FLAED parabeniza e anuncia curso de DIREITO para Codó

 A comunidade acadêmica,da FLAED, parabeniza Codó!

A Faculdade Latino Americano FLAED, parabeniza a nossa querida e adorada cidade de Codó, neste dia 16 de abril, data em que completa 122 anos de emancipação.

É com muita satisfação que presenteamos esta terra querida com a implantação da primeira faculdade particular da história de Codó.

Neste momento tão importante para todos nós em que a nossa educação avança e proporciona condição para o progresso sócio -cultural da nossa cidade e de toda região.

Seguindo nesta via de desenvolvimento e crescimento educacional a FLAED informa que já foi protocolado o PPC do curso de Direito para Codó, que muito em breve se somará aos dois cursos de graduação já existentes na faculdade.

Os projetos dos cursos de pós-graduação já estão prontos, e prontos para serem implantados,juntamente com os cursos de MBA.

Parabéns Codó!

Por Carlos Magno – CADASTRO POSITIVO

Vou tratar de um assunto muito importante para nós consumidores e também como cidadãos que queremos privacidade de nossas vidas.

Encontra-se na Câmara dos Deputados, oriundo do Senado Federal, para ser votado, em plenário, a qualquer momento, o Projeto de Lei 441/2017 que trata na sua essência da obrigatoriedade da participação dos consumidores no Cadastro Positivo, ou seja, no qual são reunidas, disfarçadamente, informações sobre os pagamentos em dia dos cidadãos. O malfadado projeto trás malefícios a população, principalmente o consumidor, pois viola o artigo 5º, inciso X, da Constituição Federal.

Escritor e notário Carlos Magno

O Banco Central quer usar informação para tentar diminuir os juros cobrados do consumidor pelos bancos comerciais no Brasil. Para isso, incluiu em seu pacote de medidas para reduzir o spread – diferença entre o que os bancos cobram e pagam de juros – modificações nas regras do chamado cadastro positivo. As mudanças foram discutidas e aprovadas no Senado em 2017 e agora está pronta para ser votada na Câmara dos Deputados. Caso seja aprovada, sem alterações, fica faltando apenas a sanção presidencial para as regras começarem a valer. O projeto é de autoria do senador Dalirio Beber (PSDB-SC), mas integra a agenda de propostas apresentada pelo Banco Central no final de 2017. O texto apresenta mudanças principalmente na maneira como são coletados os dados.

Se aprovado, todas as informações sobre sua vida podem ser conhecidas e compradas por quem quiser. Isso é o que vai acontecer, repito, se a câmara dos deputados votar e aprovar o PLP 441/2017.

Todas as informações sobre os hábitos de consumo (farmácia, supermercado, shopping, lazer, esporte, hobbies) dos cidadãos brasileiros serão mantidos no banco de dados destas empresas que poderão vendê-los a quem quiser. O projeto prevê que as informações sobre qualquer compra ou compromisso financeiro será automaticamente, independentemente da vontade do cidadão, repassado para os birôs de credito (Serasa, SCPC, Boa Vista, dentre outros). Mais uma fonte de renda para as empresas de cadastro.

A proposta se amplia ao cadastro positivo a mesma regra que hoje vale para o negativo. As instituições financeiras podem incluir dados no sistema sem autorização especifica dos clientes. De acordo com o projeto, isso não seria considerado quebra do sigilo bancário. Todas as informações sobre os hábitos de consumo dos cidadãos brasileiros serão mantidas no banco de dados destas empresas.

Além das empresas em geral com as quais as pessoas fazem transações comerciais, também passarão a ser fontes de informações para o cadastro positivo as instituições financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central e as concessionárias de água, luz, gás, telecomunicações e assemelhados.

Dessa forma, o Projeto de Lei Complementar (PLP) 441/17 é inconstitucional, pois viola, como disse, a clausula pétrea, Artigo 5º, inciso X, da Constituição Federal de 1988, a saber: “são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação.”

Se aprovado tal projeto, vai fazer uma devassa na vida do consumidor, vendendo dados por, pelo menos, 15 anos. A luta pelos direitos dos cidadãos é constante, busca-se evitar arbitrariedades e garantir o sigilo de informações de cunho pessoal, privado ou intimo do consumidor resguardando, primordialmente, por sua dignidade.

Sabe o comércio de seus dados pessoais que Facebook permitiu? Pois é, o Governo quer fazer igual com o cadastro positivo. Devemos lutar por nossa privacidade. O cadastro positivo é uma falácia para vender dados do consumidor, sem autorização.

A flagrante inconstitucionalidade do projeto e que ele viola a cláusula pétrea do artigo 5º, inciso X, da Constituição: são invioláveis a intimidade e a vida privada do cidadão. Em plena crise da venda de dados pelo Facebook, o consumidor brasileiro está prestes a se tornar vitima da falta de privacidade de seus dados promovida pelos deputados federais.

Acervo com nomes e dados de bons pagadores é aposta do Banco Central para tentar a redução nos juros pagos pelo consumidor final no Brasil.

Uma das falácias do PLP 441/2017 é que sua aprovação ira baixar os juros. Um engodo, será mais uma fonte de renda para as empresas de cadastro. Até hoje nenhum bom pagador teve redução de juros seja por quem for. O Consumidor não precisa ser categorizado por empresas privadas como Serasa, SCPC. É simples. Quem não está negativado, positivado está. E óbvio. O projeto é discriminatório. É o fim do sigilo bancário.

É meu direito, sabendo de tais informações repassá-las ao conhecimento da população, pois afeta diretamente a vida dos cidadãos. Espero estar prestando um serviço alto cunho social.

Carlos Magno da Veiga Gonçalves – Notário

“Estamos realizando um sonho”, diz Marcelo Coelho parabenizando Codó

O secretário de Estado do Meio Ambiente, Marcelo Coelho, parabenizou Codó e lembrou da obra PARQUE AMBIENTAL.

CODÓ FELIZ, Lojas GRIFES OUTLET e NOROESTE parabenizam Codó

O CODÓ FELIZ parabeniza Codó e  seus filhos.

A NOROESTE felicita a todos os codoenses pelos 122 anos de emancipação política de nossa Codó.

A LOJA OUTLET também deseja aos codoenses um feliz 16 de abril quando nossa cidade completa 122 anos de desenvolvimento.

Homens são flagrados quando assaltavam cidadão na calçada de casa no bairro São Francisco

Por volta das 20hs de ontem, sábado, 14, uma equipe do Esquadrão Águia fazia rondas no bairro São Francisco, quando foi avistado um indivíduo portando o que parecia ser uma arma de fogo tentando roubar um morador na calçada de sua casa.

O indivíduo abordou a vítima mediante grave ameaça, quase a derrubando no chão, enquanto seu comparsa o esperava a poucos metros dali em uma motocicleta Yamaha Factor, de cor preta, ano 2009 e placa NMR-8902.

Quando os conduzidos avistaram a guarnição tentaram se evadir do local, abandonando o que, depois foi constatado ser um simulacro de arma de fogo e a motocicleta. Depois de intenso acompanhamento à pé, no intuito de prender os mesmo eles foram alcançados.

Após contato com o COPOM foi confirmado que a motocicleta havia sido roubada minutos antes na entrada do residencial Santa Rita.

No local onde os conduzidos foram presos apareceu mais duas vítimas que tiveram seus celulares roubados e reconheceram os criminosos.  Foram feitas buscas pelo local, no intuito de recuperar os celulares, tendo em vista que os conduzidos relataram que os aparelhos teriam caído durante a fuga, no entanto os mesmos não foram localizados.

Populares ainda tentaram agredir os conduzidos, que já se encontravam em poder dos policiais, porém as equipes de apoio chegaram ao local rápido e conduziram os ladrões até o Plantão Central da Polícia Civil de Codó onde também foi entregue a _res furtiva_( Motocicleta), para ser devolvida ao seu legítimo proprietário.

CONDUZIDOS:

– Josef Bayma, 25 anos, bairro Codó Novo.

– Ronieli de Oliveira Alves, 22 anos, bairro Codó Novo

VÍTIMAS :

–  Kelly Ane da Silva Costa Santos, 27anos,  rua Roraima, residencial Santa Rita.

– Valdicléia Moraes Lira, 24 anos, rua Paraguai, São Francisco.

– José Ribamar Rubim dos Santos, 58 anos, rua do Acre, São Francisco

ASSECOM/17°BPM

MENSAGEM para você que é codoense

MENSAGEM do vereador Rodrigo Figueiredo aos codoenses. ASSISTA.

O jovem Anderson da Trizidela também enviou mensagem aos codoenses.VEJA.

Pastor MAX conclama codoenses a continuarem sonhando e construindo bons momentos da nossa história

Nesta data tão especial e festiva para todos nós, alegro-me com vocês, cidadãos codoenses, neste tão esperado 16 de abril, em que o município de Codó completa seus 122 anos de Emancipação Político-Administrativa. Como cidadão e também representante do povo codoense na Câmara Municipal, gostaria de parabenizar a todos os cidadãos desta cidade. A todos aqueles que nasceram ou escolheram Codó para trabalhar, constituir suas famílias e buscar a felicidade.

Feliz de Codó por ter majestosas belezas naturais, riquíssima cultura e um povo ordeiro, trabalhador e fraterno, e que com seu labor constrói um município cada vez melhor. Vamos seguir e celebrar juntos mais um ano de desafios, vitórias e grandes recompensas. Parabéns Codó querida e abençoada!

……………………………………………………………………….

Neste dia 16 de abril vamos todos juntos celebrar nossos 122 anos de histórias, lutas e conquistas. Vamos celebrar tantas realizações que foram possíveis pelo trabalho e a força de vontade de nosso povo. Vamos refletir sobre como podemos, cada um de nós, continuar contribuindo para fazer nossa cidade melhor, mais bonita, bem cuidada, respeitada e amada.

Que seu passado glorioso continue sendo lembrado. Que seu presente seja de trabalho e vitórias e seu futuro de muito desenvolvimento, prosperidade e paz. Parabéns Codó! Parabéns a todo povo codoense!

………………………………..

………………………………………..

ASSISTA: Zito Rolim dedica mensagem especial aos codoenses

O ex-prefeito de Codó, Zito Rolim, gravou mensagem aos codoenses em alusão aos 122 anos de Emancipação Política de Codó.

Pastor Max fala sobre a luta dos professores e a semana de combate a exploração e violência infantil

Em seu discurso da semana na câmara municipal, o vereador Pastor Max voltou a colocar em pauta temas de relevância aos interesses da população codoense.

Mesmo diante aos últimos acontecimentos e problemas internos desta Casa, precisamos retomar aqui as pautas positivas em de interesse aos cidadãos codoenses, deixando a justiça fazer seu papel quanto aos desmandos que vem acontecendo”, colocou o edil.

Max iniciou tratando das recentes reivindicações dos professores e as demandas da educação municipal. “Todos sabemos que mesmo as mais belas idéias sobre educação, os sonhos mais generosos para nossas escolas, se transformam em fumaça que o vento desfaz, se os professores não forem e não se sentirem valorizados. Os professores ocupam indiscutivelmente um lugar incomparável na estrutura social de nosso município”, afirmou.

O parlamentar fez questão de deixar bem claro que, em momento algum, sua posição foi contrária as demandas da classe de professores e que não iria permitir que oportunistas utilizassem de forma politiqueira qualquer situação para atingir sua imagem perante aos educadores a população. “Posicionando-me da maneira que disseram, estaria sendo incoerente com a categoria que tenho respeito, admiração e que faz parte da minha formação e do meu ciclo familiar, uma vez que sou filho de professora e cresci no meio de educadores. Sempre fui a favor das demandas apresentadas pela classe”.

O vereador declarou estar sempre se antecipando as questões de interesse dos professores e conversando com o prefeito. “Desprovido de bandeira partidária ou extremismo ideológico, precisamos buscar juntos as soluções que desejamos para a educação de Codó e a valorização dos professores. Coloco-me a disposição para o diálogo e tenho a certeza que o prefeito Nagib também o fará. Infelizmente, muitos dos que se colocam como  defensores dos professores hoje, são os mesmo que outrora ameaçavam e desrespeitavam a classe. Impediam que os professores fossem valorizados e os mandavam plantar melancias para sobreviver. Esses são os que se dizem mocinhos hoje”.

Campanha Contra Violência e Exploração Infantil

Por fim, Max relembrou os trabalhos realizados na Campanha Contra Violência e Exploração Sexual de crianças e Adolescentes em Codó, além da visita anual ao Memorial Márcia dos Santos, cuja data é um marco para campanha. “Este tema precisa ser lembrado pela sociedade sempre. Pois a luta contra a violência infantil e a garantia de proteção as nossas crianças são necessárias, para que a infância de nossa Codó se desenvolva de forma saudável e tenha garantido seus direitos. É importante que nossas crianças tenham o apoio da família, escola e sociedade. Parabenizo a todas as entidades e todas as pessoas da sociedade civil organizada envolvidas nas ações da campanha. E que permaneçamos sempre de mãos dadas para erradicar este mal”.

Ascom

Mensagem de PAULO MARINHO JR aos codoenses

O vice-prefeito de Caxias, Paulo Marinho Junior, gravou uma mensagem de felicitações pelos 122 anos de Codó. ASSISTA

122 ANOS – A mensagem de Francisco Nagib para você

Confira a mensagem do prefeito Francisco Nagib, PDT, para todos os codoenses.