ASSISTA – Bandidos arrombam casa de empresário, levam enorme cofre e jogam dentro do riacho Água Fria

6 bandidos arrombaram a casa do comerciante codoense, OSCAR,  na madrugada de 8 de dezembro, domingo. Ele estava para sua propriedade na zona rural, quando chegou na segunda-feira (9) encontrou apenas duas peças de roupa, segundo contou ao jornalista Amaral Júnior que enviou a entrevista ao blogdoacelio.

Seu Oscar foi surpreendido pela notícia dada pelo próprio Amaral Júnior de que o cofre da casa dele, levado pelos bandidos, estava jogado dentro do canal do riacho Água Fria, na Av. Maranhão.

No local, também esteve o delegado Rômulo Vasconcelos que contou ao blogdoacelio e ao reporter Sena Freitas da FCTV que já havia elucidado, completamente, o crime. Identificou, prendeu e apreendeu 6 pessoas, alguns envolvidos são menores de idade.

O cofre terminou a terça-feira ainda jogado dentro do riacho.

VÍDEO – Veja como Expedito Carneiro explicou o caso das 48 portas de compensado a R$ 543 cada uma

 

Num primeiro momento, Expedito Carneiro ao usar do microfone ontem, 10 (sem sessão aberta, pois não houve quórum. Só 4 vereadores, incluindo ele, compareceram), disse que não ia responder à nenhuma denúncia feita contra ele por seu colega de parlamento Leonel Filho, propagadas na imprensa local.

É o que ele diz neste primeiro vídeo que o blogdoacelio está postando, dentre outras coisas.

Mas lá para o final de sua fala disse que gostaria de responder à uma única coisa, dentre tantas que foram  ditas de maneira, a seu ver, irresponsável.

AS PORTAS DE COMPENSADO

Quis falar da denúncia de LEONEL FILHO dando conta de que Expedito teria licitado e comprado 48 portas de compensado a R$ 543 a unidade, sendo que apenas 6 portas, correspondentes a 6 novos gabinetes, seriam necessárias, não obstante o preço que salta aos olhos de qualquer um que sabe que, mesmo hoje, uma porta de compensado custa R$ 80 no comércio local.

Ele perguntou se os presentes queriam ouvir a conversa que teve, via whatsApp, com a empresária que fez as compras.

A plateia disse que sim e, na sequência,  expôs o áudio. Nele, e em mensagens de textos,  a empresária explica que o valor unitário engloba não apenas a porta de compensado, mas tudo que é necessário para que seja instalada incluindo mão de obra, lucro e até imposto.

“Mas este preço é incluído tudo: porta, alicerce, o caixote, a fechadura, o carpinteiro, o ajudante , o lucro e o imposto. Aqui, praticamente, ela não tá ganhando é nada, pois é, é tudo. Só pra você verem a maneira irresponsável que tentam colocar na mídia, só resumindo, só tô colocando este fato, a maneira irresponsável. Aí ela, ainda coloca – não é só a porta, como tudo qu se coloca, entendeu?”, disse Expedito

VEJA A EXPLICAÇÃO DAS PORTAS DE COMPENSADO AQUI.

VÍDEO – Rodrigo Figueiredo diz que Expedito está sendo vítima de uma perseguição implacável

O vereador Rodrigo Figueiredo, um dos 4 parlamentares a comparecerem à sessão de retorno de Expedito à presidência usou a tribuna da Câmara ontem, 10, para sair em defesa do amigo, Carneiro, que considera estar sendo vítima de uma perseguição implacável desde o dia em que decidiu sair do grupo do atual prefeito Francisco Nagib.

Fotos – ATENÇÃO Mulheres vejam as novidades que acabaram de chegar na Empório Nobre

Novidades que você só ver na Empório Nobre hoje.

Venha à nossa loja, no centro de Codó,  em frente à farmácia Globo.

Aliados de Leonel não comparecem e inviabilizam sessão sob comando de Expedito

Aliados de Leonel Filho esvaziam sessão ordinária desta terça-feira,  10.

Sem quórum,  o trabalho não pôde ser aberta oficialmente.

Nonato Sampaio, Rodrigo Figueiredo,  Domingos Reis e o próprio Expedito foram o que compareceram.

Ficaram apenas usando a palavra para falar do retorno de Carneiro ao poder para uma assistência quase lotada.

Advogado diz que haverá sessão e explica porquê Leonel não precisa ser intimado pra sair da presidência

 

O advogado da Câmara, na gestão de Expedito, Dr. Procópio Neto, fez contato com a redação do blogdoacelio para fazer dois esclarecimentos.

O primeiro foi sobre a resolução baixada por Leonel suspendendo a realização da sessão da Câmara de hoje, 10/12. Disse que o então presidente não seguiu o trâmite legal determinado pelo Regimento Interno, portanto a resolução não tem validade.

“Só que a resolução, pelo regimento interno, ela não se destina ao ato, então este ato que ele praticou é inválido, inexistente, por quê? porque a resolução pelo Regimento Interno ela tem que ser votada em, no mínimo, por dois terços em plenário e tem que ser votada em plenário e ele baixou essa resolução unilateralmente, então ela não tem validade”, explicou Procópio Neto

O segundo foi sobre necessidade de intimação. Leonel sustenta que ainda não foi intimado e que, portanto, continua presidente.

Na visão de Dr. Procópio Neto, a intimação neste caso não se faz necessária para que Expedito volte à presidência, o que, na verdade, segundo ele, já o fez por já se considerar intimado.

“Não precisa de intimação porque quem precisa ser intimado, quem vai assumir o cargo é o próprio Expedito, entendeu? então ele já se deu por intimado, o advogado já se deu por intimado, então ele vai assumir o cargo, não existe sobre falar de intimação, nesse caso NÃO. Agora no caso do LEONEL era o contrário porque tinha que intimar o Expedito pra ele sair do cargo, tá entendendo. É o contrário do que tá acontecendo hoje, hoje o Expedito como é ele que vai assumir, ele pode mesmo se dá por intimado e assumir o cargo, já que o outro (Leonel) era interino”, justificou o causídico

Ainda presidente Leonel Filho suspende sessão de hoje e mostra que não mexeu num centavo da CÂMARA

Ainda presidente,  por considerar que assim o será até ser intimado da nova decisão do TJMA, Leonel Filho baixou uma resolução suspendendo a sessão que acontece toda terça-feira na Câmara de Codó.

Numa reunião que já fez no plenário da Câmara hoje, ladeado por apoiadores e advogados,  Expedito, que retorna por força de nova liminar do TJMA,  diz que a suspensão não tem força normativa porque foi emitida por alguém que já não é mais presidente,  portanto deve haver sessão hoje, 10,  na opinião dele  (resta saber se os aliados de Leonel, maioria, vão comparecer).

Leonel enviou ao blogdoacelio provas de que mandou limpar o pátio da Câmara, em parceria com a prefeitura.

Também mostrou extratos da conta bancária do Poder Legislativo  para provar que não sacou sequer 1 centavo nestes 8 dias como presidente.

ENTENDA A DECISÃO: Desembargador Guerreiro Júnior devolve a presidência da Câmara a Expedido CARNEIRO

O desembargador Guerreiro Júnior devolve presidência da Câmara de Codó ao vereador Expedito CARNEIRO.

Leonel Filho, às 15h07min, nos garantiu que ainda não foi intimado da nova decisão  considerando-se, portanto, ainda presidente embora tenha demonstrado que não vale a pena confrontar o colega de parlamento.

Beneficiários do Bolsa Família começam a receber décimo terceiro

As famílias beneficiárias do Bolsa Família começaram a receber, nesta terça-feira (10), o abono natalino, equivalente a um décimo terceiro. De acordo com a Medida Provisória 898, esse abono é pago em dobro em dezembro. O governo vai desembolsar R$ 2,5 bilhões com o pagamento do benefício deste mês, mais R$ 2,5 bilhões com o décimo terceiro.

No total, mais de 13 milhões de beneficiários estão sendo atendidos pelo programa em dezembro. Além disso, o pagamento extra vai ser feito nas mesmas datas, por meio dos mesmos canais pelos quais as pessoas já recebem as parcelas regulares do Bolsa Família.

Vale lembrar que o calendário de pagamentos vai seguir o dígito final do Número de Inscrição Social, o NIS.

Para saber mais, acesse caixa.gov.br. Entre em Benefícios e Programas; e depois, em Bolsa Família.

Fonte: Agência Rádio Mais

Justiça manda interditar presídios de dois municípios na região Tocantina

A pedido do Ministério Público do Maranhão, a Justiça concedeu, em caráter liminar, a interdição das unidades prisionais de Imperatriz: Penitenciária Regional de Imperatriz, Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (CCPJ) e da Unidade Prisional de Ressocialização de Davinópolis. A decisão proíbe o ingresso de novos detentos e não recebimento de presos de outras comarcas sem expressa autorização da autoridade judicial.

Publicada no dia 25 de novembro, a notificação foi enviada ao Ministério Público na última quarta, 4 de dezembro.

O pedido de interdição em caráter liminar foi feito pelo titular da 5ª Promotoria de Justiça Criminal, Domingos Eduardo da Silva. No documento, o promotor apontou que a Penitenciária Regional de Imperatriz, com capacidade para 204 presos, atualmente conta com 315 internos, um déficit de 54% da estrutura necessária.

Por conseguinte, a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz, antiga CCPJ, possui atualmente 505 presos, mas só tem capacidade para 264, o que representa 91% a mais que a capacidade total. A Unidade Prisional de Ressocialização de Davinópolis, com capacidade para 106 presos, possui hoje 162 internos, um total de 53% a mais.

Ainda no presídio de Davinópolis, a ala feminina já chegou a abrigar 56 internas em uma cela projetada para comportar apenas 24. “Todas as unidades carcerárias apresentam problemas estruturais, além do quadro reduzido de servidores até mesmo para atender minimamente às ordens judiciais”, destacou o promotor Domingos Eduardo.

Redação: Iane Carolina (CCOM MPMA)

Ouvidor nacional de Direitos Humanos visita Aldeias de Jenipapo dos Vieiras após morte de índios

O Clima nas  mais de 70 Aldeias da etnia Guajajara, todas  localizadas dentro do município de Jenipapo dos Vieiras, a 506 km de São Luís,   ainda é  tenso.

Os índios temem novos ataques  e, ao mesmo tempo, cobram a identificação e a prisão dos assassinos de dois caciques, crimes ocorridos no último sábado, 7 de dezembro.

ainda não temos resultado mas se Deus quiser a gente vai ta apresentando esses que fizeram com a gente com o povo indígena e a Polícia Federal também tá acompanhando e o Sérgio Moro, com certeza, vai dá o resultado desse ato covarde que fizeram com os indígenas”, disse confiante a cacique da Aldeia Mainami, Libiana Guajajara

Na tarde de ontem,9,  o trânsito voltou a ficar lento na mesma rodovia federal, a BR-226, onde os assassinatos ocorreram.

Desta vez o motivo foi a morte de um índio que usava uma moto e acabou batendo contra um carro dirigido por outro Guajajara. O corpo passou mais de 3 horas na estrada e isso travou o tráfego que ficou o tempo todo sendo monitorado pela Polícia Rodoviária Federal.

Por volta das 4h da tarde o ouvidor nacional de Direitos Humanos, Wendel Benevides Matos, chegou a Aldeia El Betel e se reuniu, sem a presença da imprensa, com mais de 20 caciques, ouvindo um a um.

Os índios aproveitaram o momento e levaram o debate para além do quesito segurança incluindo nos pedidos ambulância e não municipalização da saúde e, na área da agricultura, mais apoio para a produção, mas não perderam o foco.  Sobre segurança, chegaram a sugerir que o trânsito, à noite, dentro das aldeias, aqui na BR-226, seja proibido.

 “A partir das 18h seja fechada e reabra as 6h da manhã (…) porque à noite vários caminhoneiros, várias pessoas que adentram a terra indígena fazem disparos de arma de fogo, estão atirando em cima das aldeias e os índios temem pelas suas vidas, exemplo taí essa execução aconteceu ao meio dia, imagine à noite”, explicou o cacique de Santa Maria, Osvaldo Soares Guajajara

Também foi sugerida a instalação de câmeras pelo menos nas maiores aldeias da região.

 “Isso facilitaria muito tanto pra policia quanto pra nossa segurança física, câmeras de segurança porque aqui é um local onde passa gente todo dia, toda hora, a cada segundo passa pessoas aí, más, pessoas boas”, disse um cacique que preferiu não se identificar

Esta advogada, Elany Rosa Tenterah,  que pertence à uma das Aldeias, cobrou também a presença da Força Nacional que já foi autorizada pelo Ministério da Justiça pelo prazo de 90 dias. Ela justificou.

 “Porque nós, povos indígenas, estamos pedindo socorro, não é um favor é um direito que a própria constituição nos garante, e nós estamos aqui jogados, esquecidos, é como se a gente não existisse e a forma de dizer que a gente existe, infelizmente, muitas vezes é bloquear a BR, pra dizer – olha nós estamos pedindo socorro, precisamos de proteção, precisamos das políticas públicas mais ativas dentro das nossas aldeias”

ESTELIONATO – Homem diz que vai comprar casa no Codó Novo e furta dinheiro de conta bancária da proprietária

O repórter Amaral Junior e apresentador do Jornal dos Cocais, TV Codó, mostra um caso de estelionato aos leitores do blogdoacelio.

Uma casa na rua São Miguel com Assis Nogueira, Codó Novo,  estava a venda por R$ 24.000,00. Um estelionatário chegou demonstrando interesse e, de alguma forma, conseguiu pegar o cartão e a senha da dona da casa.

Em vez de comprar a casa, levou R$ 900 da conta da vendedora. Acompanhe o caso.

UNIÃO CIVIL | Comarca de Caxias promove casamento comunitário com quase 100 casais

No último sábado (7), a 3ª Vara da comarca de Caxias realizou uma cerimônia de casamento comunitário, formalizando a união civil de 98 casais. Essa foi a segunda cerimônia comunitária realizada este ano pela unidade judicial, beneficiando mais de 180 casais da cidade.

O casamento foi realizado no Templo da Assembleia de Deus (Rua Manoel Gonçalves), resultado de uma parceria do Judiciário de Caxias, a instituição religiosa e o Cartório do 3º Ofício Extrajudicial, que recebeu a inscrição dos noivos que deram entrada nos processos de habilitação para participar do projeto mantido pela Corregedoria Geral da Justiça, sem ônus com os proclamas.

Na presença dos sete filhos, o casal Sadrac Pereira Morais e Railde Pereira de Brito foi um dos beneficiados com a celebração, regularizando a união estável.

A celebração individual da união civil dos 98 casais foi concretizada pelo juiz Antônio Manoel Araújo Velozo, que ressaltou o papel social do projeto Casamentos Comunitários, que beneficia famílias da comunidade que não possuem condições de arcar com os custos do procedimento. “Do ano passado pra cá realizamos quatro cerimônias de casamento comunitário, garantindo direitos aos casais e suas famílias com a regularização da união”, avalia o magistrado.

PROJETO – Somente durante a atual gestão da Corregedoria Geral da Justiça, desde dezembro de 2017, mais de sete mil casais maranhenses participaram do projeto Casamentos Comunitários em diversas comarcas do Estado.

Em São Luís, aproximadamente dois mil casais celebraram a união civil em 2018 e 2019 por meio do projeto, que já beneficiou mais de 120 mil casais desde 1998, quando foi implantado pelo então corregedor-geral da Justiça, desembargador Jorge Rachid.