Category Archives: Polícia

Polícia ainda não tem pistas no caso do idoso queimado no 17

Casa queimada no 17

Da casa, no povoado 17, só restaram as paredes. O incêndio surpreendeu a vizinhança do aposentado, Acelino da Conceição Viana, por volta das 11h da noite, mas ninguém diz ter visto qualquer movimento suspeito anterior. Quando seu Raimundo Pinto Cruz, um amigo, chegou para tentar controlar as chamas, duas mulheres desconfiaram que poderia haver alguém dentro da casa.

Ele contou que derrubou a porta e deparou-se com o corpo.

“Esse homem não ta aí dentro comadre porque esse homem tinha que gritar, aí a mulher disse esse homem está aí então vamos tentar já, já. Tocamos o pau (na porta) e a mulher, Ô meu deus olha o fato do homem de fora compadre, aí ficaram tudo chorando”, disse ao blog

CARBONIZADO

O corpo encontrado carbonizado, segundo a família, era mesmo de Acelino da Conceição Viana, de 73 anos. O aposentado vivia sozinho e pelas evidências encontradas pela polícia pode ter sido morto a facadas antes de ser queimado.

É também a suspeita da vizinhança. Para o lavrador Francisco Alves das Chagas o incêndio foi uma tentativa de tentar encobrir o latrocínio, roubo seguido de morte.

“pelo visto o disfarce foi tocar fogo na casa…E TERIA SIDO PRA ROUBAR? Não, isso aí ninguém suspeita de nada com ele”, disse

CASARIA HOJE

Os familiares não sabem se algum dinheiro foi levado, mas falam num empréstimo que o idoso teria feito na intenção de se casar nesta quinta-feira. A filha mais velha, Maria da Conceição de Jesus, pediu à polícia que elucide o caso e ponha o culpado, se houver, na cadeia.

“Ela (polícia) acha que ele foi matado primeiro e depois tocado fogo…descubra como foi e que faça Justiça, eu quero que tenha Justiça”, apelou

A delegada que preside o inquérito é Maria Tecla Cunha que nos informou que ainda não possui pistas de quem possa ter matado e depois ateado fogo na casa do aposentado.

Vítimas prendem homens que assaltaram hotel com arma de brinquedo

Zilmar Santana

Dois homens, identificados apenas como Hugo e Fernando, foram presos no fim de semana após assaltarem um hotel da cidade, na Av. Maranhão, usando uma arma de brinquedo, pintada de preto. De acordo com o delegado, Zilmar Santana, que estava no plantão, os assaltantes foram presos por populares.

As vítimas, que tiveram dinheiro e celulares roubados pela dupla, desconfiaram que a arma não tinha poder de disparo, alarmaram a situação e acabaram tendo a ajuda de pessoas da área.

“Depois a vítima desconfiada de que se tratava de uma arma de brinquedo, alarmou, em seguida, tendo os vizinhos ajudado e perseguido até a chegada da polícia nas redondezas do hotel”, disse o delegado.

CRIME CONFIGURADO

Sobre a arma de brinquedo a polícia constatou, depois, sua ineficácia. Fato que não vai tirar os problemas processuais que enfrentarão os dois, A arma não dispara, mas a grave ameaça se configurou, tanto que as vítimas entregaram tudo que foi pedido.

“Era uma arma de brinquedo pintada de preto e o local também de pouca luminosidade então eles aproveitam desse artefato para poder ludibriar a vítima, fazendo-a crer que se trata de uma arma de verdade e assim intimidá-la para exercer ameaça contra essa pessoa”, frisou Zilmar Santana

Os dois nada quiseram falar à repórter Edvânia de Paula que esteve na delegacia.

Justiça é quem vai analisar se arbitra fiança no caso Betinho

Oberdan e Betinho

A Polícia Militar executou na quarta-feira,12, anoite, a prisão de Oberdan Sousa Silva, de 31 anos, suspeito de mais de 20 arrombamentos à residências e comércios da cidade. Ele estava na companhia de Gilberto Pereira Magalhães, o Betinho, de 36 anos, suspeito de receptação.

O tenente, Ronaldo Moura, que comandou a operação já monitorava a dupla havia mais de um mês e aguardou o momento de um encontro dos dois para efetuar a prisão.

“Pegamos ele, no momento em que tava recebendo o produto roubado, Betinho, pegamos no momento em que tava recebendo o produto do arrombador. Nós estamos há muitos dias montando campana, um trabalho devagar, silencioso, era eu e o soldado Fernando, a gente vinha monitorando e até já podíamos ter prendido ele antes, mas a gente queria lograr êxito na pessoa que é o responsável pela receptação”, disse o tenente ao blog do Acelio

ABORTO E CARTÕES

Depois que a PM entregou os dois à Polícia Civil o delegado e sua equipe, ontem, 13, passaram a desenvolver outra investigação para concluir o inquérito, acabaram descobrindo a possível prática de outros crimes.

Encontrados na casa

Na casa de Betinho, que, segundo Rômulo Vasconcelos, já tem passagens anteriores por venda de material sem nota fiscal e exposição de vídeos eróticos na internet, os policiais recolheram alguns eletrodomésticos, que o delegado acredita serem frutos de dinheiro conseguido ilegalmente.

Além disso, apreenderam medicamento usado para a prática de aborto, 25 cartões de saques de aposentadorias e carteiras de identidade de idosos, segundo o delegado, alguns já mortos.

“Contratam pessoas para roubar esses cartões, fazem empréstimos fraudulentos, fazem documentação fraudulenta, arrumam um terceiro, um laranja e com isso vão recebendo o benefício da pessoa até quando o INSS tem conhecimento, então as pessoas já são falecidas e eles continuam tendo lucro com isso”, explicou Rômulo

NA JUSTIÇA

Os dois continuam a disposição da Justiça.

Rômulo Vasconcelos

“O Oberdan vai ser indiciado por furto, ele arrombou mais de 20 casas na nossa cidade e o Betinho vai ser autuado por receptação, por retenção de documento de idoso e a gente vai analisar outros crimes que por ventura a gente possa figurar, mas acredito que ele vá responder também por crime previdenciário de estelionato, ta tirando dinheiro de terceiro”, esclareceu o delegado

FIANÇA

A soma dos crimes pelos quais foram indiciados Betinho e Oberdan ultrapassa os 4 anos de prisão, em caso de condenação. Isso tira o poder das mãos do delegado para arbitrar-lhes a fiança.

Por conta disso ambos vão passar o fim de semana na cadeia, pois só na outra semana o inquérito será analizado pelo juiz ou juiza responsável e este decidirá se arbitra ou não a fiança. Não arbitrando decretará a prisão preventiva. Pesa contra Betinho, principalmente, o fato de já responder à outro processo.

Advogado recorre da sentença e policial Damasceno vai aguardar novo julgamento em liberdade

Damasceno

O advogado do policial militar, José Pereira Damasceno, afirmou a pouco ao blogdoacelio que já recorrer da sentença do Júri Popular que condenou seu cliente à 17 anos de cadeia por crime de homicídio, em julgamento ocorrido na semana passada em Timbiras.

Benedito Duailibe informou que entrou com um recurso de apelação para modificar a decisão que inclui perda do cargo de agente de segurança pública ao réu. Uma vez aceito, um dos principais efeitos da apelação, neste caso, é que Damasceno vai aguardar o novo julgamento em liberdade.

Seu Racha é preso vendendo droga com receituário médico da Prefeitura

Receituário embala maconha

Inovação interessante no mundo da criminalidade codoense. Na manhã desta quinta-feira, 6, estivemos com a delegada Maria Tecla Cunha fazendo a cobertura de um caso de prisão por tráfico de drogas no bairro Codó Novo.

Algo chamou a atenção das equipes de reportagem, presentes, no meio das apreensões – Uma certa quantidade de maconha enrolada num receituário confeccionado pela Prefeitura de Codó, daqueles que você recebe do médico lhe indicando o remédio a ser tomado.

Na receita havia três remédios prescritos pelo doutor que assinou o documento, cujo nome preservaremos aqui, pois, é certo, que não convém citá-lo. Curiosos que são os humanos, todo mundo tentou ler, mas sabe como é grafia de médico. A única certeza que tivemos foi a de que, naquele receituário, não tinha maconha indicada como tratamento.

Ainda bem, já pensou?

Esclareça-se aqui que os inteligentes suspeitos estavam apenas embalando a droga com 1 receituário, nada mais descobriu a polícia. Deve ter faltado papel no Codó Novo.

Os dois responsáveis por tal inovação do tráfico, chamam-se Dione Sousa dos Santos e Paulo Ricardo da Silva dos Santos, o seu Racha. Os dois são reincidentes.

Adolescente assalta posto da FC Motos e foge de bicicleta

Um adolescente de 15 anos de idade foi detido na tarde desta sexta-feira, 30, após assaltar o posto de combustível da FC Motos, por volta das 16h.

Em entrevista ao repórter, Sena Freitas, da FCTV, o detido explicou que comprou um revólver calibre 38, por R$ 250,00 no famoso Campo da Jamaica, área, segundo a polícia, de grande concentração de tráfico de drogas no Codó Novo.

Estava em casa e, simplesmente, como disse “deu a louca” e saiu, na companhia de outro adolescente, para assaltar o posto mais próximo. Levaram toda a arrecadação do dia, cuja quantia não fora divulgada pelos policiais, e fugiram numa bicicleta.

Graças à experiência do policial militar Borges, que também trabalha como investigador, o infrator foi identificado e detido minutos depois. Agora está a disposição da família e da lei.

Seu comparsa não foi localizado ainda.

MP pede adiamento de Júri de policial militar acusado de matar timbirense

O Ministério Público pediu hoje, 19, o adiamento do Júri Popular do policial militar, José Pereira Damasceno, que estava marcado para a próxima quarta-feira, 21.

De acordo com informações prestadas ao blogdoacelio pelo advogado do réu, Dr. Benedito Duailibe, o promotor de Justiça de Timbiras, Edilson Santana, onde o júri aconteceria, foi quem pediu o adiamento para 4 de outubro. O MPE entendeu que existe uma testemunha-chave que precisa ser ouvida.

Com o adiamento o promotor espera encontra-la para que esta colabore na elucidação dos fatos frente aos jurados.

Dasmasceno é acusado de ter matado José Raimundo de Magalhães Costa, de 27 anos, no dia 1º de fevereiro de 2009, em Timbiras. O PM responde ao processo em liberdade e, atualmente, encontra-se trabalhando na cidade de Codó.

Policiais são treinados para usar arma com descarga elétrica

Termina na tarde de hoje o treinamento da Polícia Militar com o manuseio da arma que dispara descarga elétrica, a Taser.

Da qualificação, ministrada pelo capitão Azevedo, da 7º Batalhão, participam policiais de Codó, Timbiras, Coroatá e Peritoró. Além destes, foram convidados pelo comandante da Nona Companhia Independente, Major Jairo Xavier da Rocha, os agentes de trânsito e os integrantes da guarda municipal codoense.

A primeira parte do encontro, baseada em teorias sobre a melhor forma de manusear a Taser, foi realizada no período da manhã no auditório da Associação Comercial.

A parte prática será realizada na área do Tiro de Guerra 10 003.

Golpe – Delegado descobre tentativa de fraude no seguro DPVAT

O delegado, Zilmar Santana, deparou-se esta semana com um crime de uso de documento falso em caso de seguro DPVAT (que indeniza vítimas de acidentes de trânsito no Brasil).

Uma senhora, identificada pela polícia como Osina Oliveira Dias, conhecida como Ricarda, e o jovem, Alessandro Costa, do bairro São Sebastião, apresentaram na delegacia de Codó um documento, vindo do Hospital Geral Municipal, onde são feitos os laudos periciais, atestando que ele sofrera traumatismo craniano.

Na opinião do delegado, o documento que tenta provar que a causa do traumatismo foi um acidente de trânsito não tem validade. Teria sido preenchido a partir de um original escaneado.

“No caso aqui específico que nós estamos investigando é de apresentação de um documento que não é verdadeiro, original, a primeira vista e ao analisarmos mais detalhadamente constatamos que se trata da impressão de um computador após ter sido escaneado, provavelmente, de uma declaração verdadeira”, revelou

A situação ficou complicada para os dois porque ainda que a lesão tenha existido, tendo como causa acidente de trânsito, a dupla já cometeu o crime de falsidade de documento público.

“Essa lesão pode ter sido provocada de outra forma e não por acidente de trânsito. No momento em que exista a lesão nele, terá que se comprovar se a lesão foi oriunda de acidente de trânsito (…) Mesmo que exista esta lesão, este acidente, a declaração aqui apresentada é falsa, de qualquer forma eles incorreram no crime de uso de documento falso”, disse

De acordo com informações do delegado ao repórter Sena Freitas não é a primeira vez que pessoas são flagradas na delegacia tentando fraudar o DPVAT

Garra Monitoramento conquista mercado de segurança privada em Codó

Teonilo PereiraHá apenas 3 meses instalada na cidade de Codó, a empresa Garra Monitoramento, de Segurança Eletrônica tem alcançado um território de negócios em plena expansão. Nas palavras do empresário, Teonilo de Lima Pereira (foto), um mercado bastante promissor.

“Nós temos crescido bastante e a tendência é crescer cada dia mais, por causa da insegurança a população está procurando por causa da insegurança a tendência é crescer cada dia mais”, disse ao blogdoacelio

NA CASA E NO COMÉRCIO

A empresa oferece serviços com alarme, cerca elétrica, câmeras e automatizadores de portão. Além disso conta com um patrulhamento 24h para verificação in loco do que está acontecendo a partir do momento em que o alarme do comércio ou da residência soa na central que fica na Rua Cônego Mendonça, 406, no centro da cidade.

“Pessoal é para verificar quando acontece um evento de disparo de alarme nós vamos na casa ou no comércio verificar. Caso aconteça de algum meliante estar lá nós acionamos a polícia para que ela tome as devidas providências”, explicou

SEGURANÇA GERA EMPREGO

Em três meses mais de 45 residências e lojas já aderiram ao serviço de monitoramento eletrônica, outros estão comprando cerca elétrica e instalando sensores de presença.

“Com certeza, quando o alarme dispara lá onde está sendo monitorado, é enviado imediatamente um evento aqui para a central e nós vamos lá verificar, imediatamente, o que está acontecendo”, esclareceu o funcionamento o empresário

A empresa já emprega 18 codoenses e tende a empregar mais ainda dado a procura por segurança eletrônica com o apoio da Garra Monitoramento.