Crianças hospitalizadas e do São Francisco recebem brinquedos de grupo de casais católicos

A ideia de pedir brinquedos para distribuir no NATAL surgiu em 2002 com Gutim (Augusto César Braga Pereira) e sua esposa. Inicialmente era apenas para distribuir em escolas uma vez que ambos são professores. A solidariedade cresceu e hoje é um grupo de casais da igreja Católica  quem mantém o gesto que enche as ruas da cidade com tudo de bom que o bom velhinho representa nesta época.

“E este ano a gente tá realizando este trabalho junto com o Consulado Codó e alguns comerciantes aqui de Codó, o organizador principal é o grupo de casais da Igreja de São Francisco (…) a gente termina a campanha hoje com essa entrega e a partir de amanhã a gente já começa mandando algumas mensagens para os amigos, de já eu quero contribuir a todos que contribuíram de uma forma direta ou indiretamente para que esse trabalho possa ser feito”, explicou Gutim

Eles escolhem bairros bem necessitados, este ano foi no bairro São Francisco, final da Av. 1º de Maio numa área bem carente. As crianças formaram filas e aos poucos cada rosto vai se enchendo de felicidade, é como se aquela espera que dura o ano todo tivesse acabado da melhor maneira possível.

“Pra brincar, se divertir…FOI MUITO BOM? Foi”, disse Ana Raquel de Melo Silva, de apenas 9 anos.

A iniciativa dos casais da igreja católica do bairro São Francisco substitui a carência que ainda  afeta muitos lares codoenses ameaçando a magia natalina.

“Se fizesse isso todo ano era bom porque a gente não tem como comprar, né, aí se desse todo ano era bom”, pediu a a dona de casa Keciante dos Santos Silva

NO HOSPITAL

Uma turma que nunca é esquecida é aquela que, momentaneamente, está impedida dos prazeres de ser criança por razões de saúde, é por isso que Papai Noel saiu, mais um ano,  de quarto em quarto do Hospital Geral Municipal procurando devolver a alegria que alguma doença tirou.

 “Pra mim é muito especial olhar aquelas crianças com a alegria , quando a gente ver o encanto delas a gente fica encantado também porque as crianças são o nosso futuro”, disse Leomar Teixeira dos Santos encarregado de carregar e entregar os presentes vestido de Noel

Este ano mais de 400 presentes foram parar nas mãos de muitos que, certamente, ficariam sem um neste Natal.

“É um trabalho que a gente faz do verdadeiro sentido de amar um ao outro, pra gente poder servir, nessa mensagem de Natal nessa entrega de brinquedo a gente pede o seguinte que as pessoas nunca esqueçam no nascimento do Salvador, do nascimento de Jesus Cristo que esse é que, realmente, merece a nossa entrega o nosso servir, para que suas palavras e suas ações sejam realizadas e feitas a cada dia em nossas casas”, encerrou com felicidade professor Gutim

Um comentário sobre “Crianças hospitalizadas e do São Francisco recebem brinquedos de grupo de casais católicos”

Deixe uma resposta