Musical João do Vale faz sucesso em Caxias e virá para Codó e Coroatá

Mesmo com a forte chuva que caiu em Caxias horas antes do início do musical João do Vale, no último sábado, (12), milhares de pessoas compareceram a Praça do Centro de Cultura. Durante a apresentação de ‘João do Vale, O Gênio Improvável’ o público cantou, dançou, sorriu e se emocionou com a montagem.

O secretário municipal de Cultura, Patrimônio Histórico, Esporte, Turismo e Juventude, Arthur Quirino, enfatizou o valor artístico e cultural de apresentações como esta em Caxias. “É uma produção muito interativa e dinâmica, nos sentimos muito felizes em receber em Caxias uma produção desse poste mostrando o valor de um sonho. Ainda mais com uma narrativa que nos inspira contando a história de artistas maranhenses, é algo genuinamente nosso”, enfatizou Quirino.

Para o veterinário e produtor cultural Richter Wenzel o espetáculo tem um valor poético sem igual. “Foi emocionante! Dá vontade de reviver, conhecer e pesquisar a história de João do Vale. Ele era tão simples, tão humilde, que nos encanta, igual a ele não terá nunca mais, porque ele era muito simples e ao mesmo tempo muito rico”, emocionou-se Richter.

O musical João do Vale continua em turnê no próximo fim de semana, no dia 19, em Codó. Seguindo para Coroatá, São Luís, Teresina e Pedreiras nos fins de semana seguintes.

O Espetáculo

O espetáculo João do Vale, O Gênio Improvável, foi sucesso de bilheteria e aprovado pela crítica durante suas duas temporadas realizadas em dezembro na capital maranhense.

O processo de inscrição, seleção de elenco e ensaios durou aproximadamente um ano. O elenco é composto por: Vicente Melo (João do Vale), Tiago Andrade (Zé Keti), Nicole Meireles (Nara Leão), Millena Mendonça (Domingas), James Pierre (Zé Gonzaga), Juliana Cutrim (Dorinha), Marconi Rezende (Chico Buarque) e Victor Silper (Luiz Vieira). A direção geral é assinada pelo carioca Vinicius Arneiro e a direção musical é de Luiz Jr.

O musical passeia pela trajetória artística do maranhense do século XX, João do Vale, abordando sua saída do Maranhão até o ápice do sucesso. É caracterizado pela linguagem coloquial do caboclo nordestino, expressando sutilmente a riqueza da cultura nordestina e maranhense. Para mais informações sobre as apresentações acesse o site do Teatro Arthur Azevedo (cultura.ma.gov.br/taa).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *