Timbiras – Cerca de 4 mil banhistas participam da abertura da Prainha de Verão

Prainha Timbiras

Aproximadamente quatro mil pessoas estiveram presentes na festa de abertura da temporada 2011 da prainha de verão em Timbiras na tarde deste domingo, 24/07/2011.

A festa começou às duas e meia da tarde, quando as barracas já estavam todas lotadas com pessoas de Timbiras e varias cidades da região dos cocais, em sua maioria de Codó e Coroatá.

Barracas lotadas

O ponto alto da festa foi a partir das três horas quando o espaço ficou praticamente cheio de gente animadas e curtindo ao som de pizeirão do forró e contemplando as maravilhas do local preparado especialmente para garantir todas as condições necessárias para uma diversão tranqüila.

Para isso tinha homens treinados fazendo a segurança dentro e fora d’água, apoio de profissionais da saúde, policia militar e vinte oito barracas com um atendimento especial.

Segurança presente

A prefeitura de timbiras através do prefeito Nonato Pessoa agradece a todos que compareceram e prestigiaram a festa de abertura da prainha e convida para um novo encontro no próximo domingo com a banda desejo de mulher de Vargem Grande.

Texto: Romenigue Couto

Fotografias: Jair Ribeiro

Oportunidade – Câmara de Codó anuncia que fará concurso público

Ver. João de Deus

O presidente da Câmara Municipal de Codó, vereador João de Deus Bomfim, confirmou ao blog do Acélio que pretende realizar concurso público até o final de novembro de 2011.

No último dia 22 de julho, uma comissão, composta pelos parlamentares João de Deus, Antonio Zaidan e Antonio Saruê, pelo contador da Casa e pelo advogado Leandro Cardoso esteve em São Luís fazendo contato com a Fundação Sousândrade que mandará sua proposta de serviços técnicos especializados até o final desta terça-feira, 26.

O presidente garantiu que outras empresas que realizam o certame também serão contatadas. A que melhor proposta apresentar, será a contratada.

SALÁRIO e VAGAS

Sete vagas serão abertas para o cargo de técnico legislativo, com salário de R$ 1.635,00. A inscrição deverá ser feita pela internet, caso seja a Sousândrade a vencedora, ao preço de R$ 40,00.

O último concurso foi feito em 2007. Das sete vagas abertas na época, 3 chegaram a ser ocupadas, mas todos estes servidores passaram em outros concursos e saíram de Codó. Os demais não puderam ser chamados porque o prazo de validade do certame expirou em 2009.

O anúncio do concurso já é fruto da organização pela qual vem passando o legislativo municipal atualmente sob o comando de João de Deus.

Gafes do Debate: Ricardo deixa escapulir que “brigou de migué” com a Liga dos Super Amigos

Ricardo e Zé

O mundo dos políticos é mesmo intrigante. Há coisas que morrem com eles, outras, que também deveriam ter o mesmo mórbido destino, saem tão naturalmente que nem se dão conta do peso de suas gafes.

No último encontro de blá-blá-blá dos ex-prefeitos, Ricardo deixou escapulir quão enganosa são e foram as brigas entre ele e todos os demais com quem já se digladiou na corrida pela viúva que nunca morre.

Tentando manter sua pretensiosa e eterna tese de que não há briga entre Chiquinho Oliveira e Zito Rolim, nosso ex, nascido no ano de 1952 no Rio de Janeiro, exaustivamente, chamado de codoense por Antonio Joaquim, se contradisse, ou, no mínimo, não soube dar coesão ao que queria dizer.

VERDADE OU DE MIGUÉ?

Primeiro revelou que, a exemplo do que ocorrera entre ele e os participantes do debate, briga, as vezes, não significa briga mesmo, de verdade. Para provar isso, direcionou-se, sorrindo, à Zé Inácio e perguntou:

“Nós dois, nós brigamos e a gente sabe como é que briga não sabe? Então pronto”, afirmou

Num segundo momento da fala, se referiu à Antonio Joaquim. Este, mais experiente, retrucou – NÃO SENHOR, NUNCA BRIGAMOS, SÓ DIVERGIMOS. Na sequência, o carioca codoense disse que quando ocorria a briga, ainda que de mentirinha, o pau cantava. Observe a transcrição do diálogo:

“Taí Antonio Joaquim, nós dois não já brigamos? Não senhor, divergimos (responde Antonio/ na sequência diz Ricardo) – é, divergimos, mas sabe que quando acontece o pau canta, essa conversa de – não , só passando a mão, eu sou amiguinho dele e nós estamos brigados – não existe, isso é coisa de menino, política e Prefeitura é coisa séria, entendeu?”, afirmou

DÁ PRA CONFIAR?

Sinceramente fiquei perplexo. Deixaram no ar que as brigas entre eles dão em “cantada de pau’ só para parecerem verdadeiras e o carioca ainda teve a coragem de comparar o que rolou entre eles, agora formando a Liga da Justiça (com os Super Amigos), com o que há entre Rolim e Oliveira na atualidade.

Agradeço aos ex por tudo que disseram que já fizeram por minha Codó, mas, pelo o amor que juram ter aos meus conterrâneos, dêem um tempo para meu município.

Como acreditar neste grupo que deixa no ar que brigou de ‘Miguelagem’ e depois seus integrantes me aparecem trocando confetes na TV, escondendo as serpentinas e tudo aquilo que poderia atrapalhar seus planos à época de suas separações?

Desculpe senhores, não consigo.

Sinceramente, vendo esses caras senti até saudades do Biné.

Margaridas: Caravana de lavradoras codoenses vai à Brasília em agosto

OBJETIVOS/PAUTA

O objetivo é abrir diálogo com o Governo pressionando por meio do maior movimento organizado de mulheres trabalhadoras rurais da América Latina, que deverá contar com a presença de 100 mil mulheres em 2011.

Na pauta sete eixos principais serão discutidos : biodiversidade e democratização de recursos naturais; terra, água e agroecologia; segurança alimentar e nutricional; autonomia econômica, trabalho e renda; saúde pública e direitos reprodutivos; educação não sexista, violência e sexualidade; democracia, poder e participação política.

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, disse que o conjunto da pauta será tratado com prioridade.

“Como a Marcha das Margaridas é organizada pela Contag, o MDA foi convocado e está acompanhando as negociações. Vale ressaltar que estamos avançando no Programa de Documentação das Trabalhadoras Rurais, no Pronaf Mulher e na titulação, buscando a possibilidade que a emissão de títulos seja feita para a chefe de família e não exclusivamente para o casal”, afirmou o ministro em recente entrevista do MDA.

Plantão: Homem chama policiais de “bando de veados” e acaba preso por desacato

19 boletins no sábado

O plantão da PM na noite de sábado, 23, foi bastante movimentado. Na manhã de domingo o sargento Carlos, que estava a frente da guarnição teve que relatar ao comando da Nona Companhia Independente nada menos que 19 boletins de ocorrência, de uma única noite.

A maioria registrou baderna e detenções por excesso de embriaguez. Só na rua José Mariano Saads, Codó, foram três prisões por baderna. Uma mulher da rua São José, Santo Antonio, acionou a PM e foi acompanhada até a delegacia, para prestar queixa, porque estava sendo ameaçada de agressão por seu companheiro.

SOM ALTO

Na Av. Vitorino Freire, Marcos e Antonio foram parar na delegacia, também na noite de sábado, por desobedecerem dois pedidos da polícia para baixar o som do carro. Por derespeito à lei do silêncio tiveram um gol branco apreendido e levado à delegacia, por volta das 23h10min. O carro ficou, mas os dois foram liberados.

DESACATO

O caso mais curioso do plantão se deu na rua 20 de janeiro, São Francisco. Diz o boletim da PM que por volta das 20h a guarnição fazia ronda na área quando o cidadão identificado como sendo Francisco J. da Silva começou a proferir, contra os militares, palavras de baixo calão.

Entre elas teria chamado os policiais de “bando de veados”, como está registrado no B.O. Não deu outra, Francisco acabou preso por desacato a autoridade. No boletim consta que ele estava “diminuindo, assim, a imagem da mesma ” (referindo-se o policial que escreveu à guarnição da PM).

Guarda Municipal organiza mercado aos domingos e feriados

rua João Pessoa

A Prefeitura de Codó está organizando o trânsito de pedestres, motos e demais veículos automotores na área do mercado central aos domingos e feriados, quando a movimentação é mais volumosa.

O trabalho fica por conta da Guarda Municipal que tem fechado as ruas principais que dão acesso à feira.

“A gente já vem realizando isso há alguns meses para facilitar a compra das pessoas. Fechamos as principais entradas para que só pessoas possam transitar livremente sem preocupar-se com carros e motos, por exemplo”, explicou ao blog o guarda municipal, Ribeiro.

Guarda Municipal Codó

Uma das melhorias que a ação possibilitou foi a organização dos feirantes na rua João Pessoa. Duas filas de venda se formam agora e o espaço pôde ser melhorar aproveitado. Quem vende e quem compra tem aprovado a iniciativa do governo.

Jornal da Imprensa – Notícias de quem faz a notícia

WALTER NA TV MEIO NORTE

Walter Silva

O radialista, cantor e compositor, Walter Silva, vai se apresentar na TV de maior audiência do Piauí na próxima sexta-feira, 29.

A convite do apresentador, Beto Rêgo, da TV Meio Norte, Walter vai mostrar o trabalho que também já esteve na Cidade Verde. Músicas de seu terceiro CD, intitulado O Bom do Brega. Profissional Papudinho (regravação de Roberto Villar) e Bala de 38 (de autoria de Walter) são músicas que já veem sendo tocadas pelo rádio Meio Norte FM, na capital Teresina.

Walter está entusiasmado com o convite e promete grande apresentação.

JAIR, COBRINDO GERAL

Washington e Jair Ribeiro

O repórter Jair Ribeiro, o noturno, anda fazendo sucesso entre os visitantes brasileiros do blog do Acélio e também entre os que estão fora do país, destacando-se, neste contexto, Canadá, Estados Unidos, Moçambique e Portugal (os 4 países que mais acessam o blogdoacelio).

Ribeiro traz sempre novidades, aos leitores, com a cobertura fotográfica de eventos artísticos e culturais importantes da região, também faz jornalismo local com muita eficiência.

No click ao lado aparece com Washington Brasileiro, o Fera do Forró, com quem bateu aquele papo esperto. O blog agradece a colaboração em nome de todos os nossos leitores que estão satisfeitos com o trabalho do NOVO Jair Ribeiro.

GREGORY E OS EMBALOS DE SÁBADO

O DJ de reggae, Gregory Junior, abraçou de vez a profissão de radialista e vem conquistando um público diverso do que o seguia nas noites de pedra clube afora.

Gregory é a voz das noites da FCFM. Tem feito a diferença nas noites de sábado, sobretudo, quando o repertório musical agrada à um público um tanto quanto ignorado nas emissoras locais – o do pop rock.

O radialista mergulha seus ouvintes num oceano de saudade cheio dos anos 80 e 90, décadas de ouro da produção do rock brasileiro. Quem já ouviu, sabe, é Conexão Total.

QUEIJO, SEGUROU O DEBATE

Edmilson Filho

Quem trabalha no ramo sabe o quanto é difícil comandar uma entrevista com pluralidade de participantes. É preciso experiência e muito autocontrole, saber distribuir as perguntas, a hora certa para cada uma, quem responde o quê, enfim exige muito profissionalismo.

Mas Edmilson Filho, como o JI já esperava, tirou de letra. O companheiro não deixou a desejar em nada. Foi firme, demonstrou segurança (o que é importante) e mostrou, mais uma vez, porque é o líder do horário. Parabéns do JI.

VERIDIANO E O FALA CODÓ

Veridiano Sousa

Tudo pronto para mais um desafio na vida do Paraense Veridiano Sousa. Verí vai estrear nesta segunda-feira, o FALA CODÓ, na FCTV.

O programa vem com uma proposta nova de jornalismo aliado à um forte apelo comercial para atrair o mercado que investe em propaganda na região. A produção está se dedicando à matérias exclusivas com tratamento diferenciado ao assunto, o que deve chamar, imediatamente, a atenção do público.

O talento de Veridiano Sousa vai dá o toque final ao Fala Codó. Boa Sorte, grande Verí e equipe.

JORNAL DA IMPRENSA, 25ª edição, ANO 2011

Opinião: Você acredita num grupo que passou 18 anos no poder e hoje fala em caos?

Codó virou Paris por 18 anos e, na época, todos os codoenses foram morar nos Estados Unidos da América.

O advogado Francisco Mendes esteve ontem, 22, no meio de um fogo que já foi cruzado e agora tem outra direção. Não estranhemos, na política o interesse dita as regras, como em qualquer outra área da vida, claro, com uma dose a mais de tudo que você precisa para conseguir seu intento, tudo mesmo.

Nada de proveito se tirou da fala dos ex-prefeitos, nada além de bla-blá-blá. Some todos os anos em que os três estiveram no poder ( 18 anos, como fora anunciado) e se pergunte: Nestes 18 anos Codó foi uma Paris da vida e agora virou o inferno?

Se sua resposta, caro leitor, for SIM, quero aqui afirmar, confesso ironicamente, que durante estes 18 anos, eu estava morando nos Estados Unidos da América ou num belo sono, onde ninguém fez o favor de me beslicar.

18 ANOS DE SAÚDE?

Se nos 18 anos do governo de nossos ex-prefeitos Ricardo, Antonio e Zé não tivemos miséria na periferia, fila no HGM ou SESP para conseguir consulta, falta de médico, codoenses nas ambulâncias direto pra Teresina, falta de medicamento nos postos e outras coisinhas que muita gente ainda lembra, eu, realmente, morei nos Estados Unidos da América por todo este tempo.

A EDUCAÇÃO DELES

O IBGE, censo 2010, afirma que temos algo em torno de 38% de analfabetos acima dos 15 anos de idade, herança secular de governos que não cuidaram da nossa educação. O que houve nestes 18 anos? Ricardo, Zé e Antonio não atacaram estes números, por quê?

Um canta em DÓ MAIOR dizendo que foi o melhor para a educação, mas o Sindsserm já o desmascarou dizendo que na época os salários foram congelados (e não reajustados, desvalorizaram), os outros dois não podem nem abrir a boca para dizer que pagaram bem os educadores.

Faltou merenda na época? Vigias e zeladoras, ganhavam bem mesmo?

Que bom que este assunto nem entrou na pauta do debate. Seria desastroso vê-los afirmar o contrário de tudo que fora indagado neste artigo

PRESTÍGIO versus PERSEGUIÇÃO

Se no governo dos senhores ex-prefeitos houve algum prestígio do governo do Estado, em seus respectivos tempos, eles mesmos, inimigos políticos que eram, trataram de impedir qualquer avanço na minha Codó para que aquele que estivesse no poder não fosse beneficiado.

Se não foi assim, quem mais perseguiu o Zé em seu governo? Alguém lembra? Nem precisa ter memória de elefante. Tinha algum inimigo político de outrora de Ricardo no debate? Alguém que estivera com ele no início e depois foi divergindo, divergindo, divergindo a ponto de mudar de lado, afastar-se? Não sei, você sabe?

O SALVADOR

Além do bla-blá-blá para encher o ego dos ex-prefeitos, repito, nada alguém com o mínimo de senso crítico pôde tirar do debate. Absolutamente nada. Acreditar no grupo de amigos que se apresentou na TV é como ser uma criança e dormir na noite de Natal achando que papai Noel vai descer pela chaminé e deixar um belo presente. Ou acreditar no coelhinho da páscoa, na fada madrinha e por aí vai.

Parabéns ao advogado, Dr. Mendes, pela coerência, pelos números apresentados sobre a realidade de Codó que, realmente, tem tudo e não consegue ser a Paris que os ex-prefeitos tentaram passar que já tenha existido.

Tenho tendências à acreditar em políticos novos, sem manchas, sem fichas. Daí meus elogios ao único com tais características no programa.

Dr. Mendes salvou o debate de um fracasso total, mas não pode marchar no grupo que se apresentou ano que vem, senão vou ter que voltar a morar nos Estados Unidos da América e fundar, por lá, uma colônia de codoenses que tem cérebro funcionando plenamente.

Debate: Ex-prefeitos enchem a bola de seus governos e arrebentam a saúde de Zito

Todos os ex-prefeitos encheram a bola de seus governos e murcharam a administração de Zito Rolim, no tema saúde pública. Antonio Joaquim disse que não há médico profissional que possa atender bem em Codó, falta estrutura.

“Não existe atendimento nos bairros (…) os médicos são bons, são competentes, mas da maneira que está não tem médico competente pra atender da maneira como deve ser atendida. Então quem vai julgar isso aí é a população, é o povo que sofre, que está acompanhando. Não tem problema de dinheiro”, Antonio Joaquim

Falta planejamento”

Dr. Mendes citou informações de recursos e criticou a falta de planejamento de Zito.

“O sistema de saúde, Edmilson, ele só pode ser melhorado numa cidade quando há planejamento”, sustentou

Zé Inácio demonstrou profunda tristeza com a situação e disse, seguindo entendimento de Mendes, que não adianta vir dinheiro em valor suficiente.

‘Pode vir o tanto de dinheiro que vier, que sairá pelo ralo”, disse Zé Inácio no que foi complementado por Araújo Neto “Se a população tá dizendo nas pesquisas, que mais de 50% não tá satisfeita, é porque a situação precisa ser melhorada”, Araújo Neto

“No mundo da lua”, critica Ricardo

Ricardo Archer direcionou-se ao secretário municipal de saúde, dizendo que ele parece andar no mundo da lua. A crítica veio contra palavras do secretário que teria dito que há mais de 30 anos o HGM não passava por uma reforma.

“Eu me admiro muito, esse nosso secretário que parece que anda no meio da lua, o rapaz. Um dia ele falou que o hospital HGM há mais de 30 anos não tinha uma reforma, quando ele foi trazido aqui pra Codó por mim para ser medido e ele acompanhou todo o desenvolvimento do HGM ”, disse Ricardo

Mesa Redonda: Políticos dizem que Codó está sem prestígio no Estado

Antonio Joaquim, sobre desprestígio de Codó no contexto estadual, disse.

“Hoje Codó não tem prestígio de conseguir nada de importante, a única coisa que tá conseguindo é asfalto pra colocar nas ruas. A população está morrendo de necessidade aí, as ambulâncias estão acabando as rodagens de levar pessoas pra fora daqui e Codó não consegue ter um leito de UTI, nós não temos prestígio de nada”, Antonio Joaquim

Zé Inácio culpou a falta de zelo do codoense na hora de votar, também criticou a chuva de políticos paraquedistas aceitos pelos políticos de nosso município.

“Primeiro, quando chega a hora da campanha se vota em todo mundo, de fora, de tudo quanto é lugar e não se elege aqueles compromissados, aqueles que realmente vão querer o bem de Codó”, Zé Inácio

Ricardo Archer comparou Codó com Timbiras.

“Hoje Timbiras, bem aqui vizinha, que tem um baita de uma hospital e nós estamos construindo uma UPAZINHA, agora Codó na época em que eu fui prefeito, como Antonio Joaquim também, como o Zé Inácio existia uma participação dos adversários (…) fazíamos com que Codó tivesse a sua participação, muito importante, no contexto estadual e hoje não acontece’, Ricardo Archer

Araújo Neto lembrou a perda das UTIs do município de Codó para a vizinha Coroatá.

“Um exemplo são as UTIs, que o deputado Ricardo Murad ao invés de prestigiar Codó levou as 20 vagas de UTI pra Coroatá”, frisou

Citando números do PIB, INSS, FUNDEB, população e eleitorado, Dr. Mendes concluiu.

“É INADIMISSÍVEL uma cidade como Codó está hoje sem representatividade”.