CHOCANTE: 5 novas conselheiras tutelares começam a trabalhar na Codó que registrou mais de 50 estupros ano passado

Ano passado 5.281 codoenses votaram e elegeram 5 mulheres. Foram elas que tomaram posse para comandar,  a partir de agora até dezembro de 2024,  o Conselho Tutelar de Codó, órgão quer tem a supervisão  do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente que, segundo o presidente,  já até proporcionou uma capacitação.

 “Foram capacitadas voltado assunto diretamente tanto legal como uma metodologia mais humanizada para que seja tratado a criança como deve ser tratado e a própria família, os pais, os familiares e a própria sociedade, tentando respeitar e proteger as crianças da exposição”, disse Sebastião Celso Portela, presidente do CMDCA.

Simone Monteiro disse que a partir de agora começarão a se reunir para por em prática aquilo que já planejaram.

 “A partir de hoje nós estaremos reunindo o colegiado porque as decisões são tomadas em colegiado e, a partir de então, o colegiado de 2020 a 2024 estará colocando em prática o seu planejamento a partir de hoje”

ABUSO SEXUAL

 O novo colegiado tem como um de seus principais desafios para 2020 o combate ao abuso sexual de crianças e adolescentes aqui em Codó. Só no ano passado, segundo o próprio Conselho Tutelar, foram registrados mais de 50 casos no municípios.

Itamara Muniz, a única remanescente do colegiado anterior, afirmou que outros crimes também fazem parte da lista de preocupações urgentes.

 “Um número muito,  grande, infelizmente é o nosso principal desafio agora é este, combate, prevenção nas escolas, temos maus-tratos também, muitos maus-tratos, negligência, principalmente materna, conflito familiar, trabalho infantil, infelizmente a questão do m 17 nunca parou o trabalho infantil, mas são nossos desafios”

E Todas estão focadas nos próximos desafios.

 “Fazer tanto pelas crianças quanto pelos adolescentes o que já está previsto no art. 136 que é cuidar e zelar, o papel do Conselho Tutelar é zelar pelas crianças e adolescentes, vai ser esse o nosso papel aqui na cidade de Codó”, afirmou Denise Serra

3 comentários sobre “CHOCANTE: 5 novas conselheiras tutelares começam a trabalhar na Codó que registrou mais de 50 estupros ano passado”

  1. NÃO ESTOU ACUZANDO.
    SINTO-ME NA OBRIGAÇÃO DE CHAMAR A ATENÇÃO DO CONSELHO E DEMAIS AUTORIDADES PERTINENTES PARA O COMPIRTAMENTO DE UM PEDÓFILO QUE AGE A ANOS EM CODÓ E NINGUÉM FAZ NADA.
    NÃO VOU CITAR O NOME MAS VOU DAR UMA PISTA. ELE MORA ALÍ PELAS IMEDIAÇÕES DA PRAÇA DO CINEMA.SEGUNDO DIZEM, ELE JÁ ANDA COM UNS TROCADOS NO BOLSO PARA CONSEGUIR SEUS INTENTOS.

  2. Gostaria de apresentar uma denuncia para o Conselho Tutelar sobre a falta de respeito que assistimos numa parada de onibus escolares que levam alunos todas as tardes para o interior. Esta parada fica na Rua Leontino Ramos no trecho antes de chegar no viaduto. Todos os dias dezenas de alunos e alunas se reunem naquele trecho, a maioria sao menores. A esculhambacao ê grande. Nao respeitam as familias que moram ali. Dizem que rola bebida e droga. A partir das quatro comeca a putaria. Dêem um pulo la para ver um loco.

  3. Apenas para complementar esta denuncia da Rua Leontino Ramos venho dizer que esta parada de onubus escolar que leva alunos do interior está mais para o cabaré da titia Otilia. Esculhambacao grande por parte dos estudantes. Nao respeitam ninguem.

Deixe uma resposta