SAAE explica que ação de bandidos tem prejudicado abastecimento no SANTA RITA

Desde o último domingo, por volta das 16h,  que água nas torneiras das mil casas do residencial Santa Rita, que pertence ao programa Minha Casa, Minha Vida do governo Federal, tem mais faltado do que jorrado.

Na rua Maranhão, onde mora dona Felicidade Alencar Miranda,  só tem havido tristeza por causa do vai e vem do fornecimento.

 “Foi terrível, foi terrível mesmo foi até umas 3 horas da tarde foi quando ela começou vim pingando e a gente já tá até com medo dela ir embora de novo, enchi um bocado de coisa lá em casa, bacia, os baldes, o jeito que tem é encher porque já tá afinando de novo”, disse em entrevista à TV Mirante

Contador de energia atacado no domingo

HIDRÔMETRO GIRA SEM ÁGUA

No residencial encontramos  uma outra  situação que tá incomodando muito os moradores. Não há água saindo, mas uma forte pressão de ar, com zumbido equivalente à um sopro de ar comprimido, faz o ponteiro dos hidrômetros girarem feito loucos.

Na imaginação de quem ver a cena as contas  de água estão chegando mais caras por conta deste fenômeno – pressão do ar sem água.

Dona Maria Nete Costa Moreira não tem dúvida de que as contas  tem sido alteradas em razão desta pressão que faz girar o hidrômetro e reclama.

 “Você paga um absurdo de uma coisa que você não consome e vai você mexer num registro desse aí que você ainda ganha uma multa (…) girando e gira muito mais rápido do que quando tem água na torneira, até porque a pressão da água é mais forte do que a da água…INJUSTO ISSO? Injusto, mais do que injusto”, respondeu

Trabalhar no residencial com obras ficou mais difícil esta semana. Gilmar, pedreiro,  disse que só tem feito aquilo que não necessita de água e todos estão atrasando a entrega do que foi contratado.

“Ali é mesmo que um ventilador, só soprando…E NADA DE ÁGUA? Nada de água, só vento…PRA VOCÊS NA OBRA É TERRÍVEL? Terrível demais, como é que nós trabalha, olha aí tudo seco, tudo seco aí não tem água pra nós fazer nada”

O QUE DIZ O SAAE

O diretor operacional do SAAE/Codó, Kadson Kós, afirmou que o fato do hidrômetro girar com a pressão do ar quando não há água jorrando em nada altera a contagem do que é consumido nas casas uma vez que o medidor utilizado no residencial é do tipo B que só mede volume de água.

VÂNDALOS cortaram tubulação

Em relação à razão da falta de água informou que o poço artesiano está sofrendo com a ação dos vândalos.

No domingo eles danificaram um contador de energia do poço e isso causou a interrupção do serviço. No dia seguinte, os vândalos quebraram um cano da tubulação.

Segundo Kadson Kós tudo já foi consertado mas o sistema precisa de um tempo para fazer a água chegar, novamente, à todas as torneiras, o que ocorrerá muito em breve.

Também informou que o SAAE vai aumentar a segurança nos locais alvo dos vândalos e também já pediu o apoio das polícias CIVIL (para investigar e identificar) e da PM para fazer rondas no local.

One Response to SAAE explica que ação de bandidos tem prejudicado abastecimento no SANTA RITA

  1. De Olho Na Noticia disse:

    Isso é mentira quando a pressão do ar passa pelo hidrometro este conta sim como consumo pois os numeros continuam rodando independente se for ar ou agua e não tem como o leiturista saber se foi um dos dois que fez rodar o hidrometro. tenho um video de um hidrometro do mesmo tipo B que quando a pessoa assopra ele roda tanto o relógio quanto os numeros acarretando um falso consumo da residencia. E so fazer o teste quando estiver saindo o ar gravem o hidrometro rodando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *