Category Archives: Timbiras

Novo chefe do Executivo de Timbiras afirma que levaram até a cadeira de prefeito

Cinco dias após ter recebido oficialmente o comando da prefeitura de Timbiras, o prefeito, Dr. Antonio Borba, concede entrevista  ao site Oitimba.com, assinado por Toussaint Frazão, e faz esclarecimentos sobre a real situação em que se encontra o patrimônio físico dos prédios e da frota de veículos do município.

Sobre a situação financeira Dr. Borba mostra extratos das contas oficiais do município e se pronuncia de como deverá proceder com relação ao problemas dos funcionários que ainda não receberam seus salários.

Ele rebate os boatos de que existe dinheiro nas contas da prefeitura e afirma que nem a cadeira do prefeito foi deixada.

“A prefeitura foi deixada aí sem nenhum computador, sem nem sequer a cadeira do prefeito, sem condições pra gente trabalhar e eles gerenciavam isso, de uma certa forma, não sei como, que não tem folha de pagamento. Eu também solicitei ao gerente (do banco) saber se ele tinha essa folha de pagamento, não tem pra que a gente possa se guiar saber pra quem foi, pra quem não foi, não sabemos”

QUEM SÃO? – Conheça os novos secretários municipais de Timbiras

Confira o nome dos escolhidos para serem os próximos secretários municipais de Timbiras.

Secretários municipais de Timbiras

O anúncio foi deixado para última hora por decisão do próprio prefeito eleito, Dr. Antonio Borba. Na opinião dele a antecipação geraria comentários, alguns sem qualquer contribuição positiva para seu planejamento.

Novo prefeito de Timbiras encontra dívidas com a CEMAR, CAEMA e previdência municipal zerada

O blogdoacelio entrevistou o prefeito eleito de Timbiras, o médico Antonio Borba, na ocasião de sua visita a Codó em razão da entrega de sementes de milho e arroz feita pelo governo do Estado.

Dr. Antonio Borba – prefeito eleito de Timbiras

Com uma altivez que o torna destacado quando se pronuncia o novo prefeito transparece o desejo de acertar nos próximos quatro e fala com uma certa  dose de conhecimento sobre os problemas que já encontrou na área administrativa timbirense.

Antes de falar dos problemas, quisemos saber sobre a formação de uma equipe de governo. Disse que anunciar previamente gera muita especulação sobre os nomes anunciados, por conta disso vai deixar para os últimos momentos antes de sua posse.

“Nós estamos deixando para mostrar essa lista mais próximo possível da nossa posse para que a gente tenha menos esse problema, mas de qualquer forma nossa equipe já está quase toda montada”, afirmou

ATÉ 13 SECRETARIAS

Disse que encontrou 10 secretarias, mas elas possuem excesso de cargos e assessorias. Na reforma vai extinguir a quantidade excessiva de assessorias para poder aumentar o número de secretarias incluindo pelo menos mais 3 que considera importante para não perder recursos do Governo Federal – Meio Ambiente, Cultura e Juventude.

“Nós temos hoje uma faixa de 10 secretarias que tá de uma forma que eu não quero, mas a gente poderia chegar a 12, eu tô chegando mais ou menos a 12, agora dando uma enxugada nos cargos de assessorias que tem são muitas as assessorias tirar pra gente poder aumentar essas duas que são altamente necessária, até 3 necessárias que serão Meio Ambiente, Cultura e Juventude porque hoje município nenhum pode deixar de ter essas 3 secretarias para que tenha aquela questão do fundo a fundo, se você não tiver secretaria você não terá dinheiro”, disse

DÍVIDAS

Tocamos no assunto endividamento da máquina administrativa. Com conhecimento técnico em contabilidade, uma de suas formações acadêmicas, além da de médico, Antonio Borba, deixou claro que Fabrízio Araújo tem que ter o cuidado de não deixar dívida, se deixar terá que deixar dinheiro suficiente para pagá-las, caso contrário terá que pagar do próprio bolso.

“Hoje dívidas de salários o prefeito não pode receber, o prefeito (atual) tem que empenhar e deixar dinheiro em caixa porque se não ele terá que pagar do bolso dele, a dívida vai para o CPF dele, agora nós sabemos que o município tem muita dívida de CAEMA”, iniciou a resposta

Destacou a dívida com a CEMAR que levou ao corte do fornecimento de energia elétrica do prédio da prefeitura e outra com a CAEMA.

Neste item CAEMA a dívida atual chega à R$ 124.000,00 fruto de uma negociação de Fabrízio não cumprida e gerada também por mais de 300 ligações não mais utilizadas por órgãos da prefeitura que continuam na conta do erário (exemplo, prefeito aluga um prédio, o órgão deixa de funcionar naquele local, mas a conta de água não sai da folha de despesas do governo).

“Pra você ter uma ideia, pasmem, a energia da Prefeitura de Timbiras está cortada. Nós temos 300 e nãos sei quantas ligações de água, no mês passado quando veio a conta era de R$ 124.000,00, um parcelamento que o prefeito (Fabrízio) fez e não cumpriu e está em atraso, então são graves esses problemas mas, infelizmente, se resolve isso com o quê? Justiça. Nós teremos que dizer aqui, livre, não temos inimigo nenhum, não somos inimigos do prefeito que tá saindo, nem de quem já passou por lá agora essas coisas nós temos que resolver é na Justiça porque se eu não for resolver dessa forma eu assumo e se eu assumir isso é um crime chamado improbidade administrativa”, explicou

Sobre o Instituto de Previdência Municipal, o novo prefeito afirmou que os cofres estão zerados “Você sabe quanto o IPAM tem hoje em caixa? nenhum centavo”, afirmou

Sobre isso, após análise da situação Antonio Borba garantiu que em 14 meses conseguirá tirar o Instituto Municipal de Previdência (que cuida do funcionalismo aposentado) do buraco.

50º LUGAR no Maranhão: Codó é a cara da pobreza

Com a colaboração do timbirense Flávio Almeida pudemos avaliar, ainda que superficialmente, a posição de Codó em relação à tudo que produz, o chamado PRODUTO INTERNO BRUTO.

De Acordo com o Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC), nós codoenses, ocupamos a cadeira de número 50, numa fila que tem 217 (número de municípios no Maranhão).

É de chorar, somos a sexta maior população (já chegamos a ser a quarta, aí despencamos), consequentemente isso nos deixa na posição de 6º maior município do Maranhão e em vez de sermos igualmente, ou equivalentemente, ricos, figuramos na fileira dos 50 menos pobres, o que é uma lasqueira quase incompreensível.

Acho que é por isso que tudo com maior porte que é instalado aqui QUEBRA ou fecha as portas, vai embora (Concessionárias de carro, restaurantes, grandes lojas de departamento, etc…).

Nossa economia vive aos frangalhos e  gira em torno dos empregos da prefeitura e dos lojistas (graças a Deus que ainda tem isso). A indústria nunca passou de 3 no município (FC, NASSAU, FIGUEIREDO).

A pecuária nunca atingiu 100.000 cabeças de gado (quando chega aos 90 mil, cai para 80 de novo e morre aí mesmo).

A agricultura É A DO TOCO (sem mecanização e só para comer no resto do ano). Somado à isso temos grande número de desempregados, grande número de analfabetos (mais 38% da população, segundo o IBGE) e uma juventude em idade produtiva  viciada em internet da turma do ‘NEM NEM’ (Nem estuda, nem trabalha e tem raiva de quem faz isso).

VEJA OS NÚMEROS QUE MOSTRAM O QUANTO SOMOS GRANDE, PORÉM IGUALMENTE POBRES:

Tabela 8 – Ranking do PIB per capita a preço de mercado corrente, população, e área dos municípios. Ano de 2014 (IMESC)

MUNICIPIO POSIÇÃO PIB per

capita (R$)

POPULAÇÃO ÁREA m2
Tasso Fragoso 97.387 8.219 4.383
Sto. Ant. Lopes 58.210 14.270 771
Sambaíba 33.450 5.546 2.479
Codó 50º 7.802 119.962 4.361
Chapadinha 58º 7.335 76.972 3.247
Afonso Cunha 119º 5.807 6.277 371
Coroatá 139º 5.524 63.497 2.264
Timbiras 213º 4.158 28.442 1.487
Penalva 214º 4.135 36.899 769
Satubinha 215º 4.134 13.231 442
Cajapió 216º 3.875 10.876 909
Nina Rodrigues 217º 3.808 13.746 573

O PIB é o total dos bens e serviços produzidos pelas unidades produtoras residentes sendo, portanto, a soma dos valores adicionados pelos diversos setores acrescidos dos Impostos, líquidos de subsídios, sobre produtos não incluídos na valoração da produção.

Por outro lado, o PIB é igual à soma dos consumos finais de bens e serviços valorados a preço de mercado sendo, também, igual à soma das rendas primárias. Pode, portanto, ser expresso por três óticas:

  1. a) do lado da produção – o PIB é igual ao valor da produção menos o consumo intermediário mais os impostos, líquidos de subsídios, sobre produtos não incluídos no valor da produção;
  2. b) do lado da demanda – o PIB é igual à despesa de consumo final mais a formação bruta de capital fixo mais a variação de estoques mais as exportações de bens e serviços menos as importações de bens e serviços;
  3. c) do lado da renda – o PIB é igual à remuneração dos empregados mais o total dos impostos, líquidos de subsídios, sobre a produção e a importação mais o rendimento misto bruto mais o excedente operacional bruto.

Tabela enviada por Flavio Almeida

http://imesc.ma.gov.br/portal/Post/view/29/118

Prefeito eleito de Timbiras visita Assembleia Legislativa do Maranhão

O vice-presidente e presidente interino da Assembleia, deputado Othelino Neto (PC do B), recebeu a visita, na tarde desta sexta-feira (02), no Gabinete da Presidência, do prefeito eleito do município de Timbiras, Dr. Antonio Borba (PSDB). Ele foi eleito com 5.365 votos pela coligação (PSDB/PMN/PSC/PHS/PTB/PTN/PR/PEN/PRP/PSD), disputando com outros três candidatos.

Dr. Antonio Borba visita Othelino Neto

Dr. Antonio Borba visita Othelino Neto

Dr. Antonio Borba é filho de Timbiras, exerceu dois mandatos de vereador, foi secretário municipal de Saúde e presidente da Câmara e Vereadores.

O prefeito eleito de Timbiras disse que a visita teve como objetivo abrir um canal de diálogo com o Poder Legislativo Estadual com vistas a estabelecer parcerias que contribuam com sua gestão a frente da administração do município de Timbiras.

“O diálogo e as parcerias são fundamentais para realizarmos uma gestão que corresponda aos anseios da população timbirense. Viemos aqui pedir ajuda. Sabemos que não será fácil governar Timbiras nas condições em que se encontra. Não vamos iludir ninguém. Mas com o apoio da Assembleia, vamos trabalhar intensamente para corresponder às expectativas”, ressaltou Dr. Antonio Borba.

O presidente interino da Assembleia ressaltou que é muito importante o diálogo do Poder Legislativo Estadual com os prefeitos e que será o interlocutor do prefeito eleito de Timbiras junto ao governador do Estado.

“É um prazer receber a visita do Dr. Antonio Borba e poder conhecer os problemas do município de Timbiras. O trabalho em parceria é de fundamental importância para o êxito das administrações municipais. A Assembleia vai contribuir com o que for possível para que o governo de Dr. Antonio Borba corresponda aos anseios da população de Timbiras”, salientou.

Por Ribamar Santana/Agência Assembleia

Novo prefeito e vereadores de Timbiras já estão aptos a serem diplomados

O juiz da 85ª zona eleitoral, Dr. Carlos Eduardo de Arruda Mont’Alverne, aprovou as contas do prefeito eleito de Timbiras, Dr. Antonio Borba (PSDB), do vice Neguinho das Flores (PR) e dos 11 vereadores eleitos no pleito de 02 de outubro.

Prefeito eleito de Timbiras, Dr. Antonio Borba

Prefeito eleito de Timbiras, Dr. Antonio Borba

Com a aprovação, todos estão aptos para receber os respectivos diplomas. A solenidade de diplomação vai ser realizada no dia 14 de dezembro, às 16h, no Plenário da câmara Municipal, Palácio legislativo Rubem Almeida.

O grupo vencedor na eleição de 02 de outubro encabeçados por Dr. Antonio Borba e Neguinho das Flores, prefeito e vice-prefeito, respectivamente, foi registrado na chapa “Fé e Esperança na Mudança” e era composto por 11 partidos políticos: PMN / PSC / PHS / PSDB / PTB / PTN / PR / PTC / PEN / PRP / PSD. O resultado obtido foi de 5.365 votos, equivalente a 37.59% do eleitorado timbirense (votos válidos).

Veja a lista abaixo com os nomes dos vereadores eleitos que serão diplomados nesse mesmo dia, local e horário:

Gabriel do Bar – PT do B – 3,75% – 552 votos

Eneas do Cecílio – PRB – 3,72% – 548 votos

Professor Manoel – PPS – 2,95% – 434 votos

Rute Frozino – PSDB – 2,38% – 351 votos

Delion do Arimar – PT do B – 2,30% – 339 votos

Prof. Junão – PV – 2,23% – 328 votos

Gêra – PC do B – 2,16% – 318 votos

Vilson Vieira – PSD – 2,13% – 314 votos

Alex Rocha – PDT – 1,89% – 278 votos

Miltinho Moraes – PSB – 1,83% – 269 votos

Nato Sales – DEM – 1,77% – 261 votos

Além destes, foram também aprovadas as contas de campanha dos 11 primeiros suplentes de vereadores.

Por Toussaint Frazão/OITIMBA.COM

HGT – Campanha de doação de sangue em Timbiras foi um sucesso

A campanha de doação de sangue promovida pela direção do (HGT) Hospital Geral de Timbiras, foi um grande sucesso segundo afirmou os diretores Alex Rocha e Dr. Claudio Paz.

Dr. Cláudio e Alex Rocha

Dr. Cláudio e Alex Rocha

Segundo a direção essa campanha foi recorde de doação totalizando (49) triagem e (42) Bolsas de sangue coletadas durante todo o dia desta quinta-feira (17/11).

DOADORES

Raimundo Nonato Almeida dos Santos de 29 anos foi um dos doadores e disse em entrevista que foi a sua primeira vez, “Olha o recado que eu repasso a toda a população é que procurem doar sangue para salvar muitas vidas, essa é a primeira vez que eu estou doando e confesso que fiquei nervoso, uma sensação de tontura pela questão do nervosismo, mas o medo superar a vontade de doar e esta podendo contribuir para salvar vidas, concluiu Raimundo“.
Já para Maria da Piedade Aguiar e Arruda, essa também foi sua primeira vez, “Olha eu sempre tinha vontade de fazer isso e hoje foi minha primeira vez, olha é uma coisa inexplicável e não sei as pessoas que tenham costume de fazer isso, se tem ainda uma reação psicológica, mas eu fiquei muito feliz quando ele disse assim: pronto terminou; Dentro de mim só no pensamento eu disse assim meu Deus muito obrigada e dever comprida né, e eu sou muito grata por ter pessoalmente ter feito isso hoje por ter sido possível agente nunca sabe o momento que agente pode precisar, ano passado agente precisou pois estávamos com a mamãe em São Luis e foi muito bom as pessoas foram daqui de Timbiras para doar sangue para a nossa mãe, esse ano eu também fiz uma cirurgia e precisei e as bolsas vieram de Coroatá, pois assim é sempre bom agente saber que é sempre bom agente poder ajudar, não passa mal, não sente dor é só uma picadinha normal como se faz um exame de sangue de rotina, é claro que é um pouco mais demorado, mais complexo, mas…….. faz parte do processo e eu estou feliz e muito contente hoje e se tiver outra campanha daqui a três meses eu estarei pronta para doar novamente e se eu poder fazer estarei pronta, sangue é vida e nesse momento que agente se sente útil, então esse momento doar sangue é um momento onde você sente seu lado humano, eu estou muito feliz, pena que muitas pessoas ainda não se conscientizaram  do bem que é um momento desse fazer o bem a quem precisa”, enfatizou Maria Piedade.
Alex Rocha que está a frente da direção administrativa do HGT, falou que o mutirão da doação de sangue foi um sucesso este ano.
“Por nós do Hospital Geral de Timbiras, fizemos uma grande divulgação, fizemos uma grande parceria com o Hemonúcleo de Codó, onde inicio fez com que agente conseguisse o maior numero de bolsas de sangue dos mutirões feito aqui do Hospital Geral de Timbiras”.

Ribamar Oliveira e Pedro Belo visitaram Dr. Cláudio quando do evento

Ribamar Oliveira e Pedro Belo visitaram Dr. Cláudio quando do evento

SOBRE A META?

Com certeza, nas campanhas anteriores no hospital foram feitas duas campanhas no HGT, na primeira conseguiram (37) bolsas e na segunda (28) bolsas e nesta campanha de hoje foi recorde, atingindo (42) Bolsas coletadas.

No modo geral foi muito gratificante o número de doadores, agente conseguiu superar as expectativas, conseguimos bater a meta anterior, batemos o recorde pois foi uma campanha com muitos pontos positivos, agradecemos a todos os timbirenses que fizeram suas doações de sangue, agradecemos também aos profissionais do Hemanúcleo de Codó, ao nosso governador Flavio Dino por nos da estrutura para a realização dessa campanha de doação de sangue, então foi uma ótima experiência nós como estamos a frente da direção é uma grande conquista, então no modo geral foi fantástico e em breve se Deus quiser em fevereiro ou até mesmo antes do carnaval possamos bater um novo recorde, ressaltou Alex Rocha“.

Por Sílvio Ramon/blogdoSílvioramon

Alex Rocha reforça campanha de doação de sangue do HGT

O empresário Alex Rocha participou hoje, 16, do programa Cidade Notícia, da FCFM, apresentado pelo jornalista Alberto Barros, para reforçar o pedido de colaboração dos timbirenses na campanha de doação de sangue que será realizada amanhã, 17, pelo Hospital Geral de Timbiras.Alex Rocha 04

Alex falou sobre quem pode doar e conscientizou à todos sobre a importância deste ato uma vez que o HGT necessita destas doações porque faz em média 500 cirurgias mês. A campanha começará às 8h da manhã e só se encerrará às 17h.

TIMBIRAS – Bebeto Coêlho fala sobre novos tempos na Paulo Freire

O vice-diretor da Escola Paulo Freire, de Timbiras, Bebeto Coelho (Luís Alberto Coelho Silva), concedeu entrevista ao blogdoacelio elogiando a criação do Grêmio Estudantil.

Bebeto Coêlho

Bebeto Coêlho

Lembrou de seu tempo de estudante, quando valorizava os famosos Diretórios Acadêmicos, e falou da importância da participação dos grêmios nas escolas.

“Além de dá uma formação pra o aluno, uma formação política, o grêmio ele atua muito, é muito importante a atuação dela dentro da escola porque a escola não é feito apenas do diretor e do professor, ela tem que ser feita por todos os segmentos”, assentuou

Bebeto também falou sobre o ano difícil pelo qual passou a Paulo Freire que teve que enfrentar uma demorada reforma. Neste período, os alunos tiveram que estudar em locais emprestados.

“Foi um ano ruim porque nós tivemos que sair, ocupar outros prédios, queremos até agradecer às pessoas que nos alojaram, mas, de certa forma, a reforma foi muito boa. Encerrou, a gente já está com a nossa escola funcionando bem e eu acho que daqui pra frente a gente vai poder desenvolver bem as nossas atividades”

OUÇA A ENTREVISTA COMPLETA

Por Flávio Almeida Pereira – VIOLÊNCIA EM TIMBIRAS

O medo da PM em Timbiras já não intimida os assaltantes, já que os rigores da lei nunca lhes foram suficientes para inibir suas ações criminosas. Para você ter ideia de como anda o ritmo de impunidade, já tem assaltante que após o crime, passado a hora do flagrante, vai com a cara mais “lambida” do mundo, se apresentar na Delegacia, sem advogado, prestar depoimento e em seguida voltar para as ruas como se nada o pudesse atingir. Ou seja, os bandidos já tem plena compreensão de como funciona as leis, que neste sentido são extremamente falhas e acabam colaborando com a instabilidade social e com a criminalidade. O fato é que nos últimos tempos nunca se registrou tanto assalto em Timbiras, em plena luz do dia e no centro da cidade, como agora.

O que fazer então, além de rezar para não ser uma das vítimas? A resposta imediatista seria aumentar o efetivo militar e intensificar as rondas na cidade.  Isso, de certa forma, iria deixar os marginais afastados temporariamente e devolver aos cidadãos a sensação de segurança? Não.

A resposta definitiva não deve ser pensada no curto prazo. Trata-se de um processo complexo e demorado, que requer discussão, análises e empenho constante de toda a sociedade, em especial das autoridades. Trata-se se construir uma nova lógica social.

Não estamos aqui querendo espetacularizar a criminalidade,  apresentar as soluções num produto acabado,  e nem fazer negativas dos sistemas que compõe a política de segurança pública do Estado.

Entendemos que, ao contrário do que muitos pensam, a segurança pública não se resume a estes mecanismos precários – aliás, isto é uma imagem que precisa ser combatida, pois tende a retirar a responsabilidade das demais instituições, inclusive da família. A questão é que, em tempo algum, a sociedade, e muito menos o estado brasileiro, conseguiu emplacar efetivamente uma decente e saudável política de segurança pública, capaz de dar traquilidade aos seus cidadãos.

A lógica sempre foi punitiva! E a história tem mostrado que esta ideia não tem atendido às necessidades. As audiências públicas, das quais já participamos,  sobre esta temática, nunca tocaram realmente na ferida. As vezes mais parece uma reunião de compadres, comadres e afilhados.

É preciso se falar em construção da segurança pública superando o discurso de aplicação de medidas paliativas, como a mera construção de penitenciárias, mais policiais, leis mais rigorosas, redução da maioridade penal e até mesmo o discurso de incitação à vingança que diz  ” bandido bom é bandido morto”.

Estas temáticas abordadas superficialmente pela sociedade de nada servirá se não houver, funcionando devidamente,  o sistema de  saúde, de educação, de desenvolvimento social, de infraestrutura, de geração de renda, uma política econômica mais humana.

A criminalidade não reduzirá se a dignidade das pessoas se não for pensada a partir de uma política de geração de emprego e renda, de esporte e lazer para crianças e juventudes. A política de segurança pública também deve ser pensada a partir do combate à corrupção dos políticos.

Enquanto estes assuntos não forem tratados como devem,  com o devido comprometimento de toda a sociedade, jamais os índices de criminalidade reduzirão, ao contrário, possuem uma forte tendência de aumentar.

Fica a reflexão para os novos governantes eleitos que prometeram mundos e fundos na última campanha eleitoral.

Estamos aí para colaborar.

Por Flávio Almeida Pereira