Adventistas de Codó participam de campanha que distribuiu 23 milhões de livros para a família

Em toda a América do Sul foram preparados 23 milhões de exemplares do livro ESPERANÇA PARA A FAMÍLIA – O CAMINHO PARA UM FINAL FELIZ.

Uma batalhão de adventistas se mobilizou para entrega-los. Os de Codó fizeram parte da chamada MISSÃO NORDESTE MARANHENSE, Estado onde cerca de 45 mil pessoas, de 542 igrejas da mesma denominação religiosa foram pra ruas.

“E nós como adventistas, não só como adventistas, como evangélicos que somos, aqui nós, nessa pequena contribuição, nesse impacto de esperança, toda a América do Sul hoje, através da distribuição desse livro nós tentamos amenizar esse problema e trazer mais conforto e paz pra família mundial”, nos explicou o autônomo Antonio José Figueiredo.

O livro tem 10 capítulos, todos subtemas da Família, conforme frisou o pastor Luís Jerônimo Moreira.

“ Como construir uma família, como prevenir as crises pra evitar divórcios, cuidar dos filhos, vida espiritual, então são assuntos básicos desse livro que vai ser muito útil para toda a família que tiver um livro desse aqui em suas mãos”, justificou

Ao entregar eles lembraram aos codoenses que são apenas 80 páginas, dá pra ler em muitos lugares. A professora Adventista Jucicleide Ferreira de Oliveira deixou evidente a necessidade da leitura.

“É importante que a família leia junto, o filho, o pai, a mãe, a criança, esse projeto é maravilhoso porque esse tema este ano então veio com esta roupagem diferente porque a família está carecendo de ajuda e  este livro veio pra ajudar (…) Dá pra ler na clínica, sentado, dá pra ler na fila do banco, dá pra ler nas lojas, é maravilhoso você só tem a ganhar lendo este livro”

Na principal praça da cidade (a Ferreira Bayma), os adventistas do 7º Dia encerraram o ato, satisfeitos com a contribuição que deixaram para centenas de famílias codoenses.

 “É muito bom porque nós estamos contribuindo para o bem –estar daquilo que é o núcleo da sociedade que é a família, trabalhando pela família nós teremos um mundo melhor”, concluiu o adventista Régis Cisnande.

Deixe uma resposta