegado Rômulo

 Por causa da falta de flagrante, Karoene prestou depoimento e foi liberada, mas vai responder à processo na Justiça por furto qualificado.

“São três vítimas num processo só e ela vai responder por este crime de furto qualificado que é mediante a confiança”, concluiu o delegado

FLAGRANTE: Polícia Federal detém PMs fortemente armados em fazenda de Biné Figueiredo

Dois policiais militares foram detidos ontem (21) no povoado Puraquê, fazenda do ex-prefeito de Codó, Biné Figueiredo, na estrada que leva à Cajazeiras, que está em conflito com 60 famílias que desejam a desapropriação da área.

Eles foram identificados como sendo o segundo sargento da PM, Aldenor Duarte, lotado em São Luís, e o soldado da reserva, Arternilson Brito da Silva, também da capital do Maranhão.

Com os dois a Polícia Rodoviária Federal, que acompanhava integrantes da Caravana da Liberdade no povoado, encontrou  pistolas calibre 380 e uma conhecida como ponto 40, além de uma escopeta calibre 12.

Em conversa com o blogdoacelio, o advogado da Fetaema, Diogo Cabral, afirmou que eles não foram presos em flagrante, mas foram conduzidos até a 4ª delegacia regional onde prestaram depoimento ao delegado Rômulo Vasconcelos e até às 22h da ontem a situação deles ainda era indefinida, ou seja, ninguém sabia se ficaram detidos.

“Não sei se eles vão ser liberados não, o delegado  tá fazendo o procedimento”, disse o advogado Diogo Cabral

TRABALHO DE JAGUNÇO

Para o advogado e a Caravana da Liberdade, formada por juízes e procuradores do Trabalho que estão combatendo o trabalho escravo e infantil em Codó, os homens estavam fazendo as vezes de jagunços do proprietário da terra, algo que já havia sido denunciado pelos lavradores que gravaram até um vídeo mostrando homens circulando pelo povoado fortemente armados.

“Quando lá chegamos nós nos deparamos, exatamente, com os homens armados. Eles estavam num veículo preto. Os policiais federais revistaram o carro e constataram que eles estavam com armas”, disse o advogado

Perguntamos – O QUE ELES (PMs) ALEGARAM QUE ESTAVAM FAZENDO?

“O que eles estavam fazendo era trabalho de jagunço na área, colocando medo na comunidade, ameaçando todo mundo, é um escândalo isso”, respondeu

Sindicato busca segurança para realizar seminário em terra de Biné Figueiredo

Os moradores de Puraquê, povoado que fica na estrada que leva ao distrito de Cajazeiras, pertencente ao ex-prefeito Biné Figueiredo, continuam entregando ao Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais fotografias e vídeos.

fotografia tirada pelos moradores

As mais recentes mostram um ‘trator de esteira’ em atividade. Há denúncias de que uma casa já teria sido derrubada (não foi informado pelo STTR se havia família morando).

As atividades do tratorista estão sendo garantidas pela presença ostensiva de homens fortemente armados. Até agora, nenhum providência de desarmamento foi tomada por qualquer autoridade local.

SEGURANÇA PARA O ENCONTRO

Amanhã o sindicato planeja realizar um grande encontro, levando para o povoado dezenas de outros lavradores que vivem em áreas de conflito. Mas, segundo os moradores, até a presidência da entidade  já recebeu o aviso de que lá nenhum encontro do tipo poderá ser realizado.

A direção do STTR informou que está tentando conseguir apoio policial por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública para realizar o encontro que está marcado para iniciar às 9h da manhã.

Há uma briga já instaurada entre o proprietário e cerca de 60 famílias que vivem na área. Eles querem a desapropriação por meio da reforma agrária.