PM de Caxias prende homens por porte ilegal de arma e encontra drogas

Por volta de 21h00, de  ontem, quinta-feira, 19 de junho de 2014, o policiamento de motocicletas do 2º BPM prendeu dois indivíduos por porte ilegal de arma de fogo e uso de entorpecentes.

Arma apreendiada
Arma apreendiada

Eles foram identificados como FABIO FERNANDES REIS, 26 anos, FABIO ADRIANO SANTANA DE OLIVEIRA, 19 anos.

foto da PM
foto da PM

Com eles os policiais militares encontraram um revólver calibre 38 e onze trouxas de maconha..

Os indivíduos foram apresentados no 1º DP, para as providências legais cabíveis.

Texto e foto PM de Caxias

PM e Conselho Tutelar de Caxias fazem blitz noturna e encontram drogas e armas de fogo

Cigarros de Maconha apreendidos
Cigarros de Maconha apreendidos

Na noite de sábado, dia 14 de junho, uma operação foi desencadeada pela Polícia Militar em casas noturnas, tendo início às 19h00, e contou com a participação do Conselho tutelar.

No estabelecimento denominado Terraço Bar, localizada no retorno da Av. Senador Alexandre Costa, foi preso um indivíduo identificado como FRANCISCO DAS CHAGAS ROCHA, 24 anos, por porte ilegal de arma de fogo.

Ele trabalha como segurança no local e ainda tentou esconder a arma em seu veículo, mas os policiais militares agiram rápido e localizaram a arma. A arma trata-se de revólver cal. 38, com numeração suprimida, e municiada com seis cartuchos intactos.

É a segunda vez que FRANCISCO e preso pela PM por porte ilegal de arma de fogo. Ele foi apresentado no 1º DP juntamente com a arma apreendida para as providencias legais cabíveis.

Dando continuidade às abordagens no interior do recinto ainda foram encontrados, abandonados, 10 (dez) cigarros de maconha prontos para consumo.

No estabelecimento também foram encontradas quatro mulheres, menores de idade, as quais foram entregues para a equipe do Conselho Tutelar.

Outra casa de diversão, conhecida como Bar do Berrinha, localizada no Salobro, também foi abordado pelos PMs. Lá foram encontrados dois jovens menores de idade. Eles foram também entregues para a equipe do Conselho Tutelar.

FOTOS E TEXTO PM

EM CAXIAS cerca de 16 mulheres são assassinadas por ano

Em Caxias, MA, cerca de 16 mulheres são assassinadas por ano, de acordo com dados do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher do município, conforme matéria publicada pelo jornal O Estado do Maranhão deste domingo (8). No Plantão Central de Polícia Civil são registradas, em média, cinco ocorrências de violência contra mulheres todos os dias.

Nos fins de semana, os dados são ainda maiores. Isso porque os dias utilizados para o lazer costumam ser atrelados ao consumo de bebida alcoólica.O local onde mais ocorrem situações de violência contra a mulher é a residência da vítima, independentemente da faixa etária. Até os 9 anos, os pais são os principais agressores.

A violência paterna é substituída pela do cônjuge e/ou namorado, que são os principais agressores de mulheres entre 20 e 59 anos. Já a partir dos 60 anos, são os filhos que assumem esse papel.

Luta por direitos
Nas últimas décadas as mulheres conquistaram aliados importantes na luta pelos seus direitos, mas isso não significa que o número de casos de violência contra elas tenha diminuído. Ainda há um grande número de registros de agressões e assassinatos contra as mulheres em todo o país.

Segundo a secretária municipal da Mulher, Liana Coutinho, muitas mulheres ainda deixam de denunciar o agressor por medo, vergonha ou questões financeiras. Outro motivo é que a maior parte da população desconhece a Lei Maria da Penha.

Segundo Liana Coutinho, na sede da secretaria, essas mulheres recebem as mais variadas orientações sobre seus direitos e aquelas que também querem enfrentar essas situações de abuso recebem ajuda psicológica e até jurídica para se livrar o agressor.

G1 MA

Prefeitura instala miniestação de tratamento de água em Caxias

Nesta quinta-feira (22), o prefeito Léo Coutinho acompanhou a instalação da miniestação de tratamento de água no Mercado Central de Caxias. O novo sistema não utiliza energia elétrica e é de simples instalação, minimizando os custos e promovendo a neutralização microbiológica, possibilitando o aproveitamento de águas de baixa qualidade provenientes de poços tubulares profundos.

Prefeito Léo vistoria obra
Prefeito Léo vistoria obra

Além do prefeito Léo Coutinho, esteve presente na instalação da miniestação de tratamento de água no mercado público, o secretário municipal de agricultura, Manoel Silveira; o diretor geral do SAAE/Caxias, engenheiro Carlos Alberto Martins, técnicos e químicos da empresa, e; muitos feirantes.

Com o novo equipamento, os usuários e feirantes terão água melhor tratada com cloro e flúor. Os produtos comercializados na feira serão feitas com uma água mais tratada.

 “Esta nova tecnologia vai melhorar a qualidade da água para nosso feirantes e consequentemente levar alimentos de mais qualidade para os consumidores pois muitos dos alimentos comercializados são lavados aqui mesmo no mercado”, lembrou o prefeito.

Asscom Prefeitura de Caxias

CAXIAS – Léo Coutinho se reune com pacientes renais

Um grupo de pacientes renais de Caxias se reuniu, na manhã desta quinta-feira (22), com o prefeito Léo Coutinho para tratar sobre os auxílios que são prestados pela prefeitura para as pessoas com esse problema de saúde.

Leo Coutinho se reune com pacientes
Leo Coutinho se reune com pacientes

Na conversa, Léo Coutinho fez questão de falar com todo o grupo para saber se o serviço está sendo realizado de maneira satisfatória. Estavam presentes cerca de 50 pacientes renais e familiares.

O prefeito falou, também, sobre as datas de pagamentos do auxílio e sobre a quantidade de sessão para cada pessoa.

“Queríamos ouvi-los para saber se o serviço esta sendo prestado de forma correta, hoje antecipamos o pagamento da ajuda de custo, também aumentamos a quantidade de sessões que cada um precisa. Fizemos isso porque estas pessoas não precisam se preocupar com nada, eles precisam apenas se preocupar com o tratamento e segui-lo corretamente para melhorem a saúde” declarou Léo Coutinho.

ASSCOM Prefeitura de Caxias

CAXIAS – Homem que matou escrivã dentro de delegacia confessa que estuprava as filhas

Em meio a onda de comoção de Caxias, e de boa parte do Brasil, pelo assassinato cruel da escrivã Loane Maranhão Thé, o caso não deixa de surpreender.

Francisco Alves Costa, 43 anos
Francisco Alves Costa, 43 anos
Por ser jovem, educada, atenciosa, dedicada ao trabalho e ter a amizade de todos os servidores da Polícia Civil de Caxias, a morte de Loane levou comoção aos mais próximos e provocou um sentimento de revolta ainda maior em todos que tiveram conhecimento do ocorrido por conta da pessoa que ela era.
Preso em seguida ao bárbaro crime, o gari Francisco Alves Costa, 43 anos, que já tinha uma acusação de estuprar as duas filhas menores de idade acabou por surpreender no depoimento ao delegado de polícia civil Celso Rocha e confessou os estupros.
As garotas estão na Casa de Passagem do município onde são atendidas por equipes de assistentes sociais.
Frio
A confissão foi dada ao delegado regional Celso Rocha. De acordo com o delegado, Francisco Alves não tem características de doente mental e respondeu calmamente a todas as perguntas que lhe foram feitas, chegando inclusive a falar que estava arrependido pelo que tinha feito conta a escrivã.
Muitos em Caxias demonstraram, vias redes sociais, a preocupação de que o assassino da escrivã fosse apontado como doente mental e com isso não seja levado para a Penitenciária de Pedrinhas. Caso seja considerado doente mental, Francisco Alves será encaminhado para o Hospital Nina Rodrigues, onde terá um tratamento bem melhor que num presídio, o que acabaria por revoltar aqueles que clamam por justiça diante da monstruosidade dos crimes que ele cometeu.
Mas pelo depoimento prestado na Delegacia, o gari Francisco Alves deixou a impressão de que, apesar de frio, não é doente mental e poderá responder na justiça como qualquer criminoso.
O fato de confessar o estupro das filhas só piora a sua situação, que já é bastante delicada do ponto de vista jurídico.
Advogados consultados pelo blog avaliam que o assassino da escrivã irá cumprir a pena máxima estipulada pelo Código Penal, que é de 30 anos de detenção.

Prefeito Léo Coutinho se reúne com mototaxistas caxienses

Léo Coutinho se reúne com mototaxistas
Léo Coutinho se reúne com mototaxistas

Cumprindo com o combinado, o prefeito Léo Coutinho recebeu nessa quarta-feira, 30 de maio, em seu gabinete, mototaxistas para tratar sobre reivindicações, entre elas a regulamentação da categoria em Caxias.

“A nossa maior preocupação é com a regulamentação da classe, que seja cumprida a determinação de uma lei federal, de 2009, onde regulamenta a classe de mototaxista. Já temos um sindicato, mas nós queremos que o poder público nos apoie na regulamentação disso tudo, onde teremos motos padronizadas, com placa vermelha, e seremos capacitados para o transporte de passageiros e assim exercer legalmente a atividade”, explicou o mototaxista Rangel Bezerra.

Após a reunião, o prefeito municipal se comprometeu a colaborar com a categoria. “O primeiro compromisso que nós vamos cumprir com a classe é a regulamentação. Há vários anos que eles pleiteiam essa regulamentação e nós assumimos um compromisso. Já na segunda-feira (05) vai haver a primeira reunião. Vai ser um projeto de lei que vamos elaborar para regulamentar a classe, em parceria com os mototaxistas. Com isso vai ganhar a classe, e vai ganhar sobre tudo a cidade”, disse o prefeito Léo Coutinho.

Os representantes do Sindicato dos Mototaxistas fizeram um balanço positivo da reunião. “Nossa reunião com o prefeito foi muito proveitosa. Ele nos prometeu assinar a lei, regulamentando a classe de mototaxista em Caxias. O projeto vai para a Câmara, quando o projeto voltar o prefeito assina a lei, regulamentando a classe de mototaxista perante todos os profissionais na atividade”, destacou Natal Nogueira, presidente do Sindicato dos Mototaxistas.

ASSCOM Prefeitura de Caxias