Ato público contra PEC DA IMPUNIDADE ocorre hoje na escola Ananias Murad

Os promotores de Justiça Vicente Gildásio e Linda Luz Carvalho estiveram ontem (8) na Câmara de Vereadores divulgando o ato público contra a Proposta de Emenda à Constituição que almeja tirar o poder de investigação dado ao Ministério Público pela Constituição de 1988.

Todos os vereadores que se manifestaram apoiaram a causa ministerial e até emitiram nota conjunta de apoio.

Hoje (9) ocorrerá no auditório da escola Ananias Murad, a partir das 14h, o evento que pretende reunir a sociedade civil organizada e autoridades locais em prol da causa.

Em entrevista ao blogdoacelio, Vicente Gildásio lamentou a proposta de autoria do deputado maranhense, Lourival Mendes,  do PTdoB. Para o promotor a sociedade é quem mais vai perder com isso, caso a PEC 37, chamada de PEC da Impunidade, seja aprovada no Congresso Nacional.

“Qualquer fato que venha a configurar crime vai ser exclusividade da polícia civil, tanto no âmbito federal, quando no estadual”

“O problema disso é que vários crimes, crimes por desvio de verba da educação, de saúde, que são apurados no âmbito Ministério Público poderão vir a ser, e certamente serão, anulados e qualquer outro tipo de investigação feito pelo Ministério Público não vai ser mais possível  inclusive os crimes praticados pelos policias praticados contra as pessoas”

A polícia é um órgão do Executivo, o Ministério Público tem independência funcional, nós não somos vinculados à nenhum outro órgão (…) o fato é que você não pode tolher a sociedade de mais uma opção de denúncias, nós do Ministério Público pretendemos continuar sendo mais uma opção para o cidadão”, explicou

PROMOTORA SE ENVERGONHA

Na noite de ontem (8) a promotora Linda Luz abriu seu discurso na tribuna da Câmara dizendo-se envergonhada por fazer parte de um estado que tenha um deputado autor de tal proposta.

“Na verdade eu me envergonho de ser conterrânea de uma pessoa que faz uma proposta dessa e eu digo isso, senhoras e senhores, não como promotora, mas como cidadã”, disse

Ao blog, a promotora disse que o mundo inteiro ver com maus olhos a aprovação da proposta e todos estão preocupados com a possibilidade da impunidade imperar, de vez, no Brasil.

“O Ministério Público, como a sociedade em geral, organismos internacionais e outras instituições, estão muito preocupados com a aprovação dessa PEC porque isso vai fazer com que a impunidade, certamente, vai imperar no Brasil já que uma única instituição será a responsa´vel pela investigação”

“Não há como convencer ninguém de que várias instituições investigando vão fazer um trabalho pior do que uma única instituição”, concluiu

2 comentários sobre “Ato público contra PEC DA IMPUNIDADE ocorre hoje na escola Ananias Murad”

  1. Enquanto isso, a portas fechadas de um gabinete de um Prefeito da Região dos Cocais, que pedia opinião de seus assessor-secretário-“quase prefeito”, sobre o evento:

    Prefeito: Devo ir ou não? O que falo lá se me chamarem para a mesa? A defesa dessa PEC é bom para nossa imagem, mas é ruim para nossa administração.

    Secretario-“quase prefeito: Vai falá e diz o que eles querem ouvir, pois temos que aguentar, mas não se preocupe que a PEC é vontade politica e vai ser aprovada, afinal temos que baixar a bola dos abusos desse pessoal.

    É TRISTE, mas é um comentário de gestores insatisfeitos com a ação da Promotoria nas últimas eleições.

  2. ISSO DEVE SER OBRA DE ALGUM POLÍTICO COM MEDO DE SER INVESTIGADO PELA PROMOTORIA QUE INVENTOU ESSA PEC, NA VERDADE É SÓ MEDO DE IR PRA CADEIA KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, MAS NA HORA DE COMETER OS CRIMES NINGUEM SE LEMBRA QUE É CRIME KKKKKKKKKKKKKKKKKKK, DURMA COM UMA GOTEIRA DESSA ….
    SE ANTES ERAMOS DESPROTEGIDOS DA LEI E AGORA SE ELA FOR APROVADA, TCHAU…A IMPUNIDADE, VAI FICAR NO LUGAR DA HONESTIDADE, DA SINCERIDADE, DOS BONS COSTUMES, VAI SER AQUELA BAGUNÇA……………..E QUEM SOFRE…VCS JA SABEM….

Deixe um comentário