CDL e SINDILOJAS protocolam pedido ao prefeito eleito de Caxias Fábio Gentil.

Ainda restam pouco mais de um mês para o prefeito eleito Fábio Gentil assumir a cadeira de prefeito de Caxias, mas, desde já, vem cumprindo uma extensa agenda de compromissos. Essa semana ele recebeu um ofício do Sindiloja e CDL de Caxias. No documento eles formalizam o desejo da classe empresarial em manter a atual data de pagamento (dia 20 de todo mês) do funcionalismo público da prefeitura de Caxias.

VEJA ABAIXO O QUE DIZ O OFÍCIO DA CDL E SINDILOJA: gentil

Essa reivindicação dos lojistas de Caxias ocorreu durante uma audiência pública. ela foi promovida pela CDL E SINDILOJA no auditório do SESC/CAXIAS na quarta-feira (23/11), na oportunidade foi apresentada uma pauta contendo seis reivindicações. Entre elas, talvez a mais emblemática, diz respeito a data de pagamento dos servidores da prefeitura municipal. Hoje o funcionalismo público recebe no dia 20 de todo mês. Durante a reunião o presidente do Sindiloja,o senhor IVAN FERREIRA e a presidente da cdl a senhora Maria Dos Remédios se comprometeram em preparar um ofício para formalizar a solicitação mantendo a atual data de pagamento do funcionalismo.

PROPOSTA DO PREFEITO ELEITO FÁBIO GENTIL

Ainda durante a campanha, o então candidato ao pleito municipal, Fábio Gentil, em discursos, prometia que se eleito, o pagamento dos servidores municipais de Caxias, seria efetuado todo dia 10 do mês, mas para os lojistas, esta data proposta pelo prefeito eleito, não seria muito boa, em virtude de outros pagamentos que já ocorrem nesse mesmo período e, com isso, ficaria uma lacuna muito grande durante o mês para o comércio trabalhar suas vendas.

Além do fato de que os lojistas já fazem as programações de suas empresas para data do dia 20 de cada mês. Portanto a categoria empresarial, solicitou através de oficio que o prefeito eleito, Fábio Gentil, descumprisse uma promessa de campanha para atender a classe empresarial.

Se usar de bom senso, o prefeito obviamente acatará esse reivindicação, vinda de uma classe que fomenta o emprego e a geração de impostos para o município.
Fábio Gentil tem dito em reuniões que já participou, que seu governo não será um governo ditatório e sim, que será um governo participativo, ouvindo as classes e atendendo as demandas se foram vistas como uma maneira mais favorável para o bom desempenho da cidade.

O oficio foi protocolado e entregue ao prefeito eleito, que agora tomará sua decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *