CODÓ passou a ter 90 Mortos por CORONAVÍRUS – Veja outros dados atualizados da COVID-19

11 dias depois do anterior, saiu hoje o Boletim Covid-19 de Codó

Em relação ao publicado no último dia 19/10, o de hoje (30/10) tem:

19 INFECTADOS a mais (hoje são 4.274)

32 Recuperados a mais (hoje são 3.817)

14 menos pessoas ainda com o CORONAVÍRUS ativo no corpo (hoje ainda temos 367 codoenses doentes)

1 MORTE A MAIS (agora somam-se 90 mortos por CORONAVÍRUS em CODÓ)

AUMENTOU O NÚMERO DE MORTOS e Veja quantos codoenses ainda estão com CORONAVÍRUS

A secretaria Municipal de Saúde tem divulgado apenas 1 Boletim por semana.  O anterior ao de hoje foi divulgado dia 13 de outubro.

Na semana  passada eram 4.219 INFECTADOS por CORONAVÍRUS. Do dia 13/10 até hoje 19/10, aumentou só em 36 novos infectados.

Na semana passada eram 3.630 recuperados. No Boletim de hoje (19/10) apareceram 155 recuperados a mais.

Na semana passada, ainda existiam 502 codoenses com o vírus no corpo. Hoje são 121 a menos, ou seja, o boletim de hoje (19/10) revela que só  existem 381 pessoas com COVID-19 em Codó.

O número de mortos aumentou de 87 para 89 casos.

PLANTÃO DO AMARAL – Veja agora imagens de como foi o CARNAVAL DO 12 neste sábado

Amaral Júnior esteve no evento de inauguração do Comitê do candidato Zito Rolim, do PDT, que tem como vice, Jadiel Reis.

A concentração começou na rua Puraquê, desceu pela Rua São Luís, pegou a Carlos Palhano e foi para Av. Santos Dumont onde fica localizado o comitê, no retorno do Zuza.

É terceira vez que Rolim realiza este percurso. As imagens feitas por Amaral Júnior mostram uma multidão  seguindo o candidato.

1.231 codoenses ainda estão se recuperando de CORONAVÍRUS, 81 morreram até agora

3.970 codoenses já foram infectados pelo Coronavírus em Codó, 1.231 ainda se recuperam da doença. De março até hoje, 81 pessoas já morreram vítimas da COVID-19.

O número de recuperados é de 2.658.

No Boletim desta quarta-feira, 2, o secretário de Saúde, Suelson Sales, destacou que em 3 dias menos de 15 novos casos foram registrados, mas chamou a atenção para a importância de se levar pacientes, sobretudo idosos, mais cedo para atendimento hospitalar, estão chegando com quadro grave.

“Em três dias tivemos menos de 15 casos confirmados, isso mostra que as medidas que foram tomadas, o isolamento social, a quarentena em determinados momentos, a participação da população com máscara, as medidas, os protocolos clínicos adotados pela Secretaria de Saúde, pelos nossos profissionais, a extensão do atendimento nas unidades básicas de saúde, ampliando o atendimento de 8 pra 12 horas, já em 4 unidades”

“As pessoas que estão chegando na UPA, no HGM estão chegando em estado moderado para grave, os idosos. As pessoas com comorbidades, então isso é preocupante porque apesar da baixa taxa de contágio nós temos tido um agravamento naquelas pessoas que têm chegado ao hospital, então é muito cuidado, vamos cooperar”

“Sempre esteja com a máscara, a guerra ainda não acabou. Nós temos vencido batalhas, porém o vírus ainda está vivo, ainda está infectando pessoas”, disse o secretário

Veja o que hospital de campanha COVID-19 relata sobre a morte de J. NET

O empresário do ramo de informática, José  Matos, mais conhecido como J. NET, teve morte confirmada ao blogdoacelio agora há pouco pela direção do hospital de campanha.

Ele deu entrada ontem, 21/07, às  23h05min, foi medicado e decidiu ir pra casa.

Retornou hoje ao hospital de campanha  e foi levado direto para a ala de pacientes graves de Covid-19.

Já havia ambulância para sua transferência para uma UTI de CAXIAS, mas J. NET sofreu uma parada cardiorrespiratória e morreu às 20h29min desta quarta-feira.

“Ele teve uma parada cardiorrespiratória e aí foi solicitado leito de transferência pra ele, equipe do SAMU  tava pronta pra fazer a transferência desse paciente às 7h20 (da noite) quando o SAMU chegou e aí o paciente teve uma parada foi quando a equipe iniciou o protocolo pra Covid-19 de reanimação e durou mais de uma hora quando o paciente, quando o protocolo não teve sucesso, foi constatado o óbito desse paciente”, nos revelou o diretor

NOUTRO ÁUDIO, MAIS DETALHES:”Pois é Acélio, ele deu entrada como eu já te passei, no dia 21, às 23h0min, a equipe médica fez a primeira intervenção com a saturação de 91, 93 dispineia leve, mas bastante agitado, os relatos da equipe que fez o primeiro atendimento, o paciente estava inquieto, muito agitado, com leve dispineia, foi orientado a ficar na observação do hospital de campanha sob suporte de O2 mas o mesmo retirava inúmeras vezes o catéter nasal e não aceitava, de forma alguma, hidratação, não aceitava de forma alguma medicações e inúmeras vezes ele levantava do leito, sempre agitado, falando alto, gritando, ia até a porta do  hospital de campanha, ameaçava sair, pedia para que ele retornasse, ele voltava para o leito, novamente repetia o quadro de agitação, sempre agitado. Foi feito diazepan via oral pra que ele pudesse relaxar, pudesse ficar aceitando O2 (Oxigênio) para que melhorasse a saturação dele para que de manhã ele tivesse melhor, mas o mesmo impossibilitou essa assistência, foi tudo anotado nos prontuários (…)

(…)A equipe fez todo o atendimento, às 3h20min (madrugada de 22/07) a equipe fez  contato com a família porque o mesmo recusou ficar sob observação  no leito  do hospital de campanha e ameaçou mais algumas vezes que iria sair e aí a família quando foi por volta de 4h10min da manhã levou o mesmo pra casa, aí no período da manhã (de 22/07) ele deu entrada novamente na troca do plantão às 7h quando entrou pro leito de isolamento de pacientes mais graves e aí foi feita toda a parte de assistência médica, assistência de enfermagem sobre o paciente”, disse-nos Carlinhos, o diretor do Hospital de Campanha.