Zap 99903-5262 – Prepare-se para o mercado de trabalho no GALILEU CURSOS

Prepare-se para o mercado de trabalho com GALILEU CURSOS

No Maranhão campanha distribuirá milhares de livros para ajudar famílias a superar crises

Poucos temas mexem tanto com as emoções quanto ‘família’. Sejam as memórias felizes ou os maiores traumas tudo passa pela família. Diariamente chegam informações divórcios, denúncias de abusos e tantas notícias lamentáveis em torno do assunto família. Portanto, falar sobre a resolução de conflitos e crises familiares e, mais ainda, sobre sua prevenção, nunca foi tão atual e necessário.

Nesse contexto, a Igreja Adventista do Sétimo Dia promove no próximo sábado, dia 25 de maio, uma campanha para contribuir com as famílias na busca por paz e união. A igreja irá realizar o projeto Impacto Esperança,  uma iniciativa que irá mobilizar 2,5 milhões de pessoas em oito países da América do Sul na distribuição de 23 milhões de exemplares do livro Esperança para a Família. O presente será entregue gratuitamente em ruas, casas, parques e estabelecimentos comerciais.

Na Missão Nordeste Maranhense da Igreja Adventista do Sétimo Dia, o Impacto Esperança irá envolver mais de 45 mil pessoas em 542 igrejas e grupos na região metropolitana de São Luís e municípios do interior como Chapadinha, Barreirinhas, Tutóia, Araioses, Santa Rita e demais municípios a leste do Estado.

Escrita pelo casal Willie e Elaine Oliver – ele, doutor em Sociologia da Família, e ela, especialista em Aconselhamento Familiar e Saúde Mental -, a obra detalha os principais pontos que abalam este círculo, trazendo mensagens e conselhos práticos para se lidar com eles. Apesar da sua ênfase, a mensagem não é restrita ao ambiente familiar. “Ele apresenta conceitos que são universais; que servem para o solteiro, o casado, o divorciado e, inclusive, para famílias que fogem do modelo ‘tradicional’”, explica um dos coordenadores do Impacto Esperança, o pastor Luís Gonçalves.

O título foi traduzido para 40 idiomas, e tem 50 milhões de exemplares impressos que serão distribuídos pelo mundo ao longo de 2019. O livro também tem uma versão ilustrada, para crianças, uma em áudio, para deficientes visuais, e uma eletrônica, disponibilizada para download no site livro.esperanca.com.br. Aos interessados em receber um aconselhamento personalizado, a última página da obra traz um QR code que direciona o leitor ao Centro Adventista de Atendimento Familiar, que também pode ser acessado em adv.st/caaf.

O IMPACTO ESPERANÇA

Foram mais de 195 milhões de livros distribuídos nas 11 edições anuais do projeto. A cada ano, o título entregue aborda um tema diferente, sempre com o intuito de levar à população esperança em um determinado aspecto da vida.

Apesar de haver uma data específica para a grande mobilização, o projeto não se resume a este dia. Durante todo o ano, os adventistas incluem a distribuição do livro na sua rotina de forma natural e espontânea.

Além de tudo, o Impacto Esperança é um compromisso dos adventistas com a sociedade, tanto por trazer sempre uma contribuição relevante quanto por ser um projeto de incentivo à leitura.

Enterro de seu ‘Alvino’ Moreira ocorrerá nesta sexta-feira

O enterro de Alverino Moreira Santos, eterno presidente da Escola de Samba Estrela do Oriente, do bairro São Francisco, será realizado hoje, sexta-feira, 24, às 17h, no cemitério Central, conforme informação colhida por nossa reportagem junto à família.

É o terceiro dia de velório na rua Gonçalves Dias, sua residência, porque havia a espera de filhos que hoje vivem em São Paulo e até fora do país, como o missionário da Igreja Batista  Ezequiel Moreira, que veio da Bolívia.

SOBRE A MORTE

Seu Alvino morreu na noite de 21 de maio de 2019,  aos 77 anos.

O blogdoacelio conversou com a filha dele, Ana Emília Moreira, que explicou que desde a semana santa (19 de abril) vinha enfrentando problemas de saúde que começaram com uma complicação de fimose infeccionada, isso teria provocado alterações graves na próstata (não havia diagnóstico de câncer, família esperava resultado da biópsia).

Além disso, seu Alvino enfrentou a paralisação de um rim e um Acidente Vascular Cebral (AVC). Estava há 20 dias internado em Caxias, submetendo-se, inclusive, hemodiálise.

 

OUÇA: Dr. Zé Francisco diz que rejeição de 80% ao prefeito Nagib justifica apoio ao grupão Liberta Codó

O suplente de deputado federal e médico Zé Francisco esteve hoje no programa A VOZ DO POVO, apresentado por Daniel Sousa na rádio Eldorado AM.

Dr. Zé Francisco

Falou de vários assuntos e o grupão esteve no centro da entrevista. Para justificá-lo, Dr. Zé Francisco disse que eles representam o anseio de mais de 100 mil pessoas que hoje estão descontentes com a administração do prefeito Francisco Nagib.

“Por que surgiu esse grupão? esse grupão surgiu pelo grande descontentamento da população de Codó com a atual gestão. O atual gestor não cumpriu o seu papel como prefeito, não cumpriu o seu papel como administrador e a população está descontente com o atual gestor que aí está e aí surgiu esse grupão (…) pra você ter uma ideia são mais de 110.000 pessoas descontentes com o atual gestor, a rejeição chega na casa dos 80%, então são mais de 100.000 pessoas e esse grupão representa estas pessoas que querem um novo Codó”, disse

Voltou a afirmar que o melhor avaliado será o indicado a candidato e que só não concorrerá dentro do PT se o Partido dos Trabalhadores não o quiser ou se sentir qualquer ameaça à sua candidatura. OUÇA OUTRAS DETALHES

Pedro Belo articula e Cervejaria AMBEV passará a comprar mandioca de agricultores codoenses

Na tarde de ontem, 23, esteve na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Codó um representante da CERVEJARIA AMBEV, a maior do Brasil, presente hoje em 19 países.

A empresa, fruto de uma fusão entre Brahma e Antarctica ocorrida em 1999, é dona de 32 marcas de bebida e possui 32 cervejarias no Brasil e mais duas maltarias. Só para se ter uma ideia do tamanho dela, a AMBEV gera 35 mil empregos.

Em Codó interessa-se pela produção de mandioca, pois desde o ano passado  produz no Maranhão a cerveja intitulada de MAGNÍFICA que usa mandioca em sua composição.

Até agora agricultores de Magalhães de Almeida e de Tabuleiro do São Bernardo, região do Baixo-Parnaíba fornecem a matéria-prima maranhense.

Ficou acertado ontem que a ideia será levada à outros produtores codoenses para que garantam o maior número de toneladas possível à AMBEV.

Acompanharam o representante da empresa ao Sindicato alguns apoiadores do ex-vereador Pedro Belo, que segundo Ribamar Oliveira, foi o articulador desta abertura de negócios que pode impulsionar a produção de mandioca no município. VEJA O VÍDEO

CONCURSO PÚBLICO DE CODÓ – Veja como está o projeto na Câmara e pra onde vai

O projeto de Lei do Poder Executivo que versa sobre a realização do Concurso Público de Codó com 124 vagas (salvo engano) já passou pela primeira comissão, a de Constituição e Justiça (CCJ), ou seja, começou a andar.

O blogdoacelio conversou com o presidente da CCJ, vereador Pastor Max. Disse que agora o projeto segue para mais duas comissões, Educação e Finanças.

Estas comissões pretendem convocar já para a próxima quarta-feira, 29, Múcio Oliveira, servidor da Secretaria Municipal de Administração, para prestar esclarecimentos sobre o projeto, número de vagas, exclusão de algumas categorias.

Depois é que segue para votação. VEJA OUTROS DETALHES

VÍDEO – Desembargador do TJMA elogia Chiquinho Oliveira e o prefeito de Codó

O desembargador do Tribunal de Justiça do Maranhão, o codoense Antonio Fernando Bayma de Araújo, presente ontem, 23, na inauguração da nova sede do Ministério Público em Codó, fez referências elogiosas ao prefeito Francisco Nagib e ao pai dele, o empresário Francisco Carlos de Oliveira.

Disse que Nagib é merecedor do que é (prefeito) uma vez que seu pai é um grande empreendedor que soube conquistar todo o Maranhão.

“Mas agora tem a frente da prefeitura de Codó um jovem, um jovem como eu que se não faz força pelo menos, naturalmente, representa o novo até porque ele aqui, tenho eu, merecedor do que é até porque o pai é um grande empreendedor no Estado do Maranhão, é um capitão de indústrias, respeitado que conquistou todo o Maranhão, essa é que é a verdade, filho de peixe, peixinho é, e eu digo à ele que espero dele uma grande administração”, afirmou Bayma de Araújo

Ministério Público ganha sede própria ampla e moderna em Codó

O cidadão que precisar do Ministério Público em Codó  agora vai se deslocar para Avenida João Ribeiro, no bairro São Sebastião, ao lado do Fórum de Justiça.

Após algumas décadas, finalmente as 3 promotorias de Justiça que atuam no município ganharam uma sede própria inaugurada com a presença de diversas autoridades, inclusive políticas.

 “Importante porque com esta nova sede o Ministério Público vai poder desempenhar com mais eficiência suas funções e o cidadão, as cidadãs daqui de Codó vão ter mais conforto ao se deslocarem pro Ministério Público e quando o Ministério público exerce bem suas funções quem ganha é a sociedade”, nos disse Othelino Neto presidente da Assembleia Legislativa do Estado.

O prédio foi construído em 330 dias, exatamente, e custou e R$ 1.625.536, 94. Na opinião do promotor de Justiça, diretor das promotorias locais, Dr. Carlos Augusto Soares, isso permitirá mais eficiência no trabalho prestado à sociedade codoense.

 “Vai nos permitir trabalhar com mais eficiência, com mais eficácia, vai nos permitir atender melhor as pessoas, lembrando que toda comodidade, todo aprimoramento que nós temos em termos de instalações e equipamentos vão ter, exatamente, esse resultado final, claro que pra nós que exercemos esse trabalho também, mas, sobretudo, pra quem é destinatário desse serviço”

MAIS 3 PROMOTORES?

São 719,08 metros² de área construída, tem monitoramento de segurança 24 horas, auditório e foi equipado com 6 gabinetes para promotores, 3 a mais que o número atual. Perguntamos ao procurador-geral de Justiça, Dr. Luís Gonzaga Martins Coelho, sobre se há a possibilidade de Codó vir a ter mais 3 promotores.

 “nós vivemos nesse momento de dificuldades econômicas que nos impede de criar outras promotorias de Justiça, mas no futuro eu não tenho dúvida que Codó merecerá a presença de novos promotores para possamos fazer cada vez mais e melhor pelo povo dessa terra”, respondeu com entusiasmo

Convidado pelo procurador-geral de Justiça para a inauguração, o desembargador do Tribunal de Justiça Antonio Fernando Bayma de Araújo, que é codoense e  ex-integrante do Ministério Público, elogiou as novas instalações.

 “O Ministério Público a tendência é melhorar a sua efetivação adotando melhores condições de trabalho, é possível até ganhar mais amplitude porque tem mais local pra botar mais promotores pra servir Codó que hoje é a quinta promotoria do Estado”, disse à nossa reportagem depois de afirmar que os promotores foram tirados de dentro de um caixão, uma referência ao antigo prédio.

Veja o emocionante discurso de Dr. Yuri Corrêa pela homenagem feita ao seu pai Dr. João

Ontem, 23, foi inaugurada a Unidade Básica de Saúde da Vila Fomento, no bairro São Benedito, à quem foi dada o nome do competente médico, Dr. João Chagas Corrêa que trabalhou em Codó durante 25 anos e nos deixou em julho de 2015, ao morrer de infarto.

Em meio à emoção da homenagem coube ao filho, o advogado Yuri Corrêa, conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil, o discurso de agradecimento ao governo municipal. ASSISTA.

Evento do Ministério Público em Codó erra ao excluir membros da OAB

Hoje aconteceu a inauguração do novo prédio, sede própria, das 3 promotorias de Justiça que atuam no município de Codó.

Foi tudo muito lindo e o prédio (falaremos dele depois em reportagem específica) é amplo e moderno.

Mas, entendo, que ao formarem a mesa com juízes, muitos promotores de Justiça e até políticos, o cerimonial esqueceu um representante da Ordem dos Advogados do Brasil. Do começo ao fim, nenhum ser vivo lembrou da falha.

Mas não é preciosismo seu Acélio, futilidade? talvez, ocorre que em ambientes formais há de se preservar a paridade das instituições, a contemplação de todas, sobretudo as que se fazem presentes.

O ambiente estava cheio de advogados, tínhamos representantes do Conselho Federal, Estadual, o presidente da subseção, Dr. Thiago Maciel,  lembrado por um único orador (o prefeito), também estava presente, no entanto todos foram ignorados.

Acho que, dificilmente, o contrário ocorreria (evento da OAB desconsiderando a presença de membros do MP).

Foi ótimo, exceto a falha.