Prefeitura de Codó realiza 1ª Conferência do Plano Municipal de Saneamento Básico

Nesta quarta-feira (21) foi realizada em Codó a 1ª Conferência do Plano Municipal de Saneamento Básico, que aconteceu no auditório da Associação Comercial, no bairro São Benedito. Dentre as autoridades presentes estavam o diretor do SAAE, Evimar Barbosa, o Secretário Municipal de Finanças e Meio Ambiente, Ivaldo Silva, o superintendente de Planejamento e coordenador geral da conferência, Ataliba Júnior, o vereador Pastor Max,  dentre outras autoridades.

Com o tema ‘Gestão Integrada do Saneamento Básico’ a conferência contou com a presença de representantes do poder público, de instituições e da sociedade civil organizada. Na ocasião foram discutidos alguns problemas pontuais sobre a situação do saneamento básico no município, a importância de ações da sociedade e do poder público, bem como os debates e sugestões para implementação do Plano Municipal de Saneamento Básico, que deverá ser concluído ainda em 2018.

É um marco para o planejamento de nosso município, justamente para se tratar de um tema tão relevante quanto é o saneamento básico. Sabemos das problemáticas que os municípios encontram nesta área, desde o esgotamento sanitário até a destinação dos resíduos sólidos. Por isso a importante missão desta conferência, que busca, junto à sociedade, soluções para os problemas. Portanto, o prefeito Nagib e todas as equipes das secretarias envolvidas estão de parabéns, pois o Plano Municipal de Saneamento Básico é um grande avanço estrutural para Codó”, declarou o vereador Pastor Max.

A Conferência do Plano Municipal de Saneamento Básico foi pautada em quatro eixos temáticos como: Drenagem e Manejo de Águas Pluviais; Coleta e Tratamento de Esgoto; Abastecimento de Água Potável e Limpeza Urbana e Tratamento de Resíduos Sólidos. De acordo com o Diretor do SAAE Codó, Evimar Barbosa, a realização do plano cumpriu seu cronograma de dez meses, com audiências públicas na cidade e na zona rural. “Estamos concluindo o Plano Municipal de Saneamento Básico de Codó, em um trabalho conjunto do SAAE e secretarias de governo e com a participação da população. o resultado deste trabalho será de grande importância para a melhoria da qualidade de vida no município”.

“Após as discussões com a comunidade, o PMSB deve ser apreciado pelos vereadores e aprovado pela Câmara Municipal. Aprovado, o PMSB passa a ser a referência de desenvolvimento no município, estabelecido as diretrizes para o saneamento básico e fixando as metas de cobertura e atendimento com os serviços de água; coleta e tratamento do esgoto doméstico, limpeza urbana, coleta e destinação adequada do lixo urbano e drenagem e destino adequado das águas de chuva”, concluiu o coordenador geral da conferência, Ataliba Júnior.

Ascom – PMC

PRODUTIVIDADE: Juízes do Maranhão deram 29.419 sentenças em outubro

No último mês de outubro, os juízes de 1º Grau do Maranhão proferiram 29.419 sentenças, alcançando recorde de produtividade mensal no ano de 2018. O resultado deste ano representa um crescimento de 8,66% no índice de produtividade mensal, se comparados ao mesmo período de 2017, quando magistrados sentenciaram 27.073 processos judiciais. Os dados são oriundos do sistema Termojúris, da Corregedoria Geral da Justiça (CGJ-MA).

Também em outubro, foram assinadas 33.641 decisões e 74.201 despachos, que impulsionaram as ações em trâmite no Judiciário estadual maranhense. No apurado de janeiro a outubro de 2018, a magistratura alcançou o patamar de 1,34 milhão de tarefas processuais.

O relatório registra também a realização de 221.219 mil audiências, e 672 sessões do Tribunal do Júri. Neste mês de Novembro já foram realizadas 17.434 audiências e 61 sessões de júri nas comarcas judiciais de todo o Maranhão.

O corregedor Marcelo Carvalho Silva considera o número positivo como resultado do empenho dos magistrados e servidores e das ações efetivas implementadas nas unidades judiciais. A atual gestão da Corregedoria Geral da Justiça (CGJ-MA) está priorizando o combate à morosidade, com foco na redução do acervo processual do Judiciário de 1º Grau, por meio do Programa de Enfrentamento à Taxa de Congestionamento Processo (PETCP), trabalhado em diversas comarcas do Maranhão.

“O Judiciário estadual de 1º Grau deve fechar o ano com um balanço positivo de produtividade, que sem dúvidas também é fruto do compromisso de magistrados e servidores com a sociedade”, frisou o corregedor-geral.

PROGRAMA – O PETCP faz parte do Planejamento Estratégico da CGJ-MA e será executado até dezembro de 2019 nas comarcas com maiores taxas de congestionamento no Estado. O Programa também atende ao macrodesafio ligado à celeridade e à produtividade, definido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para ser buscado até 2020 pelo Poder Judiciário.

Assessoria de Comunicação

Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão

CODÓ receberá regional maranhense de FUTSAL sábado e domingo

A partir desta sexta-feira (23) até domingo (25), a Federação de Futsal do Maranhão (Fefusma) realizará as disputas das etapas regionais do Campeonato Maranhense de Futsal, competição promovida pela entidade com o apoio da Kagiva e da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel). As cidades de Balsas e de Codó serão as sedes das regionais Sul e Cocais, respectivamente.

Em Balsas, haverá confrontos em cinco categorias: Sub-6, Sub-8, Sub-16, Sub-19 e Adulto. Os jogos ocorrerão no Ginásio Municipal. Na sexta-feira, primeiro dia de disputas, a bola começa a rolar a partir das 18h com o duelo entre CT Falcão 12 x Dom Bosco Balsas, pela categoria Sub-8.

Na sequência, haverá mais quatro partidas: A.A. Balsas Futsal x Dom Bosco Balsas (Sub-6), A.A. Balsas Futsal x ACF/Carolina (Sub-16), ACF/Carolina x A.A. Balsas Futsal (Sub-19) e Balsas Futsal x A.A.Balsas/Unibalsas (Adulto Masculino).

As disputas da Regional Sul seguem no sábado (24) e no domingo (25) com jogos no Ginásio Municipal. Em ambos os dias, a rodada terá início às 9h.

Regional Cocais

Já os duelos válidos pela Regional Cocais do Campeonato Maranhense Sub-16 serão realizados somente no sábado e no domingo, no Ginásio Carlos Fernando, em Codó. No primeiro dia de disputas, a rodada será aberta às 19h com a partida entre Ajax e Escola Modelo. Em seguida, às 20h, a bola rola para Timon x Milênio.

No domingo, a rodada será aberta às 10h com o confronto entre Escola Modelo e Timon. Depois, às 11h, Milênio e Ajax se enfrentam.

Nas redes sociais oficiais da Federação de Futsal do Maranhão (@fefusma) estão disponíveis os resultados, tabelas de jogos e fotos das partidas de todas as categorias do Campeonato Maranhense de Futsal 2018. Neste fim de semana também serão realizados jogos do Estadual em São Luís.

TABELA REGIONAL BALSAS

SEXTA-FEIRA (23.11) / GINÁSIO MUNICIPAL

18h – CT Falcão 12 x Dom Bosco Balsas (Sub-8)

18h30 – A.A. Balsas Futsal x Dom Bosco Balsas (Sub-6)

19h – A.A. Balsas Futsal x ACF/Carolina (Sub-16)

20h15 – ACF/Carolina x A.A. Balsas Futsal (Sub-19)

21h30 – Balsas Futsal x A.A.Balsas/Unibalsas (Adulto Masculino)

 

SÁBADO (24.11) / GINÁSIO MUNICIPAL

9h – A.A. Balsas Futsal x CT Falcão 12 (Sub-6)

9h30 – A.A. Balsas Futsal x CT Falcão 12 (Sub-8)

10h – ACF/Carolina x Carlito SIPDK (Sub-16)

11h30 – ACF/Carolina x CT Falcão 12 (Sub-19)

SÁBADO (24.11) / GINÁSIO MUNICIPAL

16h – A.A. Balsas Futsal x Dom Bosco Balsas (Sub-8)

16h30 – CT Falcão 12 x Dom Bosco Balsas (Sub-6)

17h – A.A. Balsas Futsal x CT Falcão 12 (Sub-19)

18h15 – Carlito SIPDK x A.A. Balsas Futsal (Sub-16)

19h30 – Balsas Futsal x Real 7 Imperatriz (Adulto Masculino)

 

DOMINGO (25.11) / GINÁSIO MUNICIPAL

9h – 1º colocado x 2º colocado (Sub-8)

9h30 – 1º colocado x 2º colocado (Sub-6)

10h – 1º colocado x 2º colocado (Sub-19)

11h15 – 1º colocado x 2º colocado (Sub-16)

12h30 – A.A. Balsas/Unibalsas x Real 7 Imperatriz (Adulto Masculino)

TABELA REGIONAL CODÓ

SÁBADO (24.11) / GINÁSIO Carlos Fernando

19h – Ajax x Escola Modelo (Sub-16)

20h – Timon x Milênio (Sub-16)

 

DOMINGO (25.11) / GINÁSIO MUNICIPAL

10h – Escola Modelo x Timon (Sub-16)

11h – Milênio x Ajax (Sub-16)

Secretário revela que dejetos do presídio de CODÓ as vezes ‘vazam’ mesmo pra rua

Mesmo a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária afirmando, por meio de nota, que já resolveu o problema os moradores do entorno do presídio regional de Codó continuam reclamando de mau cheiro vindo da galeria que traz o esgoto que tem hoje mais de 90 presos.

”Eu queria saber quem foi que criou essa água pra vir pra água fria, quem foi esse engenheiro, essa ideia dele (…) acabando a natureza, a água tá indo toda pro rio e ninguém faz nada rapaz”, disse o mototaxista Reginaldo da Luz Queiroz

Cícera Maria Viana da Silva, vendedora de frutas e verduras na área, completa, “Tem dia que doi minha cabeça, prejudica até a saúde das  crianças… NEM COMER SE PODE MAIS? Nem comer em paz, come com aquele fedor..SENTAR NA PORTA DE CASA? Sentar com a mão no nariz, se quiser sentar”

ENTREVISTA DAS AUTORIDADES

Insistimos em ouvir as autoridades locais. Desta vez conseguimos entrevistar o fiscal sanitário que, depois da primeira visita em 09 de outubro,  voltou esta semana ao local (terça-feira,20).

Paulo Freire – Fiscal Sanitário

Paulo Freire sustentou novamente que nada encontrou e disse que poderá refazer a fiscalização se as reclamações persistirem.

 “Como nós não vimos nada que, realmente, constatasse como se fosse deles julgamos improcedente a reclamação (…) A gente pode, né, afinal é nossa obrigação, é o nosso serviço, a gente pode retornar e ver, colocar algum parecer com o Estado, ver se o Estado vem também  técnicos deles pra examinar, né”

CONFIRMAÇÃO

 Na Secretaria Municipal do Meio Ambiente, da Prefeitura de Codó obtivemos a confirmação do problema. O secretário Ivaldo José da Silva relatou que as fossas sépticas enchem demais e quando transbordam fazem com que os dejetos cheguem ao riacho.

Secretário Ivaldo José da Silva

 “Só há o vazamento de fezes quando ela superlota, é tanto que  você só percebe esta reclamação mais consistente da população quando ela não tem a capacidade de acumular, isso faz um transbordo, vai até a rua, quando o volume é muito forte além da rua deve atingir o córrego do água Fria e aí a população reclamando, reclamando com toda razão”, afirmou

A respeito de solução o secretário disse que o SAAE, autarquia municipal subordinada à prefeitura, já se comprometeu em ajudar num projeto que traga o esgoto do presídio para a estação de tratamento, mas isso tem custo alto e não dinheiro ainda disponível.

Nesta quinta-feira haverá uma nova reunião sobre este assunto.

 “Diante de toda essa discussão diante de todo esse manifesto, esteve ontem na Secretaria a empresa responsável por esse projeto e amanhã teremos uma reunião com o Saae, a secretaria de Estado da Segurança, a empresa e nossa equipe do Meio Ambiente na perspectiva de encontrarmos a melhor solução”

SYGMA – Restam apenas 4 vagas para o curso de Instalação de Sistema de Energia Solar

ÚLTIMAS VAGAS!

VOCÊ DESEJA ENTRAR NO MERCADO QUE MAIS CRESCE NO PAÍS?

A ESCOLA SYGMA ESTÁ COM MATRÍCULAS ABERTAS PARA O CURSO DE INSTALAÇÃO DE SISTEMAS DE ENERGIA SOLAR!

INÍCIO: SEGUNDA-FEIRA (26/11)

RESTAM APENAS 4 VAGAS!

APROVEITE NOSSAS PROMOÇÕES DE FINAL DE ANO!

AVENIDA 1° DE MAIO, SÃO FRANCISCO, CENTRO

FONE/WHATSAPP:

99 981923494

VÍDEO – Assista ao momento da apreensão do carro da prefeitura de Codó com documentos atrasados desde 2012

Assista ao vídeo feito ontem, 21,na hora da apreensão do carro da prefeitura de Codó com problemas na documentação desde 2012.

Nesta sexta-feira começa a promoção Black Weekend NOROESTE

A promoção de maior destaque mundial chega à Noroeste e em dose dupla BLACK WEEKEND NOROESTE.Nesta quinta, sexta e sábado um caminhão de ofertas espera por você.

Descontos e preços arrasadores em confecções, calçados, acessórios, celulares e muito mais. O melhor é que você só começa a pagar daqui a 60 dias.

CAGED – Brasil tem saldo positivo de 57.733 empregos formais em outubro

No acumulado do ano, foram 790,6 mil novos postos de trabalho, o melhor desempenho desde 2015

Mantendo a tendência de crescimento, o Brasil terminou o mês de outubro com saldo positivo de +57.733 postos de trabalho formais, o que representa um acréscimo de +0,15%, em relação ao mês anterior. As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta quarta-feira (21).

O desempenho é resultado de 1.279.502 admissões e 1.221.769 desligamentos. Entre janeiro e outubro, houve crescimento de 790.579 empregos – uma variação positiva de +2,09%. O saldo acumulado deste ano é o melhor desde 2015. Nos últimos 12 meses, foram gerados +444.483 postos de trabalho (alta de +1,16%).

Desempenho setorial – O aumento no número de empregos foi registrado em seis dos oito setores econômicos. O melhor desempenho foi observado no setor de Comércio, com expansão de 34.133 postos de trabalho. No Comércio Varejista foram criados 28.984 vínculos, o que representa crescimento de +0,39. Foram 5.149 empregos a mais – elevação de +0,32% – no Comércio Atacadista.

O segundo setor com saldo mais expressivo foi o de Serviços, com geração de 28.759 empregos formais. O segmento teve aumento de +0,17% postos de trabalho, em relação ao mês anterior.

O subsetor do Comércio e Administração de Imóveis, Valores Mobiliários e Serviço Técnico cresceu +0,21% em outubro – foram 9.946 vínculos. Em seguida aparecem os subsetores de Serviços Médicos, Odontológicos e Veterinários, com alta de +0,33% – 7.046 postos de trabalho; e Serviços de Alojamento, Alimentação, Reparação, Manutenção e Redação (+0,11 – 6.519 empregos).

O setor de Indústria de Transformação, com 7.048 vínculos, foi o terceiro em desempenho em outubro. O número corresponde a aumento de +0,10% em relação a setembro.

Os subsetores com melhores índices foram os de Indústria de Produtos Alimentícios, Bebidas e Álcool Etílico (alta de +0,17% e geração de 3.223 postos de trabalho); Indústria Mecânica (+0,46% e criação de 2.449 vínculos); e Indústria Metalúrgica (+0,38% e mais 2.290 empregos).

Também apresentaram crescimento no número de postos de trabalho os setores de Construção Civil (560 empregos); Extrativa Mineral (377 vínculos); e Serviços Industriais de Utilidade Pública – SIUP (268). Apenas os setores de Agropecuária e Administração Pública tiveram queda (-13.059 e -353 postos, respectivamente).

Pela série histórica do Caged, a Agropecuária apresenta saldo menor em outubro devido à sazonalidade. Especificamente em 2018, houve uma antecipação da safra de cana-de-açúcar, levando o setor a contratar mais nos meses de agosto e setembro.

Quando somados os dados desse bimestre, o resultado deste ano é bem superior ao de 2017. No ano passado, o período entre setembro e outubro teve 110.991 contratações no setor. Em 2018, foram 195.069 empregos a mais (+75,75%).

Desempenho regional – Houve aumento no número de empregos em quatro das cinco regiões do Brasil. No Sul, foram mais 25.999 postos de trabalho (+0,36%). Em seguida aparecem Sudeste, com 15.988 vínculos (+0,08%); Nordeste, com 13.426 (+0,21%); e Norte, com 2.379 empregos (+0,14%). No Centro-Oeste, o saldo se manteve estável (-59 postos).

O crescimento no número de vínculos empregatícios foi registrado em 23 das 27 unidades federativas. Os destaques foram São Paulo, com mais 13.088 postos de trabalho (alta de +0,11%); Santa Catarina, com mais 9.743 empregos (+0,49%); Rio Grande do Sul, com 9.319 (+0,37%); Paraná, com 6.937 (+0,26); e Ceará, com 3.669 (+0,32).

Os quatro estados com queda no saldo de empregos foram Goiás, com 3.565 postos a menos (-0,29%); Pernambuco, que perdeu 1.330 vínculos (-0,11%); Rio de Janeiro, com -847 postos (-0,03%); e Rondônia, com -374 (-0,16%).

Salário – O salário médio de admissão foi de R$ 1.528,32 em outubro, e o salário médio de desligamento foi de R$ 1.672,00. Em termos reais, considerando a deflação medida pelo Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC), houve crescimento de R$ 6,89 (+0,45%) no salário de admissão e queda de R$ 16,86 (-1%) no salário de desligamento.

Modernização Trabalhista – A distribuição do emprego entre as modalidades criadas a partir da Modernização Trabalhista (Lei nº 13.467/2017) ficou assim:

Desligamento mediante acordo entre empregador e empregado – Em outubro, foram 15.981 desligamentos mediante acordo entre empregador e empregado, envolvendo 11.272 estabelecimentos, em um universo de 10.347 empresas. Um total de 23 empregados realizou mais de um desligamento nesta modalidade.

São Paulo foi o estado que registrou a maior quantidade de desligamentos (4.392), seguido por Paraná (1.927), Rio de Janeiro (1.792), Minas Gerais (1.380), Santa Catarina (1.311) e Rio Grande do Sul (1.228).

O setor que mais realizou desligamentos por acordo foi o de Serviços (8.407 desligamentos), seguido por Comércio (3. 794), Indústria de Transformação (2.286), Construção Civil (793), Agropecuária (501), SIUP (144), Extrativa Mineral (39) e Administração Pública (17).

As dez principais ocupações envolvidas foram as de vigilante (1.054 desligamentos), vendedor de comércio varejista (766 desligamentos), faxineiro (682), auxiliar de escritório, em geral (517), assistente administrativo (471), operador de caixa (459), motorista de caminhão – rotas regionais e internacionais (459), alimentador de linha de produção (351), porteiro de edifícios (317) e recepcionista, em geral (227).

Trabalho Intermitente – Na modalidade de trabalho intermitente foram registradas 7.545 admissões e 2.701 desligamentos, gerando saldo positivo de 4.844 empregos, envolvendo 2.842 estabelecimentos, em um universo de 1.996 empresas. Um total de 54 empregados celebrou mais de um contrato na condição de trabalhador intermitente.

As unidades federativas com maior número de contratos nesta modalidade em outubro foram São Paulo (1.616 postos), Rio de Janeiro (625), Paraná (577), Minas Gerais (378), Santa Catarina (305) e Ceará (255).

Em relação aos setores, o saldo de emprego dos contratos intermitentes distribuiu-se em Serviços (2.390 postos), Comércio (1.430 postos), Construção Civil (561 postos), Indústria de Transformação (470 postos), Agropecuária (9 postos), Extrativa Mineral (-6 postos) e SIUP (-10).

As 10 principais ocupações envolvidas foram assistente de vendas (478), atendente de lojas e mercados (442), repositor de mercadoria (206), faxineiro (186), servente de obras (175), auxiliar de logística (144), vendedor de comércio varejista (134), garçom (122), mecânico de manutenção de máquinas, em geral (109) e soldador (105).

Trabalho em Regime de Tempo Parcial – Foram registradas 6.034 admissões em regime de tempo parcial e 3.816 desligamentos em outubro, gerando um saldo de 2.218 empregos. O número de estabelecimentos envolvidos foi de 5.599 em um universo de 4.813 empresas. Um total de 30 empregados celebrou mais de um contrato em regime de tempo parcial.

Entre as unidades federativas, o maior número de contratos neste regime foi registrado no Rio de Janeiro (580 postos). Em seguida aparecem São Paulo (260), Paraná (236), Ceará (197), Minas Gerais (142) e Rio Grande do Norte (129).

Nesta modalidade, o setor com maior saldo de emprego foi o de Serviços (1.473 postos). A distribuição prosseguiu com Comércio (650), Indústria de Transformação (94), Construção Civil (50), Agropecuária (29), Administração Pública (4), Extrativa Mineral (-2) e SIUP (-80).

As 10 principais ocupações de acordo com o saldo de emprego em regime de tempo parcial foram faxineiro (975), operador de caixa (596), auxiliar de escritório, em geral (565), vendedor de comércio varejista (438), repositor de mercadorias (288), atendente de lanchonete (256), assistente administrativo (254), recepcionista, em geral (254), atendente de lojas e mercados (253) e vendedor ambulante (191).

Ministério do Trabalho

Assessoria de imprensa

Ex-prefeita de Bom Jesus das Selvas é condenada em Ação Penal por falta de licitação

Com base no que determina o Código Penal, o juiz determinou o regime semi-aberto para o cumprimento da pena privativa de liberdade, em colônia agrícola, industrial ou estabelecimento semelhante. E, considerando que a acusada permaneceu em liberdade durante toda a instrução processual e ausentes os requisitos que fundamentam a prisão preventiva, concedeu a ela o direito de recorrer da sentença em liberdade.

Na análise do processo, o juiz constatou que a materialidade e a autoria do crime restaram amplamente comprovadas, por meio das provas contidas nos autos, sobretudo o relatório do Tribunal de Contas do Estado, com o detalhamento das irregularidades praticadas pela ré envolvendo despesas vultosas sem o procedimento licitatório, que ultrapassam o montante de um milhão e quinhentos mil reais.

PENA – Na definição da pena, o juiz considerou as conseqüências do crime desfavoráveis, prejudicando o destino da verba pública a toda a população municipal de Bom Jesus da Selvas.

“…A prática de crimes contra a lei de licitações quando ocupante do cargo de Prefeito Municipal, com maior acesso as verbas públicas, evidencia o repúdio da sociedade, caracterizando que o agente se apresenta com péssima reputação social, quando deveria estar trabalhando diariamente como os demais cidadãos em prol daqueles que a elegeram como representante…”, ressaltou o juiz na sentença.

O juiz reconheceu, ainda, como agravante, o fato de a ex-gestora ter praticado o crime com violação de dever inerente ao cargo, na medida em que Maria de Sousa Lira ocupava o cargo de Prefeito Municipal, o qual deve ser exercido de acordo com os princípios e deveres da probidade perante a Administração Pública, o que não foi realizado.

Assessoria de Comunicação

Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão

Saúde da Mulher: HGM recebe novo reforço no setor de Ginecologia e Obstetrícia

Com o objetivo de melhorar os serviços em medicina e humanizar cada vez mais o atendimento aos codoenses a pacientes da região, o Governo Mais Avanço, Mais Conquistas vem fazendo uma série de investimentos no Hospital Geral Municipal de Codó. Além da reforma e ampliação e a aquisição de novos e modernos equipamentos, a direção do hospital também prioriza a contratação de bons profissionais, como a contratação Dra. Nilcélia Gomes, ginecologista e obstetra, que já ingressou no corpo clínico do HGM.

Dra. Nilcélia Gomes

Graduada em ginecologia e obstetrícia, com residência no Hospital Ipiranga, em São Paulo, a Dra. Nilcélia Gomes já se encontra a disposição das codoenses para os atendimentos no HGM. “Primeiramente quero dizer que é uma grande satisfação estar em casa, atender na minha cidade e contribuir para a saúde das mulheres codoense e de nossa região. É muito recompensador fazer parte desta equipe do nosso HGM, buscando realizar um trabalho pautado na missão de promover assistência à saúde de forma ética, segura e humanizada”.

Agenda de atendimentos

Dra. Nilcélia Gomes também informou para as codoenses sobre sua agenda de atendimentos para o mês de dezembro e início de janeiro. A data de marcação para as consultas acontecerá no dia 29 de novembro, no HGM. As datas de atendimento serão nos dias 8 e 10, 21 e 22, 26 e 27 de dezembro, e também na segunda-feira, 2 de janeiro de 2019.

Nota: Ascom – PMC