GOLPE DE 1964: UFMA Campus Codó fará ciclo de debate sobre a ditadura militar

TEMA: “Golpe de 1964: o que comemorar?”

DEBATEDORES: professores Alexandre, Jonas e Domingos. Mediadora: Profa. Jascira

DATA: 10 de abril de 2019

HORÁRIO: 19:00h

LOCAL: Auditório da UFMA, campus VII

MOSTRA DE VÍDEOS CURTAS

Mulheres e a luta contra ditadura militar

DATA: 10 de abril de 2019

HORÁRIO: 17:30h

LOCAL: Hall de entrada do Auditório da UFMA, campus VII

22 comentários sobre “GOLPE DE 1964: UFMA Campus Codó fará ciclo de debate sobre a ditadura militar”

  1. Falam dos militares, mas foi no governo que construído: A Siderurgica de Volta Redonda, A Petrobras, Itaipu, A hidreletrica do Rio Tocantins, A Cosipa, As grandes Montadoras de Automóveis,…, e os cíveis só corrupção, só pilantragem, tráfico de influência, e , eu que sempre acreditava nos cíveis, mas são lobos com pele de cordeiro. Fica então a pergunta; Qual a ética destes cidadãos para as futuras gerações?

    1. Petrobrás é da época do Getúlio Vargas
      Montadoras de automóveis da época do Juscelino Kubitscheck

      As obras que vc citou, algumas, são da época da ditadura, e fazem
      Parte dos maiores ESCÂNDALOS DE CORRUPÇÃO que nunca puderam ser investigados.
      Razão? Risco de morte, quem iria se meter a investigar a roubalheira dos militares?
      Mensalão é fichinha. Não teria como existir Lava-Jato na Ditadura.

      VÁ SE INFORMAR MELHOR!

    2. A resposta desse sujeito só traz asneiras. Como pode alguém ser tão desinformado?
      A DITADURA MILITAR DE 64 foi o pior regime que tivemos desde a proclamação da república. Os governos estiveram de costas para o NORDESTE, tratado como lixo. Criou a SUDENE e deu fôlego para as oligarquias locais, que roubaram e enriqueceram sob escudos militares. A UFMA está de parabéns! Temos que alertar o povo! Vamos defender a democracia! Não há o que comemorar! DITADURA NUNCA MAIS! Recomendo o filme CHOVE SOBRE SANTIAGO, sobre a terrível ditadura no Chile.

  2. Seria bom apresentar o perfil dos debatedores sobre o tema. Ou será que todos eles já tem o mesmo posicionamento sobre o tema? Se for esse o caso, não é debate, mas apenas um dialogo.

  3. TUDO QUE TEMOS DE IMPORTANTE, FOI NA DITADURA QUE CONSEGUIMOS. HOJE NESSE MUNDO MARAVILHOSO QUE PREGAM OS INTELECTOS, SÓ TEMOS: MENSALÃO, LAVA-JATO E ETC.

    1. A DITATURA PRODUZIU PARTE DA IMENSA POBREZA QUE TEMOS HOJE NO NORDESTE!
      Governou somente governou para o Sul do país, deixando tudo aqui à míngua.
      Só gente muito desinformada pode defender esse regime violento e sem sentido!

  4. Parabéns a iniciativa dos professores da UFMA. Certamente teremos palavras de sensatez. Só quem não viveu o período tenebroso da Ditadura pode pensar em defendê-la. Hoje em dia muitos jovens pararam de ler e estão se informando pelas redes sociais, sem nenhum compromisso com a verdade. Quero lembrar aqui que não existe glamour no autoritarismo. Será que alguém teria coragem de investigar os escândalos de corrupção das obras faraônicas que endividaram o Brasil por décadas? E o que falar da inflação galopantes que destruiu a economia brasileira depois do embuste do “milagre brasileiro” dos anos 70? E as milhares de mortes que nem mesmo puderam ser investigadas pela polícia, como no caso de agricultores e indígenas que se opuseram à abertura de estradas na marra? E os cemitérios clandestinos dos “indigentes” torturados e mortos? E as mães e pais que nunca puderam sequer enterrar seus filhos?

    Hoje vivemos um período terrível na política, MAS AINDA TEMOS VOZ! O presidente foi eleito pelo voto do povo. Este que está aí jamais seria meu candidato, mas venceu. Para as pessoas que defendem a ditadura a melhor coisa do Maranhão é o “presídio de pedrinhas”. Não entendem nada de Nordeste, a região que mais cresceu no país desde o anos 2000. Vamos enfrentar o debate, VIVA A DEMOCRACIA!

  5. Será mesmo que a universidade fará um “debate”? Ou será apenas exposição de fatos que sejam contra o que chamam de ditadura, com uma pitada de viés ideológico? Para ser um debate será necessário alguém que exponha argumentos que mostrem um outro lado desse período histórico.

    1. Primeiramente você vai ter ir e como o próprio nome já diz (será um debate) e você tera um excelente oportunidades de expor seus ARGUMENTOS e justifica-los. Boa noite.

  6. Em primeiro lugar, como MULHER, sei que foi na ditadura que os direitos das mulheres ao estudo, ao trabalho, à participação política, ao uso de contraceptivos foram expressamente proibidos pela tradição patriarcal e machista dos militares. A ditadura militar sustentou uma campanha de controle de natalidade, com esterilização em massas, e ausência de informações sobre métodos contraceptivos, negando às mulheres o poder de decidir sobre qual método preferiam. Os movimentos de questionamento à ditadura e o feminismo emergiram em um contexto onde não havia igualdade jurídica nem formal entre homens e mulheres. O Código Civil da época, por exemplo, colocava as mulheres em uma posição de cidadãs de segunda categoria e dava aos maridos e pais poderes de decisão sobre elas. Foi, justamente, na segunda metade dos anos 1960 e ao longo da década de 1970, quando o Brasil vivia um contexto político autoritário, que as mulheres passaram a lutar cada vez mais por seus direitos e pela igualdade entre os sexos. Portanto, não vamos admitir retrocessos.

    1. Diante do governo desastroso que estamos vivendo, alguém que defende a ditadura deve ser chamado de que? Um carro de uma família que estava indo para um chá de bebê foi metralhado com 80 tiros, o pai da família foi assassinado. Inocente!

      O que dizer de quem apoia a violência e a ditadura?
      Isso já está virando fanatismo!

  7. Quem ousar discordar será execrado?

    Só se vc não tiver argumento que sustente sua fala. Que é o que parece,Xico.

    Vá lá na UFMA e apresente seus argumentos. Estarei lá pra ouvi-los.

  8. Primeiramente antes de criticar algo que ainda nem aconteceu, vou dar uma dica, só uma dica mesmo. Acho melhor ir la assistir e mostrar as carinhas no debate e apresentar suas falas sera interessante. Recomendo também da uma lida, uma revisãozinha sobre o que aconteceu nesse período,64. Não leiam na véspera do debate pra não esquecerem ,taok? Existem livros a disposição que tratam sobre o assunto e até na internet, acreditam ??

  9. O mais engraçado é que o tema já deixa claro para que lado o susposto debate vai. O que comemorar? Será se não tem outros temas para “debater”? Em que vai contribuir para a formação dos acadêmicos esse debate? O Presidente até onde eu vi ser noticiado na mídia, pediu apenas para os militares fazerem as comemorações devidas, o que já era feito em governos anteriores, inclusive na gestão do ex-presidente Lula. Quando se fala que hoje as escolas e faculdades em sua grande maioria formam militantes, é a mais pura verdade. Em um Estado democrático de Direito, é necessário convivermos e aceitarmos a pluralidade de ideias, o que não tem se observado em alguns casos.
    Que debate mais desnecessário, mais desprezível, onde o viés esquerdistas predomina. Será se serão elogiados nesse debate as guerrilhas do período militar? Alguém aqui em Codó chegou a ser preso? Exageros durante os governos militares, sim talvez existiram, e não existem exageros nos governos civis? quantas pessoas são torturadas nas filas dos hospitais, por falta de investimento e desprezo por parte dos políticos, pela falta de segurança, e etc…Não estou aqui defendendo nenhum lado, mais sejamos imparciais. Que tema mais tendencioso esse. Que Deus tenha misericordia. Viva o Brasil dos novos tempos.

    1. O pior cego é o fanático político. Querem combater ideologia
      e aplicam uma cartilha radical de Direita. Como alguém em sã consciência pode defender a ditadura militar?
      Mas isso não me surpreende. O presidente disse que o “nazismo era de esquerda” em pleno Museu do Holocausto!
      Os Judeus ficaram abismados com a burrice! Essas pessoas se informam pelo YouTube, acreditam em fakenews, não estudam nada e depois vem aqui falar da universidade!

      Puro fanatismo ideológico, não estudam história, não enxergam nada!

Deixe uma resposta