CONTRA o CRACK – Francisco Nagib pede à governadora instalação de CAPS AD em Codó

Roseana e Francsico Nagib

O empresário, Francisco Nagib, aproveitou a estada da governadora Roseana Sarney na residência da Família Oliveira, onde despachou com políticos aliados, entre eles cerca de seis prefeitos da região, para fazer-lhe um pedido, que ele mesmo chamou de “especial”.

Primeiro falou de sua satisfação em receber a governadora, mais uma vez, na sua residência, dizendo:

“Governadora Roseana é um prazer recebê-la mais uma vez em nossa residência.
Aqui estão nossos amigos, lideranças religiosas (pastores, padres e representantes de umbanda), comerciantes, empresários, médicos, gerentes de banco, delegados. Convidei todos para um grande almoço com a presença de toda sua comitiva”.

O PEDIDO

Depois fez o pedido. Nagib destacou que está a frente de uma campanha de conscientização contra o crack no município de Codó, quando desde que começou tem ido até de casa em casa, sobretudo, na periferia a cidade, onde o problema é maior, no intuito de ajudar as famílias que enfrentam o problema.

Um dos objetivos maiores é evitar que o maior de jovens, possível, tenha sua primeira experiência com o crack, que tem avassalador poder de viciar.

A campanha em si, esclareceu Nagib aos presentes, é centrada na conscientização, mas é preciso tratar aqueles que já estão prejudicados pelo vício, neste contexto entra o trabalho do CAPS AD – Centro de Atenção Psicossocial, Álcool e Drogas – que Codó ainda não possui. A instalação de um destes centros no município foi o pedido feito por Francisco Nagib à governadora e ao secretário de saúde do Estado, Ricardo Murad.

“E na presença de todos, quero fazer um pedido especial. Codó precisa urgentemente de um Caps AD, para cuidar dos drogados, dos nossos dependentes químicos e estou falando isso porque estamos em uma campanha de conscientização contra as drogas em especial contra o Crack”, pediu

PELAS PESSOAS

Francisco, sem seguida, frisou que tem feito a parte dele, juntamente com sua equipe de trabalho na campanha, e, muitas vezes, até além do que deveria pois parte disso seria de responsabilidade do Poder Público Municipal.

Clima descontraído/foto:Raphael Fernandes

“Estamos fazendo nossa parte e estou me vendo na obrigação de fazer a parte do município que é tratar dos dependentes químicos”, concluiu

SAIBA MAIS SOBRE O CAPS AD

Saiba mais sobre CAPS AD, com informações do site guiadedireitos.org, colhidas pelo blogdoacelio:

O CAPSad é um serviço especializado em saúde mental que atende pessoas com problemas decorrentes do uso ou abuso de álcool e outras drogas em diferentes níveis de cuidado: intensivo (diariamente), semi-intensivo (de duas a três vezes por semana) e não-intensivo (até três vezes por mês).

É um serviço ambulatorial territorializado que integra uma rede de atenção em substituição à “internação psiquiátrica”, e que tem como princípio a reinserção social. Realiza ações de assistência (medicação, terapias, oficinas terapêuticas, atenção familiar), de prevenção e capacitação de profissionais para lidar com os dependentes.

O serviço do CAPS é a porta de entrada do paciente dependente de álcool e drogas no Sistema Único de Saúde. É importante ressaltar que apenas são atendidos os pacientes que buscam ajuda, já que o tratamento é aberto, isto é, não há internação ou qualquer outro procedimento contra a vontade do dependente.

Deixe uma resposta