Como governo Nagib está acabando com casos de alunos analfabetos dentro das escolas

Codó tem uma das maiores taxas de analfabetismo do Maranhão entre aqueles  acima de 15 anos de idade, segundo o IBGE acima de 38%.

Um estudo recente feito por meio do programa EDUCAR PRA VALER, importado da experiência de sucesso de Sobral, interior do Ceará, mostrou que a origem ainda pode estar na forma como nossos pequenos codoenses têm acesso à alfabetização.

Num universo de 7 mil alunos, dos primeiros anos do Ensino Fundamental, pelo menos 2/3 (dois terços), ou seja, algo em torno de 4.666 estudantes, não conseguem ler, nem escrever. Pior que isso, em muitos casos, atinge alunos até o nono ano, o último do fundamental.

O  CUIDAR PRA VALER  tem sido a arma usada pela Secretaria Municipal de Educação, no governo do prefeito Francisco Nagib,  para eliminar os analfabetos dentro das escolas de Codó. Sobre isso o blogdoacelio conversou diretamente com o secretário, Paulo Buzar.

Ele destacou que desde o ano passado, de maneira mais intensa, já se tem resultados animadores. Alguns professores, que abraçaram a causa, estão conseguindo alfabetizar crianças até o segundo ano do Ensino Fundamental, mesmo em turmas que chegam a 25 estudantes. CONFIRA A ENTREVISTA COMPLETA.

5 comentários sobre “Como governo Nagib está acabando com casos de alunos analfabetos dentro das escolas”

  1. Umas das heranças dos gestores anteriores que hoje querem voltar com a intenção única de imiciar e engordar o seu patrimônio.
    Quem menos tem culpa nestes casos são os alunos, tem que haver urgentemente uma reciclagem dos professores.

  2. O dono deste blog continua ainda com a péssima mania de não publicar ou eliminar alguma coisa sobre alguns comentários.
    Acho que ele evita não contrariar algumas pessoas.
    Ontem mandei um comentário sobre a auto intitulada baronesa e não foi publicado na sua íntegra.

  3. Muito importante a fala do Secretário.
    O retrato da educação é exatamente isto que ele falou.
    A base de tudo é o primário o ensino fu famental.
    Não é por menos que estamos com o País especialmente o Maranhão cheio de profissionais incompetentes: advogados, médicos enfim uma infinidade de pessoas jogadas no mercado com um ensino fundamental mal feito e frequentadores de faculdades totalmente desqualificada. Hoje em cada esquina tem uma faculdade, tipo igreja universal.
    O que importa aos estudantes é dizer “É U S O U D O U T O R “Sim, doutores que matam e deixam ir para cadeia. Advogados que sequer sabem fazer uma petição. São os famosos advogados de porta de delegacia.
    Médicos ” ” que sequer fazem residência ou uma especialidade aí vão para os interiores fazer de tudo sem uma especialidade. Matam muito e não sabemos.
    Tudo isto por falta de uma base, totalmente diferente dos velhos tempos.

  4. Hoje o negócio é celular, computador e outros, muito importante, mas não é para pesquisar e sim para ver pornografia e falar mal da vida alheia.
    ABRAM OS OLHOS EDUCADORES !
    ABRAM OS OLHOS JUVENTUDE !

  5. Essa e a pergunta q eu gostaria da resposta.Como esse perfeito iria acabar com o analfabetismo em Codó.Se ele e o prefeito q mais fechou escola no nosso município. Acorda Codó.

Deixe um comentário