BATE-BOCA: Chaguinha pega em `fio pelado` ao acusar manifestante na Câmara

Chaguinha da Câmara (ou da Câmera, como fora registrado na campanha eleitoral)  pediu um aparte ontem, 12, na fala do vereador Rodrigo Figueiredo que pegou o gancho de mais um protesto de moradores da 1º de Maio que foram ao parlamento cobrar, de novo, cerca de 300 metros que a prefeitura na asfaltou na avenida, já em área do bairro São Francisco.

Rodrigo estava espancando o prefeito Francisco Nagib chamando-o de incompetente e despreparado e lembrando que em vez de asfaltar o restante da 1º de Maio levou asfalto para onde não há a menor necessidade, como atrás da mansão dos Oliveira no conjunto Dallas.

Chaguinho pediu um instante e começou a se justificar sobre a não ocorrência da obra que, segundo ele, teria sido alvo de um pedido direto feito no gabinete de Francisco Nagib.

“Infelizmente o vereador não tem poder de executar, eu fiz indicação e cobrei com meus amigos, certo? Fui ao gabinete do prefeito conversei com ele e estou aguardando a resposta dele, agora eu quero pedir a contribuição de vocês e que vocês aguardem  porque o vereador, o meu trabalho como representante de vocês eu reivindiquei”

PEGOU EM FIO PELADO

Tava tudo  indo bem até que Chaguinha resolveu mencionar o nome de Willame, tido como líder do grupo que tem ido à Câmara.

Acusou o rapaz de estar ‘detonando-o por onde passa’. O vereador pediu respeito.

“Agora Willame eu tenho respeito por você, você é um cidadão, é uma pessoa que está cobrando por eles, certo? Mas você tem que respeitar a pessoa do vereador, eu tô sabendo que você está me detonando onde você vai, eu nem falo nada de você, certo? Me respeite como eu respeito você. Me respeite como uma pessoa, como um pai de família, que nem um cidadão, não é nem como vereador não, é que nem um cidadão eu sou seu colega rapaz, é isso é que é, obrigado pela compreensão de vocês”, disse

Ao finalizar deu origem à um bate-boca que, pelo rádio, mas pareceu uma confusão generalizada de vozes cobertas apenas pelo uso do microfone.

Era o presidente Expedito Carneiro tentando jogar água no fogo criado por Chaguinha.

“Companheiros, companheiros acalmem-se. Pessoal, gostaria de pedir a compreensão de todos, nós estamos aqui com respeito, com carinho à todos vocês”, dizia o presidente

Chaguinha vacilou, pediu pra falar na hora errada e acabou se queimando mais ainda com o grupo ao atacar alguém dentre os manifestantes.

Serviu de lição

5 Responses to BATE-BOCA: Chaguinha pega em `fio pelado` ao acusar manifestante na Câmara

  1. dr. cascagrossa disse:

    Registrou da “Câmera” por que é ………… funcional.

  2. ANTONIA disse:

    RODRIGO FIGUEIREDO, E UM VEREADOR QUE DEVE FICAR CALADINHO EM RELAÇÃO AO PREFEITO, POIS SUA FAMÍLIA POLITICAMENTE E A MAIS…….. DE NOSSA CIDADE.
    QUEM NÃO LEMBRA DAS CARGAS APREENDIDA NO KM17.

  3. Fulana disse:

    O vereador Chaguinha da câmera pede respeito como cidadão kkkkk chega ser engraçado ontem mesmo as 11:30 da noite na casa dele estavam um bando de moleques com o som ligado numa altura que tava encomondando todos mais os vizinhos mais próximo vive de pedir favores para ele não fazem nem diz nada ele que respeito primeiro tem que se dá o respeito e como vizinho encomoda demais pra mim não tem moral nenhum.

  4. Codoense disse:

    Uma coisa eu acho engraçado , não tem nada pra atacar
    O vereador Rodrigo Figueiredo , e ficam tentando culpar o vereador por
    atos de sua família .. coisas que ele não tem nada a ver ! Cada um é cada um ! O fato , é que
    o Rodrigo tá se destacando muito e de uma maneira positiva !

  5. Creuza Maria da Silva. disse:

    Antônia o vereador Rodrigo Figueiredo da defendo o povo.com certeza você deve morar numa boa avenida de Codó.deixe os codoenses sofrido serem defendido já que você não defende.deixe as pessoas pelo menos encontrar alguém que defenda não importa quem seja.antonia vá ajudar essa população sofrida sair da poeira.sera que você não viu que o gestor mandou asfaltar por trás da sua mansão.tenha um coração melhor Antônia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *