VÍDEOS: Polícia Militar identifica suspeito de matar homem com 5 tiros no residencial Santa Rita

José Costa da Conceição, de 34 anos, chegou à sua porta na noite de ontem, 14/07/2020, na rua Pará, residencial Santa Rita e viu o suspeito de tê-lo assassinado na calçada.

Contou o policial militar que atendeu a ocorrência, por volta das 22h30min,  ao repórter Amaral Júnior, que a testemunha principal disse que a vítima ficou com ciúmes, com uma faca partiu pra cima do suspeito, que, armado disparou 5 tiros contra ele que morreu na hora.

O suspeito está foragido.

Mãe do empresário Wesley Portela pede prisão de réu confesso foragido e delegado fala sobre captura

O empresário Wesley Cardoso da Silva Portela, de 34 anos, foi morto com dois tiros de escopeta, numa rua do bairro São Sebastião na noite de 27 de fevereiro deste ano. Dois homens estão no inquérito como indiciados, um deles confessou ter disparado a arma em legítima defesa, algo até hoje   contestado pela família.

“Claro que não, o meu filho estava indo para Pirapemas trabalhar, não estava armado, ele estava indo pra casa dele e o crime foi premeditado, eles alugaram uma casa próximo à minha, sabendo que ele vinha aqui toda noite e mataram meu filho”, respondeu a mãe da vítima, Lêda Cardoso

 Os dois suspeitos fugiram na noite do crime, dias depois se apresentaram à Polícia Civil em São Luís onde prestaram depoimento, mas logo em seguida foram liberados porque já estavam fora do flagrante. Posteriormente a isso, a Justiça decretou a prisão preventiva de um dele e este mandado está em aberto desde o dia 9 de abril de 2020.

Raimundo Nonato Marques da Silva, o Nonatinho, que confessou os disparos, ao ser ouvido pela Polícia Civil, está foragido desde abril quando a Justiça, oficialmente,  emitiu a ordem de prisão.

A mãe de Wesley, a senhora LÊDA CARDOSO,  falou  em nome de toda a família que continua informada com o caso.

 “A família pede Justiça, o mais rápido possível, porque a única coisa que vai trazer um certo conforto pra gente, é saber que o assassino tá preso (…) só que ele confessou e ele precisa ser preso, ele precisa pagar pelo crime que ele cometeu, ele tirou a vida de um pai de família…DO JEITO QUE ESTÁ NÃO PODE PERMANECER? Do jeito que está não pode permanecer, chega de impunidade, chega de impunidade”, afirmou com lágrimas nos olhos

Nós estivemos na Delegacia  de Codó onde ouvimos o delegado regional, Gilvan Lucas de Sousa,  a respeito da cobrança da família de Wesley Cardoso.

“Já foi feita algumas diligências em alguns endereços onde ele poderia estar homiziado, não logramos êxito e o  mandado de prisão taí pra ser cumprido, inclusive a gente pede até a colaboração da população que tem ajudado muito a polícia civil de Codó para que  se tiver informação em relação  a localização deste suspeito, no caso, o Nonatinho, que possa colaborar com a polícia pra gente cumprir este mandado de prisão e resolver mais este caso”, disse

O empresário assassinado deixou esposa e três filhas menores de idade.

César Pires critica falta de transparência no uso de verbas públicas no combate à Covid-19 no Maranhão

A falta de transparência do Governo Flávio Dino quanto à aplicação dos recursos públicos no enfrentamento da pandemia do coronavírus no Maranhão voltou a ser criticada pelo deputado César Pires, na tribuna da Assembleia Legislativa, durante a votação da Medida Provisória 319, que abre crédito extraordinário de R$ 71 milhões no Orçamento do Estado.

O parlamentar cobrou o plano de aplicação dessa verba, ignorado na MP aprovada pela Assembleia, para possibilitar a atuação dos órgãos de fiscalização e assegurar que os recursos sejam utilizados na assistência aos maranhenses acometidos pela Covid-19.

“O Tribunal de Contas e o Ministério Público Estadual estão cobrando dos prefeitos os planos de aplicação dos recursos destinados ao combate à pandemia nos municípios, cumprindo seu papel de fiscalizar e garantir a correta destinação das verbas públicas. O Governo do Estado também tem obrigação de dar explicações aos órgãos de fiscalização e à população. A MP aprovada hoje abre espaço para gastos que vão da propaganda política a aluguel de aeronaves. Estamos vivendo uma ditadura branca no Maranhão”, enfatizou ele.

César Pires ressaltou, por exemplo, que o governo estadual gasta muito com propaganda enganosa, enquanto mente sobre a instalação de leitos com respiradores, e agora já está fechando leitos destinados a pacientes com a Covid-19, mesmo com alta incidência de casos da doença. “Já fecharam setores do Hospital Carlos Macieira, reduzindo os investimentos contra a pandemia, embora continue recebendo milhões do governo federal”, acrescentou.

Sem esclarecimentos oficiais – já que todos os seus pedidos baseados na Lei de Acesso à Informação estão sendo negados pelo Governo Flávio Dino -, César Pires defendeu fiscalização do TCE, do Ministério Público estadual e federal e da própria Assembleia Legislativa sobre o uso dos recursos públicos destinados ao combate à pandemia. “Não podemos dar carta branca para que gastem o dinheiro do povo sem dar qualquer explicação. Isso é improbidade. É crime”, finalizou ele.

Alunos da zona rural de Timbiras recebem kits de alimentação escolar

A Prefeitura de Timbiras, por meio da Secretaria Municipal de Educação, iniciou na manhã do dia 13, a distribuição de kits de alimentação escolar aos alunos da Rede Municipal de Ensino da Zona Rural. Na oportunidade também foi entregue material de limpeza para as escolas e álcool em gel.

A entrega dos kits de alimento tem como base o programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), gerenciado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

O objetivo, é que, mesmo nesse período de crise devido à pandemia do novo coronavírus, os alunos das comunidades rurais que estão sem aula não fiquem desassistidos da alimentação escolar. A distribuição dos kits no seu primeiro dia atendeu 13 escolas das seguintes regiões, do Santo Antônio, Lagoa do Tufy, Sapucaia, Sete, Morro Branco, Lagoa Grande, Carmo, Bacaba e demais regiões.

Segundo o Secretário Municipal de Educação, Raimundo Nonato Sousa da Silva, desde o início da crise do novo coronavírus, que a secretaria de Educação vem desenvolvendo ações para amenizar a interrupção das aulas provocada pela pandemia.

“Graças a Deus e ao nosso prefeito Dr. Antônio Borba, que tem nos dado total apoio, estamos podendo desenvolver várias ações para amenizar o prejuízo dos alunos por conta dessa paralização, e essa distribuição de kits faz parte do nosso planejamento para minimizar os impactos causados pelo vírus, e todos os esforços estão sendo empregados no sentido de combater a pandemia”, afirmou o secretário.

Por Jacinto Júnior – UMA HOMENAGEM AO ”PATRONO” DA CULTURA CODOENSE

Sim, merecidamente, Ruy Rey deveria ser homenageado com esse título. E sua terra-mãe orgulhar-se-ia por tal justiça no campo cultural.

Ruy Rey fora um aguerrido e um entusiasta da cultura local e estadual. Sempre primou por sua expansão em todos os rincões deste território chamado maranhense.

Tive uma relação muito próxima a ele. Dividi em vários momentos na minha singela residência, horas a fio debatendo a cultura, o gingado do seu mais novo encanto: o Bumba-boi que se tornara sua ardente paixão. Sobre esse espectro, não media esforços para mobilizar as apresentações e, para isso, contatava com vários cidadãos, empresários e, pasmem, até políticos para incentivar a cultura em outros cantos dos arraias maranhenses. Terei sempre essa lembrança forte de um homem que, apesar de pouca instrução escolar, desprendia-se de seu interior toda uma explosão criativa para enriquecer nossa cultura e nosso palco festivos juninos.

Ruy Rey foi isso, a mais forte expressão da luta em prol de um segmento que, historicamente, tem sido relegado ao segundo plano. Mas sua dedicação, sua paixão e seu total desprendimento para o desenvolvimento dessa arte, “fez das tripas coração” para materializar seus intentos culturais e suas ideias.

Ruy Rey deu sentido à nossa história cultural. Homem de pouca escolaridade, porém, rico em ideias. Sempre que tinha um “insight”, me procurava para que eu opinasse a respeito. Por isso, tinha e tenho um profundo respeito por esse homem chamado cultura popular.

Ruy Rey fora um mestre. Gerou muitas polêmicas, mas isso fazia parte de sua singular personalidade. Apesar de ser polemista ele não carregava consigo, a rixa inimiga, ao contrário, procura explicitar os motivos de sua postura naquela determinada circunstância. E essa postura polêmica fora sua verdadeira força e fonte de sua vida para contornar sua paixão pela cultura.

Ruy Rey era, exaustivamente, um pensador da cultura popular codoense.

Ruy Rey será condecorado pela história como o “príncipe” da cultura codoense, seu legado permanecerá para a posteridade. Não haverá um momento sequer, em que, quer que seja ao pronunciar o nome cultura não se lembre citar o seu nome.

Ruy Rey na sua simplicidade cultural criou várias instituições com a finalidade de promover a cultura.

Por fim, quero deixar registrada essa homenagem a quem, de fato, contribuiu imensamente, para o fortalecimento e o desenvolvimento da cultura codoense e maranhense, porque não?

Sua passagem será eternizada naquilo que mais amava: a cultura e sua diversidade!

Descanse em paz!

 

Filha confirma morte do defensor da cultura codoense Ruy Rey, aos 68 anos de idade, vítima do CORONAVÍRUS

A filha nos confirmou às 17h11 desta terça-feira, 14/07/2020, a morte de Ruy Rey, aos 68 anos de idade. Ruy era uma das figuras mais populares de Codó, conhecido por ser um incansável defensor da Cultura codoense e maranhense.

Era funcionário público federal, da área da saúde, fundou e liderou durante décadas a  Escola ÁGUIA DO SAMBA, tradicional nos desfiles de carnaval quando ainda eram valorizados, também é o fundador da FEDERAÇÃO FOLCLÓRICA DO VALE DO ITAPECURU que reunia diversas entidades culturais da região dos Cocais e de outras regiões do interior do Maranhão.

Ruy Rey morreu vítima da COVID-19, estava hospitalizado em São Luís, mais um codoense que perdemos nesta guerra invisível que insiste em ser ignorada por muitos.

CODÓ PERDE um grande cidadão, um defensor de seu município.

PANDEMIA: AUTORIDADES precisam dar fim a desembesto dos doidos por cachaça nos bares ‘xiques’ de Codó

Alguém precisa frear o desembesto dos bares, sobretudo os considerados ‘xiques’ de Codó. Vi no último fim de semana, cubículos com ar-condicionado cheios de pessoas sem máscaras. Mesmo nos abertos, a lotação é de assustar qualquer cidade com mais de 3 mil infectados por CORONAVÍRUS e 68 mortos pela COVID-19.

As autoridades fecharam os olhos e  passaram a entender que quem quiser que se lasque.

No entanto, resta sabermos quem vai se lascar com este bando de doidos por cachaça?

Em resposta a César Pires, Procon mostra reposta dos bancos onde BRADESCO diz que não descontou NADA dos consignados de Codó

Todos nós sabemos em Codó que o BRADESCO meteu a faca no salário dos servidores públicos municipais e mesmo sem autorização legal descontou o valor equivalente à parcela dos empréstimos consignados.

O deputado estadual César Pires se engajou na causa e pediu, oficialmente, uma resposta do PROCON a respeito do cumprimento das agências bancárias em todo o Maranhão sobre a lei nº 11.274/2020.

Por sua vez, o PROCON MA notificou os bancos e todos, incluindo o BRADESCO, responderam ao órgão que ‘tá tudo bacana”, todo mundo cumpriu com a lei, ou seja, todos NÃO DESCONTARAM NADA.

É de lascar.