VÍDEO – Delegado fala sobre prisão de 4 suspeitos de assaltos em Codó

As polícias Militar e Civil estão fechando o cerco contra suspeitos de serem assaltantes na cidade de Codó.

Anderson Silva de Brito e Edmauro da Silva  foram presos ontem, 16, de posse de uma  moto, cor preta,  placa NNI 6652,  com registro de roubo em Caxias.

Em Codó, já duas pessoas identificaram a dupla como sendo autora de roubo de celulares, conforme o delegado Rômulo Vasconcelos.

“Já mandou mensagem aqui pelo celular, e a outra veio aqui na delegacia, já reconheceu os dois. A gente vai fazer o flagrante deles por receptação, pela moto deles que eles estavam andando e pelo assalto mediante de concurso de pessoas e uso de arma de fogo…É POSSÍVEL QUE TENHA MAIS VÍTIMAS? Com certeza, essa moto aí participou de vários assaltos aqui na cidade, esperamos que a vítimas venham aqui na delegacia pra gente pegar seus depoimentos”

Noutro caso, mais dois suspeitos de assaltos foram presos pela Polícia Militar. Neste, a Polícia Civil ainda tenta identificar a vítima.

O delegado explicou que Erisvanaldo  Barbosa de Sousa  e Gilmar Salazar de Sousa abandonaram a moto que tomaram de assalto para poder fugir dos policiais, quando, finalmente, foram detidos a PM voltou até onde ficou a moto e a vítima já havia levado.

“Eles abandonaram a moto e entraram dentro do mato ali no Residencial Santa Rita. A polícia entrou dentro do mato, conseguiu prendê-los depois de  alguns minutos, ao retornar a vítima de forma desavisada pegou a moto e saiu do local, então a gente tá esperando que a vítima retorne aqui na delegacia pra gente fazer esse flagrante contra esses dois elementos”, concluiu

2 comentários sobre “VÍDEO – Delegado fala sobre prisão de 4 suspeitos de assaltos em Codó”

  1. Senhor Delegado, sem querer querendo, der fim nesses vagabundos, pois a JUSTIÇA, não segura essas pragas na cadeia. Parabéns pelo seu trabalho.

  2. Esse é o maior problema, a policia faz seu papel e prende e a justiça vai e solta. Como diz bandido bom , é bandido morto. Se mandasse passar ao menos 10 anos nas pedrinhas já melhorava.

Deixe uma resposta