STF inocenta Antonio Joaquim, mas vereadores, com medo, não divulgam

Íntegra do documento

O ex-deputado federal, Antonio Joaquim Araújo Filho, enviou ao blog do Acélio, cópia do Diário da Justiça, datado de 24 de junho de 1997, onde o Supremo Tribunal Federal o inocenta e manda arquivar o caso onde ele aparecia como praticante dos crimes de PECULATO ( art. 312 do Código Penal) e EMPREGO IRREGULAR DE VERBAS OU RENDAS PÚBLICAS (art. 315, do CP).

O ex-deputado justifica que tomou a iniciativa de publicar na imprensa a decisão do STF por causa das constantes acusações de dois vereadores da Câmara de Codó, cujo nome não citou, que insistem em tocar no assunto de quando Dr. Antonio foi secretário de saúde do Estado, mas segundo o comunicado, tais edis não tiveram a hombridade de ler a decisão final da Corte Suprema até agora.

Antonio Joaquim afirma que enviou o mesmo documento para a Câmara no dia 3 de agosto de 2011 e nenhum dos parlamentares que o acusam, debochadamente, o leu.

ENTENDA O CASO

Em 13 de outubro de 1994, o Ministério Público do Estado do Maranhão ofereceu denúncia contra o então deputado federal Antonio Joaquim por ter ele infringido o disposto nos artigos 312 e 315 do Código Penal. Tais infrações teriam ocorrido no mês de maio de 1993.

Art. 312 é crime de PECULATO: quer dizer – “Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio.

Art. 315 é crime de EMPREGO IRREGULAR DE VERBAS OU RENDAS PÚBLICAS, quer dizer: Dar às verbas ou rendas públicas aplicação diversa da estabelecida em lei.

Por ter foro privilegiado, na época, Antonio Joaquim foi defendido pelo Procurador-Geral da República, Geraldo Brindeiro, que demonstrou que não havia provas da participação do então deputado nos crimes denunciados pelo MPE/MA. Abaixo, trecho da defesa:

Antonio Joaquim

“É que, conforme demonstrado nos autos, dos atos referentes à compra do mencionado material não participou o ex-secretário de saúde. Ele apenas encaminhou os pedidos ao setor responsável pelas aquisições, desconhecendo, portanto, o procedimento que seria adotado. Ante o exposto, afastado o envolvimento do Parlamentar, Antonio Joaquim Araújo Filho, nos fatos narrados na peça acusatória apresentada ao Tribunal de Justiça do Maranhão, o Ministério Público Federal, por determinação de Vossa Excelência requer:

  • O arquivamento do presente procedimento no que diz respeito ao deputado federa Antonio Joaquim Araújo Filho.

O ministro do STF, Ilmar Galvão, seguindo reiteradas decisões (jurisprudência da Corte), acolhendo pedido do Ministério Público Federal, mandou arquivar o processo.

“Deste modo, na trilha do pronunciamento do Ministério Público Federal, determino (…) o arquivamento deste inquérito em relação ao deputado federal Antonio Joaquim Araújo Filho”, escreveu o ministro relator Ilmar Galvão, em 16 de junho de 1997.

Chiquinho Oliveira transforma a vida de 42 famílias que sobrevivem do lixão de Codó

Efigênia de Oliveira

A catadora de lixo, Efigênia de Oliveira, moradora da rua Paulo Roberto, 1066, bairro Codó Novo, emocionou muita gente numa palestra sobre sustentabilidade, realizada no último sábado, 3, no auditório José Pedro de Oliveira Filho, dentro da indústria FC Oliveira.

Ela pediu para usar a palavra e fez um desabafo aproveitando a presença do empresário Francisco Carlos de Oliveira no evento. Contou um pouco de sua história de vida e sobre como o industrial ajudou à um grupo de 42 pessoas carentes a melhorar seu rendimento e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida de suas respectivas famílias.

VALOR MAIOR

Efigênia que lidera o grupo, explicou que antes elas juntavam o material plástico para vender para um comprador de Fortaleza, capital do Ceará. Este, por sua vez, não as valorizava, comprando o quilo do matérial coletado por apenas R$ 0,45.

“Depois que você começou a comprar as garrafas melhorou 100% pra gente. De primeiro vinha gente de Fortaleza comprar, qual era o preço? R$ 0,45, será que isso era bom pra gente? Não era. Porque a gente pega sol, pega chuva, né. Depois que ele (Chiquinho) começou a comprar, ah! Minha filha o negócio melhorou mesmo porque o preço é outro e é daqui mesmo da nossa cidade que compra”, explicou

MAIS CONFORTO EM CASA

FC e Efigênia

Chiquinho Oliveira, segundo a catadora, compra diariamente e aumentou o preço do quilo para R$ 0,60 (no encontro já propôs novo aumento) e isso significou muito para todos. Numa só venda ela consegue fazer R$ 75,00, algo antes impossível.

O resultado disso pode ser visto dentro da casa dos trabalhadores daquela área. A líder disse que depois que o industrial passou a comprar todo dia o que elas catam, as residências passaram a ter geladeira, televisores e muitos outros eletrodomésticos e conforto advindos da força de trabalho delas e da ajuda do grupo FC Oliveira.

“Depois que ele começou a comprar melhorou porque muitos deles não tinham uma televisão, não tinham uma geladeira, não tinha o sofá depois que seu Chiquinho começou a comprar o negócio melhorou porque o comprador é daqui”, afirmou

PAI DOS TRABALHADORES

A trabalhadora também agradeceu em nome do grupo por outra ação de cunho social, até então desconhecida da população desenvolvida pela empresário Terezinha Buzar e pelo empresário Francisco Carlos de Oliveira.

Há bastante tempo, os dois, além de comprar tudo que eles catam, vêem doando cestas-básicas para as 42 famílias que sobrevivem do lixão sempre que solicitadas. Efigênia revelou que não procurou ninguém para pedir ajudar, todos foram procurados por Terezinha Buzar que se ofereceu para ajudá-los.

“Principalmente dona Terezinha, sempre ela vai lá em casa, quando né ela é a Ana Carla, sempre me visitam. Eu não fui procurar elas, elas que foram procurar nós é a maneira de ajudar nós”, explicou

CESTA DE VERDADE

FC e Terezinha Buzar

Todos elogiaram o tamanho da cesta-básica, chamando-a de “cesta de vergonha”. O caminhão deixa de casa em casa, por causa de um cadastro que já existe. Acompanhe o trecho do depoimento.

“De vez em quando, quando eu vejo que meus colegas não estão com coisa com coisa, ruim mesmo, sem dinheiro aí eu peço, e quando vai é uma cesta, não é uma cestinha não, é uma cesta de verdade, de vergonha, eles vão deixar pras famílias do lixão”, disse completando:

“ quando eles vão deixar já tenho a lista de tudinho, vão deixar nas casas, sei de quem precisa mais, sei de quem trabalha e sei de quem não trabalha”.

Por conta desse trabalho social, no lixão tem gente que chama FC Oliveira, carinhosamente, de pai.

“Lá tem uma turma minha, outra turma lá que chamam você de pai por que? Porque sempre quando a caçamba vai já tem gente esperando, porque tem dia que não tem isso aqui (gesto com a mão que indica falta de dinheiro)”, concluiu

“GANHAM ELAS E GANHA O MEIO AMBIENTE”

Oração no auditório

O empresário também se emocionou pois não sabia o tamanho da gratidão e do impacto social que suas ações haviam provocado na vida daquelas 42 famílias.

Em seu discurso, falou que todos ganham com trabalhos desta natureza. Ganham catadores e catadoras que melhoram de vida, ganha a empresa FC Oliveira e ganha a natureza porque o retirar das embalagens plásticas é uma forma, brilhante, de preservar o meio ambiente.

Você viu o depoimento de pessoas simples. Ela deu seu depoimento que hoje elas tem geladeira, hoje elas tem televisão então isso pra nós mostra uma forma que a gente tem que fazer algo no sentido de gerar riqueza dentro da nossa cidade. Ganha elas, ganha a empresa e ganha o meio ambiente porque você tira do mato, das grotas, dos igarapés, você tira o lixo, desse lixo você tira o dinheiro para sustentar as famílias da nossa região, porque não dizer do nosso Codó”, disse

Chiquinho Escórcio visita o empresário Carlos Lima e consultoria

Carlos Lima e C. Escórcio

Quem visitou no último sábado, 3, o escritório da Carlos Lima Consultoria, em São Luís, empresa que trabalha em todo o Estado do Maranhão coordenando programas habitacionais direcionados aos municípios, foi o deputado federal, Chiquinho Escórcio.

Foi uma visita de cortesia, uma vez que o deputado e o empresário Carlos Lima são grandes e velhos amigos. Já fizeram a famosa dobradinha política, Chiquinho para federal e Carlos para Estadual, sobretudo, em São Bernardo (região do Baixo Parnaíba), cidade natal do empresário.

Na ocasião Carlos Lima obteve mais de 5 mil votos em sua cidade, lutando contra uma oligarquia do município. Foi o mais votado.

POLÍTICO QUE RESOLVE

Escórcio é político que dispensa comentários. Tem vasta folha de serviços prestados à sociedade codoense. Já foi senador, secretário-administrativo do Ministério da Integração, assessor especial do presidente Lula, assessor da presidência do Senado Federal, secretário especial representando a governadora Roseana Sarney em Brasília e hoje é um dos principais deputados da bancada maranhense, com a vice liderança do PMDB, um dos maiores partidos do Congresso Nacional.

A voz do deputado Chiquinho Escórcio é notória com efeito a nível estadual e federal, com ele as ações são rápidas, claras e bem definidas e com acesso imediato e aberto à todos. O deputado elogiou a eficiência do consultor Carlos Lima e de toda equipe que trabalha nos projetos Minha Casa, Minha Vida.

A Carlos Lima e consutoria tem projeto de mais de 500 apartamentos populares para Codó.

Por Jair Ribeiro

São Luís, MA

Veja com quem Zé Inácio se uniria para ganhar as eleições ano que vem

Zé Inácio

Em entrevista ao jornalista Marcelo Rocha, no último sábado, 3, o vice-prefeito de Codó, José Inácio Guimarães Rodrigues, falou sobre possibilidades de união (formação de grupo) para vencer as eleições municipais de 2012.

Como a política é muito ‘dinâmica’, (palavra usada pelos políticos para substituir termos que se aproximam mais da realidade atual, do que realmente a palavra passou a significar, a exemplo de: nojenta, bandida, falsa, inconseqüente, trairagem, ladroagem e por aí vai), o blog do Acélio fez o registro para ver como o “dinamismo’ pode mudar isso ano que vem.

O apresentador citou nomes e perguntou se haveria possibilidade de coligação. Zé só descartou um político. Abaixo, suas respostas:

COM ZÉ FRANCISCO?

Zé Francisco

Nós temos muitas convergências, tá certo? Eu com o Zé Francisco. O que eu posso responder hoje? É que a política ela é dinâmica, Nós estamos há um ano e dois meses. Não quero aqui dizer que eu não faço que vou fazer porque isso não depende exclusivamente do Zé Inácio, nem do Zé Francisco, isso depende das conjunturas e das condições. Nós estamos trabalhando, nós conversamos, temos um leque de convergência, conversamos muito politicamente”.

COM RICARDO ARCHER?

“É uma pessoa que está se dispondo, tá certo, a conversar. Não tem carta marcada, não tem hoje ascendência nem descendência de A, de B ou de C e nós estamos conversando dentro de um projeto comum para que nós possamos tirar Codó do caos que hoje ele se encontra…ENTÃO O SENHOR FECHARIA ACORDO COM ELE? Estamos conversando…DIZEM QUE ELE ESTÁ QUERENDO TOMAR A CASA DO SENHOR, É VERDADE? Eu não gostaria de me extender à este assunto, é um assunto muito particular, isso vem de anos e eu preferia deixar isso para o lado da Justiça, onde está ”

Chiquinho Oliveira

COM CHIQUINHO OLIVEIRA?

Nós temos a convicção de que se for para o bem de Codó, todos nós haveremos de estar abertos às discussões e formarmos…ENTÃO RICARDO ARCHER, CHIQUINHO OIVEIRA, POSITIVO? podemos formar sem nenhum problema”

Zito Rolim

COM ZITO ROLIM?

Nenhuma possibilidade, possibilidade ZERO”.

COM BINÉ?

“O Biné é um candidato, pelo que eu tenho sentido, que, ele e o grupo, não abrirão mão dessa candidatura. Partindo desse princípio não haveria possibilidade de acordo com ele”, depois ele voltou e consertou:

Biné Figueiredo

“O Biné eu disse que ee tem uma posição definida de ser candidato ou o filho, o descarte aí é o prefeito Zito…BINÉ PODE SER TAMBÉM? Pode, acredito que sim, a política é muito dinâmica, em relação à Zito esse não.

COM ANTONIO JOAQUIM?

Fecharia, nós temos conversado bastante, temos idéias muito parecidas, muito convergentes, até pela nossa vivência política, peã nossa experiência. Antonio Joaquim foi prefeito durante 6 anos, deputado federal vários mandatos, secretário de saúde do Estado, secretário de saúde do município, de uma experiência vasta no campo social, no campo político. Não tenho nenhuma dúvida de que formaríamos, formaremos, podemos formar”.

Pra esta turma que dá nó em pingo d’água e conserta relógio com luva de boxe dentro de piscina, tudo é mesmo possível.

Vamos ver como ficará esta costura ano que vem.

PREMONIÇÃO: Antonio Joaquim vai pagar o pato na TV Codó

A comunicação do prefeito Zito Rolim deve partir para contra-ataque esta semana contra as declarações do ex-secretário de saúde do governo Cuidando de Nossa Gente.

O blogdoacelio ficou sabendo que, entre os dias 5 e 9 de setembro, Antonio Joaquim poderá aparecer, a qualquer momento, na TV Codó, canal 13, que dá sustentação ao governo. Certamente se isso vier a ocorrer, a foto de Dr. Antonio não ficará muito bonita na telinha, dado as machucadas, de leve, que ele vem dando na administração de Rolim.

Se esta premonição se confirmar, deverá ser ao estilo NA MESMA MOEDA. Declarações de amor do nosso cabeça branca, “amigo de fé, irmão camarada (como diz seu velho jingle político do Rei Roberto Carlos) ” ao, então, amigo Zito, deverão ser levadas, exaustivamente, ao ar.

O efeito disso, a gente comenta depois, se a premonição vier mesmo a aterrorizar a vida “daquele que tantas vezes provou ser um bom companheiro”.

Amistoso: Nacional de Codó vence Monte Alegre de Timbiras

Foto:RM Produções

Foi Jogando com uma camisa verde limão, que a Sociedade Esportiva e Cultural Nacional fez seu primeiro jogo preparatório para o campeonato codoense de futebol 2011. O time comandado pelo técnico Miguel foi até a vizinha cidade de Timbiras e enfrentou o bom e rápido time do Monte Alegre.

No primeiro tempo, o time codoense teve mais posse de bola em campo, e sempre aparecia com perigo ao gol do goleiro Almeira, e foi assim que Testinha, Alex e Dufe desperdiçaram três chances claras de gols. O time do Monte Alegre não conseguia concluir as jogas no ataque, e o goleiro Régis pouco foi exigido. Aos 28 minutos, Testinha camisa 10 apareceu na cara do gol e fez 1×0 com toque por cima do goleiro almeida que demorou para sair do gol. Placa do primeiro tempo.

Monte Alegre/Timbiras

No segundo tempo, o time do Monte Alegre veio mais ofensivo e começou a ter mais posse de bola, o Nacional demonstrou cansaço em campo, e ficou recuado. Já o Monte Alegre era só ataque pelas laterais, e conseguiu empatar o jogo aos 20 minutos, após um cruzamento pela direita, a bola tocou no zagueiro Cássio e foi para o fundo do gol do goleiro Régis.

O Nacional não conseguia sair do campo defensivo, e a única forma de oferecer perigo ao adversário era os contra ataques, e foi assim que o jovem e bom meio campista Pablo camisa 13 fez o gol da vitória no apagar das luzes, confirmando assim o favoritismo o time mais tradicional da região dos cocais. Placa final: Nacional 2 x Monte Alegre 1.

Nacional jogou com:

22-Regis (goleiro) / 6 – Ronali / 4 – Cássio / 2 – Bismarques / 8 – Ralf / 5-Pedro

7 – Paulo / 9 – Alex / 10 – Testinha / 11 – Dufe / 13 Pablo

Técnico Miguel

Auxiliar Técnico: Zé Antonio

Por Rubison Muniz

Jornal Meio Norte destaca entrevista com Zezinho – Analista de Tecnologia da Informação

ZEZINHO para os codoenses, para seus colegas de faculdade e para os piauienses ele é José das Graças (nome de batismo). Formou-se recentemente em Teresina, onde reside atualmente, e já demonstra todo o seu conhecimento concedendo entrevistas para grandes veículos de comunicação, como é o caso do Jornal Meio Norte, o maior do Piauí, um dos mais respeitados do Nordeste.

Abaixo você confere o teor da entrevista onde nosso Zezinho, do qual como amigo tenho muito orgulho, explica sobre computação nas nuvens.

Navegando nas nuvens

Zezinho (Dr. José das Graças)

Você algum dia já ouviu falar de computação nas nuvens? Pois é, ela existe, e mesmo que você nunca tenha ouvido falar, já deve ter feito uso dessa tecnologia. Quando?! Por exemplo, quando utiliza um e-mail como o GMail ou o Hotmail, quando atualiza fotos online… Em todas essas situações a computação nas nuvens (do termo inglês “cloud computing”) está presente.

Computação nas nuvens é a maneira de utilizarmos, em qualquer lugar e independente de plataforma, as mais variadas aplicações por meio da internet com a mesma facilidade de tê-las instaladas em nossos próprios computadores. O analista de tecnologia da informação, José das Graças, diz que a computação nas nuvens está intimamente ligada ao armazenamento de dados arquivos de computadores, seja banco de dados como documentos ou planilhas, compartilhados e interligados por meio da internet.

“O armazenamento de dados e feitos em serviços que poderão ser acessados de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, não havendo a necessidade de instalação de programas ou de armazenamento de dados para editamos. O acesso a esses serviços e arquivos são realizados através da internet, daí o uso do termo nuvens, pois está armazenada em um servidor em algum lugar do mundo, já que as empresas preferem utilizar serviços de hospedagens fora do Brasil para maior segurança e confiabilidade dos arquivos ou banco de dados”, explica

As vantagens da computação nas nuvens estão no fato de que este modelo possibilita utilizar as aplicações mesmo sem cesso à internet ou à rede

A principal idéia desse modelo de computação é que tudo passe a ser abstrato, para que os usuários da web tenham a sensação de estar nas “nuvens”, onde tudo que se quer esteja lá, pronto para ser utilizado. Na computação nas nuvens também é possível a mobilidade e o usuário pode acessar tudo o que quer de qualquer lugar, sem se preocupar como funciona ou de onde vem aquelas informações obtidas na “nuvem”.

Segundo o especialista, as vantagens da computação nas nuvens estão no fato de que este modelo possibilita, pelo menos na maioria das vezes, utilizar as aplicações mesmo sem acesso à internet ou à rede. Em outras palavras, é possível usar esses recursos de maneira off-line. “A computação nas nuvens facilita o acompanhamento e localização no banco de dados. Como é portátil pode ser usado em celular smartphone ou tablet, desde que esteja conectada a internet”, pondera.

Modelo já é astante difundido em Teresina

Em Teresina, o modelo de computação já é utilizado por algumas empresas e usuários. “Tenho um grupo de amigos que trabalham sem se ter contato físico somente através das nuvens, por serem muito atarefados nos seus compromissos e desenvolvem aplicações em equipe cada um tem uma função diferente no desenvolvimento e moram em bairros distantes. Está tudo bem seguro ‘nas nuvens’ e é muito fácil de acessar dados. Tem muitas empresas, usuários e estudantes que já utilizam essa maravilha que a tecnologia nos proporciona”, conta o analista de tecnologia da informação, José das Graças.

Especialistas em informática acreditam que num futuro próximo ninguém mais precisará instalar nenhum. software em seu computador para desempenhar qualquer tipo de tarefa, desde edição de imagens e vídeos até a utilização de programas de escritório (Office), pois tudo isso será acessível através da internet.

Mas o modelo de computação nas nuvens não é uma unanimidade. Há vantagens e desvantagens e sua aplicação deve ser avaliada para cada caso. A primeira preocupação que costuma surgir é com relação à segurança, uma vez que os seus arquivos e informações ficarão na internet, potencialmente disponíveis para acesso de qualquer um. Mas isso costuma ser uma falsa impressão: empresas especializadas costumam oferecer uma segurança muito maior do que a que você consegue manter em seu computador pessoal.

Prefeito Nonato trabalha pesado na zona rural de Timbiras

Nonato na Morada Nova

Por Romenigue Couto/ Ascom, Timbiras

Na localidade Morada Nova, a trinta e dois quilômetros da sede do município, o movimento de vai e vem das maquinas trabalhando no Empiçarramento e construção de bueiros na estrada do povoado é motivo de comemoração para os moradores da região.

Todos estão felizes com o trabalho que o prefeito Nonato Pessoa está desenvolvendo naquela região.

“eu moro aqui há muito tempo e essa região sempre foi esquecida. No período de inverno quando uma pessoa adoecia a gente tinha que levar na rede para o campestre que fica a quase quinze quilômetros de distancia e de lá levar no carro para Timbiras, era um sofrimento muito grande, a gente vivia isolado porque era difícil passar carro no verão, imagine no inverno” disse o lavrador José Antonio, completando

“Mas agora graças a Deus entrou esse prefeito aí, o seu nonato e ta libertando agente porque aqui era uma prisão. Agora com a estrada nova vai ter carro todo dia e a gente vai para Timbiras na hora que quiser vender a nossa produção e comprar as coisas de casa mais barato, prá nós vai ficar bom demais”, concluiu

Nonato Pessoa tem feito um grande trabalho na zona rural e a recuperação de estradas faz parte desta ação que só beneficia o homem do campo.

Clodoaldo Monteles emite carta aos petistas mostrando que prefeito Nonato foi um erro

A Carta foi enviada, por email, para o blogdoacélio. Abaixo, a íntegra, assinada pelo petista, Clodoaldo Monteles, de Timbiras:

CARTA AO PT

Clodoaldo de pé, Nonato ao lado (de roxo)

Aos companheiros e companheiras do Diretório Municipal de Timbiras,

Caríssimos (as), pergunto:

1. Quantos erros iremos cometer para encontrarmos alguém que conheça o desejo de melhorar sua vida, respeitando a dignidade de quem os elegeu para um mandato popular?

2. Quantos de nós, como os eleitores timbirenses que votaram no 13, tivemos a expectativa de hoje, teruma cidade organizada e, capaz de acolher com dignidade, seus cidadãos (ãs) e, os que aqui gostariam de investir?

3. Quantos de nós, ainda baixará a cabeça para assumir todas as mazelas e desmandos deste governotorto e inerte, como se fosse nossa a total responsabilidade?

4. Quantos de nós, ainda perderá a sua dignidade como ser humano, em detrimento de não reconhecerque errou na escolha de um nome petista, com o ideal de desenvolver e dar garantias de vida dignaao povo de Timbiras?

5. Quantos de nós, ainda irá calar-se diante de tamanha arrogância de um Prefeito irresponsável e, inconseqüente com os rumos de suas decisões?

6. Quantos de nós, ainda imagina que, em sendo reeleito, seja pelo PT, seja – se Deus quiser – Por outro Partido, esse Prefeito irá melhorar a sua forma de tratar nossa Cidade?

7. Quantos de nós, pelo comodismo de estar à sombra do Poder, esmagará a cabeça de seus companheiros (as), imaginando ser a causa ideal para manter-se no Poder, mesmo não tendo nenhum Poder de decisão?

8. Quantos de nós sairemos, pedindo desfiliação do PT, por não termos coragem de assumirmo-nos como petista e, pedir de público a expulsão de membros que, envergonham o projeto político e, desrespeitam a história de nossa cidade?

9. Quantos de nós perderemos totalmente a razão e, defenderemos as oligarquias que manipulam o processo político e, as decisões de Governo, com as mais severas práticas de perseguição política, inclusive aos seus próprios defensores de 2008, como se não pudéssemos mais acreditar que a mudança não está naquela decisão, mas, na insistência de mudar sempre?

10. Quantos ainda se deixarão enganar pelo asfalto que, antes foi rateado e, só agora vem as migalhas para deslizar nosso olhar e, imaginar que tudo é meta cumprida e, não uma manta negra que,certamente nos cria uma nossa ilusão de governo?

11. Quantos ainda se deixarão enganar e, embebedar-se pelas festas que, só servem para nos mostrara quem devemos obedecer, pois nem um ou outro, deixará de estar no mesmo palanque em 2012?

12. Quantas vezes iremos nos iludir com os candidatos “pulga” que, em cada eleição buscam aninhar-se no lado que poderá tirar melhor proveito e, depois, anular quem ousar ser contra?

13. Quantos sapos iremos engolir calado, sabendo que: quem vota é o povo, quem muda é o voto, que,o 13 é maior que a batalha perdida?

Antonio Joaquim apresenta o Sucatão da Mamãe Neyde

Antonio Joaquim

O ex-prefeito e deputado federal, Antonio Joaquim Araújo Filho, esteve hoje, 2, no programa Codó Acontece. O tema central da entrevista foi a maternidade Mamãe Neyde, de sua propriedade, mas, por força contratual, atualmente sobre a administração do governo de Zito Rolim.

Valendo-se de uma cláusula contratual que o permite entrar para ver como andam as coisas por lá, o proprietário entrou e pediu para filmar a situação precária.

As imagens mostradas pela TV Palmeira do Norte denunciam um abandono preocupante. Na cozinha não existe mais o fogão industrial que apareceu no quintal da maternidade jogado ao acaso.

No mesmo local o ex-prefeito também mostrou cadeira de rodas precisando de leve conserto (assento), aparelhos de ar-condicionado danificados, mesas e camas que poderiam estar sendo utilizadas pelas parturientes. Só duas lâmpadas da mesa do centro cirúrgico acendem.

LIXÃO DA MAMÃE

Sucateada

Também foram vistos aparelhos de medir pressão arterial, balanças para pesar adultos corroídas pela ferrugem. Um lixão também foi destacado sob o protesto de Antonio Joaquim.

“Isso é uma fonte de contaminação, tem que ter um local pra botar esse lixo. Tem que ter um container tampado, não pode ser assim, isso é um absurdo. Essa é a maternidade que o povo não ver”, disse

TELHADO CAINDO

Segundo informações dele, que narrava sobre as imagens, nem o telhado sobre parte da enfermaria o governo conseguiu consertar até agora. Várias telhas estão faltando, se fosse período de chuvas a coisa estava feia na sua opinião.

“Isso é que é uma vergonha como diz o Boris Casoy, ali é o telhado, ali é onde fica a enfermaria. Elas estão internadas ali, nem o telhado conseguem recuperar. Meu Deus do céu, não é possível isso” , questionou

ESSA É A VERDADEIRA MATERNIDADE

Finalizando reforçou a ideia de que aquelas imagens retratavam a mamãe Neyde que a população codoense, até então, desconhecia.

“Assim que tá a Mamãe Neyde com a aparência lá fora muito bonitinha e lá por dentro tudo desse jeito”, concluiu