PERITORÓ – Moradores da rua do Saco reclamam de falta de cuidados por parte da prefeitura

A reclamação principal de dona Luzimar dos Santos que mora há mais de duas décadas neste local é que, recentemente, a prefeitura de Peritoró foi com o asfalto pertinho da rua do Saco, no bairro Filipinho, mas  parou.

Rua do Saco – Peritoró

 “botaram asfalto por aí assim, mas por aqui não botaram…POR QUE, NA SUA OPINIÃO? Não sei acho que é porque a rua é escondida, né…AGORA EU TO VENDO MATO, LAMA DERRAMANDO? Isso, não tem esgoto, não tem disse que iam botar um cano aqui nunca botaram”, disse a aposentada

Por causa das condições da rua que nunca mudam muitos têm ido embora e o que resta das casas acaba virando um outro problema.

É que usuários de drogas passaram a fazer uso do local. Dona Cecília Gomes dos Santos teme pela segurança, principalmente, do filho que costuma sair à noite.

 “Casa abandonada, aí o bandido chega e se esconde bem aí (…) dá medo meu filho quando ele sai pra ir pra rua que ele vem fico acordada até quando termina a brincadeira que eu tenho medo dele vir e um bandido cacetar ele aí”, reclamou a aposentada

Há mato, lama e não rede de esgoto na rua do Saco. Para o pedreiro  Antonio Silva Pinto é como se estivessem morando na zona rural de Peritoró

 “Aqui tá parecendo é uma roça la´de onde a gente trabalha com roça…E DEVERIA SER COMO? Uma cidade, com pavimento, colégio de qualidade, entendeu, creche, hospital que a gente vai lá e não é bem atendido e rua bem feita, uma cidade dessa pequenininha como ela é não era pra ter nada mais feio, o que era pra tá fazendo era nos interior aqui era pra já tá pronto, uma cidade miudinha dessa ciô”

O secretário chefe de Gabinete, Francisco Silva, da Prefeitura de Peritoró informou que ainda não previsão de asfalto, nem de outras melhorias para a rua alvo desta  reportagem (rua do Saco).

Deixe uma resposta