Caxias – Decreto pode estar maquiando carência de médicos no município

Fonte: blog da jornalista Anele de Paula

O Governo dos Coutinho agora inventou mais uma novidade, a de que a população é obrigada a aceitar a prescrição de medicamentos feita por enfermeiros que trabalham na rede municipal de saúde.

É que conforme decreto baixado por HC os enfermeiros, são os únicos integrantes do Programa Saúde da Família obrigados a cumprir uma carga-horaria semanal de 30 horas semanais e é esse profissional que a população está encontrando nos Postos de Saúde quando busca atendimento.

É certo que o Ministério da Saúde preconiza que está seria também uma das funções dos enfermeiros que atuam no PSF, mas o que não foi esclarecido é que estes profissionais só podem prescrever, e transcrever, os medicamentos que fazem parte da farmácia básica, ou seja, os remédios que são doados a população no ato dos atendimentos.

O que se sabe, e o que a Secretaria Municipal de Saúde não quer assumir é que muitos profissionais dessa área estão indo além de suas atribuições e esta inventa uma desculpa qualquer, para que a população pare de reclamar sobre os escândalos contínuos da saúde em Caxias.

Enfermeiro não é médico, mas uma função complementa a outra. Na atenção básica eles têm um papel primordial no cuidado com a população. O que a Prefeitura não deve é usar estes profissionais para maquiar a carência de médicos no município.

Deixe uma resposta