PRIMAVERA RETRÔ: A temporada de FLORES entre Archer e Figueiredo está no ar

As chamadas que estão sendo levadas ao ar pela TV Cidade, Record,  e rádio Eldorado AM convidando o povo para o ato de filiação de Ricardo e Biné ao PSDB, no próximo sábado, na Câmara, nos trazem os fogos de artifício que anunciam uma nova ERA na política de Codó.

Ricardo e Biné se filiarão dia 26 de setembro
Ricardo e Biné se filiarão dia 26 de setembro

Esqueçam tudo que nós vimos, ouvimos e assistimos nas últimas duas décadas quando ambos estavam em lados opostos travando uma guerra que parecia suplantar a mera disputa política e beirava a pessoalidade de tão intensa que era no rádio e na TV, além de nos palanques de palestras e comícios.

Foram duas décadas de apelidos, troca de acusações e outras coisas que aqui não nos cabe nem citar, até porque a mente do codoense não é tão ruim assim.

Vou deixar isso para que os marqueteiros, do ano que vem, resgatem de velhas fitas cassetes cheias de mofo, daquela gaveta que ninguém mais imaginava usar. Acredite, elas vão aparecer, do contrário não seria a política de Codó.

Pois bem, Agora os ex-prefeitos Biné e Ricardo são GRANDES AMIGOS e se tratam como GRANDES LIDERANÇAS.

RICARDO FALA

Na chamada da rádio Eldorado, o ex-prefeito Ricardo diz que o ‘nosso grande amigo Biné Figueiredo’ participará com a gente da festa.

“Iniciando a  arrancada política desse próximo ano, nós teremos a nossa filiação no PSDB, eu Ricardo Archer, nosso vice-prefeito Guilherme Archer. Estará presente o nosso suplente de deputado federal Ricardo Archer, O NOSSO GRANDE AMIGO BINÉ FIGUEIREDO QUE PARTICIPARÁ COM A GENTE e o nosso vice-governador aonde estaremos participando todos, fazendo com que o PSDB seja marcado com uma presença muito forte”, diz na gravação que está no ar o dia todo.

BINÉ RETRIBUI O CARINHO

As flores verbais e o carinho de Archer são retribuídas na fala de Biné Figueiredo que agora o trata de GRANDE LIDERANÇA LOCAL.

“Meus amigos e minhas amigas, neste sábado, às 4h da tarde, estarei na Câmara Municipal para me filiar ao PSDB juntamente com várias lideranças políticas de Codó ENTRE ELES RICARDO ARCHER, EX-PREFEITO DE CODÓ E GRANDE LIDERANÇA LOCAL, SEU FILHO GUILHERME ARCHER, VICE-PREFEITO DE CODÓ e meu querido neto Rodrigo Figueiredo, também se filiará ao PSDB com todas as lideranças lá presentes”

“Eu quero neste momento convidar a você que está me assistindo e à todos os meus amigos que têm participado comigo de grandes lutas, que nunca me abandonaram, que sempre me deram apoio, me deram carinho, que se desloquem para a Câmara Municipal neste sábado, para que nós juntos possamos iniciar UMA NOVA VIDA, UMA NOVA BATALHA e lá, na oportunidade, irei abraçar a cada um de vocês e dizer, olhando nos seus olhos, muito obrigado. Conto com vocês, estarei lá lhe esperando”, diz

Tudo é só flores agora, mas não sei porque tenho certa desconfiança desta primavera.

ZITO, O FUTURO ESTÁ EM SUAS MÃOS

Uma coisa devemos reconhecer – esta era de flores pegou de surpresa os demais candidatos que estavam contando apenas com uma disputa moleza entre NOVATOS (Nagib, Ricardinho,  Pedro, Ricardo Torres, Chiquinho do Saae, João dos Plásticos).

Agora a jogada de dois mestres jogou o tabuleiro de cabeça pra baixo e, só por mais um ano, Zito será o divisor de águas.

Me parece que, nestas condições,  será dele a missão de decidir com quem deixará a prefeitura dia 31 de dezembro de 2016 – se com alguém que nunca a administrou (como os novatos que se candidatam ao desafio) ou com aqueles que já passaram 16 anos administrando-a como todos nós já sabemos que foram tais longos anos.

Elina Tassia filia-se ao PCdoB e apoiará candidatura de Pedro Belo nas eleições de 2016

A estudante e funcionaria da UPA-Codó, Elina Tassia, assinou no inicio da noite desta segunda-feira (21), a ficha de filiação do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) ao lado do presidente municipal da legenda e pré-candidato a prefeito, vereador Pedro Belo.

Elina assina filiação ao PCdoB
Elina assina filiação ao PCdoB

Agora, Elina integra os quadros da legenda que já a confirma como pré-candidata a vereadora em Codó. A filiação tem uma razão fundamental: o partido tem uma boa estrutura, bons nomes e vem fortalecendo seus quadros para as Eleições Municipais de 2016.

O convite foi feito pelo presidente municipal, Pedro Belo, que sensibilizou a jovem a fazer parte do novo projeto político do partido. Elina Tassia falou sobre sua decisão de filiar ao PCdoB.

“Aceitei o convite do amigo Pedro Belo por enxergar no PCdoB o melhor projeto para as eleições municipais do ano que vem, agradeço a deferência ao meu nome e quero também agradecer o convite de outras legendas, porém, creio que o PCdoB será meu porto seguro e farei jus à atenção dispensada ao projeto de minha família, que é me tornar vereadora para poder ajudar ainda mais meus amigos carentes de Codó”, disse Elina Tassia.

O dirigente municipal, por sua vez, afirma que ElinaTassia é uma grande aquisição para o partido. “Agradeço a confiança da Elina em nosso projeto, temos uma pré-candidatura a prefeito de Codó, ela já nos ajudou nas campanhas de 2010 e 2014, e agora como pré-candidata a vereadora sua ajuda será ainda mais importante quanto foi nas outras eleições. É de fato uma grande satisfação recebê-lo em nosso partido, para unir forças com os outros filiados do PCdoB. Estamos prontos para realizar uma grande campanha no próximo ano”, afirmou Pedro Belo.

Opinião do Prefeito Zito

Procuramos saber do prefeito de Codó, Zito Rolim, sua opinião quanto à filiação de Elina Tassia no PCdoB, com quem se reuniu na ultima quarta-feira (16) e a fez o convite de filia-se no Partido Verde (PV). “Ela tem o direito de fazer escolhas, se projetar e se planejar. E a gente como cidadão reconhece isso e apoia as opiniões das pessoas. Estamos aqui para reconhecer que esse é um ato democrático. Agradeço o carinho que ela sempre demonstrou por minha pessoa e desejo muita sorte nesta difícil caminhada”, disse Zito Rolim.

ASCOM/ELINA TASSIA

Raimundo Wilson confirma pré-candidatura a vereador pelo PDT de Nagib

Ano que vem serão 17 vagas na Câmara de Vereadores e isso tem motivado o surgimento de novas pré-candidaturas.

Raimundo Wilson e família encontram-se com Nagib
Raimundo Wilson e família encontram-se com Nagib

Na tarde do último domingo, por exemplo, uma reunião entre amigos, realizada no sítio Sossêgo, marcou o lançamento de uma destas pré-candidaturas – a de Raimundo Wilson Machado Moraes, empresário e também irmão da também bem sucedida empresária codoense Lindalva Moraes, dona da rede de lojas Super Lar e Paraíso Infantil.

Em clima familiar, Raimundo Wilson, que é do PDT, recebeu o presidente do partido Francisco Nagib onde fizeram seus primeiros contatos de cunho político, já pensando, claro, na campanha de 2016.

Os próximos passos de Wilson serão no intuito de consolidar novas alianças para se fortalecer politicamente. Ano que vem a guerra será enfrentada, segundo o pré-candidato, com muita estratégia e respeito aos eleitores e aos seus concorrentes.

JÁ PRA 2016: STF decide que empresas não podem financiar campanha eleitoral

Depois de quase dois anos do início do julgamento, nesta quinta-feira (17/9), o Supremo Tribunal Federal declarou a inconstitucionalidade do financiamento de campanhas eleitorais por empresas. Depois dos votos das ministras Rosa Weber e Cármen Lúcia, a favor da inconstitucionalidade, de o ministro Teori Zavascki retificar seu voto-vencido e de o ministro Celso de Mello segui-lo, foi encerrado o julgamento da ação direta de inconstitucionalidade ajuizada pelo Conselho Federal da OAB contra a doação de empresas a campanhas.

Presidente do STF
Presidente do STF

O resultado, portanto, foram oito votos a favor da inconstitucionalidade do financiamento eleitoral por empresas e três votos a favor da doação por empresas a campanhas. Ficaram vencidos os ministros Teori, Celso e Gilmar Mendes, que leu seu voto na quarta-feira (16/9).

Foi decidido também na sessão que não haverá modulação dos efeitos da decisão, já que é impossível que a inconstitucionalidade retroaja a campanhas já declaradas legais pela Justiça Eleitoral.

A ministra Rosa Weber, em seu voto, justificou seu argumento no artigo 14, parágrafo 9º, da Constituição, que diz: “Lei complementar estabelecerá outros casos de inelegibilidade e os prazos de sua cessação, a fim de proteger a probidade administrativa, a moralidade para exercício de mandato considerada vida pregressa do candidato, e a normalidade e legitimidade das eleições contra a influência do poder econômico ou o abuso do exercício de função, cargo ou emprego na administração direta ou indireta”.

Para a ministra, “a normalidade das eleições deve ser protegida do poder econômico”. Ela afirma que não há como as empresas participarem das eleições por meio de doações e não colocarem “as mangas de fora”, se sobrepondo aos interesses do eleitor comum.

Já a ministra Cármen Lúcia citou o artigo 1º da Constituição, parágrafo único: “Todo poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição”.

Para ela, o “povo” referido pelo texto constitucional não abarca as pessoas jurídicas. “São pessoas físicas que detêm essa titularidade”, disse, acrescentando que é o cidadão quem participa do processo político como votante ou candidato, e não empresas. A ministra também argumentou que a doação das empresas fere o preceito constitucional da igualdade de oportunidades.

O decano, ministro Celso de Melo, ficou vencido ao afirmar que a Constituição não regula de modo específico o tema, só ressalta que o abuso do poder econômico não será tolerado quando há constatação de interferência. “A Constituição não estigmatiza a atuação do poder econômico nas campanhas eleitorais. O abuso pode gerar situações de inelegibilidade porque compromete a legitimidade do processo democrático e eleitoral”, disse.

Ele afirma em seu voto que deve haver prudência por parte do STF e autocontenção no tratamento da matéria porque o Congresso, nesse contexto, desempenha esse papel, conforme a Constituição, em face da separação dos poderes. “O STF não pode substituir o legislador estabelecendo, por critérios próprios, medidas que são de competência do Poder Legislativo”. Para ele, empresas têm interesses legítimos e a doação feita por elas não ferem a Constituição, desde que não abusem do poder econômico.

O ministro Teori Zavascki, que abriu a divergência, fez um complemento em seu  voto, afirmando que há evidente “acanhamento” da legislação em proibir colaboração de empresas que doam e depois celebram contratos com governos. “Há permissões na legislação ordinária que fomentam o clientelismo na vida política”. Ele sugeriu a vedação de doações de pessoas jurídicas e controladoras que mantêm contratos onerosos com a administração pública, e a vedação de doação de empresas para diferentes partidos que competem entre si.

Vitória
Para o presidente do Conselho Federal da OAB, Marcus Vinícius Furtado Coêlho, a partir de agora, os mandatos dos políticos “pertencerão efetivamente a seus eleitores e as empresas poderão se dedicar integralmente àquilo que sabem fazer de melhor: gerar empregos para a população e se preocupar com o crescimento econômico do país”.

Marcus Vinícius afirmou que as eleições de 2014 custaram R$ 5 bilhões. “A OAB, em conjunto com a maioria dos brasileiros, conseguiu promover uma mudança bilionária em nosso sistema eleitoral. Esses recursos, que antes eram usados para financiar campanhas hollywoodianas, poderão agora ser investidos no crescimento de nossa economia”, disse.

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) também comemorou a decisão do Supremo. “A decisão do STF é a melhor notícia que o Judiciário poderia dar à sociedade brasileira para combater à corrupção no País”, comentou presidente da entidade João Ricardo Costa.

Para João Ricardo, a decisão desta quinta  resgata o valor da representação dos cidadãos na democracia brasileira. “O voto de cada brasileiro passa a ter o mesmo peso. A decisão do STF é a melhor notícia que o Judiciário poderia dar à sociedade brasileira para combater a corrupção no País.”

Segundo o advogado Eduardo Nobre, sócio responsável pela área de direito eleitoral do Leite, Tosto e Barros Advogados e fundador do Instituto de Direito Político e Eleitoral (IDPE), a decisão é importante porque está na pauta da reforma política. “Apesar dela não anular nenhuma ato legislativo futuro, vai dar uma diretriz aos legisladores sobre a interpretação constitucional no que se refere as doações de campanhas por empresas”, afirmou

FONTE: Conjur

ELEIÇÕES 2016: Pedro Belo pega peixe na Vila Fomento

Os pré-candidatos a prefeito de Codó não têm parado um dia sequer e, vez por outra,  aparecem nas redes sociais fotografias e vídeos de suas andanças por aí.

Esta semana um vídeo mostrou Chiquinho do Saae, agora presidente do PP, sendo atropelado por um boi na zona rural quando ajudava a amarrar outro bovino.

Pedro Belo joga tarrafa
Pedro Belo joga tarrafa

Desta feita o protagonista é o vereador Pedro Belo, pré-candidato do PCdoB. Mas em situação mais amena. Fotos dele foram postadas no whatsApp dando uma ‘tarrafiada’ na Vila Fomento.

Leva jeito, veio até peixe.

Diz a informação que o ato se deu quando ele acompanhava a gestora da Agerp na reabertura do laboratório de alevinos da Vila, fechado desde a administração do ex-prefeito Biné Figueiredo que foi quem, realmente, deu alguma atenção para aqueles trabalhadores.

Olha o peixeeee!!!
Olha o peixeeee!!!

Quero ver quando Biné e Ricardo mergulharem de vez nesta campanha. Ou serão Ricardinho e Rodrigo?

O que farão? Vão pegar boi no braço também como Saae, vão pescar como Pedro?

ELEIÇÕES 2016: DEM e PMN podem ser a nova casa do pré-candidato João dos Plásticos

A chegada de Biné e Ricardo Archer ao PSDB terminou mesmo mal para o presidente João dos Plásticos em razão de que pretendia se candidatar a prefeito pela sigla que tem peso na contagem de tempo de TV, além de representar a cara da oposição, em âmbito nacional, ao atual governo de Dilma Rousseff.

João com Brandão, Yuri e Ribamar Oliveira (antes da cambita)
João com Brandão, Yuri e Ribamar Oliveira (antes da cambita)

Como o blog havia anunciado, o ainda presidente foi mesmo à São Luís conversar com o vice-governador Carlos Brandão que reiterou se desejo de ver João continuar na presidência, mas não abriu mão dos novos filiados (Archer e Biné).

Nestas condições, João, homem de palavra, manteve sua decisão de deixar o partido. Atualmente só ficará no PSDB quem assim desejar.

“Na verdade o Carlos Brandão queria que eu ficasse na presidência do partido, mas eu tenho meu projeto político. Eu não pude ficar na presidência pelo fato deu ter meu projeto político”

“No PSDB eu tô desfiliando meu pessoal. Quem quer ficar no partido, continua no partido, quem não quer tô desfiliando”, explicou

PRA ONDE VAI JOÃO?

Ao blog informou que está recebendo vários convites, entre os quais já constam DEM e PMN.

“Eu já recebi vários convites, já recebi convite do César Pires, do DEM, já recebi convite do PMN, já recebi convite do PRP. As pessoas estão me convidando, agora eu vou reunir meu pessoal pra gente decidir que partido nós vamos filiar”, disse

Também sustentou que até a próxima segunda-feira terá definido, ouvindo seus companheiros, para onde vai.

“Até segunda-feira nós temos essa questão já definida já”, afirmou

ELEIÇÕES 2016: O drama de João dos Plásticos no PSDB

João dos Plásticos
João dos Plásticos

Deve chegar ao fim hoje, 14, a angústia que vive o atual presidente do PSDB em Codó, empresário João dos Plásticos.

Mas o que está ocorrendo?

Segundo o próprio, ouvido pelo blogdoacelio, na semana passada ele passou a ser orientado a incluir como membros do partido em Codó os ex-prefeitos Biné Figueiredo ( que elegeu-se em sua última campanha vencedora pelo PDT) e Ricardo Archer (atualmente no PSL, de Ricardinho, vice-presidente estadual da sigla, e  do vereador Gracinaldo Ferreira).

QUAL O PROBLEMA?

O problema, de acordo com João dos Plásticos, é que ele tem planos para lançar candidatura a prefeito ano que vem e entende que com os dois ex-prefeitos no partido não terá chance de ser lançado, tal qual deseja.

Ricardo disse que vai se filiar, Biné ainda não se manifestou
Ricardo disse que vai se filiar, Biné ainda não se manifestou

Mesmo continuando como presidente do PSDB, como tem prometido o vice-governador Carlos Brandão.

“E NÃO DÁ PARA O SENHOR CONTINUAR COM ESSES HOMENS? Não dá porque tu sabe como é, Acélio, queira ou não queira são dois caciques políticos, dois ex-prefeitos. Eles não vão atender um amigo honesto, um homem simples, trabalhador, não vão querer ser submisso à mim”, respondeu continuando

“Eu tenho minha pré-candidatura. Na cabeça deles não vai pra lugar nenhum, mas eu acho que quem sabe é o voto popular e quem vota tem direito de ser votado. Quem sabe se daqui pras convenções o povo não pensa direitinho sobre os pré-candidatos aí e tal”, disse

DISPOSTO A ENTREGAR

Nas condições oferecidas, João dos Plásticos revelou à nossa redação que já decidiu entregar o partido à Biné ou à Ricardo Archer e sair com aqueles que acreditam em sua pré-campanha.

“É porque os pré-candidatos não quer ficar e eu acho também que não é viável pra eles. É uma pré-candidatura simples, mas tem muita gente envolvida, tem advogado, comerciante, tem muita gente apostando no meu projeto e tem que atender às pessoas que tá ligada à gente. Tudo indica que eu vou sair, vou pegar tirar as pessoas, que hoje eu tenho uma média de 400 pessoas no PSDB, vou tirar meu povo e entregar o partido”, afirmou

Nesta segunda-feira, 14, o empresário irá à São Luís, a convite do próprio Carlos Brandão, para resolver o problema. A reunião está marcada na capital para às 18h.

“O certo é que eu tava disposto e disse para o Carlos Brandão e disse – olha eu lhe entrego o partido, ele disse rapaz você continua na presidência do partido. Quando foi ontem, 12, eu liguei pra ele e disse olha eu vou entregar o partido aqui pra Biné ou pra Ricardo, aí ele disse não, não, não. Quando foi ainda agora ele ligou, quer falar comigo urgente e eu vou sair daqui às 11h da manhã pra ter uma reunião 6h com ele’

OS PLANOS DE BRANDÃO

Na opinião de João dos Plásticos, Carlos Brandão quer planeja tornar o PSDB tão forte quanto está hoje o PDT.

Dia 19 de setembro vai promover ato de filiação em Caxias e pretende, na parte da tarde do mesmo dia, vir à Codó.

“Ele quer tá com o PSDB muito forte é tanto que pra isso ele tá buscando, vai tá fazendo um movimento de filiação no dia 19 lá em Caxias  pela manhã e quer vir pra cá pra fazer esse momento com Biné Figueiredo e Ricardo Archer, comigo na presidência, e eu não quero ficar na presidência”, disse

RICARDO ARCHER SOBRE O ASSUNTO

Não conseguimos ainda contato com Biné Figueiredo. Mas fizemos com Ricardo Archer.

Perguntei, via whatsApp, se ele tinha conhecimento de tal fato, se  tinha interesse em filiar-se ao PSDB e, se tivesse, se faz alguma objeção à manutenção de João dos Plásticos na presidência do partido.

Respondeu à tudo isso, da seguinte maneira:

“GOSTO MUITO DO PSDB, E IREI ME FILIAR, COM RELAÇÃO AO JOÃO, ELE É GENTE BOA”, concluiu sem mais nada acrescentar

“Você conquistou as pessoas pela água”, diz Waldir sobre Chiquinho do Saae

Em seu discurso agora pela manhã na Câmara Municipal de Codó, o presidente do diretório regional do PP no Maranhão, Waldir Maranhão, elogiou muito seu novo aliado, comparando-o inclusive ao apóstolo Paulo (no sentido de missões que Chiquinho terá a partir de agora, devendo, inclusive, administrar sua fé e abdicar um pouco mais da família para estar, cada vez mais, com o povo).

“O apóstolo Paulo guardou a sua fé, com certeza você é um homem de muita fé. O Apóstolo Paulo encerrou a sua carreira, agora não, agora não dá pra fazer a mesma coisa, você está iniciando a sua carreira. Inicia essa carreira com a aliança com o povo codoense, inicia essa carreira com uma aliança com o Partido Progressista, inicia essa carreira com o povo maranhense’, disse

Citando um pouco do passado de Chiquinho, destacou, como o próprio vereador disse em seu discurso, que ele havia começado em Codó ‘cortando’ a água do povo (ato de interromper o fornecimento quando o Serviço Autônomo de Água e Esgoto considera o consumidor inadimplente).

Neste ponto veio a célebre frase de Waldir “Você conquistou as pessoas pela água”. VEJA O VÍDEO

FOTOGRAFIAS da recepção do PP ao pré-candidato a prefeito Chiquinho do Saae

Chiquinho do Saae reafirmou seu intento de ser candidato a prefeito em 2016. Zito, por sua vez, não disse que o apoia, mas deixou claro que foi ouvido antes do novo membro do Partido Progressista tomar a decisão de sair do PV e o abençoou.

Logo mais outros detalhes do ato de filiação que tornou Chiquinho do Saae presidente do PP em Codó. Confira algumas fotos do evento.

Festa do PP para receber Chiquinho do Saae
Festa do PP para receber Chiquinho do Saae