Selo Unicef Codó realizará I Circuito de Esporte e Cidadania

Acontece hoje, 4, à noite, a abertura do I Circuito de Esporte e Cidadania, realizado pela Comissão unicipal do Selo Unicef, com o apoio da Prefeitura. O evento será realizado na Av. 1° de maio, com parte da rua (em frente ao Saae) fechada para práticas esportivas de crianças e adolescentes.

“A finalidade desse circuito, é fazer uma mobilização a todas as crianças que gostam de rpaticar esporte, também é uma atividade inclusiva, onde também vai ter pessoas com deficiência, crianças, adolescentes, então é uma atividade de inclusão social”, explicou Ribamar Costa, articulador do selo Unicef em Codó

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Amanhã, além das atividades esportivas, haverá uma audiência pública.

“Durante o sábado, 5, vai ser o circuito, a prática de várias modalidades de esporte e a partir das 4h da tarde de sábado nós vamos realizar audiência pública de esporte e cidadania”, afirmou Costa

A comissão já preparou 10 equipes com cerca de 40 integrantes para cuidarem do evento, entre eles eles estão monitores e educadores físicos.

“Quem vai participar? o polo de cada bairro, nós temos seis pólos, então tá bem organizado pra que a gente tenha um controle”, explicou o articulador

O SELO

O selo UNICEF é um esforço nacional do Fundo para melhorar a aplicação de políticas públicas direcionadas à crianças e adolescentes. Codó é um dos municípios maranhenses inscritos. Cumprindo todas as metas, como os demais, receberá no final de 2012 o prêmio Selo Unicef – Aprovado, concedido à quem melhorou os inicadores sociais, incluindo neste contexto o serviço de atenção básica para este público.

Casas do Residencial Trizidela devem ser entregues daqui a 10 meses

A construção de mais mil residências no bairro Trizidela está em ritmo acelerado. Um dos motivos é que a empresa, que também construiu o residencial Santa Rita, quer cumprir o prazo de entrega estimado pelo governo.

A Amourim Coutinho quer fazer a entrega em 10 meses. Na atualidade tem cerca de 180 operários em atividade, mas é plano da empresa, segundo informações que colhemos em visita ao canteiro ontem, 3, chegar a empregar 600 homens para tentar cumprir com o prazo. Fala-se num pequeno atraso no início, por enquanto ainda não há casas erguidas.

São dois blocos de 500 casas. Cada um deles tem o valor de R$ 22. 499.928,45 a ser aplicado na construção.

Instituto Histórico e Geográfico solicita à UEMA curso de Geografia para Codó

Ofício enviado à UEMA

O Instituto Histórico e Geográfico do Codó enviou ofício ao reitor da Universidade Estadual do Maranhão, José Augusto Silva Oliveira, solicitando a criação e implantação dos cursos de Tecnologia em Gestão Ambiental/Bacharelado em Geografia.

Ao blogdoacelio, o presidente, Ribamar Amorim, explicou o motivo da solicitação.

“O IHGC viu a necessidade de nós termos membros dentro da nossa instituição que tivesse curso de nível superior e conhecimento mínimo, a nível superior, do trabalho geográfico que precisa ser feito. Nós precisamos mapear muita coisa em Codó, não só a história como a parte geográfica mesmo e isso tem que ser feito através de pessoas, devidamente, qualificadas”, justificou

Além da reitoria, o ofício também chegou à pró-reitoria de graduação da Universidade e à coordenação da campus Codó.

“Fizemos um projeto e mandamos para o reitor, magnífico José Augusto Silva Oliveira, também mandamos para pró-reitoria de graduação da UEMA e também enviamos o ofício para a diretora daqui do Centro de Ensino Superior de Codó que é a professora Deusamar”, frisou Amorim

QUANDO?

Sobre quando o curso solicitado está funcionando em Codó, o presidente do Instituto mostrou-se otimista. Disse que, possivelmente, já em agosto deste ano isso pode ocorrer.

“Talvez, pelo que foi falado com o reitor, com a diretora também aqui do campus da UEMA, talves até agosto nós já tenhamos esse curso funcionando aqui, foi rápido, o processo já estava, realmente, encaminhado, faltava somente anexar projeto e ofício”, concluiu

Zito participa da final de Copa e diz que quer continuar fazendo a alegria do torcedor

Terminou por volta das 22h30, desta quinta-feira, 3, no estádio René de Mattos Bayma a Copa de Seleção de Bairros. O troféu de campeão ficou com a equipe do bairro São Pedro sobre o time do São Raimundo.

No tempo normal, Testinha marcou para o São Raimundo e manteve o placar de 1 a 0 mesmo com apenas 9 jogadores em campo, até os 45 minutos do segundo tempo quando o zagueiro ‘Salá’ fez o gol de empate.

Com isso a partida foi para os pênaltis, terminando em São Pedro 5 ( com chutes de Marquinhos, Quixeira, Neguinho, Daniel e Xelé) São Raimundo 4 (Paulo, Testinha, Nenga, Cean) . O time campeão recebeu troféu, medalhas e a quantia de R$ 3.000,00 em dinheiro. O vice levou R$ 2.000,00.

A Copa, realizada pelo quarto ano consecutivo pelo governo Cuidando de Nossa Gente, reuniu 17 equipes.

PREFEITO FALA

O prefeito, Zito Rolim, acompanhado do secretário de saúde, Cláudio Paz, do vereador Chiquinho do Saae, do secretário de Esportes Messias Queiroz e do ex-secretário, Francisco Galileia, esteve na final.

Aos repórteres da equipe 870, rádio Mirante AM de Codó, disse que quer continuar fazendo com que o torcedor viva momentos de alegria.

“É isso que nós queremos continuar fazendo, dando oportunidade para que o torcedor codoense continue alegre, sorrindo esquecendo dos problemas nesse momento em que ele tem oportunidade para se divertir’, disse Zito

Vídeo que mostra últimos momentos de vida de Mauro já foi visto mais 8.000 vezes na internet

O vídeo que mostra a cena de Mauro morrendo dia 26 de abril após levar um tiro no rosto, disparado por um policial militar, postada pelo Correio Codoense, do colega Francisco Oliveira, copiado pelo blogdoacelio minutos depois, é um dos filmes de celular mais vistos da internet, dentro dos acontecimentos de repercussão já registrados por populares em Codó.

Até às 23h17min, de quinta-feira, 3, quando fechamos esta postagem, o vídeo já havia sido exibido nada menos que 8.518 vezes, provando o quanto os internautas ficaram chocados e interessados em ver o que fora registrado por alguém ainda não identificado (VEJA NOVAMENTE).

Quando o blogdoacelio fez a cópia, no dia 27 de abril, eram apenas 3 visualizações. Aqui ele também chegou à 42 comentários, a maioria contrária a ação da Polícia Militar e pedindo Justiça para o caso Mauro.

Continua repercutindo mal título de cidadão maranhense concedido à prefeito de Codó

Continua repercutindo mal a concessão de título de Cidadão Maranhense da Assembleia Legislativa do Maranhão ao prefeito, Zito Rolim. A iniciativa foi da deputada estadual, Graça Paz. Desta vez trazemos aos leitores do blogdoacelio, publicação do site FORUMCARAJAS.ORG.BR

Íntegra do texto:

Os deputados estaduais do Maranhão aprovaram Projeto de Resolução Legislativa nº 002/2012, de autoria da deputada Graça Paz (PDT), que concede título de cidadão maranhense ao prefeito de Codó Zito Rolim (PV). Apesar de manifestação contraria de uma minoria, ou seja apenas quatro deputados.

A honraria é designada a toda pessoa física imbuída de elevado espírito público, com relevantes serviços prestados ao Estado. Talvez pela sua inclusão do seu nome na lista suja, seja um dos méritos deste gestor.

A “lista suja” do trabalho escravo, como ficou conhecido o cadastro de exploradores de mão de obra em condições desumanas. José Rolim Filho, o “Zito Rolim” é dono das fazendas São Raimundo e São José, localizadas nos povoados Quatorze e São Raimundo, na zona rural de Peritoró, o gestor tem seu nome incluído na relação desde julho do ano passado. Acesse o link da lista:

http://www.reporterbrasil.com.br/listasuja/resultado.php

Trabalho escravo e inclusão na lista

Em dezembro de 2010 a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Maranhão (SRTE/MA) encontrou 24 pessoas – incluindo um jovem de 17 anos – em condições análogas à escravidão na Fazenda São Raimundo/São José, pertencente ao prefeito de Codó (MA), José Rolim Filho, conhecido como Zito Rolim (PV).

Os libertados na Fazenda São Raimundo/São José foram arregimentados pelo “gato” Antônio Mauro. Duas mulheres responsáveis pelo preparo das refeições estavam entre as vítimas. Uma delas estava acompanhada de duas filhas com idades entre 5 e 6 anos e do filho de 13 anos. O adolescente ajudava sua mãe nas tarefas diárias e tinha a função de levar a alimentação até a frente de trabalho, que ficava a 3 km de distância dos barracos utilizados como alojamento. Os empregados eram responsáveis pelo “roço de juquira” – limpeza da área para formação de pasto para pecuária extensiva.

FONTE: www.forumcarajas.org.br

Codoenses reclamam da bagunça que virou o ato de estacionar no centro da cidade

Estacionar no centro de Codó continua muito difícil. Existe a sinalização, mas ela é ignorada, principalmente na rua Afonso Pena. A primeira dificuldade que isso cria é a falta de espaço. As motos tomam as vagas dos carros e o contrário disso também ocorre.

No dia-a-dia, um condutor ou motorista fica reclamando do outro e todos perdem paciência e tempo para estacionar.

“É moto toma o lugar dos carros…DEMORA QUANTO TEMPO PRA ACHAR UM LUGAR? uns 15 a 20 minutos”, reclamou o motorista Raimundo Martins

SEM FISCALIZAÇÃO

Como não existe fiscalização de trânsito, cada um ocupa o espaço que consegue como bem entende. Se estar irregular ou não pouco importa, pois não há punição. Para o funcionário público, Darlan Paz, falta colaboração entre as pessoas.

“O fluxo de moto em Codó cresceu muito e a população insiste em não colaborar na questão do estacionamento, acho que é uma questão educativa isso”, justificou

BAGUNÇA

Em relação à estacionamento o problema vai além da falta de espaço. As vezes aquele que consegue a vaga é quem se torna o problema.

Flagramos o caso do ônibus coletivo de determina empresa tentando fazer o giro obrigatório em frente às lojas Sampaio e Noroeste para sair passando em frente à Prefeitura. O motorista, José Milton Pereira da Silva, foi obirgado a causar, mais uma vez, congestionamento no centro porque alguém deixou o carro parado no lugar errado. Ele estava muito irritado, cobrando providências.

“Sem dúvida nenhuma meu amigo aqui não tem condições ou o cara fiscaliza ou libera logo pra todo mundo, Deus por si, todo mundo fazer do jeito que puder, isso aqui é uma esculhambação”, reclamou

Em razão de estacionamentos errados ficar parado no centro é muito comum, sobretudo nos horários de maior movimentação. O empresário Gessielton Alves, também reclamou

“É muito complicado andar nesse horário de pico…muito tempo, agora tenho que e pegar a criança na escola e ela já está lá com uns 15 minutos esperando”, disse com ar de indignação

TIMBIRAS – Carlinhos Borba fala sobre sua posição no G10 e das ausências nas reuniões

Carlinhos Borba

Após ler a nota no blogdoacelio sobre a possível saída de Carlinhos Borba do G10, o jornalista Alberto Barros conseguiu fazer contato com o pré-candidato. Por sua vez, disse que não tem a intenção de sair do grupo

“Não saí e nem vou saí. O grupo é interessante e os companheiros tem valores” disse Borba acrescentando que cada uma vem se organizando de forma individual, mas com o mesmo pensamento de marcharmos juntos em prol de um único nome”, escreveu o jornalista

Em seu programa de rádio (Cidade Notícias/FCFM), Alberto Barros acrescentou que o motivo alegado por Carlinhos para suas ausências nas reuniões do grupo seria muita ocupação profissional, uma vez que é gerente geral da Caixa Econômica Federal.

Barros também disse que ao falar com o pré-candidato a prefeito ouviu dele que a casa naquele momento estava cheia de pessoas à quem, delicadamente, recebia.

O que esperar da entrevista de Ricardo Archer na FCTV, ele vai?

Foto de Ayala Mota

O jornalista, Marcelo Rocha, já está afiando a língua e preparando seu, inesgotável, caderno mental de perguntas para receber, no programa Confidencial (FCTV), uma das maiores personalidades políticas de Codó – nada menos que Ricardo Archer (PMDB).

Ex-prefeito de dois mandatos consecutivos, ex-deputado estadual, Archer é um homem com muitas histórias pra contar. Apesar de toda a expectativa, gerada até pela FCTV que já anuncia a entrevista em seus intervalos comerciais, ainda existe a incerteza da presença do convidado naquela velha mesa, frente a frente com Marcelo

No site de sua emissora, rádio Eldorado AM, Archer, em postagem recente, deixou o clima no ar. Chamou de ‘bastante interessante’ a proposta que teria sido feita por Marcelo e o diretor do Sistema FC de Comunicação, Cícero de Sousa, mas não disse nem sim, nem não (ainda).

”Esta não é a primeira vez que sou convidado a participar de um programa de entrevista que a emissora tem. Recebi em minha casa a visita de Cícero de Sousa e do apresentador Marcelo Rocha e os dois me explicaram o teor do programa. Achei bastante interessante, mas não sei se vou participar”, descreve o site transcrevendo palavras do ex-prefeito

Se aceitar, o telespectador terá um bom programa, acredito, por conta da relação que entrevistador e entrevistado mantiveram no passado. Marcelo Rocha, vale lembrar, foi o marqueteiro responsável pelas duas eleições de Ricardo Archer a prefeito de Codó.

No primeiro mandato, chegou a ser assessor de Comunicação do governo. Para o blogdoacelio, Ricardo deixou escapar que, se for ao vivo, ele vai ao Confidencial, gravado jamais.

EDUCAÇÃO: Prefeitura constrói escola de 4 salas de aula no povoado Monte Cristo

Já está bem avançada a obra de construção da escola do povoado Monte Cristo (na região de Santo Antonio dos Pretos, MA- 026). Na reportagem feita pela repórter Kelly Macêdo boa parte das paredes foi mostrada erguida.

De acordo com informações do secretário municipal de infraestrutura, Márcio Esmero, serão 4 salas de aula, além de biblioteca e sala de informática.

“São 756m² de área construída, tem o bloco pedagógico que é secretaria, diretoria, cantina, banheiro, biblioteca, sala de informática, então é toda a infraestrutura para a educação do alunado aqui da zona rural’, disse

Esmero destacou também que a Prefeitura está utilizando-se do mesmo padrão das construções da cidade.

“Vale ressaltar o padrão de qualidade dessa obra, visto que trata-se do mesmo padrão que nós usamos na zona urbana, piso cerâmico, toda com revestimento, reboco, cerâmico nas áreas molhadas, toda estrutura para o aluno desempenhar suas atividades”, disse

Na reportagem não foi revelado quando a escola de Monte Cristo será concluída e entregue àquela comunidade.