Como líder do governo Pastor Max pede por moderação e respeito nos debates do legislativo

Com a saída de mais quatro vereadores da base aliada, os embates na câmara municipal poderão ficar um pouco mais acentuados. Tomando a precaução e o cuidado para manter o bom clima de trabalho e o decoro na Câmara Municipal, o vereador Pastor Max dedicou parte de seu discurso para pedir aos parlamentares de oposição, ou aos chamados “independentes”, que os embates na Casa do Povo sejam realizados de forma respeitosa, construtiva e útil para a população codoense.

Assumo oficialmente hoje a liderança do governo na gestão do prefeito Francisco Nagib. E faço isso diante da responsabilidade não de defender o governo, mas a responsabilidade de repassar a informação para a sociedade codoense de forma correta e verdadeira, sem distorções, e sobre qualquer tipo de assunto. A responsabilidade também de sobrepor o terrorismo e o medo, com a esperança de juntos construirmos uma cidade melhor. Não sou dono da verdade e nem muito menos aquele que tem todas as respostas, mas procuraremos com muita humildade e respeito aos nobres colegas, sejam eles de situação ou oposição, tentar passar o pensamento e a fala do governo”, afirmou.

O Edil deixou bem claro que, apesar de alinhados com o governo, a base aliada continuará cumprindo seu papel de cobrar e fiscalizar o Executivo Municipal. “O parlamento é plural e independente, porém todos que estão aqui são vinculados a um agrupamento político. Nós da base aliada entendemos o princípio da lealdade e continuamos alinhados com o Prefeito Francisco Nagib, mas isso não nos impede de reivindicarmos as soluções das necessidades que colhemos na nossa comunidade. Prova disso são as inúmeras indicações aprovadas para essas melhorias. Problemas existem e sempre existirão em qualquer gestão, mas o prefeito tem se esforçado para tentar resolvê-los. O sentimento do governo é manter o diálogo constante com esta casa, respeitando as diferentes linhas de pensamento e posições, para que juntos possamos ajudar nossa cidade avançar”.

Trabalhando em consonância

O vereador destacou que, apesar das dificuldades, o governo não tem colocado dificuldade alguma em implementar e executar emendas impositivas individuais, discutida entre os vereadores, secretários e assessores do governo. “O governo espera que esta casa também haja dentro desta mesma linha e não atrase projetos importantes como a Lei Orçamentária Anual. 2017 e 2018 não foram anos fáceis para nenhum prefeito, mas aqui em Codó o governo tem procurado fazer a lição de casa, realizando contenções de despesas, planejando e organizando suas ações, afim de que políticas públicas importantes não deixem de serem executadas. Isso tem se refletido no volume de obras e serviços durante esses anos em nosso município. E nossas perspectivas são extremamente positivas para 2019”.

Dentre as ações recentes o líder do governo na câmara destacou a I Conferência Municipal de Saneamento Básico, que aprovou o Plano Municipal de Saneamento Básico do Município, instrumento de planejamento e gestão participativa que tem o objetivo de atender ao que determina os preceitos da Lei nº 11.445/07, a 2ª edição dos JECOS Mirins, jogos que incentivam e despertam o interesse e o talento das crianças pelo esporte e o esforço do governo em gerir de forma eficiente o Hospital Geral Municipal (HGM)

Sabemos que a situação da saúde em nosso país não é fácil e manter um hospital desse porte em nosso município, tem se tornado um grande desafio para o governo. Mesmo assim o prefeito tem se esforçado para não faltar material hospitalar e medicamentos. Hoje a saúde de Codó custa em média mais de 3 milhões por mês. Só de medicamentos o governo precisaria de mais 400 mil por mês, desse valor o governo consegue apenas cerca de 200 mil. O estado, por exemplo, tem sofrido muito com uma dívida de 40 milhões por mês, sendo obrigado a cortar uma série de serviços e a renegociar a folha. Mas a boa notícia é que os médicos do programa mais médicos já começam a chegar em Codó afim de que sejam normalizados os atendimentos nos postos”, lembrou.

Grande Show do Dia do Evangélico em Codó

O vereador encerrou sua participação dando destaque para a realização da grande festa preparada pelo prefeito Nagib e o Conselho de Pastores para comunidade evangélica. “O dia 30 de novembro, uma data em que comemoramos o Dia do Evangélico, este ano, por força do nosso projeto de lei, será feriado municipal. Para comemorar esse momento especial, acontecerá no dia 29/11, um grande show com a banda Som e Louvor na, Praça São Sebastião. Não posso deixar de parabenizar o Conselho de Pastores de Codó pela organização do evento, na pessoa do Pastor Carlos e do Pastor Moisés, assim como parabenizar o prefeito Francisco Nagib pelo apoio na concretização do evento, onde a população de Codó poderá juntamente com povo evangélico louvar a Deus e ouvir a sua mensagem”, finalizou

7 comentários sobre “Como líder do governo Pastor Max pede por moderação e respeito nos debates do legislativo”

  1. Amei o comentário que tinha de alguém no Instagram dele e sumiu, mais olhei print nas redes sociais, nada mais que a verdade, infelizmente o pastor não tem agido de acordo como um defensor do povo é um defensor da palavra da igreja deveria ser

Deixe uma resposta