Secretaria demite diretores que não prestaram contas da ‘Caixa Escolar’

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) rescindiu o contrato de gestão de 20 gestores escolares, por ausência de prestação de contas de recursos da Caixa Escolar.

Os gestores demitidos são de 20 escolas pertencentes às Unidades Regionais de Educação (URE’s) de Chapadinha, Itapecuru, Rosário, Viana e São Luís. Do total de contratos rescindidos, 13 são de gestores eleitos por meio do processo democrático e sete gestores indicados pela Secretaria, com base em critérios técnicos estabelecidos pelo edital de eleição de gestores.

“Todos estes gestores foram demitidos por não terem prestado contas de recursos do caixa escolar, o que penaliza toda a escola, que fica impossibilitada de receber recursos, como Fundo Estadual de Educação (FEE) e do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), essenciais para o seu bom desempenho administrativo e até pedagógico da escola”, explicou o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

É através do Caixa Escolar que são repassados diretamente à escola recursos como: Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) e o Fundo Estadual de Educação, que podem ser destinados à aquisição de material, manutenção, pequenas construções e conservação de instalações e equipamentos necessários ao processo de ensino e aprendizagem, entre outras necessidades básicas. Em contrapartida, os gestores escolares devem prestar conta detalhada de como os recursos foram gastos. Porém, muitos deixam de cumprir a lei, ficando com o Caixa Escolar inadimplente.

O gestor geral ou adjunto da escola assume a responsabilidade de presidente da Caixa Escolar e é o responsável pela boa aplicação dos recursos públicos repassados à escola e pela periódica prestação de contas. A função é exercida por profissionais efetivos da rede, com função gratificada, os quais assinam um contrato de gestão e, periodicamente, tem os seus desempenhos nos aspectos pedagógicos, administrativo e financeiro avaliados.

Ao longo de 2016, a Seduc realizou diversas capacitações regionalizadas com gestores escolares e também outros profissionais interessados sobre procedimentos de prestação de contas. A demissão dos gestores foi a última medida adotada pela Secretaria, após todos os gestores terem sido capacitados e notificados sobre a necessidade da prestação de contas.

“Há um problema histórico de inadimplência das caixas escolares que, na maioria dos casos, os gestores não tinham conhecimento adequado de como proceder com a prestação de conta. Atualmente, temos um setor específico voltado para orientar os gestores e esse número de inadimplência vem diminuindo, contudo, nossa meta é que todas as caixas estejam adimplentes. Antes de proceder com a exoneração, todos os gestores foram notificados para regularizar a situação”, esclareceu o secretário Felipe Camarão.

O que é o Caixa Escolar

É uma associação civil de direito privado, com personalidade jurídica, sem fins lucrativos, que credencia a escola a receber e administrar recursos financeiros (estaduais e federais) destinados ao suprimento de suas necessidades básicas, visando à melhoria da qualidade do ensino. O caixa escolar garante o fortalecimento e a autonomia administrativa, financeira e pedagógica da escola.

“Os gestores são eleitos para uma função pública, e, obrigatoriamente, devem cumprir requisitos que são fundamentais no serviço público, como a moralidade, transparência e legalidade. Não podemos ser conivente com a não prestação de contas de recursos que são destinados à escola, porque vão contra os princípios básicos da administração pública e penaliza toda a comunidade escolar”, concluiu Felipe Camarão.

Gestores com contratos rescindidos

Foi rescindido o contrato de gestão escolar de gestor geral e/ou auxiliar das seguintes escolas:
URE Chapadinha – C.E. Maria Luiza Novais Viana;
URE Itapecuru – C.E. Nina Rodrigues, C.E. Major Ericio Gomes Braga, C.E. Raulina Sousa Silva, C.E. Santos Dumont e C.E. Newton Neves;
URE Rosário – C.E. Estado do Acre e C.E. Mons. Dourado;
URE Viana – C.E. Cidade de Arari, C.E. Gregório Praseres e C.E. Acrisio Figueiredo;
URE São Luís – C.E. Pires Collins, C.E. Paulo VI, C.E. Desembargador Sarney, C.E. Dr. Antônio Jorge Dino, C.E. Estado do Amazonas, C.E. Estado de Ceará, U.I. José Giorcelli Costa, C.E. Juvêncio Matos e U.I. Raimundo Correa.

fonte – Seduc

OAB CODÓ/COROATÁ – NOTA DE PESAR

A Ordem dos Advogados do Brasil – Conselho Subseccional de Codó-MA, com abrangência e base territorial nos Municípios maranhenses de Codó, Timbiras, Peritoró, Coroatá, Cântanhêde, Capinzal do Norte e Santo Antônio dos Lopes, vem por sua Diretoria e Comissões, comunicar, com profundo pesar, o falecimento da Srª. VILDETE CARVALHO DOS REIS, mãe do Advogado e Conselheiro Titular deste Conselho, Dr°. FLORIANO COELHO DOS REIS FILHO.

Ao mesmo tempo, neste momento de dor e consternação, o Presidente da OAB CODÓ/MA, Raimundo José Mendes de Sousa, solidariza-se aos seus familiares e amigos enlutados.

Codó-Coroatá, Maranhão, 10 de julho de 2.017.

Governo do Maranhão recupera MA-034 entre Caixas e Baú

O deputado federal Rubens Junior (PCdoB) confirmou, na tarde de ontem, segunda-feira (10), que o Governo do Maranhão iniciou a recuperação de mais um trecho da MA-034, que liga Caixas ao povoado Baú. Serão recuperados 40 kms de estrada. “Esta é mais uma importante iniciativa do governador Flávio Dino para a região, garantindo desenvolvimento, além de emprego e renda”, comemorou Rubens.

A atual gestão do Governo já realizou o serviço de conservação e manutenção em três mil quilômetros da malha viária do Maranhão, o que representa 60% dos 5 mil de rodovias estaduais. As ordens de serviços seguem um plano de pavimentação realizado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra). Para continuar melhorando a malha asfáltica, o Governo do Maranhão anunciou, para o ano de 2017, investimento na ordem de R$ 100 milhões em obras de manutenção.

Segundo o governador Flávio Dino, a construção civil é um setor de enorme importância econômica e social no Maranhão, por movimentar centenas de empresas e milhares de empregos. “Essa é uma das razões pelas quais tenho me dedicado tão intensamente a um alto número de obras sendo iniciadas, concluídas e inauguradas, apesar da escassez financeira vigente no país”, destacou.

O Maranhão possui uma malha viária de 5.228,22 quilômetros. Devido à falta de cuidados adequados por um longo tempo, a gestão do governador Flávio Dino encontrou as estradas em péssimas condições precisando, assim, de investimentos acentuados para restaurá-las.

“Desde 2015 temos feito um esforço muito grande para manter o tráfego em nossas rodovias. Recebemos o pavimento com um nível alto de degradação, o tráfego é intenso na maior parte dessas rodovias, e, neste ano, tivemos 40% a mais do volume de chuvas no Maranhão. Mas estamos de prontidão, tanto para as recuperações preventivas, conservação e manutenção, quanto para as recuperações emergenciais, quando há pontos críticos, atingidos pelas chuvas, para que não haja nenhum corte nas rodovias”, explica o secretário de Estado da Infraestrutura do Maranhão, Clayton Noleto.

Os serviços nas estradas atingem diversos níveis de intervenção, dentre eles, drenagem, pavimentação, recapeamento, inserção de sinalização vertical e horizontal, limpeza de sarjeta e acostamento, regulamentação das lombares, resultando em mobilidade adequada aos transeuntes.

SEMA já notificou família sobre decreto que viabiliza Parque Ambiental na Lagoa da Trizidela

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), avança na construção do Parque de Preservação Ambiental da Trizidela, em Codó. O Governador Flávio Dino já assinou o Decreto, que desapropria a área, por interesse do Governo do Estado. A SEMA já entrou em contato com a família e a notificou sobre o Decreto de Utilidade Pública.

Parque Ambiental de Codó

Com o processo de liberação do espaço as obras não demoram ter início.

Para o Secretário Marcelo Coelho, mais uma vez o Governo do Maranhão, cumpre com o compromisso junto à sociedade em não medir esforços para preservar o meio ambiente. “A ideia é favorecer momentos de lazer e a prática de esportes, além de propiciar a interação da população com a natureza. É um compromisso nosso com a comunidade local. Firmar esse compromisso significa garantir a proteção dessa área tão nobre na cidade de Codó”, explicou o gestor.

O local terá uma área para crianças, jovens, adultos e idosos. “Teremos também uma pista de atletismo profissional, já que Codó tem a tradição de formação de atletas e vai poder incentivar mais ainda, que tenhamos mais atletas olímpicos. Teremos ainda duas quadras poliesportivas cobertas, quadra de futebol de areia, pista de caminhada, pista de bicicleta e locais para se praticar outros esportes como o skate e outras brincadeiras”, ressaltou o secretário.

FONTE: Secretaria de Estado do Meio Ambiente

Prefeito Nagib entrega premiação de quadrilhas e encerra com ‘Chave de Ouro’ o 1º Arraial Mais Cultura, Mais Alegria

Após uma semana de muita festa, entre os dias 5 e 9 de julho, o 1º Arraial Mais Cultura, Mais Alegria  chegou ao seu desfecho. Fazendo o público lotar a Praça da Alegria e a Vila Junina, grandes atrações passaram pelo Arraial codoense nos últimos dois dias. Em 2017, a primeira edição do Arraial Mais Cultura, Mais Alegria foi muito especial para a população e principalmente para as bandas locais, que tiveram prioridade para fazer a festa e abrilhantaram o evento todos os dias.

As apresentações das quadrilhas e o bumba meu boi, realizados em um tablado especial, foi uma das inovações do arraial. Podendo ser observada por todos os ângulos, as apresentações culturais chamaram atenção e enriqueceram o evento com suas cores e ritmos, levando o público ao delírio. Para entregar a premiação aos vencedores do concurso de quadrilhas caipiras e estilizadas, estavam presentes o Prefeito Nagib, a Primeira Dama, Agnes Oliveira, o Diretor de Cultura, Augusto Serra, o ex-prefeito Zito Rolim e Eliene Rolim, acompanhados de autoridades municipais. Veja o resultado do concurso:

Juninas Caipiras

1º lugar – Junina Flor da Juventude

2º lugar – Junina Molecada da Trizidela

3º lugar – Junina Unidos da Vila

4º lugar – Junina Furacão Jovem

Juninas Estilizadas

1º lugar – Junina Mandacarú

2º lugar – Junina Asa Branca

3º lugar – Junina Renascer do Sertão

4º lugar – Junina Arco Ires Sertanejo

O prefeito Nagib parabenizou a todos os grupos culturais participantes e agradeceu ao público pelo grande sucesso do o 1º Arraial Mais Cultura, Mais Alegria. “Estou me sentindo com a sensação de dever cumprido. Planejamos e realizamos esta grande festa popular para os codoenses e visitantes, para que nada faltasse. Inovamos com a colocação de um palco especial para os grupos culturais, organizamos um espaço para o entretenimento das famílias, valorizamos e priorizamos as bandas e artistas da nossa terra e conseguimos a grande satisfação popular, testemunhando uma semana de Arraial Lotado e muita segurança. Obrigado Codó!”, declarou o gestor municipal. Encerrando a festa de forma apoteótica, o Grupo Relíkia Musical e Iohannes levaram milhares de pessoas as ruas até o encerramento na madrugada desta segunda feira.

Ascom – PMC

LAMENTAVEL – Corte do governo Temer atinge educacao de Codo em R$ 3.467.961,74

Depois de prometer à bancada maranhense no Congresso Nacional que não efetuaria cortes no setor financeiro da Educação (FUNDEB), o Ministério voltou atrás.

O Governo Federal descumpriu suposto acordo e publicou, na quinta-feira (6),  a portaria  nº 823/2017, autorizando o desconto de R$ 177 milhões das contas das prefeituras maranhenses.

A medida também prejudicará o Estado, que perderá R$ 47 milhões.

Codó, claro, entrou no bolo de cortes e vai perder nada menos que R$ 3.467.961,74.

A Secretaria Municipal ainda nao se manifestou sobre o real prejuizo que isso trara a professores e estudantes de Codo.

Lavradores de Codó esperam por conclusão de casas há mais de 4 anos

Nós visitamos o projeto de assentamento Raposa do Zeca Farias que possui 97 famílias. Muitas já receberam as casas construídas por meio de um projeto intermediado pelo INCRA, mas não são poucos os lavradores que estão há vários anos esperando.

Andando  pelo povoado  onde a gente menos espera acaba encontrando construções iniciadas, mas abandonadas até no meio do mato próximo à vicinal.

Dentro trata-se de uma estrutura simples. São apenas 4 cômodos, um banheiro. Existem as que ficaram com paredes erguidas e aquelas que nem à isso chegaram.

Colado à casa da avó, onde mora, está a construção que Vaniele  Alves espera por conclusão há mais de 4 anos.

Mesmo sem saber quando vai se mudar, nunca perdeu o desejo de ter a própria casa. VEJA A ENTREVISTA DELA

Encontramos também quem teve que improvisar para continuar esperando.

A situação da  família de Marisa de Jesus Borges salta aos olhos de tão calamitante. Vive com 7 pessoas num espaço de menos de 6 metros do quarto à cozinha, casebre erguido colado à parede dos fundos da construção do INCRA que há anos espera.

Ela revelou que se tivesse condição financeira teria colocado o telhado, portas e janelas, mas é muita gente pra alimentar com uma renda de R$ 220,00 por MÊS.

 “é o jeito esperar né porque eu não tenho condição, se dissesse assim – eu tenho condição de comprar as telhas, comprar as coisas aí eu tirava e fazia um puxado, fazia uma casinha pro meus meninos, mas não tenho dinheiro, só tenho mesmo o Bolsa Escola dos meninos e não dá nada…QUANTO A SENHORA RECEBE? Recebo R$ 220,00…NÃO DÁ PRA COBRIR? Dá não, não dá nem pra comer”

Algumas pessoas  tomaram a atitude de morar antes da conclusão. Onde Carlos Santos está com os irmãos ele mesmo teve que colocar uma porta e uma janela, mas ainda falta muita coisa.

 “Ainda tem outras coisas pra botar ali, janelas, outras portas ainda não veio não, ainda tão tudo…BANHEIRO TAMBÉM NÃO TÁ CONCLUÍDO? Tá não…E COMO QUE VOCÊ FAZEM AS NECESSIDADES? É no mato, aqui assim…GOSTARIA DE VER ESSA CASA CONCLUÍDA? Gostaria sim”

INCENTIVO À CULTURA: Grupo FC Oliveira firma parceria com Governo do Estado e investe R$ 811.905,49 na Banda do Bom Menino

O empresário Francisco Carlos de Oliveira participou no fim de semana, especificamente no sábado (8), de um evento realizado no Convento das Mercês, em São Luís, ao lado do governador Flávio Dino e do secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

Francisco Carlos de Oliveira ao lado de Flávio Dino e Felipe Camarão

De acordo com informações de Francisco Nagib, ao blog, posteriormente confirmada pela Secretaria de Comunicação do governo Flávio Dino,  foi um encontro de relações entre o grupo FC OLIVEIRA e o governo do Estado que firmaram uma grande parceria.

O grupo empresarial liderado pelo industrial Francisco Carlos de Oliveira vai ajudar, por meio do Lei de Incentivo à Cultura, a Orquestra Sinfônica da Escola de Música do Bom Menino das Mercês.

A FC Oliveira investiu R$ 811.905,49. Isso proporcionou que o número de alunos subisse de 256 para 742 alunos.

Chiquinho Oliveira discursa no Convento das Mercês

“A nossa empresa vai ajudar através da lei de incentivo à cultura no valor de R$ 811.000,00 a orquestra sinfônica do Bom Menino que corresponde à mais de 500 alunos. O evento ocorreu no Convento das Mercês com a presença do governador e do Secretário de Educação”, explicou Nagib ao ser indagado pelo blog

O governador usou as redes sociais (sua conta no Twitter) para agradecer ao empresário Francisco Carlos de Oliveira.

“Agradeço ao apoio do grupo FC Oliveira e a acolhida dos presentes hoje no belo Convento das Mercês”, escreveu o governador

CONFIRA ABAIXO A MATÉRIA  DA SECAP SOBRE ESTE EVENTO:

O Governador Flavio Dino participou, no sábado (08), da aula inaugural na Escola e Banda de Música do Bom Menino das Mercês. A aula inaugural foi proferida pelo Maestro Raimundo Nonato Quintalhana, Presidente da Associação do Bom Menino do Convento das Mercês (ABMCM), que destacou as normas que regem a Escola de Música do Bom Menino, que tem base na disciplina, compromisso, na boa convivência e na religiosidade.

Sob os acordes de belas canções da Música Popular Brasileira, o pátio do Convento das Mercês foi tomado por mais de 3 mil pessoas, entre alunos da escola, familiares e convidados. A solenidade marcou oficialmente a retomada das atividades da Escola de Música e da Banda do Bom Menino, após ações de revitalização e ampliação dos serviços para a comunidade. Durante a solenidade o público presente foi brindado com um miniconcerto executado pela banda.

Em seu discurso, o Governador Flávio Dino lembrou que quando assumiu o governo em 2015, o Convento das Mercês apresentava graves problemas na estrutura física e a Escola de Música do Bom Menino corria o risco de ser fechada. O governo investiu 3 milhões de reais na reforma do Convento que agora está pronto para exercer sua função de espaço de história, arte e cultura. Destacou, ainda, que a Banda do Bom Menino é um patrimônio do povo maranhense e que cumpre um importante papel social e educacional. “Nós acreditamos na sala de aula. Investimos muito para que hoje 600 escolas do nosso estado já tenham sido recuperadas e outras estão sendo recuperadas. Porém, no nosso modelo de educação, além da sala de aula que é espaço fundamental, há lugar, imprescindível, para outras atividades que permitem a apreensão, a vivência e a experiência de outras dimensões da vida, como é o caso da arte. Por isso, nós compreendemos que o modelo de educação ideal é a Escola em Tempo Integral, que além da a educação formal permite outras vivências, outros sabores, outros saberes”, pontuou o Governador Flávio Dino.

Parceria

Por meio de parceria entre o Governo do Maranhão e a empresa FC Oliveira, via Lei de Incentivo à Cultura, a Escola e Banda de Música do Bom Menino recebeu investimentos na ordem de R$ 811.905,49. Isso proporcionou que o número de alunos subisse de 256 para 742 alunos.

O número de professores deu um salto de 08 para 22, permitindo maior atenção e condições de ensino e aprendizagem, vislumbrando o futuro muito melhor para todos. O Secretário Felipe Camarão ressaltou o empenho do governador em atender ao apelo da comunidade pela revitalização da banda. “Atendendo ao apelo dessa comunidade e do maestro Raimundo, que pediram a reativação da banda, o governador Flávio Dino me chamou e pediu para que trabalhasse por isso. Hoje, o governo não apenas reativa a Banda do Bom Menino, mas, amplia os seus serviços, a sua atuação, quase que triplica o número de Professores e duplica a quantidade de alunos atendidos, que terão uma formação complementar. Sabemos que cultura e educação caminham juntas. E com isso creditamos que essa formação cultural estamos formando cidadãos não apenas para o trabalho, mas, para a vida, cidadãos mais conscientes que possam contribuir com suas famílias e com uma sociedade mais justa”, destacou Felipe Camarão.

O empresário Francisco Carlos Oliveira, presidente do grupo FC Oliveira, que na Cidade de Codó, mantém a Orquestra Filarmônica de Codó, destacou o papel social de projetos como este na vida de crianças e adolescentes. “Projetos como este só vêm engrandecer a educação e a cultura, melhorando o desempenho desses crianças e adolescentes e jovens, porque a música tem essa capacidade de nortear vidas. E para o grupo FC Oliveira é uma grande satisfação dar a mão ao governo nessa parceria pela melhoria desse projeto tão bonito, e que com certeza tem uma responsabilidade e uma confiabilidade da comunidade”, destacou Francisco Oliveira.

O presidente da ABMCM, Raimundo Nonato Quintalhana agradeceu ao governo pelos investimentos para retomada das atividades. “Quero agradecer ao governador Flávio Dino e de forma muito especial ao secretário Felipe Camarão que foi amigo dos amigos da escola, por sua determinação e empenho para fazer que coisas acontecessem. Este momento aqui, é possível graças a esse empenho,” pontuou Raimundo Nonato.

A Escola e a Banda de Música do Bom Menino

A Escola e a Banda do Menino das Mercês foram criadas em 19 de agosto de 1993, pelo Drº Aluízio Abreu Lobo, com o propósito de despertar em crianças e adolescentes o interesse pela música, direcionando-os para as perspectivas profissionais e, principalmente, tirando-os da ociosidade.Em 24 anos de atividade, a Escola de Música do Bom Menino já formou musicalmente mais de 10 mil alunos.

Hoje com a ampliação dos serviços e revitalização da escola passa a atender a 741 crianças e adolescentes, com idade entre 09 e 14 anos. Os alunos já conquistaram êxitos são concursados na Guarda de Música da Guarda Municipal de São Luís, na Banda de música da PMMA, na Banda de Música do Corpo de Bombeiro, Banda de Música do Exército, Banda da Marinha e Banda da Aeronáutica.

A Banda do Bom Menino é a única Banda de Música do Maranhão com o título de Campeã Nacional. Entre as tantas apresentações fora do Maranhã, a banda traz no currículo o miniconcerto que fez para a Rainha Silvia e o Rei Ruan Carlos, da Suécia, em uma das visitas do casal ao Brasil.

Satisfação da comunidade

Para as famílias presentes à solenidade, foi uma noite de alegria e satisfação. Muitas delas esperavam ansiosas pela retomada das atividades. Josélia Carvalho, é moradora do bairro da Liberdade, acabou de realizar o sonho de ver as filhas Jeniffer Isabelle, de 13 anos, e Hellen Vitória, de 11 anos, na Escola de Música do Bom Menino. “É o sonho de toda mãe, porque a escola e a banda de música são estímulos para os nossos filhos, ajuda a se desenvolver, e a ser melhores pessoas”, ressaltou Josélia.

“Eu sempre quis estar aqui, porque a música, eu tenho como princípio em minha vida, porque ela me acalma, melhora a minha concentração. Toda vez que eu estou estressada eu escuto música e relaxo. Então, acho que aprender a tocar vai ser muito bom”, enfatizou Jeniffer.

A Turismologa Elciane Moura, descobriu que a filha Amanda Barbosa, de 9 anos, tinha aptidão para a música. Como não tinha condições de pagar aulas de música para a filha, esperou Amanda completar 09 anos para inscrevê-la no seletivo da EMBMM. Hoje, os 12 anos, Amanda já toca flauta na banda. “É um sonho realizado. Ver a minha filha na banda, exercendo a aptidão dela, numa atividade que contribui para o desenvolvimento dela é gratificante. A retomada das atividades nos deixa muito feliz”, disse Elciane.“Eu fico muito Feliz, porque era um sonho. E tem muita gente lutando para realizar o sonho de estar aqui. Eu estou e quero aproveitar essa oportunidade”, disse Amanda com sua flauta na mão.

O evento contou ainda com as presenças da Primeira Dama Daniela Lima; do Secretário de Educação e Presidente da Fundação da Memória Republicana (FMRB), Felipe Camarão; do Presidente da Academia Maranhense de Letras e do Conselho Curador da FMRB, Benedito Buzar; do Padre Haroldo; e do Presidente do Grupo FC Oliveira, Francisco Carlos Oliveira.

FONTE: Seduc

Manoel Junior é o novo articulador do Selo Unicef em Codó

Manoel Júnior foi indicado pelo prefeito Francisco Nagib para ser o Articulador do Selo Unicef- Município Aprovado para a edição 2017-2020 (função desenvolvida no governo de Zito Rolim por Ribamar Costa).

Manoel Junior com amigos

O Selo UNICEF é uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) para estimular os municípios a implementar políticas públicas para redução das desigualdades e garantir os direitos das crianças e dos adolescentes previstos na Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

O Articulador é uma pessoa indicada para coordenar as ações do Selo no município deve ser uma referência na gestão de políticas públicas para a infância e a adolescência, e ter capacidade de articulação junto às Secretarias Municipais de Educação, Saúde e Assistência Social, ao CMDCA, Conselho Tutelar e demais conselhos setoriais, às organizações da sociedade civil e à iniciativa privada.

No município de Codó, a escolha do articulador para esta nova edição do selo se deu de forma diferente dos demais anos anteriores, a indicação é de livre escolha do chefe do executivo, que respeitando uma proposta do CMDCA – Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente que editou resolução Nº 004/2027 de 15 de março de 2017, que dispõe sobre orientação do Articular, que o prefeito Francisco Nagib enviasse ao CMDCA uma lista tríplice com os nomes de preferencia do gestor, para ser apreciado e aprovado um nome pelo conselho, assim foi feito, sendo escolhido o nome do Manoel Júnior.

Quero agradecer ao prefeito Francisco Nagib por indicar meu nome e agradecer também aos membros do CMDCA, que dos três nomes, eu fui escolhido por unanimidade, Codó já conquistou por 04 vezes esse reconhecimento, acredito que mais uma vez Codó será aprovado pelo Unicef,  estamos avançando e vamos melhorar cada dia mais a vida das famílias e de nossas crianças e adolescentes”, disse Manoel Júnior.

A metodologia do Selo inclui Ações Estratégicas (o que os municípios precisam realizar) e Indicadores de Impacto Social (os resultados que os municípios precisam melhorar) relacionados aos direitos à saúde, educação, proteção e participação social de crianças e adolescentes. Durante cada edição do Selo, o UNICEF capacita gestores e técnicos das secretarias municipais e conselheiros de direitos e adolescentes para qualificar a elaboração e execução das políticas públicas e para estimular que elas continuem mesmo após o fim de cada edição.

O sucesso do Selo UNICEF é resultado da parceria entre UNICEF e governos estaduais e municipais por meio da atuação integrada entre diferentes níveis de governo voltados às crianças e adolescentes.

Texto de assessoria de imprensa

Confira os ganhadores da 11ª Extração do CODÓ FELIZ

1º PRÊMIO – R$ 1.OOO,OO ( MIL REAIS )

NOME:  MARIA FRANCISCA PINTO /Nº DA CARTELA: 02915-74/ ENDEREÇO: RUA DO BACURÍ Nº 522 A /BAIRRO: SÃO JOSÉ/CIDADE:  CODÓ MA/ VENDEDOR: EDINETE

2º PRÊMIO – R$ 1.OOO,OO ( MIL REAIS )

NOME: RAIMUNDO JOSÉ GONCALVES  /Nº DA CARTELA: 08861-76/ ENDEREÇO: AV. MIGUEL BARUERY Nº 677/ BAIRRO: SÃO FRANCISCO/ CIDADE: CODÓ MA/VENDEDOR: FABIAN

3º PRÊMIO – R$ 1.OOO,OO ( MIL REAIS )

NOME: DORJELITA ARAÚJO DE SOUSA/ Nº DA CARTELA:  08450-67/ ENDEREÇO: RUA BRASIL Nº 273/ BAIRRO: SÃO RAIMUNDO/ CIDADE: CODÓ MA/ VENDEDOR: RAIRINE SANTOS

 

4º PRÊMIO – UMA MOTO POP 0KM

 PRIMERIO GANHADOR/ NOME: LUIS BRANDÃO PALÓCIO/ Nº DA CARTELA: 13085-05/ ENDEREÇO: RUA PADRE JOSÉ PELEGRINE Nº 1140/ BAIRRO: NOVA JERUSALÉM/ CIDADE: CODÓ MA/ VENDEDOR: CONCEIÇÃO CUNHA

SEGUNDO GANHADOR DO 4º PRÊMIO

NOME: EMILLY VICTÓRIA SILVA VIEIRA/ Nº DA CARTELA: 18654-68/ ENDEREÇO: RUA SÃO GREGÓRIO Nº 1036 A/ BAIRRO: SANTO ANTONIO/ CIDADE: CODÓ MA/ VENDEDOR: FÁBIO DA SILVA

5º PRÊMIO – UMA MOTO POP 0KM

PRIMEIRO GANHADOR/ NOME: SIPRICIANA DA COSTA MARK/ Nº DA CARTELA: O3470-33/ ENDEREÇO: RUA COELHO NETO Nº 1970/ BAIRRO: CENTRO CIDADE: CODÓ MA/ VENDEDOR: ELISANGELA

SEGUNDO GANHADOR DO 5º PRÊMIO 

NOME: MARIA CÍCERA BENTO/ Nº DA CARTELA: 08131-04/ BAIRRO: SANTA TERESINHA/ ENDEREÇO: RUA NOSSA SENHORA DOS MILAGRES/ CIDADE: CODÓ MA/ VENDEDOR: FRANCISCO DAS CHAGAS BARBOSA