Pesquisa revela qual é a rádio mais ouvida e a mais rejeitada de Codó

Está saindo do forno uma nova pesquisa de opinião, realizada pela Escultec, de São Luís, que esteve durante três dias na cidade de Codó (dias 3, 4 e 5 de novembro). O empresário que encomendou o trabalho, passou para o blogdoacelio apenas números, arredondados, sobre emissoras de rádio.

A promessa que nos foi feita é de que quando a pesquisa for entregue, oficialmente, até o fim de novembro, novos números sejam revelados. Vamos saber, exatamente, quem manda, atualmente, na audiência de Televisão e, claro, se ouve alguma alteração desde a liderança de Edmilson Filho constatada na última pesquisa.

Por enquanto nossos leitores, e eu, vamos nos contentar apenas com os números, arredondados, sobre QUAL EMISSORA DE RÁDIO VOCÊ MAIS ESCUTA?

FCFM – 51%

RÁDIO MIRANTE AM – 14%

RÁDIO ELDORADO AM – 3%

NÃO ESCUTAM – 20%

OUTRAS RÁDIOS – 12% (comunitárias)

A margem de erro varia de 4,5 à 5 pontos percentuais para mais ou para menos. Ainda não nos foi revelado o número de entrevistados.

Consultor tributário fala sobre cobrança da Prefeitura que está apavorando empresários de Codó

O blogdoacelio conversou, por telefone, com o consultor tributário, Elcimar Belém, que está comandando a atualização do cadastro tributário do município de Codó.

Fomos atrás de explicações a respeito do assunto a pedido de alguns empresários da cidade que estão apavorados com uma imposição do governo Cuidando de Nossa que pede uma série de informações, dando prazo máximo de 72 horas, sob pena de multa que varia de R$ 100,00 à R$ 5.000,00 caso o proprietário não se manifeste.

O levantamento quer saber, entre outras coisas, sobre alvará de funcionamento, CNPJ da empresa, contador responsável com número do registro profissional, se há contrato de locação, sobre IPTU incluindo tamanho da área construída, número de funcionários.

Belém, como é chamado, disse que o cadastro atual não condiz com a realidade, daí a necessidade de atualizá-lo. “Nós temos um cadastro de 1.200 empresas, ela representa hoje mais ou menos uns 50% ou quarenta por cento do total”, disse

‘NÃO EXISTE TERRORISMO FISCAL”

O consultor revelou que muitas empresas trabalham na total ilegalidade, mas não é de interesse da Prefeitura manter qualquer relação com o Ministério do Trabalho ou com a Delegacia Regional do Trabalho para, como alguns pensam, denunciar quem não estiver de acordo com a lei. Ele acha que a repulsa e o medo, como é algo novo, é natural.

“A gente já detectou que muita gente já funciona sem CNPJ, sem Alvará, na total ilegalidade. Outros com empresas já baixadas junto a Receita Federal e continuam em atividade, funcionando. Não existe um terrorismo fiscal, isso é natural, como nunca existiu isso em Codó quando você vai procurar, no caso, fazer o recadastramento as pessoas não querem”, disse Bélem completando sua fala garantindo que o interesse do governo é apenas atualizar o cadastro municipal.

“O mesmo é de uma relação entre o fisco e o Ministério do Trabalho, existe uma demanda muito grande que trabalham sem carteira de trabalho e essa preocupação empresarial é da gente está se intrometendo e denunciar isso ao Ministério do Trabalho…ISSO VAI ACONTECER? De jeito nenhum, esse não é o nosso objetivo”, respondeu

SOBRE FUNCIONÁRIOS

Elcimar também falou sobre por que o município está pedindo o número de funcionários de cada empresa.

“O objetivo da gente colocar, pedir, número de funcionários até par identificar quantos funcionários tem e a gente ter um levantamento estatístico mais real, mais próximo da realidade”, justificou

NOVO PRAZO

O consultor tributário informou que todas as notificações expedidas, desde ontem, 9, já estavam saindo com um novo prazo, agora serão 10 dias para que todos possam prestar todas as informações pedidas pela Prefeitura.

Jeroan Almada critica novo posicionamento de Pé de Queijo em relação à Zito

Jeroan Almada

O apresentador, Jeroan Almada, da TV Cidade, andou beliscando hoje, 9, a mudança repentina de lado da co-irmã, TV Palmeira do Norte, e de seu companheiro de profissão, Pé de Queijo.

Pelo que deixou claro, tá difícil engolir o novo discurso de Edmilson Filho, criticando o governo de Zito Rolim uma vez que o ex-prefeito, deputado federal e secretário de saúde, Antonio Joaquim Araújo Filho, um dos proprietários da emissora, foi um dos principais construtores da ideia de que Rolim era a grande esperança para melhorar a vida dos codoenses.

A famosa frase “Vamos virar a página” propalada por Edmilson, na opinião de Jeroan, seria uma marca que não deixa o povo esquecer que o grupo dos Araújo tem uma grande parcela de contribuição em tudo de ruim que vem fazendo o governo Cuidando de Nossa Gente, pois o ajudou a estar onde está.

TURMA CALADINHA

Inspirado, numa entrevista com o ex-vereador, Emilio Matos, Almada também desceu a rama na turma da educação que vivia nas ruas e cantarolando versos musicais que desgraçavam a administração de Biné Figueiredo, inclusive na Palmeira do Norte.

Hoje, de acordo com o apresentador, a turma anda caladinha, caladinha e não canta mais nem na gaiola.

“Pessoas que cantarolavam e que ganharam cargos bem comissionados, bem pagos, calaram a boca dentro da secretaria de Educação e que hoje não tem coragem sequer de participar de um movimento da categoria, eu não vou citar nomes porque o povo sabe quem é que cantarolava lá na televisão do Dr. Antonio Joaquim, era cantando quase todos os dias, só o Cícero de Sousa que abandonou, mas o resto tá lá caladinho, caladinho, caladinho”, disse

Francisco Oliveira perde JC Esporte e demonstra tristeza com direção da TV Codó

O texto abaixo foi escrito pelo próprio repórter e está em sua página na internet (correio codoense).

Francisco Oliveira no JC Esportes

O JC Esporte foi excluído da grade de programação da TV Codó após ficar um mês no ar. O boletim esportivo estava indo ao ar dentro do Jornal dos Cocais durante três dias da semana, com o objetivo de informar os telespectadores sobre os principais acontecimentos do meio em nível internacional, nacional, estadual e municipal. O JC Esporte ficou pouco tempo no ar, mas neste período estava tomando dimensão acima do que havia sido projetado de início. O quadro estava resgatando e conquistando novos telespectadores que, a partir de então, passaram a encontrar no jornal informações que antes não eram transmitidas sobre os acontecimentos esportivos.

No fim de semana passado, a direção da emissora, em reunião, anunciou o fim do quadro. Sem explicação convincente, a direção disse, apenas, que estava havendo redundância entre o programa Comando Esportivo, cuja marca pertence ao repórter e blogueiro, Francisco Oliveira, e o JC Esporte.

Aqui, gostaria de agradecer a todos que já estavam nos acompanhando com freqüência e aprovando ou não, respeitavam nossas opiniões sempre que nos posicionávamos sobre quaisquer que fossem os assuntos. Agradecimento, também, aos que diziam o que estava faltando, enfim, a todos que já tinham o JC Esporte como um quadro que mostrava de um jeito diferente a forma de apresentar o esporte jornalístico dentro uma programação local.

Fiquei feliz quando a emissora resolveu lançar um projeto de criação minha, e agradeço pela oportunidade de mostrar o meu trabalho além de reportagens externas. Foi um desafio importante, que não estava bom, mas vínhamos melhorando a cada edição e o telespectador cada vez mais estava se identificando com a nossa forma de trabalhar o esporte. Confesso que estou extremamente entristecido, é como se você adormecesse e da profundidade de seu sono fosse direcionado para um mundo onde sempre quisera está um dia e, de repente, despertasse para a realidade, sem sequer ter tido a oportunidade de saber o final daquele sonho.

Por fim, gostaria de agradecer aos amigos, que assim como eu, lamentaram a interrupção de um trabalho que estava dando certo.

Auditoria do DENASUS revela situação crítica da saúde de Peritoró e diz que prefeito terá que dar conta de quase MEIO MILHÃO de reais

O município de Peritoró passou por uma varredura recente do Departamento Nacional de Auditoria do SUS, Nº 11437, que começou com a fase analítica de 29 de junho de 2011 à 1º de julho, seguida da visita à cidade, datada de 10 a 16 de julho e da conclusão do relatório que ocorreu entre 18 de julho e 12 de agosto deste ano.

“Trata-se de auditoria realizada na Secretaria Municipal de Saúde de Peritoró/MA, com objetivo de avaliar a gestão do sistema municipal de saúde e atender ao contido na programação de Auditoria do SEAUD/MA, conforme diretrizes do DENASUS”, esclarece o relatório final.

A mesma auditoria também verificou, atendendo à demanda da Controladoria Geral da União:
• A aplicação dos recursos da Farmácia Básica, referente ao exercício de 2006, se os mesmos foram utilizados na aquisição de medicamentos;
• Se a moto destinada para as ações de endemias é utilizada pelo secretário de saúde para atividades pessoais; (constatou-se que existem duas, quando da auditoria, ambas fora de uso por defeito mecânico e documentação atrasada).
• Agentes comunitários de saúde são professores no horário de serviço; (constatou-se que existe 1 agente que acumula a função trabalhando como professora)
• E se a unidade de saúde funciona 24h, à noite fica somente com auxiliares de enfermagem, que fazem medicação injetável, suturas e partos, sem a presença de médico (não foi comprovada a existência de médicos e enfermeiros em todos os horários de funcionamento, entretanto, não foi possível comprovar a existência de partos, suturas e outros sem a presença de médicos)

RESULTADOS

Ex-prefeito Pe. Josias

Em 2006 o relatório diz: “Não foram comprovadas as despesas realizadas em 2006, no valor total de R$ 46.793,84 com recursos da Assistência Farmacêutica Básica, repassados fundo a fundo ao Município de Peritoró, contrariando o preconizado na Lei nº 4.320/1964”.

Sobre isso, mais a frente destaca: “O ex-gestor apresentou a documentação comprobatória das despesas realizadas no período de janeiro a novembro de 2006, referente à Assistência Farmacêutica Básica. Trata de despesas efetuadas com compra de medicamentos, referente ao período de janeiro a novembro de 2006, sendo excluído os itens da Proposição de Ressarcimento”. A justificativa foi acatada.

Sobre o período de Pe. Josias (2006), o registro final sobre a notificação, diz “O ex-prefeito municipal e o Secretário Municipal de Fazenda, Finanças e Gestão apresentaram justificativas, para as constatações de não conformidade detectadas no relatório preliminar, dentro do prazo regulamentado pela Portaria DENASUS Nº 24/2004, as quais foram analisadas”.

EXERCÍCIO 2009/2010 (ERA AGAMENON)
O relatório da auditoria é taxativo, em diversos pontos, sobre a administração de Agamenon Milhomem e seu(s) secretário(s) de saúde, uma vez que no período já houve troca de ocupantes do cargo.

Prefeito Agamenon Milhomem

• Diz que a secretaria não elaborou os instrumentos básicos do Sistema de Planejamento do SUS, como programações anuais de saúde e relatórios anuais de gestão, dos últimos dois anos 2009 e 2010;
• Que o controle social na saúde, legalmente exercido no município por intermédio do Conselho Municipal de Saúde, está sendo feito de forma precária, “pois o CMS apresenta graves distorções em relação ao preconizado e cita falta de paridade, estrutura física, recursos financeiros e outros;

• A atenção básica, segundo a auditoria do DENASUS também está problemática e em desacordo com o previsto pela Política Nacional “com equipes incompletas, incompatibilidade entre os profissionais cadastrados e os existentes nas unidades, carga horária abaixo do preconizado, unidades de saúde com estrutura física comprometida e sem os equipamentos necessários e inexistência de registro dos procedimentos realizados pela equipe de saúde da Família, o que não permite a visualização dos serviços prestados;
• A assistência farmacêutica básica está prejudicada por não existir coordenação/supervisão efetiva e atuante;
• As ações de vigilância epidemiológica são realizadas no município de Peritoró de forma elementar, “gerando um desconhecimento da real situação epidemiológica do município, as necessidades de saúde e os resultados que as ações realizadas provocam sobre indicadores básicos de saúde”.
• O gestor municipal não exerce qualquer tipo de controle e avaliação dos dados encaminhados pelas unidades de saúde e não orienta quanto à necessidade de registros nas unidades PARA COMPROVAR os atendimentos prestados e melhor acompanhar a evolução da clientela atendida;

DEVOLUÇÃO DE DINHEIRO/APLICAÇÃO 2010
No que se refere a aplicação dos recursos financeiros do Fundo Municipal de Saúde, em 2010, foram, segundo relatório final, “evidenciadas situações com características de irregularidades/improbidades, que resultaram em proposição de ressarcimento ao Fundo Nacional de Saúde no valor de R$ 442.561,35.

Os auditores justificam: “Essas irregularidades foram motivadas pela falta de comprovação das despesas realizadas com recursos financeiros destinados às ações específicas da atenção básica e pela inexecução do contrato para a realização de reforma das unidades de saúde do município (cerca de 4 unidades).

Risco Social: Crianças trocam escola por trabalho no lixão de Codó

Crianças no lixão de Codó

Elas andam livremente pelo local insalubre, brincam e até trabalham no lixão de Codó. A mais nova que encontramos não soube dizer a idade, mas não aparentava mais que 9 anos. Só de chinelo, a menina revelou que estuda pela manhã, horário em que a encontramos com um saco e com um gancho para revirar o entulho.

Existem situações piores. É possível encontrar crianças que já abandonaram de vez a escola para se tornarem catadores de lixo.

É o caso de menino de 11 anos que aceitou conversar conosco. Há cerca de 30 dias ele não vai à escola e não demonstra o menor interesse em retornar à sala de aula. Tomou gosto pelo trabalho no lixão onde diz conseguir R$ 15,00 por dia.

“VOCÊ NÃO VAI PRA ESCOLA? Não..DE MANHÃ, À TARDE? Não… POR QUE VOCÊ NÃO VAI? Para trabalhar…PAROU DE ESTUDAR QUANDO? Só ta com 1 mês que eu parei…E SEUS PAIS TRABALHAM AQUI? Não”, respondeu o garoto

PAIS COLABORAM

Os pais colaboram para que isso ocorra, dizem que, as vezes, não dá para deixar os filhos em casa, sozinhos e, por isso, os submetem á todo tipo de risco. A catadora de lixo Maria dos Reis Lopes de Oliveira nos disse.

“Uns veem sozinhos outros vêem com os pais…ATÉ OS PAIS TRAZEM? As vezes pra não deixar no meio da rua, é obrigado trazer…VEM TODO MUNDO TRABALHAR NO LIXÃO? É o jeito…SEM BOTA SEM LUVA? Sem nada”.

PALAVRA DOS RESPONSÁVEIS

Vivendo no lixão

O Conselho Tutelar, na pessoa de Iracy de Sousa, ouvida pelo blog, acha que só a ação direta da família pode acabar com o problema, pois outras saídas já foram tentadas.

A diretora do departamento de proteção especial do governo municipal, Patrícia Gadêlha, informou que existe uma equipe que faz a busca ativa dessas crianças, com freqüência, para retirá-las desta atividade, mas não consegue conter o trabalho.

Muitas famílias já foram até punidas com a perda da inscrição em programas sociais e depois reabilitadas, mas ainda assim insistem em não colaborar com a fiscalização. Sobre as imagens mostradas na reportagem prometeu intensificar o trabalho de coibição.

O promotor da infância e juventude, Tharles Cunha, foi procurado, mas estava fazendo um júri popular e não pôde falar sobre o assunto.

Assista à reportagem produzida pela TV Mirante sobre o assunto.

Galetinho é condenado a 7 anos de prisão por homicídio no carnaval e já começa no regime semiaberto

Galetinho e seu advogado, Dr. Ribamar

Terminou ontem, 8, por volta das 18h30, o julgamento de, Francisco Sousa, vulgo Galetinho, acusado pelo Ministério Público Estadual, representado pelo promotor Tharles Cunha, de ter assassinado, Flavio Ramos Sousa da Silva, no dia 8 de março de 2011, madrugada de carnaval.

O crime teria ocorrido, praticamente, em frente ao Fórum, atrás do palco armado para atrações musicais. A vítima morreu depois de ser esfaqueado por galetinho após um assalto. Guardas municipais o teriam detido com a ajuda da Polícia Militar e de alguns populares que saíram em perseguição do, então, suspeito.

A tese de que ele teria matado por motivo fútil, o que qualificaria o crime e aumentaria a pena, não se sustentou e Francisco Sousa acabou respondendo por homicídio simples.

“O réu Francisco Sousa praticou crime de homicídio simples pelo que condeno o réu na forma decidida pelo Conselho de Sentença”, leu a juíza que presidiu o Júri, Dra. Stela Pereira Muniz Braga.

PENA BRANDA

Mesmo com maus antecedentes, uma reincidência em crime de menor potencial ofensivo e o fato de ter praticado o crime com ousadia, pois tudo ocorreu em meio à uma aglomeração de pessoas, Galetinho já vai iniciar o cumprimento de sentença num regime menos rigoroso o semiaberto.

A pena inicial, fixada pela juíza, fora de 8 anos e 3 meses, o que lhe obrigaria a começar em regime fechado. Como ele já havia cumprido 8 meses de prisão na delegacia de Codó a presidente do Júri Popular teve que fazer a detração (subtrair da pena base o que o preso já cumpriu), ficando a definitiva em 7 anos e 7 meses.

“Fixo-lhe a pena base em 8 anos e 3 meses de reclusão (…) não há causa de diminuição, nem de aumento, pelo que fixo a pena definitiva a pena definitiva de 8 anos e 3 meses em regime fechado. Considerado que o réu esteve preso pelo exato período de 8 meses, detraio da pena, a qual deverá ficar, em definitivo, em 7 anos e 7 meses devendo cumprir em regime semiaberto”, diz a sentença

Amigos festejam passagem de aniversário do radialista Amaral Junior

Teresinha Buzar, FCOliveira e Amaral

Hoje é dia de aniversário de um dos maiores nomes da radiodifusão maranhense – Amaral Junior, nosso famoso Gobila do Forró, como ficou conhecido a partir de 1996 quando comandou uma das maiores audiências do rádio codoense pela Liberdade FM (emissora comunitária de propriedade de mestre Bita do Barão).

Amaral nasceu em Solidade, cidade do sertão paraibano, num ano que achou melhor não revelar ao blogdoacelio. Filho de dona Cecy e de seu Amaro Cordeiro, radialista famoso da Eldorado AM, na década de 80, ambos morando na capital do País, Brasília.

ARTISTA NATO

É considerado o melhor compositor de músicas para candidatos políticos da região, a exemplo do sucesso usado até pela governadora Roseana Sarney (O arrastão do 15) , tem veia artística aflorada para jingles comerciais, além de ser um exímio apresentador de palanque em campanhas eleitorais (disputado por seu jeito irreverente nos palcos da vida que une explosão com palavras de empolgação).

AMIGO E CONSELHEIRO

Mayara na passarela da ECOMODAS

Amaral Junior vive de bem com a vida, adora dar bons conselhos baseados em sua vivência religiosa pautada nos ensinamentos da Bíblia e curtir sua bela família. Dona Sandra, sua esposa, as filhas Samara, estudante de Agronomia (IFMA), Mayara, hoje residente em Teresina-PI, onde faz faculdade de Moda, Design e Estilismo, e o jovem Felipe (o caçulinha do papai) morando em Brasília com o intuito de se formar em Ciências da Computação.

É uma família unida e bem sucedida que vive em harmonia, onde os filhos demonstram seguir o que é correto e tendem a garantir bons frutos no futuro. Mayara, por exemplo, até já participa de desfiles de moda com toda a sua admirável beleza (Nosso aniversariante, jura que puxou pra ele).

PARABÉNS DE TODOS

Este é apenas um brevíssimo histórico de tudo que representa Amaral Junior na vida de muita gente, inclusive a deste blogueiro que por ele tem muito respeito e estima. Gosto da sua alegria, gosto da sua sinceridade, amo ser seu amigo, de verdade, e sinto-me seguro em apoiar estas palavras na reciprocidade tantas vezes provada por Amaral, um irmão que, realmente, nunca tive.

Aproveitar este espaço pra desejar-lhe toda a felicidade do mundo. Que você continue sendo este comunicador de sucesso, este pai de família digno, este homem capaz, sério e, ao mesmo tempo, brincalhão, um menino, sobretudo, no coração pra lá de humano que tens.

Abraços, meu amigo. Parabéns por seu aniversário.

Pipoca Ambiental leva alegria à grupo de crianças internadas no HGM

No dia 06 de novembro, pela manha, aconteceu no Hospital Geral Municipal de Codó uma grande festa para as crianças que estão internadas e, principalmente, para aquelas que não tiveram a oportunidade de comemorar o dia das crianças.

Tudo foi feito com muito carinho com lanches e distribuição de brinquedos, palestras para os pais e filhos, apresentação de peças com palhaços e muito mais. O projeto PIPOCA AMBIENTAL, de Ferdinando Rocha e sua turma de 15 adolescentes, fizeram a alegria da garotada arrancando sorrisos e aplausos do publico presente e ainda a elevação da auto estima dos pais.

O projeto tem mais de um ano e é feito por alunos da rede pública coordenado pelo professor e idealizador. Acontece nos bairros e nas escolas e agora também no Hospital Geral.

“Um sorriso de uma criança feliz vale muito mais doque qualquer coisa num momento de preocupação que os pais passam na busca da saúde de seus filhos e poder ajudar com essa recuperação é satisfatório pra toda nossa equipe,gostaria de agradecer ao convite da Lêda e dos meus garotos que realizam esse trabalho comigo commuita alegria e satisfação e podem esperar que estaremos com novidades logo logo”, disse Ferdinando

Texto produzido pela assessoria do evento

Diretor do Saae investe na valorização dos servidores

Paulinho Maclaren

O diretor do Serviço Autônomo de água e Esgoto de Codó, Paulinho Maclaren, está, aos poucos, implantando seu jeito de administrar.

Recentemente investiu na melhoria salarial dos mais de 100 servidores da autarquia municipal. De acordo com o diretor, hoje não há mais nenhum funcionário, seja ele contratado ou do quadro efetivo (cerca de 70) ganhando apenas um salário mínimo.

“Isso estimula, dá novo ânimo aos amigos da Casa. São trabalhadores que merecem muito mais, são aqueles que estão, diariamente, na rua, encanadores, leituristas. Gente que fica na linha de frente, as vezes até recebendo ameaça de morte para exercer seu trabalho. Nós estamos valorizando o servidor”, explicou ao blogdoacelio

PCCS DO SAAE

Outra medida de valorização é a implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários do SAAE. Paulinho informou que uma conversa preliminar já aconteceu entre a direção da autarquia codoense e a presidência do Sindicato dos Trabalhadores Urbanos, com sede em São Luís, no intuito de concretizar essa implantação.

“Logo, logo poderemos realizar esse sonho de nossos servidores. Ter seu próprio plano de carreiras, cargos e salários”, salientou Maclaren

Recentemente a direção também adquiriu uma motocicleta que trouxe agilidade ao serviço de reparação e assistência aos poços, sobretudo, no que tange à energia elétrica, da zona rural.