Category Archives: Polícia

ATÉ MACONHA: FOTOS mostram o resultado da apreensão dentro das celas antes da rebelião

O trabalho comandado pelo diretor da Unidade Prisional de Codó, Oriosvaldo Silva, foi bem sucedido no que tange à apreender materiais e produtos proibidos dentro das celas.

Oriosvaldo mostra mesa cheia

Oriosvaldo mostra mesa cheia

As fotografias mostram celulares, carregadores, facas, pedaços de ferro. Demonstrando a situação de perigo no interior da carceragem, caso estourasse uma briga entre detentos.

“Nós encontramos, com muita luta, mas conseguimos, encontrar, mesmo quebrando as paredes de banheiro e tudo porque estavam todas elas acondicionadas, tanto as drogas, bem como facas, todas acondicionadas, no interior das paredes”, disse Oriosvaldo

serras, celulares, carregadores

serras, celulares, carregadores

Sobre como tantas coisas ilegais chegaram aos presos, o diretor explicou:

“Devido à vulnerabilidade do quintal que aqui a extensão é muito grande e não tem muro pra tentar inibir este tipo de ação, nem material humano pra tentar dá a guarda e a proteção no referido estabelecimento”, disse dando a entender que muita coisa entra pela grade de ventilação das celas vindas de um  campo de futebol, à noite,  uma vez que ficam próximas ao muro.

Maconha encontrada

Maconha encontrada

De acordo com a própria polícia 84 presos estavam na unidade depois que eles retornaram às celas. Para se ter uma ideia a capacidade máxima das três que existem é de apenas 20.

Juiz de Execução Penal fala sobre transferência de presos da rebelião

Dr. Cândido Martins

Dr. Cândido Martins

Nova revista foi feita na manhã desta sexta-feira (12) na carceragem da Unidade Prisional de Codó com a presença do juiz de Direito Cândido Martins e do Superintendente de Controle de Execução Penal  da SEJAP, Ronald Dias.

Os presos concordaram em entregar o restante das armas ( mais facas foram entregues) e um detento que estava sendo mantido sob ameaça de morte.

De acordo com informações do juiz não houve lista de pedidos, estavam apenas insatisfeitos com a revista que deixou celas reviradas e buracos nas camas de concreto e paredes onde estavam escondidas armas e drogas. A situação delas ficou pior ainda após a rebelião, até as grades deixaram de existir.

TRANSFERÊNCIAS

Dr. Cândido Martins informou que nenhum dos 84 presos, que são de Codó, será transferido, por isso é urgente a recuperação das celas, serviço que contará com o apoio da Secretaria Municipal de Infraestrutura.

“As celas estão todas destruídas tanto é que nós estamos numa situação de emergência no sentido de recuperá-las, para que eles sejam reacomodados aqui mesmo. Isso tudo é em favor da NÃO TRANSFERÊNCIA deles para outros locais, a gente está preferindo fazer essas reformas em caráter de urgência para que eles permaneçam aqui onde estão”, disse o magistrado

Mas haverá tratamento diferenciado sobretudo para os presos de Coroatá, sobre quem recai a suspeita de liderarem a rebelião. 14 deles já foram retirados da Unidade e levados para a nova delegacia de Codó onde aguardarão o trabalho da Juíza de sua Comarca de origem.

“Somente aqueles que pediram mesmo para ir, tem alguns de Timon, de Caxias, o pessoa de Coroatá que estão ainda  com processos a serem definidos a e a juíza de lá informou que até semana que vem terá uma posição a cerca da situação desses processos. Quem for pra liberar vai liberar, quem for para a Apac vai para a APAC, quem for para cumprir pena será sentenciado” explicou Dr. Cândido.

Abaixo a lista com o nome dos presos coroataenses que passarão por este estudo de processos e definição de destino. Alguns codoenses também foram levados para a nova delegacia. Confira a lista:

PRESOS DE COROATÁ:

  • Adriano da Silva Ribeiro
  • Adriano Silva Rodrigues
  • Cássio Roberto Gomes de Brito
  • Dionato Melo Cardoso
  • Elinaldo dos Reis da Silva
  • Elismar da Silva
  • Everaldo Ferreira de Sousa
  • Francisco de Assis da Silva
  • Francisco Joilson mousinho
  • Francisco Rodrigues da Conceição
  • Jéferson Rodrigues
  • Júlio Santos da Silva
  • Romário Lima Sousa

PRESOS DE CODÓ:

Dionatan de Sousa

Francisco de Assis Santos (não há definição se é ou não oriundo de Coroatá)

Thiago da Silva Miranda

Grupo de Operações Especiais prende suspeitos de tráfico em Caxias

 

Apreensão em Caxias

Apreensão em Caxias

Por volta das 09h30 de ontem, quinta feira dia 11, o Grupo de Operações Especiais (GOE) prendeu em flagrante os traficantes, ANDRÉ GOMES,  de 28 anos, e ELIDIANA COSTA E SILVA, de 32 anos, em uma residência localizada na Travessa Central, nº 533, bairro Refinaria.

André estava na porta da casa e entrou correndo ao avistar os policiais, mas foi perseguido e abordado ao tentar livrar-se da droga escondendo-a no ralo do banheiro.

Com André foram encontradas 157 pedras de crack, uma balança de precisão, R$ 50,75 (cinquenta reais e setenta e cinco centavos) em cédulas de pequeno valor e moedas, dinheiro adquirido com o tráfico.

Também foram apreendidos um celular e um aparelho de DVD de origem não comprovada, além de vários documentos pessoais e cartões magnéticos, de prováveis usuários que costumam deixar objetos penhorados.

André disse aos policiais que a droga pertencia a Elidiana Costa e Silva, dona da casa onde a droga foi encontrada.

Ela é conhecida como “Diana” e estava no presídio visitando um detento, onde foi presa pela guarnição. 

As drogas e os objetos apreendidos, juntamente com os dois traficantes foram conduzidos e apresentados à autoridade policial.

Texto da PM/Caxias

PM de Caxias apreende medicamentos de origem suspeita

Por volta das 09h45 do dia 10/04, quarta-feira, a Polícia Militar apreendeu uma grande quantidade de medicamentos, sem nota fiscal, e sem comprovação da origem e aquisição legal, durante a realização de uma blitz na MA-034, bairro Fumo Verde em Caxias .

Fotografia cedida pela PM/Caxias

Fotografia cedida pela PM/Caxias

Os medicamentos, antibióticos de diversas marcas, foram encontrados no porta-malas de um veículo que estava sendo conduzido por ANTONIO REINALDO CABRAL DOS SANTOS, 38 anos de idade, residente no bairro Volta Redonda, neste município.

O condutor do veículo negou-se a responder como adquiriu e qual seria o destino da mercadoria, sendo conduzido e apresentado no Plantão Central da Polícia  Civil juntamente com os medicamentos, onde foram tomadas as medidas legais pela autoridade policial.

Informações – (Maj Jurandy, Cmt do 2º BPM (99) 9934-3074)

VÍDEO mostra momento exato da execução de empresário na cidade de Bacabal

Um vídeo chocante mostra o momento do assassinato do empresário de Bacabal, Ivaldo Mandacaru, na manhã de ontem (9). Os suspeitos deixam o carro em velocidade igual ao veículo da vítima e um deles atira sem piedade.


De acordo com a polícia, os suspeitos, que já estão presos, são dois policiais do estado de Pernambuco identificados como Francinaldo do Nascimento Silva e Josemilson de Oliveira Santos.

acusados de ter matado o empresário

acusados de ter matado o empresário

Ainda não foram divulgados os motivos que levaram à execução do empresário. Os investigadores não têm dúvida, tratou-se de um crime por encomenda (pistolagem).

RANKING: Saiba qual é o estado brasileiro onde mais a polícia recebe propina

Com 53,5% dos casos de extorsão do país, as policias militares de Rio (30,23% das vítimas) e São Paulo (18,22%) lideram com folga o que poderia ser o ranking da cobrança de propina pelas polícias militares no país.

Os dados fazem parte de uma prévia da Pesquisa Nacional de Vitimização, encomendada pelo Ministério da Justiça e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento ao Datafolha e divulgada com exclusividade pelo EXTRA. O instituto ouviu 78.000 pessoas nos 26 estados e no Distrito Federal, perguntando a elas se foram vítimas de extorsão por parte da Polícia Militar.

Segundo o Ministério da Justiça, esse tipo de pesquisa procura captar as ocorrências de eventos criminais na população, com o objetivo de compará-los com os dados oficiais registrados pelas polícias, classificando-os por localidade, estrato social, cor da pele, idade, sexo e renda. A amostra do estudo, que vem sendo preparado desde 2010, foi de 78.000 pessoas. No estado do Rio, foram 8.550 entrevistas. Os dados são uma prévia: a íntegra do estudo será divulgada daqui a um mês.

A secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, defendeu a importância de a sociedade entender os dois lados da corrupção:

– É um crime que tem o lado ativo e o passivo. Não estou defendendo a polícia, mas a mesma sociedade que cobra que a gente melhore a polícia a corrompe. Acho que, se fizéssemos pesquisas com outros agentes públicos, também apareceriam índices altos de corrupção. Mas a polícia tem o dever de proteger o cidadão, então concordo que o policial deve ser punido com mais seriedade – cobrou Miki.

A secretária afirmou que a pesquisa comprova a alta corrupção da PM do Rio:
– Essa pesquisa mostrou, de fato, que a PM do Rio é a mais corrupta no país. Mas acho que a gente deve entender que o policial é recrutado na nossa sociedade, é um retrato dela – defendeu.

Em todo o país, 2,6% dos ouvidos responderam terem sido vítimas de extorsão policial. Ao analisar quem são essas pessoas, o levantamento mostrou que cresce a probabilidade de uma pessoa ser alvo do achaque de PMs. Os pós-graduados têm 9 vezes mais chance de ser achacada do que uma pessoa sem instrução.

Dentre as vítimas de extorsão, 59% têm escolaridade acima do ensino médio. Quem ganha mais de R$ 13.560 (20 salários mínimos) tem 5,8 vezes mais chances de ser extorquido por um PM do que aqueles que ganham até R$ 678 (1 salário mínimo). Na leitura por faixa etária, o grupo de 25 a 34 anos é a maior vítima, representando 36,4% dos achacados.

Veja abaixo a distribuição das vítimas de extorsão por estado:

Rio de Janeiro: 30,23%
São Paulo: 18,22%
Pará: 6,49%
Pernambuco: 6,05%
Bahia: 5,08%
Goiás: 4,34%
Paraná: 4,15%
Minas Gerais: 4,10%
Amazonas: 3,07%
Ceará: 2,54%
Rio Grande do Norte: 2,34%
Alagoas: 1,85%
Maranhão: 1,66%
Mato Grosso: 1,56%
Rio Grande do Sul: 1,27%
Santa Catarina: 1,27%
Espírito Santo: 1,07%
Paraíba: 1,07%
Amapá: 0,78%
Distrito Federal: 0,78%
Mato Grosso do Sul: 0,58%
Piauí: 0,58%
Sergipe: 0,48%
Tocantins: 0,19%
Rondônia: 0,19%
Acre: 0,04%
Roraima: 0,04%

Fonte: Jornal Extra

Polícia Civil continua procurando suspeito de tráfico de crack do Codó Novo

O delegado regional Rômulo Vasconcelos contou à imprensa  que recebeu denúncia de que Francielton Alvim da Silva , de 27 anos, era um receptador de produtos furtados e se dirigiu à residência dele no bairro Codó Novo para averiguar.

 “Foi comprovado, nós recuperamos o produto do crime que ele tinha trocado por droga, feito a permuta e já entregamos este produto pra vítima que foi uma loja de motos que foi levado baterias e pneus”, disse

DROGAS

 Além de comprovar o crime de receptação a polícia civil também constatou a veracidade da denúncia dando conta de que ‘cabecinha’ como é conhecido no bairro onde mora, vendia drogas.

42 pedras de crack foram encontradas na residência e, segundo o delegado, isso é apenas parte do que ele comprou  para revenda recentemente.

 Francielton não estava, mas a esposa  em depoimento disse que a droga era dele  e que há três anos seu marido pratica o tráfico na cidade.

 “Nós fizemos uma busca na casa dele encontramos essas pedras de crack na sua residência, conduzimos a sua companheira, que estava lá na casa, ele não  se encontrava lá na casa, mas ele vai ser indiciado por tráfico de drogas e vamos representar pela sua prisão preventiva pra ver se ele responde por este processo preso, mas, inicialmente, nós tiramos esta droga de circulação”

A mulher foi detida, mas após o depoimento foi liberada pela polícia. Francielton continua sendo procurado.

QUINTA-FEIRA: Ato ecumênico vai lembrar o assassinato de Márcia dos Santos ocorrido em 2006

No próximo dia 4 de abril, quinta-feira,  a família da garota, Márcia dos Santos, morta aos 10 anos de idade, no dia 4 de abril de 2006, após ser violentada sexualmente, próximo ao riacho São José, vai celebrar culto ecumênico no local onde o crime ocorreu.

A família, que tem o apoio do Conselho Tutelar, Igreja Católica e Conselho de Pastores, vai sair a partir das 7h da manhã da escola Pica-pau, no Codó Novo, com destino ao São José. A participação é aberta, qualquer pessoa, em solidariedade, pode estar presente, segundo o pai da homenageada, Adão do Nascimento Silva.

RELEMBRANDO O CASO

No dia 4 de abril de 2006, a menina saiu de casa para uma aula de educação física na escola Almerinda Bayma, no turno vespertino. Por conhecer seus dois assassinos, e por inocência,  aceitou o convite de segui-los até o matagal do riacho.

A polícia relatou em seu inquérito que no local, Márcia foi obrigada a fumar maconha, amarrada, estuprada, e, porque gritava muito, os homens resolveram matá-la degolando-a com uma faca.

Osvaldo, um dos assassinos, se enforcou três dias depois da morte de Márcia num pé de Cajú do Cemitério do Sabiazal. O outro, Eliézio Pereira Vales, vulgo Dragão, foi a júri popular e pegou 24 anos de cadeia.

Vereadores constatam violência, prostituição e exploração infantil no Km 17

Manoel Jr., Pastor Max e Gracinaldo Ferreira

Manoel Jr., Pastor Max e Gracinaldo Ferreira

No último dia 27 de março, a pedido da comunidade, o vereador Pastor Max juntamente com o vereador Gracinaldo Ferreira e o conselheiro tutelar Manoel Júnior, visitaram o Distrito do Km 17 no intuito de constatarem in loco uma grave denúncia feita pela comunidade local: a exploração do trabalho infantil e sexual de crianças e adolescentes que residem no distrito.

Pelo grande fluxo de caminhões e ser ponto de descanso para muitos carreteiros as margens da BR 316, as denúncias de abusos contra menores no Km 17 são uma constante.

Após breve conversa com moradores, os edis dirigiram-se ao Posto Fiscal da SEFAZ, onde se concentra o maior foco das denúncias de exploração de crianças e a prostituição de adolescentes do distrito.

FLAGRANTE

Os parlamentares flagraram crianças entre oito e dezessete anos de idade realizando a prática do “batendo pneu durante a madrugada”, onde crianças perdem a noite de sono limpando pneus de caminhão e passando um líquido que eles chamam de “pretinho”.

Uma das crianças, de apenas nove anos de idade,  relatou que, por várias vezes, foi levada pelo conselho tutelar, mas que continua nessa prática como forma de ganhar a vida. Além disso, os números da violência permanecem altos.

Vários assaltos continuam a serem registrados no local, praticados por menores que circulam durante toda noite, sem qualquer fiscalização das autoridades. A situação já foi motivo de audiência pública realizada no local, inclusive com a presença do Ministério Público, mas o problema continua sem solução.

Para o vereador Pastor Max (PT do B), a situação degradante em que se encontram as crianças e adolescentes do Km 17 não pode continuar.

“Precisamos de ações permanentes e apoio efetivo para erradicarmos esse problema do nosso município. É um tema que tem que ser constantemente discutido pela sociedade e poderes constituídos, na tentativa de inibir e acabar com essa prática que, infelizmente, recebe até mesmo o incentivo da própria família. Temos que agir imediatamente para que o problema não se torne maior, como é o caso hoje de Peritoró e Alto Alegre, onde o problema já alcançou níveis alarmantes, sendo necessária até mesmo a intervenção da Polícia Rodoviária Federal”, advertiu Pastor Max.

Após testemunhar as graves denúncias, o Vereador Pastor Max se dirigiu ao Posto da Polícia Militar e pediu o apoio dos policiais presentes. O parlamentar solicitou a PM que tente, dentro do possível, realizar um trabalho ostensivo de repressão a prática de crimes contra a infância e juventude no km 17.

 O vereador também se colocou a disposição para reivindicar melhorias necessárias para que a polícia possa desempenhar seu trabalho de forma eficaz.

Ascom – Vereador Pastor Max Tony

Codoenses são presos com dinheiro falso no interior do Piauí

Fotos do 180graus

Fotos do 180graus

Policiais Militares que integram a Unidade da Força Tática da cidade de Esperantina, prenderam na noite desta sexta-feira (22/03), por volta das 20h30, dois homens da cidade de Codó, no estado do Maranhão, com várias cédulas de dinheiro falso.

Com a dupla o grupo de Policiais Militares encontrou a quantia de R$ 2 mil em dinheiro falso e um veiculo Focus, de placa NHE 5684 de São Luis do Maranhão, lotado de mercadorias.

De acordo com o policial militar Assis, a quadrilha é composta por três homens e uma mulher, sendo que no momento da abordagem apenas dois do grupo foram identificados e  presos, nas imediações da principal Praça daquela cidade, a Leônidas Melo.

Assis, relatou que a quadrilha começou a aplicar o golpe do derrame de dinheiro falso nas cidades de Porto e de Nossa Senhora dos Remédios, municípios vizinhos de Esperantina.

Segundo o militar, os acusados se dirigiam a um determinado estabelecimento comercial onde faziam uma pequena compra e pagavam com uma cédula de R$ 100 falsa e em seguida recebiam o troco com cédulas verdadeiras e depois desapareciam para outro estabelecimento comercial onde aplicavam novamente o golpe.

Durante a perseguição aos maranhenses, os militares da Força Tática conseguiram abordar um outro indivíduo que foi encontrado nas imediações do Posto de combustível Boa Vista na saída da cidade de Esperantina, com um revólver calibre 32 todo municiado. O rapaz que foi encontrado com a arma de fogo chegou a declarar que é natural da cidade de Luzilândia e trabalha como segurança de um líder politico daquele município.

Tanto os Policiais da Força Tática, bem como, um grupo de Policiais Civis, continuam realizando buscas na cidade com o objetivo de tentar prender o restante da quadrilha que é formada por um casal de maranhenses.

FONTE: 180GRAUS.COM.BR