Category Archives: Timbiras

Escassez de água maltrata moradores da zona rural de Timbiras

Seu Nezinho lamentou a falta de água

A comunidade São Jose é um assentamento do INCRA, e fica à aproximadamente 38 km da cidade de Timbiras. No local vivem em média 30 famílias assentadas na área de terra, que, até pouco tempo, tinham como a sua principal riqueza  água em abundância nas dezenas de nascentes espalhadas por toda a localidade.

O que antes era motivo de alegria, agora virou uma séria preocupação para os moradores, os igarapés que antes eram local de banho e fonte de alimento com o fornecimento do peixe, já secaram todos.

Agora são as nascentes que ao longo de suas existências nunca tinham secado por completo, e este ano uma das mais antigas que fica ao lado da casa do senhor Jose Ribamar (Nezinho) e servia para abastecer a maioria dos moradores para beber, e para banhar, agora está sem uma gota d’água, enquanto as outras nascentes estão agonizando.

“Está muito difícil, estamos pegando água à mais de um quilometro de distância na carga de animal, na bicicleta, para beber e para banhar, e quando vamos fazer as compras na cidade é o jeito comprar água no galão e trazer, porque a qualidade da água daqui já está muito ruim, situação que deixa a gente numa condição de pensar até de abandonar a casa e ir embora da comunidade, local que escolhemos para vive”, disse o morador.

Na oportunidade a nossa reportagem conversou com o biólogo Ribamar Melo, que é filho do morador citado na reportagem,  estava visitando os familiares na comunidade.

Ele ressaltou que é uma realidade bastante triste, e se deve a baixa frequência de chuvas nos últimos anos, isso fez com que o lençol freático que alimenta as nascentes diminuísse o volume de agua, e chegasse a situação atual, que segundo os moradores mais velhos do local, nunca tinha acontecido.

“Eu acredito que se as chuvas se intensificarem e os próximos invernos forem melhores, é provável que essa nascente, assim como as outras nessa situação, irão se recuperar sim”, afirmou o biólogo.

Não conseguimos falar com a presidente da associação de moradores da localidade, mas fomos informados que o assunto já foi discutido em assembleia e reivindicado junto as autoridades competentes.

Fonte: www.noticiasdahora.net.br

Empresários denunciam ao Ministério Público dificuldades com LICITAÇÃO em Timbiras

FONTE: www.notíciasdahora.net.br

Com menos de um mês de administração, problemas administrativos e jurídicos já começam a aparecer na gestão do prefeito de Timbiras Antônio Borba Lima (Dr. Borba/PSDB). Nesta quinta-feira (19.01) a produção de jornalismo do noticiasdahora.net.br foi procurada por um grupo de empresários locais e de outras cidades do Maranhão e do Piauí para informar sobre reclamação a respeito da Comissão Permanente de Licitação – CPL – da prefeitura.

A problemática foi causada a partir da divulgação no Diário Oficial do Estado do Maranhão, datada de 11 de janeiro de 2017, de três (3) Avisos de Licitação na modalidade Pregão Presencial com Registro de Preço para contratação de empresas para a prestação dos serviços de fornecimento de medicamentos, material hospitalar, odontológico, de laboratório, serviços de limpeza pública, de combustíveis, filtros e lubrificantes, material de expediente, material de limpeza, animação e organização do carnaval, e de iluminação pública para o município de Timbiras.

Os empresários denunciam que apesar da Comissão Permanente de Licitação – CPL – constar na estrutura administrativa da prefeitura aprovada recentemente pelos vereadores e sancionada pelo prefeito, os representantes de sete (7) empresas não conseguiram encontrar o local de atendimento para o cadastro dos concorrentes, nenhum membro da CPL e nem mesmo ter acesso ao Edital dos Avisos de Licitação, situação que de acordo com empresários ouvidos pela reportagem, está prejudicando as empresas que se dirigiram até Timbiras para concorrerem no processo licitatório.

O empresário maranhense Francisco Diony Soares da Silva, representante da Engenews, empresa da área de limpeza pública, se mostrou indignado e preocupado com a enorme dificuldade em ter acesso ao Edital. O empreiteiro falou para o noticiasdahora.net.br que

“simplesmente a pregoeira não compareceu, nem deixou cópias dos editais para apresentar às empresas interessadas, nenhum edital foi disponibilizado para as empresas interessadas. Fizemos contato com o secretário de administração, com o presidente da Câmara, e nenhum disponibilizou qualquer detalhe ou motivo, e assim dificultando o nosso trabalho. Estamos sem saber quais os documentos necessários, por isso vamos ficar de fora. Como a gente não tem acesso a isso a gente não pode participar.”

Os prestadores de serviços reclamam principalmente da dificuldade em adquirir em tempo hábil a documentação da Prefeitura de Timbiras que regulamenta a licitação, o que para os empresários compromete toda a legalidade.

“O sentimento nosso é realmente de frustação, porque a ideia de trabalhar pro governo é a ideia de também ter um compromisso social além do financeiro, e quando a gente é podado desse direito você não tem outro sentimento além de frustação. Mas a busca de nosso direito é sempre contínua, e nós vamos até aonde for possível, e com ajuda do Ministério Público com certeza isso vai ser efetivamente correspondido. Nós estamos protocolando a denúncia a respeito de não poder retirar o edital na prefeitura, o que por lei deveria está disponível para quem quisesse participar, porque a licitação pública ela preconiza o menor preço pro município, e isso faz com o poder público gaste menos, e a necessidade da licitação é justamente além da qualidade, no preço”, disse Atanoan da Silva Nascimento, representante da CS Controle e Serviços, outra empresa maranhense que atua no setor da construção civil.

 

A reportagem procurou representante da Prefeitura de Timbiras para esclarecimento sobre a situação que envolve a Comissão de Licitação e os empresários.

O Controlador Geral do município, André Lucena, justificou as repetidas ausências da Pregoeira Oficial Eliza dos Santos Lima dizendo que

“tenho a informar que a pregoeira juntamente com os editais estão na prefeitura, trabalhando normalmente, e todos os empresários que querem participar da licitação podem vir aqui requerer aqui o DAM que vai bem atendido. Infelizmente recebemos uma prefeitura sucateada, sem nenhumas condições, estamos estruturando, momento ou outro pode mudar as salas porque estamos em adequação de tudo, de toda a estrutura da prefeitura, por esse motivo às vezes um ou outro empresário não encontrou na sala que estava no dia anterior porque estamos modificando tudo aqui na prefeitura porque não tem nem lugar nem pra sentar, e somente isso pode ter tido esse desconforto, esse mal entendimento aí entre a CPL e os empresários, somente isso.”

No intuito de resolver o problema jurídico-administrativo os empresários protocolaram na quinta-feira (19.01) na Promotoria de Justiça da Comarca de Timbiras, Termo de Declaração em que denunciam a não efetivação dos respectivos registros no processo licitatório, por não se conseguir junto à Secretaria Municipal de Finanças o Alvará e o Edital necessários ao cadastramento exigido pela prefeitura.

O vereador Júnior Queiroz (PV) comentou para a nossa redação que foi procurado pelos empresários e informado da situação. O vereador afirmou que compareceu `a Comissão Permanente de Licitação, e que foi informado por funcionários que a pregoeira não se encontrava no local. O parlamentar informou ainda que está acompanhando o processo, e que irá fiscalizar mais prontamente todos os trâmites, para que tudo ocorra sem prejuízos para os empresários e para a administração municipal.

Veja abaixo o Termo de Declaração protocolado pelos empresários junto ao Ministério Público

SEM CRISE:Dr. Borba aumenta previsão de gastos com a máquina administrativa de Timbiras

Prefeitura de Timbiras

O prefeito Antônio Borba Lima (Dr. Borba/PSDB) enviou à Câmara Municipal de Timbiras o Projeto de Lei nº 001/2017, que dispõe sobre a reestruturação administrativa da Prefeitura Municipal para o quadriênio 2017-2020. O Projeto de Lei, que revogou a Lei nº 210/2013, foi aprovado pelos vereadores em Sessão Legislativa Extraordinária, e sancionado pelo prefeito no dia 11 de janeiro de 2017.

Na nova lei que trata da estrutura organizacional, constam 40 artigos que regulamentam todos os princípios básicos e os instrumentos de ações administrativa da gestão pública do município, compreendendo os princípios fundamentais de planejamento, coordenação, delegação de competência e controle.

Um fato que chama a atenção na reestruturação é o aumento no número de funcionários nomeados politicamente, e no valor total de gastos com os cargos comissionados, que são os cargos de indicação permitidos para auxílio, assessoramento e consultoria técnico-científica ao prefeito e ao secretariado. A nova estrutura dispõe de 160 cargos, 22 cargos a mais que na estrutura da gestão passada do ex-prefeito Fabrízio Araújo/PRB, que era composta por 138 cargos indicados.

Na estrutura do prefeito anterior a folha de pagamento mensal era de R$ 203.650,00 (duzentos e três mil, seiscentos e cinquenta reais). Na estrutura da gestão de Dr. Borba a folha de pagamento aprovada pelos vereadores e sancionada por ele, será de R$ 262.683,17 (duzentos e sessenta e dois mil, seiscentos e oitenta e três reais e dezessete centavos), valoração que causa um forte impacto nos cofres da prefeitura, conforme os valores especificados.

Em relação à estrutura da gestão anterior, haverá um acréscimo mensal na despesa com pagamento de pessoal no valor de R$ 59.033,17 (cinquenta e nove mil, trinta e três reais e dezessete centavos). Durante o ano, o aumento nos gastos com o corpo administrativo nomeado será de R$ 708.398,04 (setecentos e oito mil, trezentos e noventa e oito reais e quatro centavos). Nos 4 anos da administração de Dr. Borba, tendo por base o ano de 2017, caso todos os cargos sejam ocupados, o gasto total será de aproximadamente R$ 2.800.000,00 (dois milhões e oitocentos mil reais). No entanto, esses valores podem ser até mesmo maiores, pois a prefeitura ainda terá de se responsabilizar pelos pagamentos de 13º salário e do terço de férias desses servidores colocados na prefeitura por nomeação.

Em conversa com a produção do notíciasdahora.net o secretário municipal de administração, Edmundo Luís do Nascimento, ressaltou que “o preenchimento desses cargos poderá ou não acontecer, vai depender do recadastramento e do número de servidores que o município dispõe para funcionar com a eficiência que o povo de Timbiras merece.”

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Timbiras/SINDSERT, Edvaldo Portácio, se posicionou sobre a reestruturação administrava promovida pelo prefeito Dr. Borba. O líder sindical expressou opinião dizendo que “esse aumento vai impactar bastante a folha de pagamento do município, que já não é baixa, e ainda temos o problema do mês de dezembro, que até o momento não foi pago, e não temos uma definição do município quanto a esse pagamento. Consideramos isso um retrocesso, pois em muitos municípios do Maranhão houve foi redução de secretarias, e aqui foi o contrário, houve foi ampliação de secretarias.”

Em meio à crise financeira na qual vive o Brasil, os Estados, e principalmente as prefeituras de cidades pequenas como Timbiras, que são as que mais sofrem com a queda dos repasses estaduais e federais, é de se prever que a nova estrutura vai onerar e dificultar de forma significativa as finanças da prefeitura, e tende a comprometer a eficácia administrativa e a eficiência financeira do poder executivo, podendo inviabilizar as ações do governo municipal que trariam benefícios para a população de Timbiras.

Veja abaixo a nova estrutura funcional da Prefeitura de Timbiras:

Por  Romenigue Couto e Hildenilson Sousa – NOTICIASDAHORA.NET

CONSELHO TUTELAR continua ‘jogado às traças’ em Timbiras

Ano passado quando visitamos o Conselho Tutelar de Timbiras o prédio alugado ficava na principal avenida da cidade (de entrada). Dia 13 de janeiro voltamos ao município e já encontramos os conselheiros no prédio próximo ao da PM, onde já esteve outras vezes.

Por falta de um prédio próprio os conselheiros  são jogados de um local para o outro. O retorno para o prédio no entorno da praça Benedito Alvim, no centro da cidade,  marca a 7ª mudança num período de  de pouco mais de 1 ano e dentro, novamente, as condições não são boas.

MAIS UM PRÉDIO LASCADO

Os  conselheiros nos mostraram infiltrações nas paredes, fiação elétrica exposta (um vigia levou choque, imagine crianças por perto), forro destruído pelas goteiras de um teto que ameaça desabar.

“Esse prédio oferece risco aos conselheiros tutelares porque tá cheio de infiltrações, tem instalações expostas e, assim, o trabalho deixa a desejar”, avisou o atual coordenador do conselho Marcos Alan Frazão da Silva, em entrevista à TV Mirante.

Além disso, a cada novo local de atendimento velhos problemas persistem. Eles começaram mais um ano sem carro de uso exclusivo do Conselho Tutelar e quando precisam vão a pé até a Secretaria de Ação Social que empresta um carro de outro programa – o Bolsa Família, como presenciamos.

“Tem muita goteira, aqui a gente tira de 3, quatro baldes de água (…) tem que trocar, o teto, tem que reformar o forro, não temos internet, não temos telefone, não temos uma moto, não temos carro (…) Se for no período da noite não tem como atender…E DURANTE O DIA VOCÊS PEGAM QUE CARRO? Durante o dia é o carro do Bolsa Família”, relatou o conselheiro Manoel Cristino Pereira Neto

ABANDONO TOTAL

Mesmo diante de tantos problemas o Conselho ainda  recebeu 220 denúncias ano passado, porém, dado às condições, muito menos disso obteve a atenção que merecia dos conselheiros.

“Nós  só temos um computador que tá quase dando prego e nós estamos sem estrutura, é lamentável a situação do Conselho Tutelar de Timbiras, é lamentável, abandono total”, lamentou Cristino Neto, indignado

PALAVRAS DA NOVA SECRETÁRIA

Aurelice Gomes – secretária de Ação Social de Timbiras

A nova secretária de Ação  Social, a também primeira-dama Aurelice Gomes,  que comanda a pasta  à qual está atrelado o Conselho, pediu paciência e prometeu resolver os problemas, inclusive mudando todo mundo de prédio, mais uma vez.

 “Nós garantimos uma nova casa, ela já está quase fechada o aluguel da casa e a questão de  equipamentos, de insumos, como material de expediente, tudo isso a gente tem que esperar a licitação porque hoje em dia tudo é licitado. Então eu pedi para eles terem um pouco de paciência porque até no final de janeiro as coisas já estão se encaminhando para serem resolvidas”, afirmou a secretária

Prefeito de Timbiras se reúne com agentes comunitários de saúde

Ontem,  terça-feira, 10/01, o prefeito de Timbiras reuniu-se com os servidores da saúde, em sua maioria, agentes comunitários. Dr. Antônio Borba usou o momento para prestar esclarecimento sobre o polêmico recurso público, que segundo ele, não existe em conta como afirma o ex-prefeito em rede social, e que ainda hoje estará em audiência com o Juiz e o Promotor para buscar uma solução que esclareça de vez os fatos.

Oitimba.com

Na segunda parte de seu discurso, o gestor municipal fez um breve relato sobre os problemas já detectados com relação à saúde pública no município, assim como a falta de informações de agravos no sistema de saúde do estado que pode prejudicar o município no bloqueio de recursos.

Como médico, Dr. Borba, ressaltou a importância do trabalho de saúde preventiva e notificação de agravos realizados pelos Agentes de Saúde em campo e pediu total apoio da classe na intensificação dos serviços e com isso melhorar o atendimento à população.

“Estarei à disposição de todos e farei o possível para melhorar as condições de trabalho de cada agente de saúde, pois sei da importância do trabalho de vocês e com o nosso apoio e o empenho de cada um iremos melhorar a saúde em nosso município”, Afirmou.

A secretária de Assistência Social do município também fez uso da palavra e reforçando o discurso do chefe do executivo municipal, expôs a atual situação encontrada no sistema de informações do Bolsa Família, onde o índice de acompanhamento está muita abaixo da média exigido pelo ministério.

Aurelice Fonseca sugeriu uma força tarefa das secretarias de Saúde e Assistência na busca ativa das famílias beneficiárias do programa que ainda não foram acompanhadas, para que sejam colhidas as informações necessárias e lançadas no sistema e assim, evitar que essas famílias desassistidas não tenham o seu benefício bloqueado.

Ainda na reunião, o secretário de saúde Lezuí Mousinho, apresentou a todos os presentes, a nova coordenadora da Atenção Básica do município, a enfermeira Aline Carvalho, além de pedir a união de todos para que a população seja a verdadeira beneficiada por um serviço de saúde digno e de qualidade. ainda em sua fala, o secretário ressaltou a importância do trabalho realizado pelos ACS para o alcance das metas estabelecidas de acordo com os programas de saúde.

por Toussaint Frazão, OITIMBA.COM

TIMBIRAS – Fabrízio mostra extratos bancários e diz que tem dinheiro para pagar servidores

Depois de ter sido acusado de não deixar dinheiro em caixa para pagar servidores de Timbiras, o ex-prefeito Fabrízio Araújo apareceu concedendo entrevista ao jornalista Sílvio Ramon.

No vídeo gravado Fabrízio mostra extratos bancários referentes à contas da Secretaria Municipal de Saúde. O valor de saldo soma R$ 170.604, 64.

De acordo com o ex-prefeito existe o dinheiro e este já está empenhado para efetivação do pagamento da Saúde. FABRÍZIO disse que Dr. Borba só não paga se não quiser, mas que dinheiro ele deixou, como mostra o extrato.

“E o banco tem nos liberado os extratos de forma quase parcelada (…) na saúde hoje, Sílvio Ramon, ou até o dia 06 (de janeiro) tinha R$ 170.604, 64  (…) saldo líquido, esse é o dinheiro da Saúde. A folha da Saúde já está no banco empenhada, tá bem aqui, tá bem aqui, a folha da Saúde de dezembro R$ 166.211,68, então isso aqui é um exemplo da SAÚDE que eu quero passara pra população, para os funcionários porque algumas pessoas dizem que não ficou dinheiro, o prefeito é irresponsável, tirou dinheiro, deixou as contas vazias, isso não procede e o banco ainda vai está me dando da Educação, da Administração, mas eu quero aqui de forma parcelada também passar a notícia para os funcionários que está lá o dinheiro, a folha já está lá no banco empenhada nas mãos do gerente”,

Fabrízio lamentou o fato de a Justiça ter bloqueado recursos nos últimos dias de seu governo. Afirmou que teria pago tudo se isso não tivesse ocorrido.

Em tom desafiador voltou a mostrar o extrato ao final da entrevista  e a dizer que ia até o fim do mundo para provar que deixou dinheiro nas contas da prefeitura de Timbiras.

“Serão pagas todas no dia 30 se os sindicatos não tivessem solicitado o bloqueio das contas, porque quem atrapalhou isso aí foi os sindicatos que solicitaram o bloqueio das contas e as contas foram bloqueadas e a gente ficou impossibilitado de pagar, mas eu quero dizer que tá aqui o dinheiro pra pagar, isso aqui eu vou até no fim do mundo e provo que tem esse dinheiro, isso aqui é extrato que o banco me dei hoje e ta aqui o valor de pagar a folha, só não paga se não quiser meu amigo”, afirma

O ex-prefeito disse que vai provar que há dinheiro também para Educação e na área de Administração assim que o Banco do Brasil liberar tais extratos já por ele solicitados. ASSISTA

PM apreende arma e prende dois suspeitos em Timbiras

A Polícia Militar da cidade de Timbiras ao realizar abordagens no bairro Forquilha deu ordem de parada à dois indivíduos, um menor de 17 anos e à Reginaldo Guimarães de Araújo, 35 anos, que utilizavam uma moto Fan vermelha sem placa, mas não obedeceram ocasionando, assim, o acompanhamento dos suspeitos.

Reginaldo de Araújo, 35 anos (foto da PM)

Os policiais militares conseguiram realizar a abordagem e revista pessoal aos suspeitos encontrando um revólver cal. 38 com quatro munições intactas, o valor de R$100,65 em notas diversas e um celular LG branco com visor danificado. Os suspeitos e o material apreendido foram apresentados na Delegacia de Polícia.

O que foi apreendido com os dois em Timbiras

Texto e fotos – Ascom 17º BPM/Codó

Novo chefe do Executivo de Timbiras afirma que levaram até a cadeira de prefeito

Cinco dias após ter recebido oficialmente o comando da prefeitura de Timbiras, o prefeito, Dr. Antonio Borba, concede entrevista  ao site Oitimba.com, assinado por Toussaint Frazão, e faz esclarecimentos sobre a real situação em que se encontra o patrimônio físico dos prédios e da frota de veículos do município.

Sobre a situação financeira Dr. Borba mostra extratos das contas oficiais do município e se pronuncia de como deverá proceder com relação ao problemas dos funcionários que ainda não receberam seus salários.

Ele rebate os boatos de que existe dinheiro nas contas da prefeitura e afirma que nem a cadeira do prefeito foi deixada.

“A prefeitura foi deixada aí sem nenhum computador, sem nem sequer a cadeira do prefeito, sem condições pra gente trabalhar e eles gerenciavam isso, de uma certa forma, não sei como, que não tem folha de pagamento. Eu também solicitei ao gerente (do banco) saber se ele tinha essa folha de pagamento, não tem pra que a gente possa se guiar saber pra quem foi, pra quem não foi, não sabemos”

QUEM SÃO? – Conheça os novos secretários municipais de Timbiras

Confira o nome dos escolhidos para serem os próximos secretários municipais de Timbiras.

Secretários municipais de Timbiras

O anúncio foi deixado para última hora por decisão do próprio prefeito eleito, Dr. Antonio Borba. Na opinião dele a antecipação geraria comentários, alguns sem qualquer contribuição positiva para seu planejamento.

Novo prefeito de Timbiras encontra dívidas com a CEMAR, CAEMA e previdência municipal zerada

O blogdoacelio entrevistou o prefeito eleito de Timbiras, o médico Antonio Borba, na ocasião de sua visita a Codó em razão da entrega de sementes de milho e arroz feita pelo governo do Estado.

Dr. Antonio Borba – prefeito eleito de Timbiras

Com uma altivez que o torna destacado quando se pronuncia o novo prefeito transparece o desejo de acertar nos próximos quatro e fala com uma certa  dose de conhecimento sobre os problemas que já encontrou na área administrativa timbirense.

Antes de falar dos problemas, quisemos saber sobre a formação de uma equipe de governo. Disse que anunciar previamente gera muita especulação sobre os nomes anunciados, por conta disso vai deixar para os últimos momentos antes de sua posse.

“Nós estamos deixando para mostrar essa lista mais próximo possível da nossa posse para que a gente tenha menos esse problema, mas de qualquer forma nossa equipe já está quase toda montada”, afirmou

ATÉ 13 SECRETARIAS

Disse que encontrou 10 secretarias, mas elas possuem excesso de cargos e assessorias. Na reforma vai extinguir a quantidade excessiva de assessorias para poder aumentar o número de secretarias incluindo pelo menos mais 3 que considera importante para não perder recursos do Governo Federal – Meio Ambiente, Cultura e Juventude.

“Nós temos hoje uma faixa de 10 secretarias que tá de uma forma que eu não quero, mas a gente poderia chegar a 12, eu tô chegando mais ou menos a 12, agora dando uma enxugada nos cargos de assessorias que tem são muitas as assessorias tirar pra gente poder aumentar essas duas que são altamente necessária, até 3 necessárias que serão Meio Ambiente, Cultura e Juventude porque hoje município nenhum pode deixar de ter essas 3 secretarias para que tenha aquela questão do fundo a fundo, se você não tiver secretaria você não terá dinheiro”, disse

DÍVIDAS

Tocamos no assunto endividamento da máquina administrativa. Com conhecimento técnico em contabilidade, uma de suas formações acadêmicas, além da de médico, Antonio Borba, deixou claro que Fabrízio Araújo tem que ter o cuidado de não deixar dívida, se deixar terá que deixar dinheiro suficiente para pagá-las, caso contrário terá que pagar do próprio bolso.

“Hoje dívidas de salários o prefeito não pode receber, o prefeito (atual) tem que empenhar e deixar dinheiro em caixa porque se não ele terá que pagar do bolso dele, a dívida vai para o CPF dele, agora nós sabemos que o município tem muita dívida de CAEMA”, iniciou a resposta

Destacou a dívida com a CEMAR que levou ao corte do fornecimento de energia elétrica do prédio da prefeitura e outra com a CAEMA.

Neste item CAEMA a dívida atual chega à R$ 124.000,00 fruto de uma negociação de Fabrízio não cumprida e gerada também por mais de 300 ligações não mais utilizadas por órgãos da prefeitura que continuam na conta do erário (exemplo, prefeito aluga um prédio, o órgão deixa de funcionar naquele local, mas a conta de água não sai da folha de despesas do governo).

“Pra você ter uma ideia, pasmem, a energia da Prefeitura de Timbiras está cortada. Nós temos 300 e nãos sei quantas ligações de água, no mês passado quando veio a conta era de R$ 124.000,00, um parcelamento que o prefeito (Fabrízio) fez e não cumpriu e está em atraso, então são graves esses problemas mas, infelizmente, se resolve isso com o quê? Justiça. Nós teremos que dizer aqui, livre, não temos inimigo nenhum, não somos inimigos do prefeito que tá saindo, nem de quem já passou por lá agora essas coisas nós temos que resolver é na Justiça porque se eu não for resolver dessa forma eu assumo e se eu assumir isso é um crime chamado improbidade administrativa”, explicou

Sobre o Instituto de Previdência Municipal, o novo prefeito afirmou que os cofres estão zerados “Você sabe quanto o IPAM tem hoje em caixa? nenhum centavo”, afirmou

Sobre isso, após análise da situação Antonio Borba garantiu que em 14 meses conseguirá tirar o Instituto Municipal de Previdência (que cuida do funcionalismo aposentado) do buraco.