Francisco Nagib faz visita surpresa ao HGM e deve anunciar mudanças ainda hoje

Prefeito ouvindo profissionais no HGM

O prefeito de Codó, Francisco Nagib, do PDT, demonstrou preocupação com a situação do Hospital Geral Municipal, unidade maior de saúde  que recebeu com vários problemas, problemas estes que estão vindo à tona um atrás do outro desde que assumiu o governo.

Dr. Rodrigues mostra centro cirúrgico

Ontem, 27, o gestor visitou o HGM, após chegar de viagem à trabalho quando então participou, no auditório da FIEMA, em São Luís,  do Seminário Revitalização dos Rios Maranhenses e suas Nascentes, realizado pelo Instituto Cidade Solidária e pelo gabinete do Senador da República Roberto Rocha, além de ter firmado parceria para dessalinização de água salobra em poços artesianos semi-inutilizados, noutra solenidade com o governador Flávio Dino.

Vereador Leonel acompanhou a visita (fotos de Nilton Messias)

Francisco Nagib foi ao hospital sem avisar, acompanhado do vereador Leonel Filho, líder da bancada do governo na Câmara.

Dentro foi acompanhado pelo diretor Messias Néres quando então viu de perto a situação de alguns aparelhos e  equipamentos, inclusive do centro cirúrgico,   ouviu pacientes e profissionais da saúde da área de enfermagem e, principalmente, os médicos que também lhes prestaram informações em cada setor visitado.

MUDANÇAS URGENTES

Dr. Carlos conversa com o gestor

O prefeito saiu consciente de que é preciso, de maneira urgente, realizar algumas mudanças dentro do hospital para que erros que têm causado muitos transtornos à população, inclusive com denúncias de mortes, sejam eliminadas do cotidiano de um dos maiores hospitais da região dos Cocais.

Ainda hoje, 28, o prefeito cuidará de realizar estas mudanças que considera necessárias, quando, então,  pretende anunciá-las aos codoenses que aguardam, avidamente, por melhorias.

A atitude é elogiável porque do jeito que está não pode ficar.

PSF – Pacientes acamados denunciam que estão sem visita domiciliar desde janeiro

Nós fomos convidados à mostrar a realidade de doentes acamados, em sua maioria idosos, no bairro Codó Novo, que desde janeiro de 2017 não recebem a visita da equipe do Programa Saúde da Família.

Na rua Renato Archer, onde entrevistamos o filho de seu Luís, são três pessoas precisando desta visitação que antes acontecia coma a presença de um médico, de uma enfermeira, um técnico de enfermagem e um agente comunitário de saúde.

Desde janeiro só está aparecendo o agente comunitário de saúde qu vai a pé ou de bicicleta porque, segundo denunciaram familiares e doentes, não tem motorista para dirigir os veículos que levavam as equipes (geralmente em kombis).

PALAVRA DA SECRETÁRIA AURILÍVIA

Só um agente comunitário que acompanhamos possui 8 pacientes que nunca mais receberam visita domiciliar.

Ainda assim a secretária de Saúde, Aurilívia Barros, chamou de excepcional tais casos, que merecem ser investigados,  uma vez que, segundo ouviu de seus coordenadores, o agendamento está ocorrendo normalmente.

“O agendamento das visitas domiciliares de equipe multiprofissional estão ocorrendo normalmente. Após conversa com a equipe de coordenação correspondente foi reiterada tal informação. Casos excepcionais devem ser informados para a devida averiguação”, escreveu em resposta ao problema

 

Professor Welson dá aula sobre o INFERNO

Professor Welson da Silva Pinto volta à internet para falar sobre um assunto bastante instigante – O INFERNO – à luz da Bíblia e de grandes estudiosos da humanidade. CONFIRA.

OAB/MA solicita e agora publicações do PJe serão pelo Diário da Justiça Eletrônico

A pedido da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Maranhão (OAB/MA), por meio do ofício OF.OAB/MA nº 151/2016-GP, o Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) integrou o sistema do Processo Judicial Eletrônico (PJe) com o Diário da Justiça Eletrônico (DJe) desde o dia 04 de março.

Esta medida permite que os advogados maranhenses que atuam nas varas de 1º e 2º graus recebam suas comunicações processuais do PJe diretamente no DJe.

Assim, os feitos no Processo Judicial Eletrônico – 1º e 2º Graus – passam a ser publicados diretamente no Diário da Justiça Eletrônico.

A mudança se dá em razão de atualização do Sistema PJe, e do requerimento da OAB/MA, que o conectou ao sistema de publicação do DJe do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA).

Vale destacar, que estão fora da regra casos em que a lei exige vista ou intimação pessoal (Resolução nº 234/2016 – CNJ, art. 5º, § 1º, c/c o art. 14) e as unidades de Juizados Especiais que já atuam com processo eletrônico (PJe e Projudi) cujas intimações dos advogados das partes continuam sendo feitas via sistema, até que haja decisão em sentido diverso da Presidência do Conselho de Supervisão dos Juizados Especiais.

As mudanças no Sistema PJe foram disponibilizadas no último dia 4, nos termos do novo Código de Processo Civil e da Resolução CNJ nº 234/2016, com utilização de conector integrado à Plataforma do Diário da Justiça Eletrônico (DJe) do Poder Judiciário do Maranhão.

O DJe do Judiciário maranhense se torna o meio oficial de intimações dos feitos no PJe, enquanto não é disponibilizada a plataforma do Diário da Justiça Eletrônico Nacional pelo Conselho Nacional de Justiça.

Com mais esta solicitação, a OAB/MA segue firme em seu propósito de favorecer o trabalho da advocacia maranhense e promover celeridade no sistema jurisdicional.

OAB/MA

Mulheres de Santo Antônio dos Lopes recebem atenção especial da saúde

A prefeitura de Santo Antônio dos Lopes por meio da secretaria municipal de Saúde está cuidando, de forma exemplar, da saúde das mulheres do município. Um exemplo disso, foi a nova cara dada ao centro de saúde da mulher, que ganhou prédio amplo, confortável, aumento na oferta dos serviços e permanecia do médico ginecologista a pedido da comunidade.

Santo Antonio dos Lopes

O secretário de saúde Orny Lima, ressaltou a importância do município estar oferecendo as devidas condições de trabalho aos profissionais, e através disso, garantir um serviço de qualidade as mulheres da sede e zona rural do município.

“O nosso compromisso é buscar cada vez mais, melhoria da qualidade de vida das mulheres através dos nossos serviços, pra isso o prefeito Bigú  Oliveira tem nos dado o apoio necessário para a realização das nossas ações. E podem ter certeza, o nosso desejo é ampliar ainda mais a nossa oferta de serviços”, disse o secretário.

O centro de saúde da mulher atende de segunda a sexta feira pela manhã e tarde, com médico ginecologista na quarta e quinta feira atendendo 120 mulheres nos dois dias. Na oportunidade é feito exames de ultra som em geral, e outros procedimentos, como explica o médico Jose Raimundo.

“Nós trabalhamos com ultrassonografia gestacional, transvaginal, tireoide, mama e fazemos a parte preventiva do câncer de mama e ginecológico do colo uterino, além de fazer as cirurgias ambulatoriais evitando que essas pacientes se desloquem para são Luís ou outro local distante. E graças a Deus e ao apoio que temos recebido, a gente tem conseguido resolver 99% dos casos aqui mesmo.” Afirmou o ginecologista.

Na segunda, terça e sexta-feira, são feitos os exames preventivos com uma enfermeira especializada, beneficiando centenas de mulheres. Gente como a dona Domingas Sousa da rua seis no bairro santo Antônio, que é só elogios para os serviços prestados no local.

“É muito bom porque aqui a gente tem tudo e não precisa sair para outras cidades, o médico é ótimo e o atendimento melhor ainda. Aqui a gente é respeitada de verdade”, disse a dona de casa.

Ascom Santo Antonio dos Lopes

Parceria entre secretarias de Agricultura e Desenvolvimento Social beneficiará 800 famílias carentes por mês

Esta semana a Prefeitura de Codó, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, entregou cerca de cem cestas básicas no CRAS do bairro Santo Antônio.

Receberam o benefício famílias cadastradas no CRAS e outras famílias carentes da comunidade. Cada família recebeu uma cesta básica contendo produtos da agricultura familiar, contendo arroz, feijão, milho, batata, hortaliças couve e dois tipos de frutas.

A ação é uma parceria entre as Secretarias de Agricultura e a de Desenvolvimento Social de Codó, que estão executando com seriedade e compromisso o Programa Aquisição de Alimentos (PAA) no município.

De acordo com o Secretário Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Araújo Neto, a parceria é importantíssima e irá beneficiar cerca de oitocentas famílias carentes no município de Codó.

Estamos juntos nessa importante parceria entras as secretarias e tendo total apoio do Prefeito Francisco Nagib, colocando em prática esta ação imprescindível para ajudar as famílias mais carentes. Estamos realizando a entrega nos quatro CRAS da cidade semanalmente, em sistema de rodízio entre as unidades, de quinze em quinze dias. Com isso conseguimos atender bem a todos cadastrados nos quatro CRAS de nossa cidade e levando as cestas básicas a cerca de oitocentas famílias por mês”, explicou o secretário.

Ascom – PMC

SAAE de Codó inaugura novas instalações nesta terça-feira

O SAAE- Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Codó tem a honra e a satisfação de convidá-lo (a) para participar da inauguração das novas instalações da sala para atendimento ao público que acontecerá na manhã desta terça-feira (28) a partir das 8h da manhã.

O projeto de melhoria estrutural foi desenvolvido para atender a população com mais conforto e comodidade. Compareça! A sua presença é de suma importância.

Vídeo expõe condições de abate no matadouro público de Codó

Nós estivemos na tarde do dia 22 de março de 2017 no Matadouro Público de Codó quando acompanhávamos o primeiro dia da operação do Batalhão Tiradentes no bairro São Benedito, naquela ocasião.

O que me chamou a atenção foi a bagaceira que ocorria do lado de fora onde restos dos bois e vacas estavam sendo manuseados no chão com cães circulando livremente pelo local e ao lado de uma caçamba com fezes.

Resolvi entrar para saber o que se passava dentro do matadouro naquele momento.

Ao me dirigir para a parte interna passei por buchada de boi no chão, cabeças e dentro encontrei um boi inteiro no piso ensanguentado enquanto mais 4 continuavam pendurados com serviço de abate já em fase de conclusão.

Não sei até onde isso traz ou não algum risco à saúde de quem consome a carne do bovino abatido naquelas condições, mas minha impressão foi de choque. VEJA O VÍDEO.

LADAINHA ANTIGA

Em fevereiro  de 2011 imagens divulgadas na internet sobre as condições de abate de bovinos no Matadouro Público Municipal levaram a Prefeitura de Codó a assinar um Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público Estadual, à época o promotor de Justiça era Dr. Gilberto Câmara.

Pelo TAC assinado, em 60 dias o município teria que:

  • Reformar as instalações colocando piso impermeável e azulejos nas  paredes
  • Construir fossa séptica para deixar de jogar  os resíduos no rio
  • Designar local para isolamento de animais doentes
  • E melhorar o serviço de inspeção da carne com  veterinário

À época  a prefeitura, além de garantir todas essas mudanças, também SE SUBMETEU à um prazo estipulado pelo MPE, de 20 meses (1 ano e 8 meses) para construir um novo matadouro. O então secretário de Infraestrutura, Márcio Esmero, chegou a levar a imprensa ao bairro São Francisco, ao lado do açude Binezão, onde, segundo o próprio, seria  o local da nova construção.

O tempo do TAC acabou em outubro de 2012 e nada aconteceu.

NOVAS PROMESSAS DO NOVO SECRETÁRIO

Na semana passada o secretário de Agricultura, Araújo Neto, se manifestou a respeito do matadouro público que aparece, chocando novamente pelas condições,  no vídeo feito pelo blogdoacelio.

Na FCFM, disse que a localização descumpre a lei que determina que matadouros, assim, fiquem estabelecidos a, no mínimo, 500 metros de moradias habitadas por seres humanos.

Já não é mais a distância recomendada, em Codó, há várias décadas, mesmo tempo em que quem mora ali enfrenta uma catinga horrível.

Araújo disse que o matadouro será reformado de novo pelo atual prefeito Francisco Nagib, enquanto isso vai esperar uma promessa de verba da ordem de R$ 1.500.000,00 para a construção de um novo, de novo, matadouro.

A diferença agora é que a fé está numa emenda do senador Roberto Rocha.

“Hoje não há mais condições desse matadouro nosso funcionar onde funciona porque por mais que a gente atenda todas as exigências do Ministério da Agricultura nós não vamos atender uma das mais importantes que é a distância de 500 metros da casa mais próxima, da residência mais próxima. Hoje as residências estão em cima do matadouro e o prefeito Francisco Nagib tem o compromisso de fazer uma reforma no atual matadouro e nós iremos fazer essa reforma agora no início e abril pra que a gente adeque às condições exigidas pelo Ministério Público, mas nós estamos com o projeto pronto do novo matadouro e o senador Roberto Rocha nos garantiu recurso na ordem de R$ 1.500.000,00 para que façamos o novo matadouro de Codó”, disse Araújo Neto na rádio

Prefeito Francisco Nagib inclui Codó em programa que vai tornar potável água salobra na zona rural

O prefeito de Codó, Francisco Nagib, do PDT, é um dos 20 prefeitos que assinaram, na última sexta-feira, 24, em São Luís, ao lado do governador Flávio Dino, parceria que trará ao município o programa ÁGUA DOCE.

Prefeito de Codó firma parceria com o Estado

Conforme explicou a assessoria de imprensa do governador ‘o Programa Água Doce (PAD) é uma iniciativa do Governo Federal e chega ao Maranhão em parceria com o Governo do Estado, a fim de estabelecer uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para o consumo humano, através da implantação de sistemas de dessalinização ambiental para atender, prioritariamente, as populações de baixa renda em comunidade do semiárido.

Ainda de acordo com a assessoria, este programa pretende beneficiar agricultores familiares, comunidades quilombolas e assentados de programas dos Governos Estadual e Federal.

Para a execução dele serão destinados R$ 9.667.110,79 que beneficiarão 2.250 famílias com a instalação de 30 sistemas de dessalinização. O secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, explicou que três dessas 30 unidades implantadas, são sistemas mais completos.

“Dessas três unidades produtivas, vamos ter a produção de peixe, em tanques com o aproveitamento da água do dessalinizador que vem muito concentrado de sal e será aproveitado para produção de peixe, no caso, a tilápia. E, também, para a irrigação de uma erva chamada erva sal que serve para fenagem, feno para os ruminantes. Então tenho certeza que dessa forma vamos dar um condicionamento melhor para que a população do Maranhão possa evoluir ainda mais e ter mais qualidade de vida”, relatou o secretário.

EM CODÓ, COMO SERÁ?

Programa assinado levará água potável aos povoados

Além de Codó, o Programa abrange os municípios de Itapecuru, Pirapemas, Aldeias Altas, Água Doce do Maranhão, Araioses, Primeira Cruz, Chapadinha, Timbiras, Coroatá, Caxias, São João do Sóter, Buriti, Vargem Grande, Tutóia, Santa Quitéria, Duque Bacelar, Afonso Cunha, Timon e Loreto.

Indagado pelo blogdoacelio sobre como o programa acontecerá em Codó, Francisco Nagib, explicou que o ÁGUA DOCE vai fazer a dessalinização em poços artesianos que apresentaram água SALOBRA e citou o caso de comunidades do Projeto de Assentamento CIT Novo Horizonte.

Este problema existe na área, por exemplo, na comunidade de Corujão.

Se o programa permitir é importante que vários outros povoados façam parte desta lista porque água salinizada ou salobra na zona rural de Codó existe em várias comunidades onde poços estão, há anos, inutilizados.

A água não serve nem para animais beberem segundo os moradores e quando as mulheres tentam lavar roupa o sabão corta.

O governo municipal deve usar sua comunicação para detalhar melhor a execução do ÁGUA DOCE para que todos tenhamos a exata noção de seu alcance social uma vez que se trata de um ótima iniciativa governamental.

Descaso com lavradores continua ameaçando existência da Feira da Agricultura Familiar

A tradicional Feira da Agricultura Familiar continua sob ameaça de acabar. No último sábado estivemos novamente na praça da Bandeira diante de um cenário desolador. A feira que era pra estar no auge, porque este é o grande período de produção dos que dela participam, nem banca tinha montada.

O número de produtores foi pequeno de novo e os que vieram tiveram que se virar.   Francisco Eronilson Jorge da Silva, presidente da associação de produtores do povoado Livramento, disse que veio utilizando o chamado ‘carro de linha’.

“Eu trouxe no carro de linha, pagando mesmo…E AINDA QUEBROU? ainda quebrou o carro de linha, chegou fora de hora, mas graças a Deus chegou, né, até o comércio”, contou

Já o amigo dele, produtor de Santa Maria dos Moreira, Lázaro Silva,  (também da região de Barracão/Sentada), apelou para a motocicleta.

“Rapaz eu trouxe de moto mais o meu amigo da comunidade mesmo…PESSOAL, NÃO ERA PRA TER O CARRO DA PREFEITURA PRA TRAZER? é claro, era pra ter um carro com certeza…E O QUE ESTÁ ACONTECENDO? rapaz, ninguém sabe o que está acontecendo”

A FEIRA ESTÁ ACABANDO

Os entrevistados concordam no fato de que a feira está acabando.

“Ainda agora eu tava conversando com ele aqui, eu disse rapaz a feira tá acabando. Ano passado a gente vinha pra cá e a quantidade de gente era muito grande, tinha um carro (de som) anunciando direto a feira e agora você vem pra feira e a feira tá acabando”, disse Lázaro

PRODUTORES DO P.A CIT NOVO HORIZONTE ABANDONADOS

O bueiro da estrada da Boa Esperança que prejudicou a feira passada porque o caminhão da Prefeitura atolou no desvio NUNCA foi resolvido. Os lavradores da região denunciaram que ouviram ‘insinuações’ na Secretaria de Agricultura sobre a reportagem feita no local.

As alegações teriam dado a entender que a ‘reportagem’ iria entupir o buraco e liberar o tráfego. (Posicionamento lamentável dentro de um órgão público).

Mas, oficialmente, a alegação desta vez para a não ida do caminhão buscar a produção das comunidades do Projeto de Assentamento CIT NOVO HORIZONTE foi a de que o caminhão ‘quebrou’ e estaria na oficina.

Dona Maria José, do povoado Santo Antonio da CIT, nos revelou a dura realidade que tentam vencer para manter a feira viva.

“O buraco continua do mesmo jeito quanto mais dá chuva ele tá aumentando mais e aí agora nós viemo pela pista porque não teve transporte pra buscar nós, nós viemo pagando passagem…PAGANDO PASSAGEM? pagando passagem…E QUEM NÃO TINHA DINHEIRO PRA PAGAR FICOU EM CASA? ficou com os produtos”