CAOS – Diretores revelam que está faltando oxigênio no Hospital Geral Municipal

Com a afirmação de que a UPA está tendo que atender os codoenses para uma simples nebulização (procedimento indicado para pacientes com dificuldades respiratórias – aquela máscara com fumacinha) por que o HGM não vem fazendo –  o diretor administrativo, Ricardo Lima,  e o diretor-clínico, Dr. Francisco Duailibe,  fizeram  uma triste e uma preocupante  revelação.

Segundo os dois, o Hospital Geral Municipal está sem oxigênio.

Por conta disso, subiu o número das nebulizações. Em um ano a UPA fez nada menos que 17.045 desses procedimentos socorrendo pacientes que não encontraram o serviço, algumas vezes, no HGM.

“Não estão fazendo, infelizmente a gente tem que falar isso”, chegou a dizer ao mostrar o número o diretor-administrativo

A oferta de tal serviço é considerada super básica, tanto que a UPA, por exemplo, não recebe nada do SUS por oferta-lo, como ocorre com os demais atendimentos desde que, devidamente, comprovados.

A revelação mostra que a coisa continua crítica no HGM.

PALAVRA DO SECRETÁRIO

O secretário de Saúde, Cláudio Paz, informou ao blogdoacelio que esta afirmação dos diretores não tem fundamento. No HGM nunca faltou oxigênio, portanto trata-se de uma denúncia que beira a irresponsabilidade.

O secretário mostrou-se disposto a acionar os diretores da UPA na Justiça para que estes provem a inexistência do oxigênio.

3 comentários sobre “CAOS – Diretores revelam que está faltando oxigênio no Hospital Geral Municipal”

  1. É, mas o problema da UPA não é só isso não, estou aqui há mais de duas horas esperando minha filha com dor no estômago ser atendida, já reclamei e de nada resolveu. Só tem um médico e um funcionário incompetente na classificação de risco.
    Não sei o que está acontecendo, mas pelo que estoug vendo tenho duas alternativas: passar o resto do dia esperando ou ir direto no farmacêutico comprar remédio. Autoridades tomem providências URGENTE.

Deixe um comentário