Category Archives: Política

POLÍTICA 2020 – Biné aparece pela primeira vez integrando o grupão anti-Nagib

Uma comitiva formada por políticos, hoje de oposição ao governo de Francisco Nagib e ao deputado estadual Zito Rolim, esteve ontem, domingo, 21, na região rural da Trizidela. O grupão esteve nos povoados Angico e Cocal.

Pela primeira vez Biné Figueiredo aparece nas fotografias, o que até então não havia acontecido. Ricardo Archer, que dessa vez foi o desfalque desculpou-se por meio de uma postagem em seu instagram.

Pelo visto, a unidade da frente anti-NAGIB começa a se concretizar.

Wellington defende a redução de impostos durante Encontro da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa do Maranhão

O deputado estadual Wellington do Curso defendeu a redução de impostos no Encontro da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa do Maranhão (FPME), que apresentou o projeto Políticas Públicas 4.0, com ações desenvolvidas pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Sebrae Nacional, que aconteceu no Complexo de Comunicação da Assembleia Legislativa, nesta terça (09).

Na agenda de articulação com Lideranças Políticas e Governamentais o deputado Wellington foi convidado para compartilhar suas experiências sobre empreendedorismo e abordar os pontos norteadores do projeto de Políticas Públicas 4.0, como representante do Poder Público, em torno de discussões sobre questões essenciais para o desenvolvimento do setor varejista no país.

“Sei da importância do empreendedorismo para o crescimento econômico do Brasil. Sempre levamos para a bancada federal as demandas que beneficiem os maranhenses. Vamos discutir as ideias de novos projetos de lei, decretos que visem o melhor desenvolvimento para o nosso Estado, por meio de políticas públicas, fortalecendo cada vez mais o setor varejista”, declarou o deputado aos representantes do projeto.

O Projeto Políticas Públicas 4.0 tem como objetivo discutir o atual cenário e propor políticas públicas alinhadas com as demandas reais do setor varejista, que é o primeiro a sentir os impactos das mudanças na economia nacional. E recebe o apoio da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Maranhão (FCDL-MA) e da Câmara de Dirigentes Lojistas de São Luís.

O deputado defendeu também a redução de impostos para a melhoria do Turismo e a geração de emprego e renda no Maranhão, como eixo norteador.

“Eu defendo a redução de ICMS para combustíveis de aeronaves, com intuito de implementar e aumentar a quantidade de vôos nacionais e internacionais, para o crescimento do turismo e aumento de emprego renda em nosso Estado”, complementou Wellington do Curso.

ASCOM – DEPUTADO ESTADUAL WELLINGTON DO CURSO.

Neto Evangelista é o novo presidente da Executiva Municipal do DEM em São Luís

O deputado estadual Neto Evangelista é o novo presidente da Executiva Municipal do Democratas em São Luís. A escolha pelo nome de Evangelista foi confirmada na manhã desta segunda-feira (8), durante convenção municipal realizada na sede do DEM na capital maranhense. A solenidade contou com a presença do presidente estadual do DEM-MA, deputado federal Juscelino Filho, dos deputados estaduais do partido Paulo Neto e Daniella Tema e de outras lideranças políticas do Estado.

O presidente estadual do partido parabenizou a escolha de Neto Evangelista para ocupar a presidência do diretório de São Luís. Em seu discurso, Juscelino Filho falou do atual momento do Democratas e avaliou como positiva a nova composição da executiva municipal da capital.

 “Fico feliz pela escolha pelo Neto. Tenho certeza de que ele dará uma significativa contribuição para o fortalecimento do nosso partido, assim como todos os novos integrantes da comissão municipal do DEM”, afirmou o deputado Juscelino Filho.

Neto Evangelista agradeceu as palavras do presidente estadual e garantiu que sua missão será a de ajudar no fortalecimento do Democratas. “Com muita honra, fui eleito presidente da Executiva Municipal do Democratas em São Luís. O partido vive um momento diferente no país e estamos nessa corrente para fortalecer ainda mais a legenda na capital. Meus agradecimentos a todos pela confiança”, disse.

A nova composição da nova Executiva Municipal do Democratas em São Luís ficou da seguinte forma: Neto Evangelista (presidente), Rogério Cafeteira (vice-presidente), Naylton Flávio Araújo (secretário-geral), Marcos Almeida dos Santos (tesoureiro), Felipe Camarão (membro), Fernando Fialho (membro), Francisco Bezerra Júnior (membro) e Stênio Rezende (membro).

ASCOM

OUÇA – Empresário diz que Nagib concentra dinheiro público na mão de poucos e quebra o comércio

O vereador e empresário Nonato Sampaio esteve participando do programa MESA REDONDA, no último sábado, 6, na rádio Eldorado AM, respondendo a questionamentos feitos pelos radialistas Daniel Sousa, âncora do noticioso, e Jéferson Freitas.

Mesa Redonda de 06 04 2019 rádio Eldorado AM

Entre os assuntos foi citado o fechamento de lojas dentro de Codó nos últimos  anos, incluindo um banco, o Itaú. Nonato disse que tem ouvido os empresários e nunca encontrou um que esteja satisfeito com a gestão do prefeito Francisco Nagib.

“O comércio de Codó hoje, se você sair de ponta a ponta, eu desconheço um comerciante que esteja satisfeito com a atual gestão, por quê? porque quando da última eleição, quando houve uma mobilização, acho que 90% dos comerciantes de Codó abraçaram a causa mais com promessas de mais empregos, mais renda, de mais  desenvolvimento e, infelizmente, na mesma proporção que acompanharam eles se decepcionaram e estão todos revoltados e dispostos a abraçar qualquer causa no intuito de tirar a atual gestão, isso é fato”, explicou

MOTIVO DA QUEBRADEIRA?

A oposição tem tentado jogar na conta política de Francisco Nagib o fechamento de lojas na cidade e, por consequência, as demissões que isso acarreta.

O governo, pelo que já vi e ouvi a respeito, se defende dizendo que nunca atrasou salários dos servidores (que vão parar no comércio) e que, desta forma, não consegue enxergar o que os opositores tentam iluminar a todo instante.

Já o empresário e vereador Nonato Sampaio, trouxe uma outra explicação para a contribuição do governo Nagib no que entende por caos administrativo no que tange à geração de emprego e renda, tão defendida em campanha.

Disse o parlamentar que há uma exagerada concentração na forma como  dinheiro público chega ao meio empresarial, ou seja, é pouca gente  se beneficiando  e a maioria a ver navios.

“Existe hoje uma centralização de renda em Codó aonde o dinheiro público está em poucas mãos e tinha que circular para que todos tivessem uma boa rentabilidade e pudessem bancar seus funcionários”, explicou

GONÇALVES DIAS: Oposição liderada por Vilson Mineral se fortalece com o apoio do vereador Flawerton Peixoto

Vilson Mineral, líder da oposição ao prefeito de Gonçalves Dias, Toinho Patioba (PSDB), recebeu um apoio importante na corrida pela Prefeitura que se dará ano que vem numa das cidades mais importantes desta região.

Agora o vereador Flawerton Peixoto vai marchar junto com Mineral na luta por melhores dias para a população de Gonçalves Dias.

Deputado Wellington cobra nomeação imediata dos aprovados no concurso da Polícia Militar e Civil

Insegurança, aumento na criminalidade e violência. Tem sido essa a principal descrição do que ocorre no Maranhão. Diante desse cenário e de um Governo que apenas faz propaganda, o deputado estadual Wellington do Curso voltou a cobrar que Flávio Dino efetue a nomeação dos 1.800 aprovados no concurso da PM, já que houve a previsão na lei orçamentária de 2019 para a nomeação de 2.000 novos PM’s. A solicitação do deputado Wellington abrange os  integrantes do cadastro reserva, as pessoas com deficiência e os subjudices.

Além disso, o deputado Wellington solicitou também a retirada da cláusula de barreira no concurso da Polícia Civil, bem como a nomeação dos aprovados.

“Essa não é a primeira vez em que solicitamos a imediata nomeação dos aprovados no concurso da Polícia Militar e Polícia Civil. Existe previsão orçamentária, por exemplo, para a nomeação imediata de 2.000 novos policiais. Falta é competência! Governador, pare de brincar com a segurança das pessoas. A vida delas não se pode devolver com essa propaganda mentirosa”, disse o deputado Wellington.

A defesa dos concursados éuma característica do deputado Wellington do Curso, que também já cobrou a nomeação dos aprovados no certame da CAEMA, DETRAN, entre outros.

Ascom

Pedro Santos pede concurso público e critica ideia de prorrogar contrato de professores

Usando sua página no facebook o vereador Pedro Santos disse estar sabendo de que o prefeito Francisco Nagib pretende prorrogar os contratos, feitos por avaliação de currículo em 2017.

Ele criticou a ideia, pediu que fosse realizado concurso público e ainda destacou a marcação de uma sessão extraordinária da Câmara para tratar deste assunto sem a convocação feita pelo presidente Expedito Carneiro.

LEIA ABAIXO:

Fui informado que o prefeito Francisco Nagib está propondo a prorrogação dos contratos dos professores sob a alegação de que a interrupção agora atrapalhará o início das aulas, além de interromper uma série de investimentos em formação dos docentes.

Mais absurdo que o pedido, é ver que alguns dos meus pares, contrariando o nosso regimento e a legislação vigente, marcaram a sessão legislativa, sem o aval do presidente. Desconhecimento, falta de preparo e de compromisso com o povo são marcas registradas deste governo e isso não é novidade alguma, mas desrespeitar a própria legislação, ai já é o cúmulo.

Sr. prefeito, se o senhor está de fato preocupado com a educação de Codó, promova o concurso público, que é a forma legítima de ocupação de cargos públicos previsto na constituição e se tem realmente tanta urgência em ver seus projetos sendo aprovados, solicite a sua base que leia o regimento interno e evite fazer da câmara o picadeiro pela qual tem sido reconhecida e da qual muitos nos envergonha, não só a mim enquanto parlamentar, mas a toda a população de Codó

Edson Cobel resolve problema com a Justiça Eleitoral e já se lança pré-candidato a vereador para 2020

O militante político EDSON COBEL, que nasceu Edson Cantanhêde de Sousa, não pôde ser candidato a vereador em 2016 por causa de uma NÃO PRESTAÇÃO DE CONTAS da época em que foi candidato a deputado estadual pelo PSL, no ano de 2014.

Cobel recebeu ajuda de JUSCELINO FILHO

Uma batalha jurídica foi travada, mas Edson, também conhecido como Cigano entre os amigos do bairro Nova Jerusalém, acabou mesmo ficando de fora da disputa achando como solução colocar a esposa.

Cleane Pinho virou Cleane do Edson Cobel e foi eleita vereadora de Codó em 2016, desde então o marido nunca deixou de lutar pelo fim de seus problemas de inadimplência com a Justiça Eleitoral.

Ano passado fez uma jogada de mestre. Deixou a esposa vereadora apoiando o grupo do prefeito Francisco Nagib que tinha como federal Márcio Jerry e ele mesmo, Edson Cobel, apoiou outro candidato eleito, o deputado federal Juscelino Filho.

Visava o codoense apenas, em retribuição, ajuda para ver-se livre dos problemas com a Justiça Eleitoral.

Ontem, 7,  Cigano foi ao Fórum e, finalmente, depois de vários anos (desde 2014), pode ver seu nome numa certidão que diz que ele está quite com a Justiça eleitoral.

NOVOS PLANOS

Perguntado sobre seus planos a partir de agora, Edson Cobel garantiu, sem pestanejar, que já é pré-candidato a vereador com o apoio de sua esposa Cleane Pinho em 2020.

Adriano apoia luta dos servidores públicos estaduais

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) reuniu-se com Cleinaldo Bill Lopes, presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado do Maranhão (Sintsep), na Assembleia Legislativa, na manhã desta terça-feira (30).

Adriano e Cleinaldo Lopes

Eles conversaram sobre as causas dos servidores públicos estaduais pela valorização da categoria. “Apoio a luta dos servidores pelo reajuste de 21% que o governo comunista se nega a cumprir, mesmo diante de decisão judicial”, declarou Adriano.

O parlamentar disse que em seu primeiro mandato apoiou as causas dos servidores públicos estaduais e que vai intensificar a defesa pelos os direitos do funcionalismo.

“Lutei, na Assembleia, para preservar os direitos dos aposentados e pensionistas, contra a as ações orquestradas pelo governo atual, que praticamente quebrou o Fundo Estadual de Pensão e Aposentadoria (Fepa) e vai ter problemas para pagar os benefícios no próximo ano”, disse Adriano.

Ascom

A nova ordem política de Codó encaminha Francisco Nagib para uma reeleição sem Biné Figueiredo

As urnas começaram a enterrar um passado político de glória de políticos dominantes em Codó.

O exemplo maior veio do resultado eleitoral de Biné Figueiredo, outrora o mais forte político do nosso município, capaz de se reeleger e reeleger o filho a deputado estadual, Camilo Figueiredo,  por 5 vezes.

Encará-lo nas urnas era um hercúleo desafio, briga que mesmo os mais abastados financeiramente como o grupo liderado pelo industrial Chiquinho Oliveira precisavam amargar derrotas seguidas até esperar a população desejar  por algo que não  fosse a repetição do mesmo.

O FIM ERA SÓ O COMEÇO

Desde sua derrota no poder, no cargo de prefeito, em 2008, Biné nunca mais conseguiu voltar a ser este homem imbatível.

Chiquinho Oliveira colocou sua astúcia política no jogo e uniu o carisma de Zito, um simples comerciante de voz mansa e de manias  populares (como dançar no Forró do Velho), ao poder Econômico que lhe é peculiar.

Escreveu assim, o início de uma história que mudaria por muitos anos a vida pública de Biné.

Zito foi eleito, largou Chiquinho Oliveira no primeiro ano de gestão (2009) e, no poder, transformou-se naquilo que Biné foi – o sujeito carismático, que abraça forte e sorrindo, que resolve nos momentos mais necessários, que visita no nascimento e na morte, na dor e na alegria, que acode quando o sujeito só consegue ver o abismo.

 Suas falhas como administrador, que não foram poucas, supriu com sua presença universal na solução de problemas individuais.

Empregou mais do que podia asfixiando  o orçamento público, deu mais casas de que qualquer outro prefeito da história na era de ouro do ‘PeTismo’ brasileiro, ficou tão forte que nem mesmo seu criador pôde derruba-lo quando se reelegeu.

Ao final de 8 anos pareceria a chance perfeita para Biné voltar ao poder, afinal com Zito fora do páreo quem o enfrentaria?

Eis que Chiquinho Oliveira ressurge com um novo acordo com Zito e em 2016 o novo Zito e a força econômica de FC elegeram Francisco Nagib com o discurso encantador do ‘NOVO’, argumento que nunca mais Biné poderia experimentar.

EM 2018

Dois anos depois quando todas as fichas seriam em cima de uma derrocada de Zito por estar ligado ao prefeito Francisco Nagib que estaria mal avaliado e, portanto, faria isso refletir na votação de seu padrinho político – a previsão foi para o buraco.

Ao contrário do que muitos previam, Zito alcançou o dobro da votação de seu arquirrival dentro do município (20.647 contra cerca de 9 mil) e, querendo ou não seus adversários, o atual prefeito meteu a cara a tapa, mobilizou a  estrutura que hoje Rolim, fora do poder, jamais teria.

Somou? Sim, e como somou.

Falando ao blogdoacelio sobre o crescimento de seu grupo, o atual prefeito distribuiu o mérito da vitória.

“Essa votação é mérito dos vereadores, é mérito de todos os funcionários da prefeitura que acreditaram nas propostas de Zito e de todos os cidadãos que lutaram pelo Zito, que abraçaram essa causa de eleger o Zito em Codó como nosso deputado estadual. Eu fiquei triste porque esperávamos que todos fossem votar em massa, a mesma quantidade 55 mil eleitores, da eleição passada, fossem votar, se tivessem ido às ruas nós teríamos alcançado o que nós queríamos porque 56% dos votos daria mais de 30 mil votos somente em Codó”

O PODER SOBRE OS OMBROS DE QUEM ESTÁ CANSADO

Certo é que a política de Codó tomou novos rumos e parece insistir em esquecer seu passado. A nova ordem indica que Francisco Nagib poderá se reeleger sem maiores percalços  até porque Biné continuará com as mesmas dificuldades jurídicas daqui há dois anos e as urnas já não lhe são tão amigas.

A força financeira também está, visivelmente, combalida.

Na contramão da sorte de Biné cresce a afeição dos eleitores pelo grupo que tem Nagib como prefeito e agora com a soma de deputados federais (sobretudo de Márcio Jerry que levou de nós 7.980 votos), Senadores (Weverton Rocha saiu daqui com 30.342 votos) e, pior ainda, do governador Flávio Dino (25.833 votos em Codó).

 É inegável que o poder pesa e sobre os ombros de quem já está cansado o peso é sempre dobrado.

“Mais uma vez este grupo nosso mostra que é forte e que está pronto e que tem a aprovação popular das pessoas de bem de Codó, pra realmente, vencer as eleições de Codó. Eu digo que o Zito teve uma votação tão expressiva que o segundo colocado ficou com menos da metade dos votos, ficou com 9 mil votos o segundo colocado e o Zito tirou mais de 20 mil votos, então isso mostra também que o Márcio Jerry, que apesar de não ser deputado de Codó, foi, praticamente, o deputado mais votado nos últimos 10 anos, 7.980 votos, teve mais voto que na cidade natal dele, o Weverton, O flávio Dino isso mostra a renovação, a vontade do povo de votar em candidatos novos, dizendo não à impugnação, ao repúdio, às heranças políticas que existem posso dizer a nível estadual, como também a nível municipal”, ponderou o gestor sobre o assunto.

Na avaliação de Francisco Nagib, os cidadãos deram respostas coletivas a todos os antigos e ex mais influentes de Codó.

“Os três caciques que se juntaram contra o Zito tiveram 9 mil votos, ou seja, o povo está repudiando essa velha política de Codó e o povo tá querendo a política daqui pra frente, pessoas novas que é Zito, que é Nagib, que são esses políticos novos”, afirmou

A NOVA ORDEM

É a ordem natural das coisas, a renovação.

Na Visão de Charles Darwin (o sujeito da Teoria da Evolução)  sobrevive quem melhor se adapta à nova realidade (não é o mais forte como alguns propagam, muito embora este melhor adaptado se torne o mais forte).

Na política, claro, não é diferente. Os eleitores tendem a experimentar e nestes experimentos o antigo se vai e o novo se apresenta, num ciclo vicioso eterno.

Para quem vai ficando pelo caminho a melhor opção é reconhecer a derrota, reconhecer  que é hora de deixar a briga, abrir a consciência e ter a certeza psíquica que seu tempo, simplesmente, passou.