Cícero de Sousa revela que Ricardo Torres “tem uma TV” e classifica suas declarações de “pronúncia mentirosa”

O jornalista e radialista Alberto Barros abriu o Cidade Notícias desta terça-feira, 8, falando sobre a entrevista do procurador-geral do município, Ricardo Torres, concedida ao blogdoacelio. Depois quem fez uso dos microfones da FCFM foi o próprio diretor geral, Cícero de Sousa, que começou afirmando.

Diretor Cícero de Sousa

“Primeiro essa pronúncia do Ricardo Torres é uma pronúncia mentirosa, ele não tá falando a verdade”, disse

“RICARDO FOGE DA FC”

Cícero destacou que Ricardo Torres não pode acusar o sistema de não abrir espaço para ouvir representantes da Prefeitura, pois da última vez que fez isso o próprio procurador marcou com o repórter Francisco Oliveira e não apareceu.

“Isso não procede, até porque a última vez que o sistema FC de Comunicação buscou ouvir o senhor Ricardo Torres ao lado a Prefeitura, ele não apareceu e o tema, na época, era educação, momento de denúncia, por parte do Sindicato e tudo mais”, lembrou

“ZITO SEMPRE DIZ NÃO”

Outra prova disso é que o jornalista, Marcelo Rocha, do programa de entrevistas CONFIDENCIAL já teria feito pelo menos cinco convites ao prefeito Zito Rolim para que ele fosse o entrevistado, assim como já ocorreu com outras autoridades políticas do município. Segundo Cícero, Zito sempre diz NÃO.

“Pelo Confidencial já passou Antonio Joaquim, já passou o ex-prefeito José Inácio e agora o Ricardo Archer, isso mostra que a FCTV é a mais democrática de Codó, isso é fato. O prefeito Zito Rolim já foi convidado por cinco vezes pelo Marcelo Rocha e ele nega a participação, ou seja, ele sempre diz que Não ao Marcelo”, revelou

SEM PROVAS

Ricardo Torres não tem provas do que disse, os fatos, de acordo com Cícero de Sousa, provam o contrário.

Por outro lado, eu entendo que quando qualquer denúncia em relação à Prefeitura aqui nós estamos abertos, seu Ricardo Torres, por outro lado vocês têm uma Assessoria de Comunicação que na minha concepção uma Assessoria de Comunicação, ela se antecipa. Qual é a prova que o senhor Ricardo Torres tem de que a FCTV, a FCFM ou o Portal nega qualquer esclarecimento por parte da Prefeitura em relação á alguma denúncia que saia aqui no nosso meio de comunicação, ele não tem esta prova”, argumentou

DESAFIO

O diretor fez um desafio no ar, ao vivo, ao procurador. Deixou todos os veículos do Sistema a disposição dele. Até o fim do programa de rádio, às 9h, ninguém da Prefeitura se manifestou.

Quero aqui convidá-lo, ainda tem uma hora de programa se ele quiser vir aqui participar não tem problema, como você tá convidado também seu Ricardo Torres para o programa do Veridiano que a gente começa agora às 10h a gravar e o próprio Confidencial está a sua disposição”, desafiou

DEMISSÃO DO FILHO DE CLÁUDIO

Na opinião dele, o sistema FC não tem culpa dos problemas que estouram com frequência no governo, apenas o leva ao ar para o conhecimento da população.

Não foi o Sistema FC de Comunicação que articulou a demissão do filho do Dr. Cláudio (da UPA), não foi o sistema FC de Comunicação que articulou a demissão do Dr. Mário (HGM), não é o Sistema FC de Comunicação responsável por alguma coisa errada que acontece no governo (Zito)”, relembrou

“VOCÊ TEM UMA TELEVISÃO”

Cícero chegou a dizer que Ricardo Torres entende bem de televisão, pois tem uma para administrar, referindo-se, claramente, à TV Codó.

“Veja bem, seu Ricardo Torres, sobre essa questão de televisão talvez você entenda bem porque você tem uma televisão, que tem um comportamento até diferente da nossa, eu duvido se a televisão de vocês abre espaço para o senhor Ricardo Archer se manifestar, para Doutor Antonio Joaquim se manifestar, para o sindicato, olha a forma como vocês trataram o sindicato (dos professores), se tem uma televisão que, realmente, defende o governo e não abre espaço para o contraditório é a TV comandanda por vocês, não a gente”, afirmou completando

“Aqui está aberto para você (Ricardo), para o prefeito e para qualquer secretário (…) porque nossa linha editorial é uma linha totalmente diferente que busca apresentar o contraditório,

SOBRE KEMUEL

Fechando sua defesa e provando a disponibilidade do sistema para a sociedade, para os denunciantes, o diretor-geral afirmou que foi procurado pelo empresário Kemuel que deu novo gás à denúncia do contrato de R$ 580.500 entre a Prefeitura e a funeária Econômica. Deixou evidente que sempre estará a disposição de quem quiser fazer denúncias e também daqueles que precisam se defender delas.

“Quem procurou o sistema para se manifestar foi a pessoa da funerária, a gente não foi atrás, segundo ele tanto você (Ricardo) quanto outros secretários o procuraram para que ele não concedesse a entrevista aqui ao sistema, isso não é um problema nosso é um problema de vocês. Portanto não é verdade quando o senhor Ricardo Torres, que concentra muito poder hoje na mão …(Alberto interrompe a conclusão do raciocínio)”.

Deixe uma resposta