Adriano defende redução de ICMS para resolver impasse na construção civil

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) propõe reduzir a alíquota interna do ICMS para insumos da construção civil no Maranhão. O objetivo é resolver o impasse causado pelo Projeto de Lei nº 229/2016, do governo Flávio Dino (PCdoB).

Adriano Sarney

Esse projeto visa revogar a Lei nº 9.094/2009, que regulamenta a atividade atualmente. Com efeito, a proposta do Executivo prejudica o setor, pois extingue a alíquota diferenciada no estado, onerando os custos das construtoras.
 
Segundo a proposta de Adriano, insumos como cimento, manilhas, telhas e tijolos terão sua base de cálculo da alíquota interna reduzida ao patamar único de 10%. O objetivo do parlamentar é evitar demissões no setor e manter o potencial de investimento no estado.
 
De acordo com Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Maranhão (Sinduscon-MA), há motivos para apreensão no setor, pois, se aprovado o PL nº 229/2016, os insumos terão um aumento de aproximadamente 80% na alíquota do ICMS. O PL tramita na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa.
Ascom

Universitário de Timon se classifica para a final nacional do “Desafio Universitário Empreendedor”

O final de semana foi de imersão total na temática do empreendedorismo para 36 universitários que participaram da semifinal estadual maranhense do Desafio Universitário Empreendedor – Ciclo 2016. Desse total, quatro sagraram-se campeões da competição que o Sebrae realiza há 16 anos para estimular o empreendedorismo no ambiente universitário por meio de atividades educacionais, jogos de negócio e simuladores, sendo integrado ao Programa Nacional de Educação Empreendedora da instituição.

Após vencerem a semifinal estadual, Mayane Conceição e Emilly Martins (Ciências Contábeis/Ufma), Betiane de Jesus Silva (Administração/Ufma) e João Pedro de Oliveira (Administração/Uema-Timon) formarão a equipe Maranhão que irá participar da etapa nacional, no período de 7 a 14 de abril, em Brasília. Os competidores, que ganharam troféu e um smartphone cada, participarão de atividades vivenciais, vinculadas aos princípios do empreendedorismo, gestão, mercado e inovação, juntamente com os finalistas de todos os estados brasileiros, uma experiência já aguardada com ansiedade pelos nossos campeões.

Realizados por sagrarem-se campeões da semifinal estadual da competição – Betiane de Jesus Silva (Ufma), João Pedro de Oliveira (Uema-Timon) e Mayane Conceição e Emilly Martins (Ufma)

Participante pela primeira vez do Desafio, João Pedro de Oliveira, graduando em Administração da Uema, Campus Timon, é um entusiasta do empreendedorismo. Inspirado pelo pai e pela coragem de uma tia que se mudou para São Paulo apenas com a perspectiva de vencer na vida e conquistou o seu lugar ao sol no meio empresarial da maior cidade da América Latina, o jovem acadêmico de 19 anos diz que não consegue conceber sua vida desconectada do verbo empreender.

“Acredito no que o meu pai sempre me dizia, quando eu perguntava como ele conseguia vender suas peças de artesanato: Filho, a pessoa só não ganha dinheiro se não quiser; se você tiver disposição e vontade para vencer, você consegue ir além. Então, eu acredito, que as boas ideias podem se tornar ótimos negócios e o Sebrae tem sido um grande propagador dessa verdade, ajudando milhões de pessoas em todo o Brasil a fazer de seus sonhos uma realidade”, atestou.

 Homenagens: IES e professor mais indicado

Também receberam o troféu do Desafio Universitário Empreendedor, a Faculdade Pitágoras, de São Luís, como Instituição de Ensino Superior (IES) com maior número de inscrições no ranking acumulado (histórico) e a Faculdade São José dos Cocais, de Timon, com maior número de inscrições no Ciclo 2016.

 O professor Wilson Nascimento (Faculdade São José dos Cocais, Timon), foi o mais indicado pelos universitários no Ciclo 2016, assim como no ranking histórico. “Esse ano tornamos o Desafio uma atividade interdisciplinar do curso de Ciências Contábeis da Faculdade e obtivemos um ótimo desempenho: dos 40 semifinalistas, oito foram de nossa instituição, mas apenas quatro quiseram participar dessa etapa presencial”, coloca o docente da disciplina Trabalho Interdisciplinar Dirigido.

Para o Sebrae as experiências dos universitários por si só já validam o jogo. “Com o Desafio, o nosso objetivo é fazer a percepção dos participantes expandir-se para que possam observar e perceber o mercado e as oportunidades, buscar soluções dentro de suas áreas de conhecimento e fazer disso um negócio real, rentável e sustentável. Ao longo desses 16 anos de história do Desafio, já tivemos mais de 1 milhão de universitários envolvidos e, cremos, que uma boa parte deles enveredou no mundo dos negócios”, aponta o diretor técnico da instituição no Maranhão, José Morais.

Números do Ciclo 2016

Para o ciclo 2016, a iniciativa reuniu mais de 26 mil estudantes universitários e 502 professores de todo país. No Maranhão, foram 316 estudantes universitários de 25 instituições de nível superior, que participaram de jogos de negócios para desenvolver habilidades empreendedores e corporativas, o que os deixou mais preparados para os desafios do mercado.

Dos 40 semifinalistas 15 vieram de Timon, Caxias, Imperatriz, Estreito, Açailândia, Buriticupu, Chapadinha e Santa Inês e os demais 24 são de três municípios da ilha de São Luís: a capital, Paço do Lumiar e São José de Ribamar.

A etapa nacional será totalmente presencial e premiará cada estudante da equipe vencedora com R$ 20 mil (primeiro lugar), R$ 10 mil (2º lugar) e R$ 5 mil (3º lugar).

Por Lorena Miranda

Ex-jogador de futebol Ronald de Boer vai estar no René Bayma nesta quarta-feira

O holandês Ronald de Boer, ex-jogador e meio-campo da seleção holandesa de futebol, que disputou com o Brasil a semifinal da Copa do Mundo de 1998, está no Brasil onde apoia um projeto da Plan International Brasil de empoderamento feminino através do futebol. Nesta quarta-feira (22/03), de Boer estará no estádio municipal Renê Bayma, em Codó (MA), onde falará sobre seu engajamento na iniciativa.

Ronald de Boer

Realizado pela Plan International Brasil, o Futebol Feminino tem como objetivo ampliar as oportunidades de inclusão e integração social de jovens e adolescentes, na faixa etária de 14 a 24 anos, nas comunidades rurais das cidades de Codó, São Luís e São José de Ribamar, no Maranhão. Agora, o projeto entra em nova fase, que contará com o apoio dos pais das meninas participantes da iniciativa.

Com o nome “La League”, o projeto desenvolvido pelo escritório da Holanda,  se tornará uma marca internacional para apoiar meninas a praticarem futebol. Nesta nova fase, a iniciativa fará com que os pais apoiem suas filhas a jogar futebol, daí a importância de Ronald de Boer. Pai de cinco meninas – uma delas, Demi de Boer, que é embaixadora de projetos sobre gênero da Plan International Holanda e também está no Brasil, sabe dos desafios e dificuldades ocasionados pela desigualdade de gênero em todo o mundo.

“Se isso é notado onde vivo, imagino em regiões como o Brasil e no interior deste País. Eu como pai gostaria de falar para os brasileiros a importância deles se envolverem nesta temática”, afirma o jogador que, nessa semana em Codó, no Maranhão, conversa com pais de meninas participantes do projeto, reforçando como podem apoiá-las e participar das ações.

A praticar do futebol pode ser uma importante ferramenta para as meninas. Aumentar a participação delas neste esporte pode contribuir para a redução da gravidez e casamento precoce, entre outras violências. No Brasil, como ainda estamos falando de um país machista, isso se reflete no futebol e em casa, quando os pais impedem suas filhas praticarem tal modalidade. Para derrubar estas barreiras, a Plan International realiza projetos de empoderamento feminino através do futebol em mais de 25 países.

FONTE: PLAN

Cemar regulariza fornecimento de energia elétrica no Morro da Televisão

A CEMAR está  em cima do Morro da Televisão colocando postes e instalando fiação elétrica para acabar com as gambiarras naquela área. O blogdoacelio esteve no local e registrou o momento que é considerado importante pelos moradores.

Prefeito Francisco Nagib e comitiva estão em Brasília buscando benefícios para Codó

O prefeito de Codó, Francisco Nagib, do PDT, está em Brasília, na companhia da primeira-dama Agnes Oliveira e do vice-prefeito, Ricardo Torres.

Prefeito, primeira-dama e vice-prefeito estão em Brasília

Na manhã desta terça-feira, 21, os três já estiveram com uma equipe do Ministério do Meio Ambiente e também estarão com responsáveis federais pela CODEVASF – Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco.

A Codevasf é uma empresa pública vinculada ao Ministério da Integração Nacional que promove o desenvolvimento e a revitalização das bacias dos rios São Francisco, Parnaíba, Itapecuru e Mearim com a utilização sustentável dos recursos naturais e estruturação de atividades produtivas para a inclusão econômica e social.

A empresa mobiliza investimentos públicos para a construção de obras de infraestrutura, particularmente para a implantação de projetos de irrigação e de aproveitamento racional dos recursos hídricos.

O prefeito está concretizando na capital do federal parcerias com o governo de Michel Temer para trazer para Codó benefícios por meio do programa ÁGUA DOCE.

“Reunido com equipe do Meio Ambiente e teremos um grande projeto para Codó, projeto ÁGUA DOCE para   equipamentos de dessalinização”, escreveu o prefeito direto de Brasília ao blogdoacleio

Governo ignorou Ferdinando Rocha mas pegou em ‘graxa’ sobre Secretaria do Meio Ambiente

Turrão e cheio de si o governo Mais Avanços, Mais Conquistas não deu ouvidos ao ex-secretário, Ferdinando Rocha, quando este fora consultado sobre a não junção da Secretaria de Meio Ambiente com qualquer secretaria que tivesse caráter executivo, como a de ‘obras’ (atualmente chamada de Meio Ambiente, Desenvolvimento Urbano e Rural). Isso traria dificuldades até mesmo para receber recursos.

O governo birrou, mas pegou em graxa.

Agora que está na iminência de receber grande volume de recursos nesta área (que o diga a cobiçada Lagoa da Trizidela) precisou mandar, em caráter de urgência, ontem, 20, para a Câmara um projeto de lei que tinha como objetivo tirar o ‘MEIO AMBIENTE’ do Desenvolvimento Urbano e Rural e mudá-lo para uma secretaria sem caráter executivo.

E pra onde foi, meufie?

Te acalma, respira devagar. Isso…continua lendo agora.

Pois bem. Para não gerar status de secretaria (sozinha, criar cargos, diretorias, assessorias e tudo mais) jogaram agora o meio ambiente na já abarrotada de abacaxis SECRETARIA DE FINANÇAS E PLANEJAMENTO.

Quer saber qual é o novo nome?

Ficou assim – SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE, FINANÇAS E PLANEJAMENTO.

Na nova casa (ou secretaria) a moça (Meio Ambiente) agora poderá realizar a renovação da habilitação técnica com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e, com isso, continuar fazendo licenciamento, monitoramento e fiscalização ambiental no município de Codó, tudo conforme já previa a Resolução nº 019/2016, do Conselho Estadual de Meio Ambiente -CONSEMA/MA, com bola ‘cantada’ por Ferdinando também no ano passado quando chegaram a pedir até um parecer técnico à ele onde deveria justificar, até usando a Bíblia se necessário, porque não extinguir a dita secretaria.

ONTEM NA CÂMARA

Os vereadores fizeram um alvoroço danado, interromperam a sessão ontem,  passaram uma meia hora trancados na sala do presidente Expedido discutindo o que fazer com esta URGÊNCIA, depois saíram sorrindo e fizeram o que todo mundo já sabia que fariam – aprovaram sem delongas.

Se tivessem ouvido o Ferdinando lá no tempo em que vovó tava nascendo dente, nem precisaria deste teatro todo.

O diabo é que santo de casa para obrar milagre no governo do meu prefeito Nagib, só se for o Pardinha.

Deus Salve a América.

Ex-alunos do IESB denunciam falta de entrega de diplomas do curso de Ciências Contábeis

Acélio boa noite.

Contratamos os serviços educacionais  do IESB – Instituto de Educação Superior do Brasil (este com sede em Teresina) – para a prestação de serviços educacionais para o curso de Ciências Contábeis, no período de 48 meses, com inicio em fevereiro/2011, sendo a responsabilidade da convalidação do diploma do mesmo e entrega no prazo de 120 dias.

Tivemos a colação de grau em março/2015 e até a presente data não recebemos o diploma e a única explicação que a responsável pelo polo de Codó, a senhora Marineude Nergino Soares, diz é que na próxima semana chega, e nada.

 Seguem os nomes dos alunos que enviaram o nome ate esta data:

  • Francisco Wanderson Luz Caetano,
  • Julia Sousa Xavier,
  • Flávio Vasconcelos Ferreira,
  • Wanice Cristina Trindade Costa,
  • Moisés Felipe Felipe Reis Carvalho,
  • Eve Caminelle,
  • Simone Maria Costa dos Santos,
  • Luciana Rodrigues Rosa,
  • José Pascoal Cunha Pinheiro.

Existem outros alunos mas até o momento não enviaram o nome aqui pro grupo.

Por Júlia Sousa, ex-aluna.

VÍDEO: Codoenses fazem ‘ZUADAÇO’ dentro da Secretaria de Agricultura em São Luís

Os codoenses estão fazendo de tudo para serem logo atendidos pelo secretário de Estado da Agricultura Familiar, Adelmo Soares, e pelo governador Flávio Dino.

Ocuparam a secretaria ontem, 20, por volta do meio dia e aguardam, ansiosamente, para terem seus pedidos atendidos.

VEJA ABAIXO A BARULHEIRA que eles estão fazendo, tudo para que seus direitos sejam ouvidos pelas autoridades.

DIA INTERNACIONAL: Lalá Ramos cuida de alunos com Síndrome de Down desde 1978

Hoje é comemorado o DIA INTERNACIONAL DA SÍNDROME DE DOWN. A data serve de alerta e é festejada em todo o mundo desde 2006.

Aqui em Codó quem faz um belo trabalho com pessoas que possuem a Síndrome é a escola Lalá Ramos, desde 1978. Atualmente  cerca de 10 alunos, dos 180 que frequentam a instituição, são Down.

Possuem acompanhamento especializado de uma equipe multidisciplinar  desde que são matriculados e estudam até o 5º ano do Ensino Fundamental, quando então deveriam ingressar nas escolas convencionais, mas isso não tem ocorrido como deveria.

As explicações sobre estes e outros assuntos são da diretora da Escola Lalá Ramos, Diana Rabelo, que concedeu entrevista ao blogdoacelio. ACOMPANHE.

VIOLÊNCIA EM CODÓ – Morte na segunda-feira e 4 baleados no fim de semana

No meio da manhã desta segunda-feira (20) Rafael da Silva Santos, de 34 anos, foi morto com 4 tiros na Av. Vitorino Freire. A polícia investiga crime motivado por vingança.

O fim de semana também foi considerado violento e marcado por tentativas de homicídio, por causa delas 4 pessoas continuam hospitalizadas, três delas foram baleadas no Codó Novo. São elas –  Wemerson Mateus dos Santos, Jonas Gonçalves da Silva e Vanderson Pereira Azevedo.

Além deles também foi baleado Lucas Alves com 4 tiros nas costas.

O delegado do 2º Distrito Policial, Rômulo Vasconcelos, diz que os executores dos disparos já estão todos identificados, mas  ainda não há prisões relacionadas.

 “Em relação à tentativa de homicídio, estão identificados os 4 elementos que apareceram cada um em duas motos , já estão identificadas essas pessoas, a gente vai tentar  intimá-los, trazê-los pra delegacia para serem ouvidos, fazer o exame de corpo de delito de todos os elementos que foram baleados com arma de fogo, vamos tentar ouvir as vítimas ainda hoje pra dá prosseguimento ainda hoje e tentar tirar de circulação esses elementos que fizeram essas 4 tentativas de homicídio”, informou

Já na tentativa de prender suspeitos e de diminuir a violência no bairro a Polícia efetuou 5 apreensões de armas de fogo, mas ainda precisa acabar com o principal problema de segurança no Codó Novo – a briga entre criminosos que disputam território de venda de drogas ou, muitas vezes, apenas querem vingança por dívidas.

“São rixas, processos de rixas que existem lá nesse bairro, são gangues , são grupos de facções diferenciadas que estão tentando pagar através da própria vida, cobrar essas dívidas através da própria vida, isso aí é uma situação que tá acontecendo na nossa cidade mas a gente vai tentar identificar os lideres dessas quadrilhas para tirar de circulação”, frisou o delegado