Suspeitos de matarem ‘Buchinho’ são apresentados pela Polícia Civil

Carlos Saraiva de Azevedo, tinha 22 anos, e havia saído da prisão, onde respondia por crime de roubo, por meio do indulto de natal,  dia 23 de dezembro. No dia seguinte ‘Buchinho’, como era conhecido, foi morto na garupa de uma moto vítima de um  disparo de espingarda efetuado no meio da rua.

Carlos Alberto Saraiva, o Buchinho morto no Natal

O delegado, Rômulo Vasconcelos,  que preside o inquérito, descobriu que a morte foi resultado da ação criminosa de 3 irmãos que tinham como alvo principal um rapaz identificado como Bruno Feitosa. O alvo principal acabou escapando, após o tiro passou por uma cirurgia no HGM, continua hospitalizado agora em Peritoró por causa de uma complicação pós-operatória,  mas está fora de perigo.

Foram presos por envolvimento com o assassinato os irmãos Edmilson e Ivanilson dos Santos Silva, que negaram a autoria do disparo, mas o delegado contestou.

“A população toda lá do bairro tem conhecimento que foram esses três irmãos e eles vão responder, tanto é que nós apreendemos as armas com ele, eles vão responder, uma das vítimas sobreviveu e reconheceu ele porque na fuga, na perseguição  eles foram, eles viram eles de cara limpa então tem vários depoimentos sobre isso”, afirmou Dr. Rômulo

CASSANDO O TERCEIRO

A polícia também apresentou duas espingardas apreendidas em poder dos irmãos suspeitos, de uma delas, afirmou Rômulo Vasconcelos, saiu o tiro fatal conta a vida de Carlos Saraiva de Azevedo. O delegado continua tentando prender o terceiro irmão envolvido.

 “A gente tá atrás, já temos ideia onde ele esteja, a gente vai busca-lo pra ele pagar pelo seu crime, um crime grave que foi efetivado no meio da rua, aqui tem Justiça, tem polícia a gente vai efetivar a prisão deles”, frisou a autoridade policial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *