ESTADO: Alunos e pais denunciam abandono de escola quilombola após ‘reinauguração de migué’

O texto abaixo foi enviado pelo Conselho Comunitário Rural de Codó denunciando o descaso para com alunos e mais de 16 comunidades rurais que dependem da escola estadual localizada em Santo ANTONIO DOS PRETOS.

…………………………………………………………………………………………………..

Já cansados de esperar pelas promessas da Secretaria de Estado da Educação – SEDUC, do Governo do Maranhão, o Conselho Comunitário Rural – CCR, que integra atualmente cerca de 25 associações/comunidades, reuniu dia 09 de julho de 2016, na Comunidade de Matões dos Moreiras e lá mais uma vez elaborou um ofício que foi entregue ao Secretário da SEDUC, Felipe Camarão durante a reinauguração do Centro Quilombola de Formação por Alternância Ana Moreira – CEQFAAM, e posteriormente ao Secretário da Secretaria de Estado da Igualdade Racial – SEIR Sr. Gerson Pinheiro. Assim como as demais vezes, as comunidades não tiveram nenhuma resposta das solicitações.

Bonita por fora e lascada por dentro
Bonita por fora e lascada por dentro

Pais, estudantes e os demais que participaram da reinauguração do prédio, estranharam o evento por não está a escola equipada, a não ser umas velhas cadeiras de madeiras (algumas já quebradas), que colocaram nas salas de aula, uma grande falta de respeito para com a população campesina. De equipamentos só isso e nada mais.

Prometeram, na reinauguração (09/07/16) iniciar o ano letivo dia 1º de agosto, até o momento, não equiparam a escola e nem contrataram os funcionários, o que está causando grande indignação dos que necessitam daquela escola para estudar ou formar seus filhos.

Para piorar a situação, nem se quer as respostas aos ofícios enviados (que já foram tantos), ainda não deram satisfação nem uma às comunidades.

DESRESPEITO DA URE

Com tudo, o CCR, convidou a Gestora da URE de Codó, Profª Fátima Falcão, o Supervisor da Supervisão de Educação Escolar Quilombola e de Educação para as Relações Étnico- Raciais – SUPEQERER/SEDUC, Profº Rodrigo Jansen e o Secretário da SEIR para um Seminário de Educação do Campo/Quilombola promovido pelo CCR. Daí foi também solicitado a URE a permissão para que o mesmo fosse realizado dia 04/08/16 no prédio do CEQFAAM, além da ausência de todos os convidados do governo do Estado, o prédio não foi liberado, às comunidades presentes teve que realizar o Seminário debaixo das árvores.

Obrigados a se reunirem ao relento
Obrigados a se reunirem ao relento

Deste participaram 60 pessoas de 15 comunidades da região e da Região São Benedito dos Colocados.

Como encaminhamento, foi decidido no seminário que um grupo de pais, estudantes, egressos, lideranças comunitárias e representantes de entidades que apóia a causa, estão indo num grupo de 50 pessoas à SEDUC para reunir com o Secretário Profº Felipe Camarão, dia 10 de agosto (na próxima quarta-feira), sendo que o ônibus será fretado pelas próprias comunidades para que não haja interferência política no movimento. O grupo promete permanecer na SEDUC até as providências tomadas

Matéria produzida e enviada pelo Conselho Comunitário Rural de Codó

4 comentários sobre “ESTADO: Alunos e pais denunciam abandono de escola quilombola após ‘reinauguração de migué’”

  1. NADA RAPAZ, SE O FLAVIO DINO FOR PRA REELEIÇÃO, ESSE MESMO POVO DE LÁ, VÃO VOTAR NELE DE NOVO, E AINDA VÃO ANDAR FALANDO DA OLIGARQUIA SARNEY.

    JÁ ESTÃO TODOS EM CAMPANHA PRA UM CANDIDATO DO GOVERNADOR FLÁVIO DINO AQUI EM CODÓ PARA PREFEITO, O MESMO VERMELHÃO.

Deixe uma resposta