Professores podem voltar a fazer greve por reajuste e redução de carga horária em Codó

Ricardo Torres comanda reunião

O auditório ficou lotado na quarta-feira, 8, os professores foram convocados para ouvirem, no auditório da Ananias Murad, as explicações do governo municipal sobre possíveis problemas que a administração vai ter caso conceda um reajuste de 7% e obedeça a nova regra que divide as 25 horas de trabalho dos educadores em dois terços para sala de aula e o restante (1/3) para planejamento.

Algo que eles já veem cobrando até numa ação na Justiça porque a redução, sobretudo, lhes seria benéfica.

“Essas horas são dedicadas à formação do professor, elaboração de atividades, voltada para a atuação do professor para que ele elaborar boas aulas, corrigir suas atividades, então é voltada pra isso”, explicou a professora Rosina Benvindo ao blog

GOVERNO versus SINDICATO

O governo sustenta que dará o reajuste, mas precisa primeiro analisar o impacto disso na folha de pagamento porque agora surgiu a necessidade de reduzir a carga horária, reduzindo vai faltar professor, se falta terá que fazer contratações e, assim sendo, além de enfrentar o reajuste terá que encarar também o impacto das novas contratações.

O sindicato dos servidores públicos, que defende a categoria, já demonstrou insatisfação e afirma que o município está querendo forçar os professores escolherem entre dois benefícios que já estão garantidos por lei, o que não é possível, segundo o professor Antonio Celso Moreira.

“A categoria já entendeu que não pode escolher entre uma coisa e outra, nós vamos cobrar as duas coisas, tanto a questão da redução, também como a questão do reajuste que é garantido por lei ambas as situações”, afirmou Celso

GUERRA À VISTA

O embate está apenas começando por causa dos posicionamentos contrários e deve durar mais tempo porque o governo municipal também alega não ter, pelo menos agora, outra solução.

“É preciso que a gente discuta com a categoria essa questão da redução da jornada para que a gente não tenha um inchaço baseado na folha e que traga dificuldades nos aumentos reais que a gente tem a intenção de dá à todos”, disse o secretário interino de Governo Ricardo Torres

Ele também revelou que uma comissão será formada para que as discussões continuem de forma democrática.

Professores de Codó lotam auditório

“Nós temos professor da educação infantil, nós vamos tirar representante da educação infantil, matemática, português, de cada matéria porque aí você tem um cenário muito mais interessante, para poder colher informações e aí a gente procurar saber a realidade com relação á estas mudanças que estão prestes a acontecer. Essa redução na carga horária ela ocorrerá ao longo do tempo, o que a gente vai discutir junto com a educação é exatamente em quanto tempo isso vai ser implementado”, disse

MANIFESTOS

Enquanto o blogdoacelio esteve na reunião o secretário de Educação Jacinto Junior não foi visto na reunião. Na reportagem da TV Codó, feita por Marco Silva, ele também não apareceu.

Enquanto isso, o sindicato já sinalizou que, caso não haja acordo, deve voltar à se manifestar nas ruas e fazer paralisações.

TIMBIRAS – Conheça a Associação das Mães Solteiras e Separadas de Fato

Coord. Arnilde

A Associação das Mães Solteiras e Separadas de Fato de Timbiras, presidida por Dulcineia Angelim, com o apoio da técnica Núbia, existe desde 1995. O blogdoacelio teve contato com a coordenadora, Arnilde Sousa Pereira, que falou um pouco sobre como funciona.

Segundo nossa entrevistada, a entidade tem hoje 300 mulheres associadas e funciona como espécie de ponto de apoio. “As pessoas veem com seus problemas pra gente e a gente resolve da melhor maneira possível”, afirmou

ALCANCE

As mães solteiras e separadas de fato tem amparo, por exemplo, quando enfrentam problemas com seus filhos. Entre os exemplos, Arnilde citou casos de envolvimento com drogas e gravidez na adolescência.

“Nós trabalhamos com mães com crianças com drogas, adolescentes que engravidam, a gente dá enxoval, o que a gente pode fazer a gente vai ajudando”, frisou

SEDE PRÓPRIA

Apesar do trabalho de grande alcance social a associação não tem sede própria, mas as associadas já estão providenciando-a. Um projeto já estaria em andamento neste sentido.

“A gente comprou um terreno e a Associação doou ao Estado para que seja feito um centro cultural no bairro da Olaria e esse terreno, nós já fizemos o projeto que já foi aprovado e a gente tá na expectativa junto com a parceria com o prefeito municipal que é o Nonato Pessoa, nós estamos tendo agora curso, pelo Ministério do Trabalho, para as mães, pras mulheres um curso de corte e costura, esse curso já encerrou e nós já estamos querendo fazer uma pequena entrega de certificados”, concluiu

Peritoró: Agamenon desiste da reeleição e anuncia apoio ao Padre Josias

Agamenon vai apoiar Pe. Josias

O prefeito Agamenon Milhomem trocou ontem o PSC pelo PMDB e anunciou ter desistido de sua candidatura à reeleição para apoiar o padre Josias Lima Oliveira (PMDB) na disputa pela Prefeitura de Peritoró.

A aliança foi sacramentada na tarde desta quinta-feira (9), durante encontro com o secretário de Articulação Política, Hildo Rocha, que contou com a participação de seis vereadores de Peritoró e do secretário de Saúde e deputado estadual licenciado Ricardo Murad (PMDB). O vice deve ser estudante de Direito Jorginho Murad (PSD).

Hildo e Ricardo fecham acordo com Agamenon, Padre Josias, vereadores e lideranças de Peritoró. Foto: Handson Chagas

“Foi uma decisão pessoal de não disputar a reeleição, e também de fazer essa aliança pelo município de Peritoró. Padre Josias já foi prefeito, tem muitos serviços prestados ao nosso município e conta com boa aceitação por parte da população. Por isso, viemos comunicar a nossa união ao secretário Hildo Rocha”, declarou Agamenon Milhomem.

Padre Josias confirmou a aliança e ratificou que a intenção dos dois grupos políticos liderados por ele e pelo atual prefeito é buscar uma unidade que garanta mais benefícios para o município.

“Sou presidente do Diretório Municipal do PMDB, partido da governadora Roseana Sarney, e contamos com o apoio dela e das nossas lideranças estaduais para que possamos, juntos, trabalhar ainda mais pela população de Peritoró”, enfatizou ele.

O ex-prefeito ainda acrescentou que essa aliança se fortalece com o apoio de sete dos nove vereadores do município. Seis deles – Maria das Dores, Valdecy Norberto, Constantino Costa, Natércia Alves Sales, Raimundo Veras e Jurenaldo Lisboa – participaram da reunião com o secretário de Articulação Política, em São Luís.

Fonte: Blog do Décio

Empresa de político pode ter sido visitada pela polícia por causa de ‘gato’ de energia

O blogdoacelio ainda está checando os detalhes da informação, inclusive com fotos e vídeos prometidos pelos informantes, mas já é certo que uma grande empresa codoense, que pertence à um dos mais famosos políticos de Codó, foi visitada pela Polícia Civil na tarde desta quinta-feira, 9.

De acordo com informações que nos chegam, o problema seria um ‘gato’ no sistema de abastecimento de energia elétrica da empresa.

A polícia foi filmada entrando no local acompanhando uma equipe da distribuidora de energia e a conversa, ou o serviço lá dentro, foi demorada. Se foi parar na 4ª delegacia regional de Codó, certamente, a imprensa terá acesso aos registros de ocorrência nesta sexta-feira, 10.

A não ser que criem um ‘segredo de Justiça’ para inquérito sobre ‘gato’ de energia.

Apresentador aparece de peruca extravagante e se irrita com o comentário dos colegas

Maozinha no clima do Carnaval

O apresentador do Boca no Trombone, Osvaldo Filho, desde ontem, 8, faz aparições no seu programa diário usando uma peruca cor de rosa (há quem diga que é vermelha). Depois da crítica feita pelo blog correio codoense, hoje, 9, ele manteve a fantasia, mas apareceu irritado taxando-o de ‘blog terrorista”.

Partiu pra cima do jornalista, Francisco Oliveira, que assina o correio, e ameaçou revelar um apelido deste.“Inclusive ele tem um apelido, breve eu vou dizer qual é esse apelido aqui”, argumentou

Verdade seja dita, ta estranho pra caramba, mas ficou muito engraçado (se é que isso rende alguma audiência). A cor da peruca é pra lá de estranha, mas compreensível por causa do carnaval que se aproxima.

Agora, também é verdade que não precisava ir tão longe, meu apresentador Maozinha. Perdoe o Francisco Oliveira que apenas achou extravagante demais, como, acredito,também deve ter achado a maioria de seus telespectadores.

Em todo caso, devo parabenizá-lo pela coragem.

Sucesso, bola pra frente. É carnaval…

Secretária de Administração de Zito refere-se à Tsunami usando o termo “NOSSO BLOCO”

Délia Assem na TV Codó

O Bloco Tsunami de Alegria, que a priori foi apresentado na TV Codó tendo a frente 3 professoras, como já mostramos aqui, ganhou uma dose a mais do apoio oficial da Prefeitura.

Pelo menos é o mínimo que podemos entender da aparição da secretária de Administração, Délia Assem, numa reportagem exibida nesta quinta-feira, 9, no programa Jornal dos Cocais, feita pelo repórter Marco Silva, competente por sinal, usando termos como ‘NOSSO BLOCO’ para falar de suas qualidades e impulsionar a venda de abadá.

“NOSSO BLOCO”

Veja o que ela disse, e como disse.

“Com certeza NOSSO BLOCO vai brilhar, vai brincar e o importante é isso, a gente descer a avenida arrastando multidões por isso é que o NOSSO BLOCO chama-se Tsunami de Alegria, aquela onda na avenida Santos Dumont, na Augusto Teixeira, com bandas maravilhosas”, afirmou ao repórter

Completando sua fala, pediu para que os telespectadores comparecessem à Praça Ferreira Bayma para comprar abadás de ‘NOSSO BLOCO’.

“Estamos aqui na praça Ferreira Bayma venha, venha comprar o nosso Abadá, nosso abadá é lindo e nós vamos ter bandas maravilhosas”, disse

DE QUEM É MESMO?

Muito embora o termo usado (NOSSO BLOCO), vindo de uma integrante do primeiro escalão do governo Zito, não represente ou determine, sob uma visão superficial, a quem, realmente, ele pertença, gera certa desconfiança e alimenta um já minado campo que vem sendo explorado pelos adversários do governo Cuidando de Nossa Gente, que o tem comparado com o Codó Para Todos e o seu PIMENTA.

No mínimo, para minimizar o desgaste que o Tsunami já vem causando na vida política do pré-candidato a reeleição, Zito Rolim, a secretária e a assessoria de Comunicação da Prefeitura deveriam ter mais cuidado com estas falas.

Só por precaução.

Plan, Nívea e municípios de Codó e Peritoró vão executar programa ESCOLA ATIVA

Reunião no Salão Nobre

Os municípios de Codó e Peritoró farão parte do programa ESCOLA ATIVA desenvolvido pela ONG Plan (Brasil e Alemanha) em parceria com as Prefeituras, com o custeio da empresa Nívea, que trabalha com a fabricação e venda de cosméticos.

Segundo informou um representante da Plan à repórter Edvânia de Paula (TV Codó), que cobriu uma oficina de lançamento no Salão Nobre da Prefeitura de Codó, o programa vai ocorrer por causa de uma negociação, de sucesso, entre Plan e Nívea na Alemanha.

“A Plan que trabalha nessa perspectiva de fazer parcerias de nível global com organizações ou empresas que tenham interesse em fazer estes investimentos na área Social, com é o caso da Nívea, essa parceria, agora vindo pra Codó foi resultado de uma grande negociação que foi feita em nível global envolvendo a Organização através do escritório da Nívea Alemanha e da Plan da Alemanha, resultado inicial vai ser este projeto que nós conseguimos implantar no município de Codó, também no município de Peritoró, que é o programa Escola Ativa”, disse

ALCANCE SOCIAL

Pelo que informou a repórter, 2.380 crianças serão beneficiadas com o Escola Ativa em 94 instituições públicas de ensino. O programa também prevê a construção de escolas na zona rural. Em Codó, por exemplo, serão construídas duas escolas no povoado Vertente e em Riacho Seco, e reformadas a de Jatobá e Vai-quem-quer.

A representante da empresa Nívea, na oficina, assegurou que a financiadora do projeto vai fiscalizar in loco toda a execução do programa.

“A empresa financiadora ela quer ir lá reconhecer a realidade e essa oportunidade de conhecer o projeto, onde está sendo aplicado, é extremamente importante pra essas crianças e acompanhar também os resultados colhidos durante todo o ano, então pra nós é uma grande honra esta parceria”, disse

PREFEITURAS FELIZES

Ricardo Torres, secfretário interino de governo, falou sobre a parceria com a Plan e a Nívea, elogiando a responsabilidade social de ambas, sobretudo da empresa.

“Alegria pra todos nós sabermos que existem empresas socialmente responsáveis, ou seja, empresas que se preocupam com a sociedade, se preocupam, sobretudo com as crianças, por isso temos a grata satisfação de termos a nívea nesse projeto em parceria com a Prefeitura de Codó para que nós tenhamos escolas cada vez melhores”

Zito Rolim acaba com ‘lenga-lenga’ tradicional no pré-carnaval das Escolas de Samba

Zito no carnaval de 2011

O prefeito Zito Rolim fez algo que raramente se viu em governos anteriores no que se refere ao relacionamento com as Escolas de Samba.

Anualmente o que se vê é um disse me disse danado com os presidentes das agremiações se reclamando do atraso no repasse da ajuda da Prefeitura. Foi assim no governo de Ricardo Archer, no de Biné Figueiredo e também foi assim nos três primeiros anos de Zito Rolim.

Este ano o governo se antecipou ao problema evitando um imenso desgaste, que não cai bem pra ninguém em época de eleição. A medida foi simples e muito eficaz – chamou todo mundo, aumentou o valor para mais de R$ 9.000,00 cada, segundo divulgou a imprensa governista, e repassou cedo.

Resultado – ninguém teve tempo sequer de pensar em ir para os meios de comunicação detonar o governo. Gente que passava a morar, praticamente, dentro de emissoras contrárias, como é o caso da rádio Eldorado, desapareceu. Calou-se de vez.

Trocaram a perda de tempo que era reclamar por coisas mais produtivas como ir às capitais (Teresina/São Luís) comprar todo o material para o confeccionar o desfile que ocorrerá no domingo de carnaval. Enfim, o governo Cuidando de Nossa Gente deu uma dentro, na veia

Presidente da Câmara e partidos políticos solicitam revisão de títulos eleitorais em Timbiras

Por Hildenilson Sousa

Assessor de Comunicação da Câmara Municipal de Timbiras – MA

Devido às constatações de fraudes e falsificações ocorridas no Cartório de Registro Civil de Timbiras, usadas para obter títulos de eleitores “fantasmas” e conseguir aposentadorias da Previdência Social, o Presidente da Câmara Municipal, Vereador Bebeto Coelho (PV), o Vice-Prefeito Eduardo Luz (PSL) e mais 9 (nove) Partidos Políticos impetraram Petição junto ao TRE/MA requerendo revisão ou correição na 85ª Zona Eleitoral do Município.

Os Partidos DEM, PP, PRP, PSL, PR, PSDB, PDT, PV e PCdoB estão unidos em torno da causa comum de esclarecer questões relacionadas ao eleitorado timbirense, já que houve a descoberta pela Polícia Federal em 27 de Abril de 2010 de um esquema fraudulento, envolvendo os Cartorários Titulares Léa Alvim e Luis Antonio Alvim, até então proprietários da Serventia Extrajudicial de Timbiras.

Segundo o Corregedor do Tribunal de Justiça (TJMA) Antonio Guerreiro Júnior, a Polícia Federal em operação no Cartório, encontrou 900 Títulos Eleitorais possivelmente obtidos com Certidões de Nascimento falsas. A PF relata a descoberta de 1.434 Certidões falsificadas, o que equivale 7,78% do Colégio Eleitoral local, que apresenta 18.438 eleitores.

A Assessoria de Comunicação da Corregedoria divulgou no Site do TJMA a seguinte afirmação: “A falcatrua no cartório de Timbiras teria dois objetivos: lesar o INSS e afiançar crime eleitoral. A polícia suspeita que pessoas que nunca existiram ‘movimentaram’ os esquemas das falsas aposentadorias e da emissão de títulos”.

Nas eleições de 2010 Timbiras registrou um índice de abstenção com 35% de eleitores ausentes, fato que sugere a existência da fraude, o que exige das futuras coligações um acompanhamento mais rigoroso nas próximas eleições municipais. Por isso decidiu-se pelo pedido de abertura de investigação do número exato de votantes.

Observa-se o fato de que, proporcionalmente ao número de habitantes (27.996 segundo o Censo IBGE 2010) há uma curiosa distorção, ou seja, 65,85% da população estão aptos a votar, número matematicamente improvável. A partir desta constatação lideranças políticas timbirenses decidiram pedir à Justiça que corrigisse tal indício de crime.

Bebeto Coelho (PV) esclarece a motivação da solicitação junto ao TRE, e diz que é: “Em função da mudança dos serviços cartoriais, em que foram evidenciadas irregularidades em Títulos, e devido ao suposto número de eleitores sem comprovado domicílio eleitoral em Timbiras”.

O Presidente do Legislativo Municipal diz que independentemente de coligações, ou de oposição, esse trabalho conjunto e multipartidário visa trazer mais confiança para a política timbirense.

A fraude eleitoral e previdenciária em Timbiras foi notícia na Imprensa de todo o Brasil.

8.340 codoenses perderam benefício da tarifa de baixa renda da Cemar

Quem consumia até 80 KW/Hora ou fazia parte de algum programa social do Governo Federal recebia o benefício da tarifa de baixa renda na conta de energia.

Em Codó, mais de 13 mil residências (13.275) eram cadastradas, mas quando a regra mudou e passaram a exigir número de inscrição no Cadastro Único do Ministério do Desenvolvimento Social, a situação ficou diferente.

Das mais de 13 mil, exatamente 8.340 perderam a tarifa de baixa renda simplesmente a tarifa residencial de baixa renda simplesmente porque não atentaram aos apelos feitos pela Companhia fez, utilizando-se de diversos meios, inclusive a própria conta de energia, pedindo que se recadastrassem. Como resultado disso, toda essa gente passou a ter contas bem mais caras.

65% A MENOS

O benefício diminuia o valor da conta até 65%, sem ele o orçamento de quem já estava acostumado ficou mais apertado. No caso da dona de casa Gilcileide Sousa, moradora do Codó Novo, a conta de energia saiu de R$ 10,00 para mais de R$ 26 reais (26,79), repentinamente.

Aumentou…FICA MAIS DIFÍCIL PRA PAGAR? Fica sim, porque aumentando fica mais difícil pra gente…NUNCA PROCUROU SABER PQ AUMENTOU TANTO? Ainda não”, respondeu ao blog

Seu Benedito da Silva, aposentado, também não procurou ainda rever sua situação cadastral, apenas se reclama do impacto no bolso que, automaticamente, mexeu em outras partes antes garantidas por seu salário de aposentado.

“Tira do remédio, seja de onde for é o jeito pagar, porque se não pagar, aqui com dois talões eles já estão cortando, né”

O QUE FAZER?

Voltar a ter o benefício ainda é possível e não existe tempo determinado. Quem nunca teve nome inscrito em programas sociais, explicou ao blogdoacelio o executivo de imprensa da Companhia de Energia, Luíz Carlos Cardoso, deve procurar a Assistência Social do município, aqueles que já fazem parte devem tomar outra atitude.

“Quem já tem o programa ele deve levar o cartão de um deles, o Bolsa Família, Bolsa Escola ou Vale Gás à uma agência da Cemar e fazer a atualização cadastral para que ele volte a ter o benefício dessa tarifa reduzida que pode chegar até 65% mais barato em relação à tarifa normal”, explicou