Processos operacionais são vivenciados de perto pelos gestores da Cemar

Equipe

Equipe

A Companhia Energética do Maranhão (Cemar), realizou na manhã desta quarta-feira (20) a ação de inversão de organograma na Regional Leste. A atividade foi realizada na cidade de Timon, da seguinte forma:  o presidente da Companhia e toda a sua diretoria foram a campo e trocaram de lugar com eletricistas, fiscais, entregadores de contas de energia, atendentes de agência e demais funcionários, sem que o cliente soubesse que estava sendo atendido pela alta direção e gestores da companhia, num primeiro momento.

O diretor comercial da Cemar, Marcos Almeida, esteve com uma equipe de profissionais visitando, dentre outros bairros, o bairro Cidade Nova. No local, acompanhando do agente de relacionamento Ernani Silva. O diretor e toda equipe constataram que a região é, praticamente, um bairro dormitório e que, por isso, muitas vezes a leitura e contato direto com o cliente dificilmente são realizados.

“ Aqui nós percebemos esta dificuldade, agora vamos desenvolver uma estratégia para encontrar o cliente em casa. Uma das sugestões é fazer visitas em horários alternativos. Em um dia de sábado, por exemplo, podemos entrar em contato com um maior número de clientes”, disse o diretor.

Outras equipes estiveram visitando outros pontos da cidade. O gerente de Comunicação da Cemar, Luís Carlos Cardoso, acompanhou uma delas e falou da importância deste trabalho para o desenvolvimento da empresa e para melhorar o atendimento ao cliente.

“Esta ação é para identificar oportunidades de melhoria relacionadas ao atendimento ao cliente, ao identificar situações, que só são conhecidas por quem, de fato, realiza a atividade no dia a dia.  Com esta ação nós temos a oportunidade de identificar pontos de melhoria nos processos operacionais. ”, afirmou o gerente de comunicação.

A inversão de Organograma é realiza periodicamente na Cemar, desde 2010.   A próxima ação, de inversão de Organograma, vai ser executa na Regional Norte

Comissão analisará ajustes para o Plano de Cargos e Salários dos servidores municipais

Esta semana o vereador Pastor Max (PT do B) agradeceu na tribuna da câmara o empenho e a união de todos os codoenses durante a semana de intensas atividades XI Campanha de Enfrentamento a Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no município de Codó.

Pastor Max

Pastor Max

Parabenizo a todos os órgãos envolvidos na realização da campanha e a mobilização da nossa população”. Max também declarou que luta continua e que já está articulando uma reunião com os membros do SGD – Sistema de Garantia de Direitos, para discutir a minuta do Projeto de Lei que cria a Política Municipal de Enfrentamento a Violência e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

O edil também comentou sobre sua visita a Secretaria de Estado da Educação onde esteve reunido com os técnicos da Superintendência do Campo, Claudinei e Edilson, para discutir a necessidade de implantação de turmas do ensino médio nas escolas do campo.

A reunião foi muito boa e ficou acordado um encontro aqui em Codó que ainda será viabilizado juntamente com a Secretaria Municipal de Educação que talvez seja no dia 25 quando estarão aqui para tratar de outro projeto para as comunidades quilombolas”, informou.

Ajustes no PCS

O vereador Max ainda lembrou que a Comissão do Plano de Cargos e Salários dos servidores municipais irá se reunir para avaliar os ajustes do plano. A comissão é constituída de dois membros do legislativo, dois membros do sindicato, dois membros da secretaria de administração e dois membros da secretaria de educação.

A reunião da comissão será imprescindível para avançarmos na garantia dos direitos do funcionalismo público do nosso município, principalmente de uma categoria tão importante para que as atividades se desenvolvam em cada setor da administração pública municipal e a população seja atendida com eficácia”.

Indicações da semana

Pelas Indicações Nº 77, 78 e 79/15 o vereador Pastor Max solicitou ao poder executivo a pavimentação asfáltica da Rua Rui Barbosa, localizada no bairro Santa Filomena; a reforma da Praça Santo Antônio, localizada no bairro homônimo e a construção de uma galeria pluvial, pavimentação asfáltica, meio fio e sarjeta na Rua Viana e imediações.

Ascom

Vereador Gracinaldo fala sobre a reforma política para Eleições em 2016

Gracinaldo Ferreira

Gracinaldo Ferreira

Na sessão desta semana o vereador Gracinaldo (PSL) discorreu sobre alguns dos principais propostas da Comissão Especial da Reforma Política que pode ser votada essa semana. O edil chamou a atenção para propostas como a Unificação do calendário eleitoral com mandatos de cinco anos para vereadores, deputados estaduais, deputados federais, senadores, governadores e presidente da República. “Estamos trazendo esse assunto para esta Casa, pois ele definirá muita coisa sobre o futuro politico de nosso país e de todos nós brasileiros. É o principal assunto do Brasil no momento e temos que acreditar nas mudanças”, justificou.

Principais propostas da Reforma Política

O edil chamou a atenção do público ouvinte e dos colegas de parlamento para outros pontos, fazendo uma análise de como é hoje em dia e como ficará após a votação. Algumas das propostas destacadas foram: – Proibição das coligações proporcionais e o consequente fim das “legendas de aluguel”. As coligações seriam mantidas nas eleições majoritárias – Proibição para reeleição para presidente, governadores e prefeitos. – Coincidências das eleições. Para coincidir, o próximo mandato de prefeito pode ser de 2 ou 6 anos. Havendo coincidência de eleições em 2018 ou 2022, o ano ainda segue indefinido. – Permissão das trocas de partido após o final de mandato por meio de uma “janela” da fidelidade partidária – Mudança do prazo de domicílio eleitoral para candidatos de 1 ano para 6 meses. “Acho fundamental que os codoenses fiquem ligados para todas essas mudanças”, declarou.

Indicações

O vereador Gracinaldo também apresentou e defendeu suas indicações da semana. O edil pediu pela recuperação da Rua Mariano Saads, no bairro São Sebastião, bem como a construção de um canal fluvial para escoamento da água das chuvas, pela Indicação Nº 98/15.

Pela Indicação de Nº 99/15, Gracinaldo solicitou ao poder executivo a operação Tapa Buraco na Av. Getúlio Vargas, que está intrafegável. E que seja construída uma praça equipada com equipamentos de academia popular, em um terreno localizado na Rua da Mangueira, logo após a ponte na entrada do Distrito Cajazeira.

Com a Indicação de Nº 100/15 o parlamentar solicita a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanismo que seja reconstruída, em caráter de urgência, a ponte que liga a saída do Distrito Cajazeira a estrada que vai para o Município de São João do Soter.

Ascom

Ex-prefeito Castelo é condenado a devolver R$ 115 milhões aos cofres

A juíza titular da 1ª Vara da Fazenda Pública de São Luís Luzia Madeiro Neponucena condenou o ex-prefeito da capital e atual deputado federal João Castelo (PSDB) à perda da função pública e dos bens e ao ressarcimento de R$ 115,1 milhões aos cofres públicos por “improbidade administrativa”. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (20) pela assessoria da Corregedoria Geral de Justiça (CGJ-MA).

João Castelo - foto de Biné Moraes

João Castelo – foto de Biné Moraes

De acordo com a corregedoria, a senteça também determina que o condenado tenha os direitos políticos suspensos por pelo menos oito anos, pague multa e seja proibido de contratar com o poder público pelo prazo de oito anos.

O processo também condenou o ex-secretário municipal de Obras e Serviços Públicos de São Luís Cláudio Castelo de Carvalho; os sócios da empresa Pavetec Construções Gustavo José Melo Fonseca e Daniel França dos Santos. Eles receberam as mesmas penas aplicadas ao ex-prefeito João Castelo, com exceção da perda da função pública, já que não ocupam cargo público.

Provas
A decisão é resultado de denúncia ajuizada pelo Ministério Público do Maranhão (MP-MA), que acusa o ex-prefeito de praticar ato de improbidade administrativa. De acordo com o processo, Castelo expediu decreto emergencial para dispensa de processo licitatório que resultou na contratação da empresa “Pavetec Construções Ltda.” para a realização de obras de pavimentação asfáltica, em contrato formalizado em julho de 2009, no valor de R$ 29,9 milhões sem que o governo municipal demonstrasse ocorrências emergenciais em ruas e avenidas da cidade para legitimar a realização dos serviços contratados sem licitação.

Nos autos, consta também que a Prefeitura de São Luís não demonstrou a realização das obras constantes do contrato com a “Pavetec”, serviços que deveriam ser fiscalizados e feitas as medições para fins de pagamento, sem sequer fazer o registro do local das obras ditas realizadas, confirmando a ocorrência de favorecimento indevido e malversação de recursos públicos.

Em maio de 2010, o Município assinou novo contrato com a referida empresa no valor de  R$ 85,1 milhões para realização das mesmas obras de pavimentação asfáltica constantes no contrato anterior, apenas acrescentando outras ruas e avenidas da cidade. Nesta contratação, a “Pavetec” alterou o capital social para se adequar ao edital de licitação na modalidade “concorrência pública”, que exige da contratada capital mínimo de 10% do valor total da obra. A alteração foi feita 66 dias antes da abertura do processo licitatório.

O processo afirma que, para favorecer indevidamente a “Pavetec Construções”, o então secretário Cláudio Castelo de Carvalho certificou o atestado de comprovação de aptidão de desempenho técnico da empresa para realizar os serviços, ainda em data anterior ao lançamento do edital licitatório, e sem ter competência legal para isso. Assim, das seis empresas interessadas em participar do procedimento licitatório, apenas a “Pavetec” comprovou a capacidade técnica exigida no edital e na Lei Geral de Licitações.

Nas obras do segundo contrato, também não foram apresentadas as medições e recebimento dos serviços realizados, nem a localização das obras feitas, o que era incumbência da Superintendência Municipal de Infraestrutura Viária.

G1 MA

Coutinho confessa que matou 3 pessoas em 4 dias

Raimundo Nonato Portela Frazão, o Coutinho, foi preso sob suspeita de ter cometido duplo homicídio dentro de um baile funk no último sábado, no clube Espaço Fama (bairro São Pedro/Av. Marechal Castelo Branco) – As vítimas foram Washington Correa da Silva e Ronaldo Nunes de Sousa que morreu, segundo a polícia, apenas por estar perto do verdadeiro alvo – Washington.

No decorrer o inquérito o delegado regional Alcides Nunes Neto descobriu que Coutinho, um jovem de apenas 20 anos de idade, é ainda mais perigoso do que a polícia imaginava inicialmente, isso porque agora está comprovado que ele, num intervalo de apenas 4 dias, entre os dias 12 e 16 de maio, matou 3 pessoas.

E o revólver calibre 38 usado para atirar em Washington e Ronaldo, na festa funk, tem tudo a ver com o mais novo assassinato.

O delegado explicou que para obtê-lo, Coutinho matou Francisco das Chagas Silva dos Santos, o miúdo, cujo corpo foi achado dois dias depois do crime num matagal do bairro São Francisco.

 “A gente tá verificando é que, na verdade, ele matou o miúdo pra ficar com a arma do miúdo, no mês de janeiro desse ano o Coutinho já havia sido preso por porte ilegal de arma de fogo, ficou sem a arma dele e quando saiu queria andar armado, ele não conseguiu arma da forma como ele queria, acabou tirando a vida do miúdo pra ficar com a arma do miúdo”, explicou o delegado em entrevista à TV Mirante

O inquérito do duplo homicídio, que já estava quase concluído, agora vai ganhar mais um crime que irá para a ficha de Raimundo Nonato Portela Frazão, o de latrocínio – roubo seguido de morte.

 “a gente já tá concluindo o inquérito policial dos homicídios que aconteceram no interior do clube, no qual foram vítimas o Ronaldo e o Washington, e agora ele está sendo indiciado pelo latrocrínio pela morte do Francisco das Chagas, o miúdo, crime que aconteceu dia 12”, concluiu o regional

Ricardo Reis mantém rigidez da lei para flagrantes de desrespeitos no trânsito de Codó e Coroatá

Ricardo Reis - chefe da 3ª Ciretran/Codó

Ricardo Reis – chefe da 3ª Ciretran/Codó

O novo chefe da 3ª Ciretran, Ricardo Reis, falou à nossa reportagem sobre como está tratando casos de irregularidades flagrados na Operação lei Seca realizada no último fim de semana.

Esta semana pessoas de Coroatá e Codó estão tendo que se dirigir à sede da Cirscuncrição Regional de Trânsito, na rua Cônego Mendonça, para ter de volta motos ou carros.

“Procedimento é a pessoa se dirigir ao órgão e poder regularizar as pendências que têm cada veículo, cada motocicleta e nós estamos prontos para atender todos que nos procuram, os funcionários estão imbuídos de trabalhar incessantemente para poder atender as demandas”, disse Ricardo

Mais a frente reforçou.

“Pra que seja liberado o seu proprietário tem que comparecer ao órgão e pagar todas as taxas para regularizar a situação do veículo. Quando não o condutor que seu veículo tenha sido apreendido que não possuía carteira de habilitação ou carteira de habilitação vencida ele tem que procurar tirar a sua carteira de habilitação, não pode transitar sem habilitação e a documentação do veículo também estar em dia”, frisou

O intuito do trabalho mais rígido, na opinião de Ricardo Reis, é diminuir o número de Acidentes.

“Acho que é uma medida salutar pra gente tentar verdadeiramente organizar o trânsito e evitar diminuir bastante o índice de acidentes no trânsito”, considerou

Flávio Dino planeja instalar 11 aeroportos no interior, mas Codó está fora da lista

A notícia abaixo foi produzida pela própria Secretaria de Comunicação do Governo do Estado e mostra um plano bem intencionado do governador Flávio e seus aliados de construírem aeroportos pelo interior do Maranhão.

Problema, a nosso ver, é que uma das 6 maiores cidades maranhenses, nossa bela e enfraquecida Codó, não consta da lista. Perdemos até para GOVERNADOR NUNES FREIRE. Está a nosso favor o fato de já termos uma área específica para pousos e decolagens, custando bem menos uma revitalização.

Abaixo a matéria da SECOM:

………………………………………………………………….

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria e Comércio (Seinc), está trabalhando para a implantação do Programa de Aviação Regional (PIL), que visa a instalação de aeroportos em todo o país. No Maranhão, 11 aeroportos estão contemplados no programa, sendo eles os de Bacabal; Barra do Corda; Barreirinhas; Balsas; Carolina; Caxias; Governador Nunes Freire; Imperatriz; Pinheiro; Santa Inês e São João dos Patos.

Em reunião realizada em Brasília, a Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (Sac-PR) informou ao Governo do Maranhão que os estudos de viabilidade técnica, que identificam as intervenções necessárias e o reaparelhamento de cada aeroporto, estavam atrasados por conta da ineficiência de gestões estaduais passadas.

Diante disso, o governador Flávio Dino determinou que a Seinc liderasse o projeto de implantação junto aos órgãos federais e prefeituras, atuando de forma a acelerar a conclusão desses aeroportos.

O secretário de Indústria e Comércio Simplício Araújo afirmou que os aeroportos de Bacabal; Barreirinhas; Barra do Corda; Carolina; Santa Inês e Pinheiro já estão em fase de estudo preliminar. Caxias e Imperatriz estão na fase do estudo de viabilidade técnica.

Os aeroportos apresentados pelos municípios de Balsas e São João dos Patos não apresentavam viabilidade técnica para operação visto que, dentre outros problemas, se encontravam em área urbana, com ocupações irregulares e residenciais que inviabilizaram os investimentos.

Porém, segundo Simplício Araújo, o governador conseguiu que as prefeituras fornecessem novas áreas para implantação dos aeródromos e os mesmos já foram informados à Sac-PR.

“Os 11 aeroportos previstos estão sendo trabalhados pela Sac-PR e pela Seinc. O Governo do Estado está atento e cobrando dos responsáveis brevidade”, garantiu o secretário.

Segundo Simplício Araújo, os recursos para a construção desses aeroportos, no valor de R$ 270,5 milhões, estavam disponíveis desde o início de 2013. “Por determinação do governador Flávio Dino, estamos em contato constante com prefeituras, com a Sac e demais atores envolvidos para acelerar o processo e garantir que nada fique paralisado”, afirmou.

Do total de aeroportos incluídos no programa de aviação regional, nove serão administrados pelo Governo do Estado, tendo como base o novo Plano Geral de Outorgas (PGO). Neste plano, estão definidas diretrizes e modelos para a exploração de aeródromos civis públicos, em conformidade com a Política Nacional de Aviação Civil (Pnad).

O PGO determina que a exploração de aeródromos estratégicos só poderá ser delegada a municípios que apresentem Produto Interno Bruto (PIB) anual superior a um bilhão de reais, conforme divulgação mais recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Após serem implantados, os aeroportos possibilitarão um avanço no crescimento econômico do Estado, contribuindo na geração de emprego e renda. A iniciativa também deve alavancar o turismo em todas as cidades do Maranhão

Processos que importem perda de mandato eletivo serão monitorados para durarem razoavelmente

Considerando a necessidade de aprimorar a justiça e otimizar a prestação jurisdicional no que tange à eficiência da administração pública, os membros do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão aprovaram nesta quarta-feira (20 de maio) Resolução que disciplina a garantia da razoável duração dos processos que importem perda de mandato eletivo.

Os processos a serem julgados nesta condição deverão postular, em seus pedidos iniciais, a perda ou cassação do registro, do diploma ou do mandato de candidato que tenha sido eleito ou que venha, por qualquer motivo ulterior à propositura da ação, a assumir cargo eletivo. O mesmo deve ocorrer em relação aos processos de prestação de contas de eleitos e não-eleitos.

Com esta medida, o TRE-MA busca atender meta para 2015 aprovada no VIII Encontro Nacional do Poder Judiciário especificamente para a Justiça Eleitoral, que consiste em julgar, com prioridade, as ações que possam importar a não diplomação ou a perda de mandato eletivo.

Na prática

Para efetivar esta regulamentação, o Regional maranhense estabeleceu que sua Secretaria Judiciária e os cartórios eleitorais identifiquem todos os processos de competência originária ou recursal, conforme a hipótese, em tramitação na Justiça Eleitoral no Estado do Maranhão que se insiram nas condições acima descritas.

Mensalmente, a SJ emitirá, com base nos dados do sistema SADP, relatório distribuído por relator dos processos com tramitação prioritária ou dos processos de prestação de contas de candidatos eleitos e não eleitos, remetendo-o a cada um dos membros do Tribunal para fins de controle e acompanhamento.

No entanto, a metodologia adotada nesta Resolução não exclui outras formas de controle e fiscalização da tramitação prioritária de processos exercidos pela Corregedoria Regional Eleitoral ou por outros órgãos competentes do Poder Judiciário.

TRE-MA

Leonel Filho comenta conjuntura nacional e pede celeridade ao Fórum Eleitoral de Codó

Leonel Filho

Leonel Filho

O líder do governo na câmara municipal de Codó, vereador Leonel Filho (PTN), realizou discurso grandiloquente na tribuna do parlamento, externando sua preocupação com a atual conjuntura do país, onde o governo federal irá reduzir as despesas da união em 80 bilhões de Reais.

“As publicações nacionais, boa parte delas, alertam pelo fato da sociedade está pagando a conta, que não foi contraída pelo povo. Pagando uma conta bilionária nunca antes vista pela nação. O Brasil é um dos países ricos em água e recursos naturais, mas pagamos a maior taxa de luz do mundo.O Brasil parou de crescer, o desemprego vai aumentar, e assim o comércio fica desacelerado. O pré-sal não é mais viável, pois a extração sai mais caro que o preço do barril. E o rombo na Petrobrás foi gigantesco e o povo está abismado acompanhando isso”, pontuou.

Programas sociais escassos

O edil citou exemplos da escassez dos financiamentos para programas sociais, como os para bolsas de estudos, compra de casa própria, entre outros.

“Hoje pra você tirar uma casa financiada a burocracia está maior. Tudo fruto das confusões e absurdos da operação Lava a Jato, que criou um efeito dominó. A justiça está trabalhando mas o Supremo solta os culpados pela crise de corrupção. E com tributos altos, o povo fica sem poder de compra e os municípios ficam limitados, pela falta do remanejamento de recursos”

União do legislativo, do povo e instituições

Leonel agradeceu a população civil organizada e os representantes de instituições da cidade de Codó pela união nas audiências públicas realizadas na Câmara Municipal de Codó.

“Quero parabenizar aos órgãos públicos, ao ovo de Codó e ao empenho do Prefeito Zito Rolim, que nos dá todo o apoio para a realização das audiências e participa ativamente, além de sempre ir a capital federal para conseguir melhorias pra nossa Codó”.

Solicitando celeridade ao TRE Codó

Assim como outros parlamentares, o vereador Leonel Filho expressou sua preocupação com o número eleitores de Codó que talvez não consigam passar pelo recadastramento biométrico realizado pela Justiça Eleitoral.

O edil lamentou o fato das pessoas estarem dormindo na porta do cartório a espera das poucas fichas distribuídas. Os parlamentares fizeram as contas e acham que mais de 50 mil eleitores ficarão impedidos de votar em 2016, pois não conseguirão fazer a biometria, obrigatória para Codó.
Indicações

Por meio das Indicações de número 96/15 e 97/15, Leonel Filho solicitou o envio de correspondência ao Juiz do TER de Codó, pedindo providencias para agilizar o atendimento no Fórum Eleitoral, assim como o convite aos Juízes responsáveis pelas 7ª e 69ª do TRE Codó para reunião ou audiência pública, para debater o tema em questão.

Ascom

RÁDIO – Programa A HORA DA VERDADE discute DELAÇÃO PREMIADA com seus ouvintes

O radialista César Santos, apresentador do programa A HORA D VERDADE, da rádio Eldorado AM, reprisou hoje, 20, o áudio da explanação feita por nós a respeito do que vem a ser a DELAÇÃO PREMIADA.

“Eu tenho o prazer de repetir para o povo da zona rural, eu tenho o prazer de repetir para os caxienses, onde chegamos dentro de Caxias, eu tenho o prazer de repetir pros timonenses, que nós também chegamos em Timon, para os coroataenses, os timbirenses, Peritoró”, disse Cesinha ao anunciar que repetiria o áudio

O apresentador considerou importante discutir o tema com seus ouvintes e ouviu algumas opiniões a respeito, nos dois dias em que tratou do assunto.

No entendimento popular levada ao ar, a DELAÇÃO abre caminho para que novos crimes ocorram.

“Delação premiada nada mais é do que um tapa na cara da sociedade. Delação premiada, não precisa vocês botar isso aí não, criar nome bonito não, basta vocês botarem assim oh – brasileiros e brasileiras vão tudo …”, brincou o radialista arrematando o assunto.

Nossos agradecimentos ao radialista César Santos por abrir discussões, com seu público,  a respeito do tema baseando-se em nossas explicações, estas fundamentadas em decisões recentíssimas do STJ – Superior Tribunal de Justiça.