Category Archives: Saúde

Mais de 100 famílias da região do ALEGRE estão sem médico há quase dois meses

Posto reformado fechado

Posto reformado fechado

A placa diz que o posto de saúde do Alegre entrou em reforma em junho do ano passado, com orçamento de mais de R$ 76 mil. A obra está concluída, mas o local continua fechado e o atendimento ocorrendo de forma improvisada noutro prédio do povoado, que fica à 44kms da sede do município de Codó, às margens da BR-316 rumo à Caxias.

Mas o improviso para o funcionamento nem de longe é o motivo de maior reclamação entre as mais de 100 famílias que dependem do posto  da comunidade Alegre, além dos cidadãos que vem de outras localidades vizinhas.

O maior problema é a falta de médico que se arrasta desde 1º de julho quando a profissional designada para prestar atendimento na região entrou de férias.

Ouvimos dona Cândida Maria de Moura Conceição que nos mostrou a filha que precisou de cuidados médicos por três dias de forte febre.

 “três dias de febre, febre e febre alta. Fui procurar não tinha médico não”, reclamou

FÉRIAS SEM SUBSTITUIÇÃO

As férias terminaram no fim de julho, mas  a médica, que vem de Caxias,    não retornou ainda porque entrou com uma licença pós-cirurgia. A reclamação dos moradores da região não é contra a profissional que os atende, inclusive sob elogios,  é contra a Secretaria de Saúde, comandada por Cláudio Paz,  que até hoje não colocou outra pessoa no lugar.

 “As vezes aqui a gente tem estado doente, doente e não tem ninguém, não tem médico não tem nada aí…COMO É QUE RESOLVE?  A gente fica assim mesmo não resolve nada que não pode”, revelou com pesar a lavradora Teresinha Bastos Moura

A lavradora Maria Oneide Viera da Silva, completou  “a médica ela entrou de férias, mas é mesmo que não ter médico, tem médico aí, mas é mesmo que não ter médico, a gente precisa de um médico”

SÓ UM TÉCNICA DE ENFERMAGEM

Só uma técnica de enfermagem tem ficado no posto ultimamente porque até o enfermeiro entrou de férias agora em agosto e os cidadãos seguem reclamando.Dona Cândia pediu que a secretaria mandasse outro médico até que a de lá volte.

 “Botar outro médico, no lugar das férias dela ter outro pra substituir o lugar por causa  das doenças que não esperam a hora, né, ninguém vai dizer. Ah! só vamos adoecer quando a doutora aparecer. Como é que adoece assim? Não pode, né”, questionou revoltada

Conversamos  com o diretor do posto, Mário Márcio Cruz. Ele não quis gravar entrevista, mas informou que a médica (Karla Letícia, de Caxias) retornará já na próxima segunda-feira (19). O enfermeiro, só depois de seus 30 dias de férias.

Antes do problema mostrado nesta reportagem, a médica fazia atendimento de clínica geral duas vezes por semana, na segunda e na quarta-feira, atendendo em média 45 pessoas por dia. Além disso, toda sexta-feira  realizava  visitas domiciliares.

Mário Márcio, que não soube explicar porque não houve a substituição até agora, afirmou que todos os serviços estarão de volta a partir de 19 de agosto.

Quanto ao funcionamento do prédio reformado assegurou que isso ocorrerá até o fim deste mês, está aguardando apenas a compra de  alguns equipamentos.

Prefeitura de Codó e Bemfam promovem capacitação de enfermeiros da rede pública de saúde

Foto - Nilton Messias

Foto – Nilton Messias

A Prefeitura de Codó, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a ONG Bem-Estar Familiar no Brasil (Bemfam) promoveu nessa semana o curso de capacitação dirigido aos enfermeiros lotados nas unidades básicas de saúde. O dia “D” do treinamento ocorreu nesta quarta-feira (14), no CAM.

De acordo com Regina Pereira, coordenadora do Programa Saúde da Mulher, a parceria entre a BemFam acontece duas vezes ao ano e cobre os 17 centros de saúde do município.

“O prefeito Zito Rolim tem essa parceria junto a BemFam para que haja o treinamento de servidores, enfermeiros da rede municipal de saúde. Pela manhã, realizamos as aulas teóricas e a tarde fizemos a acompanhamento prático.

A enfermeira Graça Lima, Superintendente da BemFam, explicou que o treinamento realizado em Codó nesta oportunidade foi especifico para o exame ginecológico realizado como prevenção ao câncer do colo do útero. A enfermeira orientou às mulheres a realizar anualmente o teste de Papanicolau.

Dr. Cláudio presente no evento

Dr. Cláudio presente no evento

 “Esse exame trás um bom resultado. A meta é explicar como diagnosticar sobre o câncer de colo uterino. Essa capacitação visa beneficiar os enfermeiros que trabalham no Programa Saúde da Família (PSF). Assim estarão atualizados em suas competências técnicas na detecção do câncer do colo uterino”.

Para o Secretário Municipal de Saúde, Dr. Cláudio Paz a ação visa reduzir os casos de câncer de colo de útero.

“No Maranhão, o câncer de colo uterino lidera no estado, mas a doença pode ser evitada a tratada. Esse treinamento é uma educação continuada que o município faz, em parceria com a consultoria técnica da BemFam. Durante toda a gestão tem acontecido, a cada semestre. Nesse trabalho, novos métodos são utilizados para a coleta de exame preventivo de câncer de colo de útero, com enfermeiros graduados de nível superior. Por isso é preciso sensibilizar a população para que venha realizar esse exame tão importante para a saúde da mulher”. Orientou.

Raphael Fernandes – Assessoria de Comunicação Governo Municipal de Codó

Com 51 casos de AIDS São Mateus agora terá equipe treinada para teste rápido

Equipe treinada

Equipe treinada

A Secretaria Municipal de Saúde de  São Mateus – SEMUS, proporcionou ao quadro dos profissionais de enfermagem à  permanecerem durante dois dias  adquirindo mais conhecimentos  através de novas técnicas repassadas  por profissionais técnicos  da Secretaria de Estado da Saúde.

O  programa de orientação aos profissionais da atenção básica integrados ao Programa Saúde da Família, surgiu através de uma parceria firmada  entre o município e o estado e tem como principal objetivo capacitar toda a equipe  de enfermeiros  para a execução dos testes de HIV E SÍFILIS, oferecendo assim a  garantia da agilidade  na realização  do aconselhamento pré e pós – teste o que certifica o aprendizado com eficiência durante todo o treinamento obtido e muito bem interpretado pela equipe de profissionais da  Sec. de Saúde do município de São Mateus.

Teste rápido

Teste rápido

De acordo com os instrutores da equipe técnica a  introdução dos testes rápidos para a sífilis e hepatite B e C estão acontecendo de forma gradual, pois havia como em São Mateus  a necessidade de capacitação de profissionais nas metodologias e também preparação do serviço para implantar esses insumos e atender adequadamente o paciente quanto ao acolhimento, aconselhamento, testagem, encaminhamento e acompanhamento.
O processo de capacitação  dos profissionais da área de saúde  que começou na quinta-feira dia 08 de agosto e terminou  na  sexta-feira dia 09 de agosto – e teve na coordenação dos serviços a  enfermeira  e Coord. do Programa da Atenção Básica,  Stephany Paula, representando  a  Sec. de Saúde do Município de São Mateus que na oportunidade  agradeceu a todos pelo empenho e pela dedicação noensino e no aprendizado durante o treinamento que servirá  como base para  todos  na hora de detectar  as doenças sexualmente transmissíveis como o HIV,  já que em São Mateus  de acordo com a ultima pesquisa  foram notificados  51 (cinquenta e um) casos  de  pessoas  que foram infectadas pelo  HIV  sem falar em muitos outros ainda que estão sob sigilo ou simplesmente no anonimato  por conta  do preconceito ou simplesmente pela falta de coragem de procurar o médico para expor o problema  ou ainda pela pura e simples falta de conhecimento o que de fato mais acontece.

Secretaria Municipal de Saúde informa sobre Campanha Nacional de Multivacinação

A secretaria Municipal de Saúde de Codó informa que a Campanha Nacional de Multivacinação para a Atualização do Esquema Vacinal do ano de 2013 ocorrerá de forma seletiva no período de 24 a 30 de agosto, sendo 24 de agosto o dia “D” de divulgação e mobilização nacional.

Todas as crianças menores de 05 anos deverão ser levadas a um posto de vacinação para que sua caderneta de saúde seja avaliada e o esquema vacinal atualizado, de acordo com a situação encontrada. Além disso, estarão disponíveis para esta ação todas as vacinas do calendário nacional de vacinação da criança.

Ascom – Prefeitura Municipal de Codó  

Codó, Timbiras, Peritoró e Alto Alegre vão receber mais de 15 milhões para investir na saúde

O Ministério da Saúde vai destinar R$ 15,9 milhões para investimento na melhoria da rede de urgência do Estado do Maranhão, principalmente dos municípios de Alto Alegre do Maranhão, Codó, Peritoró e Timbiras.O investimento integra a segunda etapa do Plano de Ação da Rede de Atenção às Urgências do Maranhão (RUE), definido pela Portaria 1660, publicada nesta sexta-feira (9), no Diário Oficial da União (DOU).

Dinheiro pra saúde

Dinheiro pra saúde

O repasse imediato será mensal de R$ 1,3 milhão e deverá ser investido nos gastos diários de prontos socorros de dois hospitais. Um deles está localizado em Codó e outro em Peritoró. Ainda em Codó serão ampliados dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Nos quatro municípios contemplados pela portaria serão criados 112 novos leitos e ampliados 50 leitos já existentes.

Para o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, os planos de ação para a organização das urgências nos estados e municípios é uma etapa importante na melhoria da saúde pública no país. “Estamos estimulando os gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) a organizarem as redes de assistência para que os serviços funcionem de forma integrada. Com isso, a população terá maior qualidade no atendimento”, afirma Padilha.

Os valores estabelecidos para o repasse serão incorporados ao limite financeiro de Média e Alta Complexidade (MAC) do estado e dos municípios. As ações custeadas pelo recurso devem ser antes discutidas e pactuadas na Comissão Bipartite (CIB), que reúne gestores do estado e dos municípios.

Os repasses serão mensais e corresponderão a um doze avos (1/12) do valor total estabelecido na portaria. Abaixo os municípios maranhenses beneficiados e os respectivos valores que serão transferidos pelo Ministério da Saúde.

(As informações são do Governo Federal), via blog do Gilberto Leda

Chico Estrela faz críticas à saúde de Codó e diretora revela números da procissão de doentes para Peritoró

Chico Estrela critica saúde de Codó

Chico Estrela critica saúde de Codó

O apresentador, Jeroan Almada, levou ao ar ontem (8) em seu programa na TV Cidade – o Balança Codó – uma entrevista exclusiva com o ex-diretor do PAM, Chico Estrela, direto do Hospital Geral de Peritoró onde continua internado se recuperando da cirurgia que não o deixou perder a perna em um acidente de motocicleta ocorrido no último sábado (3).

Os repórteres Dino Canibal (cinegrafista) e Ramíria Santiago foram até a cidade vizinha saber sobre o estado de saúde do comerciante e ouvir dele sua opinião a respeito da saúde pública ofertada no município de Codó.

Estrela, sempre agradecendo à Deus por sua vida,  começou pedindo perdão ao homem que o atropelou.

“Eu só quero dizer uma coisa – que aconteça o que acontecer, que me perdoe. Eu espero que ele venha a me perdoar se eu cometi alguma coisa com ele porque eu sirvo á um Deus que é um Deus vivo, que me sustenta e que me alimenta, e que me conduz. Naquele momento desesperador foi a única pessoa que eu clamei, foi à Deus”, revelou

AS CRÍTICAS

Ao elogiar as pessoas que o atenderam começou a tecer comentários a respeito de Codó.

“Pessoas de coração verdadeiramente amoroso me atenderam com destreza a partir de Codó mesmo a gente sabendo que Codó há uma deficiência muito grande no problema de equipamento de hospitais, um problema de…uma responsabilidade com a saúde daquele município”, disse

Na opinião dele, Codó, pela população que tem, não era mais para estar mandando seus pacientes para cidades vizinhas. Segundo Estrela, tem profissionais aptos a desenvolverem qualquer trabalho, mas estes profissionais não dispõem de meios para trabalhar.

“Um município de 120 mil habitantes como é Codó não é hoje para estar mandando seus doentes para cidades como Peritoró, Coroatá, Presidente Dutra. Não aqui querendo menosprezar os demais municípios, pelo contrário, eu só acho que Codó também teria capacidade de estrutura de saúde pública bem superior ao que nós temos hoje”,

“Eu sofri uma fratura exposta Codó infelizmente tem profissionais, mas não tem equipamentos. Tá faltando mais amor com o próximo, faltando mais pessoas que queiram mais fazer o bem á comunidade de Codó. Codó precisa de alguém que possa se justificar que, verdadeiramente, tem amor ao povo de Codó’, concluiu

NO CORAÇÃO DAS AUTORIDADES

Disse que a situação dele e de tantos outros venha a tocar no coração das autoridades que lidam com o dinheiro da saúde de Codó.

“Só espero que isso venha a tocar no coração dos administradores, das pessoas que mexem com o dinheiro da saúde, que passem a ser mais responsáveis e que apliquem as verbas, realmente, para a que vieram (…) é isso que nós esperamos’, argumentou

Chico Estrela passa bem, não perderá a perna, mas ainda não há previsão de quando retornará à Codó.

A PROCISSÃO DE DOENTES PARA PERITORÓ

De acordo com informações repassadas pela diretora  administrativa do Hospital Geral de Peritoró, Ester Moura,  já são mais de 270 pacientes de Codó atendidos desde que o centro de saúde foi inaugurado às margens da BR-316.

Em média, mais de 30 codoenses por mês chegam em condições de urgência para receberem cuidados médicos do HGP.

“Em média, assim por mês, em nossos boletins, dá acima de 30 pacientes que são encaminhados de Codó até o município de Peritoró. Isso via regulação de leitos ou então pacientes que são casos de urgência e emergência que são vítimas de uma arma de fogo, arma branca, acidente que tenha fratura exposta”, explicou Ester à Ramíria Santiago

Prefeitura de Codó inicia mutirão da catarata e do glaucoma no HGM

Cuidando da visão

Cuidando da visão

A Prefeitura de Codó, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Governo do Estado, Hospital da Visão e o Ministério da Saúde, estará realizando entre os dias 8 e 11 de agosto, no Hospital Geral Municipal, o Mutirão de Catara e Glaucoma.

Na manhã dessa quinta-feira (8), as equipes do Hospital da Visão, da Secretaria Municipal de Saúde e do HGM aguardavam os pacientes para dar início ao preenchimento do cadastro e as avaliações médicas.

Cirurgia gratuita

Cirurgia gratuita

Após a triagem, que identifica se o paciente sofre de glaucoma ou catarata, os assistidos já aguardavam para a realização da cirurgia, no caso de catarata, ou o recebimento de medicamentos para o tratamento de glaucoma. Puderam participar do mutirão pessoas a partir de 50 anos que já tenham se submetido, ou não, à cirurgia para correção da doença.

De acordo com o assistente do Hospital da Visão de São Luis, Josias Liarte, cerca de 600 atendimentos são esperados para cada dia de mutirão.

Dr. Cláudio/foto de Nilton Messias

Dr. Cláudio/foto de Nilton Messias

Contamos com três médicos especialistas e uma equipe de doze pessoas do Hospital da Visão de São Luís. Pedimos que as pessoas tragam ao hospital a cópia e original da carteira de identidade e do Cartão do SUS. Esperamos ter a cada dia entre 500 e 600 atendimentos. Os pacientes farão o cadastro, irão medir a pressão do globo ocular e depois entrar em consultório para diagnosticar qual caso, se glaucoma ou catarata”. Explicou.

O Secretário Municipal de Saúde, Dr. Cláudio Paz, esteve presente no HGM e acompanhou o Mutirão da Catarata.

 “O trabalho do mutirão da catarata e glaucoma é extremamente importante, tendo em vista o aumento da demanda por esse tipo de atendimento a população idosa e por ser a catarata uma doença própria da terceira idade. A expectativa de vida da população idosa aumentou. Se vive mais e é preciso viver melhor, com dignidade. Quero agradecer aos meios de comunicação pelo apoio de divulgação dessa ação tão importante do governo municipal em parceria com o governo estado e o governo federal. Agradecemos a população por atender ao chamado e esperamos fazer o maior número de atendimentos possível”,

Prefeito Zito cumprimenta os cidadãos

Prefeito Zito cumprimenta os cidadãos

destacou.

Para o Prefeito Zito Rolim, o serviço ajuda muito a parcela da população que necessita do atendimento e não teria recursos para realizá-lo.

Sempre realizamos o mutirão de catarata e glaucoma. É um programa de fundamental importância, pois realiza uma assistência em grande número de pessoas que esperam para a cirurgia ou tratamento. O cidadão enxergando bem consegue ter mobilidade e independência nas suas atividades diárias, o que significa grande ganho para a saúde da população, sobretudo os idosos. Essa ação da prefeitura de Codó, em parceria com o governo do estado e federal, oferece atendimento especializado ao cidadão, que pode ter a sua saúde visual restabelecida e, com isso, melhorar a qualidade de vida”, destacou o prefeito.

Raphael Fernandes – Assessoria de Comunicação Governo Municipal de Codó

Veja os municípios que já ganharam MAIS MÉDICOS no Maranhão

O Maranhão teve 17 municípios contemplados na primeira etapa do Programa Mais Médicos, ação do Governo Federal que visa a ampliar a oferta de atendimento de saúde no país, principalmente em regiões distantes dos centros urbanos. Um total de 30 profissionais se inscreveu no programa para atuar no estado. Um dado curioso é que três dos quatro municípios da Ilha de São Luís receberão profissionais (um total de 10), além de Imperatriz (4), o que reforça a tendência dos médicos procurarem trabalho em áreas mais desenvolvidas.mais-medicos-cidades2

Dos 17 municípios maranhenses contempladas, oito estão entre os 20 maiores do estado. Essas cidades concentrarão 19 dos 30 médicos inscritos no Maranhão, mais de 60% do total. Os outros 11 se dividirão por municípios considerados de pequeno porte, como Bom Jesus das Selvas, Bom Lugar, Cândido Mendes, Centro Novo do Maranhão e Parnarama, além do Distrito Sanitário Especial do Maranhão, para onde serão enviados três profissionais.

Perfil

A maioria (58,42%) dos 938 médicos participantes do programa em todo o país é homem e 41,5% são mulheres. Do total, 47,2% são jovens profissionais, entre 23 e 30 anos, e 25,48% estão na faixa etária que vai de 31 a 40 anos. Acima de 41 anos, somam 27,24%, sendo que dessa parcela cerca de 9% tem mais de 61 anos. A região Nordeste foi a que mais recebeu

A previsão é que os médicos selecionados pelo Mais Médicos comecem a trabalhar no início de setembro.

FONTE: Blog do Daniel Matos

 

DEBATE AO VIVO – O Hospital Geral Municipal segundo Lisboa

Lisboa no HGM

Lisboa no HGM

O diretor do HGM, Raimundo Lisboa, travou intenso debate hoje com o radialista Alberto Barros, ao vivo, no Cidade Notícias, sobre as condições do, agora,  único hospital da cidade.

Deu número de atendimento mensal e diário e se direcionou à participações por telefone como que a denunciou uma espera de 3 anos por uma cirurgia.

“Quanto a essa pessoa que disse que passou 3 anos pra fazer uma cirurgia, ela não explicou que cirurgia é. Cirurgia de Tireóide, aqui em Codó, na região só faz em Codó, só tem um médico na região pra fazer esse tipo de cirurgia que é Dr. Aristóteles. Todo mês são feitas cirurgias de tireoide que é complicadíssima que nem todo interior faz e Codó está fazendo”, criticou Lisboa

“Nosso hospital precisa ter muito cuidado. Eu acredito que o povo precisa de mais, o prefeito tá buscando, o secretário tá buscando, agora Alberto é preciso que o cidadão tenha consciência do que nós estamos fazendo, a cidade grande demais”, seguiu dizendo

CODÓ MELHOR QUE SÃO LUÍS

Em determinado trecho do debate pediu paciência aos cidadãos e  afirmou que a medicina do HGM, segundo alguns pacientes, é melhor que a oferecida na capital São Luís.

“O prefeito tá fazendo reforma do hospital, vai pra 136 leitos, então população tenha paciência…RESPEITO, MAS JÁ ESTAMOS INDO PRO 5º ANO DO GOVERNO O POVO JÁ TEVE PACIÊNCIA DEMAIS, RAPAZ…Não Alberto, mas você sabe que o problema de saúde não é só em Codó, o problema de saúde é em todo o Brasil e Codó eu te digo bem aqui  quem vai transferido para São Luís quando volta pra cá diz assim – Lisboa manda me buscar porque aqui  (Codó) é melhor do que no Socorrão (…) eu tenho prova o hospital de Codó é melhor do que o de São Luís”

O PAPEL DA UPA

Alberto Barros questionou sobre a superlotação da UPA, segundo ele, em decorrência da falta de opção já que o hospital geral enfrenta muitos problemas.

Lisboa – “Nós fazemos atendimento 24h nós chegamos à 260 (p/dia)…

Alberto – OS PRÓPRIOS PROFISSIONAIS DA UPA DISSERAM QUE A UPA FAZ PAPEL QUE NÃO É DELA, QUE ERA PRA SER DO HGM.

Lisboa – Mas deve ser algum papel que ela faz que aqui não procuraram, se procurarem nós aqui, nós atendemos…POR QUÊ QUE NÃO PROCURAM, A REFERÊNCIA É O HGM? Porque as vezes acontece algo lá mais  próximo e eles preferem ficar lá”

 Alberto – A UPA ESTÁ SUFOCADA, FAZENDO PROCEDIMENTOS QUE NÃO SÃO DELA.

Lisboa – Mas quais são os procedimentos? O papel da UPA é atender urgência e emergência e nós temos Pronto Socorro que faz atendimento aqui, o papel do HGM é emergência, urgência e  nós temos internação. A UPA não tem internação. Ela tá lá pra curar os pacientes graves, é o papel dela Alberto.

O HGM ESTÁ BEM

Alberto – ENTÃO NA SUA CONCEPÇÃO O HGM ESTÁ BEM?

Lisboa – Então, na medida do possível está bem. O prefeito, o secretário tá procurando melhorar a cada dia. Nós já vamos pra 136 leitos, o que foi que a governadora fez?

Alberto – VOCÊS PODEM CONSTRUIR 300 LEITOS, MAS SE NÃO TIVER CONDIÇÕES PRA SE TRABALHAR, SE NÃO TIVER MEDICAÇÃO NÃO ADIANTA…

Lisboa – Mas aqui tem medicação, Alberto.

Alberto – AS PESSOAS NÃO DIZEM ISSO, DIZEM QUE VÃO AÍ SÓ TEM DIPIRONA…O QUE DIABO É ISSO, O POVO TÁ MENTINDO TAMBÉM?

Lisboa – Você vai com febre pra um hospital, você vai tomar o quê, não é um antitérmico? Depende do caso, se você chega com febre você vai tomar Dipirona, se você chega com o pé quebrado vai tomar antibiótico.

POSTOS SEM MEDICAMENTOS

Alberto – COMO É QUE VOCÊ ANALISA A RETIRADA DOS REMÉDIOS DO POSTO DE SAÚDE?

Quanto a retirada dos remédios não estou autorizado a falar porque eu não sei qual foi o motivo, qual foi a lógica, certo? Isso é trato com  o secretário.

Alberto – VOCÊ É A FAVOR OU É CONTRA?

Lisboa – Eu não posso dá a minha opinião

UTI FINANCEIRA – Plantões médicos milionários e inchaço na folha aumentam a sangria na saúde pública de Codó

A choradeira por causa da possível queda nos repasses federais aos municípios já começa a estourar no Maranhão. Em Codó quem já fez menção ao problema foi o secretário de Governo, Ricardo Torres, afirmando que em agosto e setembro isso deve ocorrer trazendo, principalmente,  enorme dificuldade para o pagamento do funcionalismo municipal que este mês, diga-se de passagem, já se assombrou com um atraso de 6 dias (parece que os contratados continuam sem receber).

Sobre o peso da folha de pagamento no orçamento da prefeitura, Torres revelou ao blog que na área da saúde, por exemplo, a dificuldade maior nasce do que é consumido, mensalmente, pelos plantões médicos no HGM.

De acordo com dados superficiais do secretário de Governo, entre 47 à 50 médicos recebem entre MEIO MILHÃO à R$ 600.000,00 todo mês entre salário e plantão.

Dado a necessidade, esta é uma economia que o município não pode se dá ao luxo de fazer. Ao contrário, cada vez mais terá que enfrentar a oneração desses valores porque o Estado, ao instalar hospitais regionais, acabou incentivando uma concorrência de salários com a qual a maioria dos municípios, incluindo Codó, não tem condição de competir.

Ou seja, o Estado paga mais e para ficar com o médico o município tem que cobrir a oferta ou, ao menos, se igualar.

INCHAÇO E GORDURINHA 

Longe da conversa que tive com o secretário de governo (que, por óbvias razões jamais falaria sobre tal assunto com um blogueiro), o blogdoacelio  apurou, nos bastidores,  que Zito e Cláudio Paz bem que poderiam fazer a folha de pagamento respirar aliviada cortando o excesso de gordura que a dita cuja possui por causa dos cargos e funções  meramente de indicação política.

Um exemplo que ouvi, de fonte pra lá de fiel, é que em setores que o município precisa dentre 40 a  47 funcionários chega a ter 87, boa parte inchando a folha para fazer quase nada ou nada mesmo. Para manter o hematoma sem atingir as veias coronárias da administração, nem deixar a peteca cair,  prefeito e secretário da pasta estão aplicando de extra mais do que a Constituição Federal manda QUE É 15% DO TOTAL DE IMPOSTOS E TRANSFERÊNCIAS (o que significa o sangramento inevitável de outras áreas).

Mas quem teria a coragem de meter novamente a navalha no funcionalismo municipal. Sobretudo por causa da aproximação de 2014, é melhor muita gente de salário atrasado do que muita gente desempregado por gente que precisa de votos ano que vem.

Você não acha?