Paulinho contradiz irmão e afirma que Saae trabalha na zona rural

Diretor Paulinho

Totalmente contrárias às palavras do irmão Chiquinho do Saae na Câmara respondendo a provocação de seus pares, na sessão que encerrou o primeiro semestre legislativo, o diretor Paulinho Maclaren, afirmou ao repórter Daniel Sousa, rádio Mirante AM, que a autarquia está sim senhor cuidando dos problemas na zona rural.

Nos exemplos, incluiu até a Bacabinha que Antonio Zaidan denunciou estar sem água porque os moradores se recusam a fazer vaquinha para pagar a energia elétrica. Também incluiu a região do Corujão.

“Você ver o problema da Bacabinha queimou uma bomba e eu tive que mandar lá uma bomba verificada, né, casos onde tem que ser feita a limpeza, as impurezas dos poços. Aqui no Corujão, essa região da Cit tem que ser colocado esses filtros para que a gente possa resgatar estes poços, não perfurar outros poços, resgatar estes poços antigos”, disse complementando “As pessoas tem que ter consciência de que não se resolve tudo numa hora, muita coisa pra se resolver”.

DESESTRUTURADO

Maclaren se reclamou das condições em que encontra-se a autarquia municipal. Segundo o diretor, ela só tem um caminhão para dar conta da zona rural e da urbana.

“Você ver aqui Daniel, o Saae só tem um caminhão, pra dá conta de tudo. Dá conta de Cajazeiras, dá conta do 17, dá conta de toda Codó e dá conta da zona rural. Nós temos um caminhão pra atender isso e estamos atendendo à todos eles e o Zito não tem medido esforços para atender a zona rural”, argumentou

QUANDO ZITO PEDE?

E deixou uma dúvida no ar. Pelo que falou “todos os lugares que o Zito pediu” tiveram seus problemas solucionados e ainda disse que se eles não foram solucionados a culpa não é do Saae. Resta saber sobre os problemas por onde o prefeito não tem passado. Veja.

“Você pode ter na certeza, você pode ir no livramento, em todos os lugares que o Zito pediu, reivindicou o Saae nós estivemos lá para solucionar o problema, agora os problemas não foram solucionados culpa não é da gente, nós tamo tentando solucionar. Agora eu digo, mais foram solucionados que problemas de que não foram solucionados”, afirmou

PARA O BLOG

Sem citar à quem se referia, Paulinho Maclaren deixou um recado “aos donos de blogs” que publicam coisas sem procurá-lo.

“Infelizmente eles não vêem, eles colocam coisas nos seus blogs. Tem que fazer como você tá vindo aqui, conversar comigo, sabe?, pra ver o que está acontecendo. Não dizer que o saae vira as costa pra zona rural, que o Saae não tá nem aí, que não é isso”, disse

Se for para o blogdoacelio, esta não cola porque o outro lado da questão veio do próprio Chiquinho do Saae na Câmara. Está no último semanário, nas gravações da Casa e nas minhas também, por medida de segurança. Foi Chiquinho quem disse que onde não há arrecadação, fica difícil para a autarquia atuar(CONFIRA).

NOVIDADE: Estão vendendo postos de trabalho nas UPAs do interior prestes a inaugurar

A informação foi publicada pelo imirante.com dando conta de que o secretário de Estado de Saúde, Ricardo Murad, solicitou ontem, 28, ao secretário de Estado de Segurança Pública, Aluísio Mendes, uma rigorosa investigação da denúncia de que estaria ocorrendo no interior do Maranhão a venda de postos de trabalho nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) que estão prestes a serem inauguradas pelo Governo do Estado.

Nem o secretário denunciante, nem a reportagem, disse que cidade está vendendo postos de trabalho em suaUPA, limitando-se a afirmar apenas que.

– É uma denúncia gravíssima que será apurada com rigor. Não permitiremos em hipótese alguma que se cometa estelionato usando o nome da Secretaria de Estado da Saúde. E alertamos a população que os profissionais de saúde para as nossas unidades serão contratados por critérios técnicos – disse Ricardo Murad.

O secretário Aluísio Mendes determinou a imediata abertura de inquérito policial para investigar o caso.

Toda cidade com UPA prestes a ser inagurada ficou sob suspeita. Será aqui, ali, acolá? quem tá vendendo?

Convenhamos é uma novidade no meio. A prática mais comum, tão criminosa quanto este tipo de estelionato, é a distribuição de postos de trabalho feita por políticos (prefeitos, vereadores, amiguinhos do alto escalão).

STJ: Cumulação de cargos públicos é mero ato irregular e não ato de improbidade

Desta notícia alguns codoenses, sobretudo políticos, vão gostar. Rola uma discussão desta no município envolvendo vereadores.

Fonte: Supremo Tribunal de Justiça

A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou o entendimento de que um servidor público que acumulou cargos de assessor jurídico em dois municípios do Rio Grande do Sul não cometeu nenhum ato de improbidade, mas apenas uma irregularidade. Com essa posição, a Turma manteve decisão do relator do caso, ministro Humberto Martins, que havia rejeitado recurso do Ministério Público do Rio Grande do Sul.

Para o relator, embora a acumulação de cargos seja proibida pela Constituição, o servidor realizou rigorosamente os serviços de assessor jurídico e recebeu pouco pelas atividades, o que não gerou enriquecimento ilícito. Por essa razão, ele não poderia ser condenado por improbidade administrativa, já que também não houve dano ao erário.

O Ministério Público estadual moveu ação de improbidade para enquadrar o servidor na Lei 8.429/92 (Lei de Improbidade Administrativa), pela suposta prática de ato contrário aos princípios da administração pública.O juiz de primeira instância entendeu que não estava caracterizado o ato de improbidade, por não haver dolo ou culpa na conduta do réu, nem prejuízo ao erário. O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) manteve a sentença, decisão contra a qual o Ministério Público interpôs recurso especial no STJ.

Segundo o ministro Humberto Martins, a Lei 8.429 resguarda os princípios da administração pública sob o prisma do combate à corrupção, da imoralidade qualificada e da grave desonestidade funcional. Porém, não se ocupa de punir meras irregularidades administrativas ou transgressões disciplinares, as quais devem ser processadas e julgadas em foro disciplinar adequado.

O ministro observou que, na hipótese de acumulação de cargos, havendo a efetiva prestação de serviço, o valor irrisório da contraprestação paga ao profissional e a boa-fé do contratado, deve ser afastada a hipótese de enquadramento em ato de improbidade administrativa – sobretudo quando as circunstâncias do caso evidenciam a ocorrência de simples irregularidade e a inexistência de desvio ético ou inabilitação moral para a função pública. Entre outras penas, a Lei de Improbidade prevê a perda da função pública e a suspensão dos direitos políticos.

“Sabe-se que a Lei 8.429 é instrumento salutar na defesa da moralidade administrativa, porém a sua aplicação deve ser feita com cautela, evitando-se a imposição de sanções em face de erros toleráveis e meras irregularidades”, acrescentou.

Como esse entendimento já está consolidado na jurisprudência do STJ, o relator havia rejeitado o recurso em decisão monocrática, o que levou o Ministério Público a recorrer ao colegiado da Segunda Turma – onde a posição do ministro foi mantida

Zito bate em ex-prefeitos e diz que ‘seria um cínico’ se ainda fosse aliado de Chiquinho Oliveira

Sobre os ex-prefeitos (Ricardo, Antonio e Zé) Zito Rolim disse que nunca rompeu, eles é que romperam com ele. “Eu não rompi com ninguém eles é que romperam comigo”, sustentou

Também afirmou que os três se juntaram porque querem o lugar dele na Prefeitura. “Se juntaram por estar querendo este lugar onde estou hoje”, garantiu

E O FC?

Sobre Chiquinho Oliveira também afirmou que este foi quem quis romper com ele, embora não tenha revelado o motivo. Rolim disse que se acha diferente de todos porque quer sempre a harmonia e os outros políticos querem a briga, que só prejudica Codó.

“O Chiquinho, simplesmente, entendeu que devia romper comigo, bom é uma opção dele que entendeu que não devia mais marchar comigo (…) acho que sou diferente mesmo, a gente tem procurado de todas as formas manter a harmonia porque de qualquer forma Codó é uma família, somos todos irmãos e essas pessoas, ao invés de ajudar, fazem é se afastar’, disse

TACA DE CHIQUINHO

Para exemplificar que Chiquinho o abandonou citou as críticas que as emissoras do grupo FC de Comunicação vêem fazendo desde o rompimento entre ambos.

E disse que se ele (prefeito) suportasse tudo que dizem contra o governo dele nas emissoras de Chiquinho e ainda fosse seu aliado, ele seria muito cínico, uma pessoa sem amor próprio.

“Tá claro e é verdade, politicamente nós não estamos marchando juntos, até porque eu não seria cínico, irônico, vocês observam o meio de comunicação dele bate o tempo todo na gente, na nossa administração, então eu seria uma pessoa muito cínica, uma pessoa sem responsabilidade sem amor próprio para aceitar tudo isso”, afirmou

Zito revela que Ricardo quer tomar casa de Zé Inácio

Juntos, mas separados?

Essa veio do prefeito de Codó, Zito Rolim, em entrevista ao jornalista Alberto Barros, nesta quinta-feira, 28, diga-se de passagem para um enorme público, já que além de transmissão pela TV Codó e rádio Mirante AM, a entrevista também foi retransmitida pela internet.

Dado momento da conversa, Zito afirmou que o ex-prefeito Ricardo Archer move uma ação na Justiça para ‘tomar’ (termo usado por ele) a casa onde hoje mora o ex-prefeito, Zé Inácio.

“O ex-prefeito Ricardo Archer tá querendo tomar a casa do ex-prefeito Zé Inácio, esta ação tá rolando aí”, reforçou o apresentador Alberto Barros

O prefeito lembrou que Archer deixou no ar, no Debate da Palmeira do Norte, que brigou de migué com Antonio e Zé, no passado. Rolim aproveitou para alfinetar e garantiu que não usa desses artifícios, briga pra ele só se for de verdade, muito embora seja admirador do diálogo, lógico, naquele momento, aproveitando sua posição de vítima em que o deixaram os ex-prefeitos.

A declaração de que brigava de migué feita por Archer no Debate foi deveras infeliz.

Será se alguém terá alguma dúvida disso agora com esta revelação de Rolim?

Formatura: Aviso do blogueiro aos visitantes

Entre amigos e formandos

Caros visitantes deste blog, hoje diminuiremos o ritmo de postagens.

Estaremos em Caxias, por conta da nossa colação de grau que ocorrerá no clube Alecrim. A semana de eventos alusivo à este importante momento começou na última segunda-feira, 25, com o descerramento da placa com o registro fotográficos dos formandos.

Na terça foi dia de culto, na quarta aconteceu a aula da saudade e hoje a colação. Amanhã haverá uma missa e no Sábado o grande baile.

Se notarem um freio na produção do blog, eis aqui a justificativa. Mas não se preocupem, não consigo passar muito tempo fora deste espaço de todos.

Grato pela compreensão,

Acélio Trindade

Zito quer descobrir gás natural no município de Codó

Zito Rolim

De acordo com informações do assessor de comunicação, jornalista Alberto Barros, em seu programa de TV, o prefeito Zito Rolim estava ontem, 27, em São Luís para, entre outras coisas, conversar com os integrantes do grupo OGX, do oitavo homem mais rico do mundo, o brasileiro Eike Batista.

A OGX descobriu recentemente uma fonte de gás natural no município de Capinzal do Norte. Segundo Alberto Barros, Rolim está tentando convencer a empresa a procurar fontes do mesmo gás dentro do município de Codó.

“Os empresários que descobriram o gás natural em Capinzal do Norte comece a explorar aqui em Codó também. O prefeito Zito já está se articulando para que estas empresas comecem a explorar o território codoense, porque se Capinzal do Norte tem, foi possível encontrar gás natural por que Codó não tem?”, afirmou

No final da rápida notícia, que sustentou ter dado em primeira mão, justificou o interesse do prefeito de Nossa Gente.

“Porque o compromisso do prefeito Zito é com a cidade, é com o progresso e o progresso está chegando”, concluiu Barros

FUTEBOL DA TACA – atletas armados de revólveres põem em risco vida de juízes em Codó

O alerta veio do presidente da Associação de Árbitros de Futebol de Codó, José Carlos. No programa Comando Esportivo (TV Codó) ele voltou a fazer a denúncia de que atletas estão indo armados, bêbados e drogados para participarem até mesmo de competições oficiais do município, como acontece na insegura segunda divisão.

NA BALA

Segundo o presidente, até revólveres são levados para os campos e a principal, possível, vítima é o árbitro de cada partida.

“Aquela questão que eu denunciei que eu denunciei de atletas que vão embriagados pra campo, que vão armados de faca, que vão com revólveres, atletas que estão usando de outros artifícios para se drogarem e aí acabarem com o espetáculo. Eu não tiro uma palavra da minha colocação e se for o caso eu provo o que estou dizendo. As agressões à arbitro vão continuar”, afirmou Zé Carlos ao repórter Paulo Silva

JUIZ NA PORRADA

Por muito pouco ainda não aconteceu tragédia maior, mas o número de juízes agredidos e humilhados em campo por erros que todos podem cometer nem se conta mais em Codó na opinião do presidente.

Não há segurança policial, por isso ele é da opinião de que os juízes de futebol vão continuar apanhando. Uma das consequências disto é o número cada vez menor de pessoas que se interessam por esta função dentro das quatro linhas no município

“Aqui no Tiro de Guerra em frente à uma entidade federal de segurança Pública vários árbitros já foram agredidos e eu não sei até quando isso vai acontecer e isso inibe as pessoas que querem participar do quadro de árbitros”, reclamou

Ministério Público arrocha o nó e ingressa com ação contra BINÉ por desvio de medicamentos, carteiras e merenda escolar

Biné sai do depoimento

SÃO LUÍS – A 1ª Promotoria de Justiça de Codó ingressou com uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra o ex-prefeito Benedito Francisco da Silveira Figueiredo, a ex-primeira dama Eliane Costa Carneiro Figueiredo, Eudix Tereza Carneiro da Silva (irmã de Eliane Figueiredo), Fundação Projeto Comunitário Alimentar e Flora Maria Oliveira Reis (ex-presidente da fundação). O motivo da ação foi o suposto desvio de medicamentos, carteiras e merenda escolar do município, operação frustrada pela ação da Polícia Militar.

O fato ocorreu em 26 de maio de 2009 quando um caminhão da Líder Agropecuária Ltda. foi abordado por policiais militares no Povoado KM 17, próximo a Codó. No momento o veículo era conduzido por Tarcízio Cláudio da Silva, que estava prestando serviços para a empresa Cosama. Tanto a Cosama quanto a Líder Agropecuária são empresa do Grupo Figueiredo, de propriedade de Benedito Francisco da Silveira Figueiredo, mais conhecido como Biné Figueiredo.

O caminhão era acompanhado por outro veículo, que trazia a ex-primeira dama, Eliane Figueiredo. Em seguida chegou ao local o deputado Camilo de Lellis Carneiro Figueiredo, filho do casal. O deputado tentou conseguir a liberação do caminhão junto aos policiais e, diante da negativa, deixou o local junto com sua mãe.O motorista do caminhão, que havia se recusado a abrir o baú do caminhão também fugiu, levando as chaves do veículo.

Com a chegada do delegado regional Eduardo Galvão e do comandante da PM, major Jairo Xavier Rocha, decidiu-se remover o caminhão ao Posto Fiscal da Secretaria de Fazenda localizado no povoado. No local apareceu Flora Maria Oliveira Reis, com as chaves do caminhão e uma nota fiscal supostamente relativa à carga, que seriam carteiras escolares pertencentes à Fundação Projeto Comunitário Alimentar.

No entanto, ao abrir o caminhão, verificou-se que além de carteiras escolares havia merenda escolar e medicamentos pertencentes ao Município de Codó. As investigações da polícia apontaram que a nota fiscal apresentada era fria. O Instituto de Criminalística (Icrim) comprovou que a nota foi emitida com data retroativa. Também foi descoberto pela polícia que o carregamento estava sendo levado para o município de Peritoró, onde Eudix Tereza Carneiro Silva exercia o cargo de secretária de Ação Social. Seria ela a responsável pela receptação e distribuição dos produtos.

Na tentativa de justificar que os medicamentos pertenceriam à Fundação Projeto Comunitário Alimentar, foi simulado um convênio entre o Município e a fundação. O contrato, no entanto, foi assinado por Flora Maria Oliveira embora na suposta data de assinatura o presidente da entidade fosse Sérgio Murilo Carneiro Figueiredo, filho de Biné e Eliane Figueiredo. O convênio também não consta em qualquer ata de reunião do Conselho Municipal de Saúde e sequer foi encontrado nos arquivos da Prefeitura Municipal.

Outro indício de irregularidade está no fato de os medicamentos apreendidos (muitos com a data de validade vencida) serem do mesmo lote dos existentes, na época, no almoxarifado da prefeitura de Codó, Centro de Especialidades Odontológicas e farmácia básica do município. Além disso, uma das caixas apreendidas trazia a identificação de um convênio firmado entre o Município e a Secretaria de Estado da Saúde.

O titular da 1ª Promotoria de Justiça de Codó, Gilberto Câmara França Júnior, considera que os atos praticados pelos envolvidos causaram enriquecimento ilícito e prejuízo aos cofres municipais. Se condenados, eles estarão sujeitos a penalidades como o ressarcimento integral do dano causado aos cofres públicos, perda de bens e valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, suspensão dos direitos políticos por cinco a oito anos, pagamento de multa e proibição de contratar ou receber qualquer tipo de benefício ou incentivo fiscal do Poder Público pelo prazo de cinco anos.

As informações são do Ministério Público.

Fonte: Imirante.com

Equipamentos do novo hospital de Timbiras começam a ser montados e instalados

Equipamentos chegando

O hospital de cinqüenta leitos conseguido pela prefeitura de Timbiras junto ao estado teve a sua obra concluída. Nesta terça feira 26/07 os equipamentos começaram a chegar e segundo engenheiro Arnaldo Ribeiro responsável pela obra e a montagem dos equipamentos, isso serve como um cala boca para algumas pessoas que ficavam torcendo contra e dizendo que o hospital não seria concluído e mesmo que fosse os equipamentos não seriam comprados.

“O hospital foi concluído e hoje estamos descarregando três caminhões com a primeira parte dos equipamentos mais pesados. A partir de agora todos os dias estaremos recebendo cargas de equipamentos até que sejam entregues na sua totalidade e os técnicos possam iniciar a montagem”, disse

Para o secretario de saúde do município, José Cândido, essa conquista representa melhoria em qualidade e quantidade no atendimento, essa tem sido uma preocupação do estado em descentralizar as ações de media complexidade, para que estes serviços não fiquem centralizados em Caxias, Presidente Dutra, Imperatriz ou São Luis. O objetivo é que estes serviços sejam oferecidos na própria região, facilitando o acesso ao paciente que precisa do atendimento.

na porta do novo hospital

O prefeito Nonato Pessoa disse está muito feliz e que o povo de Timbiras está de parabéns e comemorando a chegada deste hospital. Timbiras tem noventa e um anos, nós estamos apenas com dois anos e sete meses de governo e já conseguimos obras importantes para os timbirenses, esse hospital é uma delas. Eu não sou vaidoso quero agradecer as parcerias, o apoio do meu parceiro Robson Alvim que através do seu peso político foi muito importante nesta conquista, o compromisso do deputado estadual Ricardo Murar, hoje secretario de saúde do estado e a força da governadora que está revolucionando a saúde do maranhão. Quando cheguei à prefeitura de timbiras encontrei o hospital fechado, parte do teto tinha arriado e o centro cirúrgico estava cheio d’água.

A gente deu a volta por cima e graças a deus hoje podemos dizer que já fizemos muito pela saúde dos timbirenses. Disse o prefeito nonato.

Despachando

O professor Jose Alencar disse estar feliz, é importante que todos os timbirenses venham ver a qualidade desta obra, ela é a nível de capital. É nesta hora que se ver a importância de escolher bem os nossos representantes, o reconhecimento do povo vem através de ações como esta, que vai trazer uma serie de benefícios a população, exatamente no que todo mundo precisa, saúde.

Texto: Romenigue Couto

Assessoria de Comunicação de Timbiras