Category Archives: Polícia

Censura – Imprensa de Codó está sendo calada no tapa

César Santos

Fatos mostram que estão tentando calar a imprensa de Codó no tapa e na pressão. O caso mais recente de agressão é do radialista, César Santos, da rádio Eldorado AM, ocorrido por volta do meio dia de hoje, 28.

César denunciou aos policiais militares no local e, posteriormente, na delegacia de polícia, que foi agredido pelo empresário, Leonel Araújo, e mais três pessoas que o acompanhavam, quando tecia comentários sobre superfaturamento de compras na Câmara e na Prefeitura de Codó.

“VOCÊ TENTOU REAGIR? Não, eles com a faca, com a arma, arma branca e arma de fogo e eu a única arma que eu tenho é Deus, e este Deus é tão forte que eu estou aqui”, respondeu César à repórter Patrícia Lima.

César ficou com escoriações por todo o corpo, como se, além de espancado, tivesse sido arrastado.

“Fica provado em Codó, meus amigos que infelizmente a ditadura voltou a tomar conta de Codó. Se querem me matar, me mate, mas eu levo a verdade pra todos os lares”, disse César ainda nervoso.

AGRESSÃO NA DELEGACIA

Semana passada o agredido foi o cinegrafista, Willames da Silva Cruz, da FCTV. O profissional filmava a permanência da 4ª delegacia regional quando teria ouvido palavras de baixo calão contra sua pessoa, ao responder ao escrivão de polícia, Walter Santana, levou um tapa. O caso deve chegar ao Ministério Público esta semana.

Consta no Boletim de Ocorrência:

Willames Silva

“Na oportunidade veio nos informar que nada 22/03/2011, por volta das 10h, o residente no endereço citado, o cinegrafista veio até esta delegacia colher uma matéria, estava fazendo imagens pelo lado de fora, foi o momento que o “PM” Valter Santana perguntou que horas que esse cinegrafista filho de uma égua vai parar de filmar essa delegacia…

…A vítima ofendido explicou para o autor que estava trabalhando não fazendo molecagem, foi quando o autor levantou alterado e falou palavras de baixo calão: vagabundo, marginal, em seguida de um tapa na vítima…

Onde o autor falou que isso não ia ficar assim, que ia matar a vítima e pegou na arma de fogo, só não foi adiante porque outros PMs o seguraram. Onde o comunicante soube por terceiros que o autor é acostumado fazer disparo dentro da delegacia contra outras pessoas. Veio até esta delegacia comunicar o fato.”

CASO MÃOZINHA

No final do ano passado, a vítima foi o radialista, Osvaldo Filho. De acordo com o boletim registrado na delegacia de polícia, ao tentar entrevista o ex-prefeito, Ricardo Archer, sobre o a construção do muro no corredor da folia, levou um beliscão, um tapa e ainda teve seu gravador de áudio tomado.

Apesar do tempo, o caso nunca saiu da delegacia.

CASO DANIEL SOUSA

Daniel Sousa

No governo de Biné Figueiredo, o radialista Daniel Sousa, teve a perna e braços enfaixados após uma surra noturna.

CASO PÉ DE QUEIJO

Edmilson Filho, hoje na TV Palmeira do Norte, também já teve que correr na frente de uma arma de fogo para não morrer. Na época, ele fazia críticas à Biné Figueiredo na Rádio Mirante AM. O irmão dele, Antonio, não gostou.

CASO GILBERTO MUNIZ

O hoje falecido, Gilberto Irineu Muniz, foi forçado a engolir pedaços do jornal O TEMPO que falavam de um exame de próstata de Biné. O filho de um dos mais inteligentes jornalistas desta terra, que presenciou, traumaticamente ainda adolescente, o fato, afirma que tal violência também ocorreu dentro da casa de Gilberto e, pior, sob a mira de um revólver.

OPINIÃO

A lei brasileira já avançou o suficiente para punir profissionais da imprensa nos excessos que cometerem. É direito constitucional do ofendido, revalidado na Carta Magna de 5 de outubro de 1988, valer-se da Justiça para ter sua idoneidade moral resgatada nos limites da legislação, inclusive indenizada.

Se os casos não chegam à Justiça, é por puro desleixo de quem se acha ofendido.

Agora é preciso saber se neste município há permissão dos poderosos para sair batendo em quem usa, trabalhando, microfone ou impressos para denunciar seus belos e exemplares feitos.

Se tiver, e quero acreditar que não, vamos convidar os colegas da imprensa para mudarmos o foco para a Polícia Civil, para a PM e, principalmente, para o Ministério Público e Justiça. O Estado os aparelha para a defesa das vítimas, sem qualquer discriminação. A lei é a base de suas atividades, bem como a defesa dela.

Vamos começar fazendo um levantamento de quantos casos estão engavetados e porque batedor de repórter não é punido nesta cidade.

Se não houver casos na gaveta, vamos incentivar os colegas a os levarem ao conhecimento das autoridades e depois cobrarmos toda semana. Para os que demorarem mais a gente faz aniversário, com vela e tudo, na porta do prédio onde existe a gaveta. A IMPRENSA PODE.

Se bater é a lei em Codó. Acredite, a imprensa também sabe bater.

Polícia limpa Afonso Pena da pirataria

Centro pós-operação

O delegado, Rô mulo Vasconcelos, comandou na manhã deste domingo, 27, mais uma operação contra a venda de CDs e DVDs pirateados no centro comercial de Codó.

De acordo com informações da delegacia, mais de 3 mil, destes produtos, foram apreendidos na Afonso Pena e imediações. A operação voltou a ser realizada no domingo, e de surpresa, porque este é o dia em que a venda dobra, muitos vêem de fora aproveitar a simpatia dos codoenses por produtos pirateados.

O trabalho de combate à este tipo de crime foi iniciado pelo regional, Eduardo Galvão. Depois Rômulo Vasconcelos assumiu o posto e está dando sequência, com uma freqüência razoável.

Cabo Barbosa recupera motos furtadas

Desmanche

A proprietária de uma das motocicletas recuperadas, que não quis ser identificada, teve sorte. Ainda pode usar a moto, YBR cor azul, que foi furtada da calçada da casa dela na última quarta-feira de cinzas. Já o dono da outra não poderá fazer a mesma coisa, muitas peças foram vendidas depois de um desmanche.

Ambas foram recuperadas pelo cabo da PM, Roberto Barbosa, que teria ido ao local, a pedido do comando, apenas para averiguar uma denúncia feita numa emissora de rádio local. Em Levada, zona rural de Peritoró (11kms da sede) ele encontrou dois suspeitos.

Cabo Barbosa afirmou que as circunstâncias o obrigaram a agir imediatamente, mesmo sem o reforço necessário.

“Eram elementos conhecidos e eu tive que agir porque, do contrário, eu perderia a ação, mesmo sem o apoio necessário eu fiz e, graças à Deus, obtive êxito na operação”, disse o cabo

Cabo Barbosa

O rapaz preso, cuja imagem a polícia pediu para preservar, é irmão do homem que, segundo o delegado regional, Rômulo Vasconcelos, realmente praticou os furtos.

O que conseguiu escapar do policial é Edilson Medeiros de Andrade, foragido da Justiça acusado de homicídio e furtos.

Lavrador espanca companheira até a morte

Osmar

O lavrador, Osmar da Silva Sousa, de 39 anos, foi preso ontem ,20, em flagrante por moradores do povoado São Cristóvão onde o crime ocorreu. A reação das pessoas veio após a percepção de que a vítima passava mal após um espancamento.

Benedita Carvalho, de 31 anos, ainda chegou viva à este hospital, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com o laudo médico houve fraturas nas costelas e órgãos vitais foram atingidos.

inúmeras fraturas, foram constatadas inclusive lesões fortes por dentro do baço e do fígado, foram comprometidos, estouraram”, disse a delegada Maria Tecla

RELAÇÃO VIOLENTA

Osmar disse à delegada que os ferimentos que levaram sua companheira à morte vieram de um queda de bicicleta que os dois sofreram em razão da embriaguez do casal. Testemunhas ouvidas já revelaram que a história é outra.

Maria Tecla Cunha disse que os dois viviam a 12 anos uma relação conturbada e a mulher já havia sido espancada diversas vezes, segundo relato de uma filha maior de idade. O lavrador acabou indiciado por homicídio culposo.

“Não houve por parte dela nenhuma denúncia. Não se pode agora questionar por quais motivos ela não fez a denúncia…a mulher deve sempre denunciar qualquer ato de agressão, é recomendável” , alertou

POLÍCIA FEDERAL estará em Codó dia 31 de março

Uma delegada da Polícia Federal, acompanhada de alguns policiais, estará em Codó dia 31 de março para realizar uma operação nada convencional para os padrões da instituição, porém não menos importante.

A missão será fazer a entrega ao secretário-adjunto de Meio Ambiente, Ferdinando Rocha, e aos demais parceiros do projeto CARBONO NEUTRO, de 1.000 mudas de plantas.

Os parceiros são IFMA, UFMA, FC OLIVEIRA, UEMA, PREFEITURA, COLÔNIA DE PESCADORES z-37 e alunos de cursos ambientais.

As mudas serão utilizadas no reflorestamento de margens de rios e nascentes como a do Riacho Água Fria, onde será realizada a solenidade por volta das 9h da manhã.

O projeto Carbono Neutro é de iniciativa da Polícia Federal e, a partir de então, será trabalhado também em Codó.

Homem de 56 anos é morto dentro de casa no Codó Novo

Noite de sangue no bairro Codó Novo. Por volta das 19h20min, o lavrador José de Ribamar Lemos, de 56 anos de idade, teve sua casa invadida por um homem que usava capuz.

Vítima na sala

Segundo a esposa, testemunha ocular do assassinato, o invasor já entrou atirando sem conversar com a vítima, mesmo ao vê-la abraçada com o marido e pedindo para que a violência cessasse.

Vários disparos foram feitos levando José de Ribamar Lemos a morte dentro de sua residência na rua Vereador Vieira Gomes, 1214, Codó Novo. O encapuzado fugiu tomando rumo ignorado.

Na delegacia ainda não há pistas do assassino, mas a polícia vai trabalhar na linha de execução, possivelmente, por acerto de contas uma vez que nada foi levado do lavrador.

Com informações e foto do repórter Osvaldo Filho

Violência 13% menor em Codó, Timbiras, Coroatá e Peritoró

Números da PM mostram carnaval menos violento na região

Na última noite de folia em Codó 18 foliões foram presos por promoverem baderna no corredor ou em áreas adjacentes. 4 assaltantes pararam na delegacia de polícia. Os militares não apreenderam armas de fogo, mas nada menos que 14 facas e facões foram apreendidas.

No trânsito, foram feitas 17 notificações por causa de infrações, seis veículos foram apreendidos.

De acordo com o relatório do comando da PM, se comparado ao último dia de 2010, houve uma redução no número de ocorrências de 13%.

TIMBIRAS

O único registro da PM em Timbiras foi de baderna. 6 pessoas foram presas por brigarem na área da folia.

PERITORÓ

Tudo tranqüilo também, só 4 prisões por baderna.

COROATÁ

Apesar do tamanho do carnaval, em Coroatá só 2 pessoas acabaram detidas por baderna. Além disso, os militares prenderam 2 arrombadores.

Carnaval Limpo – Polícia prende traficantes e impede fuga de 17 presos

Detidos no paredão

A polícia iniciou o dia, às 4h30min, nas ruas cumprindo 12 mandados de busca e apreensão. Entre militares e civis da região foram 50 homens trabalhando na operação carnaval limpo.

No resultado, R$ 1.730,00 apreendidos como sendo frutos da venda de drogas, e mais de meio quilo de maconha.

“Já está tudo apreendido nos autos identificado o autor de cada uma dessas circunstâncias, os valores e a maconha, a droga apreendida, respectivamente aos presos”, disse o delegado Zilmar Santana

FICARAM PRESOS

10 suspeitos foram presos, 6 serão soltos. Quatro foram indiciados, entre elas uma mulher de 59 anos de idade. Na

Dona Marlene - a India

casa de Marlene Alves Rêgo, na Av. 1º de Maio, a polícia encontrou 680 gramas de maconha. Segundo o delegado regional a droga estava escondida no quarto dela.

Os demais indiciados são Rafael da Silva e Silva, dono confesso de 26 papelotes de maconha, Francisco Cunha dos Santos, de 63 anos, preso pela segunda vez por tráfico e Sebastião de Carvalho, também com passagem por roubo.

“Ccom certeza, as operações vão ser dadas continuidade, esperamos que daqui para o final do carnaval a gente equilibre essa situação de violência nessa cidade”, disse Rômulo Vasconcelos

FUGA PELO BURACO

Buraco na cela 1

Na mesma operação a Polícia Militar fez uma revista nas celas da delegacia e descobriu que logo haveria uma fuga. 17 presos estavam terminando de abrir um buraco na cela 1. Caso não fosse descoberto, hoje à noite o plano de fuga se concretizaria.

“Foi solicitada pela delegado que estava de plantão que uma suposta fuga ia acontecer, então nós chegamos no local averiguamos a situação. Lá já estava um buraco em bom andamento, nós conseguimos evitar a fuga”, informou o subcomandante da PM, tenente Ricardo de Carvalho.

APAC será criada em Codó para melhorar a vida dos presos

Dra. Lúcia e Frei Ribamar

A reunião realizada ontem, 1º, no Salão do Júri, do Fórum, tratou da situação que enfrenta hoje a delegacia de Codó, visitada pela juíza da comarca, Lúcia Helena Barros Heluy da Silva, pelo secretário-adjunto de Justiça do Maranhão, Frei Ribamar Cardoso e pelo presidente do Conselho da Comunidade, jurista Lindojon Bezerra. Os delegados reclamaram de superlotação.

“Existe evidente de pessoas detidas na delegacia acima do que deveria constar, afinal de contas não deveria haver presos em delegacia”, garantiu Zilmar Santana

É HORA DE ATITUDE

Câmara cobrando

Nesta audiência pública, os promotores de Justiça cobraram uma solução urgente. Na opinião de Gilberto Câmara é hora de atitude do Estado e da sociedade em defesa de uma execução penal mais justa no município.

“Ta na hora de fazer as ações, efetivas, ou seja, a construção dos estabelecimentos e a retirada das delegacias daquele local para que os presos possam ter os seus direitos resguardados como a população que vai procurar a delegacia”, frisou Câmara

DELEGACIA NOVA

O delegado regional, Rômulo Vasconcelos, informou aos presentes que uma delegacia será construída no município num prazo de quatro meses. A doação do terreno foi confirmada pelo prefeito, Zito Rolim, que esteve no evento. A nova delegacia, toda climatizada seguindo padrões internacionais, ficará ao lado do Tiro de Guerra.

Salão lotado

Com a saída da área administrativa do antigo CSU, o prédio ficará a disposição do sistema prisional maranhense. Isso na opinião do secretário-adjunto, ajudará no processo de humanização pretendido.

Com certeza, a construção dessa nova delegacia vai nos ajudar para que o espaço esteja a nossa disposição, uma vez que estando a nossa disposição nós vamos poder reformá-lo e vamos poder criar os ambientes necessários para que aconteça todas as assistências que diz a lei de execução penal”, garantiu Frei Ribamar Cardoso

CRIAR APAC

No final da audiência decidiu-se pela criação de uma Associação de Proteção e Apoio aos Condenados, a exemplo da que já existe em Pedreiras. A juíza afirmou que o município vai trabalhar agora na efetivação da APAC.

O próximo passo é a elaboração de um estatuto, fazer uma assembléia para apresentação dos membros que foram escolhidos hoje e fazer a tentativa de começar a buscar parcerias, então este é o propósito”, afirmou Lúcia Helena

22 prisões e 2 mortes marcam fim de semana carnavalesco

De acordo com informações do delegado regional, Rômulo Vasconcelos, que estava no plantão, dois assassinatos marcaram o fim de semana. Um dos crimes teria sido por acerto de contas do tráfico de drogas.

“Um foi crime passional e o outro eu tenho certeza que foi tráfico de drogas. Os autores estão identificados, um a gente já foi atrás dele e o pai ficou de apresenta-lo, que é vulgo Jack Chan”, disse o delegado

Nas prévias carnavalescas, incluindo a festa da Prefeitura e a saída de blocos alternativos, foram feitas 22 prisões por baderna. Na opinião do regional, o número é aterrorizante uma vez que a força de segurança não suportou o aumento, para ele repentino, do número de ocorrências.

“O que acontece é o seguinte, essas prévias estão causando um terror porque o número de ocorrências aumentou assustadoramente e a polícia, a força de segurança não conseguiu acompanhar isto aí”, assegurou